SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 41
Baixar para ler offline
Hidrografia geralHidrografia geral
e do Brasile do BrasilProf. J. Artur Lara
CONCEITOS BÁSICOS
 Afluente ou tributário ou rio secundário: rio que não
atinge diretamente o mar, fazendo–o somente através do
rio principal.
 Bacia hidrográfica: área drenada pela rede hidrográfica.
Sua análise envolve os aspectos físicos, os humanos e os
econômicos.
 Canal Fluvial: sulco feito no relevo pelos rios, através de
seus processos erosivos, ao se instalarem na natureza.
Esquema de uma bacia hidrográfica
 Curso: canal de escoamento que se estende desde a
nascente até a foz.
 Vazão: quantidade de água que um rio escoa em um ponto
qualquer de seu curso. O débito é medido em metros
cúbicos por segundo (m³/s) varia:
a) ao longo do curso, aumentando o débito da nascente
para a foz;
b) ao longo do ano, sofrendo maior ou menor variação da
vazão de acordo com as estações.
 Leito: trecho recoberto pelas aguas ao
escoarem, sendo de largu variável, normalmente,
aumentando das nascentes para a foz, conforme
a quantidade de água existente no canal fluvial.
 Margens, terraço ou várzeas: partes laterais
que demarcam o leito fluvial. Conforme o sentido
de escoamento das águas, da nascente para a
foz, distingue-se a margem esquerda e a direita.
 Meandro: curva do traçado do rio. Os rios
meandrantes são típicos de áreas onde o relevo é
pouco movimentado, a exemplo das planícies e
secundariamente, em alguns planaltos.
 Nascente: locais onde se iniciam os rios.
 Rede Hidrográfica: conjunto formado pelo rio
principal e todos os afluentes e subafluentes.
 Rio principal: rio que coleta as águas de todos
os afluentes e subafluentes, transportando-as até
a foz. Normalmente, o nome da bacia
hidrográfica corresponde ao rio principal.
TIPOS DE DRENAGENS
 Exorréicas: quando o escoamento das águas é
aberto, voltado para os oceanos e mares.
 Endorréicas: quando a drenagem é interna, os rios
desembocam em lagos ou mares fechados.
 Arréicas: quando não se distingue a direção da
drenagem, são típicos das áreas desérticas e semi-
áridas.
 Criptorréicas: quando os cursos fluviais
apresentam –se subterrâneos, como nas áreas
calcárias.
Bacias Hidrográficas do Brasil
1 Bacia Amazônica1 Bacia Amazônica
  
É considerada a maior bacia hidrográfica
do planeta, responsável por drenar água de
uma área de aproximadamente 7 milhões
de quilômetros quadrados. No Brasil, ela
compreende uma área de 3.870.000 km²,
apresentando grande potencial para
geração de energia hidrelétrica, além de
possuir características propícias para o
transporte fluvial.
Rio Amazonas - AM
2  Bacia  Hidrográfica  do 2  Bacia  Hidrográfica  do 
Tocantins-Araguaia Tocantins-Araguaia 
Com 967.059 quilômetros quadrados,
essa é a maior bacia hidrográfica
exclusivamente brasileira. Seu potencial
energético é explorado, possuindo uma
usina de grande porte
Rio Araguaia - GO
3 Bacia Hidrográfica do Atlântico3 Bacia Hidrográfica do Atlântico
Norte/NordesteNorte/Nordeste
A primeira parte é composta Situada nos estados do
Maranhão e Pará, essa bacia hidrográfica possui
254.100 quilômetros quadrados. Os principais rios
perenes são: Mearim, Itapecuru e Turiaçu. A
segunda parte é responsável por drenar água de
uma área de 287.348 quilômetros quadrados,
compreendendo os estados do Rio Grande do Norte,
Ceará, Paraíba, Pernambuco e Alagoas. Os principais
rios são o Beberibe e Capibaribe, além do Jaguaribe,
considerado o maior rio intermitente (temporário) do
mundo. 
 
