O POSICIONAMENTO HETEROGLÓSSICO DE
CONTRAÇÃO E EXPANSÃO DIALÓGICA NO
DISCURSO DA CIÊNCIA: VOZ AUTORAL E VOZ
ALTERNATIVA NO...
PROPOSTA DE ESTUDO
Esta comunicação tem por objetivo apresentar os resultados preliminares de
um estudo piloto no que conc...
APORTE TEÓRICO E METODOLÓGICO
A base teórica fundamenta-se no Sistema de Avaliatividade, ou seja, TA (MARTIN, 2004; MARTIN...
CORPUS
ÁREA
DISCIPLINAR
TÍTULO AUTOR(ES) PERIÓDICO
1.Antropologia Política de cotas raciais, os “olhos da sociedade” e os
...
O SISTEMA DE AVALIATIVIDADE
O Sistema de Avaliatividade (MARTIN e WHITE, 2005) foi desenvolvido dentro do
arcabouço teóric...
avaliatividade
TIPOS DE
AVALIATIVIDADE
atitude
engajamento
gradação
TIPOS DE
ATITUDE
afeto
julgamento
apreciação
monogloss...
A SUB-REDE DE ‘ENGAJAMENTO’
engajamento
ENGAJAMENTO-
TIPO
monoglossia
heteroglossia
HETEROGLOSSIA-
TIPOS
contração
TIPOS
d...
ENGAJAMENTO/HETEROGLOSSIA
 CONTRAÇÃO DIALÓGICA
São os recursos avaliativos (lexicogramaticais) que
contribuem para diminu...
Alguns exemplos
contração
“As ligações mistas ensaiadas se mostraram eficientes, entretanto uma maior
série de ensaio deve...
RESULTADO
GLOBAL
Text/Antropologia Text/Eng. Civil Texts/Física Text/Lin
guística
CARACTERÍSTICAS N Percent N Percent N Pe...
heteroglossia
HETEROGLOSSIA_-
TIPO
contração
71.82%
CONTRAÇÃO_-
TIPO
discordância
17.13%
DISCORDÂNCIA-
TIPO
negação
6.08%
...
RESULTADO POR CATEGORIA: CONTRAÇÃO
Descriptive Statistics: Features
Feature N Percent
CONTRAÇÃO N=130
discordância 31 23.8...
RESULTADO POR CATEGORIA: EXPANSÃO
Descriptive Statistics: Features
Project: ICCAL 1-2015
Counting: global
Unit: <ENGAJAMEN...
contração expansão
Feature N Percent N Percent Chisqu
Signif
.
AJAMENTO-TIPO N=133 N=50
monoglossia 0 0.00% 0 0.00% 0.00
h...
Conclusão
Tanto as vozes autorais quanto as alternativas estão presentes nos artigos das
quatro áreas disciplinares, ou s...
REFERÊNCIAS
HALLIDAY, M.A.K & MATTHIESSEN, C. M.I.M. An introduction to functional grammar. 3. ed.,
Oxford, Lenders: Arnol...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Comunicação iccal, 2015, UnB, Brasília, Brasil

679 visualizações

Publicada em

Comunicação oral sobre o posicionamento heteroglóssico no discurso da ciência.

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
679
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Comunicação iccal, 2015, UnB, Brasília, Brasil

  1. 1. O POSICIONAMENTO HETEROGLÓSSICO DE CONTRAÇÃO E EXPANSÃO DIALÓGICA NO DISCURSO DA CIÊNCIA: VOZ AUTORAL E VOZ ALTERNATIVA NO GÊNERO ARTIGO CIENTÍFICO Sônia Margarida Ribeiro Guedes Universidade de Brasília -UnB
  2. 2. PROPOSTA DE ESTUDO Esta comunicação tem por objetivo apresentar os resultados preliminares de um estudo piloto no que concerne ao posicionamento heteroglóssico de contração e expansão dialógica no discurso científico via TA = Sistema de Avaliatividade (MARTIN; WHITE, 2005). Em específico, analisa as vozes textuais (voz autoral e alternativa), que emergem em artigos científicos de diferentes áreas disciplinares.
