Serrano nº205

247 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
247
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
54
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Serrano nº205

  1. 1. thNA00000000000000000000000000 sssaf REFERENCIA NO MEIO AMBIENTE EM ALCÂNTARAS As entrevistas cujo teriam como objetivo identificar organizações e pessoas que atuam na área ambiental em Alcântaras também ocorreram em farmácias, lojas, comércios, conselhos, sindicatos, repartições publicas e oficinas Por meio de questões abertas os alunos buscaram identificar como tem sido desenvolvido e/ou aplicado em Alcântaras ações de reaproveitamento de resíduos sólidos, bem como acontece o descarte de peças, medicamentos, pneus, alimentos e medicamentos vencidos. Os resultados obtidos demonstrados por meio de imagens e declarações dos entrevistados revelaram que no município muitos estabelecimentos já desenvolvem práticas de preservação ambiental como o descarte correto de óleos lubrificantes, fluídos, restos de alimentos e medicamentos vencidos. Em outros casos a reautilização de embalagens em comércios ou seu direcionamento para empresas recicladoras também foi registrado.Além de projetos,ações e programas desenvolvidos por Escolas juntos a seus alunos, funcionários e com a comunidade. Em vários cenários a ECOS aparece como entidade parceira, seja por meio de pactuação na realização de projetos.participações em oficinas e eventos e visitas técnicas. A ONG cujo completou no inicio do mês um quadriênio no município em outras ocasiões também já participou de pesquisas em cursos do Senac, Diário do Nordeste, Rádio Tupinambá, Cursos de Graduação da UVA, Ecolas, Empresas e de homenagens juntos a órgãos da administração publica. Redação do Serrano Nº 205 – ANO III - Alcântaras, 22 de março de 2014 Nº 205 – ANO III - Alcântaras, 22 de março de 2014– Impresso Oficial da ECOS NOVO ACIDENTE É REGISTRADO NA CE 241 Desde sua inauguração os constantes acidentes registrados ao longo da CE241 em Alcântaras, Zona Norte do Ceará, tem sido frequentes. Apesar da implantação de medida obrigatória no uso do capacete para condutores e passageiros de motocicletas, acidentes como vítimas fatais continuam a ser registrados na pequena cidade serrana a 285Km de Fortaleza.Na última sexta-feira, por volta das 21:30 um acidente envolvendo uma moto Honda Titan 125 ocorreu nas mediações do Sitio Algodões.Segundo noticiado por blogues da cidade o condutor que dirigia sem o equipamento de segurança sobrou ao fazer uma curva no sentido Alcântaras – Sobral. A vítima identificada como Edinardo faleu no local. Na mesma rodovia no inicio do mês um caminhão baú tombou na descida para Coreaú. Ainda em 2014 um caminhão carregado de botijões de Gás capotou na mesma estrada. AÇUDES DE COREAÚ COMEÇAM A SE RESTABELECEREM As últimas chuvas registradas na zona norte do Ceará tem beneficiado alguns municípios da região. Aárea geográfica tida até o momento como a mais seca do Estado segundo da Funceme, aos poucos tem registrado bons volumes pluviométricos. Em Coreaú, situado na porção sul da Serra da Meruoca as chuvas já começam a restabelecerem reservatórios superficiais de água. Na entrada da cidade (sentido Moraújo) os dois açudes anteriormente secos começam acumular volume hídricos das chuvasocorridas em março. Na cidade para estes primeiros 16 dias deste mês o acumulado pluviométrico já chega a 69.5 mm. Redação do Serrano RAPIDINHAS 1- Ecos pretende lançar projeto EducAção, voltado para a capacitação profissional; 2- Em Alcântaras, depois de „confusão‟ seção da Câmara Municipal é anulada. 3- Em Alcantaras mulheres participam de oficinas de arranjos de flores promovido pelo CRAS/STDS. 4 -.Prefeitura amplia Rua Antonio Caetano no „Bairro da Gruta‟. 5 – Com alunos: JPB desenvolve atividades lúdicas durante os intervalos. 6 – Super Frigotil implanta venda de garrafa retornável. “TODAS AS INFORMAÇOES AQUI CONTIDAS SÃO DE TOTAL RESPONSABILIDADE DOS AUTORES E/OU FONTES CITADAS” . Há quatro anos em plena atuação em Alcântaras, Zona Norte do Ceará, a Entidade Cooperarivista Sustentável (ECOS) tem de tornado uma referência do meio ambiente na pequena cidade serrana. Na última semana um ciclo de entrevistas a respeito do papel da organização frente a defesa ambiental em Alcântaras, bem como a importância do engajamento pessoal de seus representantes nas causas ambientais foi assunto de entrevistas de um dos módulos dos Cursos de Qualificação Profissional de Auxiliar Administrativo e Auxiliar em Recursos Humanos, realizado pelo SEST SENAT em parceira com o CRAS/STDS na cidade.
