Saber e fazer 9º ano aluno

34.322 visualizações

Publicada em

1 comentário
3 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
34.322
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
8
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
739
Comentários
1
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Saber e fazer 9º ano aluno

  1. 1. Caderno de Exercícios 9.º ANO Ensino Fundamental Ciências, Geografia, HistóriaLíngua Portuguesa e Matemática
  2. 2. Diretoria GeralAlessandro MarquesGerência de OperaçõesGuilherme José Cornélio VianaGerência EditorialTatiane Aline do Carmo e MeloProdução EditorialLetícia NevesProdução GráficaDaniela Pereira de MeloDenise de Barros GuimarãesEli Vidal de CastroGlauciane Mara FernandesGerência PedagógicaCornélia Cristina Sampaio BrandãoMaria Cibele Aguiar SantosConsultoria PedagógicaAída Cecília Vilela de OliveiraCarla Miller Brant MoraesCibele Cristina MendanhaHeloísa Helena Baldo LopesLuciano Pereira MarinsLuiza Winter VenturiniMarcilene Gonçalves SouzaProjeto Gráfico e CapaGrid EditorialRevisão de Língua e EstiloCarolina Santos Magalhães da RochaTânia PimentelCybele de SouzaKésia OliveiraEditoração EletrônicaGrid Editorial Todos os direitos reservados Proibida a reprodução total ou parcialIlustraçãoEdnei MarxCartografiaCarlos Jorge Nunes Rua Santa Madalena Sofia, 25 Vila Paris, Belo Horizonte / MG CEP 30380-650 (31)2126.0310
  3. 3. Querido aluno, Este caderno é composto de atividades interessantes, que vão ajudá-lo a se envolver maiscom o universo do conhecimento e a compreender sua importância na vida das pessoas. Ao longo deste caderno, você realizará atividades significativas e perceberá que pode sermuito divertido percorrer um caminho no qual estaremos sempre descobrindo algo novo! Com o nosso carinho, Rede Pitágoras Organização do meu dia a dia 1.o Defina um horário para o seu estudo. 2.o Escolha um local calmo, claro e bem ventilado e, de preferência, que seja do seu agrado. 3.o Organize os materiais que serão utilizados e deixe-os próximos a você. 4.o Separe diariamente o conteúdo a ser estudado. 5.o Sente-se na cadeira corretamente no momento de estudar. Agora, preencha o quadro abaixo com as suas atividades diárias. Horário Atividades Início término 1 2 3 4 5 6 7
  4. 4. Sumário CIECIÊNCIAS UNIDADE 1 – Macro e microuniverso .............................................................. 6 Capítulo 1 – O despertar da Ciência ...................................................................... 6 Capítulo 2 – O universo das partículas.................................................................... 9 UNIDADE 2 – Vibrações ................................................................................. 12 Capítulo 3 – As ondas e o som ............................................................................. 12 Capítulo 4 – E fez-se a luz ..................................................................................... 15 GEOGEOGRAFIA UNIDADE 1 – A Terra em seu conjunto............................................................ 18 Capítulo 1 – A cartografia no cenário mundial ..................................................... 18 Capítulo 2 – As grandes questões ambientais atuais ............................................ 22 UNIDADE 2 – A população da Terra em movimento e as questões religiosas ... 28 Capítulo 3 – Os fluxos migratórios e seus efeitos na produção e na transformação das culturas .............................................................. 28 Capítulo 4 – Questões religiosas e seus impactos na geopolítica contemporânea ................................................................................ 32 HISHISTÓRIA UNIDADE 1 – Poder e exclusão no mundo do progresso ................................. 