Vivências (Encontros de Grupos, com participação de público interessado):
Especial: Esquenta Janeiro!
Dzi Croquettes (RJ) ...
os principais prêmios de teatro carioca (Shell, APTR e Questão de Crítica) de melhor
dramaturgia. Mais detalhes: www.fogue...
experiência como ativista pelos direitos da pessoa com deficiência e como grande
defensor de uma relação equanime de acess...
Sobre Leonardo Salazar: Especialista em Gestão de Negócios, bacharel em Jornalismo e
técnico em Contabilidade. Também é em...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Programação janeiro

419 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
419
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
124
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Programação janeiro

  1. 1. Vivências (Encontros de Grupos, com participação de público interessado): Especial: Esquenta Janeiro! Dzi Croquettes (RJ) e Grupo de Teatro Vivencial (PE) 7 de janeiro (terça), 20h30, gratuito. Local: Galeria Café Castro Alves (Rua Capitão Lima, 280 – Santo Amaro). Cia. Fiandeiros de Teatro (PE) e Cia. Teatro di Stravaganza (RS) 10 de janeiro (sexta), 10 às 13h, gratuito. Local: Espaço Fiandeiros (Rua da Matriz, 46, 1º andar – Boa Vista. Tel. 4141 2431). Alfândega 88 Cia. de Teatro (RJ) e Coletivo Angu de Teatro (PE) 23 de janeiro (quinta), 15 às 18h, gratuito. Local: Espaço Coletivo (Rua Tomazina, 199, 1º andar – Bairro do Recife). Grupo Experimental (PE) e Fóramen M. Ballet (México) 25 de janeiro (sábado), 14 às 17h, gratuito. Local: Espaço Coletivo (Rua Tomazina, 199, 1º andar – Bairro do Recife). Bate Papos: Com os atores Felipe Rocha, Renato Linhares e Stella Rabello – Foguetes Maravilha (RJ) 10 de janeiro (sexta), após apresentação do espetáculo das 21 horas, Ninguém Falou Que Seria Fácil. Local: Teatro Luiz Mendonça. Com as atrizes Drica Moraes e Mariana Lima (RJ) 25 de janeiro (sábado), após apresentação do espetáculo das 21 horas, A Primeira Vista. Local: Teatro de Santa Isabel. Workshops: O Processo Criativo dos Foguetes Maravilha 12 de janeiro (domingo), 10 às 13h, gratuito. Local: Caixa Cultural Recife. Instrutores: Felipe Rocha e Alex Cassal (RJ). Carga horária: 3h. Nº de vagas: 20. Público alvo: Interessados em teatro, a partir dos 14 anos. Objetivo: Compartilhar alguns dos processos criativos do grupo e despertar nos alunos diferentes possibilidades de criação para seus próprios trabalhos. Sobre o grupo: Fundado em 2009 por Alex Cassal e Felipe Rocha, o Foguetes Maravilha explora modos de estar em cena e de se relacionar com o público. O grupo já se apresentou em alguns dos mais importantes festivais de teatro do Brasil e em mais de sessenta cidades do país, além de algumas cidades da Europa, tendo recebido em 2012
  2. 2. os principais prêmios de teatro carioca (Shell, APTR e Questão de Crítica) de melhor dramaturgia. Mais detalhes: www.foguetesmaravilha.wordpress.com Dança Contemporânea Para Pessoas Com ou Sem Deficiência 13 de janeiro (segunda), 14 às 17h, gratuito. Local: Caixa Cultural Recife. Instrutores: Teresa Taquechel e integrantes da Pulsar Cia. de Dança (RJ). Carga horária: 3h. Nº de vagas: 30. Público alvo: interessados em dança, a partir dos 15 anos, com ou sem deficiência e que queiram vivenciar um trabalho de corpo onde pessoas com habilidades diferenciadas participam, gerando potencial de criação artística e estímulo para a troca. Objetivo: Ampliar a atenção sobre as relações internas do corpo e o meio em que está inserido, permitindo e facilitando a expressão do indivíduo através da dança e do movimento, além de estimular o desenvolvimento da percepção e da sensibilidade de forma abrangente, através da pesquisa e jogos corporais, enriquecendo o vocabulário corporal individual e a troca com o seu entorno. A oficina lança um novo olhar sobre a questão da deficiência na dança, onde a pesquisa de movimento entre diferentes corpos, com resoluções próprias de movimento, seja fonte de criação e que as possibilidades e limites do ambiente sejam percebidos como estímulos para a produção artística. Assim, pelo fluir estético que envolve a diferença, contribui na percepção do outro e da multiplicidade do individuo. Sobre o grupo e Teresa Taquechel: A bailarina, diretora, coreógrafa e fundadora da Pulsar Cia. de Dança possui formação em Dança Contemporânea e graduação em Reabilitação Motora Através da Dança, pela Escola de Dança Angel Vianna, no Rio de Janeiro. Em 1990, conheceu Bruce Curtis, um bailarino tetraplégico e começou a pensar na questão da dança com pessoas portadoras de deficiência. Narrativas Pessoais na Criação Artística 18 de janeiro (sábado), 14 às 17h, gratuito. Local: Caixa Cultural Recife. Instrutor: Robert Softley (Escócia – Reino Unido). Carga horária: 3h. Nº de vagas: 30. *Tradução