A utilização de softwares para o auxilio do jogo de xadrez.

1.954 visualizações

Publicada em

Objetivo: Analisar o desempenho dos Engines citados abaixo, utilizando dos mesmos recursos computacionais, tais como as mesmas partidas e lances analisados por todos Engines. Assim obtendo o resultado de qual Engine é o mais apropriado para auxiliar nas analises de partidas de Xadrez. Também será comparada a opnião dos pesquisados por Lincon Oliveira Ferreira no questionário de perguntas anexas a Monografia com o resultado das analises.

Resultado resumido:

• 1º - Houdini 2.0.
• 2º - Rybka 4.
• 3º - Stokfish 2.2.2.
• 4º - Fritz 13.

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.954
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
117
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A utilização de softwares para o auxilio do jogo de xadrez.

  1. 1. Centro Universitário Barão de Mauá Curso de Bacharelado em Ciência da ComputaçãoA UTILIZAÇÃO DE SOFTWARES PARA O AUXÍLIO DO JOGO DE XADREZ Lincon Oliveira Ferreira Ribeirão Preto 2012
  2. 2. Lincon Oliveira FerreiraA UTILIZAÇÃO DE SOFTWARES PARA O AUXÍLIO DO JOGO DE XADREZ Monografia apresentada ao Curso de Ciência da Computação do Centro Universitário Barão de Mauá, como parte dos requisitos para obtenção do título de Bacharel em Ciência da Computação. Orientadora: Valéria Tomas de Aquino Paracchini Co-Orientadora: Débora Pelicano Diniz Tavares Ribeirão Preto 2012
  3. 3. Dedicatória Dedico esta monografia principalmente aos meus pais Valter Ap. de Castro Ferreira e CláudiaVirginia S. O. Ferreira que sempre me apoiaram e confiaram em mim, e que me deram esta oportunidade de estarconcluindo um curso superior. Dedico também a minha noiva Jessica dos Anjos Meneses por sempre estar ao meu lado, ao meu tio Cleber Silva Oliveira que esteve comigo em todo operíodo do curso. Também gostaria de dedicar esta monografia ao meu ex- professor Valmir Freitas de Paula que me deu a oportunidade de estar relacionando com o xadrez, motivodesta monografia e, por ultimo, dedico a equipe de xadrez de Miguelópolis meus grandes amigos do xadrez.
  4. 4. Agradecimentos Gostaria de agradecer primeiramente a Deus por ter me proporcionado condições deconcluir esta monografia, aos meus pais Valter Ap. de Castro Ferreira e Cláudia Virginia S.O. Ferreira, e a minha noiva Jessica dos AnjosMeneses que sempre me apoiaram e confiaram em mim. Também gostaria de agradecer algumas pessoas chaves que fizeram parte para a conclusão deste trabalho, as professoras Valéria Tomas de Aquino Paracchini e Débora Pelicano Diniz Tavares que coordenaram meus trabalhos e acreditaram no meu potencial para a conclusão da monografia, ao Mestre Internacional de Xadrez Evandro Amorim Barbosa que teve participação na definição dos softwares e critérios de avaliação das analises, ao professor de xadrez Gerson Peres Batista que publicou a pesquisa em seu site, um dos sites mais populares de xadrez do Brasil e por último a todas as pessoas que participaram e colaboraram com a pesquisa realizada nesta monografia.
  5. 5. Resumo O presente trabalho tem por objetivo mostrar a importância da utilização de recursoscomputacionais para o auxílio ao jogo de xadrez. Hoje em dia, grande parte dos enxadristasamadores e profissionais do mundo utilizam recursos computacionais para a prática deatividades voltadas ao xadrez. A partir de um levantamento feito junto a um MestreInternacional de Xadrez, foram selecionados alguns softwares específicos para análises deposições de partidas de xadrez e foi definido um checklist para a avaliação dos softwares.Esses softwares passaram pelo checklist de avaliação e por uma série partidas. Com autilização do checklist e das partidas efetuadas, foram obtidos os resultados quanto àidentificação de qual dos softwares analisados é o mais confiável para ser utilizado comoreferência para os estudos e análises de partidas de xadrez. Pretende-se mostrar com estesestudos a importância e relevância que as tecnologias têm sobre qualquer áreas, neste caso ojogo de xadrez, mostrando que qualquer pessoa de qualquer lugar do mundo, independente daidade, consegue realizar atividades enxadrísticas, utilizando os recursos computacionais.Palavras-chave: Deep Blue, Engines de Xadrez, ChessBase, Softwares de Xadrez, Xadrez eComputação e História do Xadrez, Xadrez Online.
  6. 6. Lista de FigurasFigura 1.1 Tabuleiro de xadrez com as peças na posição inicial. .......................................... 16Figura 1.2 Garry Kasparov versus Deep Blue. ..................................................................... 21Figura 1.3 Deep Blue. ......................................................................................................... 22Figura 1.4 Vladimir Kramnik versus Deep Fritz. ................................................................. 23Figura 1.5 Magnus Carlsen. ................................................................................................ 24Figura 2.1 Personal Chess Trainer. ...................................................................................... 27Figura 2.2 Swiss Maneger. .................................................................................................. 28Figura 2.3 ChessBase 10. . .................................................................................................. 30Figura 2.4 Notações e Comentários do ChessBase............................................................... 31Figura 2.5 Referências dos lances........................................................................................ 32Figura 2.6 Árvore de Aberturas e Lances. ........................................................................... 33Figura 2.7 Engine Houdini 2.0. ........................................................................................... 34Figura 2.8 Interface do Fritz 13. . ........................................................................................ 35Figura 2.9 Notações e Comentários do Fritz 13. . ................................................................ 36Figura 2.10 Árvore de Aberturas e Lances........................................................................... 37Figura 2.11 Engine Fritz 13. . .............................................................................................. 38Figura 2.12 Gráfico estatístico............................................................................................. 38Figura 4.1 Primeira partida da Tabela 4.1. ........................................................................... 49Figura 4.2 Segunda partida da Tabela 4.1. ........................................................................... 50Figura 4.3 Terceira partida da Tabela 4.1. ........................................................................... 50Figura 4.4 Quarta partida da Tabela 4.1. .............................................................................. 51Figura 4.5 Quinta partida da Tabela 4.1. .............................................................................. 51Figura 4.6 Sexta partida da Tabela 4.1................................................................................. 52Figura 4.7 Tabelas com os resultados de 6 torneios de 12 partidas. .. ................................... 61Figura 4.8 Tabelas com os resultados de 3 torneios de 30 partidas e 1 torneio de 12 partidas. 62
  7. 7. Lista de TabelasTabela 1.1 Peças de xadrez e suas características. ............................................................... 14Tabela 1.2 Principais épocas do xadrez. ............................................................................. 17Tabela 1.3 Principais enxadristas de todos os tempos. ........................................................ 19Tabela 1.4 Principais confrontos entre Homens versus Computadores. ............................... 23Tabela 4.1 Partidas analisadas. ........................................................................................... 49Tabela 4.2 Partida 1 resultado dos scores e classificação. ................................................... 56Tabela 4.3 Partida 2 resultado dos scores e classificação. ................................................... 56Tabela 4.4 Partida 3 resultado dos scores e classificação. ................................................... 56Tabela 4.5 Partida 4 resultado dos scores e classificação. ................................................... 56Tabela 4.6 Partida 5 resultado dos scores e classificação. ................................................... 57Tabela 4.7 Partida 6 resultado dos scores e classificação. ................................................... 57Tabela 4.8 Partida 1 resultados das profundidades dos cálculos. ......................................... 58Tabela 4.9 Partida 2 resultados das profundidades dos cálculos. ......................................... 58Tabela 4.10 Partida 3 resultados das profundidades dos cálculos. ....................................... 59Tabela 4.11 Partida 4 resultados das profundidades dos cálculos. ....................................... 59Tabela 4.12 Partida 5 resultados das profundidades dos cálculos. ....................................... 59Tabela 4.13 Partida 6 resultados das profundidades dos cálculos. ....................................... 59Tabela 4.14 Classificação geral das 174 partidas jogadas pelos Engines. ............................ 63
  8. 8. Lista de GráficosGráfico 3.1 Primeira pergunta da pesquisa. ........................................................................ 39Gráfico 3.2 Segunda pergunta da pesquisa. ........................................................................ 40Gráfico 3.3 Terceira pergunta da pesquisa. ......................................................................... 40Gráfico 3.4 Quarta pergunta da pesquisa. ........................................................................... 40Gráfico 3.5 Quinta pergunta da pesquisa. ........................................................................... 41Gráfico 3.6 Sexta pergunta da pesquisa. ............................................................................. 41Gráfico 3.7 Sétima pergunta da pesquisa. ........................................................................... 41Gráfico 3.8 Oitava pergunta da pesquisa. ........................................................................... 42Gráfico 3.9 Nona pergunta da pesquisa. ............................................................................. 42Gráfico 3.10 Décima pergunta da pesquisa. ........................................................................ 42Gráfico 3.11 Décima primeira pergunta da pesquisa. .......................................................... 43Gráfico 3.12 Décima segunda pergunta da pesquisa. .......................................................... 43Gráfico 3.13 Décima terceira pergunta da pesquisa. ........................................................... 43Gráfico 3.14 Décima quarta pergunta da pesquisa. ............................................................. 44Gráfico 3.15 Décima quinta pergunta da pesquisa. ............................................................. 44Gráfico 4.1 Classificações dos Scores dos 18 lances analisados pelos Engines. .................. 57Gráfico 4.2 Classificações das profundidades dos 18 lances analisados pelos Engines. ....... 60Gráfico 4.3 Percentual de desempenho das 87 partidas jogadas por cada Engine. ............... 63
  9. 9. Lista de SiglasIBM: International Business MatchinesCEX: Centro de Excelência de XadrezFIDE: Federação Internacional de XadrezCBX: Confederação Brasileira de XadrezMF: Mestre FIDE de XadrezMI: Mestre Internacional de XadrezGM: Grande Mestre de XadrezCB: ChessBasePCT: Personal Chess TrainerELO: Representa a pontuação de um enxadrista conforme definição da FIDE
