Universidade de Brasília - UnB
Centro de Estudos Avançados Multidisciplinares – CEAM
Introdução aos Estudos de População
E...
Universidade de Brasília
CEAM – Núcleo de Estudos Urbanos e Regionais
Introdução aos Estudos de População - 1/2012
Alunos:...
3. Metodologia
Foram utilizados os dados do Banco de Dados SIDRA e textos referentes aos
Censos Demográficos de 1991, 2000...
População indígena segundo situação de domicílio - Brasil 1991/2010
Situação
de
domicílio
1991 2000 2010
Total 294 131 734...
4.2 Crescimento populacional
No período 1991/2000 a população autodeclarada indígena sofreu um
aumento muito expressivo, s...
Taxa média geométrica de crescimento anual da população indígena segundo situação de
domicílio - Brasil 1991/2010
Situação...
Fonte: IBGE, Censos Demográficos 2000/2010.
O gráfico acima mostra o crescimento da população indígena no Brasil e nas
cin...
Crescimento da População indígena por situação de domicílio no Brasil e Regiões -
2000/2010
Brasil e
Regiões
Urbano Rural ...
4.3 Distribuição espacial da população indígena
Dentre as 5 Grandes Regiões brasileiras, a Norte, Nordeste e Centro-Oeste
...
Fonte: IBGE, Censos Demográficos 1991, 2000 e 2010
População indígena por situação de domicílio no Brasil e Regiões - 2000...
Em 1991, 34,5% dos municípios brasileiros existiam pelo menos uma pessoa
autodeclarada indígena, no Censo Demográfico 2000...
O peso relativo da população indígena nas regiões Norte e Centro-Oeste
mostra a importância do uso dos biomas Amazônia e o...
4.4 Estrutura etária
O Banco de Dados SIDRA não tem informações sobre a população indígena do
Censo Demográfico 1991, e nã...
Em 2000, tinha de 0 a 14 anos de idade 32,6% da população indígena, 61,6%
dos indígenas estavam na faixa etária de 15 a 64...
Fonte: IBGE, Censo Demográfico 2010
A pirâmide etária da população indígena para o ano 2000 apresenta uma
base larga e um ...
Pirâmide estaria da população brasileira ano 2010
Fonte: IBGE, Censo Demográfico 2010
4.5 Algumas características socioeco...
Fonte: IBGE, Censo Demográfico 2010
Dos 290 789 domicílios particulares permanentes com pelo menos um
morador indígena, 25...
Fonte: IBGE, Censo Demográfico 2010
Dos 290 789 domicílios particulares permanentes com pelo menos um
morador indígena, 21...
Dos 290 789 domicílios particulares permanentes com pelo menos um morador
indígena, 254 835 eram casas, 14 315 eram ocas o...
Abaixo segue um gráfico com as classes de rendimento da população
indígena com 10 ou mais anos de idade, dados do Censo De...
5. Conclusão
Os resultados das observações feitas dos Censos Demográficos de 1991,
2000 e 2010 nos levam a concluir que ho...
6.Referências
 IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), Censos
Demográficos 1991/2010, Banco de Dados SIDR...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

População Indígena no Brasil

6.728 visualizações

Publicada em

Trabalho final da disciplina Introdução Aos Estudos de População, Universidade de Brasília. Traz os números da população indígena brasileira dos censos de 1991, 2000 e 2010. Autores: Neto, Erique Pereira ; Carreiro, Felipe Veloso Alves.