36 Capítulo 1 – Da prosperidade à destruição: como a Europa caminhou para a Primeira Guerra mundial .................................................................. 36 Capítulo 2 – A Revolução Russa: por essa nem marx esperava ............................ 39 Capítulo 3 – Brasil: da República do progresso ao domínio dos coronéis............. 43 UNIDADE 2 – Intervencionismo e autoritarismo no mundo em crise............... 45 Capítulo 4 – O Estado interventor: a solução para a crise do capitalismo liberal . 45 Capítulo 5 – Nazifascismo: a caminho de uma nova guerra ................................. 46 Capítulo 6 – trabalhismo e populismo no Brasil de Vargas .................................. 48
  5. 5. PORLÍNGUA PORTUGUESA UNIDADE 1 – Uma língua, muitos textos ........................................................ 49 Capítulo 1 – A comunicação pela palavra ............................................................. 49 Capítulo 2 – O diálogo dos textos ........................................................................ 53 UNIDADE 2 – Novas tecnologias, novas interações ......................................... 54 Capítulo 3 – meu mundo, minhas palavras .......................................................... 54 Capítulo 4 – Para bom entendedor, meia palavra basta? .................................... 58 UNIDADE 3 – Pela palavra se aprende ............................................................ 62 Capítulo 5 – Explicar sem complicar .................................................................... 62 Capítulo 6 – textos que abrem portas ................................................................. 68 UNIDADE 4 – Ideias que se propagam ............................................................ 71 Capítulo 7 – Intenções anunciadas ....................................................................... 71 Capítulo 8 – A sedução pelo texto ........................................................................ 74MATEMÁTICA MAT UNIDADE 1 – Números e proporcionalidade ................................................... 78 Capítulo 1 – Geometria e proporcionalidade ....................................................... 78 Capítulo 2 – Potências e radicais .......................................................................... 84 UNIDADE 2 – Funções, equações e triângulos ................................................. 89 Capítulo 3 – Funções e gráficos ............................................................................ 89 Capítulo 4 – Equações de 2.° grau ........................................................................ 93 Capítulo 5 – Relações métricas no triângulo retângulo ........................................ 96 Saber e Fazer
  6. 6. 1 UNIDADE Macro e microuniverso CIE CAPÍTULO 1 – O DESPERtAR DA CIêNCIA Conteúdos: • Evoluções e revoluções • Astronomia • O movimento • A mecânica de Newton 1) leia as informações a seguir. Após tomar conhecimento das lunetas holandesas, que aproximavam objetos distantes, apesar de pouco potentes e com grandes distorções da imagem, Galileu percebeu que a luneta poderia ser utilizada para explicar questões da teoria heliocêntrica, proposta por Copérnico. [...] Galileu melhorou as lunetas de modo que as imagens ficassem mais nítidas e sem deformações [...] Em 1610, Galileu publicou suas observações celestes [...]. Disponível em: <http://www.museutec.org.br/previewmuseologico/galileu_galilei.htm>. Acesso em: 2 ago. 2012. (Fragmento) a) Indique os princípios da teoria citada pelo texto. b) Cite três conclusões a que chegou Galileu Galilei após as suas observações celestes com a luneta. 9.° ANO | CIêNCIAS ENSINO FUNDAmENtAl6