  10. 10. SumárioINTRODUÇÃO ................................................................................................................... 111 A HISTÓRIA DO XADREZ. ...................................................................................... 13 1.1 O QUE É O XADREZ. ........................................................................................ 13 1.1.1 O TABULEIRO DE XADREZ. .................................................................. 13 1.1.2 PEÇAS DE XADREZ. ............................................................................... 14 1.2 O SURGIMENTO DO XADREZ E OS JOGADORES. ...................................... 16 1.3 A COMPUTAÇÃO E O XADREZ. ..................................................................... 20 1.3.1 HUMANOS VERSUS MÁQUINAS. ......................................................... 20 1.3.2 O NOVO TIPO DE ENXADRISTA. .......................................................... 232 OS SOFTWARES. ..................................................................................................... 26 2.1 TIPOS DE SOFTWARES. .................................................................................. 26 2.1.1 APRIMORAMENTO NOS CALCULOS. .................................................. 26 2.1.2 ORGANIZAÇÃO DE TORNEIOS. ........................................................... 28 2.1.3 ESTUDO DE ABERTURAS E PREPARAÇÃO DE PARTIDAS. ............. 29 2.1.4 ANÁLISES DE PARTIDAS. ......................................................................... 343 PESQUISA SOBRE A UTILIZAÇÃO DE SOFTWARES PARA O AUXÍLIO DOJOGO DE XADREZ. ............................................................................................................. 39 3.1 QUESTIONÁRIO DA PESQUISA. ...................................................................... 39 3.1.1 PERGUNTAS FECHADAS. ......................................................................... 39 3.1.2 PERGUNTA ABERTA, OPNIÕES DOS PESQUISADOS. ........................ 44 3.1.2.1 OPINIÕES SOBRE OS BENEFÍCIOS DA UTILIZAÇÃO DOS RECURSOS COMPUTACIONAIS. .................................................................................................. 45 3.1.2.2 OPINIÕES SOBRE OS MALEFÍCIOS DA UTILIZAÇÃO DOS RECURSOS COMPUTACIONAIS. .................................................................................................. 464 ANÁLISE DE DESEMPENHO DOS ENGINES. ...................................................... 47 4.1 O QUE SÃO OS ENGINES. ............................................................................... 47 4.2 OBJETIVOS, SOFTWARES E DEFINIÇÕES. ................................................... 48 4.2.1 OBJETIVO DAS ANÁLISES. ................................................................... 48 4.2.2 SOFTWARES E RECURSOS UTILIZADOS. ........................................... 48 4.2.3 CHECKLIST DE AVALIAÇÃO. ............................................................... 48 4.2.4 PARTIDAS UTILIZADAS PARA AS ANÁLISES. .................................. 49 4.2.5 DADOS DO MI EVANDRO AMORIM BARBOSA. ................................ 52 4.3 ANÁLISES. ........................................................................................................ 53 4.3.1 PRIMEIRO CRITÉRIO. ............................................................................. 53 4.3.2 SEGUNDO CRITÉRIO. ............................................................................. 54 4.3.3 TERCEIRO CRITÉRIO. ............................................................................ 55 4.4 RESULTADOS. .................................................................................................. 55 4.4.1 PRIMEIRO CRITÉRIO. ............................................................................. 55 4.4.2 SEGUNDO CRITÉRIO. ............................................................................. 58 4.4.3 TERCEIRO CRITÉRIO. ............................................................................ 60CONCLUSÕES. ..................................................................................................................... 65REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS. ................................................................................ 67ANEXO A – PESQUISA, PERGUNTA 16. .......................................................................... 69
  11. 11. INTRODUÇÃO Hoje em dia existem softwares dedicados a qualquer tipo de área, sejam empresariais,comerciais, industriais, bancárias, esportivas, entre outras. No segmento dos esportes, existemsoftwares dedicados ao jogo de xadrez, que é o eixo do presente trabalho: apresentar orelacionamento entre a computação e o xadrez. Como objetivo deste trabalho pretende-se realizar análises em softwares dedicados aojogo de xadrez para identificar qual dos softwares analisados é o mais confiável para serutilizado como auxílio dos enxadristas. Como complemento do trabalho é realizada umapesquisa entre enxadristas do círculo de amizades do autor na monografia para obter opiniõessobre o assunto abordado e cruzar os resultados das analises dos softwares com as opiniõesdos enxadristas pesquisados. O primeiro capítulo aborda a história do xadrez, mencionando temas como o que é oxadrez, a historia do xadrez e seus mitos, os grandes campeões mundiais, a evolução doxadrez com a era da computação, humanos versus máquinas e o novo tipo de enxadrista. O segundo capítulo aborda os softwares dedicados ao auxílio dos enxadristas, pois,hoje existem diversos softwares para a prática de atividades relacionadas ao xadrez, softwaresdedicados aos cálculos dos lances das partidas, organização de torneios, estudos de aberturas epreparações de treinamentos, e softwares de análises de partidas, que serão os utilizados paraas análises feitas nesta monografia. Esses softwares de análises são denominados Engines eforam utilizados 4 Engines para as avaliações. O terceiro capítulo aborda as análises dos Engines, alguns pontos sobre o objetivo dasanálises, características dos softwares utilizados na monografia, definições das análises queforam elaboradas em parceria com um Mestre Internacional de Xadrez, partidas utilizadaspara as análises dos softwares, e por último, os critérios das análises e seus respectivosresultados em formas gráficas e tabelas. O quarto capítulo apresenta uma pesquisa efetuada para se obter a opinião deenxadristas que participam do círculo de torneios freqüentados pelo autor. O resultado destapesquisa é disposto em gráficos ilustrativos, com o percentual das respostas de cada perguntafechada da pesquisa e também informações sobre as opiniões da utilização de softwares parao auxílio dos enxadristas relatados na única pergunta aberta da pesquisa. Ao final é apresentada a conclusão deste tema, comentando sobre a utilização dosrecursos computacionais dedicados à prática de atividade enxadrística, sejam elas partidas
  12. 12. jogadas online ou pessoalmente, benefícios e malefícios da utilização dos softwares,informações sobre o desempenho dos softwares e qual o mais indicado, segundo as análisesfeitas.
  13. 13. 131 A HISTÓRIA DO XADREZ Nesta seção sobre a história do xadrez serão abordados alguns temas como o que é oxadrez, quais os materiais para a pratica deste esporte, um pouco sobre sua história, e asevoluções que o xadrez sofreu e vem sofrendo com a era da computação.1.1 O QUE É O XADREZ O Xadrez é um jogo de mesa que se dispõe de um material formado por um tabuleiro(8x8) oito linhas e oito colunas que contém 64 casas nas cores claras e escuras, seintercalando. Ele utiliza 32 peças, sendo 16 delas nas clores claras e 16 nas cores escuras eapresenta 6 modelos de peças diferentes. O Xadrez tem por objetivo proporcionar um jogoentre duas pessoas que irão jogar alternadamente em um cenário que pode ser consideradouma batalha, ou melhor, uma guerra entre dois reinos, sendo que o ganhador do jogo é aqueleque capturar o Rei inimigo, assim se dizendo Xeque-Mate. O Xadrez é considerado um jogo intelectual e ao mesmo tempo emocionante, detática, estratégia, raciocínio lógico e cálculos, também é considerado arte e cultura, dispondode inspiração para músicas, filmes, pinturas, esculturas, propagandas, entre outros. Diz se que o Xadrez é o jogo da igualdade, já que para se jogar Xadrez não importa aaltura, peso, cor, idade, beleza, religião ou país, e sim a dedicação no estudo do jogo, já que osdois enxadristas utilizam os mesmos recursos para uma partida, que são as peças e o tabuleirode Xadrez e nada mais. O Xadrez é um dos jogos mais populares de todo o mundo. Segundo pesquisas,estimasse cerca de 600 milhões de pessoas jogam ou já jogaram xadrez em suas vidas, porémaproximadamente 8 milhões de pessoas são filiadas a alguma das entidades de xadrez queestão distribuídas no mundo todo. Existem cerca de 160 entidades em todo o mundo e a maiordelas é a FIDE (Federação Internacional de Xadrez) (WIKIPEDÍA, 2012).1.1.1 O TABULEIRO DE XADREZ O tabuleiro de Xadrez, como comentado anteriormente, tem um formato de (8x8) com64 casas, sendo essas com cores claras e escuras intercaladas. Ele apresenta 8 linhas e 8colunas; onde as linhas são classificadas por números que vão de “1” à “8” e as colunas são
  14. 14. 14classificadas por letras alfabéticas que vão de “a” à “h”. O tabuleiro deve ser sempre utilizadocom o primeiro quadrado do lado direito na cor branca. São usadas as classificações de linhas e colunas com marcações para que seja possívelrealizar os registros das partidas utilizando se notação algébrica. Essas notações são utilizadasa muitas décadas e hoje é possível coletar inúmeras partidas de xadrez de vários jogadores domundo todo, com o objetivo de se montar bases de dados para serem utilizadas em programasde computador.1.1.2 PEÇAS DE XADREZ O Xadrez, como comentado anteriormente, dispõe de 32 peças sendo 16 na cor brancae 16 na cor preta. Elas são constituídas por 6 modelos diferentes que são os Peões, os Cavalos,os Bispos, as Torres, a Dama e o Rei, divididas em duas categorias: peças menores e peçasmaiores. As peças menores são formadas por Peões, Cavalos e Bispos, e as peças maiores sãoformadas por Torres e Damas. O Rei é uma peça que não tem valor devido e quandocapturado, está definido o fim da partida. A Tabela 1.1 apresenta informações das peças de xadrez com seus nomes, símbolosem imagens, notações e valores. Tabela 1.1 Peças de xadrez e suas características. Fonte: (Elaborado pelo autor da presente monografia),
  15. 15. 15 A seguir serão descritas as características referentes a valor, forma de movimentação ecaptura de cada peça:  Peão: O peão possui o valor de 1 ponto e é a peça de menor valor. Ele só pode ser movido para frente e uma casa por vez, exceto em seu primeiro lance que se pode mover duas casas para frente. O peão sempre captura as peças em diagonal e chegando do outro lado do tabuleiro ele pode ser substituído por qualquer outra peça, exceto o Rei. O xadrez dispõe de 8 peões para cada jogador, assim a regra se encaixa para todos os 8 peões.  Cavalo: O cavalo possui o valor de 3 pontos. Seu movimento é em L, movendo-se para qualquer lado duas casas e virando uma. Ele é a única peça que pode saltar sobre as demais peças do tabuleiro. O xadrez dispõe de 2 cavalos para cada jogador.  Bispo: O bispo, como o cavalo, possui o valor de 3 pontos. Seu movimento é sempre pelas casas diagonais movendo-se quantas casas desejar e forem possíveis. Para cada enxadrista, o xadrez dispõe de um par de bispos dispostos um na casa branca e outro na casa negra.  Torre: O valor da torre é de 5 pontos e seu movimento é sempre feito nas casas verticais e horizontais movendo-se quantas casas desejar e forem possíveis. O xadrez dispõe de 2 torres para cada jogador.  Dama: A dama possui o valor de 9 pontos e é a peça de maior valor. Seu movimento é sempre feito nas casas verticais, horizontais e diagonais movendo-se quantas casas desejar e forem possíveis.  Rei: O Rei não tem um valor definido e quando capturado pelo seu adversário é definido o fim da partida. Seu movimento é feito para qualquer direção movendo-se de uma em uma casa. Quando o rei é ameaçado utiliza-se dizer a nomenclatura “Xeque” e quando o rei é capturado diz-se “Xeque-Mate”.
