Guia da Família

1.895 visualizações

Publicada em

Guia da Família

Publicada em: Tecnologia
1 comentário
1 gostou
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.895
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
12
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
62
Comentários
1
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Guia da Família

  1. 1. G U I A D AFAMÍLIA
  2. 2. G U I A D A FAMÍLIA Publicado porA Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias Salt Lake City, Utah
  3. 3. © 1993, 1999, 2001 Intellectual Reserve, Inc. Todos os direitos reservados Impresso no Brasil Aprovação do inglês: 3/01 Aprovação da tradução: 3/01 Tradução de Family Guidebook Portuguese
  4. 4. Sumário“A Família: Proclamação ao Mundo” viA Organização e o Propósito da Família 1O Ensino do Evangelho no Lar 4Os Deveres Básicos do Sacerdócio 12O Treinamento de Liderança 15A Família como uma Unidade da Igreja 16As Ordenanças e Bênçãos do Sacerdócio 18Como Obter Materiais da Igreja e Localizar Informações 26sobre História da FamíliaDistribuiçãoO Guia da Família é destinado a todos os membros, especialmente aos recém-conversos e àqueles que têm pouco conhecimento a respeito da Igreja. Ele explica opropósito e a maneira com que a família é organizada e contém informações arespeito de como ensinar o evangelho em família, como cumprir asresponsabilidades familiares, como a família pode ser uma unidade da Igreja, comorealizar ordenanças e dar bênçãos do sacerdócio.
  5. 5. “A Família—Proclamação ao Mundo”Em 1995, a Primeira Presidência e o Quórum dos Doze Apóstolos publicaram “AFamília—Proclamação ao Mundo”. Essa proclamação é uma declaração ereafirmação de doutrinas e práticas que os profetas têm repetidamente defendido nodecorrer da história da Igreja. Ela contém princípios que são essenciais para afelicidade e o bem-estar de toda a família. Os membros da família devem estudar aproclamação ao mundo e viver de acordo com seus preceitos.Em 1995, a Primeira Presidência e o de cada um.Quórum dos Doze Apóstolos Na esfera pré-mortal, os filhos e filhaspublicaram “A Família—Proclamação ao que foram gerados em espíritoMundo”. Essa proclamação é uma conheciam e adoravam a Deus como seudeclaração e reafirmação de doutrinas e Pai Eterno e aceitaram Seu plano,práticas que os profetas têm segundo o qual Seus filhos poderiamrepetidamente defendido no decorrer da obter um corpo físico e adquirirhistória da Igreja. Ela contém princípios experiência terrena a fim deque são essenciais para a felicidade e o progredirem rumo à perfeição,bem-estar de toda a família. Os terminando por alcançar seu destinomembros da família devem estudar a divino como herdeiros da vida eterna. Oproclamação ao mundo e viver de plano divino de felicidade permite queacordo com seus preceitos. os relacionamentos familiares sejam“Nós, a Primeira Presidência e o perpetuados além da morte. AsConselho dos Doze Apóstolos de A ordenanças e os convênios sagrados dosIgreja de Jesus Cristo dos Santos dos templos santos permitem que as pessoasÚltimos Dias, solenemente retornem à presença de Deus e que asproclamamos que o casamento entre famílias sejam unidas para sempre.homem e mulher foi ordenado por Deus O primeiro mandamento dado a Adão ee que a família é essencial ao plano do Eva por Deus referia-se ao potencial deCriador para o destino eterno de Seus tornarem-se pais, na condição de maridofilhos. e mulher. Declaramos que oTodos os seres humanos—homem e mandamento dado por Deus a Seusmulher—foram criados à imagem de filhos, de multiplicarem-se e encherem aDeus. Cada indivíduo é um filho (ou Terra, continua em vigor. Declaramosfilha) gerado em espírito por pais também que Deus ordenou que oscelestiais que o amam e, como tal, poderes sagrados de procriação sejampossui natureza e destino divinos. O empregados somente entre homem esexo (masculino ou feminino) é uma mulher, legalmente casados.característica essencial da identidade edo propósito pré-mortal, mortal e eternoIV
  6. 6. Declaramos que o meio pelo qual a vida oração, do arrependimento, do respeito,mortal é criada foi estabelecido por do amor, da compaixão, do trabalho eDeus. Afirmamos a santidade da vida e de atividades recreativas salutares.sua importância no plano eterno de Segundo o modelo divino, o pai deveDeus. presidir a família com amor e retidão, tendo a responsabilidade de atender àsO marido e a mulher têm a solene necessidades de seus familiares e deresponsabilidade de amar-se protegê-los. A responsabilidademutuamente e amar os filhos, e de primordial da mãe é cuidar dos filhos.cuidar um do outro e dos filhos. “Os Nessas atribuições sagradas, o pai e afilhos são herança do Senhor. “ (Salmos mãe têm a obrigação de ajudar-se127:3) Os pais têm o sagrado dever de mutuamente, como parceiros iguais.criar os filhos com amor e retidão, Enfermidades, falecimentos ou outrasatender a suas necessidades físicas e circunstâncias podem exigir adaptaçõesespirituais, ensiná-los a amar e servir específicas. Outros parentes devemuns aos outros, guardar os oferecer ajuda quando necessário.mandamentos de Deus e ser cidadãoscumpridores da lei, onde quer que Advertimos que as pessoas que violammorem. O marido e a mulher—o pai e a os convênios da castidade, quemãe—serão considerados responsáveis maltratam o cônjuge ou os filhos, ouperante Deus pelo cumprimento dessas que deixam de cumprir suasobrigações. responsabilidades familiares, deverão um dia responder perante Deus peloA família foi ordenada por Deus. O cumprimento dessas obrigações.casamento entre o homem e a mulher é Advertimos também que aessencial para Seu plano eterno. Os desintegração da família fará recairfilhos têm o direito de nascer dentro dos sobre pessoas, comunidades e nações aslaços do matrimônio e de ser criados calamidades preditas pelos profetaspor pai e mãe que honrem os votos antigos e modernos.matrimoniais com total fidelidade. Afelicidade na vida familiar é mais Conclamamos os cidadãos e governantesprovável de ser alcançada quando responsáveis de todo o mundo afundamentada nos ensinamentos do promoverem as medidas designadasSenhor Jesus Cristo. O casamento e a para manter e fortalecer a família como afamília bem-sucedidos são estabelecidos unidade fundamental da sociedade.” (Ae mantidos sob os princípios da fé, da Liahona, junho de 1996, p. 10.) V
