2
O QUE VOCE PRECISA
SABER SOBRE O
SÁBADO DOS
ADVENTISTAS
ANTONIO JOSE RIBEIRO NETO
1ª Edição
2014
Campo Grande
Edição do ...
3
SHABAT O SÁBADO
QUE OS
ADVENTISTAS
APOSTATARAM
4
TEXTO BÍBLICO PARA A SUA MEDITAÇÃO
NA LEITURA DESTE LIVRO
(...Maldita é a terra por causa de ti; com
dor comerás dela to...
5
Celular: (67-84073279) (67-91663127) para vendas
deste livro
Digitação: Antonio Jose Ribeiro Neto
Revisão e Estruturação...
6
Ex-Êxodos Ct-cantares
Lv – Levítico Is - Isaías
Nm -Números Jr - Jeremias
Dt - Deuteronômio Lm - Lamentações
Js -Josué E...
7
Mt- Mateus 1Tm-1Timóteo
Mc-marcos 2Tm-2Timóteo
Lc-Lucas Tt- Tito
Jo-João Fm-Filemom
At-Atos Hb-Hebreus
Rm-Romanos Tg-Tia...
8
3-A origem do sábado no calendário eclesiástico
católico..................................51
4-O shabat da lei como sina...
9
proselitismo a milhares de evangélicos espalhados
pelo Brasil.
Os sabadistas gregorianos falam tanto
em sábado que, quan...
10
sábado também é católico?Mudado pra onde e pra
quê? É mais um ensino inventado pelos
adventistas.
Quanto ao sábado greg...
11
O amigo leitor pode tirar suas próprias
conclusões acerca de quem está com a verdade,
fica ao seu critério. É
preciso d...
12
1. O QUE É HUMANO
JAMAIS SERÁ
DIVINO
1.2 SERÁ QUE DEUS JA MANDOU
ALGUMA VEZ GUARDAR O SÁBADO
GREGORIANO?
Quando os saba...
13
o teu servo, nem a tua serva,
nem o teu animal, nem o teu
estrangeiro que está dentro
das tuas portas. Porque em
seis d...
14
foi o shabat. Sabemos que o sábado usado como
dia de descanso por eles é o sábado gregoriano, o
sábado católico. De mod...
15
sábado gregoriano da qual estou falando, é o
sábado católico que está no calendário
pendurado na parede de sua casa ou ...
16
Cristo; porque nele habita
corporalmente toda a
plenitude da divindade,e
tendes a vossa plenitude
nele, que é a cabeça ...
17
de sábados,que são sombras
das coisas vindouras; mas o
corpo é de Cristo.”(Cl.2.8-
17).
É preciso esclarecer uma coisa ...
18
mesmo o shabat acabam usando o sábado
gregoriano. Tanto é verdade que os adventistas e
os batistas do sétimo dia (o sét...
19
desafiá-los, pois dispenso todo respeito e honra a
eles. De fato não estou menos prezando a ambos.
Veja bem, nem Jesus,...
20
Quero deixar bem claro: o sábado
gregoriano não é; nunca foi e jamais será, o quarto
mandamento do Decálogo. No entanto...
21
certeza desta prova, é que no calendário
gregoriano os dias da semana são
chamados de feiras; segunda feira, terça
feir...
22
precisa e esclarecedoras, sobre esse sábado pagão
e idolátrico. É um sábado que não tem
autenticidade bíblica, por ser ...
23
Na verdade não é. Não se pode misturar o impuro
com o puro, de fato o que é “humano jamais
será divino”.
Eles não têm c...
24
quase o mundo inteiro. Nesse tempo o calendário
Juliano já estava em seu poder e de seus papas.
1.3 A REFORMA DO CALEND...
25
aos novos cristãos não somente como descanso
social, mas também como descanso religioso.
Atualizando para os dias de ho...
26
um dia dedicado a jejum e rezas promovidas pela
igreja romana, conforme o seu calendário
litúrgico. Numa tentativa de i...
27
Ao compararmos o shabat que os
judeus guardam com o sábado dos adventistas, o
sábado gregoriano, encontramos uma difere...
28
2. O QUE VOCÊ
PRECISA SABER
SOBRE O SÁBADO
DOS ADVENTISTAS
2.1 SHABAT: O SÁBADO QUE OS
ADVENTISTAS NÃO GUARDAM
É import...
29
Procuro simplesmente trazer
esclarecimentos sobre o tema e revelar a verdade.
Ou seja, eles não guardam o verdadeiro sh...
30
todavia na antiguidade começou no latim secular
de sabbatum o mesmo foi introduzido no
calendário eclesiástico católico...
31
Eu digo que eles não guardam o shabat
da Lei, porque o shabat não está no calendário
gregoriano. O shabat da Lei ou do ...
32
Lei do Antigo Testamento. Porém essa imitação ou
clonagem foi apenas no nome "sábado".
O amigo Leitor pode até comparar...
33
quê? Porque eles não receberam de Deus esse
sábado gregoriano. E por sinal eles apenas
descansam no sábado gregoriano. ...
34
folga ou descanso e nem era um dia de descanso
corporal oficializado pela igreja Católica.
Ao agir assim a igreja Catól...
35
Inclusive tem um site na internet de um judeu que
também chama esse sábado de gregoriano.
Se o prezado Leitor já leu os...
36
sábado dos adventistas somos nós, pois eles
somente descansam no sábado do mesmo
calendário que nós usamos no cotidiano...
37
calendaristas que estão em sites da internet.
Segundo os anais da história, o imperador
Constantino convocou os prelado...
38
dias. E a partir daí o sabbatum litúrgico foi
introduzido, juntamente com os outros dias de
feiras litúrgicas.
Anterior...
39
e do Pentateuco que estão incorporadas no shabat,
certamente a imitação seria mais parecida com o
verdadeiro shabat da ...
40
corporal pelos adventistas. E a diferença é esta: os
judeus guardam rigorosamente o shabat.
Enquanto que os adventistas...
41
a semana pagã que era composta de nomes de
deuses astros.
E esses nomes eram: Sol, Lua, Marte,
Mercúrio, Júpiter, Vênus...
42
acabam caindo nas garras dos adventistas e de
outros sabadistas, que muitas vezes vem
praticando proselitismo entre os ...
43
3. A ORIGEM DO
SÁBADO NO
CALENDÁRIO
44
ECLESIÁSTICO
CATÓLICO
3.1 O SÁBADO DE ORIGEM CATÓLICA
QUE OS ADVENTISTAS ADOTARAM
COMO MANDAMENTO NÃO É O SHABAT
DA LEI...
45
sabbatum do calendário gregoriano. Ou seja,
como apóstatas, renegaram o sábado do
calendário hebraico chamado de shabat...
46
nós usamos tem sua origem dentro do catolicismo
romano.
E pelo fato de ser e pertencer ao latim
litúrgico já está indic...
47
provam que eles adotaram tão somente o
calendário gregoriano, e fazem uso do sábado
desse calendário de um modo total, ...
48
Deus. Descanso corporal é algo biológico e
inerente a todos os seres humanos. Nem sempre o
descansar o corpo, mesmo no ...
49
obra fareis: sábado do
Senhor é em todas as vossas
habitações. Estas são as
solenidades do Senhor, as
santas convocaçõe...
50
Se o caro Leitor estiver interessado em
saber, dê uma boa olhada no que os adventistas
praticam no dia a dia em suas vi...
51
Decálogo, (e nunca falam em shabat) mas
descansam seus corpos no sábado gregoriano, ou
seja, usam um sábado e falam de ...
52
Deus, pois foi Deus quem entregou esses
mandamentos a Moisés.
A Bíblia diz que “os mandamentos de
Deus não são pesados”...
53
Acho muito estranho os adventistas que
se dizem serem povo de Deus, adotarem esse
sábado gregoriano catolisado, e chamá...
54
Paulo disse que era jugo pesado. Notamos o que
esse apóstolo disse:
“Estai, pois firmes na
liberdade com que Cristo nos...
55
adventistas adotaram para facilitar o descanso
corporal nos finais de semana.
Então pergunto: é útil guardar o sábado
“...
56
Tanto o sábado do atual calendário,
quanto qualquer outro dia, tem vinte e quatro
horas, precisa do giro rotativo compl...
57
Para nós que somos salvos, libertos em
Cristo, o que importa é a vida espiritual de fé viva
e transformadora. Que verda...
58
“Mas quando apareceu
a benignidade e a caridade
de Deus, nosso Salvador,
para com os homens, não
pelas obras de justiça...
59
Decálogo, são transitórios. Ambos são
conseqüência da rotação da terra em torno de seu
eixo. Dessa forma são fabricados...
60
3.5 NEM O SHABAT DA LEI E NEM O
SÁBADO GREGORIANO TEM VIRTUDE
ESPIRITUAL
Biblicamente sabemos que o shabat é o
sábado d...
61
qual também fostes
circuncidados com a
circuncisão não feita por
mãos no despojar do corpo
da carne, a saber, a
circunc...
62
Nós que somos igreja viva de Cristo,
vivemos na dispensação da Graça e do Espírito
Santo. Na Graça e no Espírito Santo ...
63
Católica nas quais são: segunda-feira, terça-feira,
quarta-feira, quinta-feira, sexta-feira.
Na verdade eles também não...
64
juntamente com ele,
perdoando-nos todos os
delitos;e havendo riscado o
escrito de dívida que havia
contra nós nas suas
...
65
outros sábados festivos da Lei, leva a efeito
salvífico na alma de um ser humano.
De fato esses elementos da Lei não
tr...
66
Salvador, e o seu amor para
com os homens, não por
obras de justiça praticada
por nós, mas segundo sua
misericórdia. El...
67
qualquer prática sabática nos dias de hoje. Paulo
afirmou categoricamente, dessa vida espiritual que
o Espírito Santo p...
68
reino de Deus. Isto significa que no Reino de Deus
não é anunciado ou ensinado a Lei e a doutrina
dos profetas. É na ve...
69
interceder por eles”.
(Hb.7.25)
Jesus pode salvar totalmente qualquer
pessoa que se arrepender de seus pecados após
cre...
70
É inadmissível e não dá nem para
lembrar aquele chavão que tem no Decálogo da Lei
muito usado pelos adventistas: “lembr...
71
“Pela graça sois salvos,
mediante a fé; isto não vem
de vós, é dom de Deus; não
de obras, para que ninguém
se glorie” (...
72
interceder por eles”.
(Hb.7.25)
Eles andam se vangloriando por
descansar num sábado que foi clonado pela igreja
Católic...
73
O sábado chamado de shabat é
mandamento da Lei e está dentro da Lei. Se a Lei
chegou a um ponto final, ou seja, chegou ...
74
ricamente, por meio de
Jesus Cristo nosso Senhor e
Salvador.” (Tt.3.3-6)
“Pela graça sois salvos,
mediante a fé; isto n...
75
conforme nos orienta o apóstolo Paulo na carta
aos romanos. Cristo pôs um ponto final na prática
da Lei e de todos os m...
76
shabat. Notemos o que diz a palavra sobre as
doutrinas que o apóstolo Paulo ensinou para a
nossa vida cristã e que a to...
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1

813 visualizações

Publicada em

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
813
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
36
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O que você precisa saber sobre o sábado atualizado .1

  1. 1. 2 O QUE VOCE PRECISA SABER SOBRE O SÁBADO DOS ADVENTISTAS ANTONIO JOSE RIBEIRO NETO 1ª Edição 2014 Campo Grande Edição do autor
  2. 2. 3 SHABAT O SÁBADO QUE OS ADVENTISTAS APOSTATARAM
  3. 3. 4 TEXTO BÍBLICO PARA A SUA MEDITAÇÃO NA LEITURA DESTE LIVRO (...Maldita é a terra por causa de ti; com dor comerás dela todos os dias da tua vida... GN.3.17.) Não esqueça que Adão para se alimentar, foi sentenciado a trabalhar todos os dias de sua vida. Isso significa que ele não recebeu nenhum mandamento para descansar em algum dia da semana. Nenhum texto desta obra pode ser reproduzido e nem usados de qualquer forma sobre qualquer meio, seja eletrônico ou mecânico, sem a autorização do autor.
