FACULDADE DE CIÊNCIAS MÉDICAS DE MINAS GERAIS        LIGA DE PSICANÁLISE           Anexo 1 – ESTATUTO               Belo H...
FACULDADE DE CIÊNCIAS MÉDICAS DE MINAS GERAIS                            LIGA DE PSICANÁLISE                              ...
FACULDADE DE CIÊNCIAS MÉDICAS DE MINAS GERAIS                            LIGA DE PSICANÁLISE§ 4o Organizar e participar de...
FACULDADE DE CIÊNCIAS MÉDICAS DE MINAS GERAIS                           LIGA DE PSICANÁLISE§ 4º - Se por algum motivo um d...
FACULDADE DE CIÊNCIAS MÉDICAS DE MINAS GERAIS                           LIGA DE PSICANÁLISE                               ...
FACULDADE DE CIÊNCIAS MÉDICAS DE MINAS GERAIS                           LIGA DE PSICANÁLISE                               ...
FACULDADE DE CIÊNCIAS MÉDICAS DE MINAS GERAIS                           LIGA DE PSICANÁLISEPromover e coordenar projetosOr...
FACULDADE DE CIÊNCIAS MÉDICAS DE MINAS GERAIS                            LIGA DE PSICANÁLISEArt. 17º - São atribuições do ...
FACULDADE DE CIÊNCIAS MÉDICAS DE MINAS GERAIS                           LIGA DE PSICANÁLISEPsicanáliseVotar e ser votado n...
FACULDADE DE CIÊNCIAS MÉDICAS DE MINAS GERAIS                            LIGA DE PSICANÁLISE                              ...
FACULDADE DE CIÊNCIAS MÉDICAS DE MINAS GERAIS                           LIGA DE PSICANÁLISEe extrajudiciais assumidas, ate...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

5 anexo1 estatuto

287 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
287
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
35
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

5 anexo1 estatuto

  1. 1. FACULDADE DE CIÊNCIAS MÉDICAS DE MINAS GERAIS LIGA DE PSICANÁLISE Anexo 1 – ESTATUTO Belo Horizonte 2011
  2. 2. FACULDADE DE CIÊNCIAS MÉDICAS DE MINAS GERAIS LIGA DE PSICANÁLISE TÍTULO I DA LIGA E SUA FINALIDADE CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO, NATUREZA E DURAÇÃOArtigo 1º - A Liga Acadêmica de Psicanálise é uma entidade sem fins lucrativos,com duração ilimitada, organizada pelos acadêmicos do curso de Psicologia daFaculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – FCMMG, mantida pelaFundação Educacional Lucas Machado – FELUMA, localizada naAlameda Ezequiel Dias, 275 – Centro - CEP: 30130-110 Belo Horizonte - MG – 110Brasil. É cadastrada ao Núcleo de Extensão Acadêmico- NEA e passa a ser regida assapor este estatuto a partir da data registrada.§ 1° – Está vinculada ao Núcleo de Extensão Acadêmica - NEA CAPÍTULO II DOS PRINCÍPIOS E FINALIDADESArtigo 2º - A Liga de Psicanálise visa cumprir objetivos de ensino, pesquisa eextensão, de forma integrada.§ 1o. - Na área de ensino são ob objetivos da Liga de Psicanálise: Antecipar,complementar e aprofundar a vivência teórica-prática em psicanálise;Organizar e auxiliar promoções de caráter científico que visem o aprimoramento da aprimoramentoformação acadêmica; Estimular a elaboração e apresentaç de relatos de casos clínicos; apresentação§ 2o. - Na área de pesquisa são ob objetivos da Liga de Psicanálise: Desenvolver aescuta, o registro e a construção do caso clinico; Apoiar e participar de projetos depesquisa que possam contribuir para o desenvolvimento científico.§ 3o. - Na área de extensão são objetivos da Liga de Psicanálise: realizar parceria Psicanálise:com SUS para atendimento psicanalítico individual, grupal ou acolhimento. 2
