ECLIPSE LUNAR
O Sol é uma fonte de luz primária (emite luz própria) e extensa
(dimensão relevante em relação à distância)....
ECLIPSE LUNAR
A Lua, na região de sombra da Terra, caracteriza o eclipse lunar.
Observe que a Lua entra primeiro no cone d...
ECLIPSE LUNAR
O eclipse lunar previsto para 15 de abril de 2014 vai chamar a
atenção porque será completamente visível em ...
ECLIPSE LUNAR
Horários importantes do evento que ocorrerá na madrugada do dia 15 de
abril:
03:05 - a lua começa a perder a...
ECLIPSE LUNAR
Imagens de um eclipse total da Lua:
Imagens extraídas de: http://www.nasa.gov/ e http://www.oocities.org
REFERÊNCIAS
Conexões com a Física. Blaidi Sant´Anna, Glória Martini, Hugo Carneiro
Reis Walter Spinelli. Editora Moderna.
...
Eclipse lunar - Gabarito Aulas
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Eclipse lunar - Gabarito Aulas

401 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
401
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Eclipse lunar - Gabarito Aulas

  1. 1. ECLIPSE LUNAR O Sol é uma fonte de luz primária (emite luz própria) e extensa (dimensão relevante em relação à distância). A Terra e a Lua são corpos opacos (refletem a luz recebida de outras fontes). Associando essa informação ao princípio de propagação retilínea da luz, nos permite entender como se formam os eclipses, fenômenos que ocorrem em consequência da passagem de um corpo celeste pela região de sombra e de penumbra do outro. Um eclipse lunar ocorre quando a Terra impede a Lua de receber total ou parcialmente a luz do Sol, interpondo-se entre os dois astros.
  2. 2. ECLIPSE LUNAR A Lua, na região de sombra da Terra, caracteriza o eclipse lunar. Observe que a Lua entra primeiro no cone de penumbra (região parcialmente iluminada) da Terra e, depois, na região de sombra. Figura extraída de: http://www.brasilescola.com
  3. 3. ECLIPSE LUNAR O eclipse lunar previsto para 15 de abril de 2014 vai chamar a atenção porque será completamente visível em todos os lugares do Brasil. Diferente do último, a Lua não estará próxima do horizonte – mas bem alta – o que facilitará a observação de todas as suas etapas. Em setembro de 2015, outro eclipse lunar total presenteará os brasileiros com uma visão completa do fenômeno. Se as órbitas da Terra (em torno do Sol) e da Lua (em torno da Terra) estivessem no mesmo plano, teríamos eclipses solares em todas as luas novas e eclipses lunares em todas as luas cheias. Mas não: os planos orbitais terrestre e lunar estão inclinados cerca de 5 graus. Assim, durante os 28 dias de seu giro em torno da Terra, a Lua só atravessa o plano orbital terrestre duas vezes. É a chance de ocorrer uma eclipse, mas para tanto é necessário o alinhamento do Sol ao sistema Terra-Lua, o que acontece no máximo sete vezes ao ano.
  4. 4. ECLIPSE LUNAR Horários importantes do evento que ocorrerá na madrugada do dia 15 de abril: 03:05 - a lua começa a perder a luz do sol (fase de penumbra) 04:10 - é eclipse total da lua 05:25 - a lua começa a receber a luz do sol 06:33 - é lua cheia
  5. 5. ECLIPSE LUNAR Imagens de um eclipse total da Lua: Imagens extraídas de: http://www.nasa.gov/ e http://www.oocities.org
  6. 6. REFERÊNCIAS Conexões com a Física. Blaidi Sant´Anna, Glória Martini, Hugo Carneiro Reis Walter Spinelli. Editora Moderna. http://observatorioastronomicoottondealencar.blogspot.com.br/

×