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
6.728
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
91
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

População Indígena no Brasil

  1. 1. Universidade de Brasília - UnB Centro de Estudos Avançados Multidisciplinares – CEAM Introdução aos Estudos de População Erique Pereira Neto Felipe Veloso Alves Carreiro Prof : Ana Maria Nogales Vasconcelos / Marília Miranda Forte Gomes OS NÚMEROS DA POPULAÇÃO INDÍGENA NO BRASIL- 1991/2010 Quantos são? Onde estão? Quais as condições de vida? Evolução da população indígena no período 1991/2010 Sumário 1. Introdução..................................................................................... 1 2. Objetivos.................................................................................. ......1 3. Metodologia .......................................................................... .....2 4. Resultados .............................................................................. .......2 4.1Tamanho da população indígena........................................... .......3 4.2 Crescimento populacional....................................................... ......4 4.3 Distribuição espacial da população indígena............................ .....7 4.4 Estrutura etária.......................................................................... .....12 4.5 Algumas características socioeconômicas da população indígena no Censo Demográfico 2010........................................................................ .........15 5. Conclusão............................................................................... ........20 6. Referências.................................................................................... ............21
  2. 2. Universidade de Brasília CEAM – Núcleo de Estudos Urbanos e Regionais Introdução aos Estudos de População - 1/2012 Alunos: Erique Pereira Neto – 110011058 Felipe Veloso Alves Carreiro – 110011333 Professoras: Ana Maria Nogales Vasconcelos Marília Miranda Forte Gomes OS NÚMEROS DA POPULAÇÃO INDÍGENA NO BRASIL - 1991/2010 1. Introdução Muitos brasileiros ignoram ou pouco conhecem sobre os índios no Brasil. Em anos recentes a questão indígena tem surgido na mídia ( por exemplo a demarcação da reserva indígena Raposa Serra do Sol, construção da Usina Hidrelétrica de Belo Monte) e permanece os debates no Congresso Nacional com o tema da demarcação das terras indígenas. Os povos indígenas tem uma importância histórica na formação do Brasil, eram os povos que aqui se encontravam quando da chegada dos portugueses e a Constituição brasileira de 1988 os reconhecem e dá a devida importância e o direito de posse de terras tradicionalmente ocupadas pelos indígenas, o que nos leva a querer conhecer sobre esses povos e o que representa a sua população em relação à população brasileira. Segundo o censo demográfico de 2010 existem no Brasil 896 917 mil pessoas autodeclaradas indígenas o que representa algo em torno de 0,47% da população total. Esse trabalho busca conhecer a cerca da população indígena no Brasil, como se distribui no território nacional e discutir alguns indicadores demográficos dessa população no período 1991/2010. 2. Objetivos O objetivo desse trabalho é analisar a evolução da população indígena no Brasil de 1991,quando passou a ser investigada no Censo Demográfico no quesito Cor ou Raça, a 2010, quando ocorreu o último Censo Demográfico. Conhecer acerca de indicadores demográficos, tais como tamanho e crescimento da população, estrutura etária e indicadores socioeconômicos, como são as condições de vida, renda, educação dos indígenas no Brasil, assim como sua distribuição espacial no território nacional, onde estão localizados geograficamente.
