009 sssafhoje a completar seu terceiro ano de circulação.CISTERNAS DA’ DISCÓRDIA’ CHEGAM À ALCÂNTARASEntretanto a recentes...
Nº 160 – ANO III – Alcântaras 11 de Maio de 2013 Nº 160 – ANO III – Alcântaras 11 de Maio de 2013DE OLHO NO DINHEIRO PUBLI...
************************************* ************ FIM DE EDIÇÃO **************************************************.
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Serrano edição 160

195 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
195
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
67
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Serrano edição 160

  1. 1. 009 sssafhoje a completar seu terceiro ano de circulação.CISTERNAS DA’ DISCÓRDIA’ CHEGAM À ALCÂNTARASEntretanto a recentes mudança da logística adotada pelo Governo Federal ao investir na “construção”de cisternas no Nordeste, desta vez através do Plano Brasil sem Miséria, tem provocado polêmica, issopor que ONGs da região tem demonstrado-se contra a substituição das cisternas de placa pela atuaiscisternas de polietileno (plástico PVC). Defendendo que a cisternas artesanais custariam à metade dopreço da cisterna industrial adquiridas ao preço de R$ 5.090(cada unidade). Muitas organizações NãoGovernamentais afirmam que o modelo antigo seria mais resistente e movimentaria a economia local,uma vez que o material necessário para a construção destas seria adquirido através de pregões juntoàs lojas dos municípios beneficiados e as pessoas contratadas para a construção residiriam naspróprias localidades. O antigo programa desenvolvido pela Articulação do Semiárido Brasileiro - ASAenvolvia a comunidade e a qualidade do trabalho era comprovada, como a de cisternas construídas há35 anos em cidades do Sertão pernambucano.A ação iniciada em 2003 teria a meta de construir cercade 1 milhão de cisternas num prazo de cinco anos em todo o Nordeste através do programa P1MC,anteriormente desenvolvido em parceria com ONGS da região. Porém 10 anos depois do lançamento,apenas 50% do total teria sido alcançado o que “teria levado” o Governo federal a adotar as cisternasde polietileno em vez das de alvenaria. Para a ASA o Governo Federal não apenas haveria rompidocom a instituição, mas ampliado o repasse de recursos públicos para empresas privadas.Consideramos isso um retrocesso, o que pode gerar um retorno claro e nítido a velhas práticas daindústria da seca, onde as famílias são colocadas novamente como reféns de políticos e empresas,tirando-lhes o direito de construírem.afirmou a Diretoria da ONG. No Ceará, a primeira cisterna depolietileno, foi instalada no ultimo dia 29 de abril, no Distrito de Palestina, cidade de Meruoca, noevento estiveram presentes o Governador Cid Gomes o Secretário do Desenvolvimento Agrário doEstado – Nelson Martins que afirmou que a iniciativa seria um marco histórico para o Ceará e uma dasprioridades da SDA que pretende entregar até o final de 2013 um total de 14.228 cisternas em todo oEstado. Em meio a tanta polêmica até um novo nome foi dado ao reservatório: Cisternas da Discórdia.Redação do SerranoNº 160 – ANO III - Alcântaras, 11 de Maio de 2013Nº 160 -ANO III - Alcântaras - Ceará, 11 de Maio de 2013 – Impresso Oficial da ECOSCHUVAS ABAIXO DA MÉDIA NO CEARÁFundação Cearense de Metereologia divulgou nesta ultima quarta-feira, 08de abril que o volume de chuvas observadas no Ceará durante os mesesde fevereiro, março e abril de 2013 ficaram 46,4% abaixo da média normalclimatológica. Segundo a FUCEME para este período a média históricaem todo o Estado é de 517,6 milímetros, quando em 2013 neste mesmointervalo teria chovido o equivalente a apenas 277,2 milímetros nostrimestre informado acima. A matéria ainda informou que durante asegunda quinzena do mês de abril, o Ceará teria registrado fortesprecipitações em alguns municípios devido à atuação da Zona deConvergência Intertropical – que seria o principal sistema meteorológicoindutor de chuvas no Estado. Entretanto devido a uma configuraçãodesfavorável no Oceano Atlântico, o sistema teria distanciado-se e aschuvas perdido a intensidade no final do mês de abril.Nestes noveprimeiros dias de maio, segundo o monitoramento feito pela FUCEME amaior parte do Estado registrou chuvas entre 1.0 e 50.0mm, onde apenas30 dos 184 municípios registraram precipitações superiores. As