1
EclipsesEclipses
dodo
Sol e da LuaSol e da Lua
Iniciação à Astronomia
Escola EB 2.3 Dr. Correia MateusEscola EB 2.3 Dr. ...
2
Introdução - EclipsesIntrodução - Eclipses
1. Órbita da Lua e suas Fases1. Órbita da Lua e suas Fases
A órbita do nosso ...
3
OO movimento aparente da Lua pelo Céu em relação àsmovimento aparente da Lua pelo Céu em relação às
estrelas é o resulta...
4
Existem quatro fases fundamentais da Lua que seExistem quatro fases fundamentais da Lua que se
revezam sucessivamente na...
5
2. Ocultação de astros pela Lua2. Ocultação de astros pela Lua
A Lua, no seu movimento de translação em volta daA Lua, n...
6
3. Eclíptica3. Eclíptica
No seu movimento em torno do Sol, a Terra gira sobreNo seu movimento em torno do Sol, a Terra g...
7
4. Eclipses4. Eclipses
As posições relativas da Terra, Lua e Sol originamAs posições relativas da Terra, Lua e Sol origi...
8
4.1. Eclipse da Lua4.1. Eclipse da Lua
A explicação dos eclipses da Lua é simples. A luz doA explicação dos eclipses da ...
9
No seu movimento em translação em torno daNo seu movimento em translação em torno da
Terra a Lua pode passar pela zona d...
10
No desenho seguinte podemos ver diversos tipos de Eclipses:No desenho seguinte podemos ver diversos tipos de Eclipses:
...
11
4.2. Eclipse do Sol4.2. Eclipse do Sol
A luz do Sol ilumina metade a Lua, que, ao passar àA luz do Sol ilumina metade a...
12
A zona atingida pela sombra terá umA zona atingida pela sombra terá um eclipse totaleclipse total
do Sol enquanto que a...
13
5. Por que é há tão poucos eclipses?5. Por que é há tão poucos eclipses?
Havendo diversas Luas Novas e Luas Cheias todo...
14
Porque há estações do ano?Porque há estações do ano?
Quais as causas?Quais as causas?
• Variação da distância ao Sol da...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Eclipses

521 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
521
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Eclipses