consecutiva. Público alvo: Atores/criadores com pouca ou muita experiência, professores, profissionais de teatro ou audiovisual, e interessados em geral. Objetivo: Qual é a sua história? Este workshop vai levar cada participante a visitar, de forma concisa, o processo de criação do espetáculo Se Estes Espasmos Pudessem Falar. Independente de ser ou não uma pessoa com deficiência, todos têm histórias de seus corpos para contar. Utilizando técnicas teatrais e a partir das narrativas pessoais, Robert Softley propõe a estruturação de pequenas performances que vão compartilhar estas histórias verbalmente ou usando outros métodos comunicacionais. Esta experiência também poderá incorporar o uso da fotografia. Sobre Robert Softley: Ator, diretor, dramaturgo, performer e diretor artístico que tem um trabalho já estabelecido na cena teatral escocesa, com mais de dez anos de
  3. 3. experiência como ativista pelos direitos da pessoa com deficiência e como grande defensor de uma relação equanime de acesso às artes para artistas e público com deficiência. Ele trabalha como diretor artístico do Birds of Paradise Theatre Company, grupo itinerante que promove o trabalho de artistas com deficiência em parceria com artistas em geral em teatros consagrados e com grandes companhias. Também dirige a flip, instituição atuante em todo o território escocês dando apoio a indivíduos e organizações do setor das artes. *Este workshop é uma ação do Unlimeted: Arte Sem Limites, programa do British Council. Gesto e Percepção – Introdução à Biomecânica 18 de janeiro (sábado), 8 às 12h, gratuito. Local: Sede da Compassos Cia. de Danças. Instrutora: Renata Camargo – Faculdade Angel Vianna/Compassos Cia. de Danças (PE). Carga horária: 4h. Nº de vagas: 30. Público alvo: Graduados em qualquer área, especialmente artes, educação e saúde ou pessoas que estejam no último período da graduação, maiores de 21 anos. Objetivo: Saber prático teórico da anatomia e coordenação motora básica das grandes articulações do corpo e uma breve reflexão teórica sobre sensação/percepção, consciência de si e cuidado de si. No âmbito da biomecânica, nessa oficina, priorizaremos um contato com a estrutura esquelética do corpo, afim de um reconhecimento de possibilidades espaciais para o movimento, tanto espaço interno (articular) como externo (planos e níveis de movimento). No que diz respeito à percepção, vamos às questões da sensibilidade e do sentido, porém buscando colocar em suspensão a percepção egológica, ou egóica para buscarmos uma esfera gestual mais original, ainda mais sensível que possa estar no nível do movimento inusitado, do ainda não conhecido e na esfera da percepção de si mesmo. Sobre Renata Camargo: Bailarina, maitrê de ballet e coreógrafa, diretora corporal de atores, professora de pilates (Physiopilates) e fisioterapeuta especialista em anatomia do aparelho locomotor, especialista em Osteopatia, em Psicologia da Educação e Mestranda em Educação na área de pesquisa Educação e Espiritualidade. Atua como fisioterapeuta clínica e professora de pilates dirigindo o espaço TECHNÉ (práticas e pensamentos do corpo em Recife). Uma Ideia na Cabeça e Um CNPJ nas Mãos (em parceria com o SEBRAE/PE) Dia 20 (segunda), turma 1: 9 às 12h (25 vagas) ou turma 2: 14 às 17h (25 vagas), gratuito. Local: Caixa Cultural Recife. Instrutor: Leonardo Salazar. Objetivo: Apresentar noções básicas sobre a atividade empresarial para o empreendedor de artes cênicas. 27 a 31 de janeiro (segunda a sexta), consultoria individual (30 vagas) das 9 às 17h. Local: SEBRAE/PE (Rua Tabaiares, 360 – Ilha do Retiro) – Agendamento pelo telefone 2101 8432 ou alexandref@pe.sebrae.com.br
  4. 4. Sobre Leonardo Salazar: Especialista em Gestão de Negócios, bacharel em Jornalismo e técnico em Contabilidade. Também é empresário artístico da banda Novos Bossais e instrutor setorial de Cultura do SEBRAE. Oficina: Cenotécnica: Conceitos Básicos da Maquinaria e Construção 13, 14 e 15 de janeiro (segunda a quarta), 9 às 12h, gratuito. Local: Espaço Fiandeiros (Rua da Matriz, 46, 1º andar – Boa Vista. Tel. 4141 2431). Instrutor: Pablo Oliveira (RS) – formado pelo Institut de Teatre de Barcelona, trabalha com montagem, construção e operação de maquinaria de salas de espetáculos desde 2007. Com ampla experiência de trabalho junto a grandes grupos de teatro, ministra oficinas de auxílio à formação de cenotécnicos e demais profissionais das Artes Cênicas. ______________________ Atividade Formativa em Caruaru Workshop Toque de Mágica Instrutor: Rapha Santacruz 20 de janeiro (segunda), 9 às 11h. Carga horária: 2h. Nº de alunos: 20. Público alvo: iniciantes, a partir dos 8 anos. Informações: Sesc Caruaru. Mais informações: (81) 3421 8456 / 3082 2830 Apacepe ou (81) 3222 0025 / 9292 1316 Leidson Ferraz.

×