O slideshow foi denunciado.
Seu SlideShare está sendo baixado. ×

2 - CONTABILIDADE GERAL.pdf

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
acesse www.profvalmirsoaresjr.com.br
@profvalmirsoaresjr
PREPARATÓRIO PARA O EXAME DE SUFICIÊNCIA DO CFC
Prof Valmir Soare...
acesse www.profvalmirsoaresjr.com.br
@profvalmirsoaresjr
PREPARATÓRIO PARA O EXAME DE SUFICIÊNCIA DO CFC
Prof Valmir Soare...
acesse www.profvalmirsoaresjr.com.br
@profvalmirsoaresjr
PREPARATÓRIO PARA O EXAME DE SUFICIÊNCIA DO CFC
Prof Valmir Soare...
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Próximos SlideShares
1 - TEORIA DA CONTABILIDADE.pdf
1 - TEORIA DA CONTABILIDADE.pdf
Carregando em…3
×

Confira estes a seguir

1 de 30 Anúncio

Mais Conteúdo rRelacionado

Mais recentes (20)

Anúncio

2 - CONTABILIDADE GERAL.pdf

  1. 1. acesse www.profvalmirsoaresjr.com.br @profvalmirsoaresjr PREPARATÓRIO PARA O EXAME DE SUFICIÊNCIA DO CFC Prof Valmir Soares Jr acesse www.profvalmirsoaresjr.com.br @profvalmirsoaresjr
  2. 2. acesse www.profvalmirsoaresjr.com.br @profvalmirsoaresjr PREPARATÓRIO PARA O EXAME DE SUFICIÊNCIA DO CFC Prof Valmir Soares Jr acesse www.profvalmirsoaresjr.com.br @profvalmirsoaresjr Aula 001 - Conceitos Iniciais A contabilidade tem uma definição formal, que é a seguinte: Contabilidade é a ciência que estuda a pratica as funções de orientação, de controle e de registro dos atos e fatos de uma administração econômica (1º Congresso Brasileiro de Contabilidade/1924). Tem por Finalidade fornecer informações a seus usuários sobre o Patrimônio das entidades. O Patrimônio é o Objeto da Contabilidade. Entenda Patrimônio como o conjunto de bens, direitos e obrigações. Estudaremos tudo com o olhar na Lei 6.404/76 até as NBC (Obs: NBC x CPC) Escrituração: As contas contábeis, apenas “contas”, são representações dos componentes patrimoniais. As contas possuem naturezas Devedora e Credora. Por natureza Devedora entenda que trata-se de um bem ou direito, e constitui o lado do Ativo do Balanço Patrimonial. Por natureza Credora entenda que trata-se de obrigação, e constitui o lado do Passivo do Balanço Patrimonial. Balanço Patrimonial: Demonstração Contábil que apresenta o conjunto patrimonial de forma estática. VAMOS PRATICAR! Cerca de como a escrituração contábil deve ser executada, conforme a ITG 2000 – Escrituração Contábil, julgue os itens abaixo como Verdadeiros (V) ou Falsos (F) e, em seguida assinale a opção CORRETA. I. A escrituração contábil deve ser executada em idioma e em moeda corrente nacionais. II. A escrituração contábil deve ser executada em ordem cronológica de dia, mês e ano.
  3. 3. acesse www.profvalmirsoaresjr.com.br @profvalmirsoaresjr PREPARATÓRIO PARA O EXAME DE SUFICIÊNCIA DO CFC Prof Valmir Soares Jr acesse www.profvalmirsoaresjr.com.br @profvalmirsoaresjr III. A escrituração contábil deve ser executada com base em documentos de origem externa ou interna. IV. Na falta de documentos externos e internos, a escrituração contábil deve ser executada com base em elementos que comprovem ou evidenciem fatos contábeis. A sequência CORRETA é: a) V, V, V, V. b) V, V, V, F. c) V, F, F, V. d) F, V, V, V. A elaboração do Balancete de Verificação, em decorrência de suas características técnicas específicas, é tecnicamente embasada no a) método da teoria materialista b) método das partidas dobradas c) método da teoria patrimonialista d) princípio do registro pelo valor original e) regime de competência Quanto ao mecanismo de débito e crédito, é correto afirmar que as contas: a) Do Passivo são debitadas quando obrigações assumidas são liquidadas. b) Do Patrimônio Líquido são debitadas quando se lhes incorpora a correção monetária do exercício. c) De Despesa são debitadas em contrapartida com conta específica, para apuração do Resultado do Exercício. d) Do Ativo são debitadas quando há saída de bens ou direitos no Patrimônio. e) De Receitas são debitadas, porque concorrem para o aumento do Patrimônio Líquido. Aula 002 - Plano de Contas (Lançamentos) Plano de Contas (ou Elenco de Contas) é o conjunto de contas, previamente estabelecido, que norteia os trabalhos contábeis de registro de fatos e atos
  4. 4. acesse www.profvalmirsoaresjr.com.br @profvalmirsoaresjr PREPARATÓRIO PARA O EXAME DE SUFICIÊNCIA DO CFC Prof Valmir Soares Jr acesse www.profvalmirsoaresjr.com.br @profvalmirsoaresjr inerentes à entidade, além de servir de parâmetro para a elaboração das demonstrações contábeis. Seu principal objetivo é estabelecer normas de conduta para o registro das operações da organização. O Plano de Contas, genericamente tido como um simples elenco de contas, constituí na verdade um conjunto de normas do qual deve fazer parte, ainda, a descrição do funcionamento de cada conta - o chamado "Manual de Contas", que contém comentários e indicações gerais sobre a aplicação e o uso de cada uma das contas (para que serve, o que deve conter e outras informações sobre critérios gerais de contabilização). Nosso Exame de Suficiência apresenta um Plano de Contas em seu Edital, vale a pena conhecê-lo. VAMOS PRATICAR! Ao efetuar determinado lançamento contábil, o contador chefe de uma empresa de serviços incorreu em um erro no reconhecimento da despesa de depreciação de um veículo, não tendo considerado o valor residual que normalmente atinge 30% do valor contábil dos bens imobilizados da empresa. Antes que qualquer ajuste de regularização seja efetuado, esse erro gera no patrimônio da empresa neste ano, o efeito de a) superavaliação do passivo, do patrimônio líquido e do lucro líquido. b) superavaliação do ativo, do lucro líquido e do patrimônio líquido. c) subavaliação do ativo, do lucro líquido e do patrimônio líquido. d) subavaliação do passivo e superavaliação do lucro e do patrimônio líquido. Os materiais de uso no expediente normal das empresas, quando adquiridos para consumo imediato, devem ser contabilizados: a) A débito de uma conta de Despesa. b) A débito de uma conta de Estoque.
