MEIO AMBIENTE EM DEBATEProfessores:   Prof. Paulo RobertoPauloPaulistaFilipeFlávioMarci
MEIO AMBIENTE EM DEBATE       Tópico: 1 O papel do homem nasmudanças climáticas globais.
MEIO AMBIENTE EM DEBATE             Trailler do Filme: Uma verdade          inconveniente – Al gore (Ex presidente        ...
MEIO AMBIENTE EM DEBATE          Trecho do documentário: “A grande          farsa do aquecimento global” – “The          G...
As correntes ideológicas       Céticos                   Defensores do AGA  Diversos cientistas                    IPCC   ...
MEIO AMBIENTE EM DEBATE          Os argumentos dos céticosCanal Livre: Mitos e Fatos das Mudanças ClimáticasEntrevista: Pr...
MEIO AMBIENTE EM DEBATE            Os argumentos dos céticosRede Globo: Programa do JôEntrevista: Prof. Ricardo Felício
MEIO AMBIENTE Nações Unidas)ONU (Organização das EM DEBATE            ONU ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS
MEIO AMBIENTE Nações Unidas) ONU (Organização das EM DEBATE                         IPCC  PAINEL INTERGOVERNAMENTAL SOBRE ...
MEIO AMBIENTE Nações Unidas)ONU (Organização das EM DEBATE                  IPCCPAINEL INTERGOVERNAMENTAL SOBRE        MUD...
MEIO AMBIENTE Nações Unidas)ONU (Organização das EM DEBATE   A ONU e o governo brasileiro        Carlos Minc – Ex-ministro...
MEIO AMBIENTE Nações Unidas) ONU (Organização das EM DEBATECientista britânico James Lovelock, admitiu erro     em sua pre...
4º RELATÓRIO DO IPCC, p. 444.“As variações do dióxido de carbono ao longo dos últimos 420.00anos, seguiram amplamente a te...
MEIO AMBIENTE EM DEBATEHouve forma, pelo período na média global no história desde que daDesta um aumento de 0,6ºC pensar ...
MEIO AMBIENTE EM DEBATE      Revelações do filme: Uma verdade            inconveniente - 2006A alegação: o derretimento da...
MEIO AMBIENTE EM DEBATEA alegação: os ursos polares estão se afogando porqueeles estão tendo que nadar mais para encontrar...
MEIO AMBIENTE Nações Unidas)ONU (Organização das EM DEBATE      Uma mentira conveniente?
MEIO AMBIENTE Nações Unidas)ONU (Organização das EM DEBATE        Resfriamento Global?
Enem 2011 De acordo com o relatório “A grande sombra da pecuária” (Livestock‘s Long Shadow), feito pela Organização das Na...
Enem 2007 Devido ao aquecimento global e à conseqüente diminuição da cobertura de gelo no Ártico, aumenta a distância que ...
(ENEM 2007) O gráfico abaixo ilustra oresultado de um estudo sobre oaquecimento global. A curva mais escura econtínua repr...
(ENEM 2006) Com base em projeções realizadas por especialistas, prevê-se para o fim do século XXI, aumento de temperatura ...
(ENEM 2010) As cidades industrializadas produzem grandes proporçõesde gases como o CO2, o principal gás causador do efeito...
MEIO AMBIENTE EM DEBATE TÓPICO 2: Os Limites do Crescimento Econômico e       do Consumo        Filipe Munhoz
MEIO AMBIENTE EM DEBATEAtualmente, apenas 20% da populaçãomais rica do mundo utilizam 75% dosrecursos naturais, numa situa...
MEIO AMBIENTE EM DEBATEPelo menos 1/3 da população vegeta nos limitesde sobrevivência, não tendo acesso à águapotável, san...
MEIO AMBIENTE EM DEBATE   Relatório do Clube de Roma“Se as atuais tendências de crescimento dapopulação       mundial     ...
MEIO AMBIENTE EM DEBATECaracterísticas do modelo econômico atual• Elevado gasto energético provocando o  esgotamento de re...