  16. 16. 16 A Figura 1.1 ilustra o tabuleiro de xadrez, as peças utilizadas no jogo em suas posiçõesiniciais e as letras e números utilizados para as anotações algébricas das partidas. Figura 1.1 Tabuleiro de xadrez com as peças na posição inicial. Fonte: (Software Fritz 13).1.2 O SURGIMENTO DO XADREZ E OS JOGADORES O Xadrez é um dos jogos mais antigos do mundo e não se sabe dizer exatamente suadata de criação. Muitas histórias circulam sobre este jogo, mas historiadores acreditam quesua criação tenha sido no século VI d.C. na antiga Índia (TABULEIRO DE XADRE, 2012). Muitas lendas são mencionadas sobre o xadrez e uma das mais comentadas é a de umjovem brâmane indiano chamado Lahur Sessa, que um dia foi visitar o palácio de seu Rei elhe apresentou um jogo intrigante que dispunha de um tabuleiro com 64 casas intercaladas nascores brancas e negras com 32 peças que representavam dois exércitos em uma guerra. Cadaexército contava com 16 peças que eram compostas pela infantaria “os peões”, a cavalaria “oscavalos”, os carros de combate “as torres”, os condutores de elefantes “os bispos”, o principalvizir “a dama” e o próprio Rei. Após a apresentação do jogo, o Rei ficou tão encantado que perguntou a Sessa quedissesse qual recompensa desejaria ganhar. Sessa disse então que não desejaria muita coisa eapontando para o tabuleiro de xadrez solicitou que o Rei que lhe desse 1 grão de trigomultiplicado por cada casa do tabuleiro. ”O Rei ficou espantado com o que parecia um pedido
  17. 17. 17tão modesto e pelo poder da projeção geométrica Sessa estava pedindo nada mais nada menosque 18.446.744.073.709.551.615, um pouco mais que 18 quintilhões de grãos de trigo,quantidade que não existiria em todo o mundo” (SHENK, 2006). O Xadrez passou por diversas épocas e evoluções, sendo marcado por inúmerosenxadristas renomados e inspiradores. Na Tabela 1.2 apresenta todas as épocas das evoluçõesdo Xadrez (CEX, 2012). Para não fugir do tema do presente trabalho mencionarei a evoluçãodo Xadrez dividida em duas partes para que fique claro os pontos que serão abordados maisadiante sobre o antes e o depois da era da computação. Tabela 1.2 Principais épocas do xadrez. Fonte: (CLUBE DE XADREZ, 2012). A primeira grande evolução se ocorreu no século XV, quando se conseguiu realizar asimpressões de livros de xadrez, possibilitando o acesso mais fácil às informações sobrepartidas analisadas, comentários de grandes enxadristas da época e novas idéias de GrandesMestres. Neste período, enxadristas conseguiam jogar somente pessoalmente ou viacorrespondência, o que era muito difícil, devido à distância entre os enxadristas de alto nível.Com o passar dos tempos ficou mais fácil a utilização de correspondências para as partidas dexadrez. A segunda grande evolução ocorreu a partir do século XX, quando grandes cientistascomeçaram a se dedicar para o desenvolvimento de máquinas e programas que pudessemjogar xadrez contra serem humanos. A era da computação veio para revolucionar oaprendizado e a evolução do xadrez e seus enxadristas, já que entre os anos 80 e 90, com achegada da Internet, partidas de xadrez que eram jogadas via cartas e correspondências foramsubstituídas por partidas de xadrez jogadas por emails. Já no inicio do século XXI, servidoresespecíficos para as práticas de atividades enxadrísticas foram surgindo e as partidas jogadasvia emails foram substituídas pela prática de partidas de xadrez jogadas online com pessoasdo mundo inteiro.
  18. 18. 18 Ainda no inicio do século XX, outro ponto importante foi a fundação da FederaçãoInternacional de Xadrez (FIDE) que hoje conta com aproximadamente 175 países membros,sendo uma das maiores federações do mundo. A FIDE, sendo o maior órgão responsável pelo xadrez do mundo, só teve sua ligaçãomais próxima com os torneios em 1946, quando o atual Campeão Mundial AlexanderAlekhine obteve o título mundial em disputa com José Raul Capablanca em 1927, que foiencontrado morto em um hotel de Lisboa. Segundo XADREZ VIRTUAL (2012) “A FIDE assume então a organização dos campeonatos mundiais de xadrez, e promove, em 1948, a primeira disputa do título mundial sob suas próprias regras, através de um torneio reunindo os cinco mais fortes grandes mestres da época. Venceu esse histórico torneio, tornando-se o primeiro campeão mundial da FIDE, o engenheiro eletrônico, cidadão soviético, Mikhail Botvinnik (1911-1995)”. Segundo TABULEIRO DE XADREZ (2012) “O título de campeão Mundial de xadrezsurgiu somente em 1866, mas antes disso, grandes jogadores foram considerados os melhoresde seu tempo”. Desta forma tem-se três categorias de campeões mundiais antes de 1866,quando ainda não existia o campeonato mundial de xadrez. De 1866 até 1946, quando houveo inicio do campeonato mundial e, de 1946 até o presente momento, o campeonato mundialda FIDE. A Tabela 1.3 mostra a lista dos maiores enxadristas que já existiram, campeõesmundiais antes da entidade FIDE e após sua fundação, em 1946. Mesmo com esse númerogrande de enxadristas, inúmeros outros também se destacaram e fizeram historia no xadrezem suas épocas.
  19. 19. 19 Tabela 1.3 Principais enxadristas de todos os tempos.Fonte: (CANAL XADREZ e TABULEIRO DE XADREZ, 2012).
  20. 20. 201.3 A COMPUTAÇÃO E O XADREZ O xadrez, desde sempre, é um atrativo para muitos pesquisadores, filósofos,historiadores, entre outros profissionais, e não seria diferente com os Cientistas daComputação que, desde o final do século XIX, têm lutado constantemente pela criação demáquinas e softwares que jogassem xadrez. Os primeiros indícios de tentativas dessascriações foram em 1890 em que cientistas tentaram criar uma máquina que jogasse xadrez,porém somente entre as décadas de 1950 a 1970, no período que surgiu a InteligênciaArtificial, foi que conseguiram criar os primeiros programas de xadrez (SOCIEDADE DOXADREZ, 2012). A partir da iniciativa e dedicação dos cientistas da computação, hoje os programas dexadrez já se encontram melhores que os enxadristas humanos, não só amadores como tambémprofissionais e grandes mestres de xadrez. Programas como Rybka, Fritz, Shredder,ChessMaster entre outros, conseguem vencer facilmente enxadristas, o que não aconteceu naprimeira tentativa desta façanha.1.3.1 HUMANOS VERSUS MÁQUINAS Em 1996 ouve a primeira disputa entre um humano e um computador oficialmenteconhecida e lembrada por todos os enxadristas e algumas milhares de pessoas. O computadorconhecido como Deep Blue, criado pela empresa IBM, enfrentaria nada mais nada menos queo Grande Mestre Russo Garry Kasparov, na época detentor do título mundial de xadrez por 15anos e até hoje o enxadrista que obteve o maior Rating (2851) mundial da FIDE (Figura 1.2).Na ocasião e até hoje, muitos mencionaram a derrota de Garry Kasparovy que ocorreu emuma das 6 partidas jogadas contra Deep Blue, sendo ele o primeiro computador a vencer umcampeão mundial de xadrez, porém o Russo havia obtido 3 vitórias, 2 empates e apenas 1derrota (Kasparov 4,0 versus 2,0 Deep blue), vencendo assim o Deep Blue em um Match de 6partidas, coisa que muitos desconhecem (WIKIPEDIA, 2012).
  21. 21. 21 Figura 1.2 Garry Kasparov versus Deep Blue. Fonte: (PEÃO DO REI, 2012). Após a derrota do Deep Blue para o Kasparov em 1996, a empresa IBM decidiuajustá-lo e atualizá-lo. A Figura 1.3 ilustra o hardware especifico para a utilização de DeepBlue para um novo Match que ocorreria no próximo ano, em 1997, e desta vez Kasparov nãoconseguiu segurar o computador e perdeu o Match por 2 vitórias, 3 empates e 1 derrota (DeepBlue 3,5 versus 2,5 Kasparov). Assim, o Deep Blue torna-se o primeiro computador a vencerum campeão mundial de xadrez em um Match. Muitos dizem que esta derrota não foiconvincente, já que em algumas partidas Kasparov não jogou como o de costume e cometeuerros primários e grosseiros. Pelo grande mestre que era, deixou passar linhas de empatefáceis de identificar para o seu nível e também cometeu um erro grave na Defesa Caro-Kann,que o levou a derrota. Ouve até a possibilidade de um terceiro Match de 6 partidas, mas aIBM recusou o pedido de Kasparov e aposentou o hardware utilizado por Deep Blue, destaforma o software também deixou de ser utilizado (WIKIPEDIA, 2012).