  7. 7. c) Galileu Galilei gostava muito de observar os planetas com a sua luneta. Cite um planeta que, pela sua posição, seria mais fácil de ser observado por Galileu. Justifique sua resposta. 2) Analise a charge a seguir. Calvin e Hobbes, Bill Watterson © 1989. Watterson / Dist. by Universal UClick.Calvin deixou o jarro cair, pois seu corpo a) acelerou sua velocidade após seus patins derraparem. b) continuou em movimento quando seus patins pararam. c) ficou com a velocidade constante patinando pela casa. d) permaneceu em estado de repouso ao pegar a limonada. CADERNO DE EXERCÍCIOS Saber e Fazer 7
  8. 8. 3) Analise a ilustração de um carro fazendo uma curva e leia as informações a seguir. FC Quando um corpo efetua um Movimento Circular, ele sofre uma aceleração que é responsável pela mudança da direção do movimento, a qual chamamos aceleração centrípeta. A força responsável por provocar essa aceleração recebe o nome de força centrípeta. a) Identifique na ilustração e descreva qual dos vetores representa a força centrípeta escrevendo Fc ao lado do vetor. b) Compare o movimento exercido pelo carro com o movimento da Terra ao redor do Sol. c) Nos períodos de chuva, existe a possibilidade de formação de poças na pista, podendo ocorrer o fenômeno de aquaplanagem, que elimina o atrito do pneu com o asfalto. Em uma situação de aquaplanagem em uma curva, explique como se comportará o carro. 9.° ano | ciências Ensino Fundamental8
  9. 9. 1 UNIDADE Macro e microuniverso CIE CAPÍTULO 2 – O UNIVERSO DAS PARtÍCUlAS Conteúdos: • A Química • modelo de partículas • A especificidade das partículas – os átomos • As ligações entre os átomos • Reações químicas 4) leia as informações a seguir. A diferença de temperatura entre o ponto mais quente do planeta e o mais frio podesuperar os cem graus. [...] Dasht-e-lut, Irã, é um grande deserto de sal no sudeste do país [...]. Em2005, um satélite da NASA registrou 70° C na superfície de sua localidade, a maior temperaturaregistrada na superfície do nosso planeta. [...] Situada perto do Polo Sul, a mais de 3 500 metrosdo nível do mar, a estação de pesquisa russa de Vostok, na Antártica, no dia 21 de julho de 1983,registrou a temperatura mais baixa da terra: -89,2° C.Disponível em: <http://vidaeestilo.terra.com.br/turismo/conheca-os-locais-mais-quentes-e-mais-frios-do-planeta,a cf9392625237310VgnClD100000bbcceb0aRCRD.html>. Acesso em: 3 ago. 2012. (Fragmento) As moléculas de um bloco de concreto presente no ambiente a) da Antártica fluem mais livremente, apresentando volume e ausência de forma. b) da Antártica sofrerão maior dilatação térmica do que em Dasht-e-lut. c) em Dasht-e-lut têm maior força de coesão do que na Antártica. d) em Dasht-e-lut vibrarão com maior intensidade do que na Antártica. CADERNO DE EXERCÍCIOS Saber e Fazer 9
  10. 10. Coesão é a capacidade que uma substância tem de permanecer unida, resistindo à separação. As moléculas no estado sólido, por exemplo, têm grande força de coesão. 5) Analise, a seguir, o esquema da fotossíntese. + 6O 2 H 12O 6 O → C6 + 6H 2 6CO 2 O2 2 CO2 1 Representação para fins didáticos. a) Complete o esquema da fotossíntese com o nome das moléculas representadas pelas setas 1 e 2. b) Identifique a quantidade de átomos de hidrogênio, oxigênio e carbono nas moléculas absorvidas pela planta. c) Indique o tipo de ligação química que ocorre entre os átomos que formam as moléculas participantes do processo de fotossíntese. Justifique sua resposta. 9.° ano | ciências Ensino Fundamental10