  7. 7. Propósito do GuiaA Organização e o Propósito as famílias com o intuito de proporcionarda Família felicidade a nós, Seus filhos, para que aprendêssemos princípios corretos numaA Organização atmosfera amorosa e nos preparássemos para a vida eterna.A família é a unidade básica d’A Igreja deJesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias O lar é o melhor local para o ensino, oe o grupo social mais importante, no aprendizado e a aplicação dos princípiostempo e na eternidade. Deus estabeleceu do evangelho. É o lugar onde as pessoas aprendem a prover-se de alimentos, roupas, abrigo e suprir outras necessidades que possam ter. O pai e a mãe devem, em igualdade, ajudar cada membro de sua família a: • Buscar a verdade e desenvolver fé em Deus; • Arrepender-se, ser batizado para a remissão dos pecados, tornar-se membro d’A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias e receber o Espírito Santo; 1
  8. 8. • Obedecer aos mandamentos de Deus, Igreja. Ele é o cabeça ou patriarca da estudar as escrituras diligentemente, família. (Ver Efésios 5:23.) Como líder do oferecer orações pessoais diariamente sacerdócio em sua família, o pai tem a e servir ao próximo; responsabilidade de presidir a família, além de ensinar, abençoar e prover o• Falar sobre o evangelho com outras necessário para suprir as necessidades pessoas: vitais da família. Ele dirige a família na• Receber a investidura e casar-se no preparação para voltar à presença de templo para a eternidade com um nosso Pai Celestial. Sua mulher é sua companheiro digno, estabelecer um companheira mais importante, sua lar feliz para a sua família e apoiá-la adjutora e conselheira. Marido e mulher com amor e sacrifício; devem aconselhar-se mutuamente em todos os assuntos pertinentes à família e ao lar. O pai deve suprir as necessidades espirituais de sua família. Ele deve empenhar-se no ensino do evangelho de Jesus Cristo aos membros da família e deve fazer todo o possível para incentivá-los e ajudá-los a obedecer os mandamentos de Deus. Um pai digno e diligente na Igreja pode• Procurar informações a respeito de ser portador do sacerdócio, que é o antepassados já falecidos e realizar as poder e a autoridade para agir em nome ordenanças do templo por eles; de Deus. Com esse poder e autoridade, o pai torna-se o líder do sacerdócio em sua família. Um pai, portador do sacerdócio, pode abençoar os membros de sua família e suprir suas necessidades espirituais. Pela autoridade do devido sacerdócio e com a autorização de seu líder do sacerdócio, o pai pode: 1. Dar nome e abençoar seus filhos; 2. Batizar seus filhos (e outros); 3. Confirmar seus filhos (e outros)• Providenciar a nutrição necessária membros da Igreja e conferir-lhes o para a saúde espiritual, social, física e Espírito Santo; emocional da família. 4. Conferir o sacerdócio a seus filhos (eO pai, portador do sacerdócio, é o a outros) e ordená-los aos ofícios doprimeiro oficiante do sacerdócio na sacerdócio;2
  9. 9. 5. Abençoar e distribuir o sacramento; de retidão. Os filhos devem aprender e guardar os mandamentos de Deus. Eles6. Dedicar sepulturas. devem honrar os pais e obedecer a eles.Sem a autorização de seu líder do sacerdócio, A força da Igreja depende das famílias eo pai, portador do Sacerdócio de das pessoas que vivem o evangelho deMelquisedeque, pode consagrar o óleo e Jesus Cristo. O pai e a mãe fazem jus àsabençoar os membros de sua família (e bênçãos do evangelho na mesmaoutros) em caso de doença, além de dar- proporção em que ambos compreendemlhes bênçãos especiais em ocasiões em e desempenham seus deverem básicos deque essas bênçãos se fizerem necessárias. pais. Não é intenção da Igreja propor aos(Ver nas pp. 18–25 deste guia as pais e mães programas ouinstruções para realizar essas ordenanças responsabilidades que os sobrecarregueme bênçãos do sacerdócio.) ou desestimulem ou que os façamO pai deverá observar se a família está abandonar esses deveres tão importantes.envolvida nos três deveres básicos dosacerdócio: O Propósito1. Preparo espiritual e temporal, tanto O Pai Celestial nos ama, por isso quer pessoal como familiar; que nos tornemos seres exaltados como Ele. Para nos ajudar, Ele nos deu um2. Ensino do evangelho; e plano, o qual devemos seguir, e que está3. História familiar e ordenanças do fundamentado em leis divinas da templo para os vivos e para os mortos. verdade. Aqueles que aprendem a respeito desse plano e o seguemA mãe tem a bênção de trazer à luz e fielmente podem tornar-se, um dia,educar os filhos. Ela é, de igual para como nosso Pai que está nos céus eigual, a companheira e a conselheira do regozijar-se no tipo de vida que Ele tem.marido. Ela ajuda-o a ensinar aos filhosas leis de Deus. Se não houver a Uma parte do plano era que devíamospresença paterna no lar, a mãe é deixar os céus e vir para a Terra. Aqui,responsável pela família. ganhamos um corpo físico, aprendemos por meio de nossa experiência e damosO pai e a mãe devem ser unos em prova de que merecemos viverpropósito. Sua meta deve ser preparar novamente na presença de Deus. Nóstodos os membros da família para também demonstramos nossa dignidadevoltarem ao Pai Celestial. Eles precisam ao escolhermos livremente guardar Suasestar unidos no esforço de atingir essa leis. (Ver Abraão 3:23–25; 2 Néfi 2:27.)meta. O Senhor estabeleceu Sua Igrejapara ajudar pais e mães a cuidarem da Nosso Pai Celestial organizou-nos emfamília. famílias para ajudar-nos a estar preparados para viver novamente comQuando chegam os filhos, os pais Ele. As famílias da Terra sãodevem amá-los, ensinar-lhes as semelhantes às famílias que poderemosverdades do evangelho e ser exemplos ter no reino celestial. 3
  10. 10. O Ensino do Evangelho no LarO Senhor ordenou aos pais que E também ensinarão seus filhos a orar eensinassem o evangelho aos filhos. Ele a andar em retidão perante o Senhor.”disse: (D&C 68:25–28)“E também, se em Sião ou em qualquerde suas estacas organizadas houver pais O Estudo das Escrituras emque, tendo filhos, não os ensinarem a Famíliacompreender a doutrina doarrependimento, da fé em Cristo, o Filhodo Deus vivo, e do batismo e do dom doEspírito Santo pela imposição das mãos,quando tiverem oito anos, sobre acabeça dos pais seja o pecado.Pois isto será uma lei para os habitantesde Sião ou em qualquer de suas estacasque estejam organizadas.E seus filhos serão batizados para a Podemos tornar-nos como nosso Pairemissão de seus pecados quando Celestial e regozijarmo-nos no tipo detiverem oito anos de idade; e receberão vida que Ele tem apenas guardando asa imposição das mãos. leis sobre as quais essa bênção se baseia.4