  3. 3. FACULDADE DE CIÊNCIAS MÉDICAS DE MINAS GERAIS LIGA DE PSICANÁLISE§ 4o Organizar e participar de cursos, palestras, jornadas, congressos, simpósios eoutras atividades informativas relacionadas com as áreas de atuação da Liga de atuaçãoPsicanálise. CAPÍTULO III DA MANUTENÇÃOArtigo 3º - A Liga Acadêmica de Psicanálise será mantida financeiramente mediante:Rendas provenientes de seus bens patrimoniais e de usufruto;Subvenções advindas da União, do Estado e do Município;Valores advindos da realização de cursos, eventos e publicações;Verbas da celebração de convênios e acordos de cooperação;Doações de pessoas físicas e jurídicas, nacionais e estrangeiras;Renda de títulos e patrocínios;De produtos de marketing da Liga de Psicanálise;Remuneração resultante da prestação de serviços. TÍTULO II DO QUADRO SOCIAL E FUNCIONAMENTO CAPÍTULO I DA MEMBRESIAArtigo 4º - São membros da Liga de Psicanálise: alunos de graduação de qualquerfaculdade ou universidade seja ela pública ou privada.§ 1º - No fim de cada ano letivo serão admitidos novos membros acadêmicos, quepreencherão as vagas remanescentes após passar no processo seletivo, começando a passarematuar na liga no ano seguinte.§ 2º - A seleção de novos membros dar dar-se-á por meio de entrevista e prova de seleção,organizadas pela Liga de Psicanálise e previamente anunciadas, com pelo menos duassemanas de antecedência.§ 3º - Estarão automaticamente desligados da Liga de Psicanálise os acadêmicos queapresentarem menos do que 75% de presença nas atividades obrigatórias num períodode seis meses 3
  4. 4. FACULDADE DE CIÊNCIAS MÉDICAS DE MINAS GERAIS LIGA DE PSICANÁLISE§ 4º - Se por algum motivo um dos participantes for excluído pela diretori por causa diretoriajusta ou abandonar suas atividades, a Diretoria poderá preencher a vaga remanescentepela nomeação de acadêmico aprovado em concurso de seleção e que estava em lista deespera com validade de seis meses.§ 5º - Somente receberão certificado os membros que completarem o mínimo de um anode participação na Liga de Psicanálise com a carga horária mínima de freqüênciaexigida nas reuniões teóricas e nas praticas.§ 6º sobre membros vitalícios. Não terão que passar por processo seletivo, deste qu quecumpra assim como os demais membros as determinações desse estatuto. CAPÍTULO II DO FUNCIONAMENTOArtigo 5º - A Liga de Psicanálise funcionará em horário extracurricular nasdependências da Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais e nos locais ondeacontecerão as práticas de extensãoArtigo 6º - São atividades obrigatórias para todos os membros da Liga de Psicanálise:§ 1º Reuniões mensais agendadas previamente.§ 2º Todo e qualquer evento acadêmico organizado pela liga tais como: simpósios,encontros, congressos, palestras, aulas, jornadas, entre outros.§ 3º Reuniões extraordinárias previamente marcados em dia e horário fixados com umasemana de antecedência para discutir problemas administrativos da liga, atividades depesquisa científica e participação em eventos.§ Único: Será necessária a presença de 75% nas atividades obrigatórias durante osemestre. Se essas exigências não forem cumpridas o membro será desligado conforme3º do Artigo 4°.Artigo 7°- São atividades exclus exclusivas para os membros da Liga de Psicanálisegraduandos de psicologia a partir do 7° 7°período atendimentos clínicos como disposto§ 3º do artigo 2° 4
