SlideShare uma empresa Scribd logo
02   aula 14022012
RECAPITULANDO VIMOS:
- EMENTA/PEA(Programa de Ensino e Aprendizagem)
- REGRAS
REGRAS PARA UMA AULA DE QUALIDADE:
- NÃO TOLERO CONVERSAS PARALELAS ENQUANTO EXPLICO
- NÃO SERÃO ACEITOS TRABALHOS E RELATÓRIOS IMPRESSOS.
TODO TRABALHO DEVERÁ SER ENVIADO POR EMAIL ,
ATRAVÉS DE ARQUIVO ANEXADO EM FORMATO .PDF!
- TODO ENVIO DE TRABALHO DEVERÁ SER REGISTRADO EM
FORMULÁRIO ON LINE NO SITE GOOGLE APPS DO PROFESSOR
- A COORDENAÇÃO, O APOIO DOCENTE, NÃO ACEITARÃO A
ENTREGA DE TRABALHOS!
REGRAS:
- TODO ALUNO DEVERÁ POSSUIR UMA CONTA
DE E-MAIL NO AMBIENTE GOOGLE APPS
(GMAIL DA ANHANGUERA), NO DOMÍNIO
AEDU.
EXEMPLO: joao.guedes@aedu.com
Quem não tiver criada a conta é só acessar a
área restrita do aluno e clicar no banner
GOOGLE APPS. DEMORA ATÉ 48HS.
REGRAS:
- TODO ALUNO DEVE ENVIAR UM E-MAIL PARA
QUE EU POSSA CADASTRÁ-LO NO MEU
CONTROLE DE NOTAS DA TURMA.
- ANOTEM MEU EMAIL:
rubens.evangelista@aedu.com
- PADRÃO DE COMUNICAÇÃO:
- TODO E-MAIL SEGUIRÁ UM PADRÃO
REGRAS:
TODA COMUNICAÇÃOTODA COMUNICAÇÃO POR E-MAIL O
ASSUNTO SEMPRE DEVERÁ CONTER SOMENTE A SIGLA
- ECA9A
- ANOTEM A SIGLA DO ASSUNTO
- TODO E-MAIL DEVERÁ TERA IDENTIFICAÇÃO DO ALUNO
COM RA, NOME E ASSUNTO NO CORPO DO EMAIL.
REGRAS:
Aulas
Aula expositiva, dinâmicas de grupo, seminários, debates, exercício em classe, ATPS
(Atividades Práticas Supervisionadas)
Avaliações:
1º Bimestre
A nota do primeiro bimestre será composta pelos seguintes itens
• Seminário (7,0 sete pontos) - Avaliação da exposição (Notas de 0 à 10)
• ATPS (1,5 um ponto e meio) - Avaliação da execução (Notas de 0 à 10)
• Trabalho (1,5 um ponto e meio) - Avaliação de conteúdo (Notas de 0 à 10)
A média do primeiro bimestre será composta por:
M1= ((Nota Seminário (de 0 á 10))*0,7+(Nota ATPS (de 0 á 10))*0,15+(Nota Trabalho (de 0 á 10))*0,15)*0,4
REGRAS:
Aulas
Avaliações:
2º Bimestre
A nota do segundo bimestre será composta pelos seguintes itens
• Avaliação Oficial (8,0 oito pontos) - Avaliação do Aprendizado (Notas de 0 à 10)
• ATPS (1,0 ponto) - Avaliação da execução (Notas de 0 à 10)
• Trabalho (1,0 ponto) - Avaliação de conteúdo (Notas de 0 à 10)
A média do segundo bimestre será composta por:
M2= ((Nota Avaliação Oficial (de 0 á 10))*0,8+(Nota ATPS(de 0 á 10))*0,1+(Nota Trabalho(de 0 á 10))*0,1)*0,6
MF (Média Final) = M1 + M2
Se MF < 5,0 então O aluno poderá fazer a PS (Prova Substitutiva)
Se PS*0,6 > M2 então PS substitui M2
M2=0,6 * PS e consequentemente
MF = M1 + M2 => Senão será mantida a melhor nota entre PS e M2
REGRAS:
As avaliações serão marcadas pela Faculdade.
Seminário (será 1 semana antes do dia da 1ª Avaliação)
Metodologia
O Número de alunos por grupo terá um limite negociado.
Avaliação é do grupo (aluno faltante não tem nota)
Entrega de apresentação (.PPT) e apresentação para classe
Tempo da apresentação de 15 a 20 minutos
Todos os alunos do grupo DEVEM apresentar
A composição do grupo será por sorteio
ATPS (Atividades Práticas Supervisionadas)
Orientação e entrega de trabalhos semanalmente (das 22:00hs às 22:15hs)
RECAPITULANDO VIMOS:
- EMENTA/PEA(Programa de Ensino e Aprendizagem)
- REGRAS
- BIBLIOGRAFIA
- INTRODUÇÃO À REDES DE COMPUTADORES E
TELECOMUNICAÇÕES.
As comunicações de dados e as redes estão
mudando a maneira pela qual fazemos negócios e
o modo como vivemos.
(FOROUZAN, 2008, p.03)
INTRODUÇÃO ÀS REDES DE COMPUTADORES
Sistema MONOUSUÁRIO – STAND ALONE
Apenas um usuário pode utilizar o sistema
Sistemas MULTIUSUÁRIOS
Um ou mais usuários podem utilizar o sistema
Sistemas de REDES (NETWARES)
O Sistema é composto por sub-sistemas de rede
Sistemas de REDES HETEROGENEAS
O Sistema é composto por diferentes sub-sistemas
Sistemas de TELECOMUNICAÇÕES
É toda forma de troca de informações (voz, dados, texto,imagem)
por meio de redes computadorizadas.(O’BRIEN, 2001)
As telecomunicações se utilizam de meios eletrônicos para realizar
o processo de comunicação
Exemplos de Telecomunicações:
•Telegrafia
•Sistema Telefônico
•Redes de Telefonia Celular
•Redes de Computadores
•Intranet, Extranet e Internet
TELECOMUNICAÇÕES
Relembrando
Só há comunicação quando existem a Mensagem, o Meio, o
Receptor e o Transmissor.
TELECOMUNICAÇÕES
A comunicação é o ato da transmissão de informações de uma pessoa à
outra (FERRARI, 2001)
Nas quatro últimas décadas as Telecomunicações passaram por
transformações significativas, devido ao desenvolvimento tecnológico
desse seguimento. Acredita-se que a revolução nas comunicações só se
compara à invenção da imprensa (DAMSKI, 1995)
Conforme as sociedades foram ocupando espaços geograficamente
dispersos, a necessidade de comunicação através de longas distâncias foi
tornando-se mais intensa
As empresas estão se tornando empresas conectadas em redes. A
Internet e as redes internas e externas na empresa se tornaram a
principal infra-estrutura de informática de muitas organizações.
(O’BRIEN, 2001)
TELECOMUNICAÇÕES
O meio mais utilizado é o ar através das ONDAS ELETROMAGNÉTICAS
TELECOMUNICAÇÕES
Espectro das ONDAS ELETROMAGNÉTICAS
Espectro das ONDAS ELETROMAGNÉTICAS Comprimento
de ONDA
MEIOS DE COMUNICAÇÃO
Onde:
l= Comprimento da
onda.
C= velocidade da luz =
300.000Km/s
F= freqüência de
operação.
f
c

