Animação Bíblica da Pastoral

417 visualizações

Publicada em

Animação Bíblica da Pastoral. O que é; Para que serve; e os objetivos: Formação, Oração e Anúncio.

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
417
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
34
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Animação Bíblica da Pastoral

  1. 1. Animação Bíblica da Pastoral III URGÊNCIA
  2. 2. Igreja: lugar de animação bíblica da vida e da pastoral (ABP)  Não é mais uma pastoral justaposta a outras – “Pastoral bíblica”: grupos que se reúnem para ler a Bíblia;  Não é uma movimentação ou enfoque passageiro e eufórico acerca da Sagrada Escritura;
  3. 3. O que é a ABP?  ENTENDE-SE ANIMAÇÃO BÍBLICA DE TODA A PASTORAL A BUSCA CONSCIENTE E CONTÍNUA DE TER A SAGRADA ESCRITURA COMO ALMA DA MISSÃO EVANGELIZADORA DA IGREJA (Doc. 97 n. 32)
  4. 4. Trata-se de recuperar o lugar da Sagrada Escritura como alimento que o Senhor oferece a seu corpo, a Igreja - SER (...) E a ação pastoral realizada, em seu nome, na Igreja e no mundo - AGIR. Doc. 97 n. 33
  5. 5. As ovelhas conhecem a voz do pastor... conhecem?
  6. 6. Para que serve a ABP?  Não é para a simples instrução, mas para comunicar a salvação a partir de um encontro.  No contato com a Palavra descobrimos a nossa vocação, missão e o sentido de ser e viver cristão.
  7. 7. “Há muitos cristãos que têm necessidade que a Palavra de Deus lhes seja anunciada novamente, de modo persuasivo, para poderem assim experimentar concretamente a força do Evangelho” (VD 96; DGAE 49) - Não fomos iniciados pela e na Palavra
  8. 8. VD (Verbum Domini) DGAE (Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil)
  9. 9. O discípulo missionário, bombardeado a todo momento por questões que lhe desafiam a fé, a ética e a esperança, precisa estar de tal modo familiarizado com a Palavra de Deus e com o Deus da Palavra que, mesmo pressionado, não se sinta abalado (At 2, 25; 2Cor 4, 8-9). DGAE n. 50
  10. 10. O Discípulo missionário acolhe e vive a Palavra de Deus em comunhão com a Igreja. “O lugar originário da interpretação da Escritura é a vida da Igreja, pois o texto sagrado foi escrito pelo povo de Deus e para o povo de Deus, sob a inspiração do Espírito Santo, e só pode ser interpretado segundo o mesmo Espírito com que foi inspirado” (Doc. 97 n. 20).
  11. 11. Quais são os objetivos da ABP? Os três eixos: Formação; Oração e Anúncio.
  12. 12. 1. Propiciar meios de aproximação das pessoas à Palavra de Deus, para conhecê-la e interpretá-la corretamente “Ignorar as Escrituras é ignorar o próprio Cristo” São Jerônimo Gera encontros e embaraços Evita o fundamentalismo, a ideologia...  Necessidade de possuir a Bíblia e ajudar a ler e a interpretar corretamente a Escritura;  Equipes de animação bíblica da pastoral – que reúnem grupos de famílias, círculos bíblicos, pequenas comunidades para a meditação e vivência da Palavra; Promovem cursos e escolas bíblicas para leigos.
  13. 13. 2. Entrar em comunhão com a Palavra de Deus por meio da oração Cristo está sempre presente na sua igreja, especialmente nas ações litúrgicas. Está presente no sacrifício da Missa, quer na pessoa do ministro - «O que se oferece agora pelo ministério sacerdotal é o mesmo que se ofereceu na Cruz» -quer e sobretudo sob as espécies eucarísticas. Está presente com o seu dinamismo nos Sacramentos, de modo que, quando alguém batiza, é o próprio Cristo que batiza. Está presente na sua palavra, pois é Ele que fala ao ser lida na Igreja a Sagrada Escritura. Está presente, enfim, quando a Igreja reza e canta, Ele que prometeu: «Onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, Eu estou no meio deles» (Mt. 18,20). SC 7
  14. 14. “Sendo a carne do Senhor verdadeiro alimento e o seu sangue verdadeira bebida, o nosso único, o nosso único bem é comer a sua carne e beber o seu sangue, não apenas no mistério eucarístico, mas também na leitura da Escritura” São Jerônimo.
  15. 15. Homilia como atualização da mensagem da Bíblia; Consequente influência na formação de leitores e ministros da Palavra; Leitura Orante
  16. 16. 3. Evangelizar e proclamá-la como fonte de vida em abundância para todos.  Como tornar a Palavra de Deus encarnada na realidade?  Manifestação dos valores bíblicos em meios não cristãos  Ressoar a Palavra nos novos meios de comunicação;
  17. 17. O Contato INTERPRETATIVO, ORANTE e VIVENCIAL com a Palavra de Deus não forma, necessariamente, doutores; forma santos (VD 49; DGAE 54).

×