  5. 5. FACULDADE DE CIÊNCIAS MÉDICAS DE MINAS GERAIS LIGA DE PSICANÁLISE TÍTULO III DA ESTRUTURA ADMINISTRATIVA CAPÍTULO I DA COORD COORDENAÇÃO E ADMINISTRAÇÃOArtigo 8º - A Liga de Psicanálise é coordenada por dois docentes psicanalistas do cursode Psicologia da Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais e administrada poracadêmicos do curso de PsicologiaArtigo 9º - São Órgãos da Liga de Psicanálise a Assembléia Geral e a Diretoria. Geral CAPÍTULO II DA ASSEMBLÉIA GERALArt. 10º - A Assembléia Geral é constituída por todos os integrantes que participam daLiga de Psicanálise da FCMMG FCMMG.Art. 11º - Compete à Assembléia Geral:Eleger a Diretoria;Elaborar, modificar e aprovar estatutos; provarAprovar as diretrizes do programa de trabalho comuns a todos os membros definidaspela diretoria;Apreciar e Julgar em ultima instância os fatos relacionados à diretoria e aos membros noque se refere a assuntos comuns da Liga.§ 1º - As Assembléias Gerais Ordinárias serão convocadas pelo menos uma vez ao ano,sendo a data precisa fixada pela Diretoria.§ 2º - As Assembléias Gerais Extraordinárias serão convocadas pelo presidente emexercício ou mediante a solicitação de dois terços dos membros da Liga de Psicanálise. membrosA convocação deverá ser feita através de correio eletrônico.§ 3º - Por ocasião de votação, cada participante terá direito a voto secreto.§ 4º - O quorum mínimo da Assembléia Geral é de dois terços do total de membros daLiga em primeira chamada, E de um terço em segunda chamada. Nos 30 minutos aseguintes. Em ultima convocação com qualquer numero de participantes.§ 5º - A decisão em Assembléia Geral será tomada e aprovada por maioria simples devotos, ou seja, metade mais um (50% + 1) dos presentes na respectiva Assembléia. um 5
  6. 6. FACULDADE DE CIÊNCIAS MÉDICAS DE MINAS GERAIS LIGA DE PSICANÁLISE CAPÍTULO III DA DIRETORIAArt. 11º - A Diretoria é o órgão executivo da Liga de Psicanálise a e compõe de oito compõe-semembros, a saber, do: Corpo docente:Coordenador GeralVice-Coordenador geral Corpo discente:PresidenteDiretor executivoDiretor de comunicação e marketingDiretor CientificoSecretárioTesoureiro§ 1º – Os Coordenadores serão psicólogos psicanalistas da FCMMG§ 2º - Serão elegíveis para os cargos de Pre Presidente todos os acadêmicos do e a partir do adêmicos4° período do curso de psicologia da FCMMG, membros há pelo menos um ano daLiga de Psicanálise.§ 3º - Serão elegíveis para os cargos de Diretor cientifico acadêmicos do sexto período Diretordo curso de psicologia da FCMMG, membros há pelo menos um ano da Liga de háPsicanálise.§ 4º - Serão elegíveis para os demais cargos os acadêmicos do curso de psicologia daFCMMG, membros há pelo menos um ano da Liga de Psicanálise. § 5º - O mandato da diretoria será de um ano, eleita na última Assembléia GeralOrdinária do ano. CAPÍTULO IV DAS COMPETÊNCIASArt. 12º - São atribuições do Coordenador geralFomentar as atividades regulares da Liga de Psicanálise 6
  7. 7. FACULDADE DE CIÊNCIAS MÉDICAS DE MINAS GERAIS LIGA DE PSICANÁLISEPromover e coordenar projetosOrientar a Diretoria nas decisões que cabem a estaOrientar o Diretor CientíficoEstar disponível para orientação da produção científica e ser um facilitador de suaapresentação em congressos, Simpósios, e similares.Art. 13º - São atribuições do Vice Coordenador geral Vice-Auxiliar o Coordenador Geral em suas atividades; Substituir Coordenador Geral. suasColaborar com o Coordenador Geral nas atribuições do Art. 12°;Art. 14º - São atribuições do Presidente:Promover e executar os objetivos da Liga de Psicanálise; Elaborar e executar oPrograma Anual de Atividades; Convocar, presidir as Assembléias Gerais; Atuar naalteração estatutária; Disponibilizar aos membros, o Estatuto para reprodução;Alienar, ceder, permutar ou onerar os bens ou direitos; Realizar, quando possíveis,parcerias, acordos, contratos e convênios com instituições públicas e privadas, nacionaise estrangeiras, para mútua colaboração em suas atividades e objetivos; Representar aLiga de Psicanálise em eventos e reuniões. Representar a Liga de Psicanálise diante deda comunidade. Assinar