NA00000000000000000000000000 sssaf
MUNICIPAL: PREFEITURA JÁ PAGOU MAIS DE R$ 5 MILHÕES COM PESSOAL
Meruoca, Mucambo, Morau...
Nº 271 – ANO V - Alcântaras, 15 de agosto de 2015 Nº 271 – ANO V - Alcântaras, 15 de agosto de 2015
ALCANTARAS E AS OBRAS ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Serrano 271

313 visualizações

Publicada em

EDIÇÃO SERRANO 271

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
313
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
100
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Serrano 271

  1. 1. NA00000000000000000000000000 sssaf MUNICIPAL: PREFEITURA JÁ PAGOU MAIS DE R$ 5 MILHÕES COM PESSOAL Meruoca, Mucambo, Moraujo e Uruoca, todas cidades de mesmo porte. Em valores reais mensalmente seriam pagos pelo Governo Municipal o equivalente a R$ 719.244,17 somente com pagamento do funcionalismo publico, sendo que por dia esse valor poderia chegar a casa dos vinte e quatro mil reais. Já em relação as despesas totais, segundo os dados informados pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) os gastos já ultrapassam a casa dos nove milhões sendo que 55% de todas as despesas do município seriam como vencimentos e vantagens fixas – pessoal civil. Em comparação aos dois últimos anos os gastos com pessoal sofreu um redução media de R$ 96 mil reais/mês, mesmo assim continua no topo de todos os gastos da Prefeitura Municipal que sobrevive em grande parte dos repasses feito pelo Governo Federal por meio da transferência da cota parte do FPM que até o momento já representam 40,90% de tudo que o município arrecadou neste ano.Com gastos que superam 81% de tudo que foi arrecado até o final de julho passado a Prefeitura declarou há quinze dias situação de crise financeira, mesmo assim continua a celebrar contratos conforme denunciado na tribuna da Câmara Municipal o que põe em risco o cumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal – LRF. Redação do Serrano Nº 271 – ANO V - Alcântaras, 15 de agosto de 2015 Nº 271 – ANO V - Alcântaras,15 de agosto de 2015– Impresso Oficial da ECOS ELEIÇÕES: CAMPANHA TEM INICIO EM ALCANTARAS Há pouco menos de sessenta dias para ocorrer o pleito eleitoral que indicará os cinco novos conselheiros tutelares de Alcântaras a corrida por votos tem sido visível na pequena cidade serrana que tem 13 (treze) candidatos na disputa em 2015. Ao todo onze mulheres e dois homens tiveram candidatura deferida, sendo que 38,5% dos candidatos concorrem a reeleição. Neste ano, as eleições do Conselho Tutelar ocorrerá em data única em todo o país, sendo o dia 04 de outubro escolhido para votação.Conforme o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescnete – CMDCA serão disponibilizados três pontos de votação na sede, e só poderão votar os eleitores em dias com a Justiça Eleitoral, sendo portanto o voto facultativo. A estimativa é que pelo menos 10% da população votante compareça as urnas, já que segundo o TRE estariam em situação ativa mais de 7 mil eleitores após o recadastramento biométrico. O processo de votação é semelhante as eleições convencionais e ocorrerão através de urnas eletrônicas, mediante o digito do número do candidato e confirmação na tecla verde. A ordem dos eleitos será feito com base na quantidade de votos recebidos e ordem decrescente até que seja completada as cinco vagas ofertadas no município. Redação do Serrano . RAPIDINHAS 1. Escola Estadual realiza em setembro Feira de Nacionaliades estrangeiras ; 2 - Obras em postos de saúde e quadras são retomadas depois de meses com serviços paralisados; 3 – UVA divulga resultado do Vestibular 2015.2; 4– Paróquia de Alcantaras celebra mês da Família; 5– CMAS promove VIII Conferência Municipal de Assistencia Social; 6 – Ventura terá pousada club inaugurado com Festa;. 10 – Municipal: Coelce realiza leitura da fatura de setembro, antes do término de agosto. “TODAS AS INFORMAÇOES AQUI CONTIDAS SÃO DE TOTAL RESPONSABILIDADE DOS AUTORES E/OU FONTES CITADAS” . ADRIANO VARIEDADES POSTO ALIANÇA Combustível de Qualidade é Aqui! Rua Pedro Carmo – Sâo José ALCANTARAS-CEARÁ Casa do Frango O WALFRIDO 15 anos servindo qualidade Com despesas com pagamento de pessoal superior a de pelo menos seis municípios da região norte do Ceará, a Prefeitura de Alcantaras desembolsou até o dia 31 de julho passado mais de R$ 5 (cinco) milhões de reais somente com valores relativos a ‘folha de pagamento’. Os dados são do Portal da Transparência e revelam que este montante é maior do que o já liberado pelas cidades de Cariré, Groaíras