  4. 4. 5 Celular: (67-84073279) (67-91663127) para vendas deste livro Digitação: Antonio Jose Ribeiro Neto Revisão e Estruturação: Carlos Alberto Vieira Carvalho Impressão e Acabamento: Editora Gráfica pontual Prefixo do editor: 911902 Jose Ribeiro Neto, Antonio – O QUE VOCE PRECISA SABER SOBRE O SÁBADO DOS ADVENTISTAS Catalogado no ISBN-Fundação biblioteca nacional FUNDAÇÃO BIBLIBOTECA NACIONAL Agencia brasileira do isbn Rua Debret, 23 sala 803- centro. 20030-080-Rio de Janeiro-RJ ISBN@BN.BR/WWW.BN.BR/ISBN Índice de abreviaturas do Velho Testamento Gn-Gênesis Ec-eclesiástes
  5. 5. 6 Ex-Êxodos Ct-cantares Lv – Levítico Is - Isaías Nm -Números Jr - Jeremias Dt - Deuteronômio Lm - Lamentações Js -Josué Ez - Ezequiel Jz-Juízes Dn - Daniel Rt-Rute Os - Oséias 1Sm-1Samuel Jl-Joel 2 Sm-Samuel Am-Amós 1Rs-Reis Ob-Obadias 2Re-Reis Jn-Jonas 1Cr-Crônicas Mq-Miquéias 2Cr-crônicas Na-Naum Ed-Esdras Hc-Habacuque Ne-Neemias Sf-Sofonias Et-Ester Ag-Ageu Jó-Jó Zc-Zacarias Sl-Salmos Ml-Malaquias Pv-Proverbios Índice de abreviaturas do novo testamento
  6. 6. 7 Mt- Mateus 1Tm-1Timóteo Mc-marcos 2Tm-2Timóteo Lc-Lucas Tt- Tito Jo-João Fm-Filemom At-Atos Hb-Hebreus Rm-Romanos Tg-Tiago 1 Co- Corintios 1Pe-1Pedro 2 Co-Corintios 2 Pe-2Pedro Gl-Gálatas 1 Jo-1João Ef-Efésios 2 Jo-João Fp-Filipenses 3 Jo - 3 João Cl-Colossenses Jd-Judas 1Ts- Tessalonissenses A-Apocalípses 2Te-Tessalonossesnses ÍNDICE Introdução.................................................09 1-O que é humano jamais será divino........................................................13 2-O que você precisa saber sobre o sábado dos adventistas.........................................32
  7. 7. 8 3-A origem do sábado no calendário eclesiástico católico..................................51 4-O shabat da lei como sinal nunca foi selo..........................................................109 5-O sábado era 100% ordenança, 100% cerimonial...............................................147 6-Os dez mandamentos não são eternos....................................................180 7-Os dez mandamentos não serão usados no céu.....................................................193 8-Deus não guarda o sábado terreno da Lei o shabat..................................................221 9-Do shabat para o sábado gregoriano..238 10-O vencimento dos dez mandamentos........................................269 11-Você precisa saber a diferença do sábado dos adventistas para o shabat da Lei...........................................................285 12-O sábado do sétimo dia será destruído................................................306 13-O que significa: “eu, porém vos digo” e os Dez mandamentos.........................325 14-Jesus anulou a lei? A bíblia tem a resposta..................................................358 15-Conclusão..........................................397 16-Bibliografia........................................402 INTRODUÇÃO A inspiração para os estudos que resultaram na edição deste livro cujo título; “O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE O SÁBADO DOS ADVENTISTAS”, veio pelo motivo dos adventistas e de outros sabadistas praticarem
  8. 8. 9 proselitismo a milhares de evangélicos espalhados pelo Brasil. Os sabadistas gregorianos falam tanto em sábado que, quando encontram com algum evangélico, a mensagem deles não é outra coisa a não ser o sábado; ou seja, o sábado gregoriano. Quase sempre eles apresentam aquela artimanha de indagar: qual o dia que Deus manda observar? Neste livro o amigo Leitor vai conhecer que o sábado deles é o sabbatum litúrgico católico. O sábado dos judeus é o shabat, o sábado do Decálogo. Conhecerá, também, qual a diferença entre o discurso e a prática dos sabadistas. E que, de fato, ninguém guarda o domingo, assim como nenhum dos adventistas e outros sabadistas também não guardam o shabat da Lei. Na verdade nem os católicos e nem os evangélicos, em quase todo o mundo, guardam o domingo. Eles simplesmente descansam seus corpos. É evidente que guardar no significado bíblico é muito mais que folgar física e socialmente num determinado dia da semana. Se buscarmos, no sentido bíblico, o que significa guardar um dia como repouso para o Senhor Deus em forma de culto, certamente descobriremos que esse significado vai muito além do que se entende apenas como uso de descanso físico. Sabemos, com certeza, que todas as pessoas, mesmo os ateus, usam o domingo como descanso físico, incluindo os evangélicos e a maior parte dos protestantes e católicos. E o povo sabadista, em oposição ao domingo, usa o sábado gregoriano como dia de descanso corporal. Os adventistas dizem que esse dia foi mudado pela igreja Católica. Aqui cabe a pergunta: como que o sábado gregoriano foi mudado, se esse
  9. 9. 10 sábado também é católico?Mudado pra onde e pra quê? É mais um ensino inventado pelos adventistas. Quanto ao sábado gregoriano; foi copiado do dia de saturno pela igreja Católica transformando-o em sabbatum litúrgico e foi depois introduzido no calendário juliano. E está até hoje no calendário gregoriano que inclusive é muito usado pelos adventistas e pelos outros sabadistas como dia de descanso corporal. Quem está faltando com a verdade? Eu gostaria de ter uma resposta destes sabadistas que inventaram mais essa tolice. Abordaremos neste livro o que, atualmente, os sabadistas praticam e se apostatam do verdadeiro sentido bíblico do shabat no Pentateuco. Ou seja, está longe da verdade da palavra de Deus ensinada no Velho Testamento. Evidentemente esses dias litúrgicos que estão aí no atual calendário o gregoriano (aquele calendário que está talvez na parede de sua casa) são apenas algo que foi herdado da igreja Católica, quando estava caminhando para o seu auge no império romano. Os adventistas e mais os outros sabadistas das outras agremiações sabadistas usam o calendário gregoriano para descansarem seus corpos no atual sábado desse calendário. Será que esse fato poderia estar acontecendo com eles? Eles que se dizem serem povo de Deus, como pode recriminar os protestantes por usarem o domingo? E eles? Por que fica usando o sábado gregoriano que também é da igreja Católica? Sendo que eles falam tão mal do domingo? Com certeza eles se encontram nessa situação. É algo que eles não deveriam fazer.
  10. 10. 11 O amigo leitor pode tirar suas próprias conclusões acerca de quem está com a verdade, fica ao seu critério. É preciso deixar bem claro que apresento este trabalho com todo respeito e honra que devo a qualquer semelhante, inclusive aos adventistas e demais sabadistas, pois não tenho nenhuma intenção de menosprezar ninguém. Muito pelo contrário, quero apenas que a verdade prevaleça e que cada um tenha a oportunidade de se posicionar de forma consciente, sem influência de interesses escusos.
  11. 11. 12 1. O QUE É HUMANO JAMAIS SERÁ DIVINO 1.2 SERÁ QUE DEUS JA MANDOU ALGUMA VEZ GUARDAR O SÁBADO GREGORIANO? Quando os sabadistas gregorianos tentam surpreender alguém com a velha indagação: qual o dia que Deus manda observar? Muitas vezes a pessoa não tem nem resposta a dar, ou está despreparada para tal coisa. E eles avançam com a seguinte pergunta: você sabe qual é o dia de descanso que Deus mandou guardar? Como de fato o crente evangélico às vezes não sabe responder, logo o sabadista vem com essa resposta usando estes versículos bíblicos: “lembra-te do dia do sábado para santificá-lo”. Daí em diante eles começam a falar sobre o sábado e apresenta estes textos da Bíblia a seguir; “Seis dias trabalharás, e farás toda a tua obra, mas ao sétimo dia é o sábado do Senhor teu Deus; não farás nenhuma obra, nem tu, nem teu filho, nem tua filha, nem
  12. 12. 13 o teu servo, nem a tua serva, nem o teu animal, nem o teu estrangeiro que está dentro das tuas portas. Porque em seis dias fez o Senhor os céus e a terra, o mar e tudo que neles há, e ao sétimo dia descansou; portanto, abençoou o Senhor o dia do sábado, e o santificou.”(Êx.20.8-11) Estes são os textos preferidos dos adventistas e de outros sabadistas. No entanto nunca falam que o sábado citado no texto, mostrado por eles, esteja se referindo ao shabat, o sábado dos judeus. Eles falam sobre o sábado que usam como descanso corporal, que na condição de sabadista o sábado deles é na verdade o sábado gregoriano. Porém o sábado apresentado por eles nesses textos nada mais é do que o shabat, o sábado original dado por Deus aos judeus. No entanto não guardam esse shabat que está entre os dez mandamentos. Se realmente os atuais sabadistas estivessem guardando mesmo este sábado (shabat) desses textos, eles estariam corretíssimos, ou seja, se de fato eles guardassem mesmo o shabat, do modo que Deus ordenou ao povo de Israel, eles estariam com toda a razão, porque o sábado desses textos bíblico apresentado por eles é o shabat, que os judeus guardam e observam com todo rigor exigido pela Lei. No entanto o sábado dos adventistas e de outros sabadistas não é e nunca
  13. 13. 14 foi o shabat. Sabemos que o sábado usado como dia de descanso por eles é o sábado gregoriano, o sábado católico. De modo que ao perguntarmos se eles guardam o shabat do jeito que Deus mandou o povo judeu guardar, eles ficam sem resposta. Por que isso acontece? Porque eles apresentam teoricamente o sábado do Decálogo o shabat, porém na prática descansam no sábado gregoriano, que é tão profano quanto o domingo na sua origem como Dies Dominica! Acontece que, por agir assim, todos nós acabamos percebendo que eles, os adventistas mais os outros sabadistas, não guardam o shabat, o verdadeiro sábado do Decálogo. E se perguntarmos por que agem desse modo, eles simplesmente ficam sem resposta. Diante dessa situação, somente os judeus guardam do jeito que está ordenado em (Lv.23.2-4) O sábado do sétimo dia mandado por Deus nesses textos é o shabat, o sábado solene, e solenidade são obras cerimoniais, esse é o sábado do Decálogo. O amado Leitor nunca viu e jamais vai ver um adventista ou qualquer outro sabadista guardar o sábado (shabat) para imitar o judeu que é verdadeiramente o sabatista da Lei. O judeu é “sabatista” os adventistas e os outros seguidores do sábado gregoriano são “sabadistas”, ou seja, eles são sabadistas gregorianos. Querido Leitor fique sabendo que eles não guardam o sábado do Decálogo, do qual tanto falam, porque não é nada fácil para alguém, muito menos para eles, guardar o shabat, pois é necessário fazer igual ao judeu e cumprir todas as cerimônias ligadas ao shabat. Então eles inventaram um “sábado moral” em paralelo ao sábado gregoriano. (para os menos informados, o
  14. 14. 15 sábado gregoriano da qual estou falando, é o sábado católico que está no calendário pendurado na parede de sua casa ou no seu celular). Se compararmos a maneira que os protestantes usam o domingo com a maneira que os adventistas e os outros sabadistas usam o sábado gregoriano para descansarem seus corpos, vai dar na mesma coisa. Pois em ambos os casos eles somente descansam seus corpos aos finais de semana e vão à igreja, ou seja, eles trocam o seis por meia dúzia. Insisto; digo isso com todo respeito e honra que devo a eles, pois não tenho o direito e nenhuma intenção de menosprezar ninguém. Os evangélicos têm o domingo como dia do Senhor, ou seja, o dia da sua ressurreição. O dia da sua vitória sobre a morte, quando ressuscitou ao terceiro dia. Os evangélicos sabem muito bem, que não existe no Novo Testamento o “domingo” como mandamento ordenado em forma de dia de descanso, assim como também não existe nenhum mandamento ou nenhum escrito no novo testamento, que venha dizer que é obrigado a guardar o shabat como dia de descanso corporal. O que realmente na bíblia tem é o ensino do apóstolo Paulo que o sábado ou os sábado eram sombra dos bens futuros vejamos o que ele afirmou quanto a esse assunto: “Tendo cuidado para que ninguém vos faça presa sua, por meio de filosofias e vãs sutilezas, segundo a tradição dos homens, segundo os rudimentos do mundo, e não segundo
  15. 15. 16 Cristo; porque nele habita corporalmente toda a plenitude da divindade,e tendes a vossa plenitude nele, que é a cabeça de todo principado e potestade,no qual também fostes circuncidados com a circuncisão não feita por mãos no despojar do corpo da carne, a saber, a circuncisão de Cristo; tendo sido sepultados com ele no batismo, no qual também fostes ressuscitados pela fé no poder de Deus, que o ressuscitou dentre os mortos;e a vós, quando estáveis mortos nos vossos delitos e na incircuncisão da vossa carne, vos vivificou juntamente com ele, perdoando-nos todos os delitos;e havendo riscado o escrito de dívida que havia contra nós nas suas ordenanças, o qual nos era contrário, removeu-o do meio de nós, cravando-o na cruz; e, tendo despojado os principados e potestades, os exibiu publicamente e deles triunfou na mesma cruz.Ninguém, pois, vos julgue pelo comer, ou pelo beber, ou por causa de dias de festa, ou de lua nova, ou
  16. 16. 17 de sábados,que são sombras das coisas vindouras; mas o corpo é de Cristo.”(Cl.2.8- 17). É preciso esclarecer uma coisa aqui: sabemos que “os pais” da igreja e até mesmo nos dias da igreja primitiva há indício dos apóstolos descansarem seus corpos no primeiro dia da semana. Vejam bem a bíblia nunca chama o primeiro dia da semana de “domingo” por quê? Porque esse dia era chamado de primeiro dia da semana. E porque no calendário hebraico o primeiro dia já era chamado de primeiro dia da semana. Esse título de “domingo” foi inventado pela igreja católica. É como eu já disse; os cristãos provavelmente descansavam nesse dia, como dia da vitória de Cristo sobre a morte e foi nesse dia que o Nosso Senhor Jesus Cristo ressuscitou. Com base nesses fatos realizados por Cristo, os cristãos do tempo da igreja primitiva usavam o primeiro dia da semana do calendário hebraico para descansarem seus corpos e ao mesmo tempo dedicarem esse dia em devoção ao Senhor. Quanto ao vocábulo “Domingo” foi uma invenção do catolicismo entre o segundo e terceiro século. O Domingo no latim litúrgico era chamado de Dies Dominica. De fato não existe a palavra Domingo na bíblia. E por que não tem? Porque não é uma palavra bíblica. Tem sim o primeiro dia da semana. E o primeiro dia da semana é o do calendário hebraico o que era usado no novo testamento. Os adventistas sabem muito bem disto, que nem o “Domingo” e nem o sábado gregoriano não é citado na Bíblia. Como eles não guardam
  17. 17. 18 mesmo o shabat acabam usando o sábado gregoriano. Tanto é verdade que os adventistas e os batistas do sétimo dia (o sétimo dia gregoriano) e mais os outros sabadistas das outras religiões recorrem todos os finais da semana católica, ou seja, ao sábado gregoriano católico, para descansarem seus corpos. Eles sabem que todas as referencias relativas ao shabat são transliteradas para a palavra “sábado” em versões da Bíblia na língua portuguesa. Os atuais sabadistas tiram proveito dessa situação, visto que nessas versões bíblicas somente citam a palavra sábado e quase nunca se faz referência à palavra hebraica shabat. Assim, eles têm o sábado gregoriano como mandamento para descansarem seus corpos, ou seja, eles pegam carona no sábado que está escrito em português, nas versões brasileiras, cujo sábado é o shabat. No entanto na prática eles recorrem ao calendário gregoriano para descansarem em todos os finais de semana. Com base nesses textos, eles pregam para todo mundo que eles guardam o sábado. Só se for o sábado gregoriano, porque o shabat eles simplesmente não guardam. Por isso faço uso da liberdade de expressão para expor ao público ledor a verdade sobre a tão controvertida guarda do sábado: adventistas e as outras religiões sabadistas que adotaram o mesmo sábado gregoriano para repouso semanal tal qual o estabelecido pelo calendário católico. A exposição dos estudos apresentados nesta obra não é somente de críticas, mas de revelar a verdade. E a verdade demonstrada neste livro é esta: os adventistas e mais os outros sabadistas nunca guardaram o shabat como os judeus guardam. Ao falar assim não estou a
  18. 18. 19 desafiá-los, pois dispenso todo respeito e honra a eles. De fato não estou menos prezando a ambos. Veja bem, nem Jesus, nem os judeus e nem os apóstolos e discípulos de Jesus, recorreram a um calendário pagão para escolher um dia de descanso semanal como fazem os adventistas, a igreja batista do sétimo dia (o sétimo dia do calendário gregoriano) e os outros sabadistas nos dias de hoje. Esse pessoal usa o sábado do calendário gregoriano católico, para darem descanso aos seus corpos nos finais de semanas. E para ocultar a adoção do sábado gregoriano, usam e ensinam versículos selecionados onde se faz referência ao sábado, para dizerem para os outros que esse é o verdadeiro sábado. No entanto o que está escrito lá, como já vimos antes, é sobre o shabat. E o shabat é o sábado do calendário hebraico. É o verdadeiro sábado que foi entregue ao povo de Israel, os judeus. E esse sábado os adventistas nunca guardaram e nunca vão assumir a observância do mesmo, pois esse é o sábado do Decálogo. É o sábado cerimonial (Lv.23.2-4) o quarto mandamento que está agrupado com os nove mandamentos formando assim uma seleção de dez mandamentos. (na verdade os dez mandamentos é uma pequeníssima parte da lei, ou seja cerca de dois por cento de toda a lei) Enquanto que o significado bíblico do shabat, para os judeus no Antigo Testamento, a realidade é muito outra, pois o preceito de guardar ou observar o shabat e a Lei, conforme Deus exige, vai mais além do que os adventistas fazem na prática ao se limitarem a observar o sábado gregoriano.
