LIÇÃO 7 - HONRARÁS PAI E MÃE

3.115 visualizações

Publicada em

Subsídios elaborados pelo Pr. Natalino das Neves
Programa Escola Dominical na WEBTV.
IEADSJP - Igreja Evangélica Assembleia de Deus de São José dos Pinhais
Pr. Presidente: Ival Teodoro da Silva
Pr. Vice Presidente: Elson Pereira

Publicada em: Educação
0 comentários
9 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.115
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
20
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
144
Comentários
0
Gostaram
9
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

LIÇÃO 7 - HONRARÁS PAI E MÃE

  1. 1. Prof. Ms. Natalino das Neves www.natalinodasneves.blogspot.com.br Lições Bíblicas 1º Trimestre de 2015 Lição 7 – Honrarás pai e mãe
  2. 2. LEITURA BÍBLICA ÊXODO 20.12; EFÊSIOS 6.1-3; MARCOS 7.10-13
  3. 3. PARA UM MELHOR APRENDIZADO, BAIXE ESTE ARQUIVO DE SLIDES E ACOMPANHE OS COMENTÁRIOS DO VÍDEO DISPONÍVEL EM: www.natalinodasneves.blogspot.com.br ou www.redemaoamiga.com.br
  4. 4. INTRODUÇÃO
  5. 5. INTRODUÇÃO • O segundo dos dois mandamentos positivos. • O relacionamento entre pais e filhos interfere na perspectiva de suas vidas. • O cumprimento deste mandamento contribui para a sustentabilidade da estrutura familiar. • O primeiro mandamento com promessa.
  6. 6. I – O RELACIONAMENTO ENTRE PAIS E FILHOS
  7. 7. I – O RELACIONAMENTO ENTRE PAIS E FILHOS • O bom relacionamento entre os membros da família contribui para a sustentabilidade da estrutura familiar. • Os pais são responsáveis pelo bem-estar, sustento, alimentação, vestimentas, saúde e educação integral dos filhos (intelectual, espiritual, caráter, entre outros). • De forma geral, os pais constroem suas vidas pensando no futuro dos filhos.
  8. 8. I – O RELACIONAMENTO ENTRE PAIS E FILHOS • O relacionamento de Deus e seu povo e comparado com o relacionamento de pais e filhos: “como também no deserto, onde viste que o SENHOR, teu Deus, nele te levou, como um homem leva seu filho, por todo o caminho que andastes, até chegardes a este lugar” (Dt 1.31). “[...] O filho honrará o pai, e o servo, ao seu senhor; e, se eu sou Pai, onde está a minha honra? E, se eu sou Senhor, onde está o meu temor? diz o SENHOR dos Exércitos a vós, ó sacerdotes, que desprezais o meu nome e dizeis: Em que desprezamos nós o teu nome?” (Ml 1.6). • Alguns líderes religiosos e mestres também comparam o relacionamento com seus pupilos como de pais e filhos (2 Rs 2.12; 13.14; 1 Tm 1.2; 2 Tm 1.2; 2.1; Tt 1.4).
  9. 9. APLICAÇÃO PRÁTICA A família é sagrada. Cada membro deve assumir suas responsabilidades e contribuir para o bem relacionamento. Você tem cumprido seu papel como membro de sua família? Como está seu relacionamento com seus familiares?
  10. 10. II – O PROPÓSITO DO QUINTO MANDAMENTO
  11. 11. II – O PROPÓSITO DO QUINTO MANDAMENTO • Honrar é respeitar e obedecer à autoridade dos pais por amor, fazendo o que alegra seus corações e os deixarão “orgulhosos”, honrando seus nomes. • Filho é filho, independente da idade. Entretanto, os pais devem ter bom senso no relacionamento com os filhos e filhas casados (questões interpretativas).