Casa de Palafita – Rio Grande do Norte
4 Bacia Hidrográfica do São
Francisco 
Importante meio de ligação entre as
Regiões Nordeste e Sudeste, a bacia do
São Francisco possui cerca de 640 mil
quilômetros quadrados. Apresenta
extensos trechos navegáveis, além de
grande potencial hidrelétrico. O garimpo,
a mineração, a irrigação e a poluição
hídrica ameaçam a qualidade dos rios
dessa região.
Piranhas - AL
5 Bacia Hidrográfica5 Bacia Hidrográfica
Atlântico Leste Atlântico Leste 
A bacia do Atlântico Leste, com 374.677
quilômetros quadrados, abrange
territórios de Sergipe, Bahia, Minas
Gerais e Espírito Santo. O Rio
Jequitinhonha se destaca nessa área de
drenagem.
Rio Jequitinhonha
6 Bacia Hidrográfica do6 Bacia Hidrográfica do
Paraná Paraná 
A bacia do Paraná, presente no Brasil,
Argentina, Paraguai e Uruguai, possui rios
de planalto e encachoeirados, perfeitos para
a instalação de hidrelétricas. Esse potencial
é aproveitado pelas usinas de Ilha Solteira,
Itaipu, Capivari, Engenheiro Sérgio Mota,
Água Vermelha, etc. 
Usina Itaipu Binacional
O Rio Uruguai, o principal dessa região
hidrográfica, nasce da junção dos rios
Canoas e Pelotas, na divisa entre os estados
de Santa Catarina e Rio Grande do Sul.
Posteriormente, ele percorre 1.770
quilômetros, desaguando no Rio da Prata.
Outros rios de grande importância são: Ijuí,
Chapecó e do Peixe.
7 Bacia do Rio Uruguai7 Bacia do Rio Uruguai
Rio do Peixe – Joaçaba SC
8 Bacia Hidrográfica8 Bacia Hidrográfica
do Atlântico Sudestedo Atlântico Sudeste
Está localizada em uma área altamente
industrializada, nos estados do Espírito
Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São
Paulo e Paraná, o que faz com que esta
bacia seja bastante utilizada pela
população e indústrias locais. Possui
229.972 km² e é formada pelo rio Doce,
Itapemirim, São Mateus, Iguape, Paraíba
do Sul, entre outros.
9 Bacia Hidrográfica9 Bacia Hidrográfica
do Atlântico Suldo Atlântico Sul
A Região Hidrográfica Atlântico Sul destaca-
se por abrigar um expressivo contingente
populacional, pelo desenvolvimento
econômico e por sua importância para o
turismo. A região se inicia ao norte, próximo à
divisa dos estados de São Paulo e Paraná, e
se estende até o arroio Chuí, ao sul. Possui
uma área total de 187.522 Km², o equivalente
a 2,2% do País.
Bacias Hidrográficas do Brasil
Bacia
Hidrográfico
Potencial
Existente
(MW)
Potencial
Aproveitado
(MW)
Bacia do
Amazonas
105.410 592
Bacia do Rio
Tocantins
27.540 5.394
Bacia do Rio
São Francisco
26.319 10.473
Bacia do Rio
Paraná
60.378 38.580
Fonte: Aneel

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (20)

Hidrografia do brasil
Hidrografia do brasilHidrografia do brasil
Hidrografia do brasil
 
As formaçoes vegetais pelo mundo
As formaçoes vegetais pelo mundoAs formaçoes vegetais pelo mundo
As formaçoes vegetais pelo mundo
 
Brasil – domínios morfoclimáticos
Brasil – domínios morfoclimáticosBrasil – domínios morfoclimáticos
Brasil – domínios morfoclimáticos
 
Relevo
RelevoRelevo
Relevo
 
7º ano unidade 5 - Região Norte
7º ano   unidade 5 - Região Norte7º ano   unidade 5 - Região Norte
7º ano unidade 5 - Região Norte
 
Regionalização da américa
Regionalização da américaRegionalização da américa
Regionalização da américa
 