  11. 11. (Ver D&C 130:20-21.) Antes de vivermos saiba ler deverá ter a oportunidade desob essas leis, precisamos conhecê-las. ler as escrituras.“É impossível ao homem ser salvo em Um dos membros da família deveráignorância.” (D&C 131:6) oferecer a oração antes da leitura das escrituras e pedir ao Pai Celestial queJesus Cristo é o nosso mestre e abençoe cada um, a fim de quelegislador. Ele conhece o caminho e as compreenda o que for lido e receba umleis que precisamos guardar, e convida a testemunho. As famílias podemcada um de nós que O sigamos. Ele aproveitar a ocasião e fazer a oraçãodisse: “Eu sou o caminho, e a verdade e familiar após a leitura das escrituras.a vida; ninguém vem ao Pai, senão pormim”. (João 14:6) Para sermos como Quando a família lê e pondera anosso Pai Celestial e voltar à Sua respeito das escrituras, seus membrospresença, precisamos aprender os desejarão mais ardentemente ser como oensinamentos de Jesus e segui-los. Nós Salvador e encontrarão grandetemos as escrituras que nos ajudam a felicidade e paz em sua vida.aprender a respeito da vida, dosensinamentos e dos mandamentos de Orações Individuais eJesus Cristo. FamiliaresOs quatro livros que a Igreja aceita Cada um de nós precisa aprender a falarcomo escrituras são a Bíblia, o Livro de com nosso Pai que está nos céus porMórmon, Doutrina e Convênios e A meio da oração. Ele nos ama e quer quePérola de Grande Valor. Esses livros conversemos com Ele. Ele quer que nósexplicam as leis do evangelho e o Lhe agradeçamos pelas bênçãos e quepadrão pelo qual podemos avaliar todos peçamos Sua ajuda e orientação. Ele nosos nossos pensamentos, ações e tudo o ajudará se pedirmos. A maioria dasque ensinamos. Eles nos ajudam a orações são oferecidas com a cabeçaaprender a respeito da vida e dos baixa e os olhos fechados, de joelhos,ensinamentos de Jesus Cristo e dão-nos sentados ou em pé.exemplos de pessoas que tiveram fé emDeus e guardaram Seus mandamentos. Ao orar, precisamos lembrar-nos de quatro princípios importantes:Jesus ensinou-nos a buscar e a estudaras escrituras. (Ver João 5:39, 3 Néfi 23:1; 1. Começamos nossa oração invocandoD&C 88:118.) nosso Pai Celestial: “Nosso Pai Celestial (...)”As famílias devem juntas estudar asescrituras todos os dias, a fim de 2. Agradecemos nosso Pai Celestialaprenderem a seguir os ensinamentos pelas coisas que Ele nos dá: “Nós Tedo Senhor. Os pais devem reunir sua agradecemos (...)”família todos os dias, num horário 3. Pedimos a Ele que nos ajude emdeterminado, para ler e discutir as nossas necessidades: “Nós Teescrituras. Cada membro da família que pedimos (...)” 5
  12. 12. 4. Encerramos a nossa oração em nome sentença por vez. Logo as crianças serão do Salvador: “Em nome de Jesus capazes de proferir sua própria oração. Cristo. Amém”. Orações FamiliaresNossas orações nem sempre precisamseguir esses quatro passos, mas tê-losem mente irá ajudar-nos a aprender aorar. Devemos sempre nos lembrar decomeçar e terminar nossa oração com oprimeiro e o quarto passo, mas o quedizemos no meio irá depender do quesentimos ser mais importante. Às vezes,queremos passar mais tempoagradecendo ao Pai Celestial. Emoutras, talvez precisemos demorarmo-nos mais pedindo Sua ajuda.Orações Individuais Toda família deve fazer orações familiares diárias. Todos ajoelham-se juntos e o pai oferece a oração ou pede a um dos familiares que a faça. Todos devem ter regularmente oportunidades de proferir a oração familiar. Os filhos pequenos podem orar, com a ajuda dos pais, quando chegar a sua vez. As orações familiares são excelentes ocasiões para ensinar as crianças a orar e para ensinar-lhes princípios como fé em Deus, humildade e amor.Cada pessoa dever orar Orações Especiaisindividualmente pelo menos uma vezpela manhã e à noite. Os pais devem Os pais devem ensinar aos filhos queensinar os filhos a oferecerem sua Deus está sempre pronto a ouvir suasoração pessoal assim que estiverem orações. Além de suas orações individuaiscomeçando a falar. Os pais podem regulares, eles podem orar a qualquerensinar os filhos a orar ajoelhando-se ao momento em que precisem de ajudaseu lado e fazendo-os repetir uma específica ou desejem expressar gratidão.6
  13. 13. Bênção do Alimento livres de outros compromissos para que a família possa realizar a noite familiar. A Primeira Presidência disse: “Prometemos grandes bênçãos àqueles que seguirem o conselho do Senhor e realizarem a noite familiar regularmente. É nossa oração constante que os pais na Igreja aceitem sua responsabilidade de ensinar e exemplificar os ensinamentos do evangelho para seus filhos. Que Deus abençoe a cada um, inspirando-o a serCada pai deve incentivar os membros diligente nesta importanteda família a aprender a serem gratos a responsabilidade”. (“Mensagem daDeus pelo alimento e pedir-Lhe que o Primeira Presidência”, Noite Familiar—abençoe antes da refeição. Todas as Livro de Recursos, [1983], p. iv.)pessoas, inclusive as crianças maisnovas, devem ter a sua vez de oferecer a O pai preside a noite familiar por ser eleoração. Oferecer a oração de bênção do o patriarca da família. Ele dirige oualimento ensina pais e filhos a serem designa um membro para dirigir a noitegratos ao Pai Celestial. familiar. Ele dá a aula ou delega o ensino à esposa ou a um dos filhos que tenhaA Noite Familiar idade suficiente para ensinar. Todos os que tiverem idade suficiente devem ter a oportunidade de participar. As crianças menores podem ajudar regendo a música, lendo escrituras, respondendo às perguntas, segurando gravuras, servindo o lanche e orando. Na ausência do pai, a mãe é quem preside. A seguir mostramos um exemplo de roteiro de noite familiar: • Hino de abertura (cantado pelaToda família deve realizar uma noite família)familiar por semana. A família pode • Primeira oração (por um membro daconsistir de apenas uma pessoa, ou de família)marido e mulher; pode incluir filhos eoutros parentes. Toda família, quaisquer • Leitura de um poema ou escrituraque sejam as circunstâncias, será (por um membro da família)abençoada por realizar a noite familiar. • Lição (pelo pai, mãe ou um dos filhosA Igreja deixa as noites de segunda-feira mais velhos) 7
