Laerte s. tavares bela xanxerê 3

491 visualizações

Publicada em

Poema à cidade de Xanxerê / SC

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

Laerte s. tavares bela xanxerê 3

  1. 1. BELA XANXERÊ Oh Xanxerê verdejante Industrial e pujante Maravilhosa cidade. Terra de luzes e brilho, Do trigo, da soja e milho, Da luz da Universidade. Terras de verdes campinas E de paisagens divinas Que ao teu solo pertence. Verdes campos da Serrinha... Xanxerê és a rainha Do Oeste Catarinense. Lembro a Vila Aparecida Festa de Igreja e comida Com o churrasco temperado. Dos teus campos de pastagens De tão bonitas imagens À qualidade do gado. Gruta de Nossa Senhora De Lourdes, que o povo adora E minha lembrança alcança Revendo esse tempo antigo, Em procissões que consigo Rever como linda herança. As tuas paisagens belas São retratadas em telas Que o artista as remete Para a futura memória De tua bonita história, Como faz Osvaldo Sette. São bonitas, fauna e flora Por teu território à fora E belezas que se vão Entre rios e cachoeiras De lindas vistas às beiras Das estradas do teu chão. Tens um povo hospitaleiro Trabalhador e ordeiro Que a terra, dignifica. Varões de honras infindas Mulheres ou moças lindas De miscigenação rica. Eu te amo com respeito De paixão e de um jeito Como ama um peregrino Que passando aí um dia Finca ali sua estadia E traça um novo destino... Trechos da Poesia Bela Xanxerê de autoria de Laerte S. Tavares

×