8/22/2012
1
Profa. Me: Magda Aparecida Silvério Miyashiro
Qualidade de Software
Sucesso
Crise
Em Grego krisis, crise signi...
8/22/2012
2
Apresentação
Magda Aparecida Silvério Miyashiro
Doutoranda em Engenharia e Tecnologias Espaciais na área de co...
8/22/2012
3
Regulamento para o andamento da disciplina.
Todas as semanas devem ser elaborada e entregue uma atividade que ...
8/22/2012
4
ISO 20000 -Tecnologia da informação: define processos de gerenciamneto de serviço de TI.
ISO 17799 - Tecnologi...
8/22/2012
5
Qualidade
Qualidade é ganhar dinheiro através da satisfação dos clientes. A qualidade está em
primeiro lugar. ...
8/22/2012
6
Qualidade
Diferentes tipos/níveis de qualidade
Satisfação
do Cliente
Qualidade da pesquisa de mercado
Qualidad...
8/22/2012
7
Qualidade
Qual a necessidade da Qualidade ?
Satisfação do Cliente
Reduzir Custos
Garantir ZERO
DEFEITOS
Fazer ...
8/22/2012
8
Evolução da Qualidade
Evolução histórica da Qualidade
8 000 A.C.: Surgimento da Agricultura - trocas comerciai...
8/22/2012
9
Evolução da Qualidade
Nível de Gestão
Reação
Controle de
Qualidade
Inspeção ao produto
Registos de inspecção
E...
8/22/2012
10
Qualidade de Software
Engenharia de Software em Camadas
(Pressman, 2006)
Visão Geral de Qualidade
8/22/2012
11
Visão Geral de Qualidade
Essa visão se aplica a Qualidade
do Processo de Software?
Qualidade do processo para...
8/22/2012
12
23
“Qualidade de Software é um conceito complexo que não é diretamente
comparável com a qualidade de fabricaç...
8/22/2012
13
25
Produtos
“Produto é tudo que pode ser oferecido a um mercado para sua
apreciação, aquisição, uso ou consum...
8/22/2012
14
Produtos de software
Sistemas de software entregues ao usuário com a documentação que
descreve como instalá-l...
8/22/2012
15
QUALIDADE DOQUALIDADE DO
PRODUTO DEPRODUTO DE
SOFTWARESOFTWAREQUALIDADE DOQUALIDADE DO
PROCESSO DEPROCESSO DE...
8/22/2012
16
Qualidade é uma atividade guarda chuva que é aplicada
ao longo do desenvolvimento de software
Garantia de Qua...
8/22/2012
17
33
Processo x Produto
34
Processo
uma sequência de passos realizados para um determinado propósito.
(IEEE)
co...
8/22/2012
18
PROCESSOPROCESSO
Ferramentas
Métodos, Procedimentos,
Padrões, Técnicas
Pessoas habilitadas, treinadas,
motiva...
8/22/2012
19
37
Qualidade do Processo de Software
Aspectos Adicionais
Princípios
Grandes mudanças devem ser iniciadas de c...
8/22/2012
20
KAIZEN:
Palavra japonesa que se refere à
prática da melhoria contínua através de
pequenas mudanças, utilizand...
8/22/2012
21
O Ciclo PDCA (em inglês Plan, Do,
Check e Action) é uma
ferramenta gerencial de
tomada de decisões
para garan...
8/22/2012
22
Características da metodologia para análise e
solução de problemas:
Simplicidade
Eficiência para utilização e...
8/22/2012
23
?
SPDCA FLUXOGRAMA FASE OBJETIVO
P
Identificação do
problema
Definir claramente o problema e reconhecer sua i...
8/22/2012
24
IDEAL - SEI
Fase de iniciação: quando o patrocínio e a infra-estrutura
de melhoria do processo de software sã...
8/22/2012
25
IDEAL - SEI
Fase de diagnóstico: quando avaliações são conduzidas
para estabelecer a linha base de maturidade...
8/22/2012
26
IDEAL - SEI
Fase de ação: quando as melhorias são implementadas.
