Introdução aoIntrodução ao
LinuxLinux
Renan Aryel Fernandes da SilvaRenan Aryel Fernandes da Silva
Graduando em Engenharia Elétrica pela UFMS e monitorGraduando...
●
Modo Gráfico x Modo Texto;Modo Gráfico x Modo Texto;
●
Shell, comandos básicos;Shell, comandos básicos;
●
Instalação de ...
Modo textoModo texto
●
O padrãoO padrão Case Sensitive.Case Sensitive.
historiahistoria ouou Historia?Historia?
●
Maioria ...
Extensão dos ArquivosExtensão dos Arquivos
Determina como pode ser lido o arquivo:Determina como pode ser lido o arquivo:
...
DiretórioDiretório
Raiz → /
/
/bin
/sbin
/usr
/usr/local
/mnt
/media
/root
/tmp
/var
/home/administrador
/alunos
Estrutura de diretórios ouEstrutura de diretórios ou
”árvore de diretórios””árvore de diretórios”
UsuáriosUsuários
●
Usuários normais, identificados pelo cifrão noUsuários normais, identificados pelo cifrão no
terminalte...
Terminal →Terminal → ctrl+alt+tctrl+alt+t
●
Onde fica?Onde fica?
usuário@nome_da_máquina:~$usuário@nome_da_máquina:~$
O si...
Teclas rápidasTeclas rápidas
TeclaTecla tabtab → pode ser usada para completar→ pode ser usada para completar
um nome de d...
ListagemListagem
→ ls → lista todo o conteúdo do diretório.
Ex: ls Downloads
ls /home/alunos/Downloads
ls /etc/fonts/
→ ls...
NavegaçãoNavegação
→ cd → seguido do nome da pasta, serve para entrar em um
diretório.
Ex: cd Downloads
cd /home/Downloads...
→→ mkdir →mkdir → criar diretório;criar diretório;
●
mkdirmkdir testeteste
●
mkdirmkdir teste/imagemteste/imagem
→→ rm -Rr...
Manipulação de ArquivosManipulação de Arquivos
→→ mv →mv → mover arquivo;mover arquivo;
●
mvmv teste2 Ubuntu_gnu_linuxtest...
Outros ComandosOutros Comandos
→ clear → limpa o terminal;
→ exit → sai da sessão;
→ find → pesquisar um arquivo no diretó...
PermissõesPermissões
Tendo em mente que o conceito de binário significa
0 = desligado e 1 = ligado, vejamos como fica na t...
PermissõesPermissões
Dono
R W X
0 - 0 0 0
1 - 0 0 1
2 - 0 1 0
3 - 0 1 1
4 - 1 0 0
5 - 1 0 1
6 - 1 1 0
7 - 1 1 1
Grupo
R W ...
PermissõesPermissões
Permissões Comando Descrição
-r-------- chmod 400 arquivo Somente o dono pode ler o arquivo,
ninguém ...
Diretório /homeDiretório /home
Pastas pessoais dos usuários.Pastas pessoais dos usuários.
O diretórioO diretório homehome ...
Root (superusuário)Root (superusuário)
Conta usada pelo administrador para manutenção eConta usada pelo administrador para...
Atualizar o sistemaAtualizar o sistema
Os sistemas GNU/Linux recebem atualizações constantes,
verificar se seu sistema pre...
Atualizar pelo terminalAtualizar pelo terminal
Tarefas com necessidade de privilégio.
→ apt-get update → verificar junto a...
Instalação de ProgramasInstalação de Programas
Busca do programa:
→ apt-cache search nome → pesquisar por pacotes de
insta...
Instalação e ManutençãoInstalação e Manutenção
→ apt-get install --reinstall nome → reinstala mesmo que o
pacote já seja a...
Fontes:Fontes:
●
http://www.vivaolinux.com.br/artigo/O-comando-LS-de-A-a-Zhttp://www.vivaolinux.com.br/artigo/O-comando-LS...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Introdução ao Linux - aula 03 e 04

221 visualizações

Publicada em

Aulas 03 e 04 do minicurso de Introdução ao Linux, realizado pela Casa da Ciência de Campo Grande, na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS).

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
221
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
10
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Cada arquivo deve ser identificado por um nome, assim ele pode ser encontrado facilmente quando desejar usa-lo. Se estiver fazendo um trabalho de história, nada melhor que salva-lo com o nome historia. Um arquivo pode ser binário ou texto (para detalhes veja ‘Arquivo texto e binário’ on page 25). O GNU/Linux é Case Sensitive ou seja, ele diferencia letras maiúsculas e minúsculas nos arquivos. O arquivo historia é completamente diferente de Historia. Esta regra também é válido para os comandos e diretórios. Prefira, sempre que possível, usar letras minúsculas para identificar seus arquivos, pois quase todos os comandos do sistema estão em minúsculas.