  14. 14. • Atividade (conduzida por alguém da • O plano de salvação família e com a participação de todos) • A vida e os ensinamentos de Jesus• Hino de encerramento (cantado pela • Arrependimento família) • Oração• Última oração (por um membro da família) • Jejum• Lanche • A Palavra de SabedoriaA família pode realizar a noite familiar • O padrão de moralidade do Senhorde diversas maneiras. Qualqueratividade que reúna a família, fortaleça • O significado do sacramentoos laços de amor entre todos, ajude a • Dízimoaproximá-los do Pai Celestial e osincentive a viver em retidão pode ser • Gratidãouma noite familiar. Exemplos dessas • Honestidadeatividades em família podem incluir leras escrituras, discutir o evangelho, • Reverência por Deus e respeito porprestar testemunho, fazer um projeto de Suas criaçõesserviço, cantar juntos, fazer um • Preparação para o batismo, ordenaçãopiquenique ou uma brincadeira, no sacerdócio e casamentocaminhar. Todas as noites familiaresdevem incluir uma oração. • Preparação para entrar no temploAs lições da noite familiar podem ser • Leitura das escriturasbaseadas nas escrituras, nas palavras • Observância do Dia do Senhordos profetas dos últimos dias,particularmente nos discursos de • Perdão ao próximoconferência geral, e em experiências • Como obter e prestar testemunhopessoais e testemunhos. Muitas liçõesdeverão ser centralizadas no • Como falar do evangelho às pessoasnascimento, vida, ensinamentos e naExpiação do Salvador. Princípios do • Como compilar histórias da famíliaEvangelho e A Liahona contêm artigos e • Como compreender e aceitar a morteoutras informações a respeito de váriosassuntos que podem fazer parte das • Como resolver problemas familiareslições da noite familiar. • Como administrar as finanças daSeguem-se algumas sugestões de famíliatópicos para discussão na noite familiar: • Como participar nas tarefas do lar • Como apreciar e alegrar-se com boa música8
  15. 15. Feriados e Ocasiões Especiais da missão e finalmente o restante no de gastos pessoais.Os feriados e ocasiões especiais como oNatal, Páscoa, aniversário da Quando a criança paga o dízimo, os paisrestauração do sacerdócio, conferência, devem ensiná-la a preencher o recibo dopartida de um membro da família para dízimo, colocá-lo no envelope junto coma missão, aniversário natalício, batismo o dinheiro e dar ou enviar o envelopeou ordenação de um membro da família para um membro do bispado ou dapodem ser oportunidades excelentes presidência do ramo. As famílias quepara ensinar as verdades do evangelho. não moram na ala ou ramo devem entregar o dízimo ao líder do sacerdócioDízimos e Ofertas designado. O que Conversar à Mesa As refeições podem ser ótimas oportunidades para falar a respeito do evangelho. Crianças pequenas gostam de perguntar e de responder às perguntas sobre o evangelho. Quando elas souberem a resposta, o pai ou a mãe pode dar respostas resumidas e ensinar o evangelho. Não é necessário que, em toda refeição, se fale sobre o evangelho, mais é um assunto que, se tratado peloO Senhor ordenou Seu povo a viver a lei menos duas ou três vezes por semana,do dízimo e ser digno das bênçãos pode ajudar a família a aprender mais aprometidas. (Ver Malaquias 3:8–11.) respeito do evangelho.Uma ótima ocasião para os paisensinarem a lei do dízimo e das ofertas é Histórias para a Hora dequando eles cumprem esse Dormirmandamento. Os filhos sãoinfluenciados pelo que eles vêem seus A maioria das crianças adora ouvirpais fazer. Os filhos que recebem histórias na hora de ir para a cama. Essamesada devem pagar o dízimo sobre é uma oportunidade excelente paraela. Cada filho poderia ter três tipos de ensinar o evangelho a partir de históriascofre: um para o dízimo, um para a das escrituras, lidas ou contadas, dasmissão e outro para os gastos pessoais. publicações da Igreja ou de experiênciasCada vez que receber dinheiro, a criança pessoais. Histórias que falem a respeitodeve aprender a depositar de honestidade, generosidade eprimeiramente dez por cento no cofre bondade ensinam princípiosde dízimo, depois, algum dinheiro no importantes do evangelho. 9
  16. 16. Trabalho Conjunto O pai pode reunir os membros da família num conselho de família. As famílias podem usar esses conselhos para estabelecer metas familiares, resolver problemas, discutir finanças, fazer planos, apoiar e fortalecer uns aos outros, prestar testemunho e orar uns pelos outros. Pode-se realizar um conselho quando necessário. O pai pode sentir a necessidade de realizar um conselho de família todos os domingos ou junto com a noite familiar. O respeitoMuitas oportunidades de ensinar o pelas opiniões e sentimentos uns dosevangelho surgem quando a família outros é fundamental para o sucesso dotrabalha em conjunto em casa. Enquanto conselho familiar.limpam a casa ou trabalham no quintalou no jardim, por exemplo, os pais Entrevistas Pessoaisdevem estar atentos para asoportunidades de falar sobre oevangelho. Uma criança sempre temperguntas a fazer. Os pais devem tertempo para dar respostas simplificadasou fazer comentários do tipo: “Você éum bom trabalhador. Frases como“tenho certeza de que o Pai Celestialestá orgulhoso de você” ou “olhe quenuvens bonitas o Pai Celestial fez”podem desenvolver na criança osentimento de gratidão a nosso PaiCelestial e a segurança de que Ele existe. Muitos pais acham que realizarConselhos Familiares entrevistas regulares em particular com cada filho ajuda-os a estarem mais próximos dos filhos, incentiva-os e ensinar-lhes o evangelho. Tais entrevistas podem ser realizadas de maneira formal ou informal e podem ser realizadas com freqüência. O pai deve expressar seu amor e confiança nos filhos, os filhos devem ter a oportunidade de expressar seus sentimentos a respeito de qualquer10
  17. 17. assunto, problema ou experiência. O pai realizar atividades em conjunto.deve ouvir cuidadosamente e Piqueniques, acampamentos, trabalhosconsiderar os problemas e confidências em família, serviço em casa ou node cada filho com seriedade. O pai e os quintal, natação, caminhadas, bonsfilhos podem sentir o desejo de orar filmes e outros entretenimentos sãojuntos. Os problemas que surgem algumas das muitas atividades que asdurante a entrevista e que envolvem famílias podem realizar juntas.outros membros da família podem ser A família que realiza atividades emabordados durante a noite familiar da conjunto terá mais amor e harmonia.semana seguinte. Quando a companhia dos pais é constante, os filhos são mais propensosAtividades Familiares a ouvir os pais e a seguir seus conselhos.O pai deve com freqüência planejar Os pais terão a possibilidade de ensinaroportunidades de reunir a família para o evangelho com mais eficiência. 11
