SlideShare uma empresa Scribd logo
Arqueologia
É a ciência que estuda a vida e a cultura dos povos antigos por meios de escavações, ou através de
documentos, monumentos e objetos, estabelecendo relações entre si no tempo e espaço.
Arqueologia bíblica. Até o século XIX, o estudo da Bíblia sofreu limitações decorrente da quase
total ausência de informações históricas extrabíblicas sobre os fatos narrados na Bíblia. Com as
descobertas proporcionadas pelas escavações arqueológicas, foi possível compor um quadro geral
mais nítido de todo o mundo antigo contemporâneo de Israel e do cristianismo primitivo, isto é,
desde a civilização sumeriana, da qual saiu Abraão, até à época do helenismo e do Império
Romano, em que houve a expansão do Evangelho. Devido a exiguidade de espaço, citaremos alguns
achados arqueológicos importantes:
Em 1902, uma expedição francesa descobriu, em Susã, o Código de Hamurabi, que os Assiriólogos
identificam como o rei Anrafel de Gn.14.
Em 1905, uma expedição Germânica descobriu a Sinagoga de Cafarnaum, onde Jesus ensinou
muitas vezes, Mc. 1:21,22: "Entraram em Cafarnaum, e, logo no sábado, indo ele à sinagoga, ali
ensinava. E maravilharam-se da sua doutrina, porque os ensinava como tendo autoridade e não
como os escribas."
Em 1908 -10, A Universidade de Harvard e a Universidade Hebraica de Jerusalém, descobriram a
"Casa de Marfim" do rei Acabe, Am. 3:15.
Em 1922-23, foi encontrada a "Fortaleza de Saul". I Sm. 10:26.
Os Rolos do Mar Morto
F oi a maior descoberta arqueológica, que dá maior suporte aos estudiosos da Bíblia, principalmente
aos do Criticismo Textual, ocorreu na primavera de 1947 por um jovem pastor árabe, Muhammad
adh-Dhib, quando perseguia uma cabra, a 12 Km ao sul de Jericó e 1500m a oeste do mar Morto.
Em uma Gruta ele descobriu umas jarras que continham vários rolos de couro. Em fevereiro de
1956, foram feitas escavações próximo a Qumran, e foram encontrado quase todo o V.T., com data
dos escritos entre 100 a 50 AC. Nestas grutas os essênios, seita religiosa judaica que existia na
época de Cristo, haviam guardado sua biblioteca. Quando a comunidade foi destruída pelo exército
romano a biblioteca ficou soterrada.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (19)

Arqueologia e bíblia 3
Arqueologia e bíblia 3Arqueologia e bíblia 3
Arqueologia e bíblia 3
 
Nos manuscritos do mar morto
Nos manuscritos do mar mortoNos manuscritos do mar morto
Nos manuscritos do mar morto
 
Arqueologia e bíblia 2
Arqueologia e bíblia 2Arqueologia e bíblia 2
Arqueologia e bíblia 2
 
Perfil histórico e teológico de Jesus Cristo
Perfil histórico e teológico de Jesus CristoPerfil histórico e teológico de Jesus Cristo
Perfil histórico e teológico de Jesus Cristo
 
Plenitude dos Tempos
Plenitude dos TemposPlenitude dos Tempos
Plenitude dos Tempos
 
Arqueologia e geografia bíblica 1
Arqueologia e geografia bíblica 1Arqueologia e geografia bíblica 1
Arqueologia e geografia bíblica 1
 
Aula ieb (1)
Aula ieb (1)Aula ieb (1)
Aula ieb (1)
 
1. Antigo Testamento: Introdução
1. Antigo Testamento: Introdução1. Antigo Testamento: Introdução
1. Antigo Testamento: Introdução
 
Os Livros Da BíBlia
Os Livros Da BíBliaOs Livros Da BíBlia
Os Livros Da BíBlia
 
Bispo arquiologia biblica
Bispo arquiologia  biblicaBispo arquiologia  biblica
Bispo arquiologia biblica
 