Atividades
Criar solução
Executar e Testar s...
8/22/2012
27
Ferramentas de Qualidade
Diagrama de Causas e Efeito
Ferramentas de Qualidade
Fluxograma
8/22/2012
28
Ferramentas de Qualidade
Folha de Verificação
Ferramentas de Qualidade
Grafico de Pareto
8/22/2012
29
Ferramentas de Qualidade
Histograma
Ferramentas de Qualidade
Matriz GUT (Gravidade–Urgencia-Tendencia)
8/22/2012
30
Ferramentas de Qualidade
5W2H
Ferramentas de Qualidade
MASP - Metodologia de Análise e Solução de Problemas
E...
8/22/2012
31
Ferramentas de Qualidade
5S
Seiri — Organização / Utilização / Descarte;
Seiton — Arrumação / Ordenação;
Seis...
8/22/2012
32
Introdução a Engenharia de Software
Profa. Me: Magda Aparecida Silvério Miyashiro
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

1 qualidade de software

541 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
541
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

1 qualidade de software

  1. 1. 8/22/2012 1 Profa. Me: Magda Aparecida Silvério Miyashiro Qualidade de Software Sucesso Crise Em Grego krisis, crise significa a decisão tomada por um juiz ou um médico; Em Sânscrito, crise vem de kir ou kri que significa purificar e limpar; Em Chinês, crise representa purificação e oportunidade de crescimento. Leonardo Boff Um sucesso espetacular é sempre precedido de uma preparação espetacular.
  2. 2. 8/22/2012 2 Apresentação Magda Aparecida Silvério Miyashiro Doutoranda em Engenharia e Tecnologias Espaciais na área de concentração em engenharia e gerenciamento de Sistemas pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais – INPE Mestre em Computação Aplicada pelo INPE Especialização em Análise e Desenvolvimento de Sistemas pela Universidade Paulista Graduação tecnológica em Processamento de Dados pela Faculdade Renascença Atuação em grandes metalúrgicas e grandes bancos desde programadora à coordenadora de equipe de desenvolvimento de sistemas por mais de 20 anos. Professora Universitária na Uninove e e professora na pós graduação do Mackenzie. Publicação na área de modelagem de sistemas, certificada como avaliadora CMMI. Area de interesse é Engenharia de Software, Qualidade de Software, Metodologia de Desenvolvimento de Sistemas. Diretora dos cursos de Computação da Faenac e Coordenadora de Curso de Analise de Sistemas da Universidade Metodista e Fatec Ipiranga. Link do lattes http://lattes.cnpq.br/8557867072756445 Os itens abaixo valem para das atividades, trabalhos e Provas Trabalhos iguais ou parecidos totais ou parciais não serão considerados . Todos os trabalhos deverão seguir os critérios solicitados pelo professor. Para a correção será considerado alem da Eficiência, Coerência e Conformidade, também as boas práticas. Os trabalhos de pesquisa deverão ser entregues de acordo com as normas de pesquisa existentes e praticadas pela instituição. Atividades que não seguirem os critérios acima não serão consideradas. Uso de Aparelhos É expressamente proibido a todos os alunos o uso de todo e qualquer aparelho eletrônico durante a aula, o que inclui MP3-4-5- etc, celulares, computadores portáteis, games etc, salvo se o mesmo estiver sendo utilizado em alguma apresentação para a turma de atividade solicitada pela disciplina. Casos onde o aluno estiver em plantão da empresa e ou com algum problema de saúde em família de forma eventual, poderá comunicar ao professor e deixar o aparelho celular ligado, onde o mesmo deverá ser atendido de forma discreta e fora da sala de aula. Entrada em sala de aula com atraso Todos os alunos que entrarem em atraso na sala de aula devem fazê-lo em silencio, e dirigir-se para a cadeira mais próxima para que a aula não seja prejudicada, caso contrario serão aplicadas as normas de tolerância existentes no regimento interno da instituição para o inicio e termino das aulas. Obs: Vale também para a entrada do intervalo. Lembre-se o que falamos no primeiro dia de aula..... A LIBERDADE EXIGE DISCIPLINA E RESPONSABILIDADE Regulamento para o andamento da disciplina.
