O AQUECIMENTO GLOBAL E
A ECONOMIA POLÍTICA
INTERNACIONAL
EMANUEL B. C. RIBEIRO
CAUSAS DO AQUECIMENTO SEGUNDO O
IPCC: POSIÇÃO PREDOMINANTE
CETICISMO CLIMÁTICO
QUAIS AS IMPLICAÇÕES PARA A ECONOMIA
POLÍTI...
PAINEL INTERGOVERNAMENTAL SOBRE
MUDANÇAS CLIMÁTICAS
WMO & UNEP
RELATÓRIOS DO IPCC
SÍNTESE DO
QUINTO RELATÓRIO DO IPCC
PRINCIPAIS MENSAGENS
 A INFLUÊNCIA HUMANA NAS MUDANÇAS CLIMÁTICAS É EVIDENTE
 QUANTO...
SÍNTESE DO
QUINTO RELATÓRIO DO IPCC
 OS OCEANOS ABSORVEM A MAIOR PARTE DO CALOR.
 É EXTREMAMENTE PROVÁVEL QUE A INFLUÊNC...
SÍNTESE DO
QUINTO RELATÓRIO DO IPCC
 A PRODUÇÃO DE ENERGIA CONTINUA A SER A FONTE PRIMÁRIA DE
EMISSÃO DE GASES DO EFEITO ...
SÍNTESE DO
QUINTO RELATÓRIO DO IPCC
 ALGUMAS MUDANÇAS EM EVENTOS METEOROLÓGICOS E CLIMÁTICOS
EXTREMOS OBSERVADAS DESDE CE...
SÍNTESE DO
QUINTO RELATÓRIO DO IPCC
 PROJEÇÕES PARA AS MUDANÇAS CLIMÁTICAS
Os oceanos continuarão a
aquecer no século 21
...
SÍNTESE DO
QUINTO RELATÓRIO DO IPCC
 IMPACTOS POTENCIAIS
Escassez de água e comida
Aumento da pobreza
Aumento das migraçõ...
SÍNTESE DO
QUINTO RELATÓRIO DO IPCC
 IMPACTOS POTENCIAIS
O Peru é um dos países mais vulneráveis às mudanças climáticas, ...
SÍNTESE DO
QUINTO RELATÓRIO DO IPCC
 LIMITANDO O AUMENTO DE TEMPERATURA
É possível reduzir as emissões de GEE para limita...
antiambientalismo
O CETICISMO CLIMÁTICO
negacionismo
MEDO
TERRORISMO
manipulação
O CETICISMO CLIMÁTICO
0
20
40
60
80
100
120
140
160
180
200
Emitido pelo homem Redução proposta Incertezas Movimento atmos...
O CETICISMO CLIMÁTICO
O CETICISMO CLIMÁTICO
O CETICISMO CLIMÁTICO
Quem controla o clima da terra, então?
IMPLICAÇÕES PARA A ECONOMIA
POLÍTICA INTERNACIONAL
• Margareth Tatcher, greve dos mineiros e a crise do petróleo.
• Energi...
IMPLICAÇÕES PARA A ECONOMIA
POLÍTICA INTERNACIONAL
• Investimentos em estudos climáticos aumentaram muito nos anos 90
• Da...
IMPLICAÇÕES PARA A ECONOMIA
POLÍTICA INTERNACIONAL
• Princípio da prevenção: A campanha do aquecimento global prega que nã...
IMPLICAÇÕES PARA A ECONOMIA
POLÍTICA INTERNACIONAL
Considerações finais
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

O aquecimento global e a economia política internacional

212 visualizações

Publicada em

Aborda as teorias em torno do aquecimento global por parte das IPCC e dos céticos.

Publicada em: Meio ambiente
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
212
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O aquecimento global e a economia política internacional

