Infraestruturas de redes de pesquisa
e educação para as próximas décadas
Palestrante:
Eduardo Grizendi
RNP/DEO
RNP
• Rede Acadêmica brasileira (NREN)
• Organização Social vinculada ao MCTI
• 27 PoPs, um em cada capital (+ Campina Gra...
Infraestrutura da RNP
i. Rede Ipê (“Backbone”)
− Infraestrutura de comunicação, interligando os Pontos de Presença – PoPs ...
Backbone - atual
Plano Operacional – 2015
• Ampliação do backbone
– “Gigatização” e eliminação de enlaces de rádio no backbone na região No...
Backbone – 2015/2016
Novo circuito de 1 G
BLM-MCP
Atualização dos
circuitos 100 M p/ 1 G
MNS – BOA
BVA - FLA
Novos circuit...
Circuitos Internacionais – BR - EUA
• Parceria FIU – AmLight
• 10 G pelo Atlântico + 10 G pelo
Pacífico
• Pontos de interc...
Novos cabos submarinos -2017/2018
8
Circuitos Internacionais – BR - EUA
• Parceria FIU – AmLight
• 10 G pelo Atlântico + 10 G
pelo Pacífico
• Pontos de interc...
Projeto Bella
• Bella - Building Europe Link to Latin
America
• Prevê o uso do cabo submarino Fortaleza
– Lisboa (eulaLink...
Rota Fortaleza – Porto Alegre
• Trechos
– Fortaleza – [Natal] – [Campina Grande] – João Pessoa
– Recife
– Recife – Maceió ...
Anel 100 G
• Trechos
– Brasília – Belo Horizonte
– Belo Horizonte – Rio de Janeiro
– Rio de Janeiro – São Paulo
– Brasília...
Anel 100 G - Furnas
• Furnas
– Rotas:
 RJO-SPO –BSA (1ª Fase)
 RJO, BHE
 CPQ. BSA
 RJO-VTA-
• Iluminação de 4 X 100 G,...
Acessos de instituições usuárias
• Através de circuitos de operadoras e provedores de internet .
– Modelo Pré-Veredas Nova...
Iniciativa Veredas Novas
• Objetivo:
– Interligar, até 2014, todas as instituições usuárias da RNP no interior,
• Campi,em...
Parcerias Estaduais (e Municipais)
ETICE
PRODEPA
PROCEMPA
PROCERGS
PRODEST
EMGETIS
SECTI-BA
PRODAM
FAPESQ
PRODAP
ATI
CEPRO...
Parceria RNP – ETICE
• Acordo de cooperação:
– Atendimento a TODAS as instituições
usuárias da RNP no Estado do Ceará
– At...
Parceria RNP – PRODEPA
• Acordo de cooperação específico, sem
termo de ajuste
– Construção das 4 (quatro) redes metropolit...
Parceria RNP – PRODAM
• Acordo de cooperação guarda-
chuva em negociação
• 1º Termo de Ajuste em
negociação
– Utilização d...
RNP – EB – PRODAM – IPAAM - SECTI
• Cabo Óptico Subfluvial
– Coari – Tefé
– 220 km
• Parte Fluvial da METROMAO
Expandida
–...
Atendimento às instituições usuárias
São Carlos
10 G
40 G
Campinas
PoP: Point of Presence
São José dos Campos
PoA: Point o...
Evolução da Rede Ipê - Topologia
São Carlos
10 G
40 G
Campinas
PoP: Point of Presence
São José dos Campos
PoA: Point of Ag...
Redes Metropolitanas
• Redecomep – Rede Comunitária de
Educação e Pesquisa
– Capitais, exceto Porto Velho
– Interior: S Ca...
Nova MetroSAMPA
• IRU de fibra atual vence em Outubro
de 2017
• RFI/RFP de permuta já realizadas
− Cessão Recíproca de Dir...
Exemplos de permutas prospectadas
• Permuta de fibras para implantação de Redecomeps no interior
− Itajubá, Uberaba, Uberl...
Conclusões
• Rumo ao 100 G para o backbone
− Anel 100 G
− Parceria RNP – Furnas
• Projeto BELLA.
• Minimização do TCO (Tot...
Contato:
eduardo.grizendi@rnp.br
Nome: Eduardo Grizendi
DEO/RNP
OBRIGADO
Apresentacao wrnp2015 eduardo_grizendi
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Apresentacao wrnp2015 eduardo_grizendi