  18. 18. Os Deveres Básicos do SacerdócioA missão da Igreja do Senhor é ajudar manual, contém informações de comoas pessoas a virem a Cristo. As famílias as famílias podem suprir suaspodem ajudar a realizar essa missão ao: necessidades espirituais.1. Atender às próprias necessidades Necessidades Físicas espirituais e físicas e ajudar a atender às necessidades de outras pessoas; As famílias precisam tornar-se auto- suficentes de modo a suprirem as2. Falar a respeito do evangelho com as próprias necessidades físicas e terem outras pessoas; condições de ajudar outras pessoas.3. Providenciar que os membros da família Para serem auto-suficientes, os recebam as ordenanças do templo e membros da família precisam ter o ajudem a realizar essas ordenanças para desejo de trabalhar. O trabalho envolve os antepassados já falecidos. esforço físico, mental e espiritual. É uma fonte de realização, felicidade, auto-Necessidades Espirituais e estima e prosperidade. Os pais devem esforçar-se ao máximo para serem auto-Físicas suficientes e devem ensinar o mesmo a seus filhos. Quando a família é auto-Necessidades Espirituais suficiente, ela pode ajudar osA seção anterior, “O Ensino do necessitados.Evangelho no Lar”, deste mesmo12
  19. 19. Os pais são responsáveis por atender às aumentar seu conhecimento enecessidades diárias de sua família bem desenvolver habilidades. Eles devemcomo protegê-la. Às mães, cabe a obedecer à Palavra de Sabedoria e comerresponsabilidade de educar os filhos. Os alimentos saudáveis. Onde for possível,pais cuidam para que a família tenha a as famílias devem fazer umcasa limpa, boa comida, roupas, cuidado armazenamento básico para o sustentomédico e dentário, oportunidades de da família por um ano ou para oeducação, instruções para administrar os máximo de tempo possível. Os membrosrecursos financeiros e, se possível, da família devem evitar fazer gastosconhecimento para cultivar uma horta. desnecessários, devem poupar para oOs pais devem ensinar os filhos a futuro, cumprir todas as obrigações epreparar a própria refeição e armazená- fazer uso de seus recursos de maneirala para consumo posterior. sábia, evitando o desperdício.Os pais devem estar dispostos a Os pais devem ensinar seus filhos atrabalhar arduamente para suprir essas dividirem suas coisas com os outros.necessidades físicas. “E não permitireis Quase todos podem dar alguma coisa,que vossos filhos andem famintos ou não importa o quão pouco tenham. Umadesnudos (...).” (Mosias 4:14) Os pais forma de ajudar a quem precisa é pordevem fazer um planejamento e meio do jejum mensal e das ofertas depreparar-se para atender às jejum, que são usadas para alimentar osnecessidades da família em época de famintos, abrigar os sem-teto, vestir osdoença, catástrofe, desemprego e outras nus e confortar os aflitos. Mostramosdificuldades. Caso o pai tenha nosso amor pelo Senhor quandoproblemas para suprir as necessidades ajudamos os outros. Ele disse: “Emfísicas de sua família e outros membros verdade vos digo que quando o fizestesda família estejam incapacitados de a um destes meus pequeninos irmãos, aajudar, ele deve buscar o auxílio da mim o fizestes”. (Mateus 25:40)liderança do sacerdócio.Os filhos podem ajudar a atender às O Testemunho a respeito donecessidades físicas da família ajudando Evangelhoseus pais nas tarefas do lar, estudando O Senhor, por meio dos profetas dosbastante na escola, cuidando de sua últimos dias, ensinou que todo membroroupa e de seus pertences, mantendo alimpeza da casa e a higiene pessoal ebuscando conservar uma boa saúde.Os membros da família devemaperfeiçoar sua habilidade de leitura, deescrita e de operações básicas dematemática e devem aproveitar todas asoportunidades que surgirem para 13
  20. 20. da Igreja tem a responsabilidade de • Convidar a família ou a pessoa para irfalar sobre o evangelho com os outros. à sua casa e receber as palestras dos“(...) e todo aquele que for advertido missionários.deverá advertir seu próximo.” (D&C Os pais têm a responsabilidade de88:81) Alma, um profeta do Livro de preparar a si mesmos e aos filhos paraMórmon, explicou que quando servirem como missionários de temporecebemos o batismo, estamos dispostos integral. Para preparar os filhos,a”(...) servir de testemunhas de Deus em especialmente os rapazes, os paistodos os momentos e em todas as coisas precisam ensinar o evangelho em casa,e em todos os lugares (...)”. (Mosias estudar as escrituras e fazer orações em18:9) família e falar freqüentemente a respeitoOs membros da família devem fazer das responsabilidades e bênçãos detudo o que estiver ao seu alcance para prestar testemunho do evangelho. Elesajudar seus parentes, amigos e vizinhos podem ensinar os filhos a pouparema aprenderem a respeito do evangelho dinheiro para a missão, trabalharemde Jesus Cristo e das bênçãos que ele arduamente, serem auto-suficientes,traz para a vida de cada um. Ao falar amarem e servirem ao próximo.sobre o evangelho, os pais e filhospodem fortalecer seu próprio As Ordenanças do Templotestemunho e levar as bênçãos do para os Vivos e os Mortosevangelho a outras pessoas. Osmembros da família podem:• Ser bons exemplos ao obedecer todos os mandamentos (ver Mateus 5:16);• Ser gratos por serem membros da Igreja (ver Romanos 1:16) e deixar que todos saibam que são membros;• Perguntar aos conhecidos se desejam saber mais a respeito da Igreja;• Pedir ao Senhor que os ajude a Nos templos, os membros dignos da encontrar uma família ou pessoa que Igreja recebem ordenanças e fazem esteja pronta para ouvir o evangelho; convênios sagrados com Deus. Eles• Apresentar a família ou a pessoa à participam também das ordenanças em Igreja, convidando-a para uma noite favor de seus antepassados falecidos. familiar ou para alguma atividade ou Onde for possível, o pai e a mãe devem reunião na Igreja, presenteando-a com conseguir de seus líderes do sacerdócio um exemplar do Livro de Mórmon ou uma recomendação do templo, ir a um um panfleto ou falando-lhe a respeito templo e receber as próprias ordenanças das bênçãos do evangelho; do templo. Caso não lhes seja possível,14