  3. 3. 8/22/2012 3 Regulamento para o andamento da disciplina. Todas as semanas devem ser elaborada e entregue uma atividade que deverá ser entregue no dia imediatamente anterior ao dia da disciplina. No caso da nossa disciplina deverá ser entregue até a 23:59 hs da quarta feira anterior a aula. Deverá ser elaborada uma atividade INDIVIDUAL referente a aula anterior. Cada aluno deverá entregar utilizando a ferramenta da Universidade porem deverá ter também em seu material de aula o mesmo material, pois eles serão utilizados nos primeiros 20 minutos da aula, porem não serão entregues fisicamente, somente eletronicamente no ambiente na Universidade, porem de forma provisória utilizar o seguinte e-mail. prof.magda@prof-magda.com.br Com a seguinte descrição no assunto: Memorial-4SI – Manhã-Engenharia No corpo do e-mail a identificação de vocês. As informações abaixo são para a identificação do arquivo, valem tanto para anexar no e-mail quanto coloca-lo no ambiente da universidade. O nome do arquivo deve ter a turma e o numero da matricula de vocês Cada aluno deverá elaborar três questões com respostas relacionadas a aula anterior estas questões serão discutidas em sala O objetivo desta atividade é revisão e estudo continuado da matéria e revisão dos pontos divergentes ISO 9126 - Norma para qualidade de produtos de software ISO 14598 - Guias para avaliação de produtos de software ISO 12119 - Norma para qualidade de pacotes de software ISO 12207 - Processos de ciclo de vida do software. NBR ISO 9000-3 -Diretrizes para aplicação da norma ISO 9001 ao desenvolvimento, fornecimento e manutenção de software. CMMI- Capability Maturity Model Integrated. Modelo do SEI que estende o CMM para avaliação de processos de software. MPS.BR - Melhoria de Processos do Software Brasileiro SPICE / ISO 15504 - Projeto da ISO/IEC para avaliação dos processos de desenvolvimento de software. PSP - Personal Software Process - Modelo do SEI que define disciplinas para qualidade pessoal do engenheiro de software. Principais Normas e Modelos de Qualidade de Software Qualidade do Processo de Software
  4. 4. 8/22/2012 4 ISO 20000 -Tecnologia da informação: define processos de gerenciamneto de serviço de TI. ISO 17799 - Tecnologia da informação: código de conduta para a gestão da segurança da informação. ISO 10006 -Gestão da qualidade (aplicada em gestão de projetos). ISO 15288 – Engenharia de Sistemas (Processo de ciclo de vida de sistemas) Outras Normas ISO adjacentes Qualidade do Processo de Software 8 ISO: Internationational Organization for Standartization IEC: Internationa Electrotechnical Commission IEEE: Institute of Electrical and Electronics Engineering ABNT: Associação Brasileira de Normas Técnicas PMI: Project Management Institute SEI: Software Engineering Institute (CMMI) Softex (MPS.BR – Melhoria do Processo de Software Brasileiro) ... Qualidade do Processo de Software Orgãos Reguladores
  5. 5. 8/22/2012 5 Qualidade Qualidade é ganhar dinheiro através da satisfação dos clientes. A qualidade está em primeiro lugar. (John Egan - Pres. da IBM) A qualidade consiste em colocar o cliente em primeiro lugar, sempre. (Colin Marshall - Pres. da British Airways) A utilização de modernas técnicas de marketing deverá caminhar a par com a sistemática procura da Qualidade Total, como forma de assegurar a completa satisfação do mercado - um cliente satisfeito é a forma mais barata e eficiente de promoção. (Mário dos Santos - Pres. da Sistel) ...no fim, a qualidade torna-se uma garantia de peso para o consumidor. (João Pinto Basto - Pres. da Vista Alegre) A qualidade é função de todos, devendo ser encarada como uma filosofia de trabalho, uma atitude permanente. (G.Taguchi – Lab.AT&T) A qualidade é o inverso do dano provocado na sociedade por um produto, desde a altura em que é concebido até ao fim da sua utilização. (G. Taguchi) .................................... Qualidade É a aptidão de um produto, ou de um serviço, para a satisfação das necessidades dos utilizadores/clientes.