Cronologia Bíblica do Antigo Testamento
Cronologia Bíblica do Antigo TestamentoCronologia Bíblica do Antigo Testamento
Cronologia Bíblica do Antigo Testamento
 
Sagrada escritura (cânon e inspiração)
Sagrada escritura (cânon e inspiração)Sagrada escritura (cânon e inspiração)
Sagrada escritura (cânon e inspiração)
 
A BÍBLIA ATRAVÉS DOS SÉCULOS
A BÍBLIA ATRAVÉS DOS SÉCULOSA BÍBLIA ATRAVÉS DOS SÉCULOS
A BÍBLIA ATRAVÉS DOS SÉCULOS
 
Introdução à bíblia 2014 - Ir. Cátia
Introdução à bíblia 2014 - Ir. CátiaIntrodução à bíblia 2014 - Ir. Cátia
Introdução à bíblia 2014 - Ir. Cátia
 
Panorama do novo testamento
Panorama do novo testamentoPanorama do novo testamento
Panorama do novo testamento
 
Curso Bíblico_Marcio Vieira
Curso Bíblico_Marcio VieiraCurso Bíblico_Marcio Vieira
Curso Bíblico_Marcio Vieira
 
Introdução bíblica
Introdução bíblicaIntrodução bíblica
Introdução bíblica
 
Como foi escrita a biblia
Como foi escrita a bibliaComo foi escrita a biblia
Como foi escrita a biblia
 
Bibliologia 140509154005-phpapp01
Bibliologia 140509154005-phpapp01Bibliologia 140509154005-phpapp01
Bibliologia 140509154005-phpapp01
 

Semelhante a Arqueologia

ESPECIALIDADES ARQUEOLOGIA BIBLICA DBV.pdf
ESPECIALIDADES ARQUEOLOGIA BIBLICA DBV.pdfESPECIALIDADES ARQUEOLOGIA BIBLICA DBV.pdf
ESPECIALIDADES ARQUEOLOGIA BIBLICA DBV.pdfDaddizinhaRodrigues
 
ARQUEOLOGIA AULA 1.ppt
ARQUEOLOGIA AULA 1.pptARQUEOLOGIA AULA 1.ppt
ARQUEOLOGIA AULA 1.pptLuizAdell1
 
ArqueologiaBblica_MaterialdeApoioBetel.pptx
ArqueologiaBblica_MaterialdeApoioBetel.pptxArqueologiaBblica_MaterialdeApoioBetel.pptx
ArqueologiaBblica_MaterialdeApoioBetel.pptxLeonardoRangelCruz
 
02 erika - arqueologia em perspectiva
02 erika - arqueologia em perspectiva02 erika - arqueologia em perspectiva
02 erika - arqueologia em perspectivaMauro Sousa
 
Os Manuscritos do Mar Morto
Os Manuscritos do Mar MortoOs Manuscritos do Mar Morto
Os Manuscritos do Mar MortoAmor pela EBD
 
Bíblia – antigo testamento
Bíblia – antigo testamentoBíblia – antigo testamento
Bíblia – antigo testamentoilton1
 
Bíblia – antigo testamento
Bíblia – antigo testamentoBíblia – antigo testamento
Bíblia – antigo testamentoilton2
 
IBADEP MÉDIO - HISTÓRIA DE ISRAEL AULA 4
IBADEP MÉDIO - HISTÓRIA DE ISRAEL AULA 4IBADEP MÉDIO - HISTÓRIA DE ISRAEL AULA 4
IBADEP MÉDIO - HISTÓRIA DE ISRAEL AULA 4Rubens Sohn
 
A Bíblia —Fato ou Ficção?
A Bíblia —Fato ou Ficção?A Bíblia —Fato ou Ficção?
A Bíblia —Fato ou Ficção?Freekidstories
 

Semelhante a Arqueologia (20)

12 os manuscritos do mar morto
12   os manuscritos do mar morto12   os manuscritos do mar morto
12 os manuscritos do mar morto
 