  21. 21. eles devem viver de modo a serem de sua vida e da vida de seus filhos,merecedores de uma recomendação do inclusive os certificados de bênção,templo. batismos, ordenação, casamento e morte, cartas importantes, fotografias,As famílias têm a sagrada artigos publicados em jornal ou revistasresponsabilidade de assegurar-se de que e coisas do gênero. Eles devem fazersejam realizadas as ordenanças do registro de sua história pessoal etemplo pelos antepassados que incentivar cada membro da família amorreram sem recebê-las. Os membros fazer o mesmo. Eles devem ajudar asda Igreja que receberam as ordenanças crianças mais novas a começar a própriapróprias devem retornar ao templo história pessoal.tantas vezes quanto lhes permitirem otempo, os meios e a disponibilidade de As famílias devem reunir todas astemplos, a fim de realizar as ordenanças informações possíveis a respeito dospor seus antepassados. antepassados e juntá-las à história da família. Devem começar compilandoOs pais e mães devem registrar por informações a respeito das geraçõesescrito os acontecimentos importantes mais recentes.O Treinamento de Liderança Sob a direção dos líderes da missão, distrito ou estaca, os líderes do quórum e do grupo do sacerdócio devem ensinar cada pai sob sua presidência, a fim de que compreenda e desempenhe os três deveres básicos do sacerdócio em sua família. (Ver páginas 12–15.) Os líderes do sacerdócio devem ensinar cada pai a conduzir sua família de modo a agir como uma unidade da Igreja. Caso a família não more na área da ala ou ramo, os líderes da missão, distrito ou estaca devem providenciar para que o pai aprenda e cumpra as suas responsabilidades. 15
  22. 22. A Família como uma Unidade da IgrejaAlgumas famílias não pertencem a um O serviço de adoração no domingo devegrupo, ramo ou ala. Com a autorização do ser simples, reverente e distinto. Podepresidente da missão, distrito ou estaca, tais consistir de:famílias devem realizar o serviço de 1. Hino de aberturaadoração aos domingos em casa.Quando o pai é portador do devido 2. Primeira oraçãosacerdócio, a família age como umaunidade da Igreja. O pai ou outro 3. Bênção e distribuição do sacramentoportador do sacerdócio pode preparar e 4. Um ou mais dos seguintes tópicos:abençoar o sacramento, caso estejadigno, sendo sacerdote no Sacerdócio • Um ou dois discursos curtos ouAarônico ou portador do Sacerdócio de testemunhosMelquisedeque, e tenha a permissão de • Leitura de escritura e discussão emseus líderes do sacerdócio. Qualquer famíliaportador do sacerdócio pode distribuiro sacramento. A instrução para a • Uma aula dada por um membro daadministração do sacramento encontra- famíliase nas páginas 21–23 deste guia. 5. Hino de encerramento 6. Última oração16
  23. 23. Ao planejar o serviço de adoração do cantar hinos, estudar as escrituras, fazerdomingo, o pai deve buscar e seguir a oração e aproximar-se mais do Paiorientação do Espírito do Senhor. As Celestial. O líder do sacerdóciopessoas citadas no Livro de Mórmon designado para a família devedão-nos exemplo desse tipo de serviço: programar oportunidades periódicas“E suas reuniões eram dirigidas (...) para que a família receba o sacramento.segundo as manifestações do Espírito e Os pais devem realizar, nos dias dapelo poder do Espírito Santo; porque se semana, atividades como caminhadas,o poder do Espírito Santo os levava a piqueniques, bons filmes, visita aospregar ou a exortar ou a orar ou a parentes, programas esportivos ousuplicar ou a cantar, assim o faziam”. musicais e natação.(Morôni 6:9) A família que não pertence a uma ala ouA família deve usar as escrituras como ramo deve entregar seu dízimo e ofertasseu guia básico. Além disso, podem ser de jejum e outras contribuições ao líderusados os discursos das conferências do sacerdócio designado para a família.gerais, Princípios do Evangelho, panfletosmissionários, A Liahona e outras A família não precisa fazer relatóriospublicações da Igreja e artigos por escrito à Igreja mas, onde foraudiovisuais. possível, o pai deve ter uma entrevista pessoal com o líder do sacerdócioSe na família não houver um portador designado pelo menos a cada trêsdo devido sacerdócio, o pai ou a mãe meses, na qual ele comunica a situaçãopode reunir os membros da família e de sua família. 17
  24. 24. As Ordenanças e Bênçãos do SacerdócioAs ordenanças do sacerdócio são atos 3. Realizada segundo os procedimentossagrados dados pelo Senhor e realizados necessários, tais como a utilização depela autoridade do sacerdócio. As palavras específicas ou do óleobênçãos do sacerdócio são dadas pela consagrado.autoridade do sacerdócio para cura, 4. Autorizada, se necessário, pelo líderconsolo e incentivo. Os irmãos que do sacerdócio designado, que sejarealizam as ordenanças e bênçãos portador das devidas chaves.devem preparar-se vivendo de acordocom os princípios do evangelho e As ordenanças que exigem a autorização doesforçar-se para serem guiados pelo líder do sacerdócio são: dar nome e bênçãosEspírito Santo. Eles devem realizar cada às crianças, realizar batismos eordenança e bênção de forma digna e confirmações, conferir o sacerdócio e ordenarsatisfazer as seguintes exigências. A a um ofício do sacerdócio, abençoar eordenança deve ser: distribuir o sacramento e dedicar sepulturas.1. Realizada em nome de Jesus Cristo; As ordenanças e bênçãos explicadas nesta seção ajudarão os pais a servirem2. Realizada pela autoridade do como patriarcas em sua família. sacerdócio;18
  25. 25. Como Dar Nome e Abençoar 4. Dá uma bênção do sacerdócioCrianças conforme o que o Espírito indicar; 5. Encerra em nome de Jesus Cristo. O Batismo“Todo membro da igreja de Cristo quetiver filhos deverá trazê-los aos élderes Sob a direção da autoridade presidente, umdiante da igreja, os quais lhes devem sacerdote digno ou um homemimpor as mãos em nome de Jesus Cristo, portador do Sacerdócio deabençoando-os em nome dele.” (D&C Melquisedeque pode realizar o batismo.20:70) Conforme essa revelação, Para fazê-lo, ele:somente os homens dignos, portadoresdo Sacerdócio de Melquisedeque, 1. Fica em pé dentro da águapodem participar da cerimônia de dar juntamente com a pessoa que vai sernome e abençoar crianças. A ordenança batizada;de dar nome e abençoar crianças exige 2. Por conveniência e segurança, eleautorização da autoridade que a preside. segura, com a mão esquerda, o punhoPara abençoar um bebê, os homens, direito da pessoa; a pessoa a serportadores do Sacerdócio de batizada segura, com a mão esquerda,Melquisedeque, reúnem-se num círculo o punho esquerdo daquele que iráe seguram o bebê nos braços. Ao realizar o batismo;abençoar uma criança mais velha, o 3. Ergue o braço direito em ângulo reto;irmão coloca levemente as mãos sobre acabeça da criança. A pessoa que dá a 4. Pronuncia o nome completo da pessoabênção: e diz: “(...) Tendo sido comissionado por Jesus Cristo, eu te batizo em nome1. Invoca o Pai Celestial; do Pai e do Filho e do Espírito Santo.2. Afirma que a bênção está sendo dada Amém. (D&C 20:73); pela autoridade do Sacerdócio de 5. Por conveniência, a pessoa a ser Melquisedeque; batizada tampa o nariz com a mão3. Dá um nome à criança; direita; aquele que realiza o batismo 19
