A sétima arte e os irmãos lumiére

959 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
959
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
41
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A sétima arte e os irmãos lumiére

  1. 1. A sétima arte e os irmãos Lumiére<br />
  2. 2. O inicio da sétima arte<br />O marco inicial da Sétima Arte é o ano de 1895. Fora neste ano que os Irmãos Lumiére, reconhecidos historicamente como fundadores do cinema, inventaram o cinematógrafo, aparelho inspirado na engrenagem de uma máquina de costura, que registava a impressão de movimentoas câmaras cinematográficas não captavam a movimentação em tempo real, apenas tiram fotos sequenciais que transmitem-nos ilusão de movimento) e possibilitava a amostragem deste material colectado a um público, através de uma projecção. A ideia é basicamente a mesma de uma câmara utilizada nos dias de hoje, porém seu funcionamento era manual, através da rotatividade de uma manivela.<br />
  3. 3. Primeira sessão DE CIMENA<br />Neste mesmo ano de 1895, mais precisamente no dia 28 de Dezembro, acontecera também a primeira sessão de cinema, proporcionada pelos franceses, Auguste e Louis Lumiére. Seus pequenos filmes, que possuíam aproximadamente três minutos cada, foram apresentados para um público de cerca de 30 pessoas. <br />Entre os filmes exibidos estava A Chegada do Trem na Estação, que mostrava, obviamente, a chegada de um trem a uma estação ferroviária. Reza a lenda que, conforme a locomotiva aproximava-se cada vez mais da câmara, os espectadores começaram a pensar que seriam atropelados pela máquina, correndo alucinada mente para fora das dependências do teatro. Era o início de uma das evoluções mais importantes da era “pós-revolução industrial”, ainda estranhada pelos olhos virgens da população ignóbil da época - quando falo ignóbil, me refiro ao sentido tecnológico, não cultural.  <br />
  4. 4. A ideia dos espectadores<br />Durante estes primeiros anos, os filmes produzidos eram documentais, registando paisagens e pequenas acções da natureza. A ideia também fora dos irmãos franceses, que decidiram enviar a vários lugares do mundo homens tendo como propósito registarem imagens de países diferentes e levá-las para Paris, difundindo, assim, as diversas culturas mundiais dentro da capital da França. <br />Os espectadores, então, iam ao cinema para fazerem uma espécie de “Viagem pelo Mundo”, conhecendo lugares jamais visitados e que, devido a problemas financeiros ou quaisquer outros detalhes, não teriam possibilidade de conhecerem de outra maneira. Via-se ali, então, um grande e contextual significado para uma invenção ainda pouco desmembrada pela humanidade.  <br />
  5. 5. Irmãos Lumiére<br />Cientistas e industriais franceses. Conhecidos como os inventores do cinema. Auguste-Marie-Louis-Nicolas Lumière (19/10/1862-10/4/1954) e Louis-Jean Lumière (5/10/1864-6/6/1948) nascem em Besançon, na França.<br />Filhos de um empresário do ramo fotográfico, frequentaram a escola técnica e trabalhavam na empresa de papéis e filmes fotográficos do pai, desenvolvendo processos fotográficos e equipamentos. <br />Em 1895 conseguem inventar a máquina com a função, ao mesmo tempo, de câmara e de projector, a que dão o nome de cinematógrafo. A apresentação pública do aparelho, no dia 28 de Dezembro de 1895, no Grant Café de Paris, marca o início da história do cinema.<br />
  6. 6. Imagens irmãos Lumiére<br />

×