  22. 22. 22 Figura 1.3 Deep Blue. Fonte: (WIKIPÉDIA, 2012). Foi em 2006 ocorreu um dos últimos desafios entre Humanos versus Máquinas. De umlado o atual campeão mundial da FIDE Vladimir Kramnik, do outro lado Deep Fritz umprograma criado pela empresa ChessBase que já havia disputado um match anterior comKramnik no ano de 2002, em que obtiveram um empate de (4.0 a 4.0). A Figura 1.4 apresentaKramnik em uma das partidas com Deep Fritz. Após as atualizações na Base de Dados dosoftware Deep Fritz, que estava sendo executado em um computador com dois processadoresIntel Core 2 Duo e calculando aproximadamente 10 milhões de posições por segundo (feito 3vezes maior que no primeiro match entre Kramnik e Deep Fritz), o resultado foi (4.0 a 2.0)para Deep Fritz em um match de 6 partidas. Novamente um campeão mundial perderia paraum computador. Segundo Ándre Schulz, porta-voz da empresa ChessBase, a diferença entreos matchs de 2002 e 2006 é que Deep Fritz estava atualizado para pensar como um serhumano e não apenas calcular posições das partidas (JULIANA, 2006).
  23. 23. 23 Figura 1.4 Vladimir Kramnik versus Deep Fritz. Fonte: (TIPPYCHESS, 2012). Outros resultados de principais confrontos entre Humanos e Máquinas podem serobservados na Tabela 1.4. Tabela 1.4 Principais confrontos entre Humanos versus Máquinas. Fonte: (CLUBE DE XADREZ, 2012)1.3.2 O NOVO TIPO DE ENXADRISTA Aos 13 anos de idade, Magnus Carlsen foi um dos atletas mais jovens a receber otítulo de GM “Grande Mestre de Xadrez”. Carlsen havia vencido um dos maiores jogadoresde xadrez, o melhor jogador do mundo por 10 anos, Anatoly Karpov e conseguiu tambémobter um empate com o considerado melhor enxadrista de todos os tempos Garry Kasparov,detentor do título mundial por 15 anos (GLOBOESPORTE, 2011).
  24. 24. 24 Em 2010 outro fato importante entrou para a história do xadrez, o norueguês MagnusCarlsen (Figura 1.5), aos 19 anos de idade, torna-se o mais jovem ser humano a assumir otopo do ranking mundial de xadrez. O interessante é que Carlsen utiliza pouquíssimas vezes otabuleiro de xadrez físico e a maioria das vezes são em torneios, pois ele aprendeu e cresceujogando xadrez no computador, com auxílio de softwares como Internet Chess Club ePlaychess. Conforme abordado na manchete do GLOBOESPORTE, a utilização docomputador para seu desempenho no xadrez fez com que se tornasse um novo tipo deenxadrista, aprendendo a pensar como um computador. Por conta da sua formação, eledesenvolveu uma habilidade espetacular de calcular e memorizar, guardando na cabeça cercade 500 mil jogadas, ou seja, meio milhão de possibilidades (GLOBOESPORTE, 2011). Figura 1.5 Magnus Carlsen. Fonte: (GLOBOESPORTE, 2011). Magnus Carlsen nasceu em uma época privilegiada, acompanhando toda a evolução daligação entre a computação e o xadrez. Com a chegada da Internet, aproximadamente em1990, os enxadristas tiveram a oportunidade de deixar de lado as partidas jogadas por
  25. 25. 25correspondências, que eram muito demoradas, e começaram a utilizar os emails para jogarpartidas via Internet. Já no começo do século XXI surgiram os jogos online, com as chamadassalas de jogos de xadrez online, como IXC “Internet Xadrez Clube”, no Brasil e o FICS“Freechess” no resto do mundo, cujos servidores são dedicados exclusivamente para a práticado jogo de xadrez.
  26. 26. 262 OS SOFTWARES Atualmente, existem diversos softwares relacionados ao jogo de xadrez. Algunsrealizam várias funções, porém, em grande parte, cada um é especialista em alguma funçãoespecífica como análise de partidas, preparação de aberturas, aprimoramento dos cálculos,desenvolvimento de novas técnicas, conhecimento de bases de dados do mundo inteiro,emparceiramento de partidas de torneios, jogos de partidas e torneios online, entre outrostipos de softwares que auxiliam o desenvolvimento dos enxadristas. Mas, grande parte dessessoftwares também são utilizados para os enxadristas jogarem contra o computador. No presente trabalho, os softwares apresentam-se divididos e classificados em quatrotipos que são utilizados no cotidiano dos enxadristas e envolvidos com o jogo de xadrez.Personal Chess Trainer, Swiss Maneger, ChessBase e Fritz são alguns desses softwares.Existem também vários softwares desenvolvidos somente para realizar cálculos sobre basesde dados que são embutidos em outros softwares para melhorar o seu desempenho de cálculose análises e são chamados de ENGINES.2.1 TIPOS DE SOFTWARES2.1.1 APRIMORAMENTO NOS CÁLCULOS O software Personal Chess Trainer 2007 (PCT) foi desenvolvido junto ao GrandeMestre Internacional brasileiro Gilberto Milos. É um programa para aprimorar os cálculos,táticas, estratégias e reconhecimento de posições de partidas dos enxadristas, fazendo autilização de um método de repetições, memorizações e conceitos chaves para odesenvolvimento dos enxadristas. O programa usa uma Base de Dados de 6000 posições ediagramas, também disponibiliza 101 dicas de estratégia selecionadas pelo GMI GilbertoMilos. O programa é dividido em cinco temas que são: Aberturas, Táticas, Estratégias, Finaise Finais comentados em vários níveis; para que o usuário possa fazer o seu treinamento nograu de dificuldade que desejar (WIKIPEDIA e CHESSIMO, 2012). O software disponibiliza seu treinamento de forma a oferecer ao enxadrista uma sériede exercícios referentes ao tema que o mesmo definir e após essa escolha, é feita ainicialização do treinamento. O enxadrista tem um determinado tempo para resolver oexercício e caso ele responda errado, o PCT acusará o erro e deixará que o usuário tente
  27. 27. 27novamente. Caso termine o tempo do exercício, o PCT mostrará o resultado correto domesmo para que o enxadrista conheça e memorize o posicionamento das peças do exercício eobrigará o enxadrista a repetir a solução apresentada. O PCT também trabalha com o métodode repetição para que o enxadrista consiga memorizar todos os diagramas visualizados nostreinamentos. Após resolver todos os exercícios de um módulo, o PCT repete os exercíciosem tempos cada vez menores, trabalhando desta forma com a memorização das posições ediagramas, aperfeiçoando a Intuição, Visão Combinatória e Cálculo de Variantes. Tambémtrabalha com a questão de tempo, no qual o enxadrista já conhecerá o cenário apresentadoanteriormente em outros momentos, então perderá menos tempo para resolver os exercíciosou até mesmo, em uma partida oficial, jogar o seu lance com maior rapidez e precisão(CHESSIMO, 2012). A Figura 1.6 mostra a interface do PCT com um exercício do tema Tático emexecução. Neste caso, quem realiza o lance é o jogador de peças brancas, o que pode serobservado na parte inferior do tabuleiro do lado direito. O exercício tem o objetivo de jogarum lance e ganhar a partida ou ficar melhor na posição, isso podendo ser em um, dois, trêslances ou mais. É possível observar também do lado direito algumas informações como otempo para conclusão do exercício, o quadro onde serão informados os lances na formaalgébrica e as características do módulo de treinamento. Figura 2.1 Personal Chess Trainer. Fonte: (Software Personal Chess Trainer).
  28. 28. 282.1.2 ORGANIZAÇÃO DE TORNEIOS O programa Swiss Maneger é utilizado por grande parte dos organizadores de torneiosde xadrez e árbitros oficiais. Este software tem a função de realizar emparceiramento detorneios, critérios de desempate, cálculos de rating FIDE e emissão do relatório Krause,relatório este exigido pela FIDE para todos os torneios oficiais. O Swiss Maneger é disponibilizado em vários idiomas, dispondo de vários tipos deemparceiramento individuais e por equipes. Suporta até 1500 enxadristas e 23 rodadasdependendo do tipo de emparceiramento e além disso, emite relatórios individuais dequalquer rodada a qualquer momento. Possibilita também a importação de torneios ejogadores. Hoje, o Swiss Maneger é utilizado por aproximadamente 110 federações de xadreze cerca de 100.000 mil torneios já foram realizados com a utilização do programa SwissManeger e aproximadamente 50.000 mil desses torneios estão disponíveis no site http://chess-results.com, que faz uma integração das informações do Swiss Maneger online (SWISSMANEGER, 2012). A Figura 1.6 mostra a interface do software Swiss Maneger visualizando a 2/5 rodadasde um torneio. Observa-se as siglas como “Bo.” que representa a quantidade deemparceiramentos ou duplas, “Name” que representa o nome dos enxadristas, “SNo.” Querepresenta o ranking inicial do enxadrista no torneio, “Pts” que representa os pontos doenxadrista no torneio até o momento e “Res.” que representa o resultado da rodada que estásendo visualizada. Figura 2.2 Swiss Maneger. Fonte: (Software Swiss Maneger).