Modulação das ONDAS ELETROMAGNÉTICAS e DADOS
TELECOMUNICAÇÕES
Modulação das ONDAS ELETROMAGNÉTICAS
TELECOMUNICAÇÕES
Modulação PWM
TELECOMUNICAÇÕES
TELECOMUNICAÇÕES
Bandas de freqüências
Descrição Frequência Comprimento Onda
ELF extremely low frequency 3Hz to 30Hz 100'000 km - 10'000 km
SLF superlow frequency 30Hz to 300Hz 10'000 km - 1'000 km
ULF ultralow frequency 300Hz to 3000Hz 1'000 km - 100 km
VLF very low frequency 3kHz to 30kHz 100 km - 10 km
LF low frequency 30kHz to 300kHz 10 km - 1 km
MF medium frequency 300kHz to 3000kHz 1 km - 100 m
HF high frequency 3MHz to 30MHz 10 0m - 10 m
VHF very high frequency 30MHz to 300MHz 10 m - 1 m
UHF ultrahigh frequency 300MHz to 3000MHz 1 m - 10 cm
SHF superhigh frequency 3GHz to 30GHz 10 cm - 1 cm
EHF extremely high frequency 30GHz to 300GHz 1 cm - 1 mm
Sinal AnalógicoSinal Analógico
TELECOMUNICAÇÕES
MODulador DEModulador
Sinal Digital
00001001010
Sinal Digital
00001001010
Sinal Analógico
MODulador DEModulador
Prefixos do SI – Sistema Internacional [2] – Aportuguesar desta forma
1000m 10n Prefixo Símbolo Desde [3] Escala curta Escala longa Equivalente decimal
10008 1024 yotta (iota[2]) Y 1991 Septilhão Quadrilião 1 000 000 000 000 000 000 000 000
10007 1021 zetta (zeta[2]) Z 1991 Sextilhão Milhar de trilião 1 000 000 000 000 000 000 000
10006 1018 exa E 1975 Quintilhão Trilião 1 000 000 000 000 000 000
10005 1015 peta P 1975 Quadrilhão Milhar de bilião 1 000 000 000 000 000
10004 1012 tera T 1960 Trilhão Bilião 1 000 000 000 000
10003 109 giga G 1960 Bilhão Milhar de milhão 1 000 000 000
10002 106 mega M 1960 Milhão 1 000 000
10001 103 quilo k 1795 Milhar 1 000
102 hecto h 1795 Centena 100
101 deca da 1795 Dezena 10
10000 100 nenhum nenhum Unidade 1
10−1 deci d 1795 Décimo 0,1
10−2 centi c 1795 Centésimo 0,01
1000-1 10−3 mili m 1795 Milésimo 0,001
1000-2 10−6 micro µ (mu)1 1960 Milionésimo 0,000 001
1000-3 10−9 nano n 1960 Bilionésimo Milésimo de milionésimo 0,000 000 001
1000-4 10−12 pico p 1960 Trilionésimo Bilionésimo 0,000 000 000 001
1000-5 10−15 femto (fento[2]) f 1964 Quadrilionésimo Milésimo de bilionésimo 0,000 000 000 000 001
1000-6 10−18 atto (ato[2]) a 1964 Quintilionésimo Trilionésimo 0,000 000 000 000 000 001
1000-7 10−21 zepto z 1991 Sextilionésimo Milésimo de trilionésimo 0,000 000 000 000 000 000 001
1000-8 10−24 yocto (iocto[2]) y 1991 Septilionésimo Quadrilionésimo 0,000 000 000 000 000 000 000 001
TELECOMUNICAÇÕES
Unidades de Medida de Velocidade de dados
Prefixos do SI Prefixos binários
Nome
(Símbolo)
Padrão SI
Binário
uso
Nome (Símbolo) Valor
kilobit (kbit) 10
3
2
10
kibibit (Kibit) 2
10
megabit (Mbit) 10
6
2
20
mebibit (Mibit) 2
20
gigabit (Gbit) 10
9
2
30
gibibit (Gibit) 2
30
terabit (Tbit) 10
12
2
40
tebibit (Tibit) 2
40
petabit (Pbit) 10
15
2
50
pebibit (Pibit) 2
50
exabit (Ebit) 10
18
2
60
exbibit (Eibit) 2
60
zettabit (Zbit) 10