  1. 1. O AQUECIMENTO GLOBAL E A ECONOMIA POLÍTICA INTERNACIONAL EMANUEL B. C. RIBEIRO
  2. 2. CAUSAS DO AQUECIMENTO SEGUNDO O IPCC: POSIÇÃO PREDOMINANTE CETICISMO CLIMÁTICO QUAIS AS IMPLICAÇÕES PARA A ECONOMIA POLÍTICA INTERNACIONAL?
  3. 3. PAINEL INTERGOVERNAMENTAL SOBRE MUDANÇAS CLIMÁTICAS WMO & UNEP
  4. 4. RELATÓRIOS DO IPCC
  5. 5. SÍNTESE DO QUINTO RELATÓRIO DO IPCC PRINCIPAIS MENSAGENS  A INFLUÊNCIA HUMANA NAS MUDANÇAS CLIMÁTICAS É EVIDENTE  QUANTO MAIS CAUSAMOS DISTURBIOS AO CLIMA, MAIS RISCOS CORREMOS DE IMPACTOS GRAVES E IRREVERSÍVEIS  NÓS TEMOS MEIOS DE LIMITAR AS ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS E CONSTRUIR UM FUTURO MAIS PRÓSPERO E SUSTENTÁVEL
  6. 6. SÍNTESE DO QUINTO RELATÓRIO DO IPCC  OS OCEANOS ABSORVEM A MAIOR PARTE DO CALOR.  É EXTREMAMENTE PROVÁVEL QUE A INFLUÊNCIA HUMANA TENHA SIDO A CAUSA PRINCIPAL DO AQUECIMENTO DESDE MEADOS DO SÉCULO 20.  NAS AMÉRICAS DO SUL E CENTRAL, AS ALTERAÇÕES TEM AFETADO GRANDE PARTE DA POPULAÇÃO, ESPECIALMENTE OS MAIS VULNERÁVEIS E EXPOSTOS ÀS AMEAÇAS CLIMÁTICAS.  A EMISSÃO DE GASES DO EFEITO ESTUFA TEM AUMENTADO DESDE A ERA PRÉ- INDUSTRIAL, LEVANDO A UM ACENTUADO CRESCIMENTO ECONÔMICO E POPULACIONAL, E AGORA É MAIOR QUE NUNCA.
  7. 7. SÍNTESE DO QUINTO RELATÓRIO DO IPCC  A PRODUÇÃO DE ENERGIA CONTINUA A SER A FONTE PRIMÁRIA DE EMISSÃO DE GASES DO EFEITO ESTUFA. Setor energético 35% Agricultura, florestas e outros usos da terra 24% Indústria 21% Transporte 14% Construção 6% VALORES DE 2010
  8. 8. SÍNTESE DO QUINTO RELATÓRIO DO IPCC  ALGUMAS MUDANÇAS EM EVENTOS METEOROLÓGICOS E CLIMÁTICOS EXTREMOS OBSERVADAS DESDE CERCA DE 1950 TEM SIDO ASSOCIADAS À INFLUÊNCIA HUMANA.
  9. 9. SÍNTESE DO QUINTO RELATÓRIO DO IPCC  PROJEÇÕES PARA AS MUDANÇAS CLIMÁTICAS Os oceanos continuarão a aquecer no século 21 É muito provável que o gelo do ártico continue a reduzir com o aumento da temperatura global da superfície da terra. O volume das geleiras irá diminuir ainda mais O nível médio do mar continuará a subir no século 21.
  10. 10. SÍNTESE DO QUINTO RELATÓRIO DO IPCC  IMPACTOS POTENCIAIS Escassez de água e comida Aumento da pobreza Aumento das migrações Inundação das costas
  11. 11. SÍNTESE DO QUINTO RELATÓRIO DO IPCC  IMPACTOS POTENCIAIS O Peru é um dos países mais vulneráveis às mudanças climáticas, devido: 1. Derretimentos das geleiras; 2. Perdas na geração de energia hidrelétrica; 3. Impacto na economia e alimentação do país devido aos impactos das mudanças sobre as atividades de pesca; 4. Perdas severas no plantio da batata devido a alterações e doenças.
  12. 12. SÍNTESE DO QUINTO RELATÓRIO DO IPCC  LIMITANDO O AUMENTO DE TEMPERATURA É possível reduzir as emissões de GEE para limitar o aquecimento a 2°C (40 a 70% de redução global até 2050) A combinação de adaptação e redução sustentável e substancial dos GEE podem reduzir os riscos da mudança climática Implementar as medidas para redução de GEE impõe desafios tecnológicos, econômicos, sociais e institucionais Os custos estimados não levam em conta os benefícios de reduzir as mudanças climáticas. Postergar as medidas mitigadoras irá aumentar consideravelmente os desafios associados ao controle da temperatura em 2°C.
  13. 13. antiambientalismo O CETICISMO CLIMÁTICO negacionismo MEDO TERRORISMO manipulação
  14. 14. O CETICISMO CLIMÁTICO 0 20 40 60 80 100 120 140 160 180 200 Emitido pelo homem Redução proposta Incertezas Movimento atmosférico natural 6 3 40 200 BILHÕESDETONELADAS QUANTIDADE DE CARBONO DA ATMOSFERA
  15. 15. O CETICISMO CLIMÁTICO
  16. 16. O CETICISMO CLIMÁTICO
  17. 17. O CETICISMO CLIMÁTICO Quem controla o clima da terra, então?
  18. 18. IMPLICAÇÕES PARA A ECONOMIA POLÍTICA INTERNACIONAL • Margareth Tatcher, greve dos mineiros e a crise do petróleo. • Energia nuclear: a teoria do aquecimento global era conveniente. • Movimentos ambientalistas foram utilizados para legitimar e dar suporte • O Ambientalismo radical e as ideias neomarxistas e anticapitalistas Interesse político
  19. 19. IMPLICAÇÕES PARA A ECONOMIA POLÍTICA INTERNACIONAL • Investimentos em estudos climáticos aumentaram muito nos anos 90 • Dados e previsões são alterados para mostrar resultados que interessem à mídia. Indústria do Aquecimento global
  20. 20. IMPLICAÇÕES PARA A ECONOMIA POLÍTICA INTERNACIONAL • Princípio da prevenção: A campanha do aquecimento global prega que não há riscos em estar do lado correto, ainda que a teoria do aquecimento pelo CO2 esteja errada • Impede o acesso dos países pobres à eletricidade e ao desenvolvimento,  Impede o uso de óleo e carvão como energia  Fontes de energias propostas, como solar e eólica, são mais caras e mais instáveis. Impacto para os países mais pobres
  21. 21. IMPLICAÇÕES PARA A ECONOMIA POLÍTICA INTERNACIONAL Considerações finais

×