  11. 11. 6) Leia as informações a seguir. A matéria que nos rodeia está em constante mudança, sofrendo inúmeras transformações. Um copo que parte, uma floresta que arde, o gelo das calotas polares que derrete, tudo isso são exemplos de transformações que ocorrem todos os dias. Podemos distinguir dois tipos de transformações: as físicas e as químicas. Disponível em: <http://webeduc.mec.gov.br/portaldoprofessor/quimica/cd1/conteudo/aulas/30%20_aula/aula.html>. Acesso em: 3 ago. 2012. (Fragmento).a) Classifique os exemplos do texto em transformações físicas ou químicas.b) Cite mais três exemplos de transformações químicas. Justifique sua resposta. 7) Leia as informações a seguir. A equação química é a forma de se descrever uma reação química com seus reagentes e produtos [...]. Símbolos e números são utilizados para descrever os nomes e as proporções das diferentes substâncias que entram nessas reações. Os reagentes são mostrados no lado esquerdo da equação e os produtos no lado direito. Não é criada e nem destruída matéria em uma reação, os átomos somente são reorganizados de forma diferente, por isso, uma equação química deve ser balanceada. [...] Disponível em: <http://www.mundoeducacao.com.br/quimica/equacoes-quimicas.htm>. Acesso em: 4 ago. 2012. (Fragmento). Complete as equações químicas a seguir. a) Al (Oh)3 + 3 HCl =} H2O + AlCl b) 6 CO2 + 12 H2O =} C H12O6 + O2 + 6 H O c) H2 + Cl2 = } HCl CADERNO DE EXERCÍCIOS Saber e Fazer 11
  12. 12. 2 UNIDADE Vibrações CIE CAPÍTULO 3 – AS ONDAS E O SOm Conteúdos: • Ondas mecânicas • O som • A audição 8) Analise o esquema da formação do tsunami no Oceano Pacífico. DO MAR PARA A TERRA – O PODER DE UM TSUNAMI O tremor abaixo do fundo do mar À medida que a profundidade Ondas se acumulam antes de desloca as águas do oceano, que sobem diminuiu, a altura da onda atingir o litoral para a superfície em ondas de 0,5 metro aumenta, criando uma parede de água Águas profundas: comprimento da Águas rasas: velocidade da onda pode ser de até 48 km/h, onda chega a até 160 km, a uma com altura de 30 metros ou mais velocidade de 800 km/h Elaborado com base nos dados disponíveis em: <http://www.graphicnews.com/gpage.php?g=degallery>. Acesso em: 28 nov. 2012. a) Explique por que um tsunami é considerado uma onda. 9.° ANO | CIêNCIAS ENSINO FUNDAmENtAl12
  13. 13. b) Explique como os especialistas podem determinar que o comprimento da onda chega a até 160 km.c) Identifique a amplitude que um tsunami pode ter em águas rasas. Justifique sua resposta. 9) Leia as informações a seguir. Para aprender a tocar bateria, devem-se fazer exercícios com os pés para tocar corretamente o bumbo, instrumento considerado o coração da bateria. Os iniciantes devem realizar exercícios lentos e com cadência acompanhando o ritmo dos segundos de um relógio. Disponível em: <http://www.cifraclub.com.br/aprenda/cursos/3-baterias/sp-curso-de-bateria-p3.html>. Acesso em 21 nov. 2012. (Fragmento). Nesses exercícios, o bumbo tem a frequência de a) 1 hertz produzindo um som grave. b) 2 hertz produzindo um som agudo. c) 3 hertz produzindo um som grave. d) 6 hertz produzindo um som agudo. O bumbo é um tambor cilíndrico de grande dimensão. Numa bateria, ele se posiciona no centro bem próximo ao chão. É percutido por uma maceta acionada através de um pedal, usualmente comandado pelo pé direito do baterista (no caso de bateristas destros), mas também pode contar com pedais duplos, para ambos os pés. É ele quem dá as batidas constantes que ajudam na formação do ritmo e como efeito levam as pessoas a se movimentarem de acordo com suas batidas. Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/wiki/bumbo>. Acesso em 21 nov. 2012. (Fragmento). CADERNO DE EXERCÍCIOS Saber e Fazer 13
