Princípios de Liderança Eclesiástica

417 visualizações

Publicada em

Design e diagramação feitos para o pastor Edson D. Conceição para ministração de aula para alunos do mestrado da Faculdade Aventista da Bahia

0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
417
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
37
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Princípios de Liderança Eclesiástica

  1. 1. *É* A l X ii K D ii D E n NAÇÍA. , - - PR. EDSON DIAS DA CONCEIÇÃO - - f( 09/05/2015 é" f» " a "i 'ii _ “ ü . ; .~a. _._
  2. 2. D É a liderança exercida pelo cristão (a pessoa que Deus escolhe, dirige, e capacita, para administrar a sua obra e o seu povo conduzindo-o como pessoas). D É o Senhor quem levanta líderes no meio do seu povo (Jr 3.15; 23.4; Ef 4.7-12). D Liderança é um DOM de Deus, mas pode ser aperfeiçoada: Moisés foi preparado "no Egito e no deserto de Mídiã" (At 7.22; Ex 3.1); D Josué fo¡ preparado "através do convívio com Moisés" (Ex 24.12-14; 33.11; Nm 27.18); D Davi foi preparado "cuidando de ovelhas" (l Sm 16.11; ii Sm 7.8); D Eliseu foi preparado "derramando água nas mãos de Elias" ( Il Re 3.11); D Timóteo teve em "Paulo uma fonte de inspiração" (At 16.1-3; ii Tm 13-6). Pliitii ii-'iiJS
  3. 3. w. , . . Wi i _ ' x i 'i (ll- W "ÍÍT-E 4 / m _A › j: A g I / 'a i ¡ i * . á l 5 7¡ k "J-Li i' r j i “já / ..
  4. 4. I. Fi. fhlltll¡ . va 'itiaãwFiíi . l "i7 ›-" 'Í ›' í il / f_ ( l i ; r , l i ~ i 1 l , l l r “t * c_ 'a / r l Í / 37" »wi A' i i l Ir i I : e -K-: i ~ rn; 'ix t. , i . ~ 1 v , i " s t: i f” J . i' LIDERANÇA CRISTÃ ÍÉ, , i Mt' rtiílinliitiÉ-'Irtti , Í-'t : :amu 3 ai. CF. ArLlDERANÇA DE MOISES, PAULO, TITO. No MINISTÉRIO: NO PASTORADO, JUNTO AO REBANHO DO SENHOR: / iiTCicàaraa/ íca,
  5. 5. i i. ley L. ,i í ' iii', / E_ ( ix l i ; r , l i ~ i ' A F l i , - tl I Í t¡ V, Ki( , ' l f. , “j »i i e¡ ~ 'LH' ~ 1 v n" , l " s t: i f” J . 'Ei' LIDERANÇA CRISTÃ ai: : . viiiisii-: :eg ai: mui": i= - = M. nr : ~¡i: i:«›~. ui: «.- O NA JUVENTUDE i gi¡ ; em g1.›. __gs¡¡v¡¡]i¡. ›¡. ilíñll-Íllliiifã** 4.x** : ianlsiciic ¡yçhqgg irei¡ EVANGÉLICA: 2 i MOISES. SALOMÃO. *i i T (VER L CR 251-5) PAULO, LUCAS, JOÃO. rir Ii Ii Ú l VER L TM 4.12 “NINGUÉM TE DES- PREZE PORQUE TU Es JOVEM" (LITERALMENTE). / iiTCicàaraa/ íca,
  6. 6. LV: :1Ili'Ill¡*li-_*! l:l: ; _. ":“ -_ um: “Izium ami citei: : 11 i i. ley L. ,i y í ' i Ii / E_ ( O 1K i ; r , l i ' l ' ' c l i , - ii i I 'i co_ xx r/ Ç: Qi l' / .if, q! A *l i 6__»~"»-J, - J . i4 T 'T' -~" ir 'i , ~1 'à N, 2 " s t: i f” J i 'Ti' LIDERANÇA CRISTÃ . gi gq_ O NAS ARTES: SALOMÃO. i VER ! SL 78172 (DAVI). / “'*“écr›iiaiim
  7. 7. QUALIDADES DE UM BOM Á%/ m? CI R | Éíi ' C. )- ir¡ PÊlm~^iiS A TÕcÉAIáA/ íca,
  8. 8. D Amor: Somente através dO amor se pode cOn- quistar o que há de mais precioso num reia- _ D: *tri BOM ciOnamentO: a lealdade. "Se não tivesse amor, nada seria" (I CO 13.2). D Capacitação Divina: "Vinde após mim, e eu vos farei pescadores de homens" (Mt 4.19), "Re- cebereis a virtude dO Espírito Santo (. ..) e ser- -me-eis testemunhas" (At | .8). D Caráter integra: Caráter é O modo de ser, de sentir, de viver, e de proceder, de uma pessoa. O caráter está profundamente ligado à santi- ficação e à fidelidade do líder cristão. D Serviço: O líder cristão e' um servo de Deus. g3, Serve a Deus servindo ao próximo (Mt 20.26- r -28; 23.11; JO 13.14). _L_ É D Fé em Deus: Fé é visão (Hb 11.1), fé é segurança Tí (Si 461-3). i» *-