  3. 3. 3. Metodologia Foram utilizados os dados do Banco de Dados SIDRA e textos referentes aos Censos Demográficos de 1991, 2000 e 2010 realizados pelo IBGE relativos à população indígena e informações sobre os povos indígenas disponibilizadas pela Fundação Nacional do Índio (FUNAI) em seu site. Algumas tabelas e gráficos foram tirados dos relatórios “Os indígenas no Censo Demográfico 2010” e “Tendências demográficas” da seção Estudos especiais , População indígena do IBGE, com algumas modificações de acordo com as informações que queríamos passar. Outros gráficos e tabelas foram criados a partir das informações retiradas do Banco de Dados SIDRA, incluindo aqui as pirâmides etárias da população indígena de 2000 e 2010. Os mapas foram tirados de “Características Gerais dos Indígenas” da seção Resultados do Censo Demográfico 2010 do site do IBGE. 4. Resultados O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) incluiu, a partir do Censo Demográfico 1991, no quesito Cor ou Raça a categoria “indígena” no Questionário da Amostra,onde o critério para a captação da resposta era através da autodeclaração, passando assim a investigar esse contingente populacional em âmbito nacional, aplicando-se o questionário a todos os domicílios selecionados na amostra tanto para aqueles que se situavam em terras indígenas, quanto àqueles fora de terras indígenas da zona rural e também paras os que se localizavam em áreas urbanas. No Censo Demográfico 2000 a metodologia se manteve inalterada, manteve as mesmas categorias e mesma conceituação em relação ao Censo Demográfico de 1991. Essas informações sobre a categoria “indígena” do quesito Cor ou Raça foram investigadas para todos os domicílios brasileiros no Censo Demográfico 2010, fazendo parte agora do Questionário Básico, constituindo o universo, diferentemente dos dois Censos Demográficos anteriores, onde as informações eram oriundas do Questionário da Amostra. 4.1 Tamanho da população indígena No Censo Demográfico 1991 se autodeclaram indígenas 294 131 pessoas, sendo 71 026 indígenas na área urbana, 24,15% e 223 105 viviam na zona rural, 75,75% da população indígena. Esse número representava apenas 0,2% do total de 146 815 790 brasileiros contados no Censo daquele ano. Em 2000, esse percentual subiu para cerca de 0,43% e um valor absoluto de indígenas de 734 127, onde 383 298 viviam em área urbana e 350 829 em área rural, 52,21% e 49,79 % , respectivamente. No último Censo Demográfico, de 2010, 896 917 pessoas se declaram pertencer à categoria indígena, mantendo o percentual de 0,47% da população Brasileira, próximo do Censo Demográfico anterior. Em 2010, residiam em área rural 36,22% da população indígena e 63,78% viviam na zona rural. Veja na tabela abaixo.
  4. 4. População indígena segundo situação de domicílio - Brasil 1991/2010 Situação de domicílio 1991 2000 2010 Total 294 131 734 127 896 917 Urbana 71 026 383 298 324 834 Rural 223 105 350 829 572 083 Fonte: IBGE, Censo Demográfico 1991/2010 modificada Em relação ao sexo, em 2000, se autodeclararam indígenas 365 312 homens e 368 815 mulheres, 49,76% e 50,24% da população indígena, respectivamente. Já no Censo Demográfico 2010, havia mais homens do que mulheres, 452 170 eram homens e 444 747 eram mulheres, 50,41% e 49,59% respectivamente. Não tinha essa informação no Banco de Dados SIDRA sobre a população autodeclarada indígena em 1991, por isso não foi colocada aqui. Fonte: IBGE, Censos Demográficos 2000 e 2010 49,76 50,41 50,24 49,59 49 49,2 49,4 49,6 49,8 50 50,2 50,4 50,6 2000 2010 População indígena segundo sexo - Brasil 2000/2010 (%) Homens Mulheres
