E.M.E.F MAX ADOLFO ODERICH
JUSTIFICATIVA   Através da arte se faz o contato com as    pessoas, quando o ato criador se    completa. O sociólogo e pe...
OBJETIVO GERAL   Contribuir para o desenvolvimento    cognitivo, social e crítico dos    educandos, através do relacionam...
OBJETIVOS ESPECÍFICOS   INCENTIVAR OS ALUNOS PELO    CONHECIMENTO DAS ARTES    CÊNICAS,   CONHECER A HISTÓRIA DO    TEAT...
   REFLETIR SOBRE ARTE-    DIVERSIDADE, CONTEMPLANDO AS    LEIS Nº 10639/03 E 11645/08,   REALIZAR ATIVIDADES DE ACORDO ...
CRONOGRAMA DE ATIVIDADES MARÇO : Filme e discussão – O  Palhaço ABRIL: Produção de arte – Oficinas da  arte e palestra A...
   Julho: Cinema – Cinemark    Apreciação do espetáculo Teatral –    Teatro Lupicínio Rodrigues
O Palhaço
O PALHAÇOPOESIA      EXPOSIÇÃO DE            TRABALHOS
MOSTRA DE TRABALHOS
OFICINAS
OFICINAS
FEIRA DO LIVRO
FEIRA DO LIVRO
Saída de Campo - IBERÊ
Saída de Campo - Iberê
AVALIAÇÃO   A avaliação dar-se-á mediante o    envolvimento, a participação e o    interesse. Assim como a construção dos...
BIBLIOGRAFIA CANCLINI, Néstor Garcia. A  socialização da Arte: Teoria e Prática  na América Latina. SP: Cultrix, 1980. F...
EMEF Max A. Oderich - Projeto ArtEJA
EMEF Max A. Oderich - Projeto ArtEJA
EMEF Max A. Oderich - Projeto ArtEJA
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

EMEF Max A. Oderich - Projeto ArtEJA

438 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
438
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
110
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

EMEF Max A. Oderich - Projeto ArtEJA

  1. 1. E.M.E.F MAX ADOLFO ODERICH
  2. 2. JUSTIFICATIVA Através da arte se faz o contato com as pessoas, quando o ato criador se completa. O sociólogo e pesquisador de arte Canclini (1990, p. 34) afirma: Que tanto o processo de produção como o de recepção difunde-se em conceitos, desse modo podemos justificar incorporando nas áreas do conhecimento a arte.
  3. 3. OBJETIVO GERAL Contribuir para o desenvolvimento cognitivo, social e crítico dos educandos, através do relacionamento com a prática e o acesso à arte, atendendo a uma mobilidade entre as áreas do conhecimento.
  4. 4. OBJETIVOS ESPECÍFICOS INCENTIVAR OS ALUNOS PELO CONHECIMENTO DAS ARTES CÊNICAS, CONHECER A HISTÓRIA DO TEATRO, ESTIMULAR OS ALUNOS A ASSISTIR E REALIZAR (RE)LEITURA DOS FILMES TRABALHADOS,
  5. 5.  REFLETIR SOBRE ARTE- DIVERSIDADE, CONTEMPLANDO AS LEIS Nº 10639/03 E 11645/08, REALIZAR ATIVIDADES DE ACORDO COM AS ÁREAS DO CONHECIMENTO.
  6. 6. CRONOGRAMA DE ATIVIDADES MARÇO : Filme e discussão – O Palhaço ABRIL: Produção de arte – Oficinas da arte e palestra Auto – estima MAIO: Palestra: História do teatro (profª Sirlandia) JUNHO: Feira do livro – Teatro (Machado de Assis) Saída de Campo - Iberê Camargo
  7. 7.  Julho: Cinema – Cinemark Apreciação do espetáculo Teatral – Teatro Lupicínio Rodrigues
  8. 8. O Palhaço
  9. 9. O PALHAÇOPOESIA EXPOSIÇÃO DE TRABALHOS
  10. 10. MOSTRA DE TRABALHOS
  11. 11. OFICINAS
  12. 12. OFICINAS
  13. 13. FEIRA DO LIVRO
  14. 14. FEIRA DO LIVRO
  15. 15. Saída de Campo - IBERÊ
  16. 16. Saída de Campo - Iberê
  17. 17. AVALIAÇÃO A avaliação dar-se-á mediante o envolvimento, a participação e o interesse. Assim como a construção dos conhecimentos abordados.
  18. 18. BIBLIOGRAFIA CANCLINI, Néstor Garcia. A socialização da Arte: Teoria e Prática na América Latina. SP: Cultrix, 1980. FUSARI, Maria F. de Rezende. Arte na Escola. 4 ed. SP: Cortez, 2010.

×