ESPECIALIDADES ARQUEOLOGIA BIBLICA DBV.pdf
ESPECIALIDADES ARQUEOLOGIA BIBLICA DBV.pdfESPECIALIDADES ARQUEOLOGIA BIBLICA DBV.pdf
ESPECIALIDADES ARQUEOLOGIA BIBLICA DBV.pdf
 
ARQUEOLOGIA AULA 1.ppt
ARQUEOLOGIA AULA 1.pptARQUEOLOGIA AULA 1.ppt
ARQUEOLOGIA AULA 1.ppt
 
ARQUEOLOGIA BÍBLICA
ARQUEOLOGIA BÍBLICAARQUEOLOGIA BÍBLICA
ARQUEOLOGIA BÍBLICA
 
Bibliologia
BibliologiaBibliologia
Bibliologia
 
ArqueologiaBblica_MaterialdeApoioBetel.pptx
ArqueologiaBblica_MaterialdeApoioBetel.pptxArqueologiaBblica_MaterialdeApoioBetel.pptx
ArqueologiaBblica_MaterialdeApoioBetel.pptx
 
Disciplina de Bibliologia
Disciplina de BibliologiaDisciplina de Bibliologia
Disciplina de Bibliologia
 
02 erika - arqueologia em perspectiva
02 erika - arqueologia em perspectiva02 erika - arqueologia em perspectiva
02 erika - arqueologia em perspectiva
 
Grandes achados arqueologicos_-_parte_ii
Grandes achados arqueologicos_-_parte_iiGrandes achados arqueologicos_-_parte_ii
Grandes achados arqueologicos_-_parte_ii
 
Manuscritos do mar morto
Manuscritos do mar mortoManuscritos do mar morto
Manuscritos do mar morto
 
Os Manuscritos do Mar Morto
Os Manuscritos do Mar MortoOs Manuscritos do Mar Morto
Os Manuscritos do Mar Morto
 
Suméria, anunnaki, nefilins, planeta x, nibiru o que realmente é
Suméria, anunnaki, nefilins, planeta x, nibiru   o que realmente éSuméria, anunnaki, nefilins, planeta x, nibiru   o que realmente é
Suméria, anunnaki, nefilins, planeta x, nibiru o que realmente é
 
Bíblia – antigo testamento
Bíblia – antigo testamentoBíblia – antigo testamento
Bíblia – antigo testamento
 
Bíblia – antigo testamento
Bíblia – antigo testamentoBíblia – antigo testamento
Bíblia – antigo testamento
 
Hebreus E Judeus
Hebreus E JudeusHebreus E Judeus
Hebreus E Judeus
 
Bíblia verdade ou ficção resenha
Bíblia verdade ou ficção resenhaBíblia verdade ou ficção resenha
Bíblia verdade ou ficção resenha
 
Capítulo 5 - Hebreus, fenícios e persas
Capítulo 5 - Hebreus, fenícios e persasCapítulo 5 - Hebreus, fenícios e persas
Capítulo 5 - Hebreus, fenícios e persas
 
Os Hebreus
Os HebreusOs Hebreus
Os Hebreus
 
IBADEP MÉDIO - HISTÓRIA DE ISRAEL AULA 4
IBADEP MÉDIO - HISTÓRIA DE ISRAEL AULA 4IBADEP MÉDIO - HISTÓRIA DE ISRAEL AULA 4
IBADEP MÉDIO - HISTÓRIA DE ISRAEL AULA 4
 
A Bíblia —Fato ou Ficção?
A Bíblia —Fato ou Ficção?A Bíblia —Fato ou Ficção?
A Bíblia —Fato ou Ficção?
 