  5. 5. acesse www.profvalmirsoaresjr.com.br @profvalmirsoaresjr PREPARATÓRIO PARA O EXAME DE SUFICIÊNCIA DO CFC Prof Valmir Soares Jr acesse www.profvalmirsoaresjr.com.br @profvalmirsoaresjr c) A crédito de uma conta de Despesa. d) Despesa irrelevante. A empresa “X” vendeu, a prazo, mercadorias no valor de R$ 1.000,00 para a empresa “Y”. Sabe-se que ambas são contribuintes de ICMS, a alíquota do imposto corresponde a 18% e o produto não está sujeito à substituição tributária. Dessa forma, se uma empresa “A” vender mercadoria a uma empresa “B”, sendo ambas contribuintes de ICMS, qual das alternativas abaixo corresponde ao correto lançamento desse fato para empresa “B”? a) D – Estoques 1.000,00, D – Fornecedores 1.000,00 b) D – Estoques 1.000,00 C – ICMS a Recolher 180,00 C – Fornecedores 820,00 c) D – Estoques 820,00 C – ICMS a Recolher 180,00 C – Fornecedores 1.000,00 d) D – Estoques 820,00 D – ICMS a Recuperar 180,00 C – Fornecedores 1.000,00 Aula 003 - Demonstrações Contábeis Demonstrações Contábeis (Lei 6.404/76) SEÇÃO II - Demonstrações Financeiras Art. 176. Ao fim de cada exercício social, a diretoria fará elaborar, com base na escrituração mercantil da companhia, as seguintes demonstrações financeiras, que deverão exprimir com clareza a situação do patrimônio da companhia e as mutações ocorridas no exercício: I - balanço patrimonial; II - demonstração dos lucros ou prejuízos acumulados; III - demonstração do resultado do exercício; e IV – demonstração dos fluxos de caixa; e (Redação dada pela Lei nº 11.638/07)
  6. 6. acesse www.profvalmirsoaresjr.com.br @profvalmirsoaresjr PREPARATÓRIO PARA O EXAME DE SUFICIÊNCIA DO CFC Prof Valmir Soares Jr acesse www.profvalmirsoaresjr.com.br @profvalmirsoaresjr V – se companhia aberta, demonstração do valor adicionado. (Incluído pela Lei nº 11.638/07) § 4º As demonstrações serão complementadas por notas explicativas e outros quadros analíticos ou demonstrações contábeis necessários para esclarecimento da situação patrimonial e dos resultados do exercício. § 6º A companhia fechada com patrimônio líquido, na data do balanço, inferior a R$ 2.000.000,00 (dois milhões de reais) não será obrigada à elaboração e publicação da demonstração dos fluxos de caixa. (Redação dada pela Lei nº 11.638/07) Demonstrações Contábeis (NBC TG 26) O conjunto completo de demonstrações contábeis inclui: (a) balanço patrimonial ao final do período; (b) demonstração do resultado do período; (ba) demonstração do resultado abrangente do período; (c) demonstração das mutações do patrimônio líquido do período; (d) demonstração dos fluxos de caixa do período; (da) demonstração do valor adicionado do período, conforme NBC TG 09, se exigido legalmente ou por algum órgão regulador ou mesmo se apresentada voluntariamente; (e) notas explicativas, compreendendo as políticas contábeis e outras informações elucidativas; (ea) informações comparativas com o período anterior; (f) balanço patrimonial do início do período mais antigo, comparativamente apresentado, quando a entidade aplica uma política contábil retrospectivamente ou procede à reapresentação retrospectiva de itens das demonstrações contábeis, ou quando procede à reclassificação de itens de suas demonstrações contábeis.
  7. 7. acesse www.profvalmirsoaresjr.com.br @profvalmirsoaresjr PREPARATÓRIO PARA O EXAME DE SUFICIÊNCIA DO CFC Prof Valmir Soares Jr acesse www.profvalmirsoaresjr.com.br @profvalmirsoaresjr VAMOS PRATICAR! As demonstrações contábeis obrigatórias para as sociedades por ações de capital aberto, de acordo com a Lei das Sociedades por Ações, com as modificações introduzidas pelas Leis no 11.638/2007 e no 11.941/2009 são: a) Demonstração dos Fluxos de Caixa, Demonstração do Resultado do Exercício, Demonstração do Valor Adicionado, Balanço Patrimonial e Demonstração dos Lucros ou Prejuízos Acumulados. b) Demonstração dos Fluxos de Caixa, Balancete de Verificação, Demonstração do Resultado do Exercício, Demonstração de Origens e Aplicações de Recursos, e Demonstração dos Lucros ou Prejuízos Acumulados. c) Demonstração de Origens e Aplicações de Recursos, Demonstração do Resultado do Exercício, Demonstração do Valor Adicionado, Balanço Patrimonial e Demonstração dos Lucros ou Prejuízos Acumulados. d) Balanço do imposto por estimativa, Demonstração do Resultado do Exercício, Demonstração do Valor Adicionado, Demonstração de Origens e Aplicações de Recursos e Demonstração dos Lucros ou Prejuízos Acumulados. e) Demonstração dos Lucros ou Prejuízos Acumulados, Balanço Patrimonial, Demonstração dos Fluxos de Caixa e Demonstração do Resultado do Exercício. O conjunto das demonstrações contábeis exigidas para as empresas brasileiras pode variar conforme a norma em estudo. Inclusive, existem conjuntos de demonstrações contábeis diferentes quando se analisa a Lei nº 6.404/76 ou a NBC TG 26. Contudo, exista uma demonstração que apesar de não parecer, em primeiro momento, é exigida em ambas as normas vigentes mais impostas. Essa demonstração é a: a) Balanço Patrimonial b) Notas Explicativas