  19. 19. 20 Quero deixar bem claro: o sábado gregoriano não é; nunca foi e jamais será, o quarto mandamento do Decálogo. No entanto os adventistas querem forçar a barra e transformar o sábado gregoriano católico no quarto mandamento. Leitor, o que estou afirmando é baseado em pesquisas que realmente fiz, onde encontrei fundamento para transformar meus estudos na edição desta obra. Procurei ler a história do sábado que atualmente se encontra incluído na história do calendário juliano-gregoriano. Empenhei-me, sem medir esforços, para fazer uma profunda busca da sua origem e como que esse sábado foi parar lá nesse calendário e passou a ficar associado aos dias de férias litúrgicas semanais. Tenho, na verdade, feito um acompanhamento minucioso em toda a trajetória histórica do sábado gregoriano. Para minha surpresa descobri que esse sábado gregoriano está totalmente fora do contexto bíblico, ou seja, não é o mesmo o shabat dos judeus, e por esse motivo já afirmei que o sábado gregoriano nunca foi o quarto mandamento do Decálogo. Pois, na verdade, não está escrito na Bíblia sobre o sabbatum litúrgico. Esse sabbatum ou o sábado gregoriano, foi criado pela igreja Católica. E é chamado de gregoriano por pertencer ao calendário gregoriano provavelmente no Concílio de Nicéia 325 dC. (nota ao leitor; não se sabe com certeza se foi mesmo no concílio de Nicéia ou em outra época Mas que foi a igreja católica que copiou do dia de saturno o sabbatum litúrgico e introduziu no calendário juliano com certeza foi, a
  20. 20. 21 certeza desta prova, é que no calendário gregoriano os dias da semana são chamados de feiras; segunda feira, terça feira,quarta feira, quinta feira, sexta feira. Vou citar com mais freqüência, que essa introdução do sabbatum litúrgico no atual calendário foi provavelmente no concílio de Nicéia. De acordo com a narração dos historiadores de calendários antigos, a maioria dos sites indica que foi no concilio de Nicéia, e só tem alguns sites que indicam que foi em 313 DC. Quando o imperador decretou o édito de Milão trazendo liberdade religiosa aos cristãos e romanos. No entanto continuo pesquisando até achar uma fonte de maior precisão indicando uma data aproximada de quando o catolicismo introduziu o sábado no calendário juliano que foi copiado do dia de saturno ou talvez do shabat. É bem provável que em outra edição desta obra, o leitor vai deparar com uma data mais precisa satisfazendo assim a curiosidade de todos nós.) Esse calendário era chamado de Juliano, anteriormente, depois passou a ser chamado de calendário gregoriano após a reforma promovida pelo papa Gregório XIII em 1582. E é justamente este, o sábado que “os adventistas” “os batistas do sétimo dia” e tantas outras seitas sabadistas adotaram como dia de descanso corporal, o qual eles chamam de sábado do Decálogo, colando-o em seus estatutos, ou seja, o regimento de sua religião. Na verdade quero aqui nesta obra trazer a tona aos meus amigos leitores informações bem
  21. 21. 22 precisa e esclarecedoras, sobre esse sábado pagão e idolátrico. É um sábado que não tem autenticidade bíblica, por ser o sabbatum litúrgico inventado (copiado) pelo catolicismo romano. Digo inventado porque foi copiado do dia de saturno. É um sábado profano que os romanos já usavam como dia de descanso e comemorações e outras afinidades, chamado de dia de saturno. Um tipo de sábado das nações pagãs da antiguidade e que veio ser colocado pelos bispos no calendário litúrgico de uso interno da igreja Católica, desde o segundo século depois de Cristo. O sabbatum litúrgico antes de ser transferido para o calendário Juliano, anteriormente pertencia ao calendário eclesiástico católico e do latim litúrgico, muito antes do imperador romano Constantino chegar ao poder. Esse calendário eclesiástico (litúrgico) era para uso interno e outros trabalhos das liturgias Católicas. Era um calendário bem feito e muito organizado. Pois de fato já tinha os dias de liturgias, todos programados pelos bispos. Esses dias eram chamados de férias litúrgicas cujos nomes no latim litúrgico eram assim: Dies Dominica (prima-feriae) segunda-feriae; terça- feriae; quarta-feriae; quinta-feriae; sexta-feriae e sabbatum (sétima-feira). Conforme essa explicação você leitor já viu que no calendário eclesiástico tem o sabbatum. E é justamente esse o sábado que posteriormente incorporou o adjetivo “gregoriano”, sábado gregoriano, é o sábado adotado pelos adventistas e pelos outros sabadistas. Segundo a teologia dos adventistas esse sábado gregoriano é o mesmo sábado do Decálogo.
  22. 22. 23 Na verdade não é. Não se pode misturar o impuro com o puro, de fato o que é “humano jamais será divino”. Eles não têm como provar que o sábado gregoriano seja o mesmo sábado do Decálogo. Há um capítulo nesta obra que compara a diferença entre o shabat e o sábado gregoriano. A diferença é enorme. O domingo, que no latim litúrgico é chamado de “Dies Dominica”, e o suposto sábado dos adventistas que vem do latim litúrgico católico no qual é chamado de sabbatum litúrgico, foram ambos criados pela igreja Católica. O Dies Dominica e o sabbatum litúrgico passaram a ser transliterados na língua portuguesa de: sábado e domingo. As versões da Bíblia em português sempre citam somente o sábado, e nunca tem lá escrito o shabat. E por não ter nenhuma citação do shabat, os atuais sabadistas agem dessa forma, ou seja, eles saem ganhando muitos adeptos para suas religiões, pelo fato do shabat estar escrito apenas “sábado” nas Bíblias versadas em língua portuguesa. E esse é um sábado estranho e está bem distante do que significa dia de repouso sabático nos moldes do que Deus exigia do povo de Israel e que estava prescrito em Lei vigente naquela época. Como, de fato, a igreja Católica dominou religiosamente muitas nações, principalmente no passado, implantou o seu calendário litúrgico, e um idioma copiado do latim clássico, denominado de latim litúrgico. O latim litúrgico foi para uso interno. Nessa época a igreja católica e acabou tomando posse do calendário Juliano, após a realização do Concílio de Nicéia em 325 dC. De lá para cá a igreja Católica dominou religiosamente
  23. 23. 24 quase o mundo inteiro. Nesse tempo o calendário Juliano já estava em seu poder e de seus papas. 1.3 A REFORMA DO CALENDARIO: DE JULIANO PARA GREGORIANO A igreja Católica, no papado de Gregório XIII, deliberou reformar o calendário Juliano em 15 de outubro de 1582. E após essa reforma o calendário passou a ser chamado de calendário gregoriano, que realmente continuou com os títulos ou nomenclatura nos dias da semana que conhecemos hoje que são: domingo, antigamente chamado de Dies Dominica e primeira-feira ou prima feria, segunda-feira, terça- feira, quarta-feira, quinta-feira, sexta-feira e o sábado que é o sabbatum litúrgico e não o shabat. Essa nomenclatura veio dos dias de feiras litúrgicas, herdados das liturgias Católicas e que tinha o latim como língua oficial. Como de fato já tenho dito: Nessa época, a igreja Católica dominou quase o mundo inteiro com a sua influência tanto religiosa, como pelo poder bélico através dos reis que eram seus membros lealmente fiéis. (não devemos esquecer que antes da igreja católica influenciar o domingo entre as nações, o imperador Constantino decretou o Dies Dominica como dia de descanso oficial em todo o império romano) É dessa época para cá que a igreja Católica influenciou a adoção do domingo entre as nações. E também foi nesse embalo que o domingo pegou força e acabou ficando incorporado como dia de descanso social e corporal não só no império romano mas a onde o catolicismo fosse difundido o Dies Dominica estava sendo levado
  24. 24. 25 aos novos cristãos não somente como descanso social, mas também como descanso religioso. Atualizando para os dias de hoje, o domingo acabou sendo usado como dia de descanso corporal para todos os funcionários das empresas e para as igrejas de diversas religiões e seitas, praticamente em quase todo o mundo, desde quando o império romano deu liberdade as religiões e que a igreja Católica tomou a frente e cresceu no império. E foi por esse caminho que realmente o domingo, como dia de descanso corporal, chegou até nós nos dias de hoje. Isso não significa que esses funcionários e empresários guardam o domingo. Os trabalhadores, empregados e patrões simplesmente descansam socialmente, folgando seus corpos no domingo. E não obrigatoriamente como um dia de culto e adoração a Deus, em substituição ao shabat. (os adventistas fazem da mesma maneira no sábado gregoriano) Quando os empresários e os funcionários estão descansando socialmente seus corpos, no domingo, eles simplesmente pensam em curtir o descanso semanal de seus corpos sem se preocupar com as coisas de Deus. (a não ser que alguém seja convertido a Cristo). Mesmo assim não estão, em hipótese alguma, guardando esse dia. Da mesma forma aconteceu com o sabbatum litúrgico, pois de fato o sabbatum litúrgico tem sua origem nas liturgias Católicas. Porém o sabbatum não foi classificado como dia oficial para ser usado como dia de descanso corporal. No entanto, nessa época, era um dia muito especial dentro da igreja Católica, por ser
  25. 25. 26 um dia dedicado a jejum e rezas promovidas pela igreja romana, conforme o seu calendário litúrgico. Numa tentativa de imitar o shabat, ou o dia de saturno muito usado como dia de descanso entre as nações pagãs. Essa foi a trajetória do sabbatum do latim litúrgico que hoje chamamos de “sábado”, nome muito apreciado pelos adventistas. Nesta obra será revelado que o sábado adotado por eles não é o shabat da Lei, pois há uma enorme diferença entre o sábado gregoriano deles e o shabat do Decálogo. Quando a igreja adventista foi fundada, os seus fundadores pegaram ou adotaram o sábado que está no calendário gregoriano, (que na verdade é um calendário católico) para ser usado como dia de descanso, como se fosse o shabat da Lei. Esse sábado gregoriano, atualmente é a bandeira doutrinaria principal de suas religiões sabadistas. Há varias denominações sabadistas e nenhuma delas guarda o shabat do Decálogo. Pois, ao examinarmos as escrituras, o sábado do calendário gregoriano não tem nada a ver com o shabat da Lei. Neste livro você vai conhecer a verdadeira história do sábado do calendário gregoriano. Verá que o sábado gregoriano tem sua origem no sabbatum litúrgico. O shabat foi criado por Deus e depois por ordem do Senhor Deus, Moisés introduzido na Lei e no calendário hebraico, e usado pelo povo de Israel como sinal e como mandamento, para o descanso corporal,e que tem forte vínculo ao culto a Jeová, o todo-poderoso Deus devido as cerimônias que acompanham.