653 visualizações

Publicada em

Infraestruturas de redes de pesquisa e educação para as próximas décadas

Publicada em: Tecnologia
  • Seja o primeiro a comentar

Apresentacao wrnp2015 eduardo_grizendi

  1. 1. Infraestruturas de redes de pesquisa e educação para as próximas décadas Palestrante: Eduardo Grizendi RNP/DEO
  2. 2. RNP • Rede Acadêmica brasileira (NREN) • Organização Social vinculada ao MCTI • 27 PoPs, um em cada capital (+ Campina Grande) • 3 PoAs (S Carlos, Campinas, S J Campos) • ~ 1.200 campi conectados • ~ 50 redes/infraestruturas metropolitanas próprias • ~2.400 km cabeamento óptico metropolitano próprio
  3. 3. Infraestrutura da RNP i. Rede Ipê (“Backbone”) − Infraestrutura de comunicação, interligando os Pontos de Presença – PoPs da RNP. ii. Acessos de instituições usuárias − Malha de ramificação regional a partir dos PoPs interligando as instituições usuárias − Redes metropolitanas (Redecomeps) nas capitais e em importantes cidades do interior iii. Circuitos internacionais − Interconexão da rede Ipê a outras redes de pesquisa avançadas nas América do Sul, América do Norte e Europa, − Troca de tráfego com Internet comercial mundial. iv. Pontos de Troca de Tráfego (PTTs) com a Internet comercial brasileira e Serviço de Conteúdo − Em especial, aqueles do Programa PTT-Metro do NIC.br, − Internalização de conteúdo dentro da própria rede Ipê,(Akamai)
  4. 4. Backbone - atual
  5. 5. Plano Operacional – 2015 • Ampliação do backbone – “Gigatização” e eliminação de enlaces de rádio no backbone na região Norte – Melhoria da disponibilidade na região Nordeste – Rumo ao 100 G • Atendimento a organizações usuárias no interior e nas capitais – Contratação de circuitos no modelo pré-Veredas Novas: o Escalonado, de 20 a 100 Mb/s, para campus secundário o 1 Gb/s para campus sede – Priorização dos investimentos para atendimento a 100 Mb/s & 1 Gb/s no modelo Veredas Novas, através de parcerias o ETICE, o PRODEPA o .. o Exército Brasileiro (EB) – Programa Amazônia Conectada • Novas redes metropolitanas (redecomeps) – Construção de: o Porto Velho o Pelotas, – Permuta de fibras para: o São Paulo o Itajubá, Uberaba, Uberlândia, Juiz de Fora, etc.
  6. 6. Backbone – 2015/2016 Novo circuito de 1 G BLM-MCP Atualização dos circuitos 100 M p/ 1 G MNS – BOA BVA - FLA Novos circuitos 10 G Telebras RCE – SVD SVD - VTA “Gigatização” e eliminação de enlaces de rádio no backbone na Região Norte Melhoria da disponibilidade na Região Nordeste Rumo ao 100 G
  7. 7. Circuitos Internacionais – BR - EUA • Parceria FIU – AmLight • 10 G pelo Atlântico + 10 G pelo Pacífico • Pontos de interconexão: – São Paulo e Fortaleza. • Redundância com a ANSP – 20 G + 20 G = 40 G.
  8. 8. Novos cabos submarinos -2017/2018 8
  9. 9. Circuitos Internacionais – BR - EUA • Parceria FIU – AmLight • 10 G pelo Atlântico + 10 G pelo Pacífico • Pontos de interconexão: – São Paulo e Fortaleza. • Redundância com a ANSP – 20 G + 20 G = 40 G. • Projeto OpenWave – Iluminação em 100 G, canal de espectro atual de 10 G • Utilização do Cabo Monet (Google)
  10. 10. Projeto Bella • Bella - Building Europe Link to Latin America • Prevê o uso do cabo submarino Fortaleza – Lisboa (eulaLink) – Operacional em Q2 2017 • Prevê implantação e expansão de infraestrutura óptica terrestre na AL – Brasil, Argentina, Chile, Peru, Equador, Colômbia e Uruguai • Prevê expansão de infraestrutura óptica terrestre na Europa – Principalmente Espanha e Portugal • Bella 2.0 (@michael)