  8. 8. acesse www.profvalmirsoaresjr.com.br @profvalmirsoaresjr PREPARATÓRIO PARA O EXAME DE SUFICIÊNCIA DO CFC Prof Valmir Soares Jr acesse www.profvalmirsoaresjr.com.br @profvalmirsoaresjr c) Demonstração de Origem e Aplicação de Recursos d) Demonstração dos Lucros ou Prejuízos Acumulados As demonstrações contábeis corretamente elaboradas objetivam fornecer informações úteis na tomada de decisões econômicas e avaliações por parte dos usuários em geral. De acordo com a estrutura conceitual abordada na Lei Federal nº 6.404/1976 e alterações posteriores, analise as afirmativas a seguir. I. O conjunto completo de demonstrações contábeis inclui o balanço patrimonial, a demonstração do resultado do exercício, a demonstração de mutações do patrimônio líquido, a demonstração do fluxo de caixa, a demonstração de valor adicionado e as demonstrações e relatórios de análise gerencial. II. O objetivo das demonstrações contábeis é fornecer informações que sejam úteis a um grande número de usuários em suas avaliações e tomadas de decisão econômica. III. De acordo com o princípio da comparabilidade, uma entidade deve aplicar e divulgar determinada política contábil, visto que esse procedimento contribui para que os usuários sejam capazes de comparar as demonstrações contábeis que apresentar ao longo do tempo e, também, suas demonstrações contábeis com as diferentes entidades. IV. A estrutura conceitual aplica-se à forma e ao conteúdo das informações adicionais fornecidas para atender às necessidades da administração da empresa. V. O regime de competência retrata com propriedade os efeitos de transações e outros eventos e circunstâncias sobre os recursos econômicos e reivindicações da entidade que reporta a informação nos períodos em que ditos efeitos são produzidos. Estão corretas apenas as afirmativas a) I e IV. b) II e V. c) II e IV. d) III e V
  9. 9. acesse www.profvalmirsoaresjr.com.br @profvalmirsoaresjr PREPARATÓRIO PARA O EXAME DE SUFICIÊNCIA DO CFC Prof Valmir Soares Jr acesse www.profvalmirsoaresjr.com.br @profvalmirsoaresjr Aula 004 - Escrituração Contábil A escrituração contábil é o registro regular dos atos e fatos administrativos, através de processo manual, mecanizado ou eletrônico. A escrituração contábil e a emissão de relatórios, peças, análises e mapas demonstrativos e demonstrações contábeis são de atribuição e responsabilidade exclusivas de contabilista legalmente habilitado. O Diário e o Razão constituem os registros permanentes da entidade. VAMOS PRATICAR! Uma Sociedade Empresária adquiriu, à vista, mercadorias para revenda. O valor total da Nota Fiscal, emitida pelo fornecedor, foi de R$ 200.000,00. Neste valor estão incluídos R$ 34.000,00 referentes a ICMS a recuperar. Adicionalmente, pagou R$ 1.500,00, referentes ao transporte das mercadorias até o seu estabelecimento. Considerando-se apenas as informações apresentadas e de acordo com a NBC TG 16 – ESTOQUES, o lançamento contábil que representa a transação é: a) DÉBITO Estoque R$ 167.500,00 DÉBITO ICMS a Recuperar R$ 34.000,00 CRÉDITO Caixa R$ 201.500,00 b) DÉBITO Estoque R$ 200.000,00 DÉBITO ICMS a Recuperar R$ 34.000,00 DÉBITO Fretes e Carretos R$ 1.500,00 CRÉDITO Caixa R$ 201.500,00 CRÉDITO ICMS a Recolher R$ 34.000,00
  10. 10. acesse www.profvalmirsoaresjr.com.br @profvalmirsoaresjr PREPARATÓRIO PARA O EXAME DE SUFICIÊNCIA DO CFC Prof Valmir Soares Jr acesse www.profvalmirsoaresjr.com.br @profvalmirsoaresjr c) DÉBITO Estoque R$ 166.000,00 DÉBITO ICMS a Recuperar R$ 34.000,00 DÉBITO Fretes e Carretos R$ 1.500,00 CRÉDITO Caixa R$ 201.500,00 d) DÉBITO Estoque R$ 167.500,00 DÉBITO ICMS – Despesas R$ 34.000,00 DÉBITO Fretes e Carretos R$ 1.500,00 CRÉDITO Caixa R$ 203.000,00 Em 3.1.2020, uma Sociedade Empresária recebeu de cliente o valor de R$ 10.000,00, a título de adiantamento de serviços a serem prestados durante o mês de fevereiro. No dia 10.1.2020, a Sociedade Empresária concluiu os serviços e emitiu uma Nota Fiscal de Prestação de Serviços no valor de R$ 9.200,00. Na mesma data, devolveu ao cliente, em dinheiro, o valor de R$ 800,00. Considerando-se apenas as informações apresentadas e desconsiderando-se a incidência de tributos, entre as opções apresentadas indique o lançamento contábil realizado pela Sociedade Empresária que reflete o registro da transação ocorrida em 10.1.2020. a) Débito: Caixa – Ativo Circulante R$ 10.000,00 Crédito: Adiantamento de Cliente – Passivo Circulante R$ 800,00 Crédito: Receita de Serviços – Resultado R$ 9.200,00 b) Débito: Adiantamento de Cliente – Passivo Circulante R$ 10.000,00 Crédito: Receita de Serviços – Resultado R$ 9.200,00 Crédito: Caixa – Ativo Circulante R$ 800,00 c) Débito: Receita de Serviços – Resultado R$ 9.200,00 Débito: Caixa – Ativo Circulante R$ 800,00 Crédito: Adiantamento de Cliente – Passivo Circulante R$ 10.000,00