MEIO AMBIENTE EM DEBATE    Elevado gasto energético provocando o       esgotamento de recursos naturais• Transporte públic...
MEIO AMBIENTE EM DEBATEUm estudo realizado na Alemanha apontouque um pote de iogurte de morangoproduzido nesse país acumul...
MEIO AMBIENTE EM DEBATEEstímulo ao consumo de produtos supérfluos. • Intenso marketing relacionado ao   sucesso e bem esta...
MEIO AMBIENTE EM DEBATEEstímulo ao consumo de produtos supérfluos.
MEIO AMBIENTE EM DEBATE  Elevada tolerância das legislações             ambientais.• Não existem limites individuais para ...
O crescimento econômico é prioridade em relação à distribuição de renda.
MEIO AMBIENTE EM DEBATE”Não encontraremos um ideal para a nação nemuma satisfação pessoal na mera acumulação e nomero cons...
MEIO AMBIENTE EM DEBATE       Rio +20
MEIO AMBIENTE EM DEBATE Temas da Rio +20 A economia verde no contexto do  desenvolvimento sustentável e da       erradica...
MEIO AMBIENTE EM DEBATE  Economia Verde
MEIO AMBIENTE EM DEBATE       Economia VerdePrincipais Características da “Economia Verde”: Reconhece e investe no valor ...
MEIO AMBIENTE EM DEBATE      Economia Verde                 Papel dos Governos Estabelecimento de marcos regulatórios sól...
MEIO AMBIENTE EM DEBATE       Tópico: 3Água e Saneamento básico
MEIO AMBIENTE EM DEBATEPessoas reúnem-se em um poço em Natwargadh, em Gujarat. As chuvas de monçãopodem se resumir a 200 m...
MEIO AMBIENTE EM DEBATEUma vendedora de água limpa - 10 centavos de dólar por saco - espera compradores emum musseque de L...
MEIO AMBIENTE EM DEBATE
MEIO AMBIENTE EM DEBATEEm uma ressequida favela de Nova Délhi, na Índia, homens escalam um caminhão-pipapara obter água, m...
MEIO AMBIENTE EM DEBATEPalestinos com acesso restrito a poços rasos, em virtude da ocupação por Israel, sevalem da ajuda d...
MEIO AMBIENTE EM DEBATEO que sobrou na estação seca do rio Arayo, na Etiópia, é uma nascente lamacenta.
MEIO AMBIENTE EM DEBATEOs habitants de Rendille, norte do Quênia, vasculham o que sobrou de um tanqueenchido na noite ante...
MEIO AMBIENTE EM DEBATEMulheres gabras do norte do Quênia gastam até cinco horas diárias carregandopesados galões cheios d...
Rio deJaneiro, Brasil.
Rio deJaneiro, Brasil.
Rio deJaneiro, Brasil.
Rondônia
MEIO AMBIENTE EM DEBATENúmeros mais importantes no Brasil:Apenas 44,5% da população brasileira está conectada auma rede de...
MEIO AMBIENTE EM DEBATE                  Fonte:                  Tratabrasil.org.br
MEIO AMBIENTE EM DEBATE Saneamento Básico em Belém do Pará
Lei 11.455/2007       Lei do Sanemento BásicoOs serviços públicos de saneamento básico serão prestados  com base nos segui...
MEIO AMBIENTE EM DEBATE
MEIO AMBIENTE EM DEBATESete crianças morrem todos os dias no País, vítimas de diarréia.(SUS/MS). ƒ22% é o aumento do ris...
MEIO AMBIENTE EM DEBATEAlexandre Garcia e o Saneamento no Brasil
MEIO AMBIENTE EM DEBATEO que é Saneamento Básico? (Pesquisa IBOPE)
MEIO AMBIENTE EM DEBATE
MEIO AMBIENTE EM DEBATE  A hipocrisia dos ambientalistas – George Carlin
MEIO AMBIENTE EM DEBATE    O pálido Ponto Azul – Carl Sagan
MEIO AMBIENTE EM DEBATE                       Vídeos utilizados no debate:- Trailer: Uma verdade inconveniente - http://ww...