  • A extensão serve para identificar o tipo do arquivo. A extensão são as letras após um “.” no
    nome de um arquivo, explicando melhor:
    • relatório.txt - O .txt indica que o conteúdo é um arquivo texto.
    • script.sh - Arquivo de Script (interpretado por /bin/sh).
    • system.log - Registro de algum programa no sistema.
    • arquivo.gz - Arquivo compactado pelo utilitário gzip.
    • index.html - Página de Internet (formato Hypertexto).
    A extensão de um arquivo também ajuda a saber o que precisamos fazer para abri-lo. Por ex-
    emplo, o arquivo relatório.txt é um texto simples e podemos ver seu conteúdo através do
    comando ‘cat’ on page 65, já o arquivo index.html contém uma página de Internet e precis-
    aremos de um navegador para poder visualiza-lo (como o lynx, Firefox ou o Konqueror).
    A extensão (na maioria dos casos) não é requerida pelo sistema operacional GNU/Linux, mas
    é conveniente o seu uso para determinarmos facilmente o tipo de arquivo e que programa
    precisaremos usar para abri-lo.
  • Introdução ao Linux - aula 03 e 04

    1. 1. Introdução aoIntrodução ao LinuxLinux
    2. 2. Renan Aryel Fernandes da SilvaRenan Aryel Fernandes da Silva Graduando em Engenharia Elétrica pela UFMS e monitorGraduando em Engenharia Elétrica pela UFMS e monitor nos projetos de extensão Telecentro da Casa da Ciência enos projetos de extensão Telecentro da Casa da Ciência e Clube de Astronomia Carl Sagan.Clube de Astronomia Carl Sagan. Sempre atuando na área de divulgação cientifica.Sempre atuando na área de divulgação cientifica. Usuário de sistemas operacionais baseados emUsuário de sistemas operacionais baseados em GNU/Linux.GNU/Linux. ● E-mail:E-mail: renan.aryel@gmail.comrenan.aryel@gmail.com ● (67) 9211-5340 Claro(67) 9211-5340 Claro ● (67) 9943-5010 Vivo(67) 9943-5010 Vivo
    3. 3. ● Modo Gráfico x Modo Texto;Modo Gráfico x Modo Texto; ● Shell, comandos básicos;Shell, comandos básicos; ● Instalação de programas em modo texto.Instalação de programas em modo texto.
    4. 4. Modo textoModo texto ● O padrãoO padrão Case Sensitive.Case Sensitive. historiahistoria ouou Historia?Historia? ● Maioria dos comandos utilizados sãoMaioria dos comandos utilizados são escritos em letras minúsculas.escritos em letras minúsculas. ● Arquivos em inicial minúscula facilitamArquivos em inicial minúscula facilitam navegação pelo terminal.navegação pelo terminal.
    5. 5. Extensão dos ArquivosExtensão dos Arquivos Determina como pode ser lido o arquivo:Determina como pode ser lido o arquivo: ● scriptscript.sh.sh - Arquivo de Script (interpretado por /bin/sh).- Arquivo de Script (interpretado por /bin/sh). ● systemsystem.log.log - Registro de programas no sistema.- Registro de programas no sistema. ● arquivoarquivo.tar.gz.tar.gz - Arquivo compactado.- Arquivo compactado. ● indexindex.html.html - Página de Internet (formato Hypertexto).- Página de Internet (formato Hypertexto).
    6. 6. DiretórioDiretório Raiz → / / /bin /sbin /usr /usr/local /mnt /media /root /tmp /var /home/administrador /alunos
    7. 7. Estrutura de diretórios ouEstrutura de diretórios ou ”árvore de diretórios””árvore de diretórios”
    8. 8. UsuáriosUsuários ● Usuários normais, identificados pelo cifrão noUsuários normais, identificados pelo cifrão no terminalterminal $$ Ex: alunos, administradorEx: alunos, administrador ● Superusuário, identificado pelo simboloSuperusuário, identificado pelo simbolo ## Ex: rootEx: root
    9. 9. Terminal →Terminal → ctrl+alt+tctrl+alt+t ● Onde fica?Onde fica? usuário@nome_da_máquina:~$usuário@nome_da_máquina:~$ O simbolo depois do ”O simbolo depois do ”~~” identifica se o usuário é” identifica se o usuário é normal ou super usuário.normal ou super usuário. Ex: alunos@pcname:~$Ex: alunos@pcname:~$ administrador@pcname:~$administrador@pcname:~$ root@pcname:/localização#root@pcname:/localização#
    10. 10. Teclas rápidasTeclas rápidas TeclaTecla tabtab → pode ser usada para completar→ pode ser usada para completar um nome de diretório ou arquivo, evitandoum nome de diretório ou arquivo, evitando assim ter que digitar o nome completo doassim ter que digitar o nome completo do arquivo.arquivo. Setas para cima e baixo servem paraSetas para cima e baixo servem para ver os comandos que foram digitados.ver os comandos que foram digitados.