21
2
70
zebibit (Zibit) 2
70
yottabit (Ybit) 10
24
2
80
yobibit (Yibit) 2
80
TELECOMUNICAÇÕES
Repare-se, por ex., na fig DataTransmision02.a, que esquematiza o envio da sequência
1110 0001 1011 por 4-ASK (Amplitude Shift Keying quaternário). A duração da “condição
de linha” (signaling condition) é de 0,5 mseg: em cada 0,5 mseg é enviado apenas um
símbolo (no caso, um troço de sinusóide com 500 ciclos, cuja amplitude pode assumir 4
valores distintos); entretanto, são enviados dois bits.
-o ritmo de modulação (modulation-rate, symbol-rate ou baud-rate) é 1/(0,5*10-3) = 2
Kbaud;
- o ritmo binário (bit-rate) é 2/(0,5 * 10-3)= 4 Kbps.Na correspondência entre os quatro
pares de bits (di-bits) e as quatro amplitudes, usa-se codificação de Gray. dadas duas
quaisquer amplitudes adjacentes, os respectivos códigos diferem em apenas um dos bits.
TELECOMUNICAÇÕES
Para Refletir!
1. Qual é a diferença entre baud e bit/seg?
R: Baud: nº de símbolos que um modem envia por segundo. Bit/seg: nº de bits que ele
envia por segundo.
2. Num canal anisócrono de 1200 baud, qual o menor intervalo possível entre duas
transições consecutivas da condição de linha?
R: 1/1200 seg
3. Um modem converte um sinal de 9600 bit/seg num sinal tetra-bit. Quantos baud´s tem
a saída do modem?
R: 9600/4=2400 baud´s
TELECOMUNICAÇÕES
Informação
Analógica
Rádio, TV, Telefone, etc
Ex.: TV possui 48 sinais em uma portadora
de áudio e uma portadora de vídeo.
Digital
Internet, Rede de Computadores, TV
Digitaletc
Ex.: TV Digital possui cerca de 8000 mini-
portadoras de dados digitais.
TELECOMUNICAÇÕES
Comunicação Serial x Paralela
Serial:
 transmissão de dados mais simples
 utiliza apenas um canal de
comunicação
 menor velocidade de transmissão
Paralela:
 transmissão de dados mais custosa e
complexa
 requer mais de um canal de
comunicação
 maior velocidade de transmissão
TELECOMUNICAÇÕES
Comunicação Serial x Paralela
Serial:
010010010010110101 -> um bit por clock
Paralela:
0
1
0
1 Vários bits por clock
1
1
1
1
TELECOMUNICAÇÕES
a • — l • — • • x — • • — 1 • — — — —
b — • • • m — — y — • — — 2 • • — — —
c — • — • n — • z — — • • 3 • • • — —
d — • • o — — — ch — — — — 4 • • • • —
e • p • — — • w • — — 5 • • • • •
f • • — • q — — • — ä • — • — 6 — • • • •
g — — • r • — • é / ë • • — • • 7 — — • • •
h • • • • s • • • ï — • • — — 8 — — — • •
i • • t — ñ — — • — — 9 — — — — •
j • — — — u • • — ö — — — • 0 — — — — —
k — • — v • • • — ü • • — — . • — • — • —
, — — • • — — ? • • — — • • ! • • — — • $ • • • — • • —
@ • • • — • — = • • • — — — ~ — • — • — ç — • — • •
início de transmissão
— • — • —
fim de transmissão
• — • — •
erro
• • • • • • • •
Protocolo de
comunicação
O código Morse é o mais
antigo protocolo de
comunicação.
Email:
rubens.evangelista@aedu.com
Este Conteúdo Está no meu site!
Acesse:
http://sites.google.com/a/aedu.com/prof-rubens/