  26. 26. 27 Ao compararmos o shabat que os judeus guardam com o sábado dos adventistas, o sábado gregoriano, encontramos uma diferença descomunal. A diferença é tão explícita e fortemente expressiva entre os dois sábados, se percebe que um é de origem divina e o outro é de origem humana; “o que é divino jamais será humano”. Ou seja, o sábado gregoriano foi copiado do dia de saturno pelo catolicismo. Enquanto que o sábado, chamado de shabat, tem a sua procedência na criação do mundo e do universo por Deus. O shabat foi ordenado com exclusividade ao povo de Israel para guardá-lo. Enquanto que o sábado dos adventistas e de outros sabadistas tem sua origem dentro das liturgias Católicas. A igreja Católica, segundo a história, nunca ordenou seus adeptos a guardarem o sabbatum litúrgico que atualmente é chamado de sábado gregoriano. Na Leitura desta obra você vai saber o motivo da igreja Católica não ordenar a observância do sábado gregoriano. Quero encerrar esse capítulo dando uma sugestão a você se acaso você for adventista ou sabadista de qual quer uma dessas religiões que professam o sábado do calendário gregoriano. A sugestão é essa: empresta esse livro ao seu pastor, e pergunte a ele o que ele acha dos argumentos apresentados aqui. Se você fazer isso é sinal que você está a procura da verdade e não quer ficar escondido atrás de uma capa de religião.faça isso e de glória para Jesus o autor e consumador da nossa fé e doador da salvação que hoje temos nele, e você será abençoado.Graças a Deus por isso!
  27. 27. 28 2. O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE O SÁBADO DOS ADVENTISTAS 2.1 SHABAT: O SÁBADO QUE OS ADVENTISTAS NÃO GUARDAM É importante o amigo Leitor ficar sabendo algo sobre o sábado dos adventistas como dos demais sabadistas: o sábado chamado de shabat na Lei e no idioma hebraico não é o mesmo sábado do calendário gregoriano católico. Este livro, “O que você precisa saber sobre o sábado dos adventistas” desvenda vários assuntos trazendo á tona varias respostas e tirando muitas dúvidas que os adventistas e demais sabadistas põem na cabeça de muita gente evangélica por aí. Esta obra mostra também que eles não guardam o verdadeiro sábado chamado de shabat. Não quero e não estou fazendo nenhum julgamento de suas doutrinas e de suas religiosidades, nem de suas crenças ou convicções, muito menos os difamando. Apenas pretendo provar que eles tentam guardar um dia como se fosse o verdadeiro sábado, o shabat. Porém não é o shabat que eles pegaram para descansarem seus corpos e sim o sabbatum litúrgico que foi criado pela igreja Católica.
  28. 28. 29 Procuro simplesmente trazer esclarecimentos sobre o tema e revelar a verdade. Ou seja, eles não guardam o verdadeiro shabat. O sábado que o povo judeu observa e guarda literalmente conforme Deus ordenou na Lei. Conforme está escrito em (Lv.23.2-4). Afinal de contas tenho vários amigos que são adventistas e tenho muita estima por eles. O que, na verdade, estou afirmando neste comentário é com base na comparação do shabat dos judeus com o sábado que eles dizem que guardam. Se realmente averiguarmos o modo que o povo judeu guarda e repousa o shabat, e confrontarmos com o modo e sistema dos adventistas e dos demais sabadistas; veremos que eles não guardam e sim apenas folgam no sábado gregoriano. Esse sábado é oriundo do calendário pagão e católico que, presumivelmente, se trata do sabbatum, o sábado do latim litúrgico. São assuntos que realmente estão na história, basta o amigo leitor pesquisar nos sites dos especialistas ou dos historiadores de calendários antigos. Os adventistas criaram sua própria história sobre o sábado, desvinculando-o do shabat. E tentam esconder a verdadeira origem do sábado que eles usam como descanso aos finais de semana. Por ser o sábado que os adventistas usam como dia de descanso apenas corporal e por terem optado pelo sábado gregoriano e rejeitado o shabat do Decálogo, podemos denominar de o "sábado" de folga dos adventistas e de outros sabadistas. A verdadeira história sobre o sábado, ou seja, o sábado gregoriano foi assim: o sábado que atualmente se chama de "sábado" em português,
  29. 29. 30 todavia na antiguidade começou no latim secular de sabbatum o mesmo foi introduzido no calendário eclesiástico católico. Tal sábado atualmente se encontra inserido no calendário, que todos nós usamos em nossa vida social, econômica e cotidiana, ou seja, o calendário gregoriano católico. E é justamente o sábado que se encontra nesse calendário que eles tanto falam, comentam e pregam, e até batem no peito que guardam “os mandamentos de Deus”, visto que eles folgam seus corpos socialmente nesse suposto sábado gregoriano. Os mandamentos de Deus não são exatamente o que eles têm pregado por aí. Pois falam tanto em mandamentos de Deus, no entanto, nem mesmo eles que se dizem portadores da Lei de Deus, não a guardam como o próprio Deus manda, principalmente o shabat. Como os adventistas e os outros sabadistas podem dizer que guardam os mandamentos de Deus se ficam apegados ao sábado gregoriano católico? Com base e confiança na Palavra de Deus, eu creio assim: os que se dizem obedecerem a Palavra de Deus, devem sim fugir das coisas do mundo, das idolatrias e das coisas que pertencem ao paganismo católico. Na verdade quem deu origem no sabbatum litúrgico foi realmente a igreja Católica, essa religião criou o sabbatum litúrgico no latim litúrgico, a língua oficial da igreja Católica, língua muito usada no passado e que ainda é usada nas celebrações litúrgicas, em determinadas regiões. Pois digo sem medo de errar: esse é o sábado dos adventistas, dos demais sabadistas e de outras agremiações que professam o sabadismo latino.
  30. 30. 31 Eu digo que eles não guardam o shabat da Lei, porque o shabat não está no calendário gregoriano. O shabat da Lei ou do Decálogo está originalmente no calendário hebraico. O shabat é o verdadeiro sábado ordenado por Deus com as cerimônias descritas em (Lv.23.2-4). E que foi entregue por Moisés diretamente e com exclusividade ao povo de Israel. Basta que nós façamos uma Leitura mais atenta, como Leitores da Bíblia, e logo veremos que eles se desviam dos versículos citados anteriormente. E é justamente nesses versículos onde diz que o sábado do sétimo dia é chamado de dia de cerimônia. Então onde estão as cerimônias vinculadas ao sábado, que são mandamentos de Deus, revelados a Moisés, para serem escritos no livro de Levítico e no livro de Êxodos? Estão escritos em vários textos desde o livro de êxodos até ao livro de deuteronômio. Nesses textos bíblicos falam literalmente de cerimonialismo e esses cerimonialismos foram ordenados como mandamentos de Deus ao povo de israel. Veremos nos próximos capítulos vários versículos que os adventistas têm por costume de chamá-los de “versos” talvez sejam versos sem rimas. Segundo os adventistas o sábado que eles dizem guardar é um mandamento moral! Mas o amigo Leitor vai conhecer logo adiante, outros capítulos deste livro, onde estarei provando que o shabat do Decálogo não é mandamento moral. A invenção ou imitação do sabbatum litúrgico, frente ao shabat da Lei, foi usada para não distanciar muito dos preceitos bíblicos do Velho Testamento, cuja artimanha visa passar a idéia de que eles são os verdadeiros praticantes da
  31. 31. 32 Lei do Antigo Testamento. Porém essa imitação ou clonagem foi apenas no nome "sábado". O amigo Leitor pode até comparar sábado; sabbatum e shabat são vocábulos que aparentemente tem os mesmo significados nos nomes, porém na prática há procedimentos e regras diferentes. Se você estudar o significado de shabat vai descobrir que shabat tem o nome sábado na língua portuguesa. Também da mesma forma acontecem com o sabbatum litúrgico católico que foi copiado do dia de saturno com o nome de sabbatum do idioma latim litúrgico católico. Posteriormente o sabbatum foi transliterado para a língua portuguesa que também herdou o nome “sábado”. 2.2 O JEITO DIFERENTE DOS ADVENTISTAS DESCANSAREM SEUS CORPOS NO SÁBADO GREGORIANO Outra diferença é o jeito e a maneira dos adventistas descansarem no sábado gregoriano em comparação com os judeus. Ao guardarem e observarem o shabat, os judeus se tornam muito distintos e bem diferentes dos adventistas e de outros sabadistas brasileiros. E essa diferença faz dos judeus fiéis observadores do verdadeiro sábado, ou seja, eles praticam o sábado chamado de shabat, que é o sábado que veio por ordem direta de Deus, quando o Altíssimo entregou a Lei a Moisés. E essa diferença se destaca porque os israelitas observam cada detalhe conforme o que o Altíssimo Deus determinou no livro de Levítico. (Lv.23.2-40). Os atuais sabadistas não guardam o sábado gregoriano com o mesmo empenho e reverência que os judeus observam o shabat, por
  32. 32. 33 quê? Porque eles não receberam de Deus esse sábado gregoriano. E por sinal eles apenas descansam no sábado gregoriano. Aliás, Deus nunca deu algum tipo de sábado gregoriano para ninguém. Fica demonstrado que o shabat foi dado mesmo como sinal para o povo de Israel, com exclusividade. Pois de fato o shabat era e é mais uma festa cerimonial comemorada e usada no sétimo dia da semana do calendário hebraico como dia de repouso solene, comemorada pelos judeus. Bem já tenho mostrado as diferenças entre sábado, sabbatum e shabat. E as origens do sabbatum litúrgico e a procedência do atual sábado da língua portuguesa o qual está hoje no calendário gregoriano. E como foi que chegou até nós apenas com o nome de sábado? Foi a partir da criação do calendário eclesiástico ou litúrgico devido a tantos trabalhos religiosos e o crescimento desenfreado do catolicismo, dentro do império romano. Foi a partir daí que surgiu a criação desse calendário eclesiástico. A entrada do sabbatum litúrgico, no calendário criado pela igreja Católica naquela época, veio para sufocar e abafar o shabat dos judeus e suas cerimônias. Essas cerimônias são mandamentos de Deus e nunca foram separadas do shabat. O sabbatum foi transliterado ou copiado do dia de saturno do latim clássico para o latim litúrgico. E do latim litúrgico foi introduzido no calendário eclesiástico; do calendário eclesiástico foi transferido para o calendário Juliano. E era composto de rezas e jejuns nos sistema católico. Não era um dia guardado como
  33. 33. 34 folga ou descanso e nem era um dia de descanso corporal oficializado pela igreja Católica. Ao agir assim a igreja Católica formou um tipo de sábado fora dos padrões bíblicos como era e é o shabat do povo judeu. O sabbatum litúrgico nesse tempo (Nos meados do segundo para o terceiro século) estava somente introduzido no calendário eclesiástico católico. Quando Constantino o imperador de Roma se prontificou a realizar o Concílio Nicéia, o papa dessa época era Silvestre I, que era o pontífice da igreja Católica. Segundo os historiadores calendaristas, no calendário juliano não existia a semana de sete dias. Nesse calendário o que estavam para uso eram as calendas, as nonas e os idos, que realmente eram as três divisões principais do mesmo. Quero salientar que é por esse motivo que escrevi este livro, para que através desta obra venha trazer respostas para muitas pessoas que tinham muitas dúvidas a respeito do sábado dos adventistas. E por causa do proselitismo que os adventistas e os outros sabadistas fazem sobre os menos esclarecidos das igrejas evangélicas, usando o sábado gregoriano como tema de seus ensinos e acaba convencendo os menos avisados com esse suposto "sábado" como se fosse o verdadeiro. O objetivo desta obra também é mostrar a verdade sobre a origem, a procedência do sábado e quem inventaram tal sábado que os adventistas usam como dia de folga e descanso social e físico de seus corpos. Então, como de fato, já foi revelado que a origem do sábado dos adventistas e de outros sabadistas se encontra no sabbatum litúrgico católico denominado de sábado gregoriano.