A formação do território brasileiro - 7º ano
A formação do território brasileiro - 7º anoA formação do território brasileiro - 7º ano
A formação do território brasileiro - 7º ano
 
Relevo agentes formadores e erosivos
Relevo agentes formadores e erosivosRelevo agentes formadores e erosivos
Relevo agentes formadores e erosivos
 
Região norte
Região norteRegião norte
Região norte
 
Hidrografia Mundial
Hidrografia MundialHidrografia Mundial
Hidrografia Mundial
 
Relevo Brasileiro
 Relevo Brasileiro Relevo Brasileiro
Relevo Brasileiro
 
Aspectos naturais da América
Aspectos naturais da AméricaAspectos naturais da América
Aspectos naturais da América
 
Vegetação do brasil
Vegetação do brasilVegetação do brasil
Vegetação do brasil
 
Dominios morfoclimáticos
Dominios morfoclimáticosDominios morfoclimáticos
Dominios morfoclimáticos
 
América anglo saxônica
América anglo saxônicaAmérica anglo saxônica
América anglo saxônica
 
Clima E Climas Do Brasil Aula
Clima E Climas Do Brasil   AulaClima E Climas Do Brasil   Aula
Clima E Climas Do Brasil Aula
 
Climas do brasil
Climas do brasilClimas do brasil
Climas do brasil
 
Bacias hidrográficas do Brasil
Bacias hidrográficas do BrasilBacias hidrográficas do Brasil
Bacias hidrográficas do Brasil
 
Continente asiático
Continente asiáticoContinente asiático
Continente asiático
 
A Regionalização da América
A Regionalização da AméricaA Regionalização da América
A Regionalização da América
 

Semelhante a Brasil Bacias Hidrográficas

Bacias hidrográficas brasileiras
Bacias hidrográficas brasileirasBacias hidrográficas brasileiras
Bacias hidrográficas brasileirasCarlão Otavio
 
Bacias hidrograficas
Bacias hidrograficasBacias hidrograficas
Bacias hidrograficasERLANDIEGO
 
Bacias hidrográficas
Bacias hidrográficasBacias hidrográficas
Bacias hidrográficasIPA Metodista
 
As grandes bacias hidrográficas brasileiras
As grandes bacias hidrográficas brasileirasAs grandes bacias hidrográficas brasileiras
As grandes bacias hidrográficas brasileirasRaquel Avila
 
Hidrografia e hidreletricas no brasil
Hidrografia e hidreletricas no brasilHidrografia e hidreletricas no brasil
Hidrografia e hidreletricas no brasilSalageo Cristina
 
2 ano medio 2 bimestre modulo 38 a 40 2013
2 ano medio 2 bimestre modulo 38 a 40 20132 ano medio 2 bimestre modulo 38 a 40 2013
2 ano medio 2 bimestre modulo 38 a 40 2013Priscila Martins
 
Hidrografia do paraná
Hidrografia do paranáHidrografia do paraná
Hidrografia do paranáAna Carolina
 
Hidrografia do paraná
Hidrografia do paranáHidrografia do paraná
Hidrografia do paranáAna Carolina
 
BACIAS HIDROGRÁFICAS - Geografia 2 - Ensino remoto
BACIAS HIDROGRÁFICAS - Geografia 2 - Ensino remotoBACIAS HIDROGRÁFICAS - Geografia 2 - Ensino remoto
BACIAS HIDROGRÁFICAS - Geografia 2 - Ensino remotosw4kfysgx7
 
Geografia do brasil - Hidrografia
Geografia do brasil - HidrografiaGeografia do brasil - Hidrografia
Geografia do brasil - HidrografiaTom Lima
 
1°ano Hidrografia.ppt
1°ano Hidrografia.ppt1°ano Hidrografia.ppt
1°ano Hidrografia.pptRosaCarvalho50
 

Semelhante a Brasil Bacias Hidrográficas (20)