  11. 11. acesse www.profvalmirsoaresjr.com.br @profvalmirsoaresjr PREPARATÓRIO PARA O EXAME DE SUFICIÊNCIA DO CFC Prof Valmir Soares Jr acesse www.profvalmirsoaresjr.com.br @profvalmirsoaresjr d) Débito: Adiantamento de Cliente – Passivo Circulante R$ 9.200,00 Débito: Caixa – Ativo Circulante R$ 800,00 Crédito: Receita de Serviços – Resultado R$ 10.000,00 Uma Sociedade Empresária, num mês qualquer, realizou as seguintes transações: • Aquisição de mercadorias por R$ 20.000,00. Neste valor está incluído ICMS recuperável, no valor de R$ 3.400,00. • Venda, por R$ 25.000,00, de 50% das mercadorias adquiridas. Sobre a receita obtida na operação, há incidência apenas do ICMS na alíquota de 12%. Considerando-se que essas foram as únicas transações efetuadas no mês, após o registro contábil de apuração do ICMS, a Sociedade Empresária apresentará: a) um saldo de ICMS a Recuperar no valor de R$ 400,00. b) um saldo de ICMS a Recuperar no valor de R$ 1.300,00. c) um saldo de ICMS a Recolher no valor de R$ 3.000,00. d) um saldo de ICMS a Recolher no valor de R$ 3.400,00. Aula 005 - Ativo Imobilizado Lei 6.404/76 - art. 179. As contas serão classificadas do seguinte modo: IV – no ativo imobilizado: os direitos que tenham por objeto bens corpóreos destinados à manutenção das atividades da companhia ou da empresa ou exercidos com essa finalidade, inclusive os decorrentes de operações que transfiram à companhia os benefícios, riscos e controle desses bens; (Redação dada pela Lei nº 11.638,de 2007) NBC TG 27 - Ativo imobilizado é o item tangível que:
  12. 12. acesse www.profvalmirsoaresjr.com.br @profvalmirsoaresjr PREPARATÓRIO PARA O EXAME DE SUFICIÊNCIA DO CFC Prof Valmir Soares Jr acesse www.profvalmirsoaresjr.com.br @profvalmirsoaresjr (a) é mantido para o uso na produção ou fornecimento de bens ou serviços, para aluguel a terceiros, ou para fins administrativos; e (b) se espera utilizar por mais de um período contábil. O custo de item do ativo imobilizado compreende: (a) seu preço de compra, acrescido de impostos de importação e tributos não recuperáveis sobre a compra, após deduzidos os descontos comerciais e abatimentos; (b) quaisquer custos diretamente atribuíveis para colocar o ativo no local e condições necessárias para ele ser capaz de funcionar da forma pretendida pela administração; (c) a estimativa inicial dos custos de desmontagem e remoção do item e de restauração do local no qual esse está localizado. Tais custos representam a obrigação em que a entidade incorre quando o item é adquirido, ou como consequência de utilizá-lo durante determinado período para finalidades diferentes da produção de estoque no período. VAMOS PRATICAR! Em relação ao Grupo do Ativo Imobilizado NÃO é correto afirmar que: a) é formado por ativo tangível, que é mantido para uso na produção ou fornecimento de mercadorias ou serviços, para aluguel a outros, ou para fins administrativos. b) espera utilizar o ativo tangível por mais de um ano. c) o ativo não precisa necessariamente pertencer à entidade do ponto de vista jurídico para ser reconhecido. d) a entidade deverá reconhecer o ativo no seu balanço, se for provável que futuros benefícios econômicos sejam produzidos por esse ativo. e) o ativo incorpóreo é também reconhecido nesse grupo.
  13. 13. acesse www.profvalmirsoaresjr.com.br @profvalmirsoaresjr PREPARATÓRIO PARA O EXAME DE SUFICIÊNCIA DO CFC Prof Valmir Soares Jr acesse www.profvalmirsoaresjr.com.br @profvalmirsoaresjr Uma empresa adquiriu um equipamento por R$ 660.000,00, cuja vida útil é estimada em 10 anos. Considerando que o valor residual do equipamento é R$ 60.000,00, qual será o valor mensal da depreciação utilizando se o Método da Depreciação Linear ou das Quotas Constantes? a) R$ 5.000,00. b) R$ 5.500,00. c) R$ 66.000,00. d) R$ 60.000,00. Um veículo foi adquirido no dia 1º de agosto de 2019 pelo valor de R$ 65.000,00. O veículo terá vida útil estimada em mais 5 anos e valor residual de R$ 14.000,00. No momento da compra, a empresa adquirente incorreu em gastos de R$ 3.200,00 com frete e R$ 1.600,00 para transporte do veículo até o seu estabelecimento. Além disso, a empresa irá quitar o IPVA atrasado de R$ 6.000,00, que não havia sido pago pelo antigo dono no ano anterior. De acordo com as informações, o valor de depreciação do veículo no ano de 2019, corresponde a a) R$ 5.150. b) R$ 5.580. c) R$ 6.180. d) R$ 7.580. Aula 006 - Balanço Patrimonial Balanço Patrimonial é a principal demonstração contábil e se destina a evidenciar, seja de forma qualitativa, seja de forma quantitativa, a posição patrimonial e financeira da entidade. No balanço patrimonial, temos a apresentação dos bens, direitos e obrigações da empresa. Esta informação é estática, pois funciona tal qual uma fotografia da entidade em determinado momento.
  14. 14. acesse www.profvalmirsoaresjr.com.br @profvalmirsoaresjr PREPARATÓRIO PARA O EXAME DE SUFICIÊNCIA DO CFC Prof Valmir Soares Jr acesse www.profvalmirsoaresjr.com.br @profvalmirsoaresjr ATIVO Ativo Circulante Ativo não-circulante Realizável a Longo Prazo Investimentos Imobilizado Intangível PASSIVO Passivo Circulante Passivo não-circulante PATRIMÔNIO LÍQUIDO VAMOS PRATICAR! Segundo a teoria contábil, uma condição indispensável para que um item patrimonial seja definido como um passivo é que: a) o vencimento da obrigação se dê em uma data futura previamente acordada entre as partes. b) o devedor saiba que possui uma dívida e o credor tenha reconhecido o direito de receber. c) o valor da obrigação seja líquido e certo. d) a obrigação exista no momento presente, fruto de eventos passados. O pagamento antecipado de uma obrigação, apesar de exigir desembolso da entidade, se relaciona a uma Despesa a) Paga e Não Incorrida. b) Incorrida e Não Paga. c) Paga e Incorrida.