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a 02 aula 14022012

Aquisição de dados
Aquisição de dadosAquisição de dados
Aquisição de dados
Marisa Cavalcante
 
Artigo transmissao ofdm
Artigo transmissao ofdmArtigo transmissao ofdm
Artigo transmissao ofdm
LSantos18
 
Sensores indutivos Massa Metálica
Sensores indutivos Massa MetálicaSensores indutivos Massa Metálica
Sensores indutivos Massa Metálica
Helio Rubens
 
Telecomunicacoes 1
Telecomunicacoes 1Telecomunicacoes 1
Telecomunicacoes 1
Mono-lo
 
Aula01 hardware
Aula01   hardwareAula01   hardware
Aula01 hardware
Eduardo Paiossin
 
AM-DSB - Amplitude Modulation with Double Side-Band (modulação em amplitude)
AM-DSB - Amplitude Modulation with Double Side-Band (modulação em amplitude)AM-DSB - Amplitude Modulation with Double Side-Band (modulação em amplitude)
AM-DSB - Amplitude Modulation with Double Side-Band (modulação em amplitude)
Ciro Marcus
 
Apostila eletronica digital
Apostila   eletronica digitalApostila   eletronica digital
Apostila eletronica digital
Arpus Supra
 
Capitulo 1 redes de computadores e Internet do Prof Jose Augusto
Capitulo 1 redes de computadores e Internet do Prof Jose AugustoCapitulo 1 redes de computadores e Internet do Prof Jose Augusto
Capitulo 1 redes de computadores e Internet do Prof Jose Augusto
scviegas1
 
notacao-unidades-basicas-e-prefixo1 - fisica
notacao-unidades-basicas-e-prefixo1 - fisicanotacao-unidades-basicas-e-prefixo1 - fisica
notacao-unidades-basicas-e-prefixo1 - fisica
JulianaCarla29
 
NOTAÇÃO CIENTÍFICA: unidades básicas E prefixo
NOTAÇÃO CIENTÍFICA: unidades básicas E prefixoNOTAÇÃO CIENTÍFICA: unidades básicas E prefixo
NOTAÇÃO CIENTÍFICA: unidades básicas E prefixo
NascelioPinheiro
 
Lista+de+exercício+de+comunicação+sem+fio
Lista+de+exercício+de+comunicação+sem+fioLista+de+exercício+de+comunicação+sem+fio
Lista+de+exercício+de+comunicação+sem+fio
thiagoandrade0
 
Antena Anatel Forum
Antena Anatel ForumAntena Anatel Forum
Antena Anatel Forum
Luciano Cesar Alakija Palma
 
Unidade 2.2 Equipamentos De Redes
Unidade 2.2   Equipamentos De RedesUnidade 2.2   Equipamentos De Redes
Unidade 2.2 Equipamentos De Redes
guest18dcd9
 
R&c 01 14_1 - A Internet e Conceitos Basicos (Parte 1)
R&c 01 14_1 - A Internet e Conceitos Basicos (Parte 1)R&c 01 14_1 - A Internet e Conceitos Basicos (Parte 1)
R&c 01 14_1 - A Internet e Conceitos Basicos (Parte 1)
Mariana Hiyori
 
Metro Ethernet - MBTI-e
Metro Ethernet - MBTI-eMetro Ethernet - MBTI-e
Metro Ethernet - MBTI-e
Felipe Plattek
 
Análise e dimensionamento de sistemas ópticos no espaço livre apresentação
Análise e dimensionamento de sistemas ópticos no espaço livre   apresentaçãoAnálise e dimensionamento de sistemas ópticos no espaço livre   apresentação
Análise e dimensionamento de sistemas ópticos no espaço livre apresentação
Rafael de Oliveira Ribeiro
 
Lista01
Lista01Lista01
Lista01
redesinforma
 
Comunicacao de dados
Comunicacao de dadosComunicacao de dados
Comunicacao de dados
Airto Galiza Matos
 
Aula 2 - transmissão digital: Modulação e Multiplexação
Aula 2 -  transmissão digital: Modulação e MultiplexaçãoAula 2 -  transmissão digital: Modulação e Multiplexação
Aula 2 - transmissão digital: Modulação e Multiplexação
Leandro Sausen
 
CHQAO - GTI Unid 02.pdf
CHQAO - GTI Unid 02.pdfCHQAO - GTI Unid 02.pdf
CHQAO - GTI Unid 02.pdf
ViniciusAlmeida137
 

Semelhante a 02 aula 14022012 (20)

Aquisição de dados
Aquisição de dadosAquisição de dados
Aquisição de dados
 
Artigo transmissao ofdm
Artigo transmissao ofdmArtigo transmissao ofdm
Artigo transmissao ofdm
 
Sensores indutivos Massa Metálica
Sensores indutivos Massa MetálicaSensores indutivos Massa Metálica
Sensores indutivos Massa Metálica
 
Telecomunicacoes 1
Telecomunicacoes 1Telecomunicacoes 1
Telecomunicacoes 1
 
Aula01 hardware
Aula01   hardwareAula01   hardware
Aula01 hardware
 
AM-DSB - Amplitude Modulation with Double Side-Band (modulação em amplitude)
AM-DSB - Amplitude Modulation with Double Side-Band (modulação em amplitude)AM-DSB - Amplitude Modulation with Double Side-Band (modulação em amplitude)
AM-DSB - Amplitude Modulation with Double Side-Band (modulação em amplitude)
 
Apostila eletronica digital
Apostila   eletronica digitalApostila   eletronica digital
Apostila eletronica digital
 
Capitulo 1 redes de computadores e Internet do Prof Jose Augusto
Capitulo 1 redes de computadores e Internet do Prof Jose AugustoCapitulo 1 redes de computadores e Internet do Prof Jose Augusto
Capitulo 1 redes de computadores e Internet do Prof Jose Augusto
 
notacao-unidades-basicas-e-prefixo1 - fisica
notacao-unidades-basicas-e-prefixo1 - fisicanotacao-unidades-basicas-e-prefixo1 - fisica
notacao-unidades-basicas-e-prefixo1 - fisica
 
NOTAÇÃO CIENTÍFICA: unidades básicas E prefixo
NOTAÇÃO CIENTÍFICA: unidades básicas E prefixoNOTAÇÃO CIENTÍFICA: unidades básicas E prefixo
NOTAÇÃO CIENTÍFICA: unidades básicas E prefixo
 