  26. 26. coloca a mão direita no alto das costas criança ser batizada e confirmada. Sob a da pessoa e a imerge completamente direção do presidente do ramo, um ou mais na água, inclusive toda a sua roupa; homens portadores do Sacerdócio de Melquisedeque podem realizar essa6. Ajuda a pessoa a sair da água. ordenança. Eles colocam levemente asDois sacerdotes ou homens, portadores do mãos sobre a cabeça da pessoa. Então,Sacerdócio de Melquisedeque, um dos que estiverem realizando atestemunham cada batismo para ordenança:assegurar-se de que ele seja realizado da 1. Pronuncia o nome completo daforma adequada. O batismo precisa ser pessoa;repetido caso as palavras não sejampronunciadas exatamente como consta em 2. Afirma que a ordenança é realizadaD&C 20:73 ou caso uma parte do corpo da pela autoridade do Sacerdócio depessoa ou de suas roupas não seja Melquisedeque;completamente imersa na água. A pessoa 3. Confirma a pessoa como membro debatizada e a pessoa que realiza o batismo A Igreja de Jesus Cristo dos Santosdevem usar roupas brancas que não dos Últimos Dias;fiquem transparentes quando molhadas. 4. Confere o dom do Espírito SantoA Confirmação dizendo: “Recebe o Espírito Santo”. 5. Dá uma bênção do sacerdócio conforme o que o Espírito indicar; 6. Encerra em nome de Jesus Cristo. Como Conferir o Sacerdócio e Ordenar a um de Seus OfíciosOs conversos que tiverem, no mínimo,nove anos de idade e aqueles quetiverem oito anos e os pais não foremmembros da Igreja são confirmados emuma reunião sacramental. (Ver D&C20:41.) As crianças de oito anos de idadepodem ser confirmadas imediatamenteapós o batismo no local do batismo sepelo menos um dos pais for membro daIgreja e os dois derem permissão para a20
  27. 27. O presidente do ramo supervisiona o ato de O Sacramentoconferir o Sacerdócio Aarônico e a ordenaçãoaos ofícios de diácono, mestre e sacerdote.Antes de um homem ser ordenado a umofício no Sacerdócio Aarônico, ele deveser entrevistado pelo presidente do ramoe ser considerado digno. Ele devetambém ser apoiado em uma reuniãosacramental do ramo. Com a autorizaçãodo presidente do ramo, um sacerdotepode conferir o Sacerdócio Aarônico aum outro homem e ordená-lo ao ofíciodo Sacerdócio Aarônico. O sacramento é uma ordenança muitoO presidente de missão supervisiona o ato de sagrada. A pessoa que toma oconferir o Sacerdócio de Melquisedeque e sacramento tem a oportunidade deordenar a um ofício de élder. lembrar a vida, os ensinamentos e o Sacrifício Expiatório de Jesus Cristo. É oPara conferir o sacerdócio ou ordenar momento de renovar os convênios queuma pessoa a um ofício do sacerdócio, cada um fez com o Senhor por ocasiãoum ou mais homens portadores do do batismo. (Ver Mosias 18:8–10.)devido sacerdócio e que tenham sidoautorizados pela autoridade que preside Os mestres e sacerdotes podem prepararimpõe as mãos levemente sobre a cabeça o sacramento; os sacerdotes podemda pessoa. Então, aquele que realiza a abençoá-lo; e os diáconos, mestres eordenança: sacerdotes podem distribuí-lo. Os irmãos que possuem o Sacerdócio de1. Chama a pessoa pelo nome completo; Melquisedeque podem preparar,2. Declara a autoridade (do Sacerdócio abençoar e distribuir o sacramento, mas Aarônico ou de Melquisedeque) pela geralmente o fazem somente quando há qual a ordenança está sendo realizada; poucos irmãos portadores do Sacerdócio Aarônico à disposição. Se um irmão3. Confere o Sacerdócio Aarônico ou de tiver cometido uma transgressão séria, Melquisedeque, a menos que isso já ele não deve preparar, abençoar ou tenha sido feito anteriormente; distribuir o sacramento até que se tenha4. Ordena a pessoa ao ofício do Sacerdócio arrependido e resolvido o problema com Aarônico ou de Melquisedeque e o seu presidente de ramo. concede-lhe os direitos, poderes e Aqueles que preparam, abençoam e autoridade desse ofício; distribuem o sacramento ministram essa5. Dá uma bênção do sacerdócio ordenança aos outros em nome do conforme o que o Espírito indicar; Senhor. Todos os portadores do sacerdócio devem ter uma atitude6. Encerra em nome de Jesus Cristo. reverente e solene em relação a essa designação. Eles devem estar bem 21
  28. 28. apresentáveis (barba feita e cabelos que abençoam e distribuem ocortados), limpos e vestidos com recato. sacramento tomam os seus lugares juntoA aparência pessoal deve refletir o à congregação.caráter sagrado da ordenança. O sacramento existe para os membrosOs irmãos que preparam o sacramento da Igreja, inclusive para as crianças. Adevem fazê-lo antes de iniciar a reunião pessoa que estiver dirigindo a reuniãosacramental. Eles colocam um pão não deve anunciar que o sacramentointeiro em bandejas limpas e depositam será distribuído somente aos membros;a bandeja com os copinhos contendo nada deve ser feito para evitar que não-água sobre a mesa do sacramento. Eles membros também partilhem dele.cobrem o pão e a água com uma toalha As orações sacramentais devem serlimpa de cor branca. proferidas de forma clara, inteligível eDurante o hino sacramental, aqueles que solene. Se a pessoa que estiverestiverem à mesa do sacramento retiram abençoando o sacramento cometer uma toalha de cima da bandeja de pão e erro ao dizer as palavras e não opartem o pão em pequenos pedaços. corrigir, o presidente de ramo pede-lheApós o hino, a pessoa que abençoa o pão que repita a oração e profira as palavrasajoelha-se e oferece a oração sacramental corretamente.para a bênção do pão. Os irmãos então A oração para a bênção do pão é:distribuem o pão de maneira reverente eordenada entre as pessoas presentes. A “Ó Deus, Pai Eterno, nós te rogamos emautoridade presidente que estiver na nome de teu Filho, Jesus Cristo, quereunião recebe o sacramento primeiro. abençoes e santifiques este pão para asQuando todas as pessoas presentes almas de todos os que partilharem dele,tiverem tido a oportunidade de partilhar para que o comam