SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 2
Escola Básica D. Manuel I – TAVIRA
Ano letivo 2011/2012
Língua Portuguesa
Leitura Orientada da obra Sexta Feira ou a vida selvagem, de Michel Tournier
Análise da obra: De forma a simplificar o tratamento da obra, procedeu-se à sua divisão em
quatro partes. Esta divisão foi feita de acordo com a retrospetiva que Robinson faz no capítulo
34.
1. O capítulo 1 permite localizar a ação no espaço e no tempo. Retira do texto expressões
que localizem a ação:
a. No espaço;
b. No tempo
2. Quais os indícios de uma tempestade?
3. Quem era Robinson e o que fazia naquele local?
4. Comenta a expressão do Capitão Van Dayssel: «Quando se empreende uma viagem como esta
[…] parte-se quando se quer, mas chega-se quando Deus quer».
5. Entretanto a tempestade, tal como se suspeitava, aconteceu trazendo consigo um fim
trágico para o Virgínia.
5.1. Descreve o local onde Robinson foi ter.
5.2. Descreve o estado em que ficou a embarcação.
6. Quando é que Robinson se apercebeu de que estava numa ilha deserta?
7. Qual a sua alimentação inicial?
8. Depois de esperar, em vão, que algum navio o salvasse, Robinson decidiu ser ele a traçar
o seu destino.
8.1. O que fez?
8.2. Qual o destino pretendido?
9. Numera, de 1 a 8, as várias fases de construção do evasão, bem como a tentativa de o
fazer deslizar até ao mar.
 Desbastou os ramos do tronco
 Juntou as provisões
 Construiu uma jangada
 Partiu uma das pranchas do casco e com ela fez uma alavanca
 Procurou ferramentas e outros objetos no Virgínia
 Cavou uma vala na falésia
 Fabricou uma espécie de cola
 Colocou toros arredondados por debaixo da quilha
10.Com o aumento da solidão, qual o procedimento de Robinson?
10.1. A que animal se assemelha?
11.Ordena os seguintes vocábulos, partindo do mais frio para o mais quente: escaldante,
gelado, quente, frio, tépido.
12.A certa altura, Robinson resolve começar a escrever um diário.
12.1. De que se socorreu?
12.2.Com que fez a tinta?
12.3.Onde conseguiu a caneta?
13. Indica alguns procedimentos do Robinson para tornar a ilha mais civilizada.
14. Explorar a gruta era algo que estava nos projetos de Robinson.
14.1. Como se preparou para esta expedição?
14.2.Com que dificuldades se deparou?
14.3.Descreve o interior da gruta.
14.4.Como se sentia lá dentro?
14.5.Que recordações lhe vieram à memória?
15. Robinson escreveu alguns preceitos morais para toda a ilha.
15.1. Transcreve-os.
15.2.Qual a sua finalidade?
15.3.Em seguida ser-te-ão apresentados alguns provérbios sobre o mesmo tema. Une a
coluna da esquerda à coluna da direita, de forma a obteres as expressões
corretas.
a) Quem não trabuca


1. mas quem o despreza é
louco.
b) Trabalha e terás


2. não dá bom resultado.
c) Trabalho de menino é pouco


3. é o relógio.
d) Trabalho precipitado


4. ensinam a gastar.
e) Quem trabalha na juventude


5. não manduca.
f) Trabalhar e ganhar


6. madruga e verás.
g) Quem trabalha de graça


7. repousa na velhice.
16.Qual o acontecimento que veio alterar, por completo, a vida na ilha?
Bom trabalho,
Prof. Susana Duarte

Mais conteúdo relacionado

Mais de Clara César Pereira

Mais de Clara César Pereira (6)

Folha de Sumários geral formações.doc
Folha de Sumários geral formações.docFolha de Sumários geral formações.doc
Folha de Sumários geral formações.doc
 
ASA_Livro_testes e Guiões leitura_6º.pdf
ASA_Livro_testes e Guiões leitura_6º.pdfASA_Livro_testes e Guiões leitura_6º.pdf
ASA_Livro_testes e Guiões leitura_6º.pdf
 
conto_pina_piratas_ficha-de-leitura1.docx
conto_pina_piratas_ficha-de-leitura1.docxconto_pina_piratas_ficha-de-leitura1.docx
conto_pina_piratas_ficha-de-leitura1.docx
 