  1. 1. 1 EclipsesEclipses dodo Sol e da LuaSol e da Lua Iniciação à Astronomia Escola EB 2.3 Dr. Correia MateusEscola EB 2.3 Dr. Correia Mateus Fernando João FernandesFernando João Fernandes Oliveira MartinsOliveira Martins Núcleo de AstronomiaNúcleo de Astronomia Galileu GalileiGalileu Galilei
  2. 2. 2 Introdução - EclipsesIntrodução - Eclipses 1. Órbita da Lua e suas Fases1. Órbita da Lua e suas Fases A órbita do nosso satélite natural tem a forma de umaA órbita do nosso satélite natural tem a forma de uma elipse, em que a distância da Terra à Lua varia de 363.300elipse, em que a distância da Terra à Lua varia de 363.300 a 405.500 Km. Deslocando-se à velocidade média de 1,1a 405.500 Km. Deslocando-se à velocidade média de 1,1 Km/s, demora 27,32166 dias a fazer uma órbita completaKm/s, demora 27,32166 dias a fazer uma órbita completa em redor da Terra, durante os quais mostra aspectosem redor da Terra, durante os quais mostra aspectos diferentes -diferentes - fasesfases - demorando 29,53059 dias a completar- demorando 29,53059 dias a completar o ciclo de Lua Cheia até outra Lua Cheia.o ciclo de Lua Cheia até outra Lua Cheia.
  3. 3. 3 OO movimento aparente da Lua pelo Céu em relação àsmovimento aparente da Lua pelo Céu em relação às estrelas é o resultado do movimento real da Lua em tornoestrelas é o resultado do movimento real da Lua em torno da Terra. Durante este movimento a Lua vai-seda Terra. Durante este movimento a Lua vai-se modificando e a essa modificação chama-semodificando e a essa modificação chama-se fase dafase da LuaLua. A fase. A fase ΦΦ é igual à razão entre a largura máximaé igual à razão entre a largura máxima d’d’ da parte iluminada do disco lunar e o diâmetro deleda parte iluminada do disco lunar e o diâmetro dele dd, isto, isto éé ΦΦ == d’/dd’/d..
  4. 4. 4 Existem quatro fases fundamentais da Lua que seExistem quatro fases fundamentais da Lua que se revezam sucessivamente na ordem seguinte:revezam sucessivamente na ordem seguinte: novilúnionovilúnio ouou Lua novaLua nova,, quarto crescentequarto crescente,, plenilúnioplenilúnio ouou Lua cheiaLua cheia ee quarto minguantequarto minguante..
  5. 5. 5 2. Ocultação de astros pela Lua2. Ocultação de astros pela Lua A Lua, no seu movimento de translação em volta daA Lua, no seu movimento de translação em volta da Terra, por ser o planeta mais próximo de nós, podeTerra, por ser o planeta mais próximo de nós, pode encobrirencobrir com o seu disco outros astros, fenómenocom o seu disco outros astros, fenómeno designado pordesignado por ocultação de astros pela Luaocultação de astros pela Lua . As. As ocultações de estrelas são consideravelmente maisocultações de estrelas são consideravelmente mais frequentes do que as de planetas.frequentes do que as de planetas.
  6. 6. 6 3. Eclíptica3. Eclíptica No seu movimento em torno do Sol, a Terra gira sobreNo seu movimento em torno do Sol, a Terra gira sobre si própria, em torno de um eixo imaginário sempresi própria, em torno de um eixo imaginário sempre inclinado relativamente ao plano da órbita. Assim oinclinado relativamente ao plano da órbita. Assim o movimento de translação da Terra sugere o movimentomovimento de translação da Terra sugere o movimento aparente do Sol relativamente às estrelas, sendoaparente do Sol relativamente às estrelas, sendo trajectória do Sol representada por uma linhastrajectória do Sol representada por uma linhas imaginária designada por Eclíptica (assim designadaimaginária designada por Eclíptica (assim designada por representar “o lugar dos Eclipses”). Esta linha, quepor representar “o lugar dos Eclipses”). Esta linha, que coincide com o plano da órbita terrestre, constitui acoincide com o plano da órbita terrestre, constitui a referência para a localização da órbita de todos osreferência para a localização da órbita de todos os planetas.planetas.
  7. 7. 7 4. Eclipses4. Eclipses As posições relativas da Terra, Lua e Sol originamAs posições relativas da Terra, Lua e Sol originam fenómenos do tipo anterior relativamente raros efenómenos do tipo anterior relativamente raros e espectaculares a que chamamosespectaculares a que chamamos eclipseseclipses.. ExistemExistem eclipseseclipses dodo SolSol e dae da LuaLua..
  8. 8. 8 4.1. Eclipse da Lua4.1. Eclipse da Lua A explicação dos eclipses da Lua é simples. A luz doA explicação dos eclipses da Lua é simples. A luz do Sol ilumina metade do globo terrestre, surgindo doSol ilumina metade do globo terrestre, surgindo do lado oposto um cone delado oposto um cone de sombrasombra e um cone dee um cone de penumbrapenumbra..
  9. 9. 9 No seu movimento em translação em torno daNo seu movimento em translação em torno da Terra a Lua pode passar pela zona de sombra (ouTerra a Lua pode passar pela zona de sombra (ou até de penumbra) dando-se umaté de penumbra) dando-se um Eclipse da LuaEclipse da Lua.. Como se pode deduzir da imagem estes só podemComo se pode deduzir da imagem estes só podem ocorrer quando há Lua Cheia.ocorrer quando há Lua Cheia.
  10. 10. 10 No desenho seguinte podemos ver diversos tipos de Eclipses:No desenho seguinte podemos ver diversos tipos de Eclipses: A - Não há eclipseA - Não há eclipse B - Eclipse de penumbraB - Eclipse de penumbra C - Eclipse parcialC - Eclipse parcial D - Eclipse totalD - Eclipse total
  11. 11. 11 4.2. Eclipse do Sol4.2. Eclipse do Sol A luz do Sol ilumina metade a Lua, que, ao passar àA luz do Sol ilumina metade a Lua, que, ao passar à frente da Terra, faz surgir um cone defrente da Terra, faz surgir um cone de sombrasombra e ume um cone decone de penumbrapenumbra que atingem a Terra. Só podeque atingem a Terra. Só pode ocorrer em Lua Nova, obviamente.ocorrer em Lua Nova, obviamente.
  12. 12. 12 A zona atingida pela sombra terá umA zona atingida pela sombra terá um eclipse totaleclipse total do Sol enquanto que a restante apenas umdo Sol enquanto que a restante apenas um eclipseeclipse parcialparcial..
  13. 13. 13 5. Por que é há tão poucos eclipses?5. Por que é há tão poucos eclipses? Havendo diversas Luas Novas e Luas Cheias todo o ano eraHavendo diversas Luas Novas e Luas Cheias todo o ano era de esperar que tivéssemos mais Eclipses. Mas o facto de ade esperar que tivéssemos mais Eclipses. Mas o facto de a Lua rodar à volta da Terra num plano diferente da EclípticaLua rodar à volta da Terra num plano diferente da Eclíptica (havendo entre os dois um ângulo de 5º) impede a existência(havendo entre os dois um ângulo de 5º) impede a existência de mais eclipses.de mais eclipses.
  14. 14. 14 Porque há estações do ano?Porque há estações do ano? Quais as causas?Quais as causas? • Variação da distância ao Sol da Terra?Variação da distância ao Sol da Terra? • O eixo de rotação da Terra ser inclinado?O eixo de rotação da Terra ser inclinado? ??

×