Nem tudo e perdoavel

2.261 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.261
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.297
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Nem tudo e perdoavel

  1. 1. Nem Tudo É Perdoável Amor com amor se paga: verdade ou mentira? Verdade - média. E ódio, com ódio se paga? Não necessariamente, pois às vezes se é odiada por inveja, e nem por isso odiamos de volta; a rigor, quando se está em temporada de muita grandeza - o que não é sempre -, podemos até ignorar que quem nos odeia existe.
  2. 2. Outro dia alguém perguntou a uma amiga: "Por que você gosta de fulana?" E ela, que nunca havia pensado no assunto, respondeu: "Porque ela gosta de mim". Simples, e se pudéssemos só gostar de quem gosta da gente, a vida seria infinitamente mais simples. Entre homem e mulher, as coisas funcionam de maneira diferente.
  3. 3. Uma mulher desejada por muitos homens não pode retribuir esse sentimento à altura, mas um gostar legal, que inclui uma certa admiração, um certo interesse, uma certa curiosidade sobre sua vida, ou melhor, sobre sua pessoa - bem, a esse tipo de sentimento ninguém fica indiferente (e isso não é traição, ou melhor: é só uma traiçãozinha).
  4. 4. Temos todos uma necessidade profunda de sermos gostados e somos capazes de qualquer coisa para que nos dêem o que de mais precisamos: afeto. Como é bom quando alguém se interessa por nós, ri de nossas histórias, se lembra de perguntar se encontramos o livro que estávamos procurando, se melhoramos da gripe.
  5. 5. Precisamos de atenção como se precisa de ar para respirar, e para que uma grande relação se estabeleça, tudo passa pelo interesse que, no fundo, é o grande sinal do gostar. Faz parte da boa educação ser atenciosa e prestar atenção no que o outro está falando, sem aquele ar de estar louca para a história acabar logo.
  6. 6. Mas existe um outro tipo de atenção que vai bem além: é a atenção verdadeira, que só acontece quando existe afeto - o real afeto. A coisa mais importante da vida é saber que algumas pessoas - que nem precisam ser muitas – gostam de você, só por você ser como é. Que elas ficam felizes quando te encontram, quando você telefona, por você existir, enfim. Ah, é muito bom ter quem goste da gente.
  7. 7. Ser odiada não é bom, mas muito pior é ser tratada com indiferença. Afinal, todos temos algumas idéias sobre nós mesmos; algumas boas, outras péssimas. Por mais seguras que possamos parecer, no fundo nos achamos meio bobas, que nada que fazemos tem importância e que temos um monte de defeitos. Existem pessoas que nos olham como se fôssemos transparentes; não se interessam por nada que se diz e nos olham como se não existíssemos.
  8. 8. Essas pessoas deixam muito claro que para elas a gente não tem a menor graça - razão suficiente para fazer qualquer um se sentir um nada; e tem pior? Nessa hora precisamos lembrar, mesmo com algum esforço, que não somos - ninguém é - tão nada assim; e que talvez o problema seja do outro, que não consegue dar atenção não a nós, especialmente, mas a ninguém.
  9. 9. Pessoas assim não sabem o quanto a vida fica mais rica quando se pensa no outro, se pensa em todos e em tudo, o que é a única maneira de pertencer a este mundo. O ruim é que elas conseguem, com sua indiferença, nos ferir mais do que de qualquer outro jeito. Porque às agressões, afinal, já estamos acostumados. Danuza Leão Música: Richard Clayderman - Detalhes Montagem: [email_address] www.pranos.com.br www.mensagensvirtuais.com.br

×