  11. 11. Rota Fortaleza – Porto Alegre • Trechos – Fortaleza – [Natal] – [Campina Grande] – João Pessoa – Recife – Recife – Maceió – Aracajú – Salvador - Belo Horizonte – Belo Horizonte - Rio de Janeiro – São Paulo – São Paulo – Curitiba – Florianópolis – Porto Alegre – Alternativas de Recife a Fortaleza • Alternativas – Via Campina Grande – Via Natal • Viabilização do Anel 100 G
  12. 12. Anel 100 G • Trechos – Brasília – Belo Horizonte – Belo Horizonte – Rio de Janeiro – Rio de Janeiro – São Paulo – Brasília – Goiânia - São Paulo – São Paulo – Curitiba • Alternativas iniciais – .. – .. – .. – .. – .. – Furnas – Permuta de fibra de Redecomep por fibra de longa distância
  13. 13. Anel 100 G - Furnas • Furnas – Rotas:  RJO-SPO –BSA (1ª Fase)  RJO, BHE  CPQ. BSA  RJO-VTA- • Iluminação de 4 X 100 G, – ½ da RNP, ½ de Furnas – Investimentos adicionais em transponders de cada parte p/ além dos 4 X 100 G – Usufruto de 25 anos ou enquanto durar a outorga
  14. 14. Acessos de instituições usuárias • Através de circuitos de operadoras e provedores de internet . – Modelo Pré-Veredas Novas – Redução de circuitos das operadoras tradicionais – Novos fornecedores provedores locais e regionais • 1 Telecom, 7CON, Acesso Line, Algar Telecom, Amazontel, Avvio, Bell Telecom, Br27, BR Digital., Brasil Radiowave, C3 Telecom. CEMIG Telecom, CIASC, CLARA, Clickenter, Compuservice, COPEL Telecom, Dinâmica Telecom, Eletronorte, ENW Telecom, Eyes, G8, GVT, Halley, IPInfo, JF Soluções, NeoTelecom, Nettlel, NIPBR, Nipcable, NQT, OLC, RG Tech, Ruralweb, Sitecnet, South Tech., Sul Internet, Telbrax, TIM Fiber, Unidasnet, WCS, WKVE, WSP. • Através da Iniciativa Veredas Novas – ParceriaTelebrás – Parceria com Empresas Estaduais de TI – Parceria com o EB • Através de redes metropolitanas próprias
  15. 15. Iniciativa Veredas Novas • Objetivo: – Interligar, até 2014, todas as instituições usuárias da RNP no interior, • Campi,em 100 Mb/s. e • Sedes, em 1 Gb/s. • Parceiros atuais – Minicom – Cidades Digitais – TELEBRAS - Telecomunicações Brasileiras S.A. – Vivo/Telefonica / ANATEL – Empresa de Tecnologia da Informação do Estado do Ceará (ETICE) – Instituto de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Espírito Santo (PRODEST) – Empresa de Processamento de Dados do Estado do Pará (PRODEPA) – Centro de Gestão da Tecnologia da Informação (PRODAP) – Companhia de Processamento de Dados do Rio Grande do Sul PROCERGS) – ... Sertão é onde o pensamento da gente se forma mais forte do que o poder do lugar Grande Sertão: Veredas, João Guimarães Rosa + outros parceiros (quem???) Provedores de Internet, Empresas Estaduais de TI, …
  16. 16. Parcerias Estaduais (e Municipais) ETICE PRODEPA PROCEMPA PROCERGS PRODEST EMGETIS SECTI-BA PRODAM FAPESQ PRODAP ATI CEPROMAT SEATI PRODERJ
  17. 17. Parceria RNP – ETICE • Acordo de cooperação: – Atendimento a TODAS as instituições usuárias da RNP no Estado do Ceará – Atendimento em 100 Gbps, nos campi secundários – Atendimento em 1 Gbps, no campus sede da instituição – Essencialmente em fibra óptica, com 2 casos em rádio-enlace • Projeto em franca operação Cinturão Digital do Ceará