cidadescomo maior volume pluviométrico até o fechamento desta edição seriamIbiapina com 105. mm, Ubajara 116.0mm ( ambas na Serra da Ibiapaba) eIguatú na região Centro-Sul com 122.0mm.Em Alcântaras neste mês,choveu somente apenas dois (01 e 06) destes nove dias somando oequivalente a 18.0mm. Para a data de hoje, não foi encontrado na base dedados da FUCEME o volume pluviométrico chovidoFonte: blog Portal JovemRAPIDINHAS1.Aristides é eleito o novoprefeito de Meruoca com64,4% dos votos válidos;2.Comissão organizadorado Arraiá Unidos doSuvaco se reúne na tardede hoje para discutirrealização do evento;3.Ecos entrega entregaSelo de ResponsabilidadeAmbiental aos apoiadoresde seus projetos no anode 2012;4. Alcantaras terá novoclube dançante;5. Escola José ParsifalBarroso homenageia àsMães.6 – Ecos participa deencontro do Fórum doSemiárido“TODAS AS INFORMAÇOES AQUI CONTIDAS SÃO DE TOTAL RESPONSABILIDADE DOSAUTORES E/OU FONTES CITADAS”.AO município de Alcântaras, Zona Norte do Ceará, receberá umtotal de 1.107 cisternas de polietileno por meio do ProgramaÁgua Para Todos do Governo Federal. Os reservatórios deágua que já estão chegando à cidade serrana devido umaparceria firmada entre o Governo do Estado e o Ministério daIntegração Nacional visa dentre outras melhorias, amenizar osefeitos da seca devido à rápida instalação o que ainda poderáacumular água desta quadra chuvosa.1º cisterna de PVC instalada no Ceará
  2. 2. Nº 160 – ANO III – Alcântaras 11 de Maio de 2013 Nº 160 – ANO III – Alcântaras 11 de Maio de 2013DE OLHO NO DINHEIRO PUBLICONos últimos meses os gastos públicos feitos pelo poderpublico alcantarense tem despertado a atenção da„imprensa‟ local que constantemente tem realizadopostagens enfatizando despesas efetivadas pela PrefeituraMunicipal da pequena cidade serrana por meio delicitações.Depois de o blog Portal Jovem publicar que investimentosno valor de R$42.867,06 estariam “sendo investidos” emobras de Esgotamento Sanitário financiados com recursosdo PAC; do Serrano fazer uma denuncia das precáriassituações da van que transporta alunos do Sitio EspíritoSanto que não teria recebido manutenção da empresalicitada em R$ 644 mil para a prestação do serviço detransporte escolar, foi à vez de outro blog da cidadequestionar a aplicação do montante de R$ 843.535,00(Oitocentos e quarenta e três mil quinhentos e trinta ecinco reais) destinado ao aluguel de veículos que prestamserviço ao Governo Municipal. Segundo postagem do blogAlcântaras 50 o valor licitado por meio do pregãopresencial nº 2901.01/201335 possibilitaria a Prefeitura deAlcantaras comprar 35 veículos novos da marca Fiat,modelo Uno pelo preço de R$ 23.816,00 (Vinte e três miloitocentos e dezesseis reais) cada um, para servir osdepartamento da administração publica municipal,dispensando assim o aluguel terceirizado de veículos paraeste fim. Ainda segundo o blog, o mesmo valor seriasuficiente para perfurar 140 poços profundos ou paraconstruir aproximadamente 61.000m² de calçamento(distancia superior ao intervalo Alcântaras-Brasília).Nas três comparações a matéria publicada sugere quepopulação esteja mais atenta sobre quanto e como odinheiro público tem sido sendo gasto e, como a Prefeiturapoderia aplicar seus recursos obedecendo ao princípioconstitucional da eficiência do dinheiro público. Paradesempenhar a cidadania de forma legítima e participativaa população pode está consultar todos os valores dereceitas e despesas do poder publico por meio do Portalda Transparência ou ainda pelo site do Tribunal de Contasdos Municipios – TCM.Redação do SerranoPonto de VistaOLHO VIVO!Todo cidadão tem o direito de sabercomo e onde está sendo gasto odinheiro público. Por isso a prefeituradeve informar a população através deinformativos, sites, blogs, enfim, procurarda forma mais eficiente possível que asinformações dos gastos públicoscheguem a todas as pessoas domunicípio. E isso é uma obrigação, é umdever, não é favor não!