Sondagem da Construção Fiepe - Julho 2011

1.101 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.101
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
557
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sondagem da Construção Fiepe - Julho 2011

  1. 1. ANO II Nº. 07 JULHO DE 2011 ANO II - Nº. 07 JULHO DE 2011 ANO VIII Nº . 01 FEVEREIRO / 2009 1
  2. 2. ANO II Nº. 07 JULHO DE 2011APRESENTAÇÃO As informações levantadas pela Sondagem Indústria da Construção, realizada pelaCNI/FIEPE, objetiva identificar o sentimento do empresário industrial com relação ao futuropróximo de sua empresa e da economia brasileira. Os resultados estão distribuídos em cinco etapas onde são avaliados (as):1. A evolução no nível de atividade;2. As expectativas para os próximos seis meses.3. A evolução do lucro, situação financeira e avaliação do acesso ao crédito;4. Os principais problemas enfrentados;5. Série histórica, seis últimos resultados; A metodologia estabelecida pela Confederação Nacional da Indústria - CNI, para estetrabalho, considera o intervalo de 0 a 100 para a variação dos indicadores pesquisados:1. Os Indicadores do Nível de Atividade, do Número de empregos, de Compras de insumos ematérias-primas e de Novos empreendimentos, que são comparados ao mês/trimestre anterior,quando alcançarem valores maiores que 50 pontos, indicam aumento;2. O Nível de Atividade em relação ao usual, quando apresentarem Indicadores maiores que 50pontos, indicam atividade acima do usual;3. Os Indicadores de Margem de lucro operacional, que é comparada ao mês/trimestre anterior,quando maiores que 50 pontos, indicam situação mais que satisfatória;4. Os Indicadores da Situação financeira, que é comparada ao mês/trimestre anterior, quandomaiores que 50 pontos, indicam melhoria;5. Os Indicadores que avaliam o acesso ao crédito, quando maiores que 50 pontos, indicamfacilidade na obtenção do crédito;6.Os Indicadores que avaliam as expectativas, quando maiores que 50 pontos, indicamexpectativas positivas;As informações solicitadas são de natureza qualitativa e resultam do levantamento diretorealizado com base em questionário próprio. A Confederação Nacional da Indústria, através desua Unidade de Política Econômica coordena esse trabalho junto a 26 Federações de Indústriados Estados (AC, AL, AP, AM, BA, CE, DF, ES, GO, MA, MG, MS, MT, PA, PB, PE, PI, PR, RJ,RN, RO, RS, SC, SE, SP, TO). Os dados de Pernambuco são de responsabilidade daUnidade de Pesquisas Técnicas da FIEPE. DIRETOR-PRESIDENTE DA FIEPE: Jorge Côrte Real SUPERINTENDENTE OPERACIONAL: Camila Barreto COORDENADOR DA UNIDADE DE PESQUISAS TECNICAS: José André Freitas ECONOMISTA: Natacha Vasconcelos ASSESSORA TÉCNICA (ECONOMISTA): Danyelle Monteiro AUXILIARES ADMINISTRATIVOS: Adail de Melo Mendonça Leonardo Luiz de Lima ESTAGIÁRIOS: Aislane Laíla Correia de Assunção Maurício de Siqueira Silva Élida Lourenço de Lima Renan Cândido Oliveira Marina Rogério de Melo Barbosa Sylvia Karla Gomes Barbosa Vanessa de Cássia Lima da Silva 2