Lista+de+exercício+de+comunicação+sem+fio
Lista+de+exercício+de+comunicação+sem+fioLista+de+exercício+de+comunicação+sem+fio
Lista+de+exercício+de+comunicação+sem+fio
 
Antena Anatel Forum
Antena Anatel ForumAntena Anatel Forum
Antena Anatel Forum
 
Unidade 2.2 Equipamentos De Redes
Unidade 2.2   Equipamentos De RedesUnidade 2.2   Equipamentos De Redes
Unidade 2.2 Equipamentos De Redes
 
R&c 01 14_1 - A Internet e Conceitos Basicos (Parte 1)
R&c 01 14_1 - A Internet e Conceitos Basicos (Parte 1)R&c 01 14_1 - A Internet e Conceitos Basicos (Parte 1)
R&c 01 14_1 - A Internet e Conceitos Basicos (Parte 1)
 
Metro Ethernet - MBTI-e
Metro Ethernet - MBTI-eMetro Ethernet - MBTI-e
Metro Ethernet - MBTI-e
 
Análise e dimensionamento de sistemas ópticos no espaço livre apresentação
Análise e dimensionamento de sistemas ópticos no espaço livre   apresentaçãoAnálise e dimensionamento de sistemas ópticos no espaço livre   apresentação
Análise e dimensionamento de sistemas ópticos no espaço livre apresentação
 
Lista01
Lista01Lista01
Lista01
 
Comunicacao de dados
Comunicacao de dadosComunicacao de dados
Comunicacao de dados
 
Aula 2 - transmissão digital: Modulação e Multiplexação
Aula 2 -  transmissão digital: Modulação e MultiplexaçãoAula 2 -  transmissão digital: Modulação e Multiplexação
Aula 2 - transmissão digital: Modulação e Multiplexação
 
CHQAO - GTI Unid 02.pdf
CHQAO - GTI Unid 02.pdfCHQAO - GTI Unid 02.pdf
CHQAO - GTI Unid 02.pdf
 

Mais de atsileg

54839692 livro-aidpi-neonatal-manual-do-estudante
54839692 livro-aidpi-neonatal-manual-do-estudante54839692 livro-aidpi-neonatal-manual-do-estudante
54839692 livro-aidpi-neonatal-manual-do-estudante
atsileg
 
54945632 cuidados-com-o-coto-umbilical
54945632 cuidados-com-o-coto-umbilical54945632 cuidados-com-o-coto-umbilical
54945632 cuidados-com-o-coto-umbilical
atsileg
 
00a apresentacao
00a apresentacao00a apresentacao
00a apresentacao
atsileg
 
Lista de exercícios 01
Lista de exercícios 01Lista de exercícios 01
Lista de exercícios 01
atsileg
 
01 aula 01032012
01   aula 0103201201   aula 01032012
01 aula 01032012
atsileg
 
12 aula 08052012
12   aula 0805201212   aula 08052012
12 aula 08052012
atsileg
 
11 aula 24042012
11   aula 2404201211   aula 24042012
11 aula 24042012
atsileg
 
10 aula 17042012
10   aula 1704201210   aula 17042012
10 aula 17042012
atsileg
 
09 aula 10042012
09   aula 1004201209   aula 10042012
09 aula 10042012
atsileg
 
08 aula 03042012
08   aula 0304201208   aula 03042012
08 aula 03042012
atsileg
 
07 aula 27032012
07   aula 2703201207   aula 27032012
07 aula 27032012
atsileg
 
06 aula 20032012
06   aula 2003201206   aula 20032012
06 aula 20032012
atsileg
 
05 aula 13032012
05   aula 1303201205   aula 13032012
05 aula 13032012
atsileg
 
04 aula 06032012
04   aula 0603201204   aula 06032012
04 aula 06032012
atsileg
 
03 aula 28022012
03   aula 2802201203   aula 28022012
03 aula 28022012
atsileg
 
01 aula 07022012
01   aula 0702201201   aula 07022012
01 aula 07022012
atsileg
 
01 aula 01032012
01   aula 0103201201   aula 01032012
01 aula 01032012
atsileg
 
11 aula -16102012
11   aula -1610201211   aula -16102012
11 aula -16102012
atsileg
 
07 aula - 18092012
07   aula - 1809201207   aula - 18092012
07 aula - 18092012
atsileg
 
06 aula - 11092012
06   aula - 1109201206   aula - 11092012
06 aula - 11092012
atsileg
 

Mais de atsileg (20)

54839692 livro-aidpi-neonatal-manual-do-estudante
54839692 livro-aidpi-neonatal-manual-do-estudante54839692 livro-aidpi-neonatal-manual-do-estudante
54839692 livro-aidpi-neonatal-manual-do-estudante
 
54945632 cuidados-com-o-coto-umbilical
54945632 cuidados-com-o-coto-umbilical54945632 cuidados-com-o-coto-umbilical
54945632 cuidados-com-o-coto-umbilical
 
00a apresentacao
00a apresentacao00a apresentacao
00a apresentacao
 
Lista de exercícios 01
Lista de exercícios 01Lista de exercícios 01
Lista de exercícios 01
 