  34. 34. 35 Inclusive tem um site na internet de um judeu que também chama esse sábado de gregoriano. Se o prezado Leitor já leu os outros capítulos desta obra com certeza também passou a conhecer a história e a trajetória do sábado gregoriano. Enfim sua procedência do sabbatum litúrgico e como esse sabbatum passou a ser ou se transformou no sábado de hoje. 2.3 COMO O SÁBADO GREGORIANO FOI INTRODUZIDO NO ATUAL CALENDARIO? A história de o sábado gregoriano chegar ao calendário atual, podemos dizer que teve a anuência do imperador Constantino. O imperador Constantino se converteu ao cristianismo católico. E por motivo dessa conversão ele passou a ser um homem cristianizado dentro do catolicismo romano. Conforme diz os historiadores, Ele também fez algumas mudanças no império, como também deu ordem para que se fizessem reforma no calendário Juliano. Já disse, aqui e em outros livros de minha autoria, que o calendário Juliano era composto pelas calendas, pelas nonas e pelos idos. Eram as três divisões que tinham nele a qual o povo romano faziam uso. Vê-se então que não tinha a semana de sete dias no calendário Juliano. Nesse tipo estranho de divisão do calendário romano não existia nem mesmo o sabbatum, e muito menos o shabat. Conforme já tenho mostrado, e provado, os adventistas e os outros sabadistas não guardam mesmo o shabat dos judeus. Já tenho dito que quem de fato conhece e guarda o shabat são os judeus. E quem conhece como que é o
  35. 35. 36 sábado dos adventistas somos nós, pois eles somente descansam no sábado do mesmo calendário que nós usamos no cotidiano que é o calendário gregoriano católico. As verdades reveladas a apontadas aqui sobre a atuação de como os atuais sabadistas descansam seus corpos,é muito fácil de presenciar; tanto é que quando vai se aproximando a sexta- feira, do calendário gregoriano, eles procuram imitar os judeus. O sábado gregoriano deles começa na sexta-feira a partir do pôr do sol. Essa prática nada mais é do que uma imitação grosseira do sábado judeu, mas utilizando-se do sábado católico gregoriano no outro dia. No entanto os judeus não somente descansam seus corpos como também obedecem a uma série de cerimônias exigidas como mandamentos pelo próprio Deus. Além das cerimônias Deus deu mandamentos para que os filhos de Israel oferecessem holocaustos e ofertas. (Nm.28.9,10) (Lv.23.2-40; 24.5-8). Podemos observar que o sábado dos adventistas é exatamente o sábado do calendário que todos nós usamos. A dona e guardiã desse calendário é a igreja Católica. E não há, dentro da Bíblia, nada sobre esse sábado gregoriano. E por que não tem no Antigo e nem no Novo Testamento? A resposta é: porque não é o shabat do Decálogo. O que tenho dito dá uma certeza de que eles não guardam mesmo o shabat do sétimo dia escrito em (Lv.23.2-4) É importante frisar e deixar bem claro: O shabat do Decálogo nunca existiu no calendário Juliano. O que afirmo neste livro tem como base as referências e comentários de estudos de
  36. 36. 37 calendaristas que estão em sites da internet. Segundo os anais da história, o imperador Constantino convocou os prelados da igreja Católica para a realização de um Concílio; o Concílio de Nicéia. Cujo objetivo era fazer a reforma política e religiosa dentro do império. No embalo desse Concílio foi feita a reforma do calendário Juliano. Sob sua ordem adotaram o sabbatum litúrgico no calendário Juliano e eliminaram de vez as calendas, nonas e idos. E no lugar desses foi introduzida a semana de feiras litúrgicas da igreja Católica. A liberdade religiosa começou aos poucos, quando Constantino decretou o édito de Milão, em 313 dC. Nessa época a igreja Católica se encontrava no seu auge de crescimento dentro do império romano. E já era a religião oficial. No entanto várias religiões foram surgindo. Configurando uma ameaça devastadora para o catolicismo romano. Com o incentivo dos bispos e o apoio e favorecimento do imperador à igreja Católica e os problemas políticos acontecendo no império, Constantino achou que seria o momento oportuno de se convocar um Concílio a ser realizado na cidade de Nicéia. E realmente foi concretizado esse evento eclesiástico e político no ano 325 dC, o Concílio de Nicéia. Volto a repetir que realmente nesse Concílio foram tomadas diversas decisões religiosas favorecendo a igreja Católica e várias decisões políticas favorecendo ao governo imperial de Constantino. Foi a partir dessa reforma que, com a mudança no calendário Juliano, os dias dos meses passaram a serem divididos em semanas de sete
  37. 37. 38 dias. E a partir daí o sabbatum litúrgico foi introduzido, juntamente com os outros dias de feiras litúrgicas. Anteriormente o sabbatum tinha o nome de sétima-feira, depois veio com o nome de sabbatum litúrgico herdado do calendário eclesiástico na qual foi transferido para o calendário Juliano. O sabbatum do latim litúrgico, dentro do calendário eclesiástico, já possuía finalidades litúrgicas. É por esse motivo que o sabbatum tem o nome de “litúrgico” visto que o mesmo já era usado nos trabalhos de liturgias Católicas. Principalmente as rezas e os jejuns. O sistema de sete dias semanais, já era oficializado no calendário católico, cujo calendário era muito usado para definir datas e dias de eventos liturgicamente comemorativos dentro do sistema católico. E que agora, no Concílio de Nicéia, teve não só a aprovação dos bispos participantes como também foi oficializado pelo papa são Silvestre I. Mesmo estando ausente, devido a problemas de saúde o papa são Silvestre I aprovou o que foi decidido nesse Concílio. Os assessores de Constantino, participantes no Concílio de Nicéia, e os bispos e teólogos católicos aprovaram a introdução da semana de feiras litúrgicas com o acréscimo do sabbatum. A essa altura dos fatos se compreende que o sabbatum litúrgico passou a ser uma cópia do dia de saturno um tipo de sábado usado pelas nações do mediterrâneo na antiguidade. O sabbatum ficou um pouco parecido com o shabat do calendário judaico. Se o sabbatum litúrgico não tivesse sido revestido das liturgias Católicas e se por acaso fossem transferidas as mesmas cerimônias da Lei
  38. 38. 39 e do Pentateuco que estão incorporadas no shabat, certamente a imitação seria mais parecida com o verdadeiro shabat da Lei. Porém não foi assim que realmente ocorreu com o sábado gregoriano. O que na verdade os bispos católicos fizeram foi apenas copiar do nome shabat, do hebraico, ou do dia de saturno que já estava enraizado na cultura romana, e promover uma transliteração para o latim litúrgico católico, formando assim um sabbatum composto de liturgias católicas. A finalidade dessa incorporação da cópia do shabat ou do dia de saturno; com o nome de sabbatum, mais os dias de feiras litúrgicas, foi justamente para se eliminar o paganismo que estava religiosamente bem alicerçado na cultura romana. Ao acompanhar essa trajetória do sabbatum litúrgico, se percebe que o sabbatum não é o shabat do Decálogo. Diante de toda essa deturpação, o shabat continua a ser o verdadeiro sábado da Lei. Enquanto que o sábado do calendário gregoriano é simplesmente uma cópia desfigurada, uma adulteração, por que não dizer um sábado pirateado. E por que podemos afirmar isso? Porque os bispos e os que fizeram parte dessa clonagem sequer se deram ao trabalho de preservar as cerimônias que acompanham o shabat do Decálogo se acaso foi copiado do shabat. As quais são cerimônias ordenadas por Deus em (Lv.23.2-4). Dileto Leitor neste livro está escrito muitas coisas sobre “o que você precisa saber sobre o sábado dos adventistas” principalmente sobre a diferença, que é enorme, entre o shabat da Lei e o sábado do calendário usado como descanso
  39. 39. 40 corporal pelos adventistas. E a diferença é esta: os judeus guardam rigorosamente o shabat. Enquanto que os adventistas e demais sabadistas de outras religiões simplesmente folgam no sabbatum litúrgico, que realmente é o sábado que está no calendário gregoriano. E aí está uma prova contundente de que os adventistas e os outros sabadistas não guardam o shabat, ou seja, eles não guardam o sábado da Lei da mesma maneira como o povo de Israel o guarda, simplesmente porque o sábado deles não é o shabat. Bem, vamos dar seqüência ao assunto da trajetória do sábado do calendário gregoriano. Nesse assunto explanado aqui nesta obra, dá para notar que existe um favor. Entretanto quero levantar a questão do favor. O amigo Leitor talvez não saiba, mas os atuais sabadistas devem um grande favor ao imperador Constantino e à igreja Católica. Favor para um imperador romano! Por quê? Porque se não fosse o imperador Constantino e a igreja Católica, talvez não existisse o sábado das liturgias Católicas no calendário gregoriano hoje. Esse sábado que se encontra hoje introduzido na semana de feiras litúrgicas, no calendário gregoriano, não foi sozinho para lá. Alguém o colocou. E esse alguém foi a igreja Católica no Concílio de Nicéia. E é justamente esse sábado que os adventistas e os outros sabadistas realmente tanto apreciam. O fato de incorporar o sabbatum litúrgico católico no calendário Juliano foi, com certeza, para banir toda a ação pagã no sistema calendaristas do povo romano e, quem sabe, se opor ao shabat judaico. Na cultura romana existia
  40. 40. 41 a semana pagã que era composta de nomes de deuses astros. E esses nomes eram: Sol, Lua, Marte, Mercúrio, Júpiter, Vênus e Saturno. Segundo a história os dias dos astros eram adaptados a cada dia da semana. E cada dia da semana astrológica correspondia aos sete dias da fase da lua. Essa semana de sete dias não existia, ainda, no calendário juliano. Os especialistas em calendários antigos e os historiadores afirmam que a maneira de como foi dividido os dias da semana, nos calendários antigos, possui poucas informações sobre o sabbatum do latim secular. Segundo se sabe sobre os registros dos atuais dias organizados em feiras litúrgicas no atual calendário, o gregoriano (antigamente calendário juliano), tem sua procedência na igreja Católica do segundo século para cá. Tudo o que se encontra a respeito das divisões dos dias da semana no calendário Juliano, continuou posteriormente com o nome de gregoriano após a reforma desse em 1582 pelo então papa Gregório XIII. As informações utilizadas para argumentar e comentadas neste livro foram selecionadas através de pesquisas em livros, sites e blogs da internet, a fim de disponibilizar um conteúdo de maior veracidade possível para os amados Leitores e, assim, sanar dúvidas, que muitos têm por esse Brasil a fora, sobre o sábado. Pois de fato os sites que pesquisei são de grande credibilidade. O que está posto neste livro, em especial neste capítulo, o que você precisa saber sobre o sábado dos adventistas, tem o intuito de trazer informações úteis especialmente para os menos esclarecidos, que
  41. 41. 42 acabam caindo nas garras dos adventistas e de outros sabadistas, que muitas vezes vem praticando proselitismo entre os evangélicos sobre o sábado. A “intenção” deles está no fato de que quando pregam sobre o sábado gregoriano, eles nunca falam que é o sábado gregoriano e nem o shabat. Eles procuram citar Êxodos 20 para mostrar que o sábado está nos Dez mandamentos. Como muitas pessoas não conhecem a diferença entre o sábado da Lei o shabat e o sábado gregoriano, acabam sendo enganados. Porque, na verdade, todas as referências bíblicas somente apontam para um único sábado, ou seja, em toda a Bíblia sempre se refere com exclusividade ao shabat do Decálogo. Assim fica evidente que os adventistas não guardam e nunca guardaram o shabat da Lei. Então fiz por onde escrever este livro, trazendo à luz os esclarecimentos de que o sábado dos adventistas não é o sábado da Lei, o shabat. E que é sim, com certeza, o sabbatum litúrgico gregoriano. Quero encerrar esse capítulo dando uma sugestão a você se acaso você for adventista ou sabadista de qual quer uma dessas religiões que professam o sábado do calendário gregoriano. A sugestão é essa: após ler e estudar; empresta esse livro ao seu pastor, e pergunte a ele o que ele acha dos argumentos apresentados aqui. Se você fazer isso, é sinal que você está a procura da verdade e não quer ficar escondido atrás de uma capa de religião.faça isso e de glória para Jesus o autor e consumador da nossa fé e doador da salvação que hoje temos nele.Graças a Deus por isso!