  3. 3. ANO II Nº. 07 JULHO DE 2011NÍVEL DE ATIVIDADEDESEMPENHO – JULHO DE 2011 Para o mês de Julho de 2011, a Sondagem Indústria da Construção registrouatividade positiva para o Brasil e Nordeste. No caso do indicador estadual, este situou-se abaixo da linha divisória dos 50,0 pontos (47,8 pontos), porém, positivo no sentidode recuperação do indicador em 4,8 pontos quando comparado ao resultado dasondagem anterior. Na avaliação relativa ao nível de atividade do mês de Julho de 2011, emrelação ao usualmente percebido para esses meses, o indicador estadual computou46,5 pontos, acima 0,2 ponto em relação ao mensurado na pesquisa anterior,configurando-se em estabilidade do indicador. No Brasil e Nordeste, os resultadosforam os seguintes, 50,0 pontos e 53,7 pontos, respectivamente. No que tange ao indicador referente ao número de empregados, no embatecom o mês anterior, o indicador de Pernambuco ficou abaixo da linha divisória dos50,0 pontos, fechando em 47,8 pontos em julho de 2011, enquanto que os indicadoresdo Brasil (51,5 pontos) e do Nordeste (52,6 pontos) computaram resultadossatisfatórios, conforme demonstrado no gráfico abaixo. MÉDIA HISTÓRICA – PONTOS Nível de Atividade – Nível de Atividade - em relação ao mês Nº empregados Efetiva/Usual anterior 52,53 51,37 50,67 NÍVEL DE ATIVIDADE DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO Desempenho - julho/11 em relação à junho/11 BR NE PE Pontos 70 Positivo 60 53,8 53,7 52,6 51,0 47,8 51,5 50,0 47,8 50 46,5 Negativo 40 30 Nível de Atividade em Nível de Atividade Nº de empregados relação ao mês anterior Efetiva/Usual Pontos 100 Série Pernambuco - Nível de Atividade Nível de Atividade comparada ao mês anterior Positivo 90 Nível de Atividade Efetiva/Usual 80 Nº de empregados 70 60 50 Negativo 40 30 20 fev/11 mar/11 abr/11 mai/11 jun/11 jul/11 Indicadores variam entre 0 e 100. Valores maiores que 50 pontos indicam evolução positiva ou nível de atividade efetivo maior que o usual.. 3
  4. 4. ANO II Nº. 07 JULHO DE 2011EXPECTATIVAS - PRÓXIMOS SEIS MESESAVALIAÇÃO – AGOSTO DE 2011 Na avaliação dos empresários da indústria da construção, em todas as esferas de análise (Brasil, Nordeste e Pernambuco), no que concerne ao mês de agosto de 2011, todos os indicadores de expectativas para os próximos seis meses, apontaram resultados satisfatórios, acima do ponto limite dos 50,0 pontos. Os Indicadores variam de 0 a 100, acima de 50 pontos indica expectativa positiva para os próximos seis meses. Porém, cabe destacar que mesmo registrando números favoráveis, três dos quatro indicadores de expectativas de Pernambuco obtiveram os menores resultados da série histórica, além de situarem-se abaixo dos resultados do Brasil e do Nordeste. Especificamente em Pernambuco, no que se refere às variáveis de nível de atividade, compras de insumos e matérias-primas e de novos empreendimentos e serviços, os indicadores fecharam o mês de agosto/11 em 57,0 pontos, 50,3 pontos e 58,6 pontos consecutivamente, enquanto que o indicador referente ao Nº de empregados obteve o segundo menor resultado desde Março/11, quando começou a ser acompanhado mensalmente, situando-se em 58,7 pontos, bem próximo da média histórica; já a nível Brasil e Nordeste, os resultados foram de 60,1 pontos e 63,0 pontos, conforme registrados