  29. 29. 292.1.3 ESTUDO DE ABERTURAS E PREPARAÇÃO DE PARTIDAS O ChessBase (CB) é um dos softwares mais utilizados no meio enxadrístico, criadopela empresa ChessBase para facilitar o estudo do xadrez e contendo várias versões nomercado, o programa CB é essencial para o desenvolvimento dos enxadristas. Utilizado para a preparação de aberturas e estudo de partidas de todos os níveis deenxadristas, o CB basicamente é um programa para a reprodução de partidas, utilizando Basesde Dados para lhe auxiliar quanto aos seus recursos. Também se encontram embutidos nelealguns ENGINES padrões para análise de partidas e diagramas. Suas Bases de dados podemser montadas a partir de partidas do próprio enxadrista usuário do software, partidas detorneios recentes do mundo inteiro e partidas dos grandes campeões de todos os tempos. Aempresa ChessBase disponibiliza atualizações dessas Bases de Dados online para que osusuários do software tenham acesso às partidas atualizadas do mundo inteiro, e essas Bases deDados são conhecidas no meio enxadrístico como MEGA DATABASE. O programareproduz partidas em vários formatos de arquivos; as extensões mais conhecidas e utilizadaspelo ChessBase são PGN e CBH, que é a própria extensão do mesmo. Ele, como quase todos os softwares relacionados ao jogo de xadrez, tambémdisponibiliza a função de “jogar contra o computador”, porém, outras funções são maisutilizadas pelos enxadristas como a Indicação de Lances, Notações e Comentários dasPartidas, Referência dos Lances das Partidas, Árvore de Aberturas, Análise de Partidas, entreoutras funcionalidades disponíveis. Para explicar algumas dessas funcionalidades que foramcitadas, será utilizada a versão 10 do programa ChessBase. A Figura 1.8 mostra sua interface com uma partida em andamento na qual o usuário jápode observar alguns pontos que lhe chamam a atenção, como as flechas em azul e laranja. A Indicação de Lances funciona de forma automática, basta ter uma partida aberta noCB, fazer alguns lances da partida e aguardar alguns segundos que ele irá informar, por meiode setas coloridas, quais são os principais Lances a serem jogados.
  30. 30. 30 Figura 2.3 ChessBase 10. Fonte: (Software ChessBase 10). As Notações e Comentários dos Lances das partidas podem ser visualizados na partesuperior à direita. O CB disponibiliza as informações da partida que está aberta na ABAnotação (Notation) tais como nome dos enxadristas, pontuação em Rating de torneios ou dejogos online, resultado da partida, nome do torneio ou site, data que foi realizada a partida,anotações dos lances em forma algébrica e comentário dos lances, caso os tenha. A Figura 1.9 ilustra de forma ampliada a Aba de notações e comentários de umapartida de xadrez.
  31. 31. 31 Figura 2.4 Notações e Comentários do ChessBase. Fonte: (Software ChessBase 10). As Referências dos Lances das partidas são obtidas na ABA Referências (Reference) eutiliza o apoio de Bases de Dados que ficam associadas ao ChessBase. Desta forma, a cadalance de uma partida, o enxadrista obtém informações sobre o lance jogado, caso este existanas Bases de Dados que se encontram associadas ao CB. Nesta funcionalidade o CBdisponibiliza três quadros, conforme podem ser identificados na Figura 1.10. No primeiroquadro, se obtém as informações referentes aos próximos lances, de acordo com a posição dapartida que está aberta no ChessBase, quantidade de partidas existentes, percentual departidas, último ano que foi jogado o lance, maior pontuação do jogador que efetuou o lance(também conhecida como Elo ou Ranting), melhores jogadores que efetuaram o lance e osenxadristas que efetuam o lance com mais freqüência. No segundo quadro, se obtéminformações da continuidade dos lances que foram escolhidos para ser jogado. Já no terceiroquadro, se obtém informações de todas as partidas que estão compondo as informaçõesestatísticas do primeiro quadro, nome dos enxadristas que compõem as partidas, cor que cadaenxadrista está jogando, Elo dos enxadristas, resultado das partidas, ano que a partida foijogada e a anotação inteira da partida.
  32. 32. 32 Figura 2.5 Referências dos lances. Fonte: (Software ChessBase 10). A Árvore de Aberturas e Lances é obtida na ABA Livro de Aberturas (OpeningsBook). Esta funcionalidade proporciona aos enxadristas uma visualização das aberturas elances mais jogados, segundo não só as Bases de Dados mas também as partidas que o CBencontra em seu histórico de partidas visualizadas. A Figura 1.11 mostra as informações que oenxadrista obtém a partir da funcionalidade Livro de Aberturas. No primeiro quadro, partesuperior da imagem, há cinco informações: a primeira coluna informa o número do lance e o
  33. 33. 33lance efetuado em notação algébrica; a segunda coluna informa o número de partidas que olance foi efetuado; a terceira coluna informa o percentual de vitórias com do lance efetuado; aquarta coluna apresenta o Rating Médio dos enxadristas que efetuaram o lance; a quintacoluna a Performance dos enxadristas que efetuaram o lance. Já no segundo quadro, na parteinferior da Figura 2.6, se obtém informações em um gráfico com as cores verde (vitória daspeças brancas), cinza (empate) e vermelho (vitória das peças negras), segundo os lancesefetuados e se obtêm também a quantidade e percentual de partidas segundo o gráfico. Figura 2.6 Árvore de Aberturas e Lances. Fonte: (Software ChessBase 10). O Engine é uma funcionalidade do ChessBase que pode ser configurada segundo aaquisição de novos Engines. Ele tem a função de calcular quais são os melhores lances aserem jogados em uma determinada posição, suas variantes e força dos lances. Os Enginessão softwares que não dispõe de interfaces gráficas e são utilizados através de outrossoftwares, como no caso o ChessBase, para serem executados. Cada Engine tem umadeterminada maneira de jogar, calcular e analisar posições de forma que cada Engine tem
  34. 34. 34forças diferentes. Hoje em dia existem diversos Engines como Fritz, Houdini, Rybka,Shredder, entre outros. Esses mencionados são os mais famosos, mas existe um grandenúmero de Engines desenvolvidos por diversas pessoas do mundo. A Figura 2.7 ilustra as informações obtidas pelo Engine Houdini. A primeirainformação é o nome do Engine, que neste caso o Houdini na versão 2.0 para Windows 64bits, informação sobre o melhor score da posição da partida (+- 2.23) pontuação que informaquem está melhor na partida, profundidade do calculo (Depth=17), utilização do processador(2025 KN/s) e informações sobre as variantes dos lances e continuidade da partida. Asvariantes dos lances são definidas pelo enxadrista neste caso esta se utilizando 3 variantespara o cálculo de uma partida de xadrez. Figura 2.7 Engine Houdini 2.0. Fonte: (Software ChessBase 10).2.1.4 ANÁLISES DE PARTIDAS O Fritz é um dos softwares mais utilizados para a análise de posições, lances e partidasde xadrez. Criado pela empresa ChessBase, ele está sempre sendo comentado por grande partedos enxadristas. Após várias versões e atualizações, chegou ao mercado no ano de 2011 aversão Fritz 13 que dispõe de mais uma funcionalidade inovadora. Utilizando Bases de Dadosonline, o Fritz 13 disponibiliza aos enxadristas análises de partidas, posições e comentários deenxadristas do mundo inteiro, bastando que o servidor de banco de dados não identifique quea análise feita é uma novidade, esta análise será disponibilizada na Base de Dados online para
  35. 35. 35todo o mundo. O Fritz é um software específico para análise de partidas e posições do xadrez,porém dispõe de outras funcionalidades como jogar contra o computador, seção detreinamento, exercícios, inserção de Engines, bases de dados, entre outros. A Figura 2.8mostra a interface do Fritz 13, com uma partida de xadrez sendo analisada. É possívelobservar que há várias funcionalidades e informações a serem passadas aos enxadristas comosugestão de lances através das setas informativas do tabuleiro, relógio, notações ecomentários, cálculos de lances e variantes, gráfico de estatística da partida, entre outras. Figura 2.8 Interface do Fritz 13. Fonte: (Software Fritz 13). As Notações e Comentários dos Lances das partidas podem ser visualizados na partesuperior à direita. Ele disponibiliza a informação da partida que está aberta na ABA notação(Notation) tais como nome dos enxadristas, pontuação em Rating de torneios ou de jogosonline, resultado da partida, nome do torneio ou site, data que foi realizada a partida,anotações dos lances em forma algébrica e comentário dos lances, caso os tenha. A Figura 1.14 ilustra de forma ampliada a Aba de notações e comentários de umapartida de xadrez.
  36. 36. 36 Figura 2.9 Notações e Comentários do Fritz 13. Fonte: (Software Fritz 13). A Árvore de Aberturas e Lances é obtida na ABA Livro de Aberturas (OpeningsBook). Esta funcionalidade proporciona aos enxadristas uma visualização das aberturas elances mais jogados, segundo não só as Bases de Dados, mas também, as partidas que o Fritzencontra em seu histórico de partidas visualizadas. A Figura 2.10 mostra as informações que oenxadrista obtém a partir da funcionalidade Livro de Aberturas. No primeiro quadro, partesuperior da imagem, apresentam algumas informações: a primeira coluna informa o númerodo lance e o lance efetuado em notação algébrica; a segunda coluna informa o número departidas que o lance foi efetuado; a terceira coluna informa o percentual de vitórias com dolance efetuado; a quarta coluna, o Rating Médio dos enxadristas que efetuaram o lance; aquinta coluna, a Performance dos enxadristas que efetuaram o lance. Já no segundo quadro, naparte inferior da Figura 2.10, se obtém informações em um gráfico com as cores verde (vitóriadas peças brancas), cinza (empate) e vermelho (vitória das peças negras), segundo os lancesefetuados, e ainda a quantidade e percentual de partidas segundo o gráfico.
  37. 37. 37 Figura 2.10 Árvore de Aberturas e Lances. Fonte: (Software Fritz 13). O Fritz 13 por si só já é um Engine e é considerado por muitos um dos mais fortesEngines que se tem no mercado. Esta funcionalidade do Fritz 13 nada mais é que a alma dosoftware. Além do próprio Fritz13 ser visto como Engine, ele permite que seja acoplado emsua interface outros diversos Engines. Conforme mencionado na Seção 2.1.3 “o Engine tem afunção de calcular quais são os melhores lances a serem jogados em uma determinadaposição, suas variantes e força dos lances”. O Fritz 13 permite que sejam feitas partidas e atétorneios entre os Engines que estejam acoplados no software, mostrando aos enxadristaspartidas jogadas pelo computador sem intervenção dos enxadristas. A Figura 2.11 ilustra as informações obtidas pelos Engines que são: o nome doEngine, que neste caso é o próprio Fritz na versão 13, informação sobre o melhor score daposição da partida (=+ (-0.99)), profundidade do calculo (Depth=18/36), lance do adversário(21.gxf4 (9/35)) utilização do processador (2096 KN/s), tempo gasto para efetuar o calculo(0:00:10 segundos), informações sobre as variantes dos lances e continuidade da partida, e umtabuleiro auxiliar para acompanhar os cálculos do Engine. As variantes dos lances são
  38. 38. 38definidas pelo enxadrista e neste caso foram utilizadas 3 variantes para o cálculo de umapartida de xadrez. Figura 2.11 Engine Fritz 13. Fonte: (Software Fritz 13). O Gráfico estatístico do Fritz 13 tem a função de passar ao enxadrista uma visão doandamento da partida que está sendo analisada por algum Engine, com as informações denúmeros de lances, score dos lances, profundidade do cálculo que varia de acordo com otempo utilizado para cada lance, gráfico em linhas e em barras coloridas. O eixo horizontalrepresenta a quantidade de lances, o eixo vertical representa o score, o gráfico de linhasrepresenta a profundidade, já o gráfico de barras representa o score de cada lance, sendo quena cor verde o score informa vantagem para as peças brancas e na cor vermelha o scoreinforma vantagem para as peças negras. Na cor amarela, o score representa vantagem decisivapara um dos enxadristas e caso esteja na parte superior representa, as peças na cor branca e naparte inferior, a cor negra. Figura 2.12 Gráfico estatístico. Fonte: (Software Fritz 13).