Hidrografia
HidrografiaHidrografia
Hidrografia
 
Bacias hidrográficas brasileiras
Bacias hidrográficas brasileirasBacias hidrográficas brasileiras
Bacias hidrográficas brasileiras
 
Bacias hidrograficas
Bacias hidrograficasBacias hidrograficas
Bacias hidrograficas
 
Bacias hidrográficas
Bacias hidrográficasBacias hidrográficas
Bacias hidrográficas
 
Perfil hídrico brasileiro
Perfil hídrico brasileiroPerfil hídrico brasileiro
Perfil hídrico brasileiro
 
As grandes bacias hidrográficas brasileiras
As grandes bacias hidrográficas brasileirasAs grandes bacias hidrográficas brasileiras
As grandes bacias hidrográficas brasileiras
 
Hidrografia e hidreletricas no brasil
Hidrografia e hidreletricas no brasilHidrografia e hidreletricas no brasil
Hidrografia e hidreletricas no brasil
 
2 ano medio 2 bimestre modulo 38 a 40 2013
2 ano medio 2 bimestre modulo 38 a 40 20132 ano medio 2 bimestre modulo 38 a 40 2013
2 ano medio 2 bimestre modulo 38 a 40 2013
 
Bacias Hidrográficas
Bacias HidrográficasBacias Hidrográficas
Bacias Hidrográficas
 
Hidrografia do paraná
Hidrografia do paranáHidrografia do paraná
Hidrografia do paraná
 
Hidrografia do paraná
Hidrografia do paranáHidrografia do paraná
Hidrografia do paraná
 
Hidrografia no brasil
Hidrografia no brasilHidrografia no brasil
Hidrografia no brasil
 
Hidrografia.ppt
Hidrografia.pptHidrografia.ppt
Hidrografia.ppt
 
Hidrografia do brasil
Hidrografia do brasilHidrografia do brasil
Hidrografia do brasil
 
Modulo 10 - As águas no Brasil
Modulo 10 - As águas no BrasilModulo 10 - As águas no Brasil
Modulo 10 - As águas no Brasil
 
BACIAS HIDROGRÁFICAS - Geografia 2 - Ensino remoto
BACIAS HIDROGRÁFICAS - Geografia 2 - Ensino remotoBACIAS HIDROGRÁFICAS - Geografia 2 - Ensino remoto
BACIAS HIDROGRÁFICAS - Geografia 2 - Ensino remoto
 
Geografia do brasil - Hidrografia
Geografia do brasil - HidrografiaGeografia do brasil - Hidrografia
Geografia do brasil - Hidrografia
 
1°ano Hidrografia.ppt
1°ano Hidrografia.ppt1°ano Hidrografia.ppt
1°ano Hidrografia.ppt
 
Hidrografia do brasil
Hidrografia do brasilHidrografia do brasil
Hidrografia do brasil
 
Hidrografia
HidrografiaHidrografia
Hidrografia
 

Mais de Artur Lara

Cartografia completa
Cartografia completaCartografia completa
Cartografia completaArtur Lara
 
Oriente médio e estado islâmico
Oriente médio e estado islâmicoOriente médio e estado islâmico
Oriente médio e estado islâmicoArtur Lara
 
Israel e palestina
Israel e palestinaIsrael e palestina
Israel e palestinaArtur Lara
 
Mundo multipolar - Geopolítica
Mundo multipolar - GeopolíticaMundo multipolar - Geopolítica
Mundo multipolar - GeopolíticaArtur Lara
 
Clima Geral e Brasileiro para Ensino Médio
Clima Geral e Brasileiro para Ensino MédioClima Geral e Brasileiro para Ensino Médio
Clima Geral e Brasileiro para Ensino MédioArtur Lara
 
Questão agrária no brasil
Questão agrária no brasilQuestão agrária no brasil
Questão agrária no brasilArtur Lara
 
O espaço agrário mundial
O espaço agrário mundialO espaço agrário mundial
O espaço agrário mundialArtur Lara
 
Estrututa geológica
Estrututa geológicaEstrututa geológica
Estrututa geológicaArtur Lara
 