É dever da Prefeitura: Informar comclareza como gasta o dinheiro,prestações de contas, quando começara discutir o orçamento convocar apopulação para as audiências públicas.Isso está na Lei de ResponsabilidadeFiscal. Quem aí já foi convidado(a) paradiscutir sobre como será as finançaspúblicas?A prefeitura deve incentivar aparticipação popular na discussão deplanos e orçamentos. E suas contasdevem ficar disponíveis para qualquercidadão.O orçamento é a lei na qual os governos(municipal, estadual ou federal) deixamclaro o que pretendem fazer com odinheiro público. Nos municípios, essalei é votada uma vez por ano na câmaramunicipal. Esse é um bom momentopara participar. Em muitas cidades doBrasil, a população participa ativamentedo processo do orçamento. Nessascidades, os moradores decidem comoserá utilizado o dinheiro da prefeitura eacompanham de perto os gastos.E aí? Notou que algo está errado emAlcântaras? Pois é, Olho Vivo, heim!!!Douglas AlcântaraQUERMESSE DEVE INAUGURAR SÍTIO ECOLÓGICO DA ECOSIntegrantes da Entidade Cooperativista Sustentável trabalham nos serviços de limpeza, decoração emapeamento do Sitio Ecológico da ECOS.O local que também será a sede da Organização NãoGovernamental deve ser o palco de execução da maioria dos projetos desenvolvidos pela instituiçãono município de Alcântaras, Zona Norte do Ceará. Localizado as margens da CE 241, no inicio doperímetro urbano de Alcântaras o Sitio Ecológico deve abrigar os projetos já em execução pelaECOS além praticas ecológicas e educacionais voltadas ao meio ambiente e a cultura, comocanteiro de hortaliças e plantas medicinais, trilhas ecológicas, cine ecos dentre outras iniciativas. OSitio Ecológico que no momento recebe os serviços de limpeza, pintura passará também até o finalde maio pelo mapeamento de trilhas já existentes, sendo que uma destas leva à Pedra do Frade (um dos pontos turísticos de Alcântaras). Segundo a Diretoria Administrativa da entidade previsão deabertura do local ao público é para a 1º quinzena de junho quando deve culminar o I Quermesse daECOS.Redação do SerranoALCÂNTARAS PARTICIPARÁ DA 4ª CONFERÊNCIA REGIONAL DE MEIO AMBIENTEA Princesa do Norte sediará próximo dia 16 de mai das 8 às 16H no Centro de Convenções deSobral a etapa Regional da 4ª Conferência Nacional do Meio Ambiente. O evento que visa discutir aimplementação da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), com foco na Produção eConsumo Sustentáveis, Redução dos Impactos Ambientais e Geração de Emprego e Renda vemocorrendo em todo o Ceará através da articulação do Conpam (Conselho de Políticas e Gestão doMeio Ambiente) que é órgão responsável por coordenar a 4a Conferência Estadual do MeioAmbiente juntamente com o IBAMA e a Semace. Como objetivos estratégicos estão a contribuiçãopara a implementação da Política Nacional de Resíduos Sólidos; discussão e aprofundamentosobre Resíduos Sólidos, e indicadores de políticas públicas necessárias ao desenvolvimentosustentável nas esferas: municipal, estadual e federal de modo a privilegiar a sustentabilidadeambiental no Ceará.Nesta etapa regional a ocorrer em Sobral, deverão está presentesrepresentantes dos poderes públicos, privado, sociedade civil e cooperativas de cerca de 20municípios da região norte, sendo estes as cidades de Alcântaras, Cariré, Carnaubal, Coreaú,Croata, Forquilha, Frecheirinha, Graça, Groaíras, Hidrolândia, Ipú, Massapê, Meruoca, Moraújo,Mucambo, Pacujá, Pires Ferreira, Reriutaba, Santana do Acaraú, Senador Sá, Sobral e Varjota.Para a cidade de Alcântaras, cerca de 10(dez) pessoas estarão participando do evento, dentreestes representantes da SEDAMA, CONDEMA, STTR e ECOS.Redação do SerranoSINDICAN COMEMORA 09 ANOS DE FUNDAÇÃOO Sindicato dos Servidores Público Municipais de Alcântaras completou no ultimo dia 08 de maio seusnove anos de fundação e atuação em Alcântaras. A organização sindical criada em maio de 2001quando cerca de 170 funcionários da Prefeitura Municipal de Alcântaras (inclusive servidores efetivos etrabalhadores e concursados) foram demitidos tendo seus direitos trabalhistas violados, resolveram criaruma entidade que os representassem e que fosse instrumento de luta pela garantia de seus direitos epor melhores condições de trabalho. Durante quase uma secada o SINDICAN que esteve investido emmovimentos sociais da causa trabalhadora alcantarense, através de negociações, ações judiciais,greves, manifestações, e outros meios de defesa dos servidores públicos municipais, encontra-se hojecom 430 filiados e comemora seu 9º aniversário em meio a festas, lutas, vitórias e polêmica.Redação do Serrano
  3. 3. ************************************* ************ FIM DE EDIÇÃO **************************************************.

×