  12. 12. II – O PROPÓSITO DO QUINTO MANDAMENTO • No AT, a prática de maldizer pai e mãe era punida com a morte (Mt 15.4; Mc 7.10). • O filho deve cuidar de seus pais, principalmente quando idoso, conforme suas necessidades. • Jesus critica a prática do corbã, em que as pessoas ofertavam no templo para compensar o descuido de seus pais (Mc 7.11-12). • Quem não cuida de sua família é pior do que os infiéis: “Mas, se alguém não tem cuidado dos seus e principalmente dos da sua família, negou a fé e é pior do que o infiel” (1 Tm 5.8).
  13. 13. II – O PROPÓSITO DO QUINTO MANDAMENTO • O quinto mandamento tem como propósito prover uma vida saudável e feliz entre os membros da família. • Os pais se esforçando para dar o melhor (necessidades, não desejos) para o filho, e o filho, “retribuindo” o seu melhor para seus pais. • Os filhos em fase de crescimento e construção de forma de vida sustentável, dependem da ajuda do pai. • Da mesma forma, os pais após anos de esforço em prol dos filhos merecem o respeito e reconhecimento dos filhos. Isso é justo (Ef 6.1).
  14. 14. APLICAÇÃO PRÁTICA Você, que tem pais idosos, como tem sido seu comportamento? Devemos refletir sobre o envelhecimento do ser humano e como dependemos uns dos outros, em especial, familiares!
  15. 15. III – UM MANDAMENTO COM PROMESSAS
  16. 16. III – UM MANDAMENTO COM PROMESSAS • Um mandamento acompanhado de promessa: “Honra a teu pai e a tua mãe, para que se prolonguem os teus dias na terra que o SENHOR, teu Deus, te dá” (Ex 20.12) .“Honra a teu pai e a tua mãe, que é o primeiro mandamento com promessa, para que te vá bem, e vivas muito tempo sobre a terra” (Ef 6.2-3). • Por quê será que os dias serão prolongados? • Por quê as coisas vão bem para um filho ou filha que honra seus pais?
  17. 17. III – UM MANDAMENTO COM PROMESSAS • No AT, própria lei se encarregava de fazer cumprir essa promessa: “O que ferir a seu pai ou a sua mãe certamente morrerá. [...] E quem amaldiçoar a seu pai ou a sua mãe certamente morrerá” (Ex 21.15,17) “Quando um homem amaldiçoar a seu pai ou a sua mãe, certamente morrerá: amaldiçoou a seu pai ou a sua mãe; o seu sangue é sobre ele” (Lv 20.9) “Quando alguém tiver um filho contumaz e rebelde, que não obedecer à voz de seu pai e à voz de sua mãe, e, castigando-o eles, lhes não der ouvidos, então, seu pai e sua mãe pegarão nele, e o levarão aos anciãos da sua cidade e à porta do seu lugar, e dirão aos anciãos da cidade: Este nosso filho é rebelde e contumaz, não dá ouvidos à nossa voz, é um comilão e beberrão. Então, todos os homens da sua cidade o apedrejarão com pedras, até que morra; e tirarás o mal do meio de ti, para que todo o Israel o ouça e tema” (DT 21.18-21).
  18. 18. III – UM MANDAMENTO COM PROMESSAS • Atualmente, as práticas do AT foram abolidas, pelo menos no cristianismo, mas espiritualmente muitos filhos estão mortos devido ao tratamento dado aos seus pais. • Todavia, filhos e filhas que honram seus pais, tem uma vida diferenciada na sociedade, pois acham espaço em todos ambientes e dificilmente, entram em situações de risco de vida. • Os pais sempre querem o melhor para seus filhos, como humanos podem falhar, mas, salvo raras exceções, buscam a felicidade de seus filhos. • Quanto mais pais que conhecem a Palavra!