Comida española
 Comida española Comida española
Comida española
 
Comparaciones
ComparacionesComparaciones
Comparaciones
 
Guião de leitura orientada pedro alecrim
Guião de leitura orientada   pedro alecrimGuião de leitura orientada   pedro alecrim
Guião de leitura orientada pedro alecrim
 

Último

Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoMary Alvarenga
 
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 anoandrealeitetorres
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduraAdryan Luiz
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPanandatss1
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirIedaGoethe
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 anoAdelmaTorres2
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAlexandreFrana33
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfIedaGoethe
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxBiancaNogueira42
 
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxDoutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxThye Oliver
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxconcelhovdragons
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOColégio Santa Teresinha
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundonialb
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024Jeanoliveira597523
 

Último (20)

Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
 
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditadura
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SP
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 
Em tempo de Quaresma .
Em tempo de Quaresma                            .Em tempo de Quaresma                            .
Em tempo de Quaresma .
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
 
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxDoutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
 
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
 

cap-1a13-Robsin Crusoe leitura orientada.doc

  • 1. Escola Básica D. Manuel I – TAVIRA Ano letivo 2011/2012 Língua Portuguesa Leitura Orientada da obra Sexta Feira ou a vida selvagem, de Michel Tournier Análise da obra: De forma a simplificar o tratamento da obra, procedeu-se à sua divisão em quatro partes. Esta divisão foi feita de acordo com a retrospetiva que Robinson faz no capítulo 34. 1. O capítulo 1 permite localizar a ação no espaço e no tempo. Retira do texto expressões que localizem a ação: a. No espaço; b. No tempo 2. Quais os indícios de uma tempestade? 3. Quem era Robinson e o que fazia naquele local? 4. Comenta a expressão do Capitão Van Dayssel: «Quando se empreende uma viagem como esta […] parte-se quando se quer, mas chega-se quando Deus quer». 5. Entretanto a tempestade, tal como se suspeitava, aconteceu trazendo consigo um fim trágico para o Virgínia. 5.1. Descreve o local onde Robinson foi ter. 5.2. Descreve o estado em que ficou a embarcação. 6. Quando é que Robinson se apercebeu de que estava numa ilha deserta? 7. Qual a sua alimentação inicial? 8. Depois de esperar, em vão, que algum navio o salvasse, Robinson decidiu ser ele a traçar o seu destino. 8.1. O que fez? 8.2. Qual o destino pretendido? 9. Numera, de 1 a 8, as várias fases de construção do evasão, bem como a tentativa de o fazer deslizar até ao mar.  Desbastou os ramos do tronco  Juntou as provisões  Construiu uma jangada  Partiu uma das pranchas do casco e com ela fez uma alavanca  Procurou ferramentas e outros objetos no Virgínia  Cavou uma vala na falésia  Fabricou uma espécie de cola  Colocou toros arredondados por debaixo da quilha 10.Com o aumento da solidão, qual o procedimento de Robinson? 10.1. A que animal se assemelha? 11.Ordena os seguintes vocábulos, partindo do mais frio para o mais quente: escaldante, gelado, quente, frio, tépido. 12.A certa altura, Robinson resolve começar a escrever um diário.
  • 2. 12.1. De que se socorreu? 12.2.Com que fez a tinta? 12.3.Onde conseguiu a caneta? 13. Indica alguns procedimentos do Robinson para tornar a ilha mais civilizada. 14. Explorar a gruta era algo que estava nos projetos de Robinson. 14.1. Como se preparou para esta expedição? 14.2.Com que dificuldades se deparou? 14.3.Descreve o interior da gruta. 14.4.Como se sentia lá dentro? 14.5.Que recordações lhe vieram à memória? 15. Robinson escreveu alguns preceitos morais para toda a ilha. 15.1. Transcreve-os. 15.2.Qual a sua finalidade? 15.3.Em seguida ser-te-ão apresentados alguns provérbios sobre o mesmo tema. Une a coluna da esquerda à coluna da direita, de forma a obteres as expressões corretas. a) Quem não trabuca   1. mas quem o despreza é louco. b) Trabalha e terás   2. não dá bom resultado. c) Trabalho de menino é pouco   3. é o relógio. d) Trabalho precipitado   4. ensinam a gastar. e) Quem trabalha na juventude   5. não manduca. f) Trabalhar e ganhar   6. madruga e verás. g) Quem trabalha de graça   7. repousa na velhice. 16.Qual o acontecimento que veio alterar, por completo, a vida na ilha? Bom trabalho, Prof. Susana Duarte