  2. 2. Muitos GRITOS, poucas VOZES, insultos, provocações, xingamentos ************************************* ************ FIM DE Nº 205 – ANO III - Alcântaras, 22 de março de 2014 205 – ANO III - Alcântaras, 22 de março de 2014 PRESIDENTE DILMA ROUSSEFF EM SOBRAL Acompanhado ao vivo pela internet, redes sociais,sites e blogs da região a visita da Presidência da Republica à Princesa do Norte movimentou a cidade de Sobral na última quarta-feira,19. O evento acontecido no Parque de Exposições de Sobral reuniu prefeitos de toda a zona norte bem como uma multidão de pessoas. No evento sediado em Sobral, dentre assinaturas de ordens de serviços foram anunciados investimentos de mais de R$85 milhões em obras direcionadas a convivência com a seca em todo o Estado. Dentre os programas e ações mais destacados foram anunciadas a construção de 300 novas mil cisternas de polietileno, 110 novos sistemas de abastecimento de água; a entrega de 366 certificados de títulos de propriedade de terra e o atendimento a demanda 749 médicos através do Mais Médicos.Além de Sobral, no dia de São José a Comitiva da Presidência da Republica esteve no inicio da manhã em Fortaleza onde foram assinadas serviços de obras como o V trecho do Cinturão das águas.O município de Alcântaras que também envio sua delegação á Sobral, esteve representados por populares,vereadores, secretários e pelo prefeito municipal. Redação do Serrano ALCANTARAS E A INVASÃO DAS PLANTAS Nas últimas décadas o cultivo de plantas exóticas tornou-se mais evidente em Alcântaras.Apesar de no Brasil haver uma grande diversidade na flora e fauna, é comum a introdução de espécies de outros países em regiões áridas devido a semelhança com regiões onde o regime irregular de chuvas também acontece. Na pequena cidade serrana, que apesa de está situada em região de APA segue a moda das plantas exóticas, ruas e praças sempre estão em “processo de arborização”. Porém o observado é que num circulo viciosos muitas pessoas antes mesmo da planta concluir sua adaptação, estão resolvendo substituíla por uma espécie diferente, e rapidamente realizam a retirada ilegal do arbusto.Segundo botânicos, a maioria das plantas exóticas geralmente não se reproduzem sozinhas e, portanto, não chegam a causar problemas. Entretanto muitas conseguem se adaptar bem e começam a se espalhar, tornando-se invasoras. Neste sentido ao chegar em locais com vegetação nativa, passam a competir com outras plantas provocando ´serios danos à biodiversidade local. Em Alcântaras onde a preferência atual é tida pelo Benjamina e o Nim Indiano raramente plantas como Juazeiro, Mangueiras, Flamboyam, Acácias, Algaroba,Leucena dentre outras estão presentes em áreas de sombreamento o que tem afetado a reprodução de insetos, pássaros e o entupimento de tubulações de água, esgoto, além de rachaduras em calçadas. Redação do Serrano Na Boca do Povo O AGIR SEGUE O SER Nos tempos modernos muito se tem discutido a questão como devemos nos portar enquanto cidadãos, pessoas publicas e profissionais. Os princípios éticos, moralistas e de conduta do ser humano passaram no inicio deste milênio a ser considerados fatores preponderantes para uma convivência harmoniosa, saudável e que propicie qualidade de vida para o indíviduo quanto para aqueles com a qual este se relaciona. Entretanto devemos considerar que existem “Ns” situações em que o homem passa a modificar sua postura e/ou comportamento em busca de vantagens, valorização ou status momentâneos. É nesse momento que a máscara de muitos cai por terra, e “lobo em pele de cordeiro” aparece.Em muitos casos é notavelmente visualizado que o “bom moço” nunca existiu e que tudo não passava de falsas promessas, propaganda enganosa ou simples fingimento. Como o agir segue o ser, nossa conduta sempre sera o