  15. 15. acesse www.profvalmirsoaresjr.com.br @profvalmirsoaresjr PREPARATÓRIO PARA O EXAME DE SUFICIÊNCIA DO CFC Prof Valmir Soares Jr acesse www.profvalmirsoaresjr.com.br @profvalmirsoaresjr d) Incorrida. Na elaboração do balanço patrimonial, entre outros, tem-se o ativo imobilizado que é formado pelo conjunto de bens necessários à manutenção das atividades da empresa, caracterizados por apresentar-se na forma tangível. Assinale a alternativa que apresenta apenas contas do ativo imobilizado. a) Imóveis, máquinas, terrenos e ferramentas. b) Imóveis, direitos autorais, estoques e veículos. c) Imóveis, veículos, aeronaves, terrenos e marcas e patentes. d) Imóveis, veículos, aeronaves, terrenos e estoque de mercadorias Aula 007 - Patrimônio Líquido O patrimônio líquido, como há muito estamos dizendo, é considerado como sendo o capital dos sócios (capital próprio) empregado nas atividades empresariais. Segundo a Lei 6.404, em seu art. 178: “no balanço, as contas serão classificadas segundo os elementos do patrimônio que registrem, e agrupadas de modo a facilitar o conhecimento e a análise da situação financeira da companhia”. Grupo 3 - Patrimônio Líquido, dividido em capital social, reservas de capital, ajustes de avaliação patrimonial, reservas de lucros, ações em tesouraria e prejuízos acumulados. (Obs: A conta do capital social discriminará o montante subscrito e, por dedução, a parcela ainda não realizada). Capital Social (-) Capital a Integralizar Reservas de Capital Ajustes de Avaliação Patrimonial Reservas de Lucros (obs: Reservar Estatutárias)
  16. 16. acesse www.profvalmirsoaresjr.com.br @profvalmirsoaresjr PREPARATÓRIO PARA O EXAME DE SUFICIÊNCIA DO CFC Prof Valmir Soares Jr acesse www.profvalmirsoaresjr.com.br @profvalmirsoaresjr (-) Ações em Tesouraria (-) Prejuízos Acumulados. VAMOS PRATICAR! Sobre o Patrimônio Líquido das entidades, segundo a Lei nº 6.404/76 e alterações posteriores, marque V para as afirmativas verdadeiras e F para as falsas. ( ) A conta do capital social discriminará o montante subscrito e, por dedução, a parcela ainda não realizada. ( ) Devem ser classificadas como reservas de lucros, entre outras, as contas que registrarem a contribuição do subscritor de ações que ultrapassar o valor nominal e a parte do preço de emissão das ações sem valor nominal que ultrapassar a importância destinada à formação do capital social, inclusive nos casos de conversão em ações de debêntures ou partes beneficiárias. ( ) Também será ainda registrado como reserva de capital o resultado da correção monetária do capital realizado, enquanto não capitalizado. ( ) Serão classificadas como reservas de lucros as contas constituídas pela apropriação de lucros da companhia. ( ) As ações em tesouraria deverão ser destacadas no balanço como dedução da conta do patrimônio líquido que registrar a origem dos recursos aplicados na sua aquisição. A sequência está correta em a) V, V, V, V, V. b) V, F, V, V, V. c) F, V, V, V, F. d) V, F, V, F, V. As ações em tesouraria correspondem àquelas adquiridas pela própria companhia que as emitiu e deve ser classificada em conta específica redutora do Patrimônio Líquido. Sobre as ações em tesouraria é correto afirmar que a) não afetam o resultado da empresa. b) não podem ser vinculadas ao saldo das reservas existentes.
  17. 17. acesse www.profvalmirsoaresjr.com.br @profvalmirsoaresjr PREPARATÓRIO PARA O EXAME DE SUFICIÊNCIA DO CFC Prof Valmir Soares Jr acesse www.profvalmirsoaresjr.com.br @profvalmirsoaresjr c) possuem direitos patrimoniais, entre outros. d) não podem gerar lucros em sua alienação. A provisão para contingências e a reserva para contingências devem ser registradas, respectivamente: a) No Patrimônio Líquido e no Passivo Circulante. b) Como Realizável a Longo Prazo e como Exigível a Longo Prazo. c) Como Passivo Circulante ou Não Circulante e no Patrimônio Líquido. d) Em resultado de exercícios futuros e no Patrimônio Líquido. Aula 008 - Demonstração do Resultado do Exercício A demonstração do resultado do exercício é a demonstração contábil que apresenta o confronto entre receitas e despesas da entidade. Todas as mutações do patrimônio líquido que não sejam resultantes das transações com os sócios devem estar reconhecidas em duas demonstrações: demonstração do resultado do exercício e demonstração de resultados abrangentes. Segundo a Lei nº 6.404/76, no art. 187: A demonstração do resultado do exercício discriminará: I - a RECEITA BRUTA das vendas e serviços, as deduções das vendas, os abatimentos e os impostos; II - a receita líquida das vendas e serviços, o custo das mercadorias e serviços vendidos e o LUCRO BRUTO; III - as despesas com as vendas, as despesas financeiras, deduzidas das receitas, as despesas gerais e administrativas, e outras despesas operacionais; IV – o LUCRO OU PREJUÍZO OPERACIONAL, as outras receitas e as outras despesas;
  18. 18. acesse www.profvalmirsoaresjr.com.br @profvalmirsoaresjr PREPARATÓRIO PARA O EXAME DE SUFICIÊNCIA DO CFC Prof Valmir Soares Jr acesse www.profvalmirsoaresjr.com.br @profvalmirsoaresjr V - o resultado do exercício antes do Imposto sobre a Renda e a provisão para o imposto; VI – as participações de debêntures, empregados, administradores e partes beneficiárias, mesmo na forma de instrumentos financeiros, e de instituições ou fundos de assistência ou previdência de empregados, que não se caracterizem como despesa; VII - o LUCRO OU PREJUÍZO LÍQUIDO do exercício e o seu montante por ação do capital social. § 1º Na determinação do resultado do exercício serão computados: a) as receitas e os rendimentos ganhos no período, independentemente da sua realização em moeda; e b) os custos, despesas, encargos e perdas, pagos ou incorridos, correspondentes a essas receitas e rendimentos. VAMOS PRATICAR! Uma Sociedade Empresária comercial apresenta os seguintes dados, referentes ao período de janeiro a dezembro de 2019, extraídos do seu Balancete de Verificação: • Custo das Mercadorias Vendidas R$560.000,00 • Faturamento Bruto de Vendas R$800.000,00 • ICMS sobre Vendas R$93.000,00 • Receita de Dividendos R$70.000,00 • Receita Financeira R$30.000,00 • Vendas Canceladas R$25.000,00 Considerando-se apenas as informações apresentadas e de acordo com a Lei n.º 6.404/76, o valor do Lucro Bruto a ser evidenciado na Demonstração do Resultado do período é de: a) R$122.000,00. b) R$152.000,00. c) R$240.000,00. d) R$270.000,00.
  19. 19. acesse www.profvalmirsoaresjr.com.br @profvalmirsoaresjr PREPARATÓRIO PARA O EXAME DE SUFICIÊNCIA DO CFC Prof Valmir Soares Jr acesse www.profvalmirsoaresjr.com.br @profvalmirsoaresjr De acordo com a NBC TG 26 – Apresentação das Demonstrações Contábeis, na Demonstração do Resultado NÃO devem constar: a) as receitas, os custos dos produtos, os custos das mercadorias ou os custos dos serviços vendidos e o lucro bruto, as despesas com vendas, as gerais, as administrativas e as outras despesas e receitas operacionais. b) as reservas de capital, os ajustes de avaliação patrimonial, as reservas de lucros e as ações ou quotas em tesouraria. c) os resultados antes das receitas e despesas financeiras, as despesas e receitas financeiras, o resultado antes dos tributos sobre o lucro e as despesas com tributos sobre o lucro. d) os resultados decorrentes da avaliação de investimentos por meio do método de equivalência patrimonial. Uma sociedade empresária adquiriu mercadorias para revenda por R$ 5.000,00. Neste valor estão incluídos impostos recuperáveis no valor de R$ 600,00. No mesmo período, metade das mercadorias adquiridas foi vendida por R$ 8.000,00. Sobre o valor da venda, incidiram impostos no montante de R$ 1.732,00, embutidos no preço de venda. A comissão devida aos vendedores, no valor de R$ 80,00, também foi registrada no período. Na DRE, o Resultado Operacional é igual a: a) R$ 1.788,00 b) R$ 1.868,00 c) R$ 3.988,00 d) R$ 6.268,00 Aula 009 - Demonstração das Mutações do Patr. Líquido As companhias abertas deverão elaborar e publicar, como parte integrante de suas demonstrações financeiras, a demonstração das mutações do patrimônio líquido (CVM).