Mais de LÊNIO GRAVAÇÕES

Bíblia acf palavras de jesus em vermelho
Bíblia acf   palavras de jesus em vermelhoBíblia acf   palavras de jesus em vermelho
Bíblia acf palavras de jesus em vermelhoLÊNIO GRAVAÇÕES
 
Timothy george a predestinação de acordo com martinho lute
Timothy george   a predestinação de acordo com martinho luteTimothy george   a predestinação de acordo com martinho lute
Timothy george a predestinação de acordo com martinho luteLÊNIO GRAVAÇÕES
 
Textos calvinistas e arminianos
Textos calvinistas e arminianosTextos calvinistas e arminianos
Textos calvinistas e arminianosLÊNIO GRAVAÇÕES
 
Justo gonzales calvino, as institutas e a reforma protesta
Justo gonzales   calvino, as institutas e a reforma protestaJusto gonzales   calvino, as institutas e a reforma protesta
Justo gonzales calvino, as institutas e a reforma protestaLÊNIO GRAVAÇÕES
 
Implicações dos cinco pontos do calvinismo no aconselhamento cristão
Implicações dos cinco pontos do calvinismo no aconselhamento cristãoImplicações dos cinco pontos do calvinismo no aconselhamento cristão
Implicações dos cinco pontos do calvinismo no aconselhamento cristãoLÊNIO GRAVAÇÕES
 
Calvinismo, hiper calvinismo e arminianismo
Calvinismo, hiper calvinismo e arminianismoCalvinismo, hiper calvinismo e arminianismo
Calvinismo, hiper calvinismo e arminianismoLÊNIO GRAVAÇÕES
 
Arminianismo o caminho para roma
Arminianismo   o caminho para romaArminianismo   o caminho para roma
Arminianismo o caminho para romaLÊNIO GRAVAÇÕES
 
44 as tribos indígenas do brasil
44 as tribos indígenas do brasil44 as tribos indígenas do brasil
44 as tribos indígenas do brasilLÊNIO GRAVAÇÕES
 
43 qualidade de vida na janela 10-40
43 qualidade de vida na janela 10-4043 qualidade de vida na janela 10-40
43 qualidade de vida na janela 10-40LÊNIO GRAVAÇÕES
 
41 porque alcançar a janela 10-40
41 porque alcançar a janela 10-4041 porque alcançar a janela 10-40
41 porque alcançar a janela 10-40LÊNIO GRAVAÇÕES
 
39 nações muçulmanas população evangélica
39 nações muçulmanas população evangélica39 nações muçulmanas população evangélica
39 nações muçulmanas população evangélicaLÊNIO GRAVAÇÕES
 
36 os maiores grupos muçulmanos
36 os maiores grupos muçulmanos36 os maiores grupos muçulmanos
36 os maiores grupos muçulmanosLÊNIO GRAVAÇÕES
 

Mais de LÊNIO GRAVAÇÕES (20)

Bíblia acf palavras de jesus em vermelho
Bíblia acf   palavras de jesus em vermelhoBíblia acf   palavras de jesus em vermelho
Bíblia acf palavras de jesus em vermelho
 
Arqueologia da bíblia
Arqueologia da bíbliaArqueologia da bíblia
Arqueologia da bíblia
 
Atlas bíblico
Atlas bíblicoAtlas bíblico
Atlas bíblico
 
Timothy george joão calvino
Timothy george   joão calvinoTimothy george   joão calvino
Timothy george joão calvino
 
Timothy george a predestinação de acordo com martinho lute
Timothy george   a predestinação de acordo com martinho luteTimothy george   a predestinação de acordo com martinho lute
Timothy george a predestinação de acordo com martinho lute
 
Textos calvinistas e arminianos
Textos calvinistas e arminianosTextos calvinistas e arminianos
Textos calvinistas e arminianos
 
Justo gonzales calvino, as institutas e a reforma protesta
Justo gonzales   calvino, as institutas e a reforma protestaJusto gonzales   calvino, as institutas e a reforma protesta
Justo gonzales calvino, as institutas e a reforma protesta
 
Implicações dos cinco pontos do calvinismo no aconselhamento cristão
Implicações dos cinco pontos do calvinismo no aconselhamento cristãoImplicações dos cinco pontos do calvinismo no aconselhamento cristão
Implicações dos cinco pontos do calvinismo no aconselhamento cristão
 
Calvinismo, hiper calvinismo e arminianismo
Calvinismo, hiper calvinismo e arminianismoCalvinismo, hiper calvinismo e arminianismo
Calvinismo, hiper calvinismo e arminianismo
 
Calvinismo x arminianismo
Calvinismo x arminianismoCalvinismo x arminianismo
Calvinismo x arminianismo
 
Arminianos...
Arminianos...Arminianos...
Arminianos...
 