Semana manifesto 2012
Semana manifesto 2012
Semana manifesto 2012
Semana manifesto 2012
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Semana manifesto 2012

1.353 visualizações

Publicada em

Debate sobre meio ambiente - Pré 2012

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.353
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
32
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Semana manifesto 2012

  1. 1. MEIO AMBIENTE EM DEBATEProfessores: Prof. Paulo RobertoPauloPaulistaFilipeFlávioMarci
  2. 2. MEIO AMBIENTE EM DEBATE Tópico: 1 O papel do homem nasmudanças climáticas globais.
  3. 3. MEIO AMBIENTE EM DEBATE Trailler do Filme: Uma verdade inconveniente – Al gore (Ex presidente dos EUA) – 2006
  4. 4. MEIO AMBIENTE EM DEBATE Trecho do documentário: “A grande farsa do aquecimento global” – “The Great Global Warming Swindle” - 2007
  5. 5. As correntes ideológicas Céticos Defensores do AGA Diversos cientistas IPCC Clima dinâmico Sociedade Contemporânea Temperatura sofre variação natural Combustíveis Fósseis Oceanos e Solprincipais responsáveis Emissão de CO2Terra em fase final do Aquecimento Global período interglacial
  6. 6. MEIO AMBIENTE EM DEBATE Os argumentos dos céticosCanal Livre: Mitos e Fatos das Mudanças ClimáticasEntrevista: Prof. Luis Carlos Molion Parte 1 Parte 2
  7. 7. MEIO AMBIENTE EM DEBATE Os argumentos dos céticosRede Globo: Programa do JôEntrevista: Prof. Ricardo Felício
  8. 8. MEIO AMBIENTE Nações Unidas)ONU (Organização das EM DEBATE ONU ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS
  9. 9. MEIO AMBIENTE Nações Unidas) ONU (Organização das EM DEBATE IPCC PAINEL INTERGOVERNAMENTAL SOBRE MUDANÇAS CLIMÁTICAS Relatórios do IPCC 1º Relatório – 1990 (Criação da UNFCC) 2º Relatório – 1995 (Propunha mitigação emissão de CO2) 3º Relatório – 2001 (“Evidências” da ação humana sobre o clima) 4º Relatório – 2007 (Aquecimento global antropogênico – previsõescatastrofistas)
  10. 10. MEIO AMBIENTE Nações Unidas)ONU (Organização das EM DEBATE IPCCPAINEL INTERGOVERNAMENTAL SOBRE MUDANÇAS CLIMÁTICASDivulgação do 4º Relatório do IPCC Fantástico 2007
  11. 11. MEIO AMBIENTE Nações Unidas)ONU (Organização das EM DEBATE A ONU e o governo brasileiro Carlos Minc – Ex-ministro do meio ambiente. 2009.
  12. 12. MEIO AMBIENTE Nações Unidas) ONU (Organização das EM DEBATECientista britânico James Lovelock, admitiu erro em sua previsão "catastrofista“ sobre o aquecimento global.
  13. 13. 4º RELATÓRIO DO IPCC, p. 444.“As variações do dióxido de carbono ao longo dos últimos 420.00anos, seguiram amplamente a temperatura Antártida, tipicamentede vários séculos a um milênio.”“Concluindo, a explicação para as variações glaciais e interglaciaisde CO2, permanece como um difícil problema de atribuição.”
  14. 14. MEIO AMBIENTE EM DEBATEHouve forma, pelo período na média global no história desde que daDesta um aumento de 0,6ºC pensar quente da aumento de 1961-1990A terra passa poderia se mais em um período gradativo ascomparados globalforam períodos em meados este aquecimento aotemperatura aos primeiros realizadasde medições.do século XIXprimeiras medições e facilmente relacionar Entretanto nota-seum aumento de 0,37ºC de CO2 na atmosfera. 1945, uma diminuição deaumento das emissões no período de 1920 a0,14ºC nos anos entre 1945 e 1978, e um aumento de 0,32ºC nos anosseguintes, o que nos permite chegar a diferentes conclusões.
