O NOVO TESTAMENTO
—
JESUS CRISTO
perfil histórico e teológico
Textos profanos
 Flávio Josefo (93-94)
 Plínio o Jovem (111-112)
 Tácito (115-117)
 Suetônio (120)
 Adriano (133)
 L...
Herman Samuel Reimarus
(1694-1768)
• Discordância entre os Evangelhos
• Jesus revolucionário ambicioso e
fracassado
Lessin...
A “nova busca” dos anos 50
Ernst Käsemann
Numa palestra em 1953,
defendeu uma linha média
entre os liberais positivistas
e...
Critérios
metodológicos
•Descontinuidade
•Testemunho múltiplo
•Conformidade a textos já tidos como
autênticos
•Plausibilid...
Interesse menos
teológico pela
figura
de Jesus
Interesse pela
literatura
intertestamentária
Estudo dos textos
extracanônic...
Sábio (Ben Witherington) Profeta (Tom Wright)
Carismático (Geza Vermes) Reformador social (John Meier)
…a busca de “um mer...
O olhar da fé
Quem é Jesus?
Verbo Cristo
Senhor Filho
Em busca da ortodoxia
Não ao
Cristo homem
Docetismo
Monofisismo
Apolinarismo
Eutiquianismo
Monotelismo
Não ao
Cristo Deus
...
Filho de Deus e Filho do
Homem
Pessoa do Verbo
Divindade
Natureza divina
Vontade Inteligência
Humanidade
Corpo
Sentidos
Al...
Sacerdote, Altar e Cordeiro
• ofende a Deus
• mancha o homem
• contrai uma dívida
• priva do céu
• subjuga ao diabo
O peca...
Razões da condenação
Lei de Moisés Templo de Jerusalém
Unicidade de Deus
O Sinédrio
Sacerdotes
Escribas
Anciãos
saduceus
fariseus
herodianos
“Eu sou a Ressurreição e a Vida.”
Jo 11,25
Obrigado!
@narajr
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Perfil histórico e teológico de Jesus Cristo

2.172 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Perfil histórico e teológico de Jesus Cristo

  1. 1. O NOVO TESTAMENTO — JESUS CRISTO perfil histórico e teológico
  2. 2. Textos profanos  Flávio Josefo (93-94)  Plínio o Jovem (111-112)  Tácito (115-117)  Suetônio (120)  Adriano (133)  Luciano de Samossata (170)  Celso (178)  Talmude e Midrash “Nesse tempo vivia um sábio chamado Jesus, reputado por sua maneira de atuar e sua virtude. Muitos judeus e muitos dentre as outras nações vieram a ele. Pilatos o condenou a morrer na cruz. Mas os que o seguiram não deixaram de ser fiéis a seu pensamento. Eles contaram que, três dias depois de ter sido crucificado, se lhes havia aparecido, e que estava vivo. Talvez fosse, pois, o Messias do que os profetas anunciaram muitas coisas admiráveis” (Antiguidades Judaicas, XVIII, 63s, segundo a tradução árabe de Agapio bispo melquita). “Num dia fixo se reúnem antes da alva e entoam um canto a Cristo como a um deus” (Cartas X, 96).Nero “castigou com os mais refinados suplícios aos que o vulgo (…) chamava cristãos”. “Quem está na origem deste nome, Cristo, fora executado no reinado de Tibério pelo procurador Pôncio Pilatos” (Anais XV, 44). Cláudio expulsara os judeus de Roma pelas desordens que causaram “empurrados por Crestus” (Vida dos Doze Césares – Cláudio XXV, 4).
  3. 3. Herman Samuel Reimarus (1694-1768) • Discordância entre os Evangelhos • Jesus revolucionário ambicioso e fracassado Lessing (1778) • Publicou Reimarus • “As verdades casuais da história não podem ser prova das verdades necessárias da razão.” Wilhelm Wrede (1859-1906) • Evangelho de Marcos como referência “acristológica” • Apóstolos mestres da intriga Martin Dibelius (1883-1947) • História da tradição Rudolf Bultmann (1884-1976) • Desmitologização A “velha busca” do Jesus histórico
  4. 4. A “nova busca” dos anos 50 Ernst Käsemann Numa palestra em 1953, defendeu uma linha média entre os liberais positivistas e os conservadores fideístas, tentando dar valor teológico ao pouco que o historicismo conseguia “provar”.
  5. 5. Critérios metodológicos •Descontinuidade •Testemunho múltiplo •Conformidade a textos já tidos como autênticos •Plausibilidade histórica Outros critérios •Explicação necessária •Estilo de Jesus •Inteligibilidade integral da narrativa Critérios de autenticidade
  6. 6. Interesse menos teológico pela figura de Jesus Interesse pela literatura intertestamentária Estudo dos textos extracanônicos Estudo do mundo greco-romano Abordagens exegéticas psicologistas, feministas, etc. Motivos para uma terceira busca…
  7. 7. Sábio (Ben Witherington) Profeta (Tom Wright) Carismático (Geza Vermes) Reformador social (John Meier) …a busca de “um mero judeu a mais ”
  8. 8. O olhar da fé
  9. 9. Quem é Jesus? Verbo Cristo Senhor Filho
  10. 10. Em busca da ortodoxia Não ao Cristo homem Docetismo Monofisismo Apolinarismo Eutiquianismo Monotelismo Não ao Cristo Deus Arianismo Monarquianismo Adocionismo Modalismo PatripassionismoNestorianismo
  11. 11. Filho de Deus e Filho do Homem Pessoa do Verbo Divindade Natureza divina Vontade Inteligência Humanidade Corpo Sentidos Alma Vontade Inteligência
  12. 12. Sacerdote, Altar e Cordeiro • ofende a Deus • mancha o homem • contrai uma dívida • priva do céu • subjuga ao diabo O pecado… • ofereceu-se • expiou • satisfez • mereceu • resgatou Mas Jesus… • reparada a ofensa • apagada a culpa • perdoada a pena temporal • o céu aberto • a libertação do diabo Para o Homem ter…
  13. 13. Razões da condenação Lei de Moisés Templo de Jerusalém Unicidade de Deus
  14. 14. O Sinédrio Sacerdotes Escribas Anciãos saduceus fariseus herodianos
  15. 15. “Eu sou a Ressurreição e a Vida.” Jo 11,25
  16. 16. Obrigado! @narajr

×