01 aula 01032012
01   aula 0103201201   aula 01032012
01 aula 01032012
 
12 aula 08052012
12   aula 0805201212   aula 08052012
12 aula 08052012
 
11 aula 24042012
11   aula 2404201211   aula 24042012
11 aula 24042012
 
10 aula 17042012
10   aula 1704201210   aula 17042012
10 aula 17042012
 
09 aula 10042012
09   aula 1004201209   aula 10042012
09 aula 10042012
 
08 aula 03042012
08   aula 0304201208   aula 03042012
08 aula 03042012
 
07 aula 27032012
07   aula 2703201207   aula 27032012
07 aula 27032012
 
06 aula 20032012
06   aula 2003201206   aula 20032012
06 aula 20032012
 
05 aula 13032012
05   aula 1303201205   aula 13032012
05 aula 13032012
 
04 aula 06032012
04   aula 0603201204   aula 06032012
04 aula 06032012
 
03 aula 28022012
03   aula 2802201203   aula 28022012
03 aula 28022012
 
01 aula 07022012
01   aula 0702201201   aula 07022012
01 aula 07022012
 
01 aula 01032012
01   aula 0103201201   aula 01032012
01 aula 01032012
 
11 aula -16102012
11   aula -1610201211   aula -16102012
11 aula -16102012
 
07 aula - 18092012
07   aula - 1809201207   aula - 18092012
07 aula - 18092012
 
06 aula - 11092012
06   aula - 1109201206   aula - 11092012
06 aula - 11092012
 

02 aula 14022012

  • 2. RECAPITULANDO VIMOS: - EMENTA/PEA(Programa de Ensino e Aprendizagem) - REGRAS
  • 3. REGRAS PARA UMA AULA DE QUALIDADE: - NÃO TOLERO CONVERSAS PARALELAS ENQUANTO EXPLICO - NÃO SERÃO ACEITOS TRABALHOS E RELATÓRIOS IMPRESSOS. TODO TRABALHO DEVERÁ SER ENVIADO POR EMAIL , ATRAVÉS DE ARQUIVO ANEXADO EM FORMATO .PDF! - TODO ENVIO DE TRABALHO DEVERÁ SER REGISTRADO EM FORMULÁRIO ON LINE NO SITE GOOGLE APPS DO PROFESSOR - A COORDENAÇÃO, O APOIO DOCENTE, NÃO ACEITARÃO A ENTREGA DE TRABALHOS!
  • 4. REGRAS: - TODO ALUNO DEVERÁ POSSUIR UMA CONTA DE E-MAIL NO AMBIENTE GOOGLE APPS (GMAIL DA ANHANGUERA), NO DOMÍNIO AEDU. EXEMPLO: joao.guedes@aedu.com Quem não tiver criada a conta é só acessar a área restrita do aluno e clicar no banner GOOGLE APPS. DEMORA ATÉ 48HS.
  • 5. REGRAS: - TODO ALUNO DEVE ENVIAR UM E-MAIL PARA QUE EU POSSA CADASTRÁ-LO NO MEU CONTROLE DE NOTAS DA TURMA. - ANOTEM MEU EMAIL: rubens.evangelista@aedu.com - PADRÃO DE COMUNICAÇÃO: - TODO E-MAIL SEGUIRÁ UM PADRÃO
  • 6. REGRAS: TODA COMUNICAÇÃOTODA COMUNICAÇÃO POR E-MAIL O ASSUNTO SEMPRE DEVERÁ CONTER SOMENTE A SIGLA - ECA9A - ANOTEM A SIGLA DO ASSUNTO - TODO E-MAIL DEVERÁ TERA IDENTIFICAÇÃO DO ALUNO COM RA, NOME E ASSUNTO NO CORPO DO EMAIL.
  • 7. REGRAS: Aulas Aula expositiva, dinâmicas de grupo, seminários, debates, exercício em classe, ATPS (Atividades Práticas Supervisionadas) Avaliações: 1º Bimestre A nota do primeiro bimestre será composta pelos seguintes itens • Seminário (7,0 sete pontos) - Avaliação da exposição (Notas de 0 à 10) • ATPS (1,5 um ponto e meio) - Avaliação da execução (Notas de 0 à 10) • Trabalho (1,5 um ponto e meio) - Avaliação de conteúdo (Notas de 0 à 10) A média do primeiro bimestre será composta por: M1= ((Nota Seminário (de 0 á 10))*0,7+(Nota ATPS (de 0 á 10))*0,15+(Nota Trabalho (de 0 á 10))*0,15)*0,4
  • 8. REGRAS: Aulas Avaliações: 2º Bimestre A nota do segundo bimestre será composta pelos seguintes itens • Avaliação Oficial (8,0 oito pontos) - Avaliação do Aprendizado (Notas de 0 à 10) • ATPS (1,0 ponto) - Avaliação da execução (Notas de 0 à 10) • Trabalho (1,0 ponto) - Avaliação de conteúdo (Notas de 0 à 10) A média do segundo bimestre será composta por: M2= ((Nota Avaliação Oficial (de 0 á 10))*0,8+(Nota ATPS(de 0 á 10))*0,1+(Nota Trabalho(de 0 á 10))*0,1)*0,6 MF (Média Final) = M1 + M2 Se MF < 5,0 então O aluno poderá fazer a PS (Prova Substitutiva) Se PS*0,6 > M2 então PS substitui M2 M2=0,6 * PS e consequentemente MF = M1 + M2 => Senão será mantida a melhor nota entre PS e M2
  • 9. REGRAS: As avaliações serão marcadas pela Faculdade. Seminário (será 1 semana antes do dia da 1ª Avaliação) Metodologia O Número de alunos por grupo terá um limite negociado. Avaliação é do grupo (aluno faltante não tem nota) Entrega de apresentação (.PPT) e apresentação para classe Tempo da apresentação de 15 a 20 minutos Todos os alunos do grupo DEVEM apresentar A composição do grupo será por sorteio ATPS (Atividades Práticas Supervisionadas) Orientação e entrega de trabalhos semanalmente (das 22:00hs às 22:15hs)