  15. 15. MEIO AMBIENTE EM DEBATE Revelações do filme: Uma verdade inconveniente - 2006A alegação: o derretimento dasgeleiras na Groenlândia ou naAntártida fará com que o níveldo mar suba cerca de 7 metrosem um futuro próximo. Uma marcação feita pelo capitão inglês James Clark na Tasmânia, em 1841, mostra que o nível do mar segue o mesmo.
  16. 16. MEIO AMBIENTE EM DEBATEA alegação: os ursos polares estão se afogando porqueeles estão tendo que nadar mais para encontrar gelo. http://www.newscientist.com http://www.cbc.ca
  17. 17. MEIO AMBIENTE Nações Unidas)ONU (Organização das EM DEBATE Uma mentira conveniente?
  18. 18. MEIO AMBIENTE Nações Unidas)ONU (Organização das EM DEBATE Resfriamento Global?
  19. 19. Enem 2011 De acordo com o relatório “A grande sombra da pecuária” (Livestock‘s Long Shadow), feito pela Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação, o gado é responsável por cerca de 18% do aquecimento global, uma contribuição maior que a do setor de transportes. Disponível em: www.conpet.gov.br. Acesso em: 22 jun. 2010. A criação de gado em larga escala contribui para o aquecimento global por meio da emissão de A) metano durante o processo de digestão. B) óxido nitroso durante o processo de ruminação. C) clorofluorcarbono durante o transporte de carne. D) óxido nitroso durante o processo respiratório. E) dióxido de enxofre durante o consumo de pastagens.
  20. 20. Enem 2007 Devido ao aquecimento global e à conseqüente diminuição da cobertura de gelo no Ártico, aumenta a distância que os ursos polares precisam nadar para encontrar alimentos. Apesar de exímios nadadores, eles acabam morrendo afogados devido ao cansaço. A situação descrita acima a) enfoca o problema da interrupção da cadeia alimentar, o qual decorre das variações climáticas. b) alerta para prejuízos que o aquecimento global pode acarretar à biodiversidade no Ártico. c) ressalta que o aumento da temperatura decorrente de mudanças climáticas permite o surgimento de novas espécies. d) mostra a importância das características das zonas frias para a manutenção de outros biomas na Terra. e) evidencia a autonomia dos seres vivos em relação ao habitat, visto que eles se adaptam rapidamente às mudanças nas condições climáticas.
  21. 21. (ENEM 2007) O gráfico abaixo ilustra oresultado de um estudo sobre oaquecimento global. A curva mais escura econtínua representa o resultado de umcálculo em que se considerou a soma decinco fatores que influenciaram atemperatura média global de 1900 a 1990,conforme mostrado na legenda do gráfico. Acontribuição efetiva de cada um desses cincofatores isoladamente é mostrada na parteinferior do gráfico.Os dados apresentados revelam que, de1960 a 1990, contribuíram de forma efetivae positiva para aumentar a temperaturaatmosférica:A) aerossóis, atividade solar e atividadevulcânica.B) atividade vulcânica, ozônio e gases estufa.C) aerossóis, atividade solar e gases estufa.D) aerossóis, atividade vulcânica e ozônio.E) atividade solar, gases estufa e ozônio.
  22. 22. (ENEM 2006) Com base em projeções realizadas por especialistas, prevê-se para o fim do século XXI, aumento de temperatura média,noplaneta,entre 1,4 °C e 5,8 °C. Como conseqüência desse aquecimento,possivelmente o clima será mais quente e mais úmido bem comoocorrerão mais enchentes em algumas áreas e secas crônicas em outras.O aquecimento também provocará o desaparecimento de algumasgeleiras,o que acarretarão aumento do nível dos oceanos e a inundaçãode certas áreas litorâneas. As mudanças climáticas previstas para o fimdo século XXIa) provocarão a redução das taxas de evaporação e de condensação dociclo da água.b) poderão interferir nos processos do ciclo da água que envolve mudançasde estado físico.c) promoverão o aumento da disponibilidade de alimento das espéciesmarinhas.d) induzirá o aumento dos mananciais,o que solucionará os problemas defalta de água no planeta.e) causarão o aumento do volume de todos os cursos de água,o queminimizará os efeitos dapoluição aquática.