Exercícios fuso horário
Exercícios fuso horárioExercícios fuso horário
Exercícios fuso horárioArtur Lara
 
Estrutura geológica brasil e do paraná
Estrutura geológica brasil e do paranáEstrutura geológica brasil e do paraná
Estrutura geológica brasil e do paranáArtur Lara
 
Exercícios coordenadas
Exercícios coordenadasExercícios coordenadas
Exercícios coordenadasArtur Lara
 
Blocos econômicos
Blocos econômicosBlocos econômicos
Blocos econômicosArtur Lara
 
Globalização
GlobalizaçãoGlobalização
GlobalizaçãoArtur Lara
 
Demografia aplicada ao vestibular - População mundial
Demografia aplicada ao vestibular - População mundialDemografia aplicada ao vestibular - População mundial
Demografia aplicada ao vestibular - População mundialArtur Lara
 
Urbanização Mundial e Brasileira
Urbanização Mundial e BrasileiraUrbanização Mundial e Brasileira
Urbanização Mundial e BrasileiraArtur Lara
 
Oriente médio - síria e estado islâmico
Oriente médio - síria e estado islâmicoOriente médio - síria e estado islâmico
Oriente médio - síria e estado islâmicoArtur Lara
 

Mais de Artur Lara (20)

Cartografia completa
Cartografia completaCartografia completa
Cartografia completa
 
Oriente médio e estado islâmico
Oriente médio e estado islâmicoOriente médio e estado islâmico
Oriente médio e estado islâmico
 
Israel e palestina
Israel e palestinaIsrael e palestina
Israel e palestina
 
Mundo multipolar - Geopolítica
Mundo multipolar - GeopolíticaMundo multipolar - Geopolítica
Mundo multipolar - Geopolítica
 
Clima Geral e Brasileiro para Ensino Médio
Clima Geral e Brasileiro para Ensino MédioClima Geral e Brasileiro para Ensino Médio
Clima Geral e Brasileiro para Ensino Médio
 
Questão agrária no brasil
Questão agrária no brasilQuestão agrária no brasil
Questão agrária no brasil
 
O espaço agrário mundial
O espaço agrário mundialO espaço agrário mundial
O espaço agrário mundial
 
Estrututa geológica
Estrututa geológicaEstrututa geológica
Estrututa geológica
 
Brexit
BrexitBrexit
Brexit
 
Onu
OnuOnu
Onu
 
Exercícios fuso horário
Exercícios fuso horárioExercícios fuso horário
Exercícios fuso horário
 
Estrutura geológica brasil e do paraná
Estrutura geológica brasil e do paranáEstrutura geológica brasil e do paraná
Estrutura geológica brasil e do paraná
 
Exercícios coordenadas
Exercícios coordenadasExercícios coordenadas
Exercícios coordenadas
 
Migrações
MigraçõesMigrações
Migrações
 
Blocos econômicos
Blocos econômicosBlocos econômicos
Blocos econômicos
 
Brics
BricsBrics
Brics
 
Globalização
GlobalizaçãoGlobalização
Globalização
 
Demografia aplicada ao vestibular - População mundial
Demografia aplicada ao vestibular - População mundialDemografia aplicada ao vestibular - População mundial
Demografia aplicada ao vestibular - População mundial
 
Urbanização Mundial e Brasileira
Urbanização Mundial e BrasileiraUrbanização Mundial e Brasileira
Urbanização Mundial e Brasileira
 
Oriente médio - síria e estado islâmico
Oriente médio - síria e estado islâmicoOriente médio - síria e estado islâmico
Oriente médio - síria e estado islâmico
 

Último

Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptxpamelacastro71
 
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdforganizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdfCarlosRodrigues832670
 
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.HildegardeAngel
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosAntnyoAllysson
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISVitor Vieira Vasconcelos
 
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxQUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxAntonioVieira539017
 
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfSlides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfpaulafernandes540558
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terraBiblioteca UCS
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira partecoletivoddois
 