os cheques, papéis de crédito e documentos afins.Art. 15º São atribuições do Diretor Executivo:Auxiliar o Presidente em suas atividades; Substituir ao Presidente, bem como aosdemais membros da Diretoria Executiva, em suas faltas ou impedimentos; Assinar em impedimentos;conjunto com o Presidente e Tesoureiro atas e documentos que originem direitos eobrigações. Coordenar a ação dos demais Diretores; Organizar os eventos produzidospela Liga de Psicanálise; Responder pelas atividades da Liga de Psicanálise em caso de análiseausência ou impedimento do PresidenteArt. 16º - São atribuições do Secretário:Redigir, assinar, registrar e arquivar as Atas da Diretoria e as das Assembléias Gerais; DiretoriaManter atualizado o inventário pat patrimonial; Receber, responder e arquivar adocumentação recebida pela Diretoria; Arquivar os documentos emitidos pela Diretoria ntaçãoda Liga de Psicanálise. Preparar e organizar os relatórios da Liga de Psicanálise Psicanálise.Assinar, em conjunto com o Presidente, todos os documentos administrativos, c comexceção daqueles de competências do Tesoureiro. Colaborar com o Pres Presidente nasatribuições do Art. 14° 7
  8. 8. FACULDADE DE CIÊNCIAS MÉDICAS DE MINAS GERAIS LIGA DE PSICANÁLISEArt. 17º - São atribuições do Tesoureiro:Zelar pelas arrecadações e contabilizar as contribuições, rendas, auxílios e donativos; contribuições,Efetuar os pagamentos em dia de todas as obrigações; Acompanhar e supervisionar ostrabalhos de contabilidade; Manter atualizada a escrituração da movimentação imentaçãoeconômico-financeira; Manter atualizados e sob sua responsabilidade os livros e financeira;documentos contábeis; Manter todo o dinheiro em banco, exceto pequeno valor para nodespesas diárias; Entregar ao Presidente, mensalmente, o balanço das des despesas ereceitas da Associação. Prestar todas as informações pertinentes a situação financeira econtábil quando perguntado pelos Sócios; Assinar, em conjunto com o Presidente, os ontábilcheques, a Prestação Anual de Contas e os demais documentos referentes a ordemeconômica da Liga de Psicanálise Colaborar com o Presidente nas atribuições do Psicanálise. teArt.14°;Art. 18º - São atribuições do Diretor Científ Científico:Elaborar, em conjunto com os membros colaboradores as atividades científicas da Ligade Psicanálise. Coordenar com o auxílio do Diretor Executivo o processo de admissãode novos associados à Liga de Psicanálise. Colaborar com o Presidente nas atribuiç te atribuiçõesdo Art.14°;Art. 19º - São atribuições do Diretor de Comunicação/Marketing:Divulgar eventos relacionados à Liga de Psicanálise; Organizar formas de divulgaçãoeletrônica entre os associados da liga; Estabelecer contato eletrônico com outrasinstituições; Captar recursos para o desenvolvimento das atividades da Liga de Presidente nas atribuições do Art. 14° ;Psicanálise. Colaborar com o Pres TÍTULO IV DAS NORMAS DISCIPLINARES CAPÍTULO I DOS DIREITOS E DEVERESArt. 20º - São direitos dos membros da Liga de Psicanálise:Receber as publicações e comunicações da Liga de PsicanáliseUsufruir de todas as vantagens oferecidas pela Liga nos termos deste Estatuto; LigaReceber diploma ou certificado de todos os eventos de extensão acadêmica promovidos acadêmicapela Liga de Psicanálise que vier a participar;Receber diploma ou certificado que ateste o período em que participou da Liga de 8