  6. 6. 8/22/2012 6 Qualidade Diferentes tipos/níveis de qualidade Satisfação do Cliente Qualidade da pesquisa de mercado Qualidade do conceito Qualidade da especificação Tecnologia Colaboradores Gestão Confiabilidade Manutibilidade Suporte Logístico Rapidez Competência Integridade Qualidade do Projeto Qualidade da Conformidade Disponibilidade Serviço Cada cliente insatisfeito transmite a sua insatisfação, em média, a um grupo de 8 a 16 pessoas. Qualidade Os três vértices da Qualidade Fornecedores Empresa Clientes
  7. 7. 8/22/2012 7 Qualidade Qual a necessidade da Qualidade ? Satisfação do Cliente Reduzir Custos Garantir ZERO DEFEITOS Fazer bem à primeira Prevenção em vez de inspeção 1% de defeitos ! É bom ? “..The accelerating change is the only thing stable…” (T. Necker, 1991) A Qualidade não deve ser tão perfeita quanto possível devendo ser tão perfeita quanto necessária Anything is wrong is costing you money! Qualidade x Prazos x Custos Tudo sobre controle! P ra z o s C u s to s H á b ito s Q Inspeção a 100% Qualidade Será aceitável 1% de defeitos ? Aeroporto de Lisboa (aterrizam 12 aviões/hora): Será aceitável ocorrerem 57 acidentes/mês? Autoeuropa (300 veículos/dia): Será aceitável serem rejeitados 90 veículos/mês? Unicer (80 000 garrafas cerveja/hora) Será aceitável serem rejeitadas 12 800 por dia? Será aceitável 1% de defeitos ? Será aceitável 1% de defeitos ?
  8. 8. 8/22/2012 8 Evolução da Qualidade Evolução histórica da Qualidade 8 000 A.C.: Surgimento da Agricultura - trocas comerciais Primeiras medidas de controle de qualidade Egípcios: Medições e verificações do projeto dos edifícios. Primeiras medidas de inspeção Idade Média: Expedições e rotas comerciais Inspecção dos produtos para exportação e auditorias Revolução Industrial: Produção em massa Inspeção ao produto final (testes) Grupos de produção com controlador da qualidade Depois da 1ª Grande Guerra: Falhas fatais de armamento Inspetores independentes Desenvolvimento da amostragem estatística - controlo estatístico Destingue-se processos sob e fora de controlo ProdutoFinalProdução Evolução da Qualidade Depois da 2ª G.Guerra: Conversão de unidades fabris Controlo integral da qualidade Garantia do produto. Desenvolvimento da Fiabilidade. Primeiras medidas de controle de qualidade Anos 50/60: Trocas comerciais à escala global Garantia Integrada da Qualidade Organização e funções especificadas. Anos 70/80: Concorrência agressiva Ênfase no cliente Garantia Total da Qualidade Anos 90: Globalização Alteração das mentalidades e atitudes Qualidade desde a concepção até utilização final Questão ambiental (reciclagem) Zero defeitos, custos mínimos Futuro: Gestor da Qualidade deixa de ser necessário Excelência Global ProduçãoFunçõesTudoeTodos
  9. 9. 8/22/2012 9 Evolução da Qualidade Nível de Gestão Reação Controle de Qualidade Inspeção ao produto Registos de inspecção Estabilidade Garantia de Qualidade Procedimentos ISO9000:94 Gestão da Qualidade Formação específica Sobrevivência Melhorias incrementais Garantia total da Qualidade Satisfação do cliente e envolvimento do fornecedor Estrutura de resolução de problemas Programas de melhoria constante ControleTotal da Qualidade Equipes de melhoria de qualidade Custo da qualidade Presença no mercado Revolução Gestão para a Qualidade Total Atitudes e comportamentos