    11. 11. ListagemListagem → ls → lista todo o conteúdo do diretório. Ex: ls Downloads ls /home/alunos/Downloads ls /etc/fonts/ → ls -a → exibe arquivos ocultos. → ls -l → lista as permissões; → ls --version → exibe a versão do software.
    12. 12. NavegaçãoNavegação → cd → seguido do nome da pasta, serve para entrar em um diretório. Ex: cd Downloads cd /home/Downloads cd /etc/fonts/ → cd .. → voltar ao diretório anterior. → cd ../.. → ir para o diretório raiz.
    13. 13. →→ mkdir →mkdir → criar diretório;criar diretório; ● mkdirmkdir testeteste ● mkdirmkdir teste/imagemteste/imagem →→ rm -Rrm -R → apaga uma pasta ou arquivo;→ apaga uma pasta ou arquivo; →→ rm -rfrm -rf → apaga uma pasta ou arquivo;→ apaga uma pasta ou arquivo; →→ cpcp → copiar;→ copiar; ● cpcp fotos teste/imagemfotos teste/imagem →→ cp -Rcp -R → copia recursiva;→ copia recursiva; Exercício: Pelo terminal crie uma pasta chamada Ubuntu_gnu_linux eExercício: Pelo terminal crie uma pasta chamada Ubuntu_gnu_linux e dentro dela outra pasta chamada imagens. Agora crie uma pasta chamadadentro dela outra pasta chamada imagens. Agora crie uma pasta chamada minhas_viagensminhas_viagens e dentro dela outra pasta chamadae dentro dela outra pasta chamada fotos.fotos. Copie a pastaCopie a pasta minhas_imagensminhas_imagens para a pastapara a pasta imagensimagens usando cópiausando cópia recursiva.recursiva. Diretórios e ManipulaçãoDiretórios e Manipulação
    14. 14. Manipulação de ArquivosManipulação de Arquivos →→ mv →mv → mover arquivo;mover arquivo; ● mvmv teste2 Ubuntu_gnu_linuxteste2 Ubuntu_gnu_linux →→ mv -Rmv -R → mover recursivamente;→ mover recursivamente; Exercício:Exercício: Pelo terminal crie uma pasta chamadaPelo terminal crie uma pasta chamada Ubuntu_gnu_linuxUbuntu_gnu_linux ee dentro dela outra pasta chamadadentro dela outra pasta chamada imagensimagens. Agora crie uma pasta. Agora crie uma pasta chamadachamada minhas_viagensminhas_viagens e dentro dela outra pasta chamadae dentro dela outra pasta chamada fotos.fotos. Mova a pastaMova a pasta minhas_imagensminhas_imagens para a pastapara a pasta imagensimagens usando ousando o parâmetro recursivo.parâmetro recursivo.
    15. 15. Outros ComandosOutros Comandos → clear → limpa o terminal; → exit → sai da sessão; → find → pesquisar um arquivo no diretório atual; → whatis → descreve o que um comando faz; → man → exibe o manual de algum comando; → date → mostra a data atual; → history → exibe todos os comandos já utilizados; → uptime → diz a quanto tempo o sistema foi iniciado; → pwd → print working directory.
    16. 16. PermissõesPermissões Tendo em mente que o conceito de binário significa 0 = desligado e 1 = ligado, vejamos como fica na tabela abaixo: R W X 0 - 0 0 0 1 - 0 0 1 2 - 0 1 0 3 - 0 1 1 4 - 1 0 0 5 - 1 0 1 6 - 1 1 0 7 - 1 1 1 R → read; W → write; X → execute.
    17. 17. PermissõesPermissões Dono R W X 0 - 0 0 0 1 - 0 0 1 2 - 0 1 0 3 - 0 1 1 4 - 1 0 0 5 - 1 0 1 6 - 1 1 0 7 - 1 1 1 Grupo R W X 0 - 0 0 0 1 - 0 0 1 2 - 0 1 0 3 - 0 1 1 4 - 1 0 0 5 - 1 0 1 6 - 1 1 0 7 - 1 1 1 Outros R W X 0 - 0 0 0 1 - 0 0 1 2 - 0 1 0 3 - 0 1 1 4 - 1 0 0 5 - 1 0 1 6 - 1 1 0 7 - 1 1 1 → ls -l → exibe as permissões no formato rwx; → chmod +x → da permissão de execução; → chmod 700 → da permissão de execução; → chmod -x → retira permissão de execução; → chmod +rwx → da permissões de leitura, escrita e execução.