  • 10. RECAPITULANDO VIMOS: - EMENTA/PEA(Programa de Ensino e Aprendizagem) - REGRAS - BIBLIOGRAFIA - INTRODUÇÃO À REDES DE COMPUTADORES E TELECOMUNICAÇÕES.
  • 11. As comunicações de dados e as redes estão mudando a maneira pela qual fazemos negócios e o modo como vivemos. (FOROUZAN, 2008, p.03) INTRODUÇÃO ÀS REDES DE COMPUTADORES
  • 12. Sistema MONOUSUÁRIO – STAND ALONE Apenas um usuário pode utilizar o sistema
  • 13. Sistemas MULTIUSUÁRIOS Um ou mais usuários podem utilizar o sistema
  • 14. Sistemas de REDES (NETWARES) O Sistema é composto por sub-sistemas de rede
  • 15. Sistemas de REDES HETEROGENEAS O Sistema é composto por diferentes sub-sistemas
  • 16. Sistemas de TELECOMUNICAÇÕES É toda forma de troca de informações (voz, dados, texto,imagem) por meio de redes computadorizadas.(O’BRIEN, 2001) As telecomunicações se utilizam de meios eletrônicos para realizar o processo de comunicação Exemplos de Telecomunicações: •Telegrafia •Sistema Telefônico •Redes de Telefonia Celular •Redes de Computadores •Intranet, Extranet e Internet
  • 17. TELECOMUNICAÇÕES Relembrando Só há comunicação quando existem a Mensagem, o Meio, o Receptor e o Transmissor.
  • 18. TELECOMUNICAÇÕES A comunicação é o ato da transmissão de informações de uma pessoa à outra (FERRARI, 2001) Nas quatro últimas décadas as Telecomunicações passaram por transformações significativas, devido ao desenvolvimento tecnológico desse seguimento. Acredita-se que a revolução nas comunicações só se compara à invenção da imprensa (DAMSKI, 1995) Conforme as sociedades foram ocupando espaços geograficamente dispersos, a necessidade de comunicação através de longas distâncias foi tornando-se mais intensa As empresas estão se tornando empresas conectadas em redes. A Internet e as redes internas e externas na empresa se tornaram a principal infra-estrutura de informática de muitas organizações. (O’BRIEN, 2001)
  • 19. TELECOMUNICAÇÕES O meio mais utilizado é o ar através das ONDAS ELETROMAGNÉTICAS
  • 21. Espectro das ONDAS ELETROMAGNÉTICAS Comprimento de ONDA MEIOS DE COMUNICAÇÃO Onde: l= Comprimento da onda. C= velocidade da luz = 300.000Km/s F= freqüência de operação. f c 
  • 22. Modulação das ONDAS ELETROMAGNÉTICAS e DADOS TELECOMUNICAÇÕES
  • 23. Modulação das ONDAS ELETROMAGNÉTICAS TELECOMUNICAÇÕES
  • 25. TELECOMUNICAÇÕES Bandas de freqüências Descrição Frequência Comprimento Onda ELF extremely low frequency 3Hz to 30Hz 100'000 km - 10'000 km SLF superlow frequency 30Hz to 300Hz 10'000 km - 1'000 km ULF ultralow frequency 300Hz to 3000Hz 1'000 km - 100 km VLF very low frequency 3kHz to 30kHz 100 km - 10 km LF low frequency 30kHz to 300kHz 10 km - 1 km MF medium frequency 300kHz to 3000kHz 1 km - 100 m HF high frequency 3MHz to 30MHz 10 0m - 10 m VHF very high frequency 30MHz to 300MHz 10 m - 1 m UHF ultrahigh frequency 300MHz to 3000MHz 1 m - 10 cm SHF superhigh frequency 3GHz to 30GHz 10 cm - 1 cm EHF extremely high frequency 30GHz to 300GHz 1 cm - 1 mm
  • 26. Sinal AnalógicoSinal Analógico TELECOMUNICAÇÕES MODulador DEModulador Sinal Digital 00001001010 Sinal Digital 00001001010 Sinal Analógico
  • 27. MODulador DEModulador Prefixos do SI – Sistema Internacional [2] – Aportuguesar desta forma 1000m 10n Prefixo Símbolo Desde [3] Escala curta Escala longa Equivalente decimal 10008 1024 yotta (iota[2]) Y 1991 Septilhão Quadrilião 1 000 000 000 000 000 000 000 000 10007 1021 zetta (zeta[2]) Z 1991 Sextilhão Milhar de trilião 1 000 000 000 000 000 000 000 10006 1018 exa E 1975 Quintilhão Trilião 1 000 000 000 000 000 000 10005 1015 peta P 1975 Quadrilhão Milhar de bilião 1 000 000 000 000 000 10004 1012 tera T 1960 Trilhão Bilião 1 000 000 000 000 10003 109 giga G 1960 Bilhão Milhar de milhão 1 000 000 000 10002 106 mega M 1960 Milhão 1 000 000 10001 103 quilo k 1795 Milhar 1 000 102 hecto h 1795 Centena 100 101 deca da 1795 Dezena 10 