Modo de vida Alteração cultural Estruturas de gestão da qualidade Planeamento baseado nos clientes Desdobramento da função qualidade Simplificação de processos (ISO9000:2000) Liderança do mercado Sir. John Wolfe-Barry, projeta a Torre de Londres (London Tower Bridge) 1901 Estimula-se desta forma, o estabelecimento de um Comitê para a Normatização de acervo em Janeiro de 1901; 1903 Quando a normatização foi aplicada para os Perfis de Ferrovias (Bitolas), os tamanhos foram reduzidos de 75 para 5. existe a necessidade de evidenciar ao mercado, que produtos cumpriam com alguma normatização, sendo criado e Registrado o British Standard Mark, posteriormente conhecido como Kitemark® Durante a 1ª Gerra Mundial, as normas Inglesas foram utilizadas pela Marinha Britânica, Comando de Guerra e diversos Conselhos e Governos das Colônias; No anos 20, a Normatização foi introduzida em Países,como: Canadá, Austrália, África do Sul e Nova Zelândia. Sendo identificado interesse da Alemanha e Estados Unidos; 1929 Em 22 de abril de 1929, o Comitê de engenheiros para a Normatização recebe o Título de Royal Charter e depois para British Standads Institution; Algumas Organizações com Royal Charter: Entre 1939 e 1945 mais de 400 normas urgente para a Guerra foram produzidas Com o início da 2ª. Guerra Mundial, o trabalho “ordinário” de normatização é interrompido para concentrar os esforços em geração de normas urgentes para a Guerra; 1946 Conferências para a Normatização Internacional, que culmina com a criação da ISO – Organização Internacional para a Normatização; BSI publica a Primeira norma estabelecida mundialmente para Sistemas de Gestão da Qualidade (BS 5750), publicada em 1979 1979 1987 Em 1987 a ISO, publica a Série 9000 inspirada na norma Inglesa elaborada pelo BSI (BS 5750). Com as versões Subseqüentes da ISO 9001 (1994 e 2000) consolida-se o sucesso Internacional com mais de 800.000 certificados emitidos em todo o mundo, em 161 países. 2000 Revisão da norma ISO 9001 versão 2000. Mudança radical, transformando a norma de sistema de garantia da qualidade para sistema de gestão da qualidade. Publica a BS 15000 em 2002, hoje ISO 20000, para Gestão de Serviços de TI; BSI elabora a norma BS 7799, com o objetivo de introduzir a importância do tema: Segurança da Informação no mundo dos negócios Em 2005, a ISO, utiliza a BS 7799 para publicar a ISO 27001. 2008 Revisão da norma ISO 9001 versão 2008. Revisão simples, serviu apenas para tratar algumas palavras que pudessem ser mal compreendidas. 2011 Utilização de normas específicas, de acordo com cada segmento empresarial. Ex: ISO 20000. 1945
  10. 10. 8/22/2012 10 Qualidade de Software Engenharia de Software em Camadas (Pressman, 2006) Visão Geral de Qualidade
  11. 11. 8/22/2012 11 Visão Geral de Qualidade Essa visão se aplica a Qualidade do Processo de Software? Qualidade do processo para atingir a qualidade de produto 21 Isso no remete a velha frase de Engenharia de Software “SOFTWARE É DESENVOLVIDO E NÃO FABRICADO” (Pressman, 2006) Conceitos-Qualidade de Software Perspectiva Histórica da Engenharia de Software: anos 60 - Era Funcional anos 70 - Era do Método anos 80 - Era do Custo anos 90 e depois - Era da Qualidade Qualidade não é um fator de vantagem no mercado, mas é uma necessidade para a garantia da competitividade.
