O slideshow foi denunciado.
Seu SlideShare está sendo baixado. ×

A tactilidade em dispositivos móveis

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Próximos SlideShares
Tactility and design research
Tactility and design research
Carregando em…3
×

Confira estes a seguir

1 de 16 Anúncio

A tactilidade em dispositivos móveis

Baixar para ler offline

Artigo apresentado na mesa coordenada "Jornalismo e mídias móveis no contexto da convergência", no 10º Encontro da SBPJor, ocorrida na PUCPR, em Curitiba, no dia 9 de novembro de 2012. Autoria minha e do Prof. Marcos Palacios.

Artigo apresentado na mesa coordenada "Jornalismo e mídias móveis no contexto da convergência", no 10º Encontro da SBPJor, ocorrida na PUCPR, em Curitiba, no dia 9 de novembro de 2012. Autoria minha e do Prof. Marcos Palacios.

Anúncio
Anúncio

Mais Conteúdo rRelacionado

Semelhante a A tactilidade em dispositivos móveis (20)

Anúncio

Mais recentes (20)

A tactilidade em dispositivos móveis

  1. 1. A tactilidade em dispositivos móveis Marcos Silva Palacios Rodrigo do Espírito Santo da Cunha Universidade Federal da Bahia
  2. 2. A tactilidade • A introdução de interfaces tácteis na produção e consumo de notícia em dispositivos móveis; • Novo elemento a ser considerado como característica do jornalismo on-line (também como potencialização das já existentes); • A interação com o aplicativo ocorre por meio de gestos e toques sobre a tela (touchscreen).
  3. 3. A tactilidade
  4. 4. A tactilidade • Display touch (1965): E. A. Johnson, para facilitar o trabalho de controladores de voo; • Elographics (1971): empresa de San Hurst, produção de telas tácteis para caixas eletrônicos; • HP-150 (1983): primeiro computador pessoal que permitia mover o ponteiro com o toque diretamente sobre a tela.
  5. 5. San Hurst, fundador da Elographic, em 1973
  6. 6. Anúncio do HP-150, em 1983
  7. 7. Tipologia • Proposta inicial, que pode ser alterada no decorrer da pesquisa: gestos tácteis (tap, double tap, flick, pinch etc.) x sensores tácteis (acelerômetro/giroscópio, vibração)
  8. 8. Algumas considerações • A melhor classificação se daria pela ação ou pela função? (ex. aprofundamento = clicar para saber mais, abrir um pop-up) • Já podemos falar em pós-tactilidade, com a mudança das interfaces tangíveis para intangíveis (ex. Kinect)
  9. 9. Contatos Marcos Silva Palacios (@palacios49) Rodrigo Cunha (@rodrigoescunha) Grupo de Pesquisa em Jornalismo On-line (grupojol.wordpress.com) Laboratório de Jornalismo Convergente (www.labjorconvergente.info) Universidade Federal da Bahia

×