10000 100 nenhum nenhum Unidade 1 10−1 deci d 1795 Décimo 0,1 10−2 centi c 1795 Centésimo 0,01 1000-1 10−3 mili m 1795 Milésimo 0,001 1000-2 10−6 micro µ (mu)1 1960 Milionésimo 0,000 001 1000-3 10−9 nano n 1960 Bilionésimo Milésimo de milionésimo 0,000 000 001 1000-4 10−12 pico p 1960 Trilionésimo Bilionésimo 0,000 000 000 001 1000-5 10−15 femto (fento[2]) f 1964 Quadrilionésimo Milésimo de bilionésimo 0,000 000 000 000 001 1000-6 10−18 atto (ato[2]) a 1964 Quintilionésimo Trilionésimo 0,000 000 000 000 000 001 1000-7 10−21 zepto z 1991 Sextilionésimo Milésimo de trilionésimo 0,000 000 000 000 000 000 001 1000-8 10−24 yocto (iocto[2]) y 1991 Septilionésimo Quadrilionésimo 0,000 000 000 000 000 000 000 001
  • 28. TELECOMUNICAÇÕES Unidades de Medida de Velocidade de dados Prefixos do SI Prefixos binários Nome (Símbolo) Padrão SI Binário uso Nome (Símbolo) Valor kilobit (kbit) 10 3 2 10 kibibit (Kibit) 2 10 megabit (Mbit) 10 6 2 20 mebibit (Mibit) 2 20 gigabit (Gbit) 10 9 2 30 gibibit (Gibit) 2 30 terabit (Tbit) 10 12 2 40 tebibit (Tibit) 2 40 petabit (Pbit) 10 15 2 50 pebibit (Pibit) 2 50 exabit (Ebit) 10 18 2 60 exbibit (Eibit) 2 60 zettabit (Zbit) 10 21 2 70 zebibit (Zibit) 2 70 yottabit (Ybit) 10 24 2 80 yobibit (Yibit) 2 80
  • 29. TELECOMUNICAÇÕES Repare-se, por ex., na fig DataTransmision02.a, que esquematiza o envio da sequência 1110 0001 1011 por 4-ASK (Amplitude Shift Keying quaternário). A duração da “condição de linha” (signaling condition) é de 0,5 mseg: em cada 0,5 mseg é enviado apenas um símbolo (no caso, um troço de sinusóide com 500 ciclos, cuja amplitude pode assumir 4 valores distintos); entretanto, são enviados dois bits. -o ritmo de modulação (modulation-rate, symbol-rate ou baud-rate) é 1/(0,5*10-3) = 2 Kbaud; - o ritmo binário (bit-rate) é 2/(0,5 * 10-3)= 4 Kbps.Na correspondência entre os quatro pares de bits (di-bits) e as quatro amplitudes, usa-se codificação de Gray. dadas duas quaisquer amplitudes adjacentes, os respectivos códigos diferem em apenas um dos bits.
  • 30. TELECOMUNICAÇÕES Para Refletir! 1. Qual é a diferença entre baud e bit/seg? R: Baud: nº de símbolos que um modem envia por segundo. Bit/seg: nº de bits que ele envia por segundo. 2. Num canal anisócrono de 1200 baud, qual o menor intervalo possível entre duas transições consecutivas da condição de linha? R: 1/1200 seg 3. Um modem converte um sinal de 9600 bit/seg num sinal tetra-bit. Quantos baud´s tem a saída do modem? R: 9600/4=2400 baud´s
  • 31. TELECOMUNICAÇÕES Informação Analógica Rádio, TV, Telefone, etc Ex.: TV possui 48 sinais em uma portadora de áudio e uma portadora de vídeo. Digital Internet, Rede de Computadores, TV Digitaletc Ex.: TV Digital possui cerca de 8000 mini- portadoras de dados digitais.
  • 32. TELECOMUNICAÇÕES Comunicação Serial x Paralela Serial:  transmissão de dados mais simples  utiliza apenas um canal de comunicação  menor velocidade de transmissão Paralela:  transmissão de dados mais custosa e complexa  requer mais de um canal de comunicação  maior velocidade de transmissão
  • 33. TELECOMUNICAÇÕES Comunicação Serial x Paralela Serial: 010010010010110101 -> um bit por clock Paralela: 0 1 0 1 Vários bits por clock 1 1 1 1
  • 34. TELECOMUNICAÇÕES a • — l • — • • x — • • — 1 • — — — — b — • • • m — — y — • — — 2 • • — — — c — • — • n — • z — — • • 3 • • • — — d — • • o — — — ch — — — — 4 • • • • — e • p • — — • w • — — 5 • • • • • f • • — • q — — • — ä • — • — 6 — • • • • g — — • r • — • é / ë • • — • • 7 — — • • • h • • • • s • • • ï — • • — — 8 — — — • • i • • t — ñ — — • — — 9 — — — — • j • — — — u • • — ö — — — • 0 — — — — — k — • — v • • • — ü • • — — . • — • — • — , — — • • — — ? • • — — • • ! • • — — • $ • • • — • • — @ • • • — • — = • • • — — — ~ — • — • — ç — • — • • início de transmissão — • — • — fim de transmissão • — • — • erro • • • • • • • • Protocolo de comunicação O código Morse é o mais antigo protocolo de comunicação.
  • 35. Email: rubens.evangelista@aedu.com Este Conteúdo Está no meu site! Acesse: http://sites.google.com/a/aedu.com/prof-rubens/