em lembrança dodo pão, os que estiverem distribuindo o corpo de teu Filho e testifiquem a ti, ósacramento retornam à mesa do Deus, Pai Eterno, que desejam tomarsacramento trazendo a sua bandeja. Os sobre si o nome de teu Filho e recordá-loirmãos que estiverem abençoando o sempre e guardar os mandamentos quesacramento cobrem as bandejas ele lhes deu, para que possam ternovamente logo que o pão tiver sido sempre consigo o seu Espírito. Amém”.distribuído. (D&C 20:77 e Morôni 4.)Aqueles à mesa do sacramento retiram a A oração para a bênção da água é:toalha estendida sobre as bandejasd’água. A pessoa que abençoa a água “Ó Deus, Pai Eterno, nós te rogamos emajoelha-se e oferece a oração nome de teu Filho, Jesus Cristo, quesacramental para a bênção da água. Os abençoes e santifiques [esta água] parairmãos então distribuem a água entre as as almas de todos os que beberempessoas presentes. As bandejas são [dela], para que o façam em lembrançadevolvidas à mesa do sacramento e do sangue de teu Filho, que por eles foicobertas novamente. Então, os irmãos derramado, e testifiquem a ti, ó Deus, Pai Eterno, que sempre se lembram22
  29. 29. dele, para que possam ter consigo o seu Somente os homens portadores doEspírito. Amém.” (D&C 20:79 e Morôni Sacerdócio de Melquisedeque podem5.) ministrar aos enfermos ou aflitos.O sacramento deve ser retirado da mesa Normalmente, dois ou mais ministramo mais rápido possível após a reunião. essa ordenança, mas um pode realizá-laCaso reste algum pedaço de pão, ele sozinho. Caso ele não possua óleopoderá ser utilizado como alimento. consagrado, o portador do Sacerdócio de Melquisedeque pode dar umaA bênção e distribuição do sacramento exigem bênção pela autoridade do sacerdócio.autorização da autoridade que a preside. O pai, portador do Sacerdócio de Melquisedeque, deve ministrar aosA Consagração do Óleo membros enfermos de sua família. EleUm homem (ou mais) que seja portador pode pedir a um outro portador dodo Sacerdócio de Melquisedeque Sacerdócio de Melquisedeque que oconsagra o azeite puro de oliva para os ajude.propósitos sagrados de unção aos A ministração aos enfermos tem duasenfermos e aflitos. A pessoa que partes: 1) unção com o óleo e (2)consagra o óleo: selamento da unção.1. Toma um recipiente aberto contendo azeite de oliva; Unção com óleo.2. Invoca o Pai Celestial; Um homem, portador do Sacerdócio de3. Declara que está agindo pela Melquisedeque, faz a unção da pessoa autoridade do Sacerdócio de doente. Para fazer isso, ele: Melquisedeque; 1. Coloca uma gota de óleo consagrado4. Consagra o óleo (não o recipiente) e sobre a cabeça da pessoa. designa-o para a unção de enfermos e aflitos; 2. Coloca as mãos levemente sobre a5. Encerra em nome de Jesus Cristo. cabeça da pessoa e chama-a pelo nome completo.A Ministração aos Enfermos 3. Declara que ele está fazendo a unção pela autoridade do Sacerdócio de Melquisedeque; 4. Declara que a unção está sendo feita com óleo consagrado para a unção e bênção da pessoa doente e aflita; 5. Encerra em nome de Jesus Cristo. 23
  30. 30. Selamento da Unção tornam-se particularmente úteis quando os filhos ausentam-se do lar como nosNormalmente dois ou mais homens casos em que vão estudar, servir comoportadores do Sacerdócio de missionários, começar a trabalhar, casar-Melquisedeque colocam levemente as se, prestar serviço militar ou enfrentarmãos sobre a cabeça da pessoa doente. algum problema pessoal. Essas bênçãosUm deles sela a unção. Para fazer isso, podem significar um enormeele: fortalecimento para a família. Uma1. Chama a pessoa pelo nome completo; bênção paterna pode ser anotada nos registros familiares, mas não é2. Declara que o selamento da unção preservada nos registros da Igreja. Os está sendo feito pela autoridade do pais devem incentivar os filhos a Sacerdócio de Melquisedeque; solicitar bênçãos paternas nas horas3. Dá uma bênção conforme o que o difíceis. Espírito indicar; Homens dignos, portadores do4. Encerra em nome de Jesus Cristo. Sacerdócio de Melquisedeque, também podem dar bênçãos de conforto eBênçãos Paternas e Outras conselho à esposa, estendendo esse privilégio a outros familiares e a quem oBênçãos de Conforto e pedir.Conselho Para dar a bênção paterna ou outras bênçãos de conforto e conselho, um homem, portador do Sacerdócio de Melquisedeque, sozinho ou com um ou mais homens dignos, portadores do Sacerdócio de Melquisedeque, coloca as mãos levemente sobre a cabeça da pessoa que irá receber a bênção. Não é necessário fazer a unção com o óleo ao dar essa bênção. A pessoa que estiver dando a bênção: 1. Chama a pessoa pelo nome completo;As bênçãos paternas e outras bênçãos 2. Declara que está dando a bênção pelado sacerdócio são dadas para oferecer autoridade do Sacerdócio dedireção e conforto conforme a Melquisedeque;orientação do Espírito. 3. Dá a bênção conforme o que oO pai, portador do Sacerdócio de Espírito indicar;Melquisedeque, pode dar bênçãos 4. Encerra em nome de Jesus Cristo.paternas aos filhos. Tais bênçãos24
  31. 31. Dedicação de Sepulturas 4. Se for conveniente, ora para que esse local seja abençoado e protegido até aAquele que dedica uma sepultura deve ressurreição;ser portador do Sacerdócio deMelquisedeque e deve ter a autorização do 5. Pede ao Senhor que console a família,oficiante no sacerdócio que dirige a além de expressar outros sentimentosordenança. conforme o que o Espírito indicar;Para dedicar a sepultura, ele: 6. Encerra em nome de Jesus Cristo.1. Invoca o Pai Celestial; Se a família preferir, uma pessoa (de preferência um homem que seja2. Declara que a dedicação da sepultura portador do Sacerdócio de está sendo realizada pela autoridade Melquisedeque) pode oferecer uma do Sacerdócio de Melquisedeque; oração junto à sepultura, em vez da3. Dedica e consagra o local do oração dedicatória. sepultamento como sendo o lugar de descanso para o corpo da pessoa falecida; 25
  32. 32. Como Obter os Materiais da Igreja e LocalizarInformações sobre História da FamíliaLíderes locais e outros membros podem Informações a respeito de história daobter materiais da Igreja, inclusive família estão disponíveis no site daescrituras, cursos de estudo, revistas da Igreja de história da família na Internet:Igreja, garments e roupas do templo no (www.familysearch.org).centro de distribuição da Igreja, nocentro de serviço, no Centro deDistribuição em Salt Lake ou por meiodo site oficial da Igreja na Internet:(www.lds.org).26

×