  5. 5. 4.2 Crescimento populacional No período 1991/2000 a população autodeclarada indígena sofreu um aumento muito expressivo, saltando de 294 131 pessoas para 734 127, um incremento positivo da ordem de 440 mil à população de indígenas. O que representa um crescimento médio de 10,8% ao ano, esse fenômeno não pode ser explicado por um crescimento vegetativo, segundo demógrafos do IBGE, estaria ocorrendo um aumento do número de pessoas que se declaram indígenas em 2000, mas que no Censo Demográfico 1991 se declararam em outras etnias. Esse aumento da população se deu principalmente na área urbana que cresceu em média 20,8%, enquanto que a taxa média geométrica de crescimento da população indígena na área rural foi de 5,2% anualmente no período. O que estaria por trás desse fenômeno seria uma série de políticas governamentais de apoio e proteção aos indígenas e demarcação de suas terras, garantidos na Constituição de 1988 e pelo Estatuto do Índio de 1973, ocorridos na década de 2000, segundo demógrafos citados pelo IBGE, tornando assim um momento apropriado para aquelas pessoas que tinham de alguma forma semelhanças ou ligações indígenas se autodeclarassem indígenas no Censo Demográfico 2000. O Censo Demográfico 2010 mostrou um crescimento anual médio de 2% da população autodeclarada indígena, em relação a 2000, um crescimento muito inferior ao do período anterior, sendo destaque a queda da população indígena nas áreas urbanas. Na área urbana a população indígena diminuiu em 58,4 mil pessoas, um decréscimo médio geométrico anual de 1,6%, enquanto que na área rural houve um incremento positivo de 5% ao ano, passando de 350 829 indígenas em 2000 para 572 083 em 2010. Em 2000 o aumento da população autodeclarada indígena urbana ocorreu principalmente na região Sudeste, fazendo com que o sudeste brasileiro aumentasse significativamente sua participação na quantidade de população indígena, como veremos no subtópico seguinte. Mas a perda de população indígena na área urbana em 2010 aconteceu principalmente na região Sudeste. População indígena segundo sexo – Brasil 2000/2010 Sexo 2000 2010 Total 734 127 896 917 Homens 365 312 452 170 Mulheres 368 815 444 747 Fonte: IBGE, Censos Demográficos 2000 e 2010
  6. 6. Taxa média geométrica de crescimento anual da população indígena segundo situação de domicílio - Brasil 1991/2010 Situação de domicílio Taxa média geométrica de crescimento anual (%) 1991/2000 2000/210 Total 10,8 2 Urbana 20,8 -1,6 Rural 5,2 5 Fonte: IBGE, Censo Demográfico 1991/2010 Fonte: IBGE, Censos Demográficos 1991, 2000 e 2010. 10,8 20,8 5,2 2 -1,6 5 -5 0 5 10 15 20 25 Total Urbana Rural Taxa média geométrica anual de crescimento da população indígena por situação de domicílio - 1991/2010 (%) 1991/2000 2000/2010
  7. 7. Fonte: IBGE, Censos Demográficos 2000/2010. O gráfico acima mostra o crescimento da população indígena no Brasil e nas cinco regiões no período 2000/2010. Observando ele fica evidente o grande incremento positivo na população indígena rural, com exceção da região Sudeste onde tanto na área rural como na área urbana houve queda da população indígena no período, de -3,31% e -43,64%, respectivamente. No total foram fortes os aumentos da população nas regiões Norte, Centro-Oeste e Nordeste, com incrementos positivos de 60,62%, 37,44% e 36,59%, respectivamente, enquanto que nas regiões Sul e Sudeste teve uma redução de 7,05% e 38,5%, nessa ordem. O Brasil por sua vez, houve redução de 15,25% da população indígena na área urbana, um forte aumento de 63,07% na área rural e 22,17% de crescimento no total. A seguir tem o gráfico da taxa média geométrica de crescimento anual das regiões brasileiras por situação de domicílio no período 2000/2010. -15,25 32,96 8,2 -43,64 -34,09 -8,39 63,07 68,29 83,01 -3,31 36,41 64,1 22,17 60,62 36,59 -38,5 -7,05 37,44 -60 -40 -20 0 20 40 60 80 100 Brasil Norte Nordeste Sudeste Sul Centro-Oeste Crescimento da população indígena por situação de domicílio no Brasil e regiões 2000/2010 (%) Urbano Rural Total
  8. 8. Crescimento da População indígena por situação de domicílio no Brasil e Regiões - 2000/2010 Brasil e Regiões Urbano Rural Total Brasil -58 464 221 254 162 790 Norte 15 261 114 131 129 393 Nordeste 8 673 53 677 62 350 Sudeste -61 372 -679 -62 052 Sul -17 807 11 833 -5 974 Centro-Oeste -3 219 42 291 39 072 Fonte: IBGE, Censos Demográficos 2000/2010. 2,9 0,8 -5,6 -4,1 -0,9 5,3 6,2 -0,3 3,2 5,14,9 3,2 -4,7 -0,7 3,2 -8,0 -6,0 -4,0 -2,0 0,0 2,0 4,0 6,0 8,0 Norte Nordeste Sudeste Sul Centro-Oeste Taxa média geométrica anual de crescimento da população indígena por situação de domicílio por regiões- 2000/2010 (%) Urbano Rural Total