  23. 23. (ENEM 2010) As cidades industrializadas produzem grandes proporçõesde gases como o CO2, o principal gás causador do efeito estufa. Issoocorre por causa da quantidade de combustíveis fósseis queimados,principalmente no transporte, mas também em caldeiras industriais.Além disso, nessas cidades concentram-se as maiores áreas com solosasfaltados e concretados, o que aumenta a retenção de calor, formando oque se conhece por “ilhas de calor”. Tal fenômeno ocorre porque essesmateriais absorvem o calor e o devolvem para o ar sob a forma deradiação térmica.Em áreas urbanas, devido à atuação conjunta do efeito estufa e das “ilhasde calor”, espera-se que o consumo de energia elétricaa) diminua devido à utilização de caldeiras por indústrias metalúrgicas.b) aumente devido ao bloqueio da luz do sol pelos gases do efeito estufa.c) diminua devido à não necessidade de aquecer a água utilizada emindústrias.d) aumente devido à necessidade de maior refrigeração de indústrias eresidências.e) diminua devido à grande quantidade de radiação térmica reutilizada.
  24. 24. MEIO AMBIENTE EM DEBATE TÓPICO 2: Os Limites do Crescimento Econômico e do Consumo Filipe Munhoz
  25. 25. MEIO AMBIENTE EM DEBATEAtualmente, apenas 20% da populaçãomais rica do mundo utilizam 75% dosrecursos naturais, numa situação em quemetade da população (3,5 bilhões) está napobreza.
  26. 26. MEIO AMBIENTE EM DEBATEPelo menos 1/3 da população vegeta nos limitesde sobrevivência, não tendo acesso à águapotável, saneamento, alimentação básica eserviços essenciais como educação e saúde.
  27. 27. MEIO AMBIENTE EM DEBATE Relatório do Clube de Roma“Se as atuais tendências de crescimento dapopulação mundial industrialização,poluição, produção de alimentos ediminuição de recursos naturais continuaremimutáveis, os limites de crescimento nesteplaneta serão alcançados algum dia dentrodos próximos cem anos. O resultado maisprovável será um declínio súbito eincontrolável, tanto da população quanto dacapacidade industrial.”
  28. 28. MEIO AMBIENTE EM DEBATECaracterísticas do modelo econômico atual• Elevado gasto energético provocando o esgotamento de recursos naturais.• Estímulo ao consumo de produtos supérfluos.• Elevada tolerância das legislações ambientais.• O crescimento econômico é prioridade em relação à distribuição de renda.
  29. 29. MEIO AMBIENTE EM DEBATE Elevado gasto energético provocando o esgotamento de recursos naturais• Transporte público ineficiente.• Permissão para o uso individual do automóvel.• Mercadorias, matérias primas e produtos agrícolas são transportados de um continente para o outro.
  30. 30. MEIO AMBIENTE EM DEBATEUm estudo realizado na Alemanha apontouque um pote de iogurte de morangoproduzido nesse país acumula 5 milquilômetros de transporte. O leite vem doNorte da Alemanha, o morango vem daÁustria, o pote é francês e o rótulo vem daPolônia
  31. 31. MEIO AMBIENTE EM DEBATEEstímulo ao consumo de produtos supérfluos. • Intenso marketing relacionado ao sucesso e bem estar ao consumir determinados produtos. • Obsolescência planejada. • Obsolescência percebida. • Aumento do consumo = aumento e manutenção de empregos = aumento da arrecadação de impostos
  32. 32. MEIO AMBIENTE EM DEBATEEstímulo ao consumo de produtos supérfluos.