espelho que nos reflete e a principal arma contra nós mesmos. Sejamos nós, mesmo que sejamos estranhos, que sejamos bizarros, mas que sejamos verdadeiros. Não tentemos brilhar apagando a estrela do outro. E tenhamos na cabeça que a melhor maneira de chegar onde queremos é como ética, suor e trabalho. Já dizia o ditado popular: Cada um tem aquilo que merece. Reflita! Por:Francisco Freire DIA DE SÃO JOSÉ EM ALCÂNTARAS Uma das datas mais esperadas pelo agricultor católico alcantarense chegou e trouxe consigo a incerteza de um bom inverno com base na crença popular. No Dia de São José onde muitos acreditam que se cair chuva é indicativo de fartura d'água o dia amanheceu limpo em Alcântaras,Zona Norte do Ceará. Nas última semanas onde grandes e fortes chuvas foram registradas no município a esperança de que a última quarta-feira,19, fosse molhada deixou o homem do campo ansioso.Entretanto por todo aquele dia o clima da cidade, permaneceu parcialmente nublado e com aparecimento de sol. Apesar de não haver sido registrada chuvas as comemorações ao Dia do Padroeiro de um dos Distritos da pequena cidade serrana ocorreu em clima festivo, com a realização de Missa, Leilões, Serestas e grande movimentação em Ventura.Até esta data para o mês de Março Alcântaras já acumulou o equivante a 117.5mm, com o menor desvio em 2014, com redução de 45,5% de precipitações até o momento.Ainda na pequena cidade serrana as duas maiores chuvas do ano ocorreram nos dia 15 e 17 do mês corrente com pluviometria de 26.3 e 30.1mm respectivamente. Redação do Serrano ADUTORA EMERGÊNCIAL DE ALCANTARAS Alcântaras está entre as 11 novas cidades do Ceará onde serão construídas adutoras emergenciais pelo Governo do Estado. Os investimentos são da ordem de R$R$153.737.374,56 do Governo Federal. A contemplação do município foi confirmada oficialmente durante uma reunião ocorrida na última segunda-feira (17) em Brasília. Ao todo, serão 9 adutoras para atender os municípios de Caridade, Canindé, Tauá, Irauçuba, Quiterianópolis, Potiretama, Crateús, Nova Russas, Caririaçu, Alcântaras e Maranguape.No geral as obras somam um trecho de 410,5 km e visam diminuir os problemas de falta de água em cidades com risco de colapso hídrico. Na região norte além de Alcântaras, também foi beneficiada com a mesma ação, a vizinha Meruoca, onde a obra já foi entregue a uma população de mais de 4 mil pessoas.Em Alcântaras outra obra de infraestrutura hídrica já teve inicio. Na última semana a C.Menezes Engenharia teria iniciado a recuperação da barragem do Pinga que deverá receber reforço em sua talude e remoção de troncos, rochas e areia de sua bacia. Redação do Serrano FALTA DE PLANEJAMENTO URBANO Nos últimos anos Alcântaras registrou um grande e rápido aumento de obras da construção civil. Num curto espaço de tempo grandes espaços de terra passaram a ser loteados e vendidos o que resultou expansão da área urbana.Com o acelerado processo de novas contruções, que mesmo em período de estiagem continuaram a todos vapor, novas áreas passaram a ser habitadas em ritmo progressista.Entretanto os impactos ambientais trazidos pela sucessiva expansão da área urbana começa a interferir na geografia do município. Sem a devida atenção ao licenciamento ambiental para a habitação de área verdes, a redução de cobertura vegetal tem sido crescente e antigos córregos e até nascentes de riachos deram lugar a residências. Os casos mais notáveis referen-se ao assoreamento do Riacho Pau Ferrado e a construção irregular de casas sobre o leito de um olho d‟água situado na Ladeira do Bom Jesus.Em ambos os casos os riachos que em invernos rigorosos canalizaram água das enchentes foram suprimidos, o que a curto prazo pode resultar em alagamentos de áreas, bem como o comprometimento de edificações. Redação do Serrano

×