  14. 14. 10) Em 1800, o instrumento musical chamado de violão já era conhecido no mundo inteiro. No Brasil, ele é um dos instrumentos mais populares. O braço do violão está dividido em casas na horizontal e cordas na vertical, conforme apresentado pelo esquema a seguir. Cordas + grossas 6 MI LA 3 2 1 5 4 RÉ 3 SOL 2 SI 1 MI Cordas + finas casa casa casa a) Classifique o instrumento apresentado de acordo com o mecanismo que produz o som ao vibrar. b) Cite três instrumentos que utilizam o mesmo mecanismo do violão para produzir o seu som. 11) O espectro sonoro é o conjunto de frequências de vibração que podem ser produzidas pelas diversas fontes sonoras. ESPECTRO SONORO 20 20 000 Frequencia (Hz) Infra-sons Sons audíveis Ultra-sons Sons audíveis pelo ouvido humano O ouvido humano consegue captar a frequência de a) 10 Hz por movimentarem o líquido da cóclea. b) 1 000 Hz por vibrarem a membrana do tímpano. c) 10 000 Hz por deslocarem os ossos da cóclea. d) 20 100 Hz por sensibilizarem o nervo auditivo. 9.° ano | ciências Ensino Fundamental14
  15. 15. 2 UNIDADE Vibrações CIE CAPÍTULO 4 – E FEZ-SE A lUZ Conteúdos: • A natureza da luz • Ondas eletromagnéticas • A luz e nossa visão – Ótica geométrica • Refração e lentes 12) Analise o trecho da letra da música “Pela luz dos olhos teus”, de tom Jobim. Quando a luz dos olhos meus E a luz dos olhos teus Resolvem se encontrar Ai, que bom que isso é meu Deus Que frio que me dá o encontro desse olhar mas se a luz dos olhos teus Resiste aos olhos meus Só pra me provocar [...]JOBIm, tom. Quando a luz dos olhos teus. In: Warne: 30 anos: tom Jobim. Warner, 2005. Faixa 10. (Fragmento). CADERNO DE EXERCÍCIOS Saber e Fazer 15
  16. 16. a) Dê o significado do termo “luz” utilizado no poema. b) Cientificamente, a definição do termo “luz” já foi muito discutida. Explique o motivo da discussão em torno dessa palavra. c) Para o poeta, a música tem um significado. E para a Ciência? Explique cientificamente o que é a luz. 13) Analise a charge a seguir. Windows A fatal exception OE hás ocurred at 0028:C00068P8 in VxD Vmm (01) 000059F8. The current application will be terminated. * Press any key to terminate the application. * Press CTRL+ALT+DEL to restart your computer. You will lose any unsaved information in all applications. Press any key to continue Disponível em: <http://www.umsabadoqualquer.com> Acesso em: 4 dez. 2012. 9.° ano | ciências Ensino Fundamental16
  17. 17. A charge sugere que o céu é azul por ser um problema relacionado ao programa Windows decomputador. Considerando o comportamento da luz, o céu apresenta a cor azul, porque a) a atmosfera decompõe a luz branca em várias cores. b) a atmosfera reflete e espalha o comprimento de onda azul. c) a luz azul emitida pelo Sol é absorvida pela atmosfera. d) o Sol emite luz azul que colide com as moléculas do ar. 14) Analise a imagem a seguir. AICNÂLUBMA Shutterstocka) Identifique o nome do fenômeno da óptica que ocorre para que possamos ler corretamente a palavra ambulância.b) Indique um instrumento que pode ser usado para que esse fenômeno ocorra. CADERNO DE EXERCÍCIOS Saber e Fazer 17
  18. 18. 1 UNIDADE A Terra em seu conjunto GEO CAPÍTULO 1 – A CARtOGRAFIA NO CENÁRIO mUNDIAl Conteúdos: • Conceitos cartográficos fundamentais mapas x cartas A importância da cartografia nos conflitos • Escala e projeções cartográficas • tipos de mapas 1) Analise a imagem de satélite abaixo. Shutterstock Identifique os elementos presentes na imagem, levando em consideração as tonalidades dos elementos. 9.° ANO | GEOGRAFIA ENSINO FUNDAmENtAl18
  19. 19. 2) Analise o mapa-múndi a seguir. Disponível em: <http://www.geoensino.net/2012/07/cartografia-e-o-estudo-dos-mapas.html>. Acesso em: 31 jul. 2012Com relação ao mapa, pode-se afirmar que ele foi desenhado na projeção a) azimutal. b) cilíndrica. c) cônica. d) ortográfica. e) plana. 3) A cartografia sempre foi um dos elementos mais importantes da Geografia. Afinal, ela é a responsável por orientar o indivíduo no espaço geográfico, porém sempre apresentou grandes dificuldades para os cientistas dos tempos mais remotos até os dias atuais. Indique uma das principais dificuldades encontradas pelos cartógrafos. CADERNO DE EXERCÍCIOS Saber e Fazer 19