  42. 42. 43 3. A ORIGEM DO SÁBADO NO CALENDÁRIO
  43. 43. 44 ECLESIÁSTICO CATÓLICO 3.1 O SÁBADO DE ORIGEM CATÓLICA QUE OS ADVENTISTAS ADOTARAM COMO MANDAMENTO NÃO É O SHABAT DA LEI Quero aqui repetir a história do sábado oficialmente usado como dia de descanso corporal pelos adventistas e por outros sabadistas, cujo sábado atualmente é o sábado gregoriano. A história desse sábado vem de tempos remotos. O sábado, chamado de sabbatum litúrgico, vem do tempo em que o calendário eclesiástico foi criado pela igreja Católica. Nessa mesma época foi ele copiado do dia de saturno, ou seja, após ser clonado passou a ser chamado de sabbatum litúrgico. E é justamente o calendário gregoriano, que os adventistas e os outros sabadistas, têm usados para guardarem o dia de sábado (o sábado gregoriano) e os dias de festas comemorativas e feriados nacionais, e dias “santos” da igreja Católica. Mesmo que eles não guardassem literalmente os dias santos católicos, ainda assim os têm como descanso ferial. E fazem uso do sábado, o sabbatum, do latim litúrgico, visto que o sábado que os adventistas dizem que guardam é justamente desse calendário. Na verdade não guardam. Eles simplesmente descansam seus corpos ou folgam nesse dia, suprindo o sábado do Decálogo. Eles trocaram o shabat do calendário hebraico pelo
  44. 44. 45 sabbatum do calendário gregoriano. Ou seja, como apóstatas, renegaram o sábado do calendário hebraico chamado de shabat. Mesmo que eles preguem incansavelmente sobre a Lei e sobre o sábado, o sábado deles não tem nenhuma ligação com a Lei do Antigo Testamento e nem com o shabat do Decálogo. E por que é que não tem esse vínculo? Porque o sábado deles é o sabbatum litúrgico católico, o sábado gregoriano. E, ao defenderem suas teses, esses modernos sabadistas afirmam que se não descansarem nesse suposto sábado, que é do atual calendário católico gregoriano, não serão salvos. Que tolice! Dizem que, quem não descansa nesse sábado, do atual calendário, não está fazendo a “vontade de Deus”. Dizem também que estão guardando “os mandamentos de Deus” só pelo fato de eles descansarem socialmente e corporalmente no sábado gregoriano. Há outra coisa que eles dizem em suas teses: que o sábado deles vem desde a criação, e que esse suposto sábado nunca sofrera interrupção. Que o sábado deles é o mesmo sábado do sétimo dia após Deus ter criado todas as coisas. Entretanto quero aqui refutar essas declarações que faltam com a verdade, pois eu já disse e provei anteriormente que o sábado deles é o sábado gregoriano. E sendo o sábado gregoriano não é o shabat. Eu sei e os adventistas sabem muito bem que o shabat está no calendário hebraico e que o sábado do calendário gregoriano não é, nunca foi e jamais será o shabat. Se o sábado gregoriano tem a sua origem no latim litúrgico é evidente que esse sábado não é o shabat. E por se tratar do latim já demonstra que o sábado do atual calendário que
  45. 45. 46 nós usamos tem sua origem dentro do catolicismo romano. E pelo fato de ser e pertencer ao latim litúrgico já está indicando e apontando que o tal sábado gregoriano, chamado de sabbatum litúrgico, pertence ao catolicismo romano. Amado Leitor, se acaso os adventistas guardassem mesmo o shabat eles até que teriam razões em afirmar que o sábado deles nunca sofrera interrupção desde a criação até agora. O shabat sim nunca fora interrompido, pois o mesmo fora preservado pelo povo de Israel e está introduzido no calendário hebraico. E, por falar em calendário hebraico, o amigo Leitor já viu algum adventista ou outro sabadista usar o calendário hebraico? É bem provável que não, pois os adventistas e os demais sabadistas gostam muito é do calendário católico gregoriano, no qual se encontra o sábado gregoriano cujo dia é o que eles mais gostam e pregam. No entanto o sábado deles, que na verdade é o sabbatum litúrgico, também não passou por nenhuma interrupção, pois de fato, desde quando a igreja Católica o criou em sua liturgia e o introduziu no calendário juliano, ele continua lá até hoje. Mesmo que o calendário juliano tenha recebido a titulação de calendário gregoriano, em 1582, esse sábado continua firme nesse calendário até hoje. Assim os adventistas também continuam firme arraigados nesse sábado gregoriano, o sabbatum litúrgico, até aos dias de hoje. O sábado deles começa e termina de zero a zero hora. Enquanto que o sábado do Decálogo, o shabat, começa e termina de pôr do sol a pôr do sol. São fatos determinantes que
  46. 46. 47 provam que eles adotaram tão somente o calendário gregoriano, e fazem uso do sábado desse calendário de um modo total, sem qualquer restrição. O sábado gregoriano começa de zero hora à zero hora, os adventistas, até tentam imitar alguma coisa do shabat, ao começar o descanso corporal de pôr do sol a pôr do sol, tal qual a regra do shabat; no entanto eles usam esse sistema no sábado pagão. O sábado deles não tem nenhuma forma de cerimônias solenes, enquanto que o shabat do Decálogo tem as cerimônias solenes que Deus deu como mandamentos para os filhos de Israel. Isso está escrito em (Lv.23.2-4). Acredito que o Leitor entendeu porque eles defendem tanto as suas teses as quais não têm fundamento bíblico veterotestamentário. Tenho provado, com textos bíblicos e com argumentos, as diferenças entre o sábado dos adventistas e o shabat do Decálogo. Eles defendem bem a tese deles sobre o descanso físico corporal, porém agem assim só porque descansam no sabbatum chamado de sábado, o sábado da semana de feiras litúrgicas. Na verdade o que eles fazem é procurar imitar o shabat da Lei, mas não passa apenas de uma imitação de descanso corporal. Descanso físico a cada final de semana é algo natural de todo ser humano. Já afirmei, com fortes argumentos, que até o homem ímpio e o ateu fazem o mesmo, sem se quer adorar a Deus na hora desse descanso corporal, ou seja, o homem ímpio e o ateu não adoram o Senhor em nenhum dia, no entanto descansam seus corpos. Os adventistas fazem uma balbúrdia nesse negócio de descanso corporal com o culto a
  47. 47. 48 Deus. Descanso corporal é algo biológico e inerente a todos os seres humanos. Nem sempre o descansar o corpo, mesmo no shabat, significa que o indivíduo adorou a Deus ou praticou e descansou para o Senhor Deus. O homem ateu judeu, mesmo não crendo que Deus existe, acaba descansando seu corpo no shabat apenas por ser judeu, por questão de cultura e costume da sua etnia e de necessidade biológica. Mas seu descanso não é composto de adoração a Deus pelo fato desse homem ser ateu. É importante deixar bem frisado que descansar o corpo, como os adventistas fazem, nem sempre significa servir a Deus. (Creio que os adventistas e os outros sabadistas servem ao Senhor, mesmo eles não guardando o shabat). Certamente é por essa razão que Deus exigiu que, para guardar o sábado chamado de shabat, era necessário guardar todas as cerimônias e ritos solenes. Leitor leia atentamente os textos a seguir onde fala que ao sábado do sétimo dia Deus o chamou de solenidade. E as solenidades eram as cerimônias ligadas a esse sábado, o qual fazia parte das santas convocações com as outras festas solenes. Vejamos como estes textos falam do sábado do sétimo dia como sendo de ordem cerimonial: Fala aos filhos de Israel, e dize-lhes: “As solenidades do Senhor, que convocareis, serão santas convocações; estas são as minhas solenidades: Seis dias obra se fará, mas ao sétimo dia será o sábado do descanso, santa convocação; nenhuma
  48. 48. 49 obra fareis: sábado do Senhor é em todas as vossas habitações. Estas são as solenidades do Senhor, as santas convocações, que convocareis no seu tempo determinado.” (Lv.23.2-4) E sobre essas solenidades que são vinculadas ao shabat do Decálogo continua a seguir, até o versículo quarenta e quatro desse mesmo capítulo de Levítico. O que eles, os modernos sabadistas, fazem é abandonar e desprezar os mandamentos cerimoniais que realmente são mandamentos de Deus. Eles deveriam guardar todas essas solenidades, já que eles dizem que a Lei não foi abolida por Cristo. As solenidades que acompanham o shabat do Decálogo e os sábados festivos estão em (Lv23.2-4). Eram todas as festividades e cerimônias que realmente faziam parte do culto a Deus. E não apenas um descanso corporal isolado de um dia. Esse mandamento de descansar somente o corpo no dia de sábado gregoriano nunca existiu no Antigo Testamento. O shabat só era válido com as festividades cerimoniais, do contrario não servia como culto para o todo-poderoso Deus. Se você, prezado adventista e batista do sétimo dia do sábado gregoriano quer mesmo descobrir os erros de suas religiões é só se informar com um judeu que ainda vive no regime da Lei do Antigo Testamento. E você vai ter todas as respostas a esse respeito. Digo isso para quem está tentando guardar alguma coisa da Lei e, ao mesmo tempo, não vai poder guardar nada da Lei.
  49. 49. 50 Se o caro Leitor estiver interessado em saber, dê uma boa olhada no que os adventistas praticam no dia a dia em suas vidas religiosas. E vai ver que eles e os outros sabadistas de outras religiões, na verdade, não praticam nada da Lei do Antigo Testamento. O que realmente praticam é igual ao que praticam os evangélicos ou outras pessoas bem honestas ou quaisquer bons cidadãos que procuram “andar direitinho na vida” conforme manda a Lei moral e social de seu país. E assim as pessoas que se acham justas acabam praticando todos os mandamentos morais do jeito que estão escritos no Decálogo. Então eu comparo essas pessoas aos sabadistas, pelo fato de todos eles praticarem obras tal e igual aos adventistas. Talvez o Leitor venha perguntar: mas e o sábado que os adventistas guardam as pessoas honestas não guardam? Os adventistas, e os demais sabadistas das outras religiões, nunca guardaram, nem guardam e jamais guardarão o sábado do Decálogo chamado de shabat. Já falei o suficiente e escrevi nesta obra; os sabadistas apenas descansam seus corpos no sábado gregoriano do calendário católico. A título de curiosidade observem em todos os finais de semana e você verá que esses sabadistas recorrem ao calendário gregoriano a procura do sábado que está nesse calendário para darem descanso aos seus corpos. E o que acontece depois desse repouso no sábado latino? Eles pregam aos evangélicos que repousaram do jeito que está escrito nos Dez mandamentos. Que hipocrisia! É assim que eles fazem, essa é a vida de sabadismo deles. Eles pregam sobre o sábado do
  50. 50. 51 Decálogo, (e nunca falam em shabat) mas descansam seus corpos no sábado gregoriano, ou seja, usam um sábado e falam de outro. Nesse caso não estão promovendo a verdade. É importante ressaltar que não é fácil para os atuais sabadistas, nos dias de hoje, guardar todo aquele cerimonialismo da Lei vinculado ao shabat do Decálogo. Pois de fato eram pesados demais (pra eles). É por esse motivo que eles (os adventistas e os outros sabadistas) atualmente procuram apenas descansar no sábado clonado da atual semana de feiras litúrgicas que se encontram no calendário gregoriano, como fazem os católicos no domingo. E ensinam aos seus fiéis para que guardem o sábado do calendário gregoriano, e depois e dizem a eles que é o sábado do Decálogo, pois ambos são iguais (embora a Bíblia não diga isso). Ora, senhores seguidores da teologia sabadista, o sábado do Decálogo é o shabat e esse sábado é também chamado de shabat no calendário hebraico. O sábado de vocês é do calendário gregoriano católico, denominado de sábado gregoriano. Para guardar literalmente o shabat é necessário guardar as cerimônias vinculadas ao shabat. E vocês sabadistas por que não estão colocando em prática os elementos sagrados cerimoniais que tem na Lei e no calendário hebraico como fazem os judeus? Quero deixar esta pergunta aqui para os adventistas e os outros sabadistas responderem: os mandamentos cerimoniais e solenes vinculados ao o shabat são ou não são mandamentos de Deus? Com certeza são sim mandamentos de
  51. 51. 52 Deus, pois foi Deus quem entregou esses mandamentos a Moisés. A Bíblia diz que “os mandamentos de Deus não são pesados”, no entanto os adventistas e os outros sabadistas são incansáveis ao pregarem para os evangélicos esse versículo. Porém não ensina para guardar o shabat e sim o sábado gregoriano, aquele sábado que está no calendário católico, colocado lá pela igreja Católica. Ora amigos adventistas o sábado gregoriano não tem nenhum cerimonial como tem o shabat. Seria por esse motivo que vocês preferiram optar pelo sábado gregoriano? Responda para seus adeptos. Guardar o sábado (shabat) do Decálogo e os outros sábados festivos, como manda os mandamentos da Lei, requer obedecer às restrições do shabat do calendário hebraico, pois de fato é o mesmo shabat do Decálogo, e essa ordem vem diretamente de Deus, no livro de Lv. 23.2-4. Se o amigo adventista ou outro sabadista ler esses textos de Levítico vai ver que lá o shabat é chamado de sétimo dia. E Deus o chamou de sétimo dia de solenidade, ou seja, “de minha cerimônia” e esse sábado chamado de shabat é o sábado do Decálogo (Êx.20.1-17), conforme diz Lv.23.2-4. Toda referencia bíblica ao sétimo dia, somente se refere ao shabat no Velho Testamento e até no Novo Testamento. E em qualquer parte da Bíblia nunca se faz referência ao sábado gregoriano, o motivo é porque esse sábado, somente surgiu após a igreja Católica criar o calendário eclesiástico para seu próprio uso interno, na qual após algum tempo os seus bispos a padres introduziram o sabbatum litúrgico no calendário juliano.
  52. 52. 53 Acho muito estranho os adventistas que se dizem serem povo de Deus, adotarem esse sábado gregoriano catolisado, e chamá-lo “sábado” de Deus! É realmente rebaixar e apostatar do shabat, o sábado do Decálogo. 3.2 HÁ DISTINÇÃO ENTRE O SHABAT DA LEI E O SABBATUM GREGORIANO CATÓLICO De acordo com o estudo apresentado neste livro existe uma enorme diferença entre shabat da Lei e o sabbatum do calendário católico. O que dificulta a credibilidade dos argumentos dos adventistas e demais sabadistas, acerca de colocar em prática o verdadeiro sábado da Lei, é justamente o fato de terem adotado um tipo de sábado, o católico, que não tem nenhum vínculo com a Lei. Já que tal sábado está completamente fora do contexto bíblico, ou seja, está fora dos ensinamentos da palavra de Deus. Uma vez que faltam todos os elementos sagrados cerimoniais do shabat da Lei, que os atuais sabadistas, em hipótese alguma, não guardam e ainda desprezam. Eles usam de ousadia e ainda batem no peito se dizendo os guardiões dos “mandamentos de Deus” Mas quais mandamentos de Deus? Se eles não guardam nem o shabat como o judeu guarda! Quanto mais os mandamentos cerimoniais, ordenados por Deus, que são mais difíceis. Por que eles não guardam? Porque é complicados e pesados. Na verdade todos os Mandamentos da Lei de Deus são realmente pesados. Os mandamentos da Lei do Antigo Testamento eram tão pesados, que o apóstolo
  53. 53. 54 Paulo disse que era jugo pesado. Notamos o que esse apóstolo disse: “Estai, pois firmes na liberdade com que Cristo nos libertou, e não torneis a meter-vos debaixo do jugo da servidão.” (Gl.5.1) Eles sabem que se tivessem adotado guardar os sábados do calendário hebraico teriam juntamente também que guardar o shabat do Decálogo que tem em sua essência todas as cerimônias ordenadas pela Lei de Deus, ou seja, pelo próprio Deus. Essas cerimônias agregadas ao shabat são denominadas de “santa convocação” “minhas cerimônias” “minhas solenidades” (Lv.23.2-4) Isso mesmo! O sábado do Decálogo, o shabat, é composto de ritos e cerimônias. O shabat do Decálogo é chamado por Deus de a minha cerimônia. Ora, se o shabat é chamado por Deus de a minha cerimônia, então o shabat não é mandamento moral como dizem os adventistas. A solenidade é cerimônia. O shabat era chamado por Deus de dia solene. Caro leitor, se você é sabadista que adotou o clonado sábado, sabbatum, que tem a sua procedência da semana Católica litúrgica, eu pergunto: por que vocês não aceitam guardar os mandamentos do Senhor Deus, que são as santas convocações e as solenidades, que são inseparáveis do shabat do Decálogo? Essas solenidades NÃO existem no sábado clonado da semana dos dias de feiras Católicas, adotado por vocês. E é justamente este sábado, do atual calendário católico, que os
  54. 54. 55 adventistas adotaram para facilitar o descanso corporal nos finais de semana. Então pergunto: é útil guardar o sábado “pirata” da semana de feiras litúrgicas romanas? Se não fazem como mandam os rigorosos mandamentos da Lei de Deus, por que insistem tanto nesse sábado espúrio e pagão? Jesus como autor das doutrinas e mandamentos do Novo Testamento não ensinou e também não apontou qual dos vários tipos de sábados (shabats), que tinha na Lei, qual deles iriam servir para a igreja do Novo Testamento usar oficialmente como dia de repouso. Ou seja, a igreja do Novo Testamento não recebeu como ordem expressa em mandamento, para guardar o shabat. É importante ressaltar que guardar algum tipo de sábado dos que existem na Lei, nos quais são os shabats, não existe nenhuma declaração ou explicação que diz que se guardarmos o shabat do Decálogo, venha trazer benefícios e avanços espirituais na área do avivamento e de despertamento da nossa alma diante do Senhor Deus. Se não traz resultados benéficos e espirituais para a alma, então não existe um porquê para guardar o shabat da Lei do Decálogo (esse argumento seria aplicado para o judeu que é sabatista). E tampouco serve para nós como igreja de Cristo, o sábado copiado do dia de saturno. Que foi transformado em dia de feira litúrgica Católica, e que foi adotado pela cofundadora do adventismo e por todos os outros sabadistas, cujo sábado se encontra no calendário gregoriano. 3.3 TERRA A FABRICANTE DO SÁBADO
  55. 55. 56 Tanto o sábado do atual calendário, quanto qualquer outro dia, tem vinte e quatro horas, precisa do giro rotativo completo da terra, isto é, trata-se de um elemento físico e passageiro. O que é distinto da moral e que não tem como misturar com o moralismo previsto na Lei resumida em dez mandamentos e mais os outros mandamentos morais que há no Pentateuco. Dia é apenas dia. Moral é atributo inerente ao ser humano. Não é possível vincular o dia com a moral, pois ambos são distintos, diferentes e estranhos entre si, a ponto de não se ligar, e que torna impossível do dia ter o atributo da moral. É inadmissível a moral ser ligada a algum dia da semana. Logo, alguém que chama um dia de dia moral, é porque não conhece a natureza do dia. De onde vem o dia? De onde vêm os dias da semana? A resposta que temos é que os dias são formados pela da rotação da terra, quando esta gira em torno de seu eixo imaginário. Agora vejam bem o que tem haver a rotação da terra na produção dos dias da semana, com a moral ou com o moralismo da Lei? Nada. Portanto, também quero ressaltar que o sábado ou sabbatum é realmente um elemento de natureza física, nem esse elemento físico e nem a Lei de Deus, que mesmo sendo procedente da ordenação divina, não significa que é eterna. Os sabadistas estão tentando eternizar o sábado deles e a Lei, algo impossível de ser realizado. A Lei do Antigo Testamento não faz parte do complexo da vida de plenitude espiritual e eterna no Espírito Santo. No qual a igreja de Cristo desfruta e recebe essa plenitude constantemente.