  39. 39. 393 PESQUISA SOBRE A UTILIZAÇÃO DE SOFTWARES PARA O AUXÍLIO DO JOGO DE XADREZ Para compor esta monografia sobre a utilização de softwares de análise e estudo dojogo de xadrez, foi realizada uma pesquisa com pessoas que participam do círculoenxadrístico do autor deste trabalho. A pesquisa conta com dezesseis perguntas, sendo quinzeperguntas de múltipla escolha e uma pergunta aberta para que os pesquisados pudessemexpressar suas opiniões e sugestões quanto ao tema abordado. Esta pesquisa teve por objetivo ilustrar em forma gráfica o percentual das opiniõesabordadas frente aos seguintes temas: a freqüência da utilização de softwares, importância dautilização de softwares, relação entre os softwares e o xadrez, entre outros. A seguir sãoapresentadas todas as perguntas com seus respectivos Gráficos ilustrando o percentual dasopiniões dos pesquisados.3.1 QUESTIONÁRIO DA PESQUISA3.1.1 PERGUNTAS FECHADAS 1. Na sua opinião existe alguma relação entre a computação e o xadrez? 0% Sim Não 100% Gráfico 3.1 – Primeira pergunta da pesquisa.
  40. 40. 40 2. Você considera importante a utilização de softwares para a análise ou para oestudo do xadrez? 3% Sim Não 97% Gráfico 3.2 - Segunda pergunta da pesquisa. 3. Você utiliza algum software para a análise ou para o estudo do xadrez? Se sim,responda as perguntas 4 e 5. 12% Sim Não 88% Gráfico 3.3 – Terceira pergunta da pesquisa. 4. Quais dos softwares abaixo você utiliza para estudar ou treinar xadrez? 28% 40% Fritz Rybka Shredder Personal Chess trainer 14% Outros 6% 12% Gráfico 3.4 – Quarta pergunta da pesquisa.
  41. 41. 41 5. Na sua opinião qual dos softwares abaixo é o melhor para treinar e estudarxadrez? 34% 46% Fritz Rybka Shredder Personal Chess trainer 14% Outros 0% 6% Gráfico 3.5 – Quinta pergunta da pesquisa. 6. Você considera importante jogar xadrez on-line? 2% Sim Não 98% Gráfico 3.6 – Sexta pergunta da pesquisa. 7. Com que freqüência você joga xadrez on-line? 6% 3% 44% 9% Diariamente Semanalmente Mensalmente Não jogo xadrez on-line 38% Outros Gráfico 3.7 – Sétima pergunta da pesquisa.
  42. 42. 428. Com que freqüência você joga xadrez contra o computador? 9% 21% Diariamente Semanalmente 26% Mensalmente Não jogo xadrez contra o computador Outros 9% 35% Gráfico 3.8 – Oitava pergunta da pesquisa.9. Com que freqüência você joga xadrez pessoalmente? 3% 0% 17% 29% Diariamente Semanalmente Mensalmente Não jogo xadrez pessoalmente Outros 51% Gráfico 3.9 – Nona pergunta da pesquisa.10. Você participa de torneios de xadrez? 6% Sim Não 94% Gráfico 3.10 – Décima pergunta da pesquisa.
  43. 43. 43 11. Com que freqüência você participa de torneios de xadrez? 6% 3% 24% Mensalmente Sempre que posso Não participo de torneios de xadrez Outros 67% Gráfico 3.11 – Décima primeira pergunta da pesquisa. 12. Na sua opinião, os softwares influenciam no desenvolvimento dos enxadristasde hoje comparados com nossos antepassados? 2% Sim Não 98% Gráfico 3.12 – Décima segunda pergunta da pesquisa. 13. Na sua opinião, hoje o xadrez já se encontra dependente da computação? 46% Sim Não 54% Gráfico 3.13 – Décima terceira pergunta da pesquisa.
  44. 44. 44 14. Você estaria envolvido com o xadrez até hoje se não existissem os recursos(jogos on-line, sites relacionados, softwares e etc) para o auxílio d jogo de xadrez? 15% Sim Não 85% Gráfico 3.14 – Décima quarta pergunta da pesquisa. 15. Na sua opinião, caso a utilização da computação para atividades relacionadasao xadrez fossem banidas o número de enxadristas tenderia a diminuir ou parar de crescer? 29% Sim Não 71% Gráfico 3.15 – Décima quinta pergunta da pesquisa.3.1.2 PERGUNTA ABERTA, OPNIÕES DOS PESQUISADOS 16. Descreva a seguir qualquer informação/opinião que julgue importante sobre oassunto softwares para o auxílio, estudo e análise de partidas de xadrez. Segundo as opiniões dos entrevistados foram concluídos os prós e contras dautilização de softwares para o auxílio do xadrez. A seguir encontra-se um resumo de algumasopiniões que podem ser levadas em consideração, segundo classificação feita pelo autor.
  45. 45. 453.1.2.1 OPINIÕES SOBRE OS BENEFÍCIOS DA UTILIZAÇÃO DOS RECURSOS COMPUTACIONAIS Como apontamento dos benefícios que os softwares oferecem aos enxadristas, foramselecionadas 3 opiniões que são apresentadas abaixo. “A nova geração se tornou muito dependente do computador para avaliar qualquerposição, e hoje em dia, são poucos os que tentam fazer uma avaliação estratégica por contaprópria antes de perguntar para a máquina. O melhor programa de análise nos dias de hojeé o Houdini” - MF Álvaro Zimmmermann Aranha Filho. “Hoje em dia grandes parte dos mestres de xadrez utilizam mais softwares do quelivros para seus estudos, já os enxadristas amadores ao contrario. Isso ocorre devido aoseguinte fato, os cálculos, a principal diferença entre enxadristas profissionais e amadoressão os cálculos, de certa forma um profissional já tem um hábito e esquema de calculardefinido, já o amador não, utilizasse menos cálculos e mais intuição. Hoje em dia estouutilizando o Houdini para me auxiliar quanto aos meus treinamentos, este Engine éconsiderado um dos melhores no momento e é utilizado em análises de partidas de torneiosde alto nível, para auxílio dos comentaristas.”. - MI Evandro Amorim Barbosa. “Hoje além dos Engines temos os programas de Base de Dados de partidas de xadrezcomo o Chessbase que são até mais populares no meio enxadrístico que os Engines e tambémestá sendo lançado cada vez mais DVDs com aulas sobre todas as partes do jogo, que aliais,acho que junto com o fato de jogar online, esses DVDs são muito mais proveitosos para osiniciantes que um Rybka ou Fritz da vida, que se mal utilizado só confunde o jogador”. - GMFelipe de Cresce El Debs. As demais opiniões relevantes selecionadas pelo autor da presente monografia estãono anexo A. Como resumo das opiniões sobre os benefícios levantados pelos pesquisados quetem-se: Minimização de tempo de estudo; preparação para torneios; acesso a informaçõessobre partidas jogadas no mundo inteiro; e jogos online com pessoas de qualquer parte domundo.
  46. 46. 463.1.2.2 OPINIÕES SOBRE OS MALEFÍCIOS DA UTILIZAÇÃO DOS RECURSOS COMPUTACIONAIS Também com relação aos malefícios que os softwares podem oferecer aos enxadristasdevido a má utilização, foram selecionados 3 opiniões que estão sendo apresentadas abaixo. “Muitas pessoas tendem a usar a computação, pois não tem um livro ou não temtempo para estudar em algum clube. Hoje em dia muitos pensam que é importante autilização de softwares para estudos, mas na minha opinião não é necessário só ocomputador, existem livros bons e com boas análises.” - Adriana J. Bonvini. “Considerando o aspecto cognitivo predominante do jogo de xadrez, faz-se cada vezmais necessário o uso de ferramentas que auxiliem no seu estudo e análise. Atualmente, hárenomados softwares capazes de fornecer auxílio nesse processo, sobretudo quando oobjetivo é a melhora de rendimento neste esporte. No entanto, dizer que hoje o xadrez seencontra dependente da computação, isto é, não sobrevive sem esta, me parece um poucoequivocado. Há, sim, uma grande influência tecnológica no jogo, mas não total a ponto deser declarada claramente uma dependência. No mesmo sentido, acredito que jogadores nãodeixariam a prática do jogo meramente pela ausência de tais softwares, uma vez a paixãopelo jogo de muitos deles é anterior ao desenvolvimento de tais programas”. - Jéssica dosAnjos Januário. “O uso de softwares é importante para otimizar a análise de partidas, contudo, creioque não seja fundamentalmente a única e melhor ferramenta. O uso de livros e de aulasteóricas deve ser usado simultaneamente com os softwares”. - Luiz Henrique Sallustri. As demais opiniões relevantes selecionadas pelo autor da presente monografia estãono anexo A. Como resumo das opiniões sobre os malefícios levantados pelos pesquisados quetem-se: a dependência dos softwares fazem com que enxadristas amadores não trabalhem osseus próprios cálculos; estudos táticos; estudos estratégicos; e análises de partidas.