  12. 12. 8/22/2012 12 23 “Qualidade de Software é um conceito complexo que não é diretamente comparável com a qualidade de fabricação de produtos. Na fabricação de produtos, a noção de qualidade tem sido aquela em que o produto desenvolvido atende às suas especificações.” (SOMMERVILLE, 2007) Conceitos-Qualidade de Software 24 Pode-se considerar: “Qualidade de software é a satisfação de requisitos funcionais e de desempenho explicitamente declarados, normas de desenvolvimento explicitamente documentadas e características implícitas que são esperadas em todo o software desenvolvido profissionalmente” (Pressman, 2006) Essa definição enfatiza 3 pontos: 1. Os Requisitos funcionais são a base a partir da qual a qualidade é medida. Falta de conformidade com os requisitos é falta de qualidade. 2. Normas especificadas definem um conjunto de critérios de desenvolvimento que guiam o modo pelo qual o software é construído. Se os critérios não são seguidos, quase sempre o resultado é falta de qualidade 3. Há um conjunto de requisitos implícitos que frequentemente não são mencionados, por exemplo, facilidade de uso do software. Se o software satisfaz seus requisitos explícitos, mas deixa de satisfazer os requisitos implícitos, a qualidade de software é suspeita.’ Conceitos-Qualidade de Software
  13. 13. 8/22/2012 13 25 Produtos “Produto é tudo que pode ser oferecido a um mercado para sua apreciação, aquisição, uso ou consumo e que pode satisfazer a um desejo ou a uma necessidade.” Bens Físicos – automóveis, computadores, eletrodomésticos.. Serviços – condomínio, educação, concertos em geral.... Pessoas – Michael Jordan, Xuxa, Airton Senna, Pelé... Locais – Nova York, Paris, Veneza, Rio de Janeiro.... Eventos – Rock Rio, Fórmula 1, Olimpíadas, Copa do Mundo.... Idéias – natal sem fome, planejamento familiar, voluntariado.... Produtos Processo uma sequência de passos realizados para um determinado propósito. (IEEE) conjunto de recursos e atividades inter- relacionados que transformam insumos em produtos. (ISO 8402) Processo
  14. 14. 8/22/2012 14 Produtos de software Sistemas de software entregues ao usuário com a documentação que descreve como instalá-lo e usá-lo Categorias de produtos de software Sistemas genéricos: produzidos e vendidos no mercado Sistemas específicos: produzidos sob encomenda especialmente para um determinado cliente Composição dos produtos de software Instruções (programas de computador) Estruturas de dados (manipuladas pelas instruções) Documentos (descrevem operações e uso do produto) Produtos de Software Processos de Software “ Um conjunto de atividades, métodos, práticas e tecnologia que as pessoas utilizam para desenvolver e manter software e produtos relacionados.” [SEI]
  15. 15. 8/22/2012 15 QUALIDADE DOQUALIDADE DO PRODUTO DEPRODUTO DE SOFTWARESOFTWAREQUALIDADE DOQUALIDADE DO PROCESSO DEPROCESSO DE DESENVOLVIMENTODESENVOLVIMENTO 29 30 Visão que aborda a qualidade do produtoqualidade do produto Funcionalidade, confiabilidade, usabilidade, eficiência, manutenibilidade e portabilidade (ISO 9126). Visão que aborda a qualidade do processoqualidade do processo Dos requisitos do usuário à entrega do produto final, existe um processo de desenvolvimento complexo e dividido em fases, que pode comprometer a qualidade do software. Mesmo diante de divergências, o fato é que o processo influi nas características finais do software. Visões sobre a importância da qualidade do produto e do processo Processo x Produto