  33. 33. MEIO AMBIENTE EM DEBATE Elevada tolerância das legislações ambientais.• Não existem limites individuais para o consumo de água ou qualquer outro recurso natural.• Muitos países sequer possuem algum mecanismo de regulação ambiental.• As legislações ambientais são vistas como mecanismos de proteção da natureza e não do homem.
  34. 34. O crescimento econômico é prioridade em relação à distribuição de renda.
  35. 35. MEIO AMBIENTE EM DEBATE”Não encontraremos um ideal para a nação nemuma satisfação pessoal na mera acumulação e nomero consumo de bens materiais. O PIB nãocontempla a beleza de nossa poesia, nem asolidez dos valores familiares, não mede nossaargúcia, nem a nossa coragem, nem a nossacompaixão, nem a nossa devoção à pátria. Medetudo menos aquilo que torna a vidaverdadeiramente digna de ser vivida”.Robert Kennedy, em 18 de março de 1968Obs: Três meses depois foi assassinado.
  36. 36. MEIO AMBIENTE EM DEBATE Rio +20
  37. 37. MEIO AMBIENTE EM DEBATE Temas da Rio +20 A economia verde no contexto do desenvolvimento sustentável e da erradicação da pobreza.  O quadro institucional para o desenvolvimento sustentável.
  38. 38. MEIO AMBIENTE EM DEBATE Economia Verde
  39. 39. MEIO AMBIENTE EM DEBATE Economia VerdePrincipais Características da “Economia Verde”: Reconhece e investe no valor do capital natural; É fundamental para a redução da pobreza; Gera empregos e impulsiona a equidade social; Substitui combustíveis fósseis por energiarenovável e por tecnologias de baixo carbono; Viabiliza a vida urbana mais sustentável e reduz aemissão de carbono associada ao deslocamento;
  40. 40. MEIO AMBIENTE EM DEBATE Economia Verde Papel dos Governos Estabelecimento de marcos regulatórios sólidos; Priorização do investimento e gastos públicos paraimpulsionar o “reconversão verde” dos setoreseconômicos; Redução do gasto público em áreas que esgotem ocapital natural; Uso da tributação e de instrumentos baseados nomercado para modificar as preferências dosconsumidores e estimular os investimentos verdes eas inovações.
  41. 41. MEIO AMBIENTE EM DEBATE Tópico: 3Água e Saneamento básico
  42. 42. MEIO AMBIENTE EM DEBATEPessoas reúnem-se em um poço em Natwargadh, em Gujarat. As chuvas de monçãopodem se resumir a 200 milímetros, e no verão as temperaturas superam os 46ºC
  43. 43. MEIO AMBIENTE EM DEBATEUma vendedora de água limpa - 10 centavos de dólar por saco - espera compradores emum musseque de Luanda, em Angola.
  44. 44. MEIO AMBIENTE EM DEBATE
  45. 45. MEIO AMBIENTE EM DEBATEEm uma ressequida favela de Nova Délhi, na Índia, homens escalam um caminhão-pipapara obter água, mais preciosa que dinheiro e esgotada em minutos
  46. 46. MEIO AMBIENTE EM DEBATEPalestinos com acesso restrito a poços rasos, em virtude da ocupação por Israel, sevalem da ajuda da União Europeia para comprar dos israelenses águas subterrâneas daCisjordânia
  47. 47. MEIO AMBIENTE EM DEBATEO que sobrou na estação seca do rio Arayo, na Etiópia, é uma nascente lamacenta.
  48. 48. MEIO AMBIENTE EM DEBATEOs habitants de Rendille, norte do Quênia, vasculham o que sobrou de um tanqueenchido na noite anterior por um caminhão do governo e já esvaziado a um nível abaixodo da torneira.
  49. 49. MEIO AMBIENTE EM DEBATEMulheres gabras do norte do Quênia gastam até cinco horas diárias carregandopesados galões cheios de água barrenta.