    18. 18. PermissõesPermissões Permissões Comando Descrição -r-------- chmod 400 arquivo Somente o dono pode ler o arquivo, ninguém pode escrever. -r--r--r-- chmod 444 arquivo Todos podem ler o arquivo, ninguém pode escrever. -rw-rw-rw- chmod 666 arquivo Todos podem ler e escrever no arquivo. drwxrwxrwx chmod 777 diretório Todos podem ler, escrever, criar ou apagar arquivos do diretório. drwx------ chmod 700 diretório Somente o dono pode ler, escrever, criar ou apagar arquivos. Ninguém mais pode ter acesso a este diretório. drwx-wx-wx chmod 733 diretório O dono tem acesso total ao diretório. Todos os outros usuários podem apenas escrever.
    19. 19. Diretório /homeDiretório /home Pastas pessoais dos usuários.Pastas pessoais dos usuários. O diretórioO diretório homehome também é identificado por umtambém é identificado por um acento circunflexoacento circunflexo ~~ Sempre que quiser listar o que há dentro de suaSempre que quiser listar o que há dentro de sua pasta pessoal, basta digitar o comando:pasta pessoal, basta digitar o comando: ● ls /home/nome_de_usuariols /home/nome_de_usuario ouou ● ls ~ls ~
    20. 20. Root (superusuário)Root (superusuário) Conta usada pelo administrador para manutenção eConta usada pelo administrador para manutenção e administração do sistema:administração do sistema: ● Adição e exclusão de usuários;Adição e exclusão de usuários; ● Adição e configuração de periféricos;Adição e configuração de periféricos; ● Manutenção dos Sistemas de Arquivos;Manutenção dos Sistemas de Arquivos; ● Recuperação de falhas;Recuperação de falhas; ● Acesso incondicional a todos os arquivos do sistema.Acesso incondicional a todos os arquivos do sistema.
    21. 21. Atualizar o sistemaAtualizar o sistema Os sistemas GNU/Linux recebem atualizações constantes, verificar se seu sistema precisa ser atualizado faz parte da rotina de usuário. Modo gráfico Modo texto
    22. 22. Atualizar pelo terminalAtualizar pelo terminal Tarefas com necessidade de privilégio. → apt-get update → verificar junto aos repositórios se existe alguma atualização necessária para o sistema. → apt-get upgrade → baixa e instala as atualizações. ● Comando sudo → da permissões especiais aos usuários habilitados no “grupo sudo”. apt-get update atualiza a lista de pacotes e programas que podem ser instalados, somente isso e mais nada. apt-get upgrade atualiza o sistema. Baixa e instala pacotes de atualização dos programas instalados no computador.
    23. 23. Instalação de ProgramasInstalação de Programas Busca do programa: → apt-cache search nome → pesquisar por pacotes de instalação. → apt-cache show nome → exibe descrição detalhada de um pacote. Instalação ou remoção: → apt-get install nome → instala um pacote. → apt-get remove nome → remove um programa instalado.
    24. 24. Instalação e ManutençãoInstalação e Manutenção → apt-get install --reinstall nome → reinstala mesmo que o pacote já seja a versão mais recente, substituindo todos os arquivos referentes a ele. → apt-get -f install → corrigir problemas de dependências, concluir instalação de pacotes pendentes e outros erros. → apt-get clean → remove informações inúteis de cache, onde são registradas as cópias das atualizações que são instaladas. → apt-get autoremove → remove pacotes instalados automaticamente e que não são mais necessários. → apt-get update --fix-missing → Ignora pacotes em falta e trabalha com o que está disponível.
    25. 25. Fontes:Fontes: ● http://www.vivaolinux.com.br/artigo/O-comando-LS-de-A-a-Zhttp://www.vivaolinux.com.br/artigo/O-comando-LS-de-A-a-Z ● http://www.vivaolinux.com.br/dica/Estrutura-de-diretorios-do-http://www.vivaolinux.com.br/dica/Estrutura-de-diretorios-do- GNULinuxGNULinux ● http://www.comandoslinux.com/http://www.comandoslinux.com/ ● http://pt.wikipedia.org/wiki/Shell_scripthttp://pt.wikipedia.org/wiki/Shell_script ● http://forum.techtudo.com.br/perguntas/35352/qual-e-a-http://forum.techtudo.com.br/perguntas/35352/qual-e-a- diferenca-entre-o-update-e-o-upgrade-no-apt-get-ou-apitudediferenca-entre-o-update-e-o-upgrade-no-apt-get-ou-apitude ● http://www.infowester.com/aptget1.phphttp://www.infowester.com/aptget1.php ● http://www.hardware.com.br/tutoriais/tutorial-completo-apt-get/http://www.hardware.com.br/tutoriais/tutorial-completo-apt-get/ ● http://www.ubuntubrsc.com/13-principais-comandos-do-http://www.ubuntubrsc.com/13-principais-comandos-do- ubuntu.htmlubuntu.html

    ×