Arminianismo
ArminianismoArminianismo
Arminianismo
 
Arminianismo o caminho para roma
Arminianismo   o caminho para romaArminianismo   o caminho para roma
Arminianismo o caminho para roma
 
46 definindo a janela 10-40
46 definindo a janela 10-4046 definindo a janela 10-40
46 definindo a janela 10-40
 
44 as tribos indígenas do brasil
44 as tribos indígenas do brasil44 as tribos indígenas do brasil
44 as tribos indígenas do brasil
 
43 qualidade de vida na janela 10-40
43 qualidade de vida na janela 10-4043 qualidade de vida na janela 10-40
43 qualidade de vida na janela 10-40
 
42 povos indígenas do brasil
42 povos indígenas do brasil42 povos indígenas do brasil
42 povos indígenas do brasil
 
41 porque alcançar a janela 10-40
41 porque alcançar a janela 10-4041 porque alcançar a janela 10-40
41 porque alcançar a janela 10-40
 
39 nações muçulmanas população evangélica
39 nações muçulmanas população evangélica39 nações muçulmanas população evangélica
39 nações muçulmanas população evangélica
 
36 os maiores grupos muçulmanos
36 os maiores grupos muçulmanos36 os maiores grupos muçulmanos
36 os maiores grupos muçulmanos
 

Arqueologia

  • 1. Arqueologia É a ciência que estuda a vida e a cultura dos povos antigos por meios de escavações, ou através de documentos, monumentos e objetos, estabelecendo relações entre si no tempo e espaço. Arqueologia bíblica. Até o século XIX, o estudo da Bíblia sofreu limitações decorrente da quase total ausência de informações históricas extrabíblicas sobre os fatos narrados na Bíblia. Com as descobertas proporcionadas pelas escavações arqueológicas, foi possível compor um quadro geral mais nítido de todo o mundo antigo contemporâneo de Israel e do cristianismo primitivo, isto é, desde a civilização sumeriana, da qual saiu Abraão, até à época do helenismo e do Império Romano, em que houve a expansão do Evangelho. Devido a exiguidade de espaço, citaremos alguns achados arqueológicos importantes: Em 1902, uma expedição francesa descobriu, em Susã, o Código de Hamurabi, que os Assiriólogos identificam como o rei Anrafel de Gn.14. Em 1905, uma expedição Germânica descobriu a Sinagoga de Cafarnaum, onde Jesus ensinou muitas vezes, Mc. 1:21,22: "Entraram em Cafarnaum, e, logo no sábado, indo ele à sinagoga, ali ensinava. E maravilharam-se da sua doutrina, porque os ensinava como tendo autoridade e não como os escribas." Em 1908 -10, A Universidade de Harvard e a Universidade Hebraica de Jerusalém, descobriram a "Casa de Marfim" do rei Acabe, Am. 3:15. Em 1922-23, foi encontrada a "Fortaleza de Saul". I Sm. 10:26. Os Rolos do Mar Morto F oi a maior descoberta arqueológica, que dá maior suporte aos estudiosos da Bíblia, principalmente aos do Criticismo Textual, ocorreu na primavera de 1947 por um jovem pastor árabe, Muhammad adh-Dhib, quando perseguia uma cabra, a 12 Km ao sul de Jericó e 1500m a oeste do mar Morto. Em uma Gruta ele descobriu umas jarras que continham vários rolos de couro. Em fevereiro de 1956, foram feitas escavações próximo a Qumran, e foram encontrado quase todo o V.T., com data dos escritos entre 100 a 50 AC. Nestas grutas os essênios, seita religiosa judaica que existia na época de Cristo, haviam guardado sua biblioteca. Quando a comunidade foi destruída pelo exército romano a biblioteca ficou soterrada.