  9. 9. 4.3 Distribuição espacial da população indígena Dentre as 5 Grandes Regiões brasileiras, a Norte, Nordeste e Centro-Oeste são as que possuem maior quantidade de povos indígenas no Brasil, com destaque para a região amazônica. O Nordeste brasileiro aumentou significativamente sua participação na quantidade de população indígena desde 1991, saindo de 19% em 1991 passando por 23,2% em 2000 e chegando a 25,9 % da população indígena brasileira, sendo a segunda região com maior número de indígenas. A região Norte, a primeira em número de indígenas, perdeu participação significativa de 1991 para 2000 para as regiões Sudeste e Nordeste, saindo de 42,4% indo para 29,1%. Em 2010 volta a disparar em relação às outras regiões, aumentando sua participação relativa na quantidade de indígenas para 38,2% dos povos indígenas do Brasil. Enquanto isso as regiões Sul e Sudeste perderam população indígena relativamente, de 2000 para o ano 2010, e o Sudeste em maior ênfase perdeu uma grande quantidade de indígenas no períoro 2000/2010. Em 2000 a participação da região Sudeste na quantidade de povos indígenas era de 22%, esse número caiu para 11,1% em 2010, uma perda de 38,5% Em 1991 a região Sudeste tinha uma participação de 10,4% da população indígena brasileira. A região Sul que sempre teve um baixa quantidade de indígenas em relação ao total da população indígena tinha 10,3% de participação relativa em 1991, subiu para 11,5% em 2000 e depois caiu para 8,8% da população indígena em 2010. A região Centro-Oeste, a terceira em população indígena, possuia uma participação relativa de 17,9% em 1991, foi para 14,2% em 2000 e subiu para 16% em 2010. Observe a tabela e o gráfico a seguir. Participação relativa da população indígena por Grandes Regiões - Brasil 1991/2010 Grandes Regiões Participação relativa da população por Regiões 1991 2000 2010 Norte 42,4 29,1 38,2 Nordeste 19 23,2 25,9 Suldeste 10,4 22 11,1 Sul 10,3 11,5 8,8 Centro-Oeste 17,9 14,2 16 Fonte: IBGE, Censo Demográfico 1991/2010 modificada
  10. 10. Fonte: IBGE, Censos Demográficos 1991, 2000 e 2010 População indígena por situação de domicílio no Brasil e Regiões - 2000/2010 Brasil e Regiões 2000 2010 Urbana Rural Total Urbano Rural Total Brasil 383 298 350 829 734 127 324 834 572 083 896 917 Norte 46 304 167 140 213 444 61 565 281 271 342 836 Nordeste 105 728 64 661 170 389 114 401 118 338 232 739 Sudeste 140 644 20 544 161 188 79 272 19 865 99 137 Sul 52 247 32 500 84 747 34 440 44 333 78 773 Centro-Oeste 38 375 65 985 104 360 35 156 108 276 143 432 Fonte: IBGE, Censos Demográficos 2000/2010. 42,4 29,1 38,2 19 23,2 25,9 10,4 22 11,110,3 11,5 8,8 17,9 14,2 16 0 5 10 15 20 25 30 35 40 45 1991 2000 2010 Participação relativa da população por Regiões - Brasil 1991/2010 (%) Norte Nordeste Suldeste Sul Centro-Oeste
  11. 11. Em 1991, 34,5% dos municípios brasileiros existiam pelo menos uma pessoa autodeclarada indígena, no Censo Demográfico 2000 passou para 63,5% dos municípios brasileiros com ao menos um indígena autodeclarado, esse número subiu para 80,5% do total de municípios brasileiros com pelo menos uma pessoa que se declarava indígena. Analisando as Unidades da Federação, o estado do Amazonas possui a maior população de índios do Brasil, com 168,7 mil; o de menor, Rio Grande do Norte, possui 2,5 mil. E o estado com o maior percentual de população indígena em relação à sua população é o estado de Roraima, sendo cerca de 11% da sua população composta de indígenas. Os dez municípios com maior população de índios no Brasil reúnem conjuntamente 126,6 mil indígenas, correspondendo a 14,11% do total de indígenas do país, sendo que metade desses municípios possui população maior que 10 mil indígenas. Os cinco municípios com maior população indígenas são os seguintes: São Gabriel da Cachoeira (Amazonas); São Paulo de Olivença (Amazonas);Tabatinga (Amazonas); São Paulo (São Paulo); e Santa Isabel do Rio Negro (Amazonas).