  9. 9. D Maturidade social eespiritual: o fracasso de muitos líderes novatos (ou daqueles que nunca amadurecem) está re- j: kugxzí] BOM lacionado a esta qualidade (Ec 10.16; I Tm 3.6). D Humildade: Conhece e admite as próprias limitações para proteger os pontos fracos e, se possível, torna-los fortes. Jesus é visto como rei, em João, cap. 12, e a seguir, como servo, em João, cap. 13. D simplicidadezAs coisas simples são mais funcionais (I Sm 17.4950). Jesus, nosso maior exemplo, era um homem simples (Lc 15.2). No entanto, revolucionou o mundo! D Competência: Conhecer o grupo; conduzir o grupo de forma a alcançar seus objetivos; aprimorar-se em rela- ção às necessidades do grupo e método de trabalho; manter o grupo em unidade (Ex 18.21). 7*_ D Iniciativa: Coragem de assumir responsabilidades. ' "Quem faz, pode até errar, quem não faz, ja está erran- _ * Y do". . i, y l r l w ip: V¡ 'I ' r t i". 'l_. . i / FCCÍoAíáA/ íca»
  10. 10. [> Submissão: Em primeiro lugar, submissão a Deus. Depois, submissão aos próprios lideres. Quem não sabe ser liderado, não sabe liderar. O que um líder faz com seus lideres, recebe de seus liderados (GI 6.7). D Autoconhecimento: Conhece as próprias habili- dades e procura aperfeiçoa-las, para cada vez melhor utiliza-las. p Autodisciplina (Aulüdominioi: O líder, antes de liderar os outros, deve liderar a si mesmo! Au- todisciplina do corpo (I Co 9. 25-27); autodis- ciplina do coração, dos sentimentos (I Sm 16.6); autodisciplina da mente; do pensamen- to (2 Co 10.5); "temperança" através do Espíri- to Santo (Gl 5.22b). D Obediência (Hb. 5.8): A obediência não nos e' co- municada, nem transferida; é aprendida na escola do dever; da responsabilidade. Quem não é disciplinado na obediência, não deve dirigir, nem comandar. Há obreiros e líderes que só obedecem enquanto são pequenos, iniciantes e auxiliares. À medida que vão su- bindo, tornam-se indisciplinados e desobe- dientes. QUALIDADES DE UM BOM r / f/ EFCRISTÁOÍU ” ' A Willi lãllilS 'Í%Wca«
  11. 11. QUALIDAD ES A j: ._; BOM D Perseverança: Verdadeiros líderes vêem as difi- culdades como desafios para desenvolver suas potencialidades. Falsos lideres os vêem como impossibílidades (Nm 14.24). D Entusiasmo: Palavra de origem grega que signi- fica "possuído", "inspirado" por uma divindade. Jesus utilizava constantemente a expressão "tem bom ânimo" (Mt 9.2, 14.27; Lc 8.48), por- tanto ele próprio era uma pessoa animada. Tome como exemplo ainda o apóstolo Paulo (Fp 1.18; Cl 2.6). / FCCÍoAíáA/ íca»
  12. 12. CARACTERÍSTICAS . l: ):_l“~-~l MAU p; l I l j. : e' / ÀCCÍoAíáA/ ícar
  13. 13. CJRACTERÍSTICA5 o o i MAU Édesorganizadoe desordenado: jL É liberal na doutrina bíblica e nos bons costumes: I i t w Tem vida irregular, eslragada (elecafamilia): Usa de falsidade. É politiqueiro, briguenlo, e insubmisso. É reelamador crônico. É problemático. Ele mesmo é um problema: ele gera problemas: ele dá problema: ele “compra” problema: ele complica problema: ele "fabrica" problema. É autocrático. prepotente. ditador. É maledicente (lala mal dos outros). "Õ1Ír@? á0/¡éa«
  14. 14. #Ícãviíáa/ ícafr
  15. 15. D Jesus foi criticado (Jo 712) D A ÚNICA maneira de você não ser criticado: Não diga nada: não faça nada: não seja nada. D Saiba que vocêjamais agradará a todos. D Os críticos do lider são uma minoria. D A critica pode ser uma inveja. Ci. Saul e Davi (l Sm 181,8). rl: zwâ; iía'íf. i; :riiii: :t: ':: llírilttííi. ahi_ iÍÍjirÍilÍllil i: :1“f'ir; i:: ;. / fiii/ “Õcáiaíáa/ íca,
  16. 16. D - Devemos nos dar conta de que estamos marcando a vida de outras pessoas. D - Deus suscita lideres [Davi, 2 Sm 7.8). mas também encosta lideres (I Do 9.27). j -1 ___r r “ _p i ' / hóbázaíãaâm r'
  17. 17. / Pill , i0 MIL L DlALllllllullilJiiLl João Carlos Hi l N. : “i Ílsl *sui

×