  56. 56. 57 Para nós que somos salvos, libertos em Cristo, o que importa é a vida espiritual de fé viva e transformadora. Que verdadeiramente é movida pelo glorioso Espírito Santo em nossa alma, no reino de Deus, na esfera da dispensação da vida espiritual. Atualmente, e abundantemente, exercemos essas maravilhas no reino de Deus por nosso Senhor Jesus Cristo através de sua maravilhosa Graça. A vida espiritual do crente, que é nascido de novo, é vivida pela fé e pela graça cotidianamente na presença de Deus. O que torna qualquer mandamento da Lei, de certa forma, algo paradisíaco sem poder de regeneração, sem vida e sem a atuação do Espírito Santo. Os mandamentos da Lei foram ultrapassados e abolidos por Cristo na cruz. Tanto a Lei como o shabat do Decálogo, não tem efeito nem eficácia, em paralelo com a comunhão que o salvo tem no Senhor Jesus Cristo. Por causa das virtudes dadas pelo Espírito Santo a todo aquele que está em comunhão, as quais são muito mais que mandamentos morais. Sendo assim, tanto o shabat da Lei quanto o atual sabbatum ou o sábado do calendário gregoriano são totalmente desprovidos de qualquer virtude relativa à salvação oferecida por Cristo, dentro da dimensão espiritual na qual o Espírito Santo é o agente atuante. E é nessa esfera de vida espiritual que Ele vem transformando e regenerando vidas para a salvação. As vidas de pecadores para o reino de Deus. Cujas vidas são transformadas pelo poder regenerador do Espírito Santo. O apóstolo Paulo dá esse ensino na carta a Tito:
  57. 57. 58 “Mas quando apareceu a benignidade e a caridade de Deus, nosso Salvador, para com os homens, não pelas obras de justiça que houvéssemos feito,mas segundo a sua misericórdia, nos salvou pela lavagem da regeneração e da renovação do Espírito Santo, que abundantemente ele derramou sobre nós por Jesus Cristo nosso Salvador, para que, sendo justificados pela sua graça, sejamos feitos herdeiros de segundo a sua esperança da vida eterna.” (Tt.3.4-7) Ao considerar a obra do Espírito Santo na vida de um homem pecador, sem se importar com descanso corporal, cabe fazer a seguinte pergunta: Qual a utilidade do sabbatum, dia litúrgico católico, que os adventistas e os outros sabadistas utilizam para descansarem seus corpos? Se buscarmos base na Bíblia para saber a verdade sobre isso, veremos que não há utilidade na vida espiritual, com certeza não há nenhuma. Vemos que guardar o sábado, tanto do calendário hebraico como do calendário gregoriano, não causa mudança espiritual. E não leva nenhum de nós a ter acesso à presença de Deus e tampouco nos encaminha à vida plena de comunhão com o Espírito Santo. E também não salva a ninguém. Tanto o sábado chamado de sabbatum litúrgico, como o shabat do
  58. 58. 59 Decálogo, são transitórios. Ambos são conseqüência da rotação da terra em torno de seu eixo. Dessa forma são fabricados e formados, sucessivamente, todos os dias da semana. 3.4 O SHABAT TINHA SUA IMPORTÂNCIA SOMENTE NA LEI E SOMENTE PARA O POVO DE ISRAEL O povo de Israel guardava (e guarda) os sábados do calendário hebraico para quê? Para os israelitas tinha algum propósito? Sim, realmente o propósito da guarda do sábado cerimonial (não existe sábado que não seja cerimonial) do Decálogo e de outros sábados festivos solenes, era o fato de que eles continham elementos que constituíam partes inseparáveis da adoração e do culto a Jeová, exigidos por Deus como mandamentos. Naquele tempo os sábados de todas as categorias do calendário hebraico tinham finalidade de adoração e louvor ao único Deus. E só o povo de Israel podia pôr o shabat em prática com exclusividade diante de Deus. Nessa época o shabat tinha a sua importância, pois era uma época diferente, ou seja, era do tempo em que a dispensação da Lei estava em vigência. Agora é tempo da dispensação do Espírito Santo e da graça, que a rigor está em evidência na vida da igreja de Cristo. E há um Novo Testamento em vigência que tem sua base no sangue de Cristo. O Sangue que foi derramado na cruz. O sangue da nova aliança, o sangue do Novo Testamento, onde ao invés de ter uma Lei, como há no Velho Testamento, tem o evangelho; ou seja, tem o evangelho do poder de Deus, que conduz à salvação da alma do mais vil pecador. (Rm.1.16,17)
  59. 59. 60 3.5 NEM O SHABAT DA LEI E NEM O SÁBADO GREGORIANO TEM VIRTUDE ESPIRITUAL Biblicamente sabemos que o shabat é o sábado do Decálogo. Mas nem ele e nem os outros sábados festivos não têm nada de espiritualidade e nem de unção para a nossa alma, assim não vem surtir efeito de vida espiritual eficaz. E não servem como solenidade e celebração no culto evangélico, para os dias de hoje, na igreja de nosso Senhor Jesus Cristo. Uma vez que são elementos da Lei que já fora abolida na cruz mediante o sangue e a morte expiatória de Cristo.O sangue de Jesus não foi derramado na cruz para ser contra nós como a lei antiga era contra nós. O Sangue de Jesus foi realmente derramado na cruz, verdadeiramente para remir o pecador que vier crer em Cristo e lavar a sua alma do pecado no sangue de Jesus; leiamos e meditamos nesses textos escritos por Paulo Apóstolo: “Tendo cuidado para que ninguém vos faça presa sua, por meio de filosofias e vãs sutilezas, segundo a tradição dos homens, segundo os rudimentos do mundo, e não segundo Cristo; porque nele habita corporalmente toda a plenitude da divindade,e tendes a vossa plenitude nele, que é a cabeça de todo principado e potestade,no
  60. 60. 61 qual também fostes circuncidados com a circuncisão não feita por mãos no despojar do corpo da carne, a saber, a circuncisão de Cristo; tendo sido sepultados com ele no batismo, no qual também fostes ressuscitados pela fé no poder de Deus, que o ressuscitou dentre os mortos;e a vós, quando estáveis mortos nos vossos delitos e na incircuncisão da vossa carne, vos vivificou juntamente com ele, perdoando-nos todos os delitos;e havendo riscado o escrito de dívida que havia contra nós nas suas ordenanças, o qual nos era contrário, removeu-o do meio de nós, cravando-o na cruz; e, tendo despojado os principados e potestades, os exibiu publicamente e deles triunfou na mesma cruz.Ninguém, pois, vos julgue pelo comer, ou pelo beber, ou por causa de dias de festa, ou de lua nova, ou de sábados,que são sombras das coisas vindouras; mas o corpo é de Cristo.”(Cl.2.8- 17).
  61. 61. 62 Nós que somos igreja viva de Cristo, vivemos na dispensação da Graça e do Espírito Santo. Na Graça e no Espírito Santo temos espiritualidade viva (Ef.3.2). Se estivermos na Graça, e no Espírito Santo é porque nascemos de novo. Se, porventura, nascemos de novo é porque fomos regenerados e transformados pelo Espírito Santo. Jesus falou da necessidade do novo nascimento pelo Espírito Santo: “Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus” (Jo.3.3) Quem tem uma vida espiritual exemplar e frutífera não há necessidade de guardar o shabat da Lei, ou o sábado gregoriano (sabbatum). Esse sábado chamado de sabbatum não passa de mandamento de homem o qual os adventistas, através da sua cofundadora Helen White, adotaram sem procurar saber se era o verdadeiro shabat ou se seria o sábado gregoriano. Infelizmente, em hipótese alguma, eles admitem o erro grotesco ao adotarem em seus estatutos o sábado chamado de sabbatum que é de origem romana e Católica, ou seja, o sábado gregoriano. Ao invés de adotarem o shabat, que era da Lei e era composto das cerimônias solenes, optaram pelo sabbatum litúrgico o sábado gregoriano que atualmente se encontra junto com os outros dias de feiras litúrgicas de origem
  62. 62. 63 Católica nas quais são: segunda-feira, terça-feira, quarta-feira, quinta-feira, sexta-feira. Na verdade eles também não teriam nem mesmo que adotar o shabat da Lei, porque o mesmo também já fora abolido por Cristo na cruz.Esse ensinamento é confirmado por Paulo apóstolo na carta aos colossenses; na qual quero repetir os mesmos textos paulino de colossenses: “Tendo cuidado para que ninguém vos faça presa sua, por meio de filosofias e vãs sutilezas, segundo a tradição dos homens, segundo os rudimentos do mundo, e não segundo Cristo; porque nele habita corporalmente toda a plenitude da divindade,e tendes a vossa plenitude nele, que é a cabeça de todo principado e potestade,no qual também fostes circuncidados com a circuncisão não feita por mãos no despojar do corpo da carne, a saber, a circuncisão de Cristo; tendo sido sepultados com ele no batismo, no qual também fostes ressuscitados pela fé no poder de Deus, que o ressuscitou dentre os mortos;e a vós, quando estáveis mortos nos vossos delitos e na incircuncisão da vossa carne, vos vivificou
  63. 63. 64 juntamente com ele, perdoando-nos todos os delitos;e havendo riscado o escrito de dívida que havia contra nós nas suas ordenanças, o qual nos era contrário, removeu-o do meio de nós, cravando-o na cruz; e, tendo despojado os principados e potestades, os exibiu publicamente e deles triunfou na mesma cruz.Ninguém, pois, vos julgue pelo comer, ou pelo beber, ou por causa de dias de festa, ou de lua nova, ou de sábados,que são sombras das coisas vindouras; mas o corpo é de Cristo.”(Cl.2.8- 17). Todavia com base na vida espiritual que temos hoje, podemos analisar da seguinte forma: se somos nascidos de novo, temos o Espírito Santo! Jesus nos purificou e nos perdoou com o seu sangue. Preparando-nos assim para que, no dia de sua vinda, possamos morar no reino dos céus. E com tantas virtudes dadas pelo Espírito Santo em nossa vida espiritual, temos ampla bagagem de virtudes espirituais a ponto de torna dispensável qualquer sábado ou shabat da Lei como obrigação na vida cristã. Isto é, nem o sábado da semana de feiras litúrgicas gregorianas e nem o shabat do Decálogo e muito menos os
  64. 64. 65 outros sábados festivos da Lei, leva a efeito salvífico na alma de um ser humano. De fato esses elementos da Lei não trazem nenhum benefício na vida espiritual. Nenhuma dessas práticas sabáticas, de origem legal ou de origem papal, nos dá acesso ao trono da Graça. No entanto o que realmente torna acessível para nós entrarmos diante da presença de Deus está definido na própria Bíblia: “Segui a paz com todos e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor” (Hb.12.14) Então, se posso seguir a paz com todos e a santificação para ver e entrar na presença do Senhor; fica derrubado por terra qualquer mandamento dos homens. Como é o caso dos adventistas que receberam mandamento da senhora Ellen White para descansarem no sábado do calendário gregoriano. Ora, se vou ver o Senhor através dessas virtudes, certamente vou ter acesso à presença do Senhor. Assim não precisamos de nenhum tipo de sábado. Vejamos o que nos orienta o apóstolo: “Nós também, outrora, éramos néscios, desobedientes, desgarrados, escravos de toda sorte de paixões e prazeres, vivendo em malícia e inveja; odiosos e odiando-nos uns aos outros. Quando, porém, se manifestou a benignidade de Deus, nosso
  65. 65. 66 Salvador, e o seu amor para com os homens, não por obras de justiça praticada por nós, mas segundo sua misericórdia. Ele nos salvou mediante o lavar regenerador e renovador do Espírito Santo, que derramou sobre nós ricamente, por meio de Jesus Cristo nosso Senhor e Salvador.” (Tt.3.3-6) Conforme esse ensino do apóstolo Paulo, é dispensável a guarda do sábado (shabat) da Lei que já foi anulada por Cristo. Também é dispensável fazer do sábado um mandamento, sabbatum do atual calendário católico, o qual não tem valor bíblico, pois não está escrito na Bíblia. Além de não ter virtudes espirituais é um tipo de sábado que não existe na Lei do antigo Concerto. Sabemos, através da história relatada nos sites da internet, que o tal sábado é de origem Católica romana. Portanto não tem nenhum vínculo com os ensinos dos apóstolos no Novo Testamento. É por isso que é chamado de sabbatum, pois vem do latim litúrgico católico. O que, conseqüentemente, o torna um sábado católico sem legalismo, ou seja, um tipo de sábado fora da Lei do Velho Testamento que não se encontra na Bíblia. Todos os shabats escritos na Bíblia são da Lei, ou seja, todos os sábados fazem parte do legalismo. Por isso quero continuar mostrando o quanto a vida espiritual que exercemos pela graça do Espírito Santo, é maravilhosa e que dispensa