  20. 20. 4) Analise o mapa da Região Metropolitana de BH a seguir. Disponível em: <http://www.chs.ubc.ca/consortia/beloP.html. http://pt.wikipedia.org/wiki/Belo_Horizonte>. Acesso em: 31 jul. 2012. Sabendo que a distância de Belo Horizonte a Baldim é de 4 cm no mapa e que a escala é 1:500 000, calcule em km a distância real entre essas duas cidades. 5) Sabendo que um campo de futebol de forma quadrada apresenta 7 cm de lado no mapa com escala de 1:5 000, calcule em m2 a área real do campo. 9.° ano | GEOGRAFIA Ensino Fundamental20
  21. 21. 6) Analise o mapa a seguir. VIAS DE TRANSPORTE NO TERRITÓRIO BRASILEIRO Disponível em: <http://www.zonu.com/brazil_maps/Brazil_Multimodal_Transports_Map_2.htm>. Acesso em: 31 jul. 2012. Com relação aos tipos de mapas, marque a opção correta.a) Trata-se de um mapa coroplético com informação ordenada no modo de implantação zonal.b) Trata-se de um mapa coroplético com informação quantitativa no modo de implantação pontual.c) Trata-se de um mapa de círculos com informação quantitativa no modo de implantação linear.d) Trata-se de um mapa de círculos com informação quantitativa no modo de implantação pontual.e) Trata-se de um mapa de conexão com informação seletiva no modo de implantação linear. CADERNO DE EXERCÍCIOS Saber e Fazer 21
  22. 22. 1 UNIDADE A Terra em seu conjunto GEO CAPÍTULO 2 – AS GRANDES QUEStÕES AmBIENtAIS AtUAIS Conteúdos: • Problemas ambientais globais • Problemas ambientais urbanos • Problemas ambientais rurais 7) Analise a imagem a seguir. Shutterstock Explique como ocorre o aquecimento global bem como as suas consequências para o homem. 9.° ANO | GEOGRAFIA ENSINO FUNDAmENtAl22
  23. 23. 8) Analise a figura a seguir. Shutterstock Explique a diferença entre esse fenômeno e uma frente fria e quais são os efeitos causadospara a população. 9) Observe a figura a seguir. Shutterstock CADERNO DE EXERCÍCIOS Saber e Fazer 23
  24. 24. As queimadas são um dos grandes problemas ambientais ocasionadas pela ação antrópica. Explique quais são as principais consequências dessa destruição, tão presente hoje na região amazônica. 10) Observe a figura a seguir. 100% 70% Infravermelhos 25% refle deixando a Terra 25% abs orv tidos ido s Gases do Efeito estu fa 29% 45% Processos Atmosféricos 88% absorvidos Efeito 5% estufa refl 104% eti Radiação d a Terrestre Representação para fins didáticos a) Qual o nome desse fenômeno? b) Explique como esse fenômeno pode se transformar num grande problema ambiental. 9.° ano | GEOGRAFIA Ensino Fundamental24
  25. 25. 11) Leia o texto a seguir. Em sua forma mais pura, a água é inodora, quase incolor e insípida. Ela está presente em seu corpo, nos alimentos que você come e nas bebidas que ingere. Você a utiliza para se limpar, lavar as roupas, a louça, o carro e todas as outras coisas que estão ao seu redor. Você pode nadar ou pular nela para se refrescar em dias quentes de verão. Muitos dos produtos que você usa todos os dias contêm água ou foram fabricados utilizando-a. Todas as formas de vida precisam dela e, se não tomarem a quantidade necessária, elas morrem. Disputas políticas já giraram em torno dela. Em alguns lugares, a água é valorizada e extremamente difícil de ser encontrada. Em outros, é bem fácil de ser encontrada, e por isso é desperdiçada. Qual substância é mais necessária para nossa existência do que qualquer outra? A água. Disponível em: <http://ciencia.hsw.uol.com.br/h2o.htm>. Acesso em: 31 jul. 2012. (Fragmento) Após a leitura do texto, cite uma disputa política pela água e as consequências dessa luta poresse bem tão raro em algumas regiões. 12) Observe a figura a seguir. Shutterstock CADERNO DE EXERCÍCIOS Saber e Fazer 25