  47. 47. 474 ANÁLISE DE DESEMPENHO DOS ENGINES A análise de desempenho dos Engines é a alma do presente trabalho e tem por objetivoanalisar alguns softwares denominados Engines de Xadrez para identificar qual dos Enginesanalisados é o mais confiável para se utilizar como auxílio para o estudo dos enxadristas. Nodecorrer deste capítulo serão abordadas definições de Engines, critérios de avaliação eresultados das análises.4.1 O QUE SÃO OS ENGINES Engines são programas de computador especialistas em jogar xadrez e também sãodenominados como “motores de xadrez” (CONDELOGAN, 2012). Os Engines são utilizados para auxiliar os enxadristas nas análises das partidas dexadrez, pois o jogo de xadrez dispõe de um grande número de possibilidades para cadaenxadrista em uma partida. Desta forma, foram desenvolvidos algoritmos computacionais quepor meio das regras do jogo de xadrez e utilizando uma grande Base de Dados, realizamanálises de partidas de xadrez. Cada Engine tem sua própria característica de jogar, calcular eanalisar posições de forma que cada Engine tem forças diferentes. Alguns dos temasenxadrísticos como avaliar partidas posicionais e táticas ou aberturas e finais, os Enginesanalisam das piores às melhores jogadas, e principalmente o melhor lance a ser jogado emuma determinada posição, suas variantes e força dos lances, de forma que apresente umdesempenho em um razoável tempo. Os Engines são softwares que não dispõe de interfaces gráficas e são utilizados atravésde outros softwares como o ChessBase e o Fritz. Hoje em dia existem diversos deles comoFritz, Houdini, Rybka, Shredder, Stockfish porém existe um grande número de Enginesdesenvolvidos por diversas pessoas do mundo. A pontuação que representa à força dos Engines é a mesma utilizada para medir aforça de um enxadrista humano e são denominadas como ELO ou Rating. Atualmente,Magnus Carlsen, número um do ranking mundial de xadrez dispõe de um ELO de 2831.Garry Kasparov, considerado o melhor enxadrista de todos os tempos, aposentou com umELO de 2851, que é um recorde nunca batido por outro enxadrista. Os Engines dispõe de umELO de 3200 e muitos acreditam que, dependendo do recurso computacional, chegue até umELO de 4000 (CONDELOGAN, 2012).
  48. 48. 484.2 OBJETIVOS, SOFTWARES E DEFINIÇÕES4.2.1 OBJETIVO DAS ANÁLISES Este trabalho de monografia se propõe a realizar diversas análises e comparações entrealguns dos mais reconhecidos Engines de Xadrez do mundo utilizando uma interface gráficapara simular os dados e resultados oferecidos pelos Engines, de forma a avaliar qual delespossui o melhor desempenho. Os resultados são comparados a partir de um checklist definidoem parceria com o Mestre Internacional de Xadrez Evandro Amorim Barbosa. A partir das análises feitas entre os Engines com a utilização do checklist se obteráinformações para realizar as comparações entre as respostas obtidas de cada Engine, paracomprovar qual deles está disponibilizando as melhores respostas. Será realizada uma série departidas entre eles para se obter qual o Engine mais confiável para se utilizar como referênciae auxílio para os estudos e análises de partidas de xadrez.4.2.2 SOFTWARES E RECURSOS UTILIZADOS Os softwares que foram utilizados para a avaliação segundo o checklist elaborado peloMI Evando Barbosa são os Engines denominados como Fritz 13, Rybka 4, Houdini 2.0 eStockfish 2.2.2. O software utilizado como interface gráfica para a aplicação do checklist eobtenção dos resultados foi o Fritz 13, que por si só é um Engine. Outros softwares quetambém auxiliaram no desenvolvimento do presente trabalho foram Microsoft Office Word,Excel e PowerPoint, Paint e Notepad. O recurso computacional utilizado para a análise dos softwares e elaboração destamonografia foi um computador DELL Vostro 1520, Intel Core 2 Duo, 2.20 GHz, 4 GB RAMe 320 GB HD, Sistema Operacional Windows 7, 64 Bits.4.2.3 CHECKLIST DE AVALIAÇÃO  Primeiro critério: Avaliar a classificação do Score dos lances para uma dada posição.  Segundo critério: Avaliar a profundidade da análise dos Engines.  Terceiro critério: Realizar uma série de partidas ou torneios entre os Engines para identificar qual deles é o mais confiável para se utilizar como referência.
  49. 49. 494.2.4 PARTIDAS UTILIZADAS PARA AS ANÁLISES Serão utilizadas para as análises dos Engines partidas de um enxadrista amador, queno caso é o próprio autor do presente trabalho. Essas partidas foram jogadas em torneiosoficiais da CBX e FIDE e também jogadas via Internet. Elas se encontram em seis arquivos deextensão PGN’s que serão reproduzidas pelo software Fritz 13 e analisada pelos Enginesmencionados anteriormente. Na Tabela 4.1 são apresentadas as informações sobre as partidas que serão analisadascomo os enxadristas, datas, ratings, resultados e locais onde foram jogadas as partidas. Todasas partidas estão descritas de forma algébrica segundo notação oficial da FIDE e sãoapresentadas nas Figuras 4.1; 4.2; 4.3; 4.4; 4.5; 4.6;. As figuras foram obtidas através dafuncionalidade (Score sheet) do software Fritz 13. Tabela 4.1 Partidas analisadas. Fonte: (Elaborado pelo autor da presente monografia). Figura 4.1 - Primeira partida da Tabela 4.1. Fonte: (Software Fritz 13).
  50. 50. 50Figura 4.2 - Segunda partida da Tabela 4.1. Fonte: (Software Fritz 13).Figura 4.3 - Terceira partida da Tabela 4.1. Fonte: (Software Fritz 13).
  51. 51. 51Figura 4.4 - Quarta partida da Tabela 4.1. Fonte: (Software Fritz 13).Figura 4.5 - Quinta partida da Tabela 4.1. Fonte: (Software Fritz 13).
  52. 52. 52 Figura 4.6 - Sexta partida da Tabela 4.1. Fonte: (Software Fritz 13).4.2.5 DADOS DO MI EVANDRO AMORIM BARBOSA Nome: Evandro Amorim Barbosa. Cidade onde nasceu e reside: São Sebastião do Paraíso/MG. Data de nascimento: 24/8/1992. Rating Fide/ELO: 2401 pontos. Título na Fide: Mestre Internacional Principais títulos: -Campeão Brasileiro Escolar (8ª série)/2006 - Poços de Caldas. -Vice campeão Brasileiro Sub14/2006 - Matinhos. -Campeão Brasileiro Sub16, Sub18 e Sub 20. -Campeão Mineiro Absoluto-2007-São Sebastião do Paraíso -Campeão dos Jogos Regionais de São Paulo (Sub21) 2007, 2008, 2009. -Vice campeão dos Jogos Abertos de São Paulo (Sub21) 2007.
  53. 53. 53 -Campeão dos Jogos Abertos de São Paulo (Sub21) 2008 e 2009. -Campeão do Aberto do Brasil - Itauna-MG - 2009 -Campeão do Magistral de Recife - 2009 -Vice-campeão do Zonal 2.4 – Araruama 2011. -Campeão do Regional Sudeste - São Paulo 2011. -Campeão Sul-americano Sub 20 – Paraguai 2012.4.3 ANÁLISES As análises foram feitas conforme definição da seqüência do checklist que se encontrana Seção 4.2.3, analisando-se Engine por Engine, partida por partida, lance por lance, deacordo com as características de cada critério de avaliação e obtendo-se uma tabela deresultados para cada critério de avaliação. Desta forma, ao final de todos os critérios serão cruzados os resultados para se chegara uma conclusão de qual o Engine dispõe dos melhores resultados para saber o grau deconfiabilidade para ser utilizado como referência de estudos e treinamentos de partidas dexadrez.4.3.1 PRIMEIRO CRITÉRIO O primeiro critério avaliado foi a análise de avaliação e classificação dos Scores doslances. Para realizar esta avaliação foram definidos alguns pontos como: a partir da utilizaçãode uma partida de xadrez serão, definidos 3 lances que poderão gerar divergência entre osEngines. Desta forma se obterá de cada Engine o Score dos 3 lances para que sejamcomparados. Para se compreender melhor o que representa a classificação dos Scores dos lances foidefinida uma classificação com 4 níveis, juntamente com MI Evandro Barbosa, que estãosendo apresentados abaixo.  Score até +- 0.35 representam igualdade.  Score a partir de +- 0.40 representam ligeira vantagem.  Score a partir de +- 0.80 representam clara vantagem.  Score a partir de +- 1.50 representam vantagem decisiva.
  54. 54. 54 Também foram definidas em cada Engine a quantidade de 3 variantes de análises que,segundo MI Evandro Barbosa, esta é a quantidade ideal para o estudo de um enxadristamediano.4.3.2 SEGUNDO CRITÉRIO O segundo critério estará avaliando a profundidade dos cálculos utilizados para seobter o lance sugerido pelo Engine. Essa profundidade representa até quantos lances que oEngine calcula a frente de um cenário com todas suas possibilidades. Foram utilizadas asmesmas partidas apresentadas na Tabela 4.1 e seus respectivos lances já pré-definidos para oprimeiro critério. Utilizando os mesmos recursos apresentados na Seção 4.3.1, foi realizadauma análise sobre todas as imagens coletadas de cada lance analisado para se obter os dadosde profundidade dos lances. A avaliação foi feita utilizando a mesma idéia da Seção 4.3.1, com uma classificaçãoem 4 níveis, também em parceria com o MI Evandro Barbosa, desta forma se obterá ainformação de qual dos Engines tem um desempenho melhor na questão de calcular os lancescom maior profundidade.  Profundidade até 15 representa baixa.  Profundidade de 16 a 22 representa media.  Profundidade de 23 a 30 representa boa.  Profundidade acima de 30 representa alta. A classificação acima foi definida para ser utilizada em softwares de xadrez, porem, segundo o “GM Garry Kasparov em entrevista ao programa do JÔ menciona que um enxadrista profissional conseguiu visualizar aproximadamente 15 lances a frente, isso em eventuais posições porque não é sempre possível visualizar uma quantidade tão grande de lances, segundo Kasparov este foi o seu próprio recorde e acredita que o número de lances que costumam ser analisados a frente gira em torno de 4 ou 5 lances” (PROGRAMA DO JÔ, 2012).