  20. 20. acesse www.profvalmirsoaresjr.com.br @profvalmirsoaresjr PREPARATÓRIO PARA O EXAME DE SUFICIÊNCIA DO CFC Prof Valmir Soares Jr acesse www.profvalmirsoaresjr.com.br @profvalmirsoaresjr Com a publicação do NBC TG 26 – Apresentação das demonstrações contábeis, podemos entender que a DMPL passa a fazer parte do conjunto completo de demonstrações contábeis, passando a ser obrigatória para praticamente todas as empresas e substituindo, de forma definitiva, a DLPA. A DMPL evidencia a variação de todas as contas do patrimônio líquido. A entidade deve apresentar a demonstração das mutações do patrimônio líquido. A demonstração das mutações do patrimônio líquido inclui as seguintes informações: (a) o resultado abrangente do período, apresentando separadamente o montante total atribuível aos proprietários da entidade controladora e o montante correspondente à participação de não controladores; (b) para cada componente do patrimônio líquido, os efeitos da aplicação retrospectiva ou da reapresentação retrospectiva; (c) eliminado; (d) para cada componente do patrimônio líquido, a conciliação do saldo no início e no final do período, demonstrando-se separadamente as mutações decorrentes: (i) do resultado líquido; (ii) de cada item dos outros resultados abrangentes; e (iii) de transações com os proprietários realizadas na condição de proprietário, demonstrando separadamente suas integralizações e as distribuições realizadas, bem como modificações nas participações em controladas que não implicaram perda do controle. VAMOS PRATICAR! A Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido NÃO contempla: a) Participação de administradores sobre os lucros. b) Dividendos propostos. c) Reavaliação de Ativos.
  21. 21. acesse www.profvalmirsoaresjr.com.br @profvalmirsoaresjr PREPARATÓRIO PARA O EXAME DE SUFICIÊNCIA DO CFC Prof Valmir Soares Jr acesse www.profvalmirsoaresjr.com.br @profvalmirsoaresjr d) Destinações para reservas de lucros. e) Ajustes de exercícios anteriores. Uma sociedade empresária, cujo Patrimônio Líquido no início do período somava R$ 100.000, apresentou, no ano de 2019, as seguintes mutações em seu Patrimônio Líquido: • Lucro Líquido do Período R$ 20.000 • Destinação do lucro para reservas R$ 15.000 • Destinação do lucro para dividendos obrigatórios R$ 5.000 • Aquisição de ações da própria companhia R$ 2.000 • Integralização de Capital em dinheiro R$ 9.000 • Incorporação de Reservas ao Capital R$ 4.000 Em 31.12.2019, o saldo do Patrimônio Líquido será: a) R$ 108.000. b) R$ 118.000. c) R$ 122.000. d) R$ 124.000. Com relação ao que determina a NBC TG 26, no tocante à informação a ser apresentada na DMPL ou nas Notas Explicativas, julgue os itens abaixo e, em seguida, assinale a opção CORRETA. I. Para cada componente do patrimônio líquido, a entidade deve apresentar, ou na demonstração das mutações do patrimônio líquido ou nas notas explicativas, uma análise dos outros resultados abrangentes por item. II. O patrimônio líquido deve apresentar o capital social, as reservas de capital, os ajustes de avaliação patrimonial, as reservas de lucros, as ações ou quotas em tesouraria, os prejuízos acumulados e as demais contas exigidas pelas normas emitidas pelo Conselho Federal de Contabilidade. III. A entidade deve apresentar na demonstração das mutações do patrimônio líquido, ou nas notas explicativas, o montante de dividendos reconhecidos como distribuição aos proprietários durante o período e o respectivo montante por ação. Está(ão) correto(s) o(s) item(ns):
  22. 22. acesse www.profvalmirsoaresjr.com.br @profvalmirsoaresjr PREPARATÓRIO PARA O EXAME DE SUFICIÊNCIA DO CFC Prof Valmir Soares Jr acesse www.profvalmirsoaresjr.com.br @profvalmirsoaresjr a) I e II, apenas. b) I, apenas. c) I, II e III. d) II e III, apenas. Aula 010 - Demonstração dos Fluxos de Caixa (DFC) A companhia fechada com patrimônio líquido, na data do balanço, inferior a R$ 2.000.000,00 não será obrigada à elaboração e publicação da demonstração dos fluxos de caixa. As alterações ocorridas, durante o exercício, no saldo de caixa e equivalentes de caixa, segregando-se essas alterações em, no mínimo, 3 (três) fluxos: das operações; dos financiamentos; e dos investimentos. A demonstração dos fluxos de caixa é a demonstração que evidencia a variação das contas caixa e equivalentes de caixa da companhia. Informações sobre o fluxo de caixa de uma entidade são úteis para proporcionar aos usuários uma base para avaliar a capacidade de a entidade gerar caixa e equivalentes de caixa, bem como as necessidades da entidade de utilização desses fluxos de caixa. • Atividades operacionais são as principais atividades geradoras de receita da entidade e outras atividades. • Atividades de investimento são as referentes à aquisição e à venda de ativos de longo prazo e de outros investimentos não incluídos nos equivalentes de caixa. • Atividades de financiamento são aquelas que resultam em mudanças no tamanho e na composição do capital próprio e no capital de terceiros da entidade. VAMOS PRATICAR! Uma sociedade empresária apresentou, no exercício de 2019, uma variação positiva no saldo de caixa e equivalentes de caixa no valor de R$ 18.000,00.