PLANO ANUAL 1ª SÉRIE - Língua portuguesa 2024
PLANO ANUAL 1ª SÉRIE - Língua portuguesa 2024PLANO ANUAL 1ª SÉRIE - Língua portuguesa 2024
PLANO ANUAL 1ª SÉRIE - Língua portuguesa 2024SamiraMiresVieiradeM
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxconcelhovdragons
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLaseVasconcelos1
 

Último (20)

Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
 
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdforganizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
 
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
 
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxQUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
 
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfSlides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppttreinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
 
PLANO ANUAL 1ª SÉRIE - Língua portuguesa 2024
PLANO ANUAL 1ª SÉRIE - Língua portuguesa 2024PLANO ANUAL 1ª SÉRIE - Língua portuguesa 2024
PLANO ANUAL 1ª SÉRIE - Língua portuguesa 2024
 
(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..
(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..
(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
 

Brasil Bacias Hidrográficas

  • 1. Hidrografia geralHidrografia geral e do Brasile do BrasilProf. J. Artur Lara
  • 2.
  • 3. CONCEITOS BÁSICOS  Afluente ou tributário ou rio secundário: rio que não atinge diretamente o mar, fazendo–o somente através do rio principal.  Bacia hidrográfica: área drenada pela rede hidrográfica. Sua análise envolve os aspectos físicos, os humanos e os econômicos.  Canal Fluvial: sulco feito no relevo pelos rios, através de seus processos erosivos, ao se instalarem na natureza.
  • 4. Esquema de uma bacia hidrográfica
  • 5.
  • 6.  Curso: canal de escoamento que se estende desde a nascente até a foz.  Vazão: quantidade de água que um rio escoa em um ponto qualquer de seu curso. O débito é medido em metros cúbicos por segundo (m³/s) varia: a) ao longo do curso, aumentando o débito da nascente para a foz; b) ao longo do ano, sofrendo maior ou menor variação da vazão de acordo com as estações.
  • 7.  Leito: trecho recoberto pelas aguas ao escoarem, sendo de largu variável, normalmente, aumentando das nascentes para a foz, conforme a quantidade de água existente no canal fluvial.  Margens, terraço ou várzeas: partes laterais que demarcam o leito fluvial. Conforme o sentido de escoamento das águas, da nascente para a foz, distingue-se a margem esquerda e a direita.
  • 8.  Meandro: curva do traçado do rio. Os rios meandrantes são típicos de áreas onde o relevo é pouco movimentado, a exemplo das planícies e secundariamente, em alguns planaltos.  Nascente: locais onde se iniciam os rios.  Rede Hidrográfica: conjunto formado pelo rio principal e todos os afluentes e subafluentes.
  • 9.  Rio principal: rio que coleta as águas de todos os afluentes e subafluentes, transportando-as até a foz. Normalmente, o nome da bacia hidrográfica corresponde ao rio principal.
  • 10. TIPOS DE DRENAGENS  Exorréicas: quando o escoamento das águas é aberto, voltado para os oceanos e mares.  Endorréicas: quando a drenagem é interna, os rios desembocam em lagos ou mares fechados.  Arréicas: quando não se distingue a direção da drenagem, são típicos das áreas desérticas e semi- áridas.  Criptorréicas: quando os cursos fluviais apresentam –se subterrâneos, como nas áreas calcárias.
  • 12.
  • 13. 1 Bacia Amazônica1 Bacia Amazônica    É considerada a maior bacia hidrográfica do planeta, responsável por drenar água de uma área de aproximadamente 7 milhões de quilômetros quadrados. No Brasil, ela compreende uma área de 3.870.000 km², apresentando grande potencial para geração de energia hidrelétrica, além de possuir características propícias para o transporte fluvial.