  9. 9. FACULDADE DE CIÊNCIAS MÉDICAS DE MINAS GERAIS LIGA DE PSICANÁLISEPsicanáliseVotar e ser votado nas disposições e exigê exigências deste regulamento.Art. 21º - São deveres dos membros da Liga de Psicanálise:Respeitar e cumprir as disposições do presente estatuto;Zelar pelo bom relacionamento entre os membros;Zelar pelo patrimônio da Liga;Ser assíduo nas reuniões e atividades da Liga de Psicanálise , cooperando na medida desuas possibilidades, para o seu desenvolvimento e aperfeiçoamentoRealizar a tarefa a si confiadas com dedicação, zelo e determinação;Art. 22º - Os serviços prestados pelos acadêmicos e coordenadores não serão çosremunerados. CAPÍTULO II DAS PENALIDADESArt. 23º - Os membros que transgredirem qualquer disposição deste Estatuto, estarãosujeito às seguintes penalidades:Advertência Verbal: será aplicada pela Diretoria, mediante votação por maioria simplesdos integrantes do respectivo órgão, dada a gravidade da infração, sendo de caráter gravidadereservado.Eliminação do quadro social: será aplicada pela Assembléia Geral, por proposta daDiretoria e mediante votação por maioria absoluta (50% + 1) dos presentes, sendo osócio condenado afastado definitivamente de todas as funções de Sócio e não podendo todasretornar ao quadro social da Liga de Psicanálise por pelo menos 1 (hum) ano.§ 1° - A qualquer penalidade será garantido ao acusado o direito de defesa e aos meios aela inerente. Poderá também o acusado recorrer da decisão tomada pela Diretoria noscasos previstos pelo Estatuto.§ 2° - As penalidades não se aplicam necessariamente nesta ordem. Porém, após 03(três) Advertências Verbais a diretoria deve abrir processo para exclusão do só do sócioQuadro Social.Art. 24º - Será excluído, independente de qualquer processo, do quadro social o sócioque danificar propositalmente qualquer item do patrimônio declarado da Liga dePsicanálise. TÍTULO V DAS DISPOSIÇÕES GERAIS 9
  10. 10. FACULDADE DE CIÊNCIAS MÉDICAS DE MINAS GERAIS LIGA DE PSICANÁLISE CAPÍTULO I DAS RESPONSABILIDADESArt. 25º – Os membros não são subsidiariamente responsáveis pelos compromissosassumidos pela Liga de Psicanálise, respondendo por estes a diretoria em exercício. Psicanálise, CAPÍTULO II DAS ALTERAÇÕES DO ESTATUTOArt. 26º – A alteração do Estatuto da Liga de Psicanálise ocorrerá quando atender todosos seguintes requisitos:Por proposta fundamentada de 1/2 (metade) do total de membros da Liga de Psicanáliseou da Diretoria;Quando não contrariar os objetivos da Liga de Psicanálise;Deliberada por Assembléia Geral pelo voto favorável da maioria (50% + 1) dos votomembros presentes e homologado.Art. 27º – O presente Estatuto só poderá ser revogado:Totalmente, após decorrido o prazo de 05 (cinco) anos;Parcialmente, após 02 (dois) anos.§ 1° - Os prazos acima citados são contados a partir da vigência total do presente contadosEstatuto. CAPÍTULO III DA DISSOLUÇÃOArt. 28º - A Dissolução da Liga de Psicanálise ocorrerá quando:Tornar-se impossível sua manutenção, devido à falta de recursos; seOcorrer desvio dos Objetivos pelos quais f instituída; foiHouver impedimento legislativo;Não cumprir com sua função social.§ 1º – A dissolução será deliberada em Assembléia Geral Extraordinária, específica paraeste fim, por votação unânime dos membros presentes.§ 2º – O patrimônio remanescente, após o cumprimento de todas as obrigações judiciais remanescente, 10
  11. 11. FACULDADE DE CIÊNCIAS MÉDICAS DE MINAS GERAIS LIGA DE PSICANÁLISEe extrajudiciais assumidas, atenderá o disposto pela Assembléia referida no parágrafoprimeiro deste artigo. TÍTULO VI DAS DISPOSIÇÕES FINAISArt. 29º as demais resoluções serão discutidas em regimento interno.Art. 30º – Este Estatuto entra em vigor na da de sua publicação. data __________________________________________ GIOVANNI ALBERTO DA SILVA Presidente __________________________________________ CRISTIANO GONÇALVES LEONARDO 1º Secretário 11

×