  19. 19. APLICAÇÃO PRÁTICA A sua vida vai bem? Tem sido bem sucedido? Independente da resposta, será que poderia associar o resultado ao seu relacionamento com seus pais? A Bíblia afirma: honra pai e mãe e será bem sucedido!
  20. 20. CONSIDERAÇÕES FINAIS
  21. 21. CONSIDERAÇÕES FINAIS • O relacionamento entre pais e filhos é tão importante que o próprio Deus compara com o relacionamento com seu povo. • O quinto mandamento tem como propósito sustentar a estrutura familiar. • Quem cumprir o quinto mandamento tem a promessa bíblica de vida longa e bem sucedida.
  22. 22. ANDIÑACH, Pablo R. O Livro do Êxodo: um comentário exegético- teológico. São Leopoldo: Sinodal/EST, 2010. ANTONIAZZI, Alberto. Dez mandamentos antigos e um mandamento novo. In: Estudos Bíblicos 9 – Os Dez Mandamentos: várias leituras. Petrópolis: Vozes, 1987, p. 58-68. GARCIA, Paulo Roberto. Lei e Justiça: um estudo no Evangelho de Mateus. In: Estudos Bíblicos 51 - A Lei. Petrópolis: Vozes, 1996, p. 58-66. GERSTENBERGER, Erhard. Os dez e os outros mandamentos de Deus. In: Estudos Bíblicos 51 - A Lei. Petrópolis: Vozes, 1996, p. 8-22. GRUEN, Wolfgang. O Decálogo segundo Ex 20,1-17. Texto e observações. In: Estudos Bíblicos 9 – Os Dez Mandamentos: várias leituras. Petrópolis: Vozes, 1987, p. 7-10. REFERÊNCIAS
  23. 23. KONINGS, Johan. Amar a Deus e/ou ao próximo?. In: Estudos Bíblicos 51 - A Lei. Petrópolis: Vozes, 1996, p. 44-49. LIÇÕES BÍBLICAS. Os dez mandamentos: valores divinos para uma sociedade em constante mudança. 1º Trimestre de 2015. Rio de janeiro: CPAD, 2015. MERRIL, Eugene H. História de Israel no Antigo Testamento: o reino de sacerdotes que Deus colocou entre as nações. 6ª Edição. Rio de Janeiro: CPAD, 2007. MESTERS, Carlos. Os Dez Mandamentos. Ferramenta da Comunidade. In: Estudos Bíblicos 9 – Os Dez Mandamentos: várias leituras. Petrópolis: Vozes, 1987, p. 7-10. OLIVEIRA, Benjamim C. O Decálogo. Palavras de uma aliança. In: Estudos Bíblicos 9 – Os Dez Mandamentos: várias leituras. Petrópolis: Vozes, 1987, p. 11-23. REFERÊNCIAS
  24. 24. SIQUEIRA, Tércio Machado. O evangelho do Antigo Testamento. In: Estudos Bíblicos 51 - A Lei. Petrópolis: Vozes, 1996, p. 23-31. SILVA, Airton José. Leis de vida e leis de morte. Os dez mandamentos e seu contexto social. In: Estudos Bíblicos 9 – Os Dez Mandamentos: várias leituras. Petrópolis: Vozes, 1987, p. 7-10. SMITH, Ralph L. Teologia do Antigo Testamento: história, método e mensagem. São Paulo: Vida Nova, 2001. SOARES, Esequias. Os dez mandamentos: valores divinos para uma sociedade em constante mudança. 1º Trimestre de 2015. Rio de janeiro: CPAD, 2015. ZUCK, Roy B (Ed). Teologia do Antigo Testamento. 1ª Edição. Rio de Janeiro: CPAD, 2009. REFERÊNCIAS
  25. 25. ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL NA WEBTV IEADSJP Pr. Presidente: Ival Teodoro da Silva Pr. Vice Presidente: Elson Pereira Comentários: Pr. Natalino das Neves www.natalinodasneves.blogspot.com.br natalino6612@gmail.com (41) 8409 8094 / 3076 3589

×