  3. 3. APORTE TEÓRICO E METODOLÓGICO A base teórica fundamenta-se no Sistema de Avaliatividade, ou seja, TA (MARTIN, 2004; MARTIN e WHITE, 2005), no âmbito da LSF( HALLIDAY, 1994; HALLIDAY e MATTHIESSEN, 2014).  Sub-rede de ‘engajamento’- Recursos avaliativos do tipo heteroglossia: contração e expansão dialógica. Quanto à metodologia, esta pesquisa circunscreve-se como exploratória, descritiva e quali-quantitative (LAKATOS, 1999) e segue os princípios da Linguística de Corpus( SARDINHA, 2004). O corpus - 4 artigos científicos (2005), das áreas disciplinares: Física, Engenharia Civil, Antropologia e Linguística -base de dados Scielo-Brasil.  Fórmula randbetween, do Excel( NUNES, 2014, 2010);  Método split-half ( BIBER, 1993, 1990). Auxílio do software UAMCorpusTool 3.2i (O’DONNEL, 2008), para identificação das formas linguísticas avaliativas de ‘engajamento’.
  4. 4. CORPUS ÁREA DISCIPLINAR TÍTULO AUTOR(ES) PERIÓDICO 1.Antropologia Política de cotas raciais, os “olhos da sociedade” e os usos da antropologia: o caso do vestibular da Universidade de Brasília (UnB) Marcos Chor Maio e Ricardo V. Santos Horizontes Antropológicos, v.11 n.23, jan/jun, 2005. 2. Eng. Civil Latossolo vermelho-amarelo reforçado com fibras de polipropileno de distribuição aleatória: estudo realizado com amostras de grandes dimensões Tiago P. Trindade et al. Revista Ibracon de estruturas e materiais, v 9, n.14, jan/jun, 2005. 3.Física Efeitos de amortecimento sobre um oscilador X3 A. J. Santiago e H. Rodrigues. Revista Bras. Ens. Física, v. 27, n.2, abr/jun, 2005. 4.Linguística As relações entre saber e poder em testes psicodiagnósticos a partir de M. Foucault Mônica Caron DELTA, v. 21, n.2, jun/dez, 2005.
  5. 5. O SISTEMA DE AVALIATIVIDADE O Sistema de Avaliatividade (MARTIN e WHITE, 2005) foi desenvolvido dentro do arcabouço teórico da LSF- no domínio dos significados interpessoais: recursos semânticos usados para a negociação ou interação, que se dá através de trocas de experiências subjetivamente representadas como informação ou bem-e-serviços e para construir, na e pela interação, identidades a partir de posicionamentos e juízos de valor (avaliação). Avaliação: modo pelo qual as pessoas usam a língua para: Aprovar ou desaprovar; aplaudir ou criticar; demonstrar entusiasmo ou abominação e como o falante/escritor posicionam os seus ouvintes/leitores a fazerem o mesmo; Construir, através dos textos, comunidades que partilham sentimentos e valores; Construir identidades; Alinhar/desalinhar com interlocutores reais ou potenciais; Construir uma audiência pretendida ou ideal para seus textos.
  6. 6. avaliatividade TIPOS DE AVALIATIVIDADE atitude engajamento gradação TIPOS DE ATITUDE afeto julgamento apreciação monoglossia heteroglossia força foco SISTEMA DE PRIMEIRO NÍVEL DE DELICADEZA TIPOS DE ENGAJAMENTO TIPOS DE GRADAÇÃO etc. etc. etc. etc. etc. etc. SISTEMAS DE SEGUNDO NÍVEL DE DELICADEZA A REDE DE SISTEMAS DE AVALIATIVIDADE ATÉ O SEGUNDO NÍVEL DE DELICADEZA Fonte: Praxedes Filho e Magalhães (2013b, p. 26).
  7. 7. A SUB-REDE DE ‘ENGAJAMENTO’ engajamento ENGAJAMENTO- TIPO monoglossia heteroglossia HETEROGLOSSIA- TIPOS contração TIPOS discordância DISCORDÂNCIA- TIPOS negação contraexpectativa proclamação PROCLAMAÇÃO_- TIPOS concordância CONCORDÂNCIA- TIPOS afirmar conceder pronunciamento endosso expansão _TIPOS entretenimento atribuição ATRIBUIÇÃO_- TIPOS reconhecimento distanciamento A caracterização de ‘engajamento’) remete à concepção bakhtiniana de intertextualidade/heteroglossia. Isso pressupõe que há, nos textos, manifestação de uma multiplicidade de vozes, ainda que a referência não se encontra explicitamente visível. DIALOGIA (princípio): “reconhecimento, por parte do falante/escritor, de que existem outras vozes ou pontos de vista acerca do assunto que se está tratando”(PRAXEDES FILHO; MAGALHÃES, 2013ª, p.78).