  2. 2. Nº 271 – ANO V - Alcântaras, 15 de agosto de 2015 Nº 271 – ANO V - Alcântaras, 15 de agosto de 2015 ALCANTARAS E AS OBRAS CONTRA A SECA No quarto ano consecutivo de estiagem no Ceará, o município de Alcântaras apesar de abastecido por adutora deve ficar atento ao desperdício de água devido a queda do volume hídrico do Açude Jenipapo e de outras reservas subterrâneas. Na cidade onde o único reservatório de água superficial encontra-se com volume morto há pelo menos dois anos, uma importante obra não executada há exatos trezes anos hoje certamente seria a solução para a escassez de água no município. Conforme informações disponíveis no Sinconv, Alcantaras deixou de executar no ano de 2002 a construção de um Açude Comunitário na localidade do Sitio Bonfim, na época o investimento da obra era da ordem de R$ 41.056,29 com contrapartida mínima da Prefeitura com o montante de apenas R$ 414,71 (quatrocentos e quatorze reais e setenta e um centavos). A construção do reservatório que foi concedida pelo Departamento Nacional de Obras Contra a Seca – DNOCS e seria financiada pelo Ministério da Intregação Nacional, entretanto por situação de inadimplência, mesmo com 50% do orçamento liberado o convênio foi suspenso e a obra nunca saiu do papel. Ainda no portal da transparência do Governo Federal, pelo registros que constam desde o ano de 1996 nenhum outro recurso para esta finalidade foi liberado pela União e o último reservatório construído na cidade foi executado com recursos do Governo do Estado ainda na década de 90. Redação Online NA BOCA DO POVO # NO FAZ DE CONTAS Desde o inicio deste milênio é sabido por todo que o mundo vive em constante transformação e evolução e a cada dia novas técnicas e hábitos são adotados pela humanidade. Na era da revolução tecnológica o homem teve adaptar-se as mudanças, entender mais e viver reciclando ideias, práticas e postura. Se de um lado há quem viva em constante harmonia com tanta inovação, do outro estão aqueles que vivem no faz de contas, da meias palavras, na inércia e do atraso. Longe de fazerem o que defendem, muitas pessoas se contradizem a todo instante, e parecerem querer permanecer na desinformação, no conservacionismo, na moda antiga ou por quê não dizer paradas no tempo. Essa situação é cada vez mais visível nos estudos, no trabalho, na política, nos costumes e no pensamento daqueles que apesar de cientes da necessidade de evoluírem, permanecem na ignorância, no desconhecimento, na resistência e no faz de contas que tudo vai bem. Se em pleno século XXI muitas pessoas ainda não são capazes de observar o que está a sua volta na contramão do retrocesso existe aqueles que já nascem sabendo o que mais de novo o mundo oferece. Por: Francisco Freire BRADECO E BANCO POSTAL SÃO CRITICADOS NA CAMARA Dominantes conjuntamente de mais 80% de clientela em Alcantaras o Bradesco e o Banco Postal voltaram a ser matéria de reclamação no parlamento municipal.O Vereador Manoel Albuquerque(PROS) que no passado já havia cobrado melhor atendimento do Bradesco, na última seção do legislativo municipal pediu também respeito aos clientes por parte do Banco do Brasil, que opera via Correios na cidade. Em sua fala o legislador comentou que um dos que tiveram a se deslocar a Meruoca para efetivar um transação bancária, situação que até a última terça-feira, se repetiu com dezenas de alcantarenses que precisaram sacar benefícios ou receber o PIS/PASEP.Contatado pelo Serrano os Correios informou que o bloqueio do sistema do Banco Postal havia ocorrido devido uma falha no sistema de alarmes, mas que a situação foi completamente regularizada no último dia 11 de agosto. Já o Bradesco não atendeu as ligações do Serrano, porém já havia relatado anteriormente que o volume reduzido de dinheiro na cidade atende medidas de segurança da instituição. A Caixa que atende por meio das Lotéricas e do terminal do Caixa Aqui informou que os valores destinados para o saque e pagamentos depende exclusivamente do montante arrecadado com jogos, depósitos e recebimentos de contas. Sem abastecimento continuo do cofres destas instituições o que se nota é formação de filas e muita espera durante os dias de pagamento o que contradiz o artigo 6ª do Código de Defesa do Consumidor. Porém apesar do consumidor poder impretar ação por danos morais contra as instituições financeiras devido a espera exaustiva em filas, o dever de legislar sobre o tempo médio de espera em filas nos bancos é cabe ao município que deve criar lei específica para regular o tempo médio das transações. Redação do Serrano CONTA DE LUZ: ANEEL PROPÕE REDUÇÃO DA BANDEIRA VERMELHA Com aumento de quase 50% na conta de luz em 2015 o consumo mensal tem pesado no orçamento de muitas famílias, considerando que atualmente a cada 100 Kilowatt de energia a conta aumenta em RS 5,05 o que contribui para o encarecimento do serviços. Em Alcantaras, onde a alternativa encontrada por algumas famílias e comerciantes está relacionado ao programa ecoelce, o destinamento de materiais recicláveis para pontos de coleta em Sobral tem contribuído para reduzir o valor médio das faturas e a possível redução apresentada pelo Governo poderá resultar em “mais dinheiro” no bolso em setembro próximo. Segundo a ANEEL a estimativa é que a conta de luz fique 2% mais barata. Redação online Milhares de brasileiros poderão sentir no próximo mês uma leve redução no custo da conta de energia.Na última semana, a Agência Nacional de Energia Elétrica propôs a redução da taxa adicional da Bandeira Vermelha, tarifa cobrada quando se gasta mais para produzir energia no país devido o acionamento das termelétricas.Foto: www.coelce.com. br

×