Minerais

741 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Minerais

  1. 1. Minerais
  2. 2. • Os minerais são nutrientes com funçãoplástica e reguladora do organismo. O excessoou deficiência de ingestão de mineraisprovoca doenças.• A ingestão de cálcio e fosforo, em quantidadessuficientes, é essencial para a constituição doesqueleto e dos dentes. Uma alimentaçãopobre em ferro provoca anemia “falta deglóbulos vermelhos no sangue.
  3. 3. • Outros minerais, como o iodo e o flúor apesarde serem necessários apenas em pequenasquantidades previnem apare cimento dedoenças como o bócio e a carie dentaria.• O excesso de sódio ,provocado pela ingestãoexagerada de sal aumenta o risco de doençascardiovasculares e é um dos responsáveis pelahipertenção.
  4. 4. • Sais minerais - funções, fontes, deficiência e excessoFósforo• Funções: actua no sistema de tampão, faz parte da estrutura dasmembranas celulares, é componente essencial dos ácidosnucleínas. Fontes: queijos, gema deovo, leite, carnes, peixes, aves, cereais de trigointegral, legumes, castanhas. Deficiência: manifestaçõesneuromusculares, esqueléticas, hematológicas e renais. Excesso:Não conhecido.• Magnésio• Funções: síntese protéica, contratilidade muscular, excitação dosnervos. Fontes: cereais de trigointegral, castanhas, carnes, leite, vegetais verdes, legumes.Deficiência: anorexia, falta de crescimento, alteraçõeseletrocardiográficas e neuromusculares, tetania. Excesso: Não háreferências.• Sódio• Funções: regulação do fluído extracelular e do volumeplasmático, condução do impulso nervoso e controle da contraçãomuscular. Fontes: sais de cozinha, alimentos do mar, alimentos deorigem animal, leite, ovos. Deficiência: normalmente não há.Excesso: hipertensão arterial.
  5. 5. Potássio• Funções: manutenção do equilíbrio hídrico normal, equilíbrio osmótico eequilíbrio ácido-básico normais, regulação da atividadeneuromuscular, crescimento celular. Fontes:frutas, leite, carnes, cereais, vegetais, legumes. Deficiência: fraquezamuscular, apatia mental, insuficiência cardíaca. Excesso: confusãomental, dormência nas extremidades, respiração fraca e enfraquecimentoda acção cardíaca.• Cálcio• Funções: crescimento, gestação, lactação, construção e manutenção dosossos e dentes, formação do coágulo, transporte nas membranascelulares, transmissão nervosa e regulação dos batimentos cardíacos.Fontes: leite e derivados, sardinha, mariscos, ostras, repolhocrespo, folhas de nabo, folhas de mostarda, brócolos. Deficiência:raquitismo, osteomalácia, osteoporose, escorbuto, tetania. Excesso:hipercalcemia, calcificação intensa nos tecidos delicados (rins, pulmões).• Ferro• Funções: componente da hemoglobina e mioglobina, importante natransferência de O2. Fontes: fígado, carnes, gema de ovo, legumes, grãosintegrais ou enriquecidos, vegetais verde-escuros, melaçoescuro, camarão, ostras. Deficiência: anemia ferropriva, perdas sanguíneasnão habituais, parasitas e má absorção. Excesso: lesão nostecidos, ulceração de mucosas, acidose metabólica, dano hepático e
  6. 6. Ferro• Funções: componente da hemoglobina e mioglobina, importante natransferência de O2. Fontes: fígado, carnes, gema de ovo, legumes, grãosintegrais ou enriquecidos, vegetais verde-escuros, melaçoescuro, camarão, ostras. Deficiência: anemia ferropriva, perdas sangüíneasnão habituais, parasitas e má absorção. Excesso: lesão tecidual, ulceraçãode mucosas, acidose metabólica, dano hepático e alveolar e insuficiênciarenal (doses de 3 a 10g/dia).• Zinco• Funções: constituinte de diversas enzimas e insulina, importante nometabolismo dos ácidos nucléicos. Fontes:leite, fígado, moluscos, arenque, farelo de trigo. Deficiência: alterações nasensibilidade gustativa, diarréia, depressão mental, paranóias, dermatitesoral e perioral, alopecia. Excesso: irritação gastrintestinal ouvômitos, deficiência de cobre.Cobre• Funções: constituinte de enzimas de ceruroplasmina e ritrocupreína nosangue; pode ser parte integral da molécula de DNA e RNA. Fontes:fígado, moluscos, grãosintegrais, cerejas, legumes, rins, aves, ostras, chocolates, castanhas, cereais, frutas secas, mariscos, tecidos animais. Deficiência: não há ocorrência.Excesso: doença de Wilson.
  7. 7. Iodo• Funções: integrante dos hormônios da tireóide. Fontes: sal de cozinhaiodado, alimentos do mar, água e vegetais de regiões não bociogênicas.Deficiência: bócio simples ou endêmico. Excesso: não há referências.• ManganêsFunções: ativador de diversas enzimas. Fontes: folha debeterraba, amora, grãos integrais, castanhas, legumes, frutas, chá. Deficiência:esterilidade, anomalias esqueléticas e ataxia de prole de mães deficientes.Excesso: sintomas semelhantes às doenças de Parkinson e Wilson.• Flúor• Funções: reduz cáries dentárias e pode minimizar a perda óssea. Fontes: águapotável, chá, café, arroz, soja, espinafre, gelatina, cebola, alface. Deficiência:aumento da incidência de cáries dentárias. Excesso: hipocalcemia e possívelhiperparatireoidismo secundário.
  8. 8. • Selênio• Funções: antioxidante, associado ao metabolismode gorduras e de vitamina E. Fontes:grãos, cebola, carne, leite. Deficiência: músculosflácidos, miopatia cardíaca, aumento defragilidade das células vermelhas sangüíneas edegeneração protéica. Excesso: aumento daincidência de cáries dentárias.
  9. 9. Glossário dedoenças• O raquitismo é uma doença do tecidoósseo, que ocorre durante a fase decrescimento da criança, devido a inadequadamineralização do osso(deposição do cálcio noosso),causada pela deficiência de vitaminad,por ingestão insuficiente da vitamina. Máabsorção e/ou inadequada exposição ao sol.
  10. 10. • A anemia é a diminuição dos nivéis dehemoglobina na circulação.
  11. 11. . A Doença de Parkinson (DP)* foi descrita em1817 pelo médico inglês James Parkinson. Ossinais cardinais da DP sãotremor, rigidez, acinésia e instabilidadepostural.
  12. 12. Doença de Wilson• Doença de Wilson ou degeneraçãohepatolenticular é uma doença hereditáriaautossômica recessiva, com uma taxa deincidência de 1 em 30.000 na maior parte domundo e com predominância nos homens. A suaprincipal característica é o acumulação de cobrenos tecidos, o que manifesta sintomasneurológicos e doença hepática. Uma em cada100 pessoas que possuem a mutação que causa adoença são portadores não afectados.
  13. 13. • Bocio, conhecido popularmente como papo, éum aumento do volume das tiróides aexistência de nódulos na tiróide é tambémconsiderado bócio, mesmo que não existaaumento do volume do pescoço. Causada pelafalta de sal mineral “iodo”.
  14. 14. Trabalho realizado por:Mariana Samorrinha n-22Natália Silva nº23Vera Pinto nº28

×