UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE 
Departamento de Físico-Química 
Físico-Química VII – Turma 3as e 5as – tarde 
Prof. Rapha...
UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE 
Departamento de Físico-Química 
Físico-Química VII – Turma 3as e 5as – tarde 
Prof. Rapha...
UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE 
Departamento de Físico-Química 
Físico-Química VII – Turma 3as e 5as – tarde 
Prof. Rapha...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

1ª Lei da Termodinâmica - Resumo

276 visualizações

Publicada em

Conceitos básicos da Termodinâmica.

Publicada em: Engenharia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
276
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

1ª Lei da Termodinâmica - Resumo

  1. 1. UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE Departamento de Físico-Química Físico-Química VII – Turma 3as e 5as – tarde Prof. Raphael da Costa Cruz 1ª Lei da Termodinâmica Conceitos aberto 1 – Sistema Termodinâmico fechado isolado É uma parte do universo sob investigação. 2 – Fronteira do Sistema É a superfície que delimita o sistema termodinâmico. Pode ser concreta ou abstrata. Pode ser fixa ou móvel. Ex.: Um bécher com mistura H2O e KCl é uma fronteira fixa. No caso de um gás encerrado num cilindro provido de um piston, o piston pode se mexer, comprimindo e dilatando o volume do gás; portanto, neste caso, a fronteira no piston é móvel. 3 – Vizinhanças do Sistema É a parte de fora (exterior) do sistema, e que pode sofrer ou exercer ação do (no) sistema. Assim que se define o sistema e a fronteira do sistema, pode-se pensar na vizinhança do sistema. 4 – a) Sistema Termodinâmico: Aberto É aquele que troca massa e energia com suas vizinhanças. 4 – b) Sistema Termodinâmico: Fechado É aquele que só troca energia com as suas vizinhanças. A sua massa permanece constante. 4 – c) Sistema Termodinâmico: Isolado É aquele que não troca nem massa, nem energia com suas vizinhanças.
  2. 2. UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE Departamento de Físico-Química Físico-Química VII – Turma 3as e 5as – tarde Prof. Raphael da Costa Cruz intensivas 5 – Variáveis de Estado ou Coordenadas de Estado extensivas É uma quantidade física e mensurável que descreve o estado termodinâmico de um sistema: m, P, V, T. 6 – Equação de Estado É uma relação envolvendo as quatro variáveis básicas de estado. 5 – a) Variáveis de Estado: Extensivas São variáveis de estado que dependem da massa do sistema. Ex.: V, n, ... 5 – b) Variáveis de Estado: Intensivas São variáveis de estado que independem da massa do sistema. Ex.: T, P, V , r, v, ... V n V = m V r = r V = = 1 m v Obs.: A razão de duas variáveis extensivas gera uma variável intensiva. 7 – Estado de um Sistema É a caracterização da condição de um sistema. São de forma qualitativa, dada pela natureza da substância; ou de forma quantitativa, dada pela T, V e P. Ex.: 1 mL N2(g) 20ºC 1 bar 8 – Estado de Equilíbrio É aquele em que as variáveis de estado são constantes, isto é, não variam com o tempo.
  3. 3. UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE Departamento de Físico-Química Físico-Química VII – Turma 3as e 5as – tarde Prof. Raphael da Costa Cruz 9 – Transformação Termodinâmica É quando um sistema passa de um estado de equilíbrio para outro estado de equilíbrio. reversível 10 – Processo Termodinâmico irreversível É o caminho seguido pelo sistema na transformação. 10 – a) Processo Reversível (ou Quase-Estático ou, ainda, Quasi-Estático) É um processo em que o sistema evolui, caminha em estados contínuos de equilíbrio. Não existem na natureza. É um processo idealizado. 10 – b) Processo Irreversível São aqueles em que o sistema não evolui, não caminha em estados contínuos de equilíbrio. São os que existem (ocorrem) na natureza.

×