Infecções sexualmente transmissíveis

838 visualizações

Publicada em

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
838
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
9
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Infecções sexualmente transmissíveis

  1. 1. Infecções sexualmentetransmissíveisSífilis
  2. 2. Introdução• Estamos a realizar este trabalho que nos foiproposto pela professora Ana Luísa no âmbitoda disciplina de formação cívica para oprojecto de educação sexual. Pretendemosaprender os métodos de protecção da sífilis,as consequências da mesma e tudo o quehouver para nos informar para o futuro.
  3. 3. Sífilis• A sífilis é uma doença de transmissão sexualcausada pela bactéria Treponema pallidum.• Os sintomas começam de 1 a 13 semanas depois do contágio.A infecção com Treponema pallidum passa por várias fases: Aprimária, a secundária, a latente e a terciária. A infecção podedurar muitos anos e raramente provoca lesões cardíacas,cerebrais ou a morte.• Propaga-se maioritariamente pelas relações sexuaisdesprevenidas e a única forma de a prevenir é com autilização do preservativo e fazendo analises anualmente.
  4. 4. Fase primária• Na fase primária, aparece uma ferida ouúlcera (designado por cancro) no local dainfecção, geralmente sobre o pénis, a vulva oua vagina ou mãos. O cancro também podeaparecer no ânus, no recto, nos lábios, nalíngua, na garganta, no colo uterino, nosdedos. Em regra, manifesta-se uma únicaferida, mas por vezes podem ser várias.
  5. 5. Fase secundária• A fase secundária inicia-se com uma erupção cutânea,que costuma aparecer após a infecção. Aquela erupçãopode durar pouco tempo ou então prolongar-sedurante meses.• Na fase secundária, são frequentes as úlceras na boca,gânglios linfáticos inflamados e inflamações nos olhos.Esta inflamação habitualmente não causa sintomas,embora, por vezes, se inflamar torna a visão turva.Existem outros sintomas como Indisposição, perda deapetite, náuseas, vómitos, fadiga, febre e anemia, quese confundem com doenças.
  6. 6. Fase latente• Uma vez que a pessoa recuperou dafase secundária, a doença entra numafase latente em que não se verificamsintomas. Este período pode duraranos ou décadas ou durante o resto davida. Durante a primeira parte da faselatente, por vezes as úlcerasreaparecem.
  7. 7. Fase terciária• Durante a terceira etapa, a sífilis não é contagiosa. Ossintomas são ligeiros. Podem aparecer três espéciesprincipais de sintomas: sífilis terciária benigna, sífiliscardiovascular e neurossífilis.• A sífilis terciária benigna é muito rara. Em vários órgãosaparecem formações chamadas gomas, que crescemlentamente, saram devagar e deixam cicatrizes.• A sífilis cardiovascular aparece de 10 a 25 anos depoisda infecção inicial.• A neurossífilis (sífilis do sistema nervoso) afecta cercade 5 % de todos os não tratados.•
  8. 8. Sífilis congénita• A sífilis congénita é uma doença infecciosacausada pela bactéria Treponema pallidum,que se transmite da mãe ao feto.• Uma grávida com sífilis tem 60 % a 80 % deprobabilidades de infectar o feto. A sífiliscostuma transmitir-se quando se encontra naprimeira fase e não foi tratada.
  9. 9. Conclusão• Ao realizarmos este trabalho aprendemos queexistem vários estádios de sífilis, os diferentesgéneros, como se propaga e como se previne.• Com este trabalho ficamos mais alertadosquanto à sífilis e para vocês deixamos umafrase: “Ao usar preservativo estás a ser teuamigo.”
  10. 10. Webgrafia• http://www.manualmerck.net/?id=215&cn=1828

×