  23. 23. acesse www.profvalmirsoaresjr.com.br @profvalmirsoaresjr PREPARATÓRIO PARA O EXAME DE SUFICIÊNCIA DO CFC Prof Valmir Soares Jr acesse www.profvalmirsoaresjr.com.br @profvalmirsoaresjr Sabendo-se que o caixa gerado pelas atividades operacionais foi de R$ 28.000,00 e o caixa consumido pelas atividades de investimento foi de R$ 25.000,00, as atividades de financiamento: a) geraram um caixa de R$ 21.0000,00. b) consumiram um caixa de R$ 15.000,00. c) consumiram um caixa de R$ 21.000,00. d) geraram um caixa de R$ 15.000,00. Uma sociedade empresária foi constituída em 30.12.2019 com capital de R$ 100.000,00, dos quais R$ 10.000,00 foram integralizados em dinheiro naquela data. Em janeiro de 2020, os sócios entregaram mais R$ 30.000,00 em dinheiro e R$ 40.000,00 em terrenos. Ainda em janeiro, a sociedade empresária adquiriu mercadorias para revenda por R$ 32.000,00, metade à vista e metade para pagamento em 30 dias. Desconsiderando a incidência de tributos e com base nos dados informados, é CORRETO afirmar que, na Demonstração dos Fluxos de Caixa relativa ao mês de janeiro de 2020: a) as atividades de financiamento geraram caixa no valor de R$ 70.000,00. b) as atividades de financiamento geraram caixa no valor de R$ 80.000,00. c) as atividades de investimento consumiram caixa no valor de R$ 40.000,00. d) as atividades operacionais consumiram caixa no valor de R$ 16.000,00. Uma sociedade empresária foi constituída em novembro de 2019. Após a constituição, foram realizadas as seguintes transações no referido ano: • Integralização de capital em dinheiro R$ 500.000,00 • Compra de mercadorias* R$ 80.000,00 Obs: 50% a vista e 50% à pagar em 2020 • ICMS a recuperar R$ 9.000,00 • Aquisição de Ativo Imobilizado à vista R$ 50.000,00 • Venda a vista de todas as mercadorias R$ 150.000,00
  24. 24. acesse www.profvalmirsoaresjr.com.br @profvalmirsoaresjr PREPARATÓRIO PARA O EXAME DE SUFICIÊNCIA DO CFC Prof Valmir Soares Jr acesse www.profvalmirsoaresjr.com.br @profvalmirsoaresjr • Tributos sobre vendas* R$ 15.000,00 Obs: à pagar apenas em 2020 Considerando apenas essas transações realizadas, é CORRETO afirmar que na Demonstração dos Fluxos de Caixa a relação Operações x Valor gerado (+) ou Valor consumido (-) foi: a) Operacionais (+) 110.000,00 / Investimento (-) 50.000,00 / Financiamento (+) 500.000,00. b) Operacionais (+) 110.000,00 / Investimento (+) 450.000,00 / Financiamento 0,00. c) Operacionais (+) 60.000,00 / Investimento 0,00 / Financiamento (+) 500.000,00. d) Operacionais (+) 60.000,00 / Investimento (-) 500.000,00 / Financiamento 0,00. Aula 011 - Demonstração do Valor Adicionado (DVA) A DVA tem o escopo de evidenciar a riqueza gerada pela entidade, bem como sua distribuição. Um aspecto importante sobre a DVA é a obrigatoriedade apenas para as companhias abertas. Os dados para sua elaboração são extraídos a partir da demonstração do resultado. Com efeito, a DVA presta informações aos agentes econômicos interessados na empresa, como empregados, clientes, fornecedores, financiadores e governo. Estrutura da DVA Resumida 1 - Receitas 2 - Insumos adquiridos de terceiros 3 - Valor adicionado bruto (1-2) 4 – Retenções: Depreciação, amortização e exaustão
  25. 25. acesse www.profvalmirsoaresjr.com.br @profvalmirsoaresjr PREPARATÓRIO PARA O EXAME DE SUFICIÊNCIA DO CFC Prof Valmir Soares Jr acesse www.profvalmirsoaresjr.com.br @profvalmirsoaresjr 5 - Valor adicionado líquido produzido pela entidade (3-4) 6 - Valor adicionado recebido em transferência 7 - Valor adicionado total a distribuir (5+6) 8 - Distribuição do valor adicionado (*) VAMOS PRATICAR! Uma sociedade empresária adquiriu mercadorias para revenda por R$ 5.000,00, neste valor incluído ICMS de R$ 1.000,00. No mesmo período, revendeu toda a mercadoria adquirida por R$ 9.000,00, neste valor incluído ICMS de R$ 1.800,00. A sociedade empresária registrou, no período, despesas com representação comercial no montante de R$ 1.200,00 e depreciação de veículos de R$ 200,00. Na Demonstração do Valor Adicionado - DVA, elaborada a partir dos dados fornecidos, o valor adicionado a distribuir é igual a: a) R$1.800,00. b) R$2.600,00. c) R$3.200,00. d) R$4.000,00. Na Demonstração do Valor Adicionado, a despesa com aluguel, a energia elétrica consumida no período e o resultado positivo da equivalência patrimonial são evidenciados, respectivamente, como: a) insumos adquiridos de terceiros; insumos adquiridos de terceiros e remuneração do capital próprio. b) insumos adquiridos de terceiros; remuneração do capital de terceiros e valor adicionado recebido em transferência. c) remuneração do capital de terceiros; insumos adquiridos de terceiros e valor adicionado recebido em transferência. d) remuneração do capital de terceiros; remuneração do capital de terceiros e remuneração do capital próprio.
  26. 26. acesse www.profvalmirsoaresjr.com.br @profvalmirsoaresjr PREPARATÓRIO PARA O EXAME DE SUFICIÊNCIA DO CFC Prof Valmir Soares Jr acesse www.profvalmirsoaresjr.com.br @profvalmirsoaresjr Uma sociedade empresária realizou, em janeiro de 2013, as seguintes operações: • Aquisição de mercadoria para revenda por R$ 50.000,00, neste valor incluídos R$ 7.500,00 referentes aos impostos recuperáveis. • Das mercadorias adquiridas, 50% foram vendidas por R$ 102.800,00, neste valor incluídos R$ 25.700,00 referentes aos impostos incidentes sobre as vendas. • Considerando que não havia estoque inicial de mercadorias para revenda, na Demonstração do Valor Adicionado, o valor adicionado bruto será igual a: a) R$ 55.850,00. b) R$ 60.300,00. c) R$ 77.800,00. d) R$ 81.550,00. Aula 012 - A importância da NBC TG Estrutura conceitual! Considerando a grande relevância da NBC TG Estrutura Conceitual – Estrutura conceitual para relatório Financeiro, teremos mais algumas questões para debater a relevância desse tema para nosso exame. Espero que todos tenham dedicado um tempo razoável para o estudo dessa norma nos nossos Resumos das Normas. Portanto, essa e as próximas duas aulas apresentarão resoluções de questões variadas a respeito da NBC TG Estrutura Conceitual. Vamos lá! VAMOS PRATICAR! De acordo com a NBC TG – Estrutura Conceitual, são consideradas características qualitativas da informação contábil: a) Representação Fidedigna, Conservadorismo e Relevância.