  50. 50. Rio deJaneiro, Brasil.
  51. 51. Rio deJaneiro, Brasil.
  52. 52. Rio deJaneiro, Brasil.
  53. 53. Rondônia
  54. 54. MEIO AMBIENTE EM DEBATENúmeros mais importantes no Brasil:Apenas 44,5% da população brasileira está conectada auma rede de esgotos.Do esgoto coletado, somente cerca de 37,9% é tratado. Fonte: SNIS 2009 (Ministério das Cidades)Cada R$ 1 investido em saneamento gera economia de R$4 na área de saúde. Fonte: Organização Mundial da Saúde, 2004.O Brasil é o 7º colocado no ranking mundial “da vergonha”com 13 milhões de habitantes sem acesso a banheiro. Fonte: Estudo Progress on Sanitation and Drinking Water – OMS/UNICEF, 2010.
  55. 55. MEIO AMBIENTE EM DEBATE Fonte: Tratabrasil.org.br
  56. 56. MEIO AMBIENTE EM DEBATE Saneamento Básico em Belém do Pará
  57. 57. Lei 11.455/2007 Lei do Sanemento BásicoOs serviços públicos de saneamento básico serão prestados com base nos seguintes princípios fundamentais:I - universalização do acesso;II - integralidade, compreendida como o conjunto de todas as atividades e componentes de cada um dos diversos serviços de saneamento básico, propiciando à população o acesso na conformidade de suas necessidades e maximizando a eficácia das ações e resultados;III - abastecimento de água, esgotamento sanitário, limpeza urbana e manejo dos resíduos sólidos realizados de formas adequadas à saúde pública e à proteção do meio ambiente;
  58. 58. MEIO AMBIENTE EM DEBATE
  59. 59. MEIO AMBIENTE EM DEBATESete crianças morrem todos os dias no País, vítimas de diarréia.(SUS/MS). ƒ22% é o aumento do risco de crianças sem acesso a redemorrerem antes de completar 6 anos de idade (Trata Brasil/FGV). Crianças que vivem em áreas sem saneamento aprendem 18%menos que crianças que vivem em áreas saneadas (TrataBrasil/FGV). Trabalhadores respondem por 11% a mais das faltas aos postos deserviços do que os que vivem em áreas saneadas (Trata Brasil/FGV). 65% das internações hospitalares de crianças com menos de 10anos podem ser provocadas por males oriundos da deficiência ou
  60. 60. MEIO AMBIENTE EM DEBATEAlexandre Garcia e o Saneamento no Brasil
  61. 61. MEIO AMBIENTE EM DEBATEO que é Saneamento Básico? (Pesquisa IBOPE)
  62. 62. MEIO AMBIENTE EM DEBATE
  63. 63. MEIO AMBIENTE EM DEBATE A hipocrisia dos ambientalistas – George Carlin
  64. 64. MEIO AMBIENTE EM DEBATE O pálido Ponto Azul – Carl Sagan
  65. 65. MEIO AMBIENTE EM DEBATE Vídeos utilizados no debate:- Trailer: Uma verdade inconveniente - http://www.youtube.com/watch?v=GoFkFkolNcg- A grande farsa do aquecimento global - http://www.youtube.com/watch?v=-cqyrDpz64k- A grande farsa do aquecimento global - http://www.youtube.com/watch?v=D6QtJcZ0D3c- Canal livre - Molion - http://www.youtube.com/watch?v=M2d5JnRwAN4- 4º relatório IPCC - http://www.youtube.com/watch?v=B-E8mQxVegE- James Lovelock - http://www.youtube.com/watch?v=XUefMV_zn0U- Cientistas do IPCC podem ter manipulados dados -- Resfriamento Global - http://www.youtube.com/watch?v=Jsn9pxYTVHE- Saneamento básico no Pará - http://www.youtube.com/watch?v=_epoZG5joI0- Alexandre Garcia e o saneamento básico - http://www.youtube.com/watch?v=oKB6XTTGUKA

×