  16. 16. 8/22/2012 16 Qualidade é uma atividade guarda chuva que é aplicada ao longo do desenvolvimento de software Garantia de Qualidade de Software, que abrange: 1. Processo de garantia de qualidade de software (Software Quality Assurance - SQA). 2. Tarefas específicas de garantia de qualidade e controle de qualidade (incluíndo revisões técnicas e estratégias de teste multicamadas). 3. Prática de engenharia de software efetiva. 4. Controle de todos os produtos de trabalho de software e das modificações realizadas. 5. Procedimento para garantir a satisfação de normas de desenvolvimento de software 6. Mecanismo de medição. Processo x Produto Hoje em dia, a qualidade do processo “é mais importante” do que a qualidade final do produto; Existem normas e padrões tanto para produtos quanto para processos. Certificação do Produto ou do Processo? Processo x Produto
  17. 17. 8/22/2012 17 33 Processo x Produto 34 Processo uma sequência de passos realizados para um determinado propósito. (IEEE) conjunto de recursos e atividades inter-relacionados que transformam insumos em produtos. (ISO 8402 atual ISO 9000) Processo de software um conjunto de atividades, métodos, práticas e transformações que as pessoas utilizam para desenvolver e manter software e produtos relacionados. (SEI-CMMI) Qualidade do Processo de Software
  18. 18. 8/22/2012 18 PROCESSOPROCESSO Ferramentas Métodos, Procedimentos, Padrões, Técnicas Pessoas habilitadas, treinadas, motivadas FATORES DE QUALIDADE • o procedimento que descreve o método escolhido • as ferramentas para darem apoio e facilitarem o trabalho • pessoas treinadas, que compreendam e usem o processo 35 Processo de Software Qualidade do Processo de Software Desenvolvimento do SWDesenvolvimento do SWREQUISITOS PRODUTO DE SW AnáliseAnálise ProjetoProjeto … verificaçãoverificação validaçãovalidação 36 Qualidade do Processo de Software Qualidade do Processo de Software
  19. 19. 8/22/2012 19 37 Qualidade do Processo de Software Aspectos Adicionais Princípios Grandes mudanças devem ser iniciadas de cima pra baixo. Todos devem ser envolvidos. Mudanças efetivas devem ser construídas com base em conhecimento. Mudanças são contínuas. Mudanças no processo são incorporadas através de motivação e esforço. Melhoria de processo de software requer investimento. 38 “Só fazemos melhor aquilo que, repetidamente, insistimos em melhorar. A busca da excelência não deve ser um objetivo, e sim um hábito.” Aristóteles Qualidade Total
  20. 20. 8/22/2012 20 KAIZEN: Palavra japonesa que se refere à prática da melhoria contínua através de pequenas mudanças, utilizando-se de métodos, técnicas e da criatividade das pessoas no seu próprio setor de trabalho, em quaisquer níveis hierárquicos, sem maiores investimentos. Melhoria de Processos PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO: É a arte gerencial que se baseia em estudo de cenários: Análise da Competitividade (Porter), Análise do Mercado, Análise do Segmento, Análise Ambiental (Austin), etc. O planejamento estratégico visa garantir a sobrevivência e a evolução da empresa. Somente o planejamento estratégico permite a quebra de paradigmas de processos. Sendo condição necessária para determinar a visão e rever a missão da organização Melhoria de Processos
  21. 21. 8/22/2012 21 O Ciclo PDCA (em inglês Plan, Do, Check e Action) é uma ferramenta gerencial de tomada de decisões para garantir o alcance das metas necessárias à sobrevivência de uma organização Ciclo de Análise e Melhoria PDCA
  22. 22. 8/22/2012 22 Características da metodologia para análise e solução de problemas: Simplicidade Eficiência para utilização em nível operacional Valorização de fatos Medição e análise do problema global Identificação das causas reais do problema PDCA Masp-Método de Análise e Solução de Problemas PDCA FLUXOGRAMA FASE 1 Identificaçãodoproblema 2 Observação 3 Análise 4 PlanodeAção P 5 Ação D 6 Verificação C 7 Padronização A 8 Melhoriacontinua PDCA