  27. 27. acesse www.profvalmirsoaresjr.com.br @profvalmirsoaresjr PREPARATÓRIO PARA O EXAME DE SUFICIÊNCIA DO CFC Prof Valmir Soares Jr acesse www.profvalmirsoaresjr.com.br @profvalmirsoaresjr b) Relevância, Verificabilidade e Prudência. c) Consistência, Prudência e Tempestividade. d) Capacidade de Verificação, Representação Fidedigna e Relevância. Os administradores da Distribuidora de Energia Elétrica Lambda S.A comunicaram aos auditores independentes da companhia, durante a auditoria das demonstrações contábeis relativas ao exercício de X1, sua intenção de reconhecer como ativo o direito ao aumento de tarifas de X2 para fazer frente ao aumento de seus custos não gerenciáveis durante X1. Dentre os argumentos apresentados pelos administradores da companhia aos auditores para convencê-los da adequação dessa política contábil, é consistente com uma característica qualitativa fundamental da informação financeira útil, tal qual definido pela Estrutura Conceitual para Elaboração e Divulgação de Relatório Financeiro, o de que essa política: a) facilitaria o entendimento do regime tarifário da companhia. b) aumentaria a previsibilidade dos resultados da companhia. c) é passível de verificação pelas autoridades tributárias e reguladoras. d) é adotada por várias distribuidoras de energia do mundo. Em relação aos ativos de uma entidade, assinale a afirmativa correta. a) São representados por todos os bens da entidade. b) A mensuração a valor de mercado é proibida. c) Os ativos representam a origem de recursos próprios da entidade. d) A entidade deve ter a expectativa de que eles irão trazer benefícios futuros para ela.
  28. 28. acesse www.profvalmirsoaresjr.com.br @profvalmirsoaresjr PREPARATÓRIO PARA O EXAME DE SUFICIÊNCIA DO CFC Prof Valmir Soares Jr acesse www.profvalmirsoaresjr.com.br @profvalmirsoaresjr Aula 013 - Vamos praticar! Os investidores, credores por empréstimo e outros credores, existentes e em potencial, representam os usuários primários dos relatórios contábil-financeiros de propósito geral. Neste sentido, assinale a afirmativa correta. a) Esses usuários individuais possuem as mesmas necessidades de informação. b) Esses usuários podem requerer que as entidades, que reportam a informação, prestem as informações de que necessitam, diretamente. c) Os relatórios contábil-financeiros de propósito geral devem atender a todas as informações que esses usuários necessitam. d) Esses usuários precisam considerar informação pertinente de outras fontes, como condições econômicas gerais e expectativas, eventos políticos e clima político, e perspectivas e panorama para a indústria e para a entidade. Os três atributos para que uma demonstração financeira seja considerada fidedigna são: a) Completa, neutra e livre de erro. b) Suficiente, prudente e livre de fraude. c) Limitada, suficiente e livre de erro. d) Integral, prudente e livre de fraude. De acordo com o NBC TG Estrutura Conceitual para Elaboração e Divulgação de Relatório Contábil-Financeiro, assinale a opção que indica a característica qualitativa da informação contábil que foi retirada da condição de aspecto da representação fidedigna, por ser inconsistente com a neutralidade. a) Prudência b) Compreensibilidade c) Comparabilidade d) Verificabilidade
  29. 29. acesse www.profvalmirsoaresjr.com.br @profvalmirsoaresjr PREPARATÓRIO PARA O EXAME DE SUFICIÊNCIA DO CFC Prof Valmir Soares Jr acesse www.profvalmirsoaresjr.com.br @profvalmirsoaresjr Aula 014 - Vamos praticar! Assinale a opção que não representa a liquidação de um passivo de uma entidade. a) Renúncia do credor. b) Prestação de serviços de valores já recebidos. c) Recebimento de mercadorias que haviam sido encomendadas. d) Conversão da obrigação em item do patrimônio líquido. De acordo com a definição de Ativo, constante na NBC TG Estrutura Conceitual, julgue os itens abaixo como Verdadeiros (V) ou Falsos (F) e, em seguida, assinale a opção CORRETA. I. Um bem do imobilizado que não tenha mais condição de ser usado e nenhum interesse do mercado por sua aquisição, sob qualquer forma, deve ser mantido no Ativo até que seja descartado fisicamente. II. Bens sob arrendamento financeiro não devem ser reconhecidos nas demonstrações do arrendatário, mas nas demonstrações do arrendador, devido ao fato de não haver ocorrido a transferência legal do bem, sendo facultado ao arrendatário apenas o seu uso e, não, a possibilidade de vendê-lo até que se obtenha a propriedade. III. A alteração no uso de um ativo pode provocar alteração na sua capacidade de geração de fluxos de caixa futuros. Esse fato, todavia, não deve ensejar revisão de seu valor recuperável, uma vez que não lhe foi provocado nenhum dano, e os ativos são mensurados com base no custo histórico. IV. Considerando-se que um dos principais recursos capazes de gerar benefícios econômicos futuros são os conhecimentos das pessoas e ainda que, atualmente, há possibilidade de se reconhecerem ativos intangíveis. Se uma determinada empresa tiver desenvolvido uma equipe com forte capacidade de sinergia com o mercado, que lhe permita gerar diferencial competitivo, deve reconhecer esse item em seu ativo, já que é resultado de eventos passados.
  30. 30. acesse www.profvalmirsoaresjr.com.br @profvalmirsoaresjr PREPARATÓRIO PARA O EXAME DE SUFICIÊNCIA DO CFC Prof Valmir Soares Jr acesse www.profvalmirsoaresjr.com.br @profvalmirsoaresjr A sequência CORRETA é: a) F, F, F, F. b) F, V, F, V. c) V, F, V, F. d) V, V, V, V. De acordo com a Estrutura Conceitual para Elaboração e Divulgação de Relatório Contábil Financeiro, a característica “essência sobre a forma” foi formalmente retirada da condição de componente separado da representação fidedigna. Assinale a opção que indica o motivo porque a “essência sobre a forma” foi retirada. a) Sua presença, junto à representação fidedigna, foi considerada uma redundância. b) Ela foi considerada inconsistente à característica qualitativa da neutralidade. c) Ela foi considerada inconsistente à característica qualitativa da tempestividade. d) As normas contábeis norte-americanas não incluem a essência sobre a forma em sua estrutura conceitual.

×