  66. 66. 67 qualquer prática sabática nos dias de hoje. Paulo afirmou categoricamente, dessa vida espiritual que o Espírito Santo pôs sobre nós dizendo: “Mas quando apareceu a benignidade e a caridade de Deus, nosso Salvador, para com os homens, não pelas obras de justiça que houvéssemos feitos, mas segundo a sua misericórdia, nos salvou pela lavagem da regeneração e da renovação do Espírito Santo que abundantemente Ele derramou sobre nós por Jesus Cristo nosso Salvador, para que, sendo justificados pela sua graça, sejamos feitos herdeiros segundo a esperança da vida eterna” (Tt.3.4-7) Os israelitas tinham motivo para guardar toda a Lei, pois eles receberam de Deus essa incumbência através de Moisés. E que duraria até Cristo, conforme diz o Senhor Jesus: “A Lei e os profetas duraram até João, desde então é anunciado o reino de Deus, e todo o homem emprega força para entrar nele. ” (Lc.16.16) Conforme esse texto a Lei e os profetas tiveram sua duração até o aparecimento de João Batista. Como profeta João Batista anunciou o
  67. 67. 68 reino de Deus. Isto significa que no Reino de Deus não é anunciado ou ensinado a Lei e a doutrina dos profetas. É na verdade, anunciado o reino de Deus e suas regras. E quais ensinamentos são anunciados no reino de Deus? Os que foram ensinados por Cristo e pelos apóstolos nos evangelhos e nas epístolas. 3.6 A LIBERDADE EM CRISTO Veja como Paulo, apóstolo, nos ensinou sobre a liberdade de nós termos acesso à presença de Deus: “Por ele, ambos temos acesso ao Pai em um Espírito” (Ef.2.18) Conforme diz o apóstolo, essa acessibilidade à presença do Altíssimo somente acontece na vida da igreja por intermédio de Jesus Cristo. Então, com certeza o sábado por ser essencialmente um dia comum como qualquer outro dia não serve e não tem como se adaptar para a vida espiritual, uma vez que eu e você podemos ter acesso pela fé a Deus Pai, através de Jesus, pelo poder e graça do Espírito Santo. No presente texto bíblico está bem transparente que temos acesso ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo, sem qualquer exigência de guardar qualquer dia relativamente sabático. Seja esse dia de qualquer natureza. Digo isso em relação à vida espiritual. “Por isso também pode salvar totalmente os que por ele se chegam a Deus, vivendo sempre para
  68. 68. 69 interceder por eles”. (Hb.7.25) Jesus pode salvar totalmente qualquer pessoa que se arrepender de seus pecados após crer no seu Nome e obedecer a sua Palavra. Ele salva e não dá, ou seja, Ele não deu mandamento para guardar o shabat e nem o sábado que está no calendário gregoriano. O objetivo e propósito de Cristo é salvar as almas através do seu sangue e do seu nome, sem sequer usar os Dez mandamentos como um trampolim ou como meio medianeiro. Basta ler este versículo que comprova o que estou dizendo: “E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos.” (At.4.12) A pessoa que crer no seu evangelho e aceitar a Ele como suficiente Salvador certamente será salvo. Jesus nunca vai exigir que o arrependido venha posteriormente guardar o shabat do calendário hebraico e muito menos o sabbatum, do calendário católico gregoriano, que é atualmente usado como dia de descanso corporal pelos adventistas e outros sabadistas. É impossível comparar a Lei, o shabat que, segundo o ensino do apóstolo Paulo, era jugo de servidão sobre a vida do povo de Israel; com a vida espiritual oferecida por nosso Senhor Jesus sobre a sua igreja, e que a sua igreja desfruta.
  69. 69. 70 É inadmissível e não dá nem para lembrar aquele chavão que tem no Decálogo da Lei muito usado pelos adventistas: “lembra-te” e este “lembra-te” nada mais é do que se lembrar do shabat; o sábado cerimonial dos judeus. Esse chavão não é e nunca será para lembrar-se do sábado gregoriano, dia de descanso corporal e social dos adventistas e de outros sabadistas. O correto é servir a Jesus seguindo-o de coração e entregar sem reserva a Ele, porque só Ele pode salvar totalmente sem precisar da pessoa fazer do sábado gregoriano ou do shabat sua capa de obras humanas. Seguir a guarda do sábado do calendário gregoriano como um meio de salvação é perda de tempo, pois só Cristo salva. Crer desse modo é crer em vão, pois está fora de cogitação espiritual qualquer obra humana, mesmo se incluir as obras da Lei, para tentar conseguir a salvação. Porque, seguindo esse caminho, alguém jamais conseguirá receber a vida eterna dada por Cristo. Na verdade o shabat da Lei é mais uma obra da Lei. E as obras da Lei não salvam ninguém. A salvação doada por Jesus é total, é completa, é abrangente. O shabat ou o sabbatum do atual calendário não salva, não liberta e não regenera vidas. Os shabats que tem na Lei, não transformam os corações escravizados pelo pecado, não traz esperança e vida eterna. Então não adianta “guardar” o sábado do calendário hebraico e muito menos o clonado sábado gregoriano. É perda de tempo na área religiosa. Nem mesmo o sábado do calendário hebraico, jamais vai trazer transformação na vida espiritual do crente salvo. Paulo deixou bem claro, a todos nós, com este sacro ensino:
  70. 70. 71 “Pela graça sois salvos, mediante a fé; isto não vem de vós, é dom de Deus; não de obras, para que ninguém se glorie” (Ef.2.8-9) Qualquer pessoa pode ser salva pela graça, com base na fé em Cristo Jesus, sem depender da guarda de qualquer um dos sábados que aí existe. No entanto os sabadistas, só porque descansam no sábado católico, acham que pode se salvar, mesmo descansando seus corpos em um dia da semana chamado sábado que não é o shabat. Mesmo se acaso fosse um sábado autentico e bíblico como de fato é o shabat; ainda assim mesmo jamais transformaria a vida de um pecador. E jamais, um repouso fisicamente corporal sabatino, eliminaria o vazio profundo que há na alma do vil pecador!Para o pecador o remédio para a alma enferma e pecadora é somente o Nosso Senhor Jesus Cristo o único Salvador que tudo pode fazer por uma pessoa que se arrepender de seus pecados e aceitar a Jesus como Senhor e Salvador de sua alma. “E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos.” (At.4.12) “Por isso também pode salvar totalmente os que por ele se chegam a Deus, vivendo sempre para
  71. 71. 72 interceder por eles”. (Hb.7.25) Eles andam se vangloriando por descansar num sábado que foi clonado pela igreja Católica. Esse sábado somente apareceu quando foi criado o calendário eclesiástico, nesse mesmo tempo surgiu a oportunidade de criar o sabbatum litúrgico no latim oficialmente usado por aquela igreja. Após criarem o sabbatum, imitando o shabat, em seguida o introduziram no calendário religioso dela para fins litúrgicos. Note bem, se os adventistas e os outros sabadistas guardassem mesmo o verdadeiro sábado, o shabat da Lei, com todas as cerimônias que tem, ainda assim não seria possível se salvar da perdição reservada aos pecadores. 3.7 CRISTO O FIM DA LEI Então não precisamos guardar o sábado para sermos salvos. Porque o sábado do Decálogo, que realmente é o shabat, mesmo sendo observado rigorosamente não é capaz de salvar ninguém. E se alguém insiste em guardar o sábado, o shabat, que é um mandamento da Lei do Velho Testamento, está contrariando o ensino do apóstolo Paulo aos romanos, capítulo 10 e versículo quatro que diz: “Porque o fim da Lei é Cristo, para a justiça de todo aquele que crê”.
  72. 72. 73 O sábado chamado de shabat é mandamento da Lei e está dentro da Lei. Se a Lei chegou a um ponto final, ou seja, chegou ao fim, com certeza foi através de Cristo. Foi Cristo quem fez o encaminhamento para por um fim na Lei com todos os mandamentos que tem nela. A Lei chegou ao seu fim; o que significa que terminou a sua vigência. Logicamente que o sábado foi somatoriamente incluído. Cristo pôs um fim à Lei de Deus para que a justiça, pela fé, chegasse a todos aqueles que aceitassem e cressem no Filho de Deus. Para serem salvos recebendo de maneira gloriosa as doutrinas apostólicas que realmente são virtuosas e que trazem uma série de grandes e elevadas transformações nas vidas de pessoas, trazidas aos pés de Jesus pelo poder do Espírito Santo. “Nós também, outrora, éramos néscios, desobedientes, desgarrados, escravos de toda sorte de paixões e prazeres, vivendo em malícia e inveja; odiosos e odiando-nos uns aos outros. Quando, porém, se manifestou a benignidade de Deus, nosso Salvador, e o seu amor para com os homens, não por obras de justiça praticada por nós, mas segundo sua misericórdia. Ele nos salvou mediante o lavar regenerador e renovador do Espírito Santo, que derramou sobre nós
  73. 73. 74 ricamente, por meio de Jesus Cristo nosso Senhor e Salvador.” (Tt.3.3-6) “Pela graça sois salvos, mediante a fé; isto não vem de vós, é dom de Deus; não de obras, para que ninguém se glorie” (Ef.2.8-9) “E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos.” (At.4.12) “Por isso também pode salvar totalmente os que por ele se chegam a Deus, vivendo sempre para interceder por eles”. (Hb.7.25) “Segui a paz com todos e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor” (Hb.12.14) “Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus” (Jo.3.3) Todavia, vemos aí que Jesus é o fim de tudo o que a Lei tem e de tudo o que a Lei é. E o que ela realmente representa para a vida dos israelitas e de tudo o que a Lei ensina,
  74. 74. 75 conforme nos orienta o apóstolo Paulo na carta aos romanos. Cristo pôs um ponto final na prática da Lei e de todos os mandamentos do sistema rigoroso proveniente dela. A obediência aos mandamentos morais, como os mandamentos cerimoniais, não vão trazer nenhum resultado de salvação. Pois só Cristo salva, através de uma confissão a Ele o nosso Senhor. A palavra de Deus afirma assim: “Se com tua boca confessares a Jesus como Senhor, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos serás salvo” (Rm.10.9) Ora, sou salvo porque confessei que Jesus é o Senhor da minha vida. Tenho crido e confessado o seu nome e o aceitado como o meu Salvador. No entanto se eu estivesse sob a prática do regime da Lei, guardando qualquer um dos shabats escritos na Lei, certamente eu não seria beneficiado com a salvação que agora tenho no meu Salvador que é Cristo. O apóstolo Paulo falou que ninguém poderia ser justificado pela Lei e ao mesmo tempo ser salvo pelo sangue de Jesus. De fato, guardar o sábado clonado que é apenas uma imitação do shabat do calendário hebraico, jamais vai trazer resultados espirituais na vida do povo de Deus. Se o Senhor Jesus tem me dado a renovação da alma, pelo poder e atuação do Espírito Santo. E se me revestiu do novo homem, que é criado por Deus em justiça e retidão procedentes do lavar regenerador da palavra, significa que estou isento do quarto mandamento do Decálogo o
  75. 75. 76 shabat. Notemos o que diz a palavra sobre as doutrinas que o apóstolo Paulo ensinou para a nossa vida cristã e que a torna independente de tudo o que é da Lei e do mundo: “E digo isto, e testifico no Senhor para que não andeis mais como andam também os outros gentios, na vaidade do seu sentido, entenebrecidos no entendimento, separados da vida de Deus pela ignorância que há neles, pela dureza do seu coração; os quais, havendo perdido todo o sentimento, se entregaram à dissolução, para com avidez cometerem toda a impureza. Mas vós não aprendestes assim a Cristo, se é que tendes ouvido, e neles fostes ensinados, como está a verdade em Jesus; que, quanto ao trato passado, vos despojeis do velho homem, que se corrompe pelas concupiscências do engano; e vos renoveis no espírito do vosso sentido; e vos revistais do novo homem, que segundo Deus é criado em verdadeira justiça e santidade. Pelo que deixai a mentira, e falai a verdade a cada um com o seu

×