  12. 12. O peso relativo da população indígena nas regiões Norte e Centro-Oeste mostra a importância do uso dos biomas Amazônia e o Cerrado nos quais as Terras Indígenas são fundamentais nas formas de sobrevivências físicas e culturais dos povos indígenas que ai vive. São nessas regiões onde há o maior número de Terras Indígenas demarcadas, principalmente na Região Amazônica. Segundo a FUNAI (Fundação Nacional do Índio) até o ano de 2005 existiam 604 Terras Indígenas reconhecidas, compreendendo 12,5% do território brasileiro (106 359 281 hectares), com uma enorme concentração na Amazônia Legal. Dessas 604 Terras indígenas, 123 já haviam sido confirmadas, 28 delimitas, 32 declaradas, outras 32 homologadas e 389 já tinha sido regularizadas, como mostra a tabela acima. No mapa a seguir podemos visualmente observar onde ficam as terras indígenas, e nota se a enorme concentração na região Norte do Brasil de Terras Indígenas, isso ajuda entender o porquê de a região Norte conter a maior população de índios do Brasil.
  13. 13. 4.4 Estrutura etária O Banco de Dados SIDRA não tem informações sobre a população indígena do Censo Demográfico 1991, e não encontramos informações detalhadas e precisas para analisar as características de estrutura etária da população autodeclarada indígena daquele ano, portanto, fizemos análise apenas das estruturas etárias da população indígena dos Censos Demográficos 2000 e 2010. No Censo Demográfico 2000 foram contabilizados 365 312 homens e 368 815 mulheres pertencentes à população indígena, 49,76% e 50,24% respectivamente. Em 2010, o percentual de homens e mulher mudou levemente, invertendo as posições, agora os homens são maioria 50,41% do total, 452 170 homens, e 49,59% ou 444 747 mulheres.
  14. 14. Em 2000, tinha de 0 a 14 anos de idade 32,6% da população indígena, 61,6% dos indígenas estavam na faixa etária de 15 a 64 anos de idade e apenas 5,8% tinham mais que 65 anos de idade. No Censo de 2010, 36,07% da população indígena estava na faixa de 0 a 14 anos de idade, e de 15 a 64 anos de idade tinham 58,4% e um percentual de 5,53% se encontravam com 64 anos ou mais de idade. Distribuição relativa da população autodeclarada indígena, por grupos de idades Brasil - 2000/2010 (%) Grupos de idade Distribuição relativa da população autodeclarada indígena, por grupos de idades (%) 2000 2010 0 a 14 anos 32,6 36,07 15 a 64 anos 61,6 58,4 65 anos ou mais 5,8 5,53 Fonte: IBGE, Censos Demográficos 2000/2010. Fonte: IBGE, Censo Demográfico 2000 -8 -6 -4 -2 0 2 4 6 8 0_4 5_9 10_14 15_19 20_24 25_29 30_34 35_39 40_44 45_49 50_54 55_59 60_64 65_69 70_74 75_79 80 e + Pirâmide etária população indígena no Brasil - 2000 Homens Mulheres
  15. 15. Fonte: IBGE, Censo Demográfico 2010 A pirâmide etária da população indígena para o ano 2000 apresenta uma base larga e um topo estreito com laterais muito inclinadas, uma pirâmide crescente, típica de regiões ou países que começam crescer rapidamente, possuindo uma alta natalidade e também uma alta mortalidade, uma idade média muito baixa e elevada razão de dependência. Já a pirâmide etária de 2010 apresenta características semelhantes à de 2000, porém observa-se que a base começa a diminuir, a faixa de 0 a 4 anos está bem reduzida em relação à faixa logo acima, 5 a 9 anos de idade, e a parte de 5 a 34 anos