Citação direta
Citação direta
 Cópia fiel (ipsis literis) do texto do autor da
obra pesquisada.
 Apropriação das palavras do outro
 In...
Citação direta curta
 É a citação de até 3 linhas;
 Abre aspas dentro do texto.
 Exemplo:
 Para Morin (2000, p. 56), é...
exemplos
 Para Joly (1996, p.28), “abordar ou estudar
certos fenômenos em seu aspecto semiótico é
considerar seu modo de ...
Citação direta longa
Citação direta longa
 É a citação a partir de 4 linhas;
 recua 4 cm da margem, não abre aspas.
Citação direta longa: exemplo
Diz Ducrot (1977) que somos levados a admitir
que as relações intersubjetivas inerentes à fa...
Citação direta longa: exemplo
A partir da especificidade do jornalismo, Eco
(1998, p. 14) questiona:
O que é um jornal, se...
 Além dos valores estratégicos apresentados na construção
de um Website, faz-se necessário também, entender a
função esté...
 A probabilidade de o consumidor ficar satisfeito e efetuar
novas compras depende da oferta atender ou não a essa
expecta...
Citação indireta
Citação indireta
 É a interpretação (paráfrase) do pesquisador
daquilo que o autor escreveu.
 O pesquisador baseia-se no...
Citação indireta: exemplo
Como já destacado, Marcondes Filho (1989) tem uma
visão crítica do modo de produção das notícias...
Citação indireta: outro exemplo
No entanto, a separação entre informação e
opinião, entre o fato e o comentário, que os va...
 Complementando, Coombs (1998), observa que ao se
criar um site Institucional, uma estrutura física sempre
precisa de uma...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Exemploscitaes 110527082840-phpapp01 (1)

817 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
817
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Exemploscitaes 110527082840-phpapp01 (1)

  1. 1. Citação direta
  2. 2. Citação direta  Cópia fiel (ipsis literis) do texto do autor da obra pesquisada.  Apropriação das palavras do outro  Informa o AUTOR, o ANO da edição do livro e a PÁGINA em que está a citação.
  3. 3. Citação direta curta  É a citação de até 3 linhas;  Abre aspas dentro do texto.  Exemplo:  Para Morin (2000, p. 56), é na linguagem que o discurso “ganha seu sentido com relação à palavra, mas a palavra só fixa seu sentido com relação ao discurso no qual ela se encontra encadeada”.
  4. 4. exemplos  Para Joly (1996, p.28), “abordar ou estudar certos fenômenos em seu aspecto semiótico é considerar seu modo de produção de sentidos, ou seja, a maneira como provocam significações, isto é, interpretações”.
  5. 5. Citação direta longa
  6. 6. Citação direta longa  É a citação a partir de 4 linhas;  recua 4 cm da margem, não abre aspas.
  7. 7. Citação direta longa: exemplo Diz Ducrot (1977) que somos levados a admitir que as relações intersubjetivas inerentes à fala não servem apenas à troca de conhecimento, mas a uma grande variedade de relações inter-humanas. O trecho abaixo explica bem o que o autor quer mostrar: A língua, então, não é mais apenas o lugar onde os indivíduos se encontram; ela impõe também, a esse encontro, formas bem determinadas. Não é mais somente uma condição da vida social, mas um modo de vida social. Ela perde sua inocência. Deixar-se-á, portanto, de definir a língua, à moda de Saussure, como um código, isto é, como um instrumento de comunicação. Mas ela será considerada como um jogo, ou melhor, como o estabelecimento das regras de um jogo, e de um jogo que se confunde amplamente com a existência cotidiana (DUCROT, 1977, p. 12).
  8. 8. Citação direta longa: exemplo A partir da especificidade do jornalismo, Eco (1998, p. 14) questiona: O que é um jornal, se não um produto, formado de um número fixo de páginas, obrigado a sair uma vez por dia, e no qual as coisas ditas não serão mais unicamente determinadas pelas coisas a dizer (segundo uma necessidade absolutamente interior), mas pelo fato de que, uma vez por dia, se deverá dizer o tanto necessário para preencher tantas páginas?
  9. 9.  Além dos valores estratégicos apresentados na construção de um Website, faz-se necessário também, entender a função estética desses materiais, bem como seu layout e visibilidade. Diante disso Moreira (2003, p. 24) destaca que:, A Web tem uma estética ingênua criada pelas páginas pessoais e só vai ter uma de verdade quando designers e tecnólogos conseguirem fazer algo que não pode ser feito nas outras mídias. Para fazer isso, os designers consideram que não precisam ser programadores, basta entender as tecnologias o suficiente para saber o que pedir aos técnicos. Segundo eles tanto a tecnologia quanto o design são importantes para o sucesso de um site, e a dosagem desses dois itens, para mais ou menos, depende do propósito do site. Os designers dizem que os fracassos da Web são frutos das experiências aventureiras e que o Brasil tem muitas iniciativas bem-sucedidas que não foram nem serão atingidas pela crise.
  10. 10.  A probabilidade de o consumidor ficar satisfeito e efetuar novas compras depende da oferta atender ou não a essa expectativa de valor. Uma empresa só consegue vencer criando e entregando valor superior. Isso envolve as seguintes capacidades: entender o valor para o cliente, criar valor para o cliente, entregar valor para o cliente, captar o valor para o cliente e sustentar o valor para o cliente. Para obter sucesso, a empresa precisa usar os conceitos de cadeia de valor e de rede de entrega de valor. Muitas empresas estão reconhecendo os benefícios de satisfazer e reter os clientes existentes. Lembre-se de que adquirir novos clientes pode custar cinco vezes mais do que satisfazer e reter os clientes existentes. Em média, as empresas perdem 10 por cento de seus clientes por ano. Contudo, reduzindo o índice de abandono de clientes em 5 por cento, as empresas podem aumentar o lucro por cliente. (KOTLER, 2005, p. 45).
  11. 11. Citação indireta
  12. 12. Citação indireta  É a interpretação (paráfrase) do pesquisador daquilo que o autor escreveu.  O pesquisador baseia-se no dito pelo autor e explica com suas próprias palavras.  Informa o AUTOR e o ANO da edição do livro (não precisa informar a página de onde foi extraído).
  13. 13. Citação indireta: exemplo Como já destacado, Marcondes Filho (1989) tem uma visão crítica do modo de produção das notícias. Ele caracteriza três formas de falseamento ou encobrimento das notícias. São elas: o jogo com o texto noticioso, produzindo a fragmentação da realidade e a personificação dos processos sociais; o uso da linguagem técnica; e a política do destaque e da supressão de informações. Promove-se aqui algumas considerações sobre o que se denomina de padronização da linguagem jornalística, pinçando esses enfoques críticos de Marcondes Filho, tendo em vista sua relevância no contexto deste trabalho.
  14. 14. Citação indireta: outro exemplo No entanto, a separação entre informação e opinião, entre o fato e o comentário, que os valores clássicos do jornalismo propõem, favorece a construção da idéia do jornalismo como espelho da realidade. Em sua opinião, o público não percebe, por exemplo, a relação existente entre jornalistas, acontecimentos e pessoas neles envolvidas, como também não repara na seleção e hierarquização dos elementos expostos nos enunciados jornalísticos, nem que a escolha de palavras ou termos nos discursos pressupõe, por si só, a existência de critérios e juízos de valor (SOUZA, 2002).
  15. 15.  Complementando, Coombs (1998), observa que ao se criar um site Institucional, uma estrutura física sempre precisa de uma estrutura sólida. Montar um site na Internet não é diferente, quanto melhor a sua base, mais eficaz será o site.

×