  8. 8. ENGAJAMENTO/HETEROGLOSSIA  CONTRAÇÃO DIALÓGICA São os recursos avaliativos (lexicogramaticais) que contribuem para diminuir ou fechar o espaço para alternativas dialógicas(MARTIN; WHITE, 2005). O falante/escritor age para desafiar, afastar ou restringir o escopo de posições ou vozes dialogicamente alternativas. ‘entretanto’, ‘mas’, ‘por outro lado’, ‘embora’, ‘é verdade que’, ‘obviamente’, ‘não aceito...’, ‘ainda que...’, ‘de fato’,  EXPANSÃO DIALÓGICA Sua realização ocorre lexicogramaticalmente por meio de recursos de ‘entretenimento’ ou ‘atribuição’. A voz textual representa explicitamente a proposição como fundamentada em seu próprio contingente, em sua subjetividade individual e/ou como fundamentada na subjetividade de uma voz externa. Assim, A proposição é representada como uma dentre uma gama de proposições possíveis, invocando, portanto, as alternativas dialógicas. ‘talvez’, ‘possivelmente’, ‘pode’, ‘parece que...’, ‘em meu ponto de vista...’ ‘X acredita que...’, ‘conforme X’..., X afirma que...’, ‘de forma equivocada, X afirma...’
  9. 9. Alguns exemplos contração “As ligações mistas ensaiadas se mostraram eficientes, entretanto uma maior série de ensaio deve ser realizada....” SC2(EC) (ENG_HGL_CONT_DISC_CTEXP) “Defendo a ideia da necessidade de uma transformação profunda nos modos de ensinar a Psicologia...” SC4(L) (ENG_HGL_CONT_PROC_PRON) “Esse fato mostra simulações numéricas…” SC3(F) (ENG_HGL_CONT_PROC_CONC_CONC_END) “De forma contundente, mas com algum grau de sobreposição, antropólogos e geneticistas questionaram[...] a legitimidade de...” SC1(A) (ENG_HGL_CONT_DISC_CTEXP) expansão “Em que medida e de que forma o professor consegue atuar com prescrições que, na verdade, não se referem a seu agir concreto?” SC4(L) (ENG_HGL_ EXP_ENT) ”Como relatado por Marchetti (1997), o I d de um material varia na faixa de 0,1 a 10...” SC2(EC) (ENG_HGL_ EXP _ATR_REC ) “A existência do termo constante 1/t0, já foi discutido anteriormente por Couto Tavares e colaboradores.” SC3(F) (ENG_HGL_EXP_ATR_REC) “Pode-se afirmar que, na reatualização da atuação do Estado frente à questão racial...” SC1(A) (ENG_HGL_EXP_ENT)
  10. 10. RESULTADO GLOBAL Text/Antropologia Text/Eng. Civil Texts/Física Text/Lin guística CARACTERÍSTICAS N Percent N Percent N Percent N Percent ENGAJAMENTO N=54 N=28 N=66 N=33 monoglossia 0 0.00% 0 0.00% 0 0.00% 0 0.00% heteroglossia 54 100.00% 28 100.00% 66 100.00 % 33 100.00% HETEROGLOSSIA N=54 N=28 N=66 N=33 contração 54 100.00% 28 100.00% 39 59.09% 9 27.27% expansão 0 0.00% 0 0.00% 26 39.39% 24 72.73% CONTRAÇÃO N=54 N=28 N=66 N=33 discordância 8 14.81% 1 3.57% 19 28.79% 3 9.09% proclamação 9 16.67% 13 46.43% 20 30.30% 6 18.18% DISCORDÂNCIA N=54 N=28 N=66 N=33 negação 4 7.41% 0 0.00% 6 9.09% 1 3.03% contraexpectativa 4 7.41% 1 3.57% 13 19.70% 2 6.06% PROCLAMAÇÃO N=54 N=28 N=66 N=33 concordância 1 1.85% 3 10.71% 6 9.09% 4 12.12% pronunciamento 6 11.11% 3 10.71% 12 18.18% 2 6.06% endosso 2 3.70% 6 21.43% 2 3.03% 0 0.00% CONCORDÂNCIA N=54 N=28 N=66 N=33 afirmar 1 1.85% 3 10.71% 5 7.58% 2 6.06% conceder 0 0.00% 0 0.00% 1 1.52% 2 6.06% EXPANSÃO N=54 N=28 N=66 N=33 entretenimento 0 0.00% 0 0.00% 20 30.30% 0 0.00% atribuição 0 0.00% 0 0.00% 6 9.09% 24 72.73% ATRIBUIÇÃO N=54 N=28 N=66 N=33 reconhecimento 0 0.00% 0 0.00% 6 9.09% 24 72.73% distanciamento 0 0.00% 0 0.00% 0 0.00% 0 0.00%