no gráfico abaixo. MÉDIA HISTÓRICA – PONTOS Novos Nível de Insumos e empreendimentos e Nº empregados Atividade Matérias-primas serviços 64,90 63,64 65,01 59,75 EXPECTATIVAS DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO Pontos Expectativas em Agosto de 2011 para os próximos seis meses 100 90 BR NE PE NEGATIVO POSITIVO 80 64,5 63,2 63,3 60,1 63 70 60,1 57,0 59,7 60,1 58,6 58,7 60 50,3 50 40 30 20 10 0 Nível de Atividade Compras de insumos e Novos empreendimentos e Nº empregados matérias-primas serviços Pontos Série Pernambuco - Expectativas para os próximos seis meses 100 90 Nível de Atividade Compras de insumos e matérias-primas POSITIVO 80 Novos empreendimentos e serviços Nº empregados Linha 5 Linha 6 70 60 50 40 NEGATIVO 30 20 10 mar/11 abr/11 mai/11 jun/11 jul/11 ago/11 Indicadores variam entre 0 e 100. Valores maiores que 50 pontos indicam expectativas positivas. 4
  5. 5. ANO II Nº. 07 JULHO DE 2011 RESULTADOS GERAIS SÉRIE HISTÓRICA MENSAL RESULTADOS GERAIS – SÉRIE HISTÓRICA MENSAL MÊS PE – por porte VARIÁVEIS MENSAIS Brasil Nordeste Pernambuco REFERÊNCIA Pequeno Médio Grande FEV/11 49,0 50,5 52,1 50,0 50,0 58,3 MAR/11 49,9 49,6 51,7 55,6 50,0 50,0 NÍVEL DE ATIVIDADE ABR/11 50,2 50,8 52,8 50,0 56,3 50,0 EM RELAÇÃO MAI/11 53,1 51,9 50,5 33,3 55,6 62,5 AO MÊS ANTERIOR JUN/11 52,4 49,8 43,0 41,7 36,1 56,3 JUL/11 51,0 53,8 47,8 33,3 53,1 56,3 FEV/11 50,1 53,7 53,3 45,8 55,6 58,3 MAR/11 49,5 50,6 49,1 50,0 47,9 50,0 NÍVEL DE ATIVIDADE EM RELAÇÃO ABR/11 48,3 50,3 44,7 41,7 43,8 50,0 ÀO USUAL MAI/11 50,9 55,0 51,0 35,0 55,6 62,5 JUN/11 51,0 51,6 46,3 44,4 41,7 56,3 JUL/11 50,0 53,7 46,5 33,3 50,0 56,3 FEV/11 51,2 49,8 54,7 58,3 50,0 58,3 MAR/11 50,4 46,5 49,0 55,6 43,8 50,0 ABR/11 49,9 50,3 49,0 46,9 50,0 50,0 Nº DE EMPREGADOS MAI/11 52,6 52,3 56,2 37,5 58,3 75,0 JUN/11 51,9 50,7 47,3 38,9 44,4 62,5 JUL/11 51,5 52,6 47,8 33,3 53,1 56,3 EXPECTATIVAS PARA OS MÊS PE – por porte Brasil Nordeste Pernambuco PRÓXIMOS SEIS MESES REFERÊNCIA Pequeno Médio Grande MAR/11 61,1 62,3 61,7 58,3 61,1 66,7 ABR/11 60,8 61,0 66,1 63,9 62,5 75,0 NÍVEL MAI/11 59,7 62,9 59,7 55,6 68,2 50,0 DE ATIVIDADE JUN/11 63,0 65,3 62,5 54,2 61,1 75,0 JUL/11 61,1 62,4 59,8 55,6 61,1 62,5 AGO/11 60,1 64,5 57,0 54,2 59,4 56,3 MAR/11 60,2 60,2 60,4 54,2 61,1 66,7 ABR/11 59,6 60,8 67,1 61,1 66,7 75,0 COMPRAS DE INSUMOS MAI/11 58,3 61,2 55,7 61,1 62,5 37,5 E MATÉRIAS-PRIMAS JUN/11 62,2 65,9 58,8 50,0 55,6 75,0 JUL/11 60,3 60,5 59,9 55,6 63,9 58,3 AGO/11 59,7 63,2 50,3 50,0 46,9 56,3 MAR/11 61,4 64,6 61,6 54,2 63,9 66,7 ABR/11 61,1 63,3 65,3 61,1 62,5 75,0 NOVOS EMPREENDIMENTOS MAI/11 59,0 62,2 59,1 58,3 65,0 50,0 E SERVIÇOS JUN/11 62,0 66,3 61,3 54,2 58,3 75,0 JUL/11 61,0 61,1 64,2 62,5 63,9 66,7 AGO/11 60,1 63,3 58,6 54,2 59,4 62,5 MAR/11 61,5 62,1 61,7 58,3 61,1 66,7 ABR/11 60,2 61,1 64,4 58,3 62,5 75,0 MAI/11 58,2 61,1 55,0 58,3 55,6 50,0 Nº DE EMPREGADOS JUN/11 61,8 63,9 58,8 50,0 55,6 75,0 JUL/11 60,9 60,9 59,9 55,6 63,9 58,3 AGO/11 60,1 63,0 58,7 50,0 62,5 62,5Fonte: Sondagem Indústria da ConstruçãoIndicador varia no intervalo de 0 a 100. Valores acima de 50 indicam evolução positiva ou expectativas positivas. 5

×