  23. 23. 8/22/2012 23 ? SPDCA FLUXOGRAMA FASE OBJETIVO P Identificação do problema Definir claramente o problema e reconhecer sua importância Observação Investigar as características especificas do problema com uma visão ampla e sob vários pontos de vista Análise Descobrir as causas fundamentais Plano de ação Conceber um plano para bloquear as causas fundamentais D Ação Bloquear as causas fundamentais C Verificação Verificar o bloqueio efetivo 3 N (Bloqueio foi efetivo?) A Padronização Prevenir contra o reaparecimento do problema Conclusão Recapitular todo o processo de solução do problema para trabalho futuro. PDCA IDEAL - SEI Modelo para Melhoria de Processo de Software, desenvolvido pelo Software Engineering Institute Consiste de 5 fases I (Initiating) estabelecimeno da infra-estrutura inicial, regras e responsabilidades são definidas D (Diagnosing) Determinação do gap da situação atual com relação à desejada E (Establishing) Estabelecimento de objetivos e prioridades (elaboração do plano de ação) A (Acting) Execução do trabalho de acordo com o plano L (Learning) Aprendizado sobre experiências e definição de melhorias para novos ciclos
  24. 24. 8/22/2012 24 IDEAL - SEI Fase de iniciação: quando o patrocínio e a infra-estrutura de melhoria do processo de software são definidos e estabelecidos. Atividades Estímulo para mudança Estabelecer o contexto Construir patrocinio Estabelecer a infra-estrutura IDEAL - SEI
  25. 25. 8/22/2012 25 IDEAL - SEI Fase de diagnóstico: quando avaliações são conduzidas para estabelecer a linha base de maturidade do processo de software e um conjunto de recomendações de melhoria é comunicado à organização. Atividades: Caracterizar o estado atual Desenvolver recomendações IDEAL - SEI Fase de estabelecimento: quando a infra-estrutura de melhoria do processo de software é construída, incluindo a formação de equipes de trabalho nos processos e a definição de estratégias de melhoria do processo de software e planos táticos. Atividades: Estabelecer prioridades Desenvolver estratégia Planejar ações
  26. 26. 8/22/2012 26 IDEAL - SEI Fase de ação: quando as melhorias são implementadas. Atividades Criar solução Executar e Testar solução Refinar solução Implementar solução Ferramentas de Qualidade Diagrama de Causa e Efeito Fluxograma Folha de Verificação Gráfico de Pareto Histograma Matriz GUT 5W2H MASP 5S (Gestão)
  27. 27. 8/22/2012 27 Ferramentas de Qualidade Diagrama de Causas e Efeito Ferramentas de Qualidade Fluxograma
  28. 28. 8/22/2012 28 Ferramentas de Qualidade Folha de Verificação Ferramentas de Qualidade Grafico de Pareto
  29. 29. 8/22/2012 29 Ferramentas de Qualidade Histograma Ferramentas de Qualidade Matriz GUT (Gravidade–Urgencia-Tendencia)
  30. 30. 8/22/2012 30 Ferramentas de Qualidade 5W2H Ferramentas de Qualidade MASP - Metodologia de Análise e Solução de Problemas Etapas: 1. Estudo do Processo 2. Identificação do Problema 3. Observação da Situação 4. Análise do Problema 5. Ação 6. Verificação 7. Normalização 8. Conclusão
  31. 31. 8/22/2012 31 Ferramentas de Qualidade 5S Seiri — Organização / Utilização / Descarte; Seiton — Arrumação / Ordenação; Seisou — Limpeza / Higiene; Seiketsu — Padronização; Shitsuke — Disciplina. Notasde Aula DiversoscolegasNotasde Aula DiversoscolegasNotasde Aula DiversoscolegasNotasde Aula Diversoscolegas Notasde Aula da www...Notasde Aula da www...Notasde Aula da www...Notasde Aula da www... ObrigadaObrigadaObrigadaObrigada Noções sobre a Gestão da Qualidade Total - Lincoln Weinhardt Apresentação detrabalho na disciplina de Gerência e Administração de Projetos Professor Zirbes Melhoria de Processo – Modelo Ideal - Prof. Alexandre Vasconcelos Processo de Software - Prof.ª Adriana dos Santos Caparróz Carvalho Prof. João Moreira - Sistema de Informação - Engenharia de Software Profa. Dra. Ana Paula G. Serra - Notas de Aula Gerência de Qualidade em Projetos Edmarson Bacelar Mota – FGV Outros anônimos.... Referencia
  32. 32. 8/22/2012 32 Introdução a Engenharia de Software Profa. Me: Magda Aparecida Silvério Miyashiro

×