apresenta sinais de alargamento, o que pode indicar que a pirâmide da população indígena começa a seguir a tendência da pirâmide etária brasileira, que está num processo de envelhecimento populacional muito elevado se comparado à indígena, com uma baixa natalidade e mortalidade, se aproximando da característica das pirâmides etárias dos países desenvolvidos. Nota-se também que a pirâmides etária tanto do ano 2000 quanto de 2010 apresentam o padrão da pirâmide etária brasileira de a partir da faixa etária de 15 a 19 anos de idade, a proporção de mulheres ser superior à proporção de homens, em trabalhos anteriores desta disciplina foi verificado que os estados brasileiros também seguem esse padrão. O que pode ser denotado também através das pirâmides etárias é que a população indígena é composta majoritariamente de jovens e adultos, tendo uma baixa proporção de idosos na população. -8 -6 -4 -2 0 2 4 6 8 0_4 5_9 10_14 15_19 20_24 25_29 30_34 35_39 40_44 45_49 50_54 55_59 60_64 65_69 70 e+ Pirâmide etária população indígena no Brasil - 2010 Mulheres Homens
  16. 16. Pirâmide estaria da população brasileira ano 2010 Fonte: IBGE, Censo Demográfico 2010 4.5 Algumas características socioeconômicas da população indígena do Censo Demográfico 2010 Da população indígena pesquisada no Censo Demográfico 2010, 517 383 viviam em terras indígenas ou 57,68% do total e 379 534 se localizam fora de terras indígenas, 42,32%. Fonte: IBGE, Censo Demográfico 2010 57,68% 42,32% População indígena por localização de domicílio, Brasil -2010 (%) Dentro de terras indígenas Fora de terras indígenas
  17. 17. Fonte: IBGE, Censo Demográfico 2010 Dos 290 789 domicílios particulares permanentes com pelo menos um morador indígena, 252 233 possuíam energia elétrica, ou seja, 86,74% dos domicílios, e 38556 não tinham energia elétrica, ou 13,26% do total. Fonte: IBGE, Censo Demográfico 2010 0 100000 200000 300000 400000 500000 600000 Dentro de terras indígenas Fora de terras indígenas 517383 379534 População indígena por localização de domicílio, Brasil -2010 252233 38556 Domicílios particulares permanentes com pelo menos um morador indígena, por existência de energia elétrica, Brasil - 2010 Tinham Não tinham
  18. 18. Fonte: IBGE, Censo Demográfico 2010 Dos 290 789 domicílios particulares permanentes com pelo menos um morador indígena, 219 913 era próprios, 42 257 alugados, 22 806 eram cedidos e 5 813 estava em Outra condição, 74,63%, 14,53%, 7,84% e 2%, respectivamente. Domicílios particulares com pelo menos um morador indígena, por condição de ocupação, Brasil -2010 (%). Fonte: IBGE, Censo Demográfico 2010 0,00% 20,00% 40,00% 60,00% 80,00% 100,00% Tinha Não tinha 86,74% 13,26% Domicílios particulares permanentes com pelo menos um morador indígena, por existência de energia elétrica, Brasil - 2010 (%) 0,00% 10,00% 20,00% 30,00% 40,00% 50,00% 60,00% 70,00% 80,00% Próprio Alugado Cedido Outra condição 74,63% 14,53% 7,84% 2%
  19. 19. Dos 290 789 domicílios particulares permanentes com pelo menos um morador indígena, 254 835 eram casas, 14 315 eram ocas ou malocas e 21 639 se figuravam em Outro tipo de domicílio. Domicílios particulares com pelo menos um morador indígena, por tipo de domicílio, Brasil -2010 (%) Fonte: IBGE, Censo Demográfico 2010 Das 677 570 pessoas indígenas com 10 ou mais anos de idade no Censo Demográfico 2010, eram alfabetizadas 77,5% e 22,49% eram analfabetas. Pessoas indígenas com 10 ou mais anos de idade, por alfabetização, Brasil - 2010 Fonte: IBGE, Censo Demográfico 2010 Casa Oca ou maloca Outro 87,64% 4,92% 7,44% 78% 22% Alfabetizadas Não alfabetizadas