  55. 55. 554.3.3 TERCEIRO CRITÉRIO Utilizando a funcionalidade do Fritz 13 que permite realizar match de partidas etorneios entre Engines integrados em sua interface, foram realizados 9 torneios com os quatroEngines que foram citados na Seção 4.2.2, sendo 6 torneios em 12 partidas Round Robin (quesignifica 6 partidas para cada Engine) e 3 torneios em 30 partidas Round Robin (que significa15 partidas para cada Engine) utilizando 1 GB de memória para os cálculos dos Engines,Mega DataBase 2012 como base de dados auxiliar, e tempo de reflexão em 4 minutos mais 2segundos de acréscimo a cada lance para o término da partida. Com as informações e resultados das partidas dos torneios realizados entre os Engines,foram obtidas as informações em gráficos e tabelas, pontuações de cada torneio e geral dosEngines, quantidade de vitórias, empates e derrotas de cada Engine. Assim, se pretende cruzaras informações dos três critérios mencionados para saber qual o Engine é mais confiável parase utilizar como referência para o estudo e treinamento do jogo de xadrez.4.4 RESULTADOS4.4.1 PRIMEIRO CRITÉRIO O resultado do primeiro critério dispõe de informações sobre análises dos Scores doslances das 6 partidas selecionadas, sendo que em cada partida foram analisados 3 lances.Analisando-se 18 lances com cada Engine, em um total de 72 lances analisados pelos 4Engines, foi se classificando o grau de igualdade ou vantagem de cada lance, para as peçasbrancas ou negras. A seguir as Tabelas 4.2; 4.3; 4.4; 4.5; 4.6 e 4.7 apresentam as 6 partidas com todos oslances analisados com suas respectivas classificações de cada Engine para serem comparados.Também pode-se observa nos gráficos apresentados no Gráfico 4.1, que ouve uma grandedivergência na classificações dos Scores dos lances analisados entre os Engines. Um exemploclaro que se pode utilizar como exemplo são os resultados do Fritz Gráfico 4.1 e HoudiniGráfico 4.1, onde há uma divergência na classificação de Scores (igualdade) de 28% para oFritz e 56% para o Houdini.
  56. 56. 56  Primeira partida: foram analisados os lances “12. ? - Cf6” , “16. Be5 - ?” e “56. ? - Tc3”. Tabela 4.2 – Partida 1 resultado dos scores e classificação.Fonte: (Elaborado pelo autor da presente monografia).  Segunda partida: foram analisados os lances “10. 0-0 - ?”, “17. ? - Dd7” e “22. Df4 - ?”. Tabela 4.3 – Partida 2 resultado dos scores e classificação.Fonte: (Elaborado pelo autor da presente monografia).  Terceira partida: foram analisados os lances “9. ? - Bg7”, “28. ? - d4” e “32. ? - Txe4”. Tabela 4.4 – Partida 3 resultado dos scores e classificação.Fonte: (Elaborado pelo autor da presente monografia).  Quarta partida: foram analisados os lances “8. ? - a5”, “27. Rf1 - ?” e “53. ? - Rg6”. Tabela 4.5 – Partida 4 resultado dos scores e classificação.Fonte: (Elaborado pelo autor da presente monografia).
  57. 57. 57  Quinta partida: foram analisados os lances “9. ? - Td7”, “19. ? - Td6” e “28. ? - Tc7”. Tabela 4.6 – Partida 5 resultado dos scores e classificação. Fonte: (Elaborado pelo autor da presente monografia).  Sexta partida: foram analisados os lances “7. Cb3 - ?”, “27. Cxe6 - ?” e“42. Td3+ - ?”. Tabela 4.7 – Partida 6 resultado dos scores e classificação. Fonte: (Elaborado pelo autor da presente monografia). Gráfico 4.1 – Classificações dos Scores dos 18 lances analisados pelos Engines. Com as analises feitas no primeiro critério, obteve-se um resultado com grandedivergência entre os 4 Engines analisados, desta forma, esses resultados serão compostos comos demais critérios mencionados anteriormente, para se chegar a informação final, querepresentará o Engine mais confiável para o auxílio dos enxadristas.
  58. 58. 584.4.2 SEGUNDO CRITÉRIO O resultado do segundo critério dispõe de informações sobre análises dasprofundidades dos lances das 6 partidas selecionadas, sendo que em cada partida foramanalisadas 3 profundidades. Analisando-se 18 profundidades com cada Engine, em um totalde 72 profundidades analisadas pelos 4 Engines, classificou-se o grau de cada profundidadeanalisado para os lances selecionados. A seguir as Tabelas 4.8; 4.9; 4.10; 4.11; 4.12 e 4.13 apresentam as 6 partidas comtodos os lances analisados com suas respectivas classificações de cada Engine para seremcomparados. Também pode-se observa nos gráficos apresentados no Gráfico 4.2, que, comona Seção 4.4.1, ouve uma grande divergência na classificações das Profundidades dos lancesanalisados entre os Engines. Um exemplo claro que se pode utilizar como exemplo são osresultados dos Engines Rybka Gráfico 4.2 e Stockfish Gráfico 4.2, onde há uma divergênciana classificação de Profundidade (Boa) de 6% para o Rybka e 78% para o Stockfish.  Primeira partida: foram analisados os lances “12. ? - Cf6” , “16. Be5 - ?” e “56. ? - Tc3”. Tabela 4.8 – Partida 1 resultados das profundidades dos cálculos. Fonte: (Elaborado pelo autor da presente monografia).  Segunda partida: foram analisados os lances “10. 0-0 - ?”, “17. ? - Dd7” e “22. Df4 - ?”. Tabela 4.9 – Partida 2 resultados das profundidades dos cálculos. Fonte: (Elaborado pelo autor da presente monografia).
  59. 59. 59  Terceira partida: foram analisados os lances “9. ? - Bg7”, “28. ? - d4” e “32. ? - Txe4”. Tabela 4.10 – Partida 3 resultados das profundidades dos cálculos.Fonte: (Elaborado pelo autor da presente monografia).  Quarta partida: foram analisados os lances “8. ? - a5”, “27. Rf1 - ?” e “53. ? - Rg6”. Tabela 4.11 – Partida 4 resultados das profundidades dos cálculos.Fonte: (Elaborado pelo autor da presente monografia).  Quinta partida: foram analisados os lances “9. ? - Td7”, “19. ? - Td6” e “28. ? - Tc7”. Tabela 4.12 – Partida 5 resultados das profundidades dos cálculos.Fonte: (Elaborado pelo autor da presente monografia).  Sexta partida: foram analisados os lances “7. Cb3 - ?”, “27. Cxe6 - ?” e“42. Td3+ - ?”. Tabela 4.13 – Partida 6 resultados das profundidades dos cálculos.Fonte: (Elaborado pelo autor da presente monografia).
  60. 60. 60 Gráfico 4.2 - Classificações das profundidades dos 18 lances analisados pelos Engines. Da mesma forma que ocorreu na Seção 4.4.1, no segundo critério de avaliação,obteve-se um resultado com grande divergência entre os 4 Engines analisados, desta forma,esses resultados serão compostos com os demais resultados dos critérios mencionados, assimchegando a informação final, que representará o Engine mais confiável para o auxílio dosenxadristas.4.4.3 TERCEIRO CRITÉRIO O resultado do terceiro critério nada mais é do que as informações de torneios queforam realizados entre os 4 Engines analisados. Obtiveram-se informações sobre os resultadosdos torneios, quantidade de vitórias, empates e derrotas de cada Engine e classificação geraldos pontos de todas as partidas efetuadas pelos Engines. Para realizar esta avaliação foram utilizadas 174 partidas entre os Engines e cadaEngine disputou 87 partidas. Foram gastas aproximadamente 17 horas de jogos entre osEngines e foram feitos aproximadamente 12200 lances. A seguir são apresentados os resultados dos torneios com suas respectivas pontuaçõese classificações nas Figuras 4.7 e 4.8. Também é apresentada, na Tabela 4.14, a pontuação eclassificação geral de todas as partidas, dispondo de informações sobre a quantidade devitórias, empates e derrotas.
  61. 61. 61 Para medir o percentual de vitórias, empates e derrotas serão apresentados 4 gráficosno Gráfico 4.3 representando os resultados de cada Engine. Figura 4.7 – Tabelas com os resultados de 6 torneios de 12 partidas. Fonte: (Software Fritz 13).
  62. 62. 62Figura 4.8 – Tabelas com os resultados de 3 torneios de 30 partidas e 1 torneio de 12 partidas. Fonte: (Software Fritz 13).
  63. 63. 63 Tabela 4.14 – Classificação geral das 174 partidas jogadas pelos Engines.Fonte: (Elaborado pelo autor da presente monografia). Gráfico 4.3 – Percentual de desempenho das 87 partidas jogadas por cada Engine.
  64. 64. 64 O terceiro critério, diferentemente do primeiro e do segundo, obteve sucesso aoapontar qual o melhor Engine de acordo com as definições da avaliação. O Engine apontadocomo o mais confiável foi o Houdini com um resultado isolado dos demais Engines. Finalizando as análises definidas em parceria ao MI Evandro Barbosa foramidentificados alguns pontos que permite dizer qual o Engine é o mais confiável para se utilizarcomo referência para o auxílio de análises de partidas de xadrez para os enxadristas.Conforme se pode observar, na Tabela 4.14 (que apresenta o resultado obtido entre as 172partidas realizadas e 87 partidas disputadas por cada Engine) o melhor desempenho foi doHoudini, obtendo 60.5 pontos de 87 pontos possíveis e 47 vitórias, 27 empates e apenas 13derrotas, sendo assim considerado o Engine mais confiável para ser utilizado. De forma que os resultados do Primeiro e Segundo Critério obtiveram grandedivergência entre os Engines, foi levado em consideração o resultado do Terceiro Critériopara apontar qual o Engine mais confiável para se utilizar como auxílio para o estudo dosenxadristas. Com o resultado do Terceiro Critério citado no parágrafo acima, o EngineHoudini disponibilizou o melhor resultado, de tal forma que os resultados do Primeiro eSegundo Critério do Engine Houdini também serão considerados os mais confiáveis.

×