  11. 11. heteroglossia HETEROGLOSSIA_- TIPO contração 71.82% CONTRAÇÃO_- TIPO discordância 17.13% DISCORDÂNCIA- TIPO negação 6.08% contraexpectativa 11.05% proclamação 26.52% PROCLAMAÇÃO_- TIPO concordância 7.73% CONCORDÂNCIA- TIPO afirmar 6.08% conceder 1.66% pronunciamento 12.71% endosso 5.52% expansão 27.62% EXPANSÃO- TIPO entretenimento 11.05% atribuição 16.57% TIPOS_DE_ATRIBUIÇÃO reconhecimento 16.57% distanciamento 0.00%
  12. 12. RESULTADO POR CATEGORIA: CONTRAÇÃO Descriptive Statistics: Features Feature N Percent CONTRAÇÃO N=130 discordância 31 23.85% proclamação 48 36.92% DISCORDÂNCIA N=130 negação 11 8.46% contraexpectativa 20 15.38% PROCLAMAÇÃO N=130 concordância 14 10.77% pronunciamento 23 17.69% endosso 10 7.69% CONCORDÂNCIA N=130 afirmar 11 8.46% conceder 3 2.31% Project: ICCAL 1-2015 Counting: global Unit: <ENGAJAMENTO feature="contração"/> Date: Thu Oct 15 22:27:02 2015
  13. 13. RESULTADO POR CATEGORIA: EXPANSÃO Descriptive Statistics: Features Project: ICCAL 1-2015 Counting: global Unit: <ENGAJAMENTO feature="expansão"/> Date: Thu Oct 15 22:34:05 2015 Feature N Percent EXPANSÃO-TIPO N=50 entretenimento 20 40.00% atribuição 30 60.00% TIPOS_DE_ATRIBUIÇÃO N=50 reconhecimento 30 60.00% distanciamento 0 0.00%
  14. 14. contração expansão Feature N Percent N Percent Chisqu Signif . AJAMENTO-TIPO N=133 N=50 monoglossia 0 0.00% 0 0.00% 0.00 heteroglossia 133 100.00% 50 100.00% 0.00 EROGLOSSIA_-TIPO N=133 N=50 contração 130 97.74% 0 0.00% 168.75 +++ expansão 3 2.26% 50 100.00% 168.75 +++ TRAÇÃO_-TIPO N=133 N=50 discordância 31 23.31% 0 0.00% 14.03 +++ proclamação 48 36.09% 0 0.00% 24.46 +++ ORDÂNCIA-TIPO N=133 N=50 negação 11 8.27% 0 0.00% 4.40 ++ contraexpectativa 20 15.04% 0 0.00% 8.44 +++ CLAMAÇÃO_-TIPO N=133 N=50 concordância 14 10.53% 0 0.00% 5.70 +++ pronunciamento 23 17.29% 0 0.00% 9.89 +++ endosso 10 7.52% 0 0.00% 3.98 ++ CORDÂNCIA-TIPO N=133 N=50 afirmar 11 8.27% 0 0.00% 4.40 ++ conceder 3 2.26% 0 0.00% 1.15 ANSÃO-TIPO N=133 N=50 entretenimento 3 2.26% 20 40.00% 47.11 +++ atribuição 0 0.00% 30 60.00% 95.45 +++ S_DE_ATRIBUIÇÃO N=133 N=50 reconhecimento 0 0.00% 30 60.00% 95.45 +++ distanciamento 0 0.00% 0 0.00% 0.00
  15. 15. Conclusão Tanto as vozes autorais quanto as alternativas estão presentes nos artigos das quatro áreas disciplinares, ou seja, os recursos de contração e de expansão dialógica permeiam os textos de Física, Engenharia Civil, Antropologia e Linguística, porém com predomínio para a contração dialógica: voz autoral. Os recursos avaliativos são elementos constitutivos do artigo científico a despeito da sua área disciplinar, autoria e temática. Predomínio dos elementos de contração. Que significado isso produz? CONTRIBUIÇÕES
  16. 16. REFERÊNCIAS HALLIDAY, M.A.K & MATTHIESSEN, C. M.I.M. An introduction to functional grammar. 3. ed., Oxford, Lenders: Arnold, 2004. MARTIN, J. R. e ROSE, D. Working with Discouse. Meaning beyond the clause. Open Linguístics Series. London e New York: Continuum, 2003. MARTIN, J.R. e WHITE, P. The Language of Evaluation. Londres: Palgrave Macmillan, 2005. VIAN JR., O.; SOUZ, A.A. de; ALMEIDA, F. S. D. P.(Orgs.). A linguagem da avaliação em língua portuguesa: estudos sistêmico-funcionais com base no sistema de avaliatividade. São Carlos, SP: Pedro & João, 2010.

×