  • 14.
  • 16. 2  Bacia  Hidrográfica  do 2  Bacia  Hidrográfica  do  Tocantins-Araguaia Tocantins-Araguaia  Com 967.059 quilômetros quadrados, essa é a maior bacia hidrográfica exclusivamente brasileira. Seu potencial energético é explorado, possuindo uma usina de grande porte
  • 17.
  • 19. 3 Bacia Hidrográfica do Atlântico3 Bacia Hidrográfica do Atlântico Norte/NordesteNorte/Nordeste A primeira parte é composta Situada nos estados do Maranhão e Pará, essa bacia hidrográfica possui 254.100 quilômetros quadrados. Os principais rios perenes são: Mearim, Itapecuru e Turiaçu. A segunda parte é responsável por drenar água de uma área de 287.348 quilômetros quadrados, compreendendo os estados do Rio Grande do Norte, Ceará, Paraíba, Pernambuco e Alagoas. Os principais rios são o Beberibe e Capibaribe, além do Jaguaribe, considerado o maior rio intermitente (temporário) do mundo.   
  • 20.
  • 21. Casa de Palafita – Rio Grande do Norte
  • 22. 4 Bacia Hidrográfica do São Francisco  Importante meio de ligação entre as Regiões Nordeste e Sudeste, a bacia do São Francisco possui cerca de 640 mil quilômetros quadrados. Apresenta extensos trechos navegáveis, além de grande potencial hidrelétrico. O garimpo, a mineração, a irrigação e a poluição hídrica ameaçam a qualidade dos rios dessa região.
  • 23.
  • 24.
  • 25.
  • 27. 5 Bacia Hidrográfica5 Bacia Hidrográfica Atlântico Leste Atlântico Leste  A bacia do Atlântico Leste, com 374.677 quilômetros quadrados, abrange territórios de Sergipe, Bahia, Minas Gerais e Espírito Santo. O Rio Jequitinhonha se destaca nessa área de drenagem.
  • 28.
  • 30. 6 Bacia Hidrográfica do6 Bacia Hidrográfica do Paraná Paraná  A bacia do Paraná, presente no Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai, possui rios de planalto e encachoeirados, perfeitos para a instalação de hidrelétricas. Esse potencial é aproveitado pelas usinas de Ilha Solteira, Itaipu, Capivari, Engenheiro Sérgio Mota, Água Vermelha, etc. 
  • 31.
  • 33.
  • 34. O Rio Uruguai, o principal dessa região hidrográfica, nasce da junção dos rios Canoas e Pelotas, na divisa entre os estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Posteriormente, ele percorre 1.770 quilômetros, desaguando no Rio da Prata. Outros rios de grande importância são: Ijuí, Chapecó e do Peixe. 7 Bacia do Rio Uruguai7 Bacia do Rio Uruguai
  • 35.
  • 36. Rio do Peixe – Joaçaba SC
  • 37. 8 Bacia Hidrográfica8 Bacia Hidrográfica do Atlântico Sudestedo Atlântico Sudeste Está localizada em uma área altamente industrializada, nos estados do Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo e Paraná, o que faz com que esta bacia seja bastante utilizada pela população e indústrias locais. Possui 229.972 km² e é formada pelo rio Doce, Itapemirim, São Mateus, Iguape, Paraíba do Sul, entre outros.
  • 38.
  • 39. 9 Bacia Hidrográfica9 Bacia Hidrográfica do Atlântico Suldo Atlântico Sul A Região Hidrográfica Atlântico Sul destaca- se por abrigar um expressivo contingente populacional, pelo desenvolvimento econômico e por sua importância para o turismo. A região se inicia ao norte, próximo à divisa dos estados de São Paulo e Paraná, e se estende até o arroio Chuí, ao sul. Possui uma área total de 187.522 Km², o equivalente a 2,2% do País.
  • 40.
  • 41. Bacias Hidrográficas do Brasil Bacia Hidrográfico Potencial Existente (MW) Potencial Aproveitado (MW) Bacia do Amazonas 105.410 592 Bacia do Rio Tocantins 27.540 5.394 Bacia do Rio São Francisco 26.319 10.473 Bacia do Rio Paraná 60.378 38.580 Fonte: Aneel