  20. 20. Abaixo segue um gráfico com as classes de rendimento da população indígena com 10 ou mais anos de idade, dados do Censo Demográfico 2010, que mostra que a maioria dos indígenas vive numa situação de pobreza elevada, já que mais de 50% da população de indígenas não possui rendimentos. População indígena com 10 ou mais anos de idade por rendimento mensal, Brasil - 2010 Fonte: IBGE, Censo Demográfico 2010 Os dados do Censo Demográfico 2010 mostra que os indígenas são em sua maioria pobres e vivem em condições de vidas, educação e renda muito inferiores à média brasileira, e que são necessárias ações governamentais, políticas públicas para melhorar a qualidade de vida dessa população. 5,78% 5,78% 18,64% 10,37% 2,72% 1,88% 1,50% 53,33% 0,00% 10,00% 20,00% 30,00% 40,00% 50,00% 60,00%
  21. 21. 5. Conclusão Os resultados das observações feitas dos Censos Demográficos de 1991, 2000 e 2010 nos levam a concluir que houve um incentivo para que as pessoas se autodeclarassem como indígenas, isto é, as pessoas que tinham alguma ligação ou se sentissem pertencentes a essa categoria em 1991, mas que não se declararam como tais se sentiram estimuladas a se afirmarem como sendo indígenas no Censo Demográfico 2000. Isso pode ter ocorrido devido a uma série de políticas públicas do Estado brasileiro em demarcação de terras indígenas e benefícios sociais voltados para essa população na década de 2000, o que explica em parte o elevado incremento de pessoas que se declararam indígenas no período 1991/2000. Por outro lado, em 2010, viu-se que houve uma diminuição expressiva da população urbana que se autodeclararam indígenas em 2000, principalmente na região Sudeste e em menor grau na região Sul. Outro fato que se pode observar é que a Região Norte, destacando a região amazônica concentra a maior população de povos indígenas, em seguida vem o Nordeste e o Centro-Oeste isso tem relação com essa região ser onde há maior quantidade de terras indígenas demarcadas. Outro fator que pode ter afetado o ritmo de crescimento da população indígena é a mudança na metodologia do IBGE no Censo Demográfico 2010, além de investigar todos os domicílios do país, o critério não é apenas a autodeclaração, mas entra o estudo das línguas faladas pela população e um maior detalhamento da investigação no que se refere à etnias, isso pode ter feito com que pessoas que em 2000 se declararam genericamente como indígenas deixassem de se declarar assim e se incluírem numa outra categoria. Foi visto também que no Censo Demográfico 2010 foram investigadas as condições de vidas da população indígena, vimos que a maioria não possui renda, a alfabetização da população indígena é muito inferior à brasileira, e que nos próximos Censos teremos uma base melhor de informação, com mais detalhes para analisar as condições de vida da população indígena no país.
  22. 22. 6.Referências  IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), Censos Demográficos 1991/2010, Banco de Dados SIDRA;  FUNAI (Fundação Nacional do Índio).

×