  18. 18. Parceria RNP – PRODEPA • Acordo de cooperação específico, sem termo de ajuste – Construção das 4 (quatro) redes metropolitanas pela RNP - Altamira, Marabá, Castanhal e Santarém – Cessão de 6 (seis) pares de fibra destas redecomeps da RNP p/ a PRODEPA, p/ uso do Estado – Assumpção pela PRODEPA do Transporte para as redes metropolitanas, a 100 M/1 G – Assumpção pela PRODEPA da manutenção das 4 (quatro) redes metropolitanas – Projeto finalizado • Em negociação construção de: – Redes metropolitanas em Tucuruí, Capanema e Bragança – Rota Santa Maria – Capanema – Bragança em fibra óptica ao longo da rodovia NavegaPará Castanhal
  19. 19. Parceria RNP – PRODAM • Acordo de cooperação guarda- chuva em negociação • 1º Termo de Ajuste em negociação – Utilização de 1 G na rota Manaus – Coari – Posteriormente, instalação de transponder de 10 G – Formalização da cessão dos 2 (dois) pares de fibra da RNP p/ PRODAM da METROMAO – Formalização da cessão de 2 (dois) pares de fibra da PRODAM p/ RNP na METROMAO Expandida – Manutenção das redes metropolitanas de responsabilidade da PRODAM Rede Estadual de Comunicação do Amazonas
  20. 20. RNP – EB – PRODAM – IPAAM - SECTI • Cabo Óptico Subfluvial – Coari – Tefé – 220 km • Parte Fluvial da METROMAO Expandida – 10 km `Programa Amazônia Conectada www.amazoniaconectada.eb.mil.br/ Grizendi, E. ; Stanton, M.A. “Use of subfluvial optical cable in a region without land-based infrastructure - a project to deploy optical cable in the Amazon region”. UbuntuNet-Connect 2013, Kigale, Rwanda. http://www.ubuntunet.net/sites/ubuntunet.net/files/grizend.pdf Maio, 25 Inauguração dos 10 km • Extensão até Tabatinga – 800 km
  21. 21. Atendimento às instituições usuárias São Carlos 10 G 40 G Campinas PoP: Point of Presence São José dos Campos PoA: Point of Aggregation
  22. 22. Evolução da Rede Ipê - Topologia São Carlos 10 G 40 G Campinas PoP: Point of Presence São José dos Campos PoA: Point of Aggregation
  23. 23. Redes Metropolitanas • Redecomep – Rede Comunitária de Educação e Pesquisa – Capitais, exceto Porto Velho – Interior: S Carlos, Campinas, Juazeiro/Petrolina, Petrópolis, Niterói, – 4 importantes cidades do interior do Pará (Marabá, Santarém, Castanhal e Altamira) – IRU de fibra em S Paulo, Belo Horizonte, Ouro Preto e Diamantina • Infraestrutura metropolitana nas principais cidades do interior do Ceará (Juazeiro do Norte, Sobral, Crato, ...)
  24. 24. Nova MetroSAMPA • IRU de fibra atual vence em Outubro de 2017 • RFI/RFP de permuta já realizadas − Cessão Recíproca de Direito de Uso de Fibras Apagadas − Período Determinado na Modalidade de IRU • Topologia atual − ~ 120 km • Topologia pretendida − ~320 km − 3 X o número atual de instituições atendidas • Previsão de início de implantação: agosto de 2015
  25. 25. Exemplos de permutas prospectadas • Permuta de fibras para implantação de Redecomeps no interior − Itajubá, Uberaba, Uberlândia X fibras em redecomeps de capitais do Nordeste • Permuta de fibras para implantação de anel no interior do Rio de Janeiro − Rio de Janeiro – Petrópolis – Niterói
  26. 26. Conclusões • Rumo ao 100 G para o backbone − Anel 100 G − Parceria RNP – Furnas • Projeto BELLA. • Minimização do TCO (Total Cost of Ownership) − Permuta de Fibras − Nova Metrosampa • Parcerias: − Parcerias com Estados (Empresas/Órgãos de TI estaduais, Secretarias Estaduais, ...) − Parceria com Provedores Locais & Regionais − Parceria com o Exército Brasileiro (EB)
  27. 27. Contato: eduardo.grizendi@rnp.br Nome: Eduardo Grizendi DEO/RNP OBRIGADO

×