  26. 26. Responda às seguintes questões com base na análise da figura. a) Qual o nome desse fenômeno? b) Como ele ocorre e em qual período do ano? c) Quais são as consequências geradas para a população? 13) Observe a figura a seguir. Temperatura 33° C 32° C 31° C 30° C Rural Comercial Urbano Suburbano Suburbano Residencial residencial Centro Fazendas residencial Parques Elaborado com base nos dados disponíveis em: <http://ibram.df.gov.br/informacoes/meio-ambiente/proterm. df.html>. Acesso em 31 jul. 2012. Qual é o tipo de fenômeno representado? a) Buraco na camada de ozônio. b) Chuva ácida. c) Efeito estufa. d) Ilhas de calor. e) Inversão térmica. 9.° ano | GEOGRAFIA Ensino Fundamental26
  27. 27. 14) Observe a figura a seguir. 2 UNIDADE 3 CHUVA 1 POLUIÇÃO 4 EFEITOSElaborado com base nos dados disponíveis em: <www.revistaescola.abril.com.br/geografia/fundamentos/como-se- forma-chuva-acida-611953.shtml>. Acesso em: 19 dez. 2012.Esse fenômeno pode interferir tanto no setor urbano como no rural. Trata-se a) da chuva ácida. b) do desmatamento. c) das ilhas de calor. d) da inversão térmica. e) da vaporização. CADERNO DE EXERCÍCIOS Saber e Fazer 27
  28. 28. 2 A população da Terra em UNIDADE movimento e as questões religiosas GEO CAPÍTULO 3 – OS FlUXOS mIGRAtÓRIOS E SEUS EFEItOS NA PRODUÇÃO E NA tRANSFORmAÇÃO DAS CUltURAS Conteúdos: • Emigração x imigração • tipos de migrações • transformações e adaptações culturais • Conflitos como motivadores das migrações 15) Defina e explique quais são os tipos de migração. 9.° ANO | GEOGRAFIA ENSINO FUNDAmENtAl28
  29. 29. 16) Analise o mapa a seguir. MAPA POLÍTICO DE ISRAEL Disponível em: <http://www.asia-turismo.com/mapas/israel.htm>. Acesso em: 1 ago. 2012. Essa é uma região conhecida pela divergência entre israelenses e palestinos. Explique comoesse conflito interfere nos processos migratórios na região. CADERNO DE EXERCÍCIOS Saber e Fazer 29
  30. 30. 17) Leia o texto a seguir. Um movimento novo na América: os mexicanos estão voltando para o México Coluna do Jorge Ramos Durante muitos anos o país mais poderoso do mundo se sentiu vulnerável diante dos imigrantes que vinham do México. Em quatro décadas o México enviou para os EUA mais imigrantes do que qualquer outro país na história – alguns americanos diziam que se tratava de uma "invasão" de mexicanos, e muitos políticos declararam que os imigrantes tinham o objetivo de se apoderar dos empregos de trabalhadores americanos. Alguns grupos inclusive viram nesse fluxo nada menos que uma "reconquista" dos territórios que o México perdeu para os EUA em 1848. Bem, isso terminou. Em um fato que pegou muitos de surpresa, essa tendência parou completamente. Em vez de vir para os EUA, os mexicanos estão regressando para o México. O Centro Hispânico Pew acaba de relatar que o número de mexicanos nos EUA diminuiu de 12,6 milhões em 2007 para 11,9 milhões em 2011. Isso é absolutamente inusitado, sobretudo se levarmos em conta que, em 2000, para dar um exemplo, 770 mil mexicanos chegaram aos EUA. Não mais. Disponível em: <http://noticias.uol.com.br/blogs-e-colunas/coluna/jorge-ramos/2012/05/03/nos-eua-um- movimento-novo-os-mexicanos-estao-voltando-para-o-mexico.htm>. Acesso em: 1 ago. 2012. (Fragmento). Após a leitura do texto, explique a razão dessa inversão no processo migratório, enfatizando as questões econômicas. 9.° ano | GEOGRAFIA Ensino Fundamental30
  31. 31. 18) Analise a charge a seguir. Shutterstock O movimento perpendicular é um processo migratório muito comum nos dias atuais. Refere-se à migração pendular que é típica a) entre bairros. b) entre estados. c) entre municípios. d) entre países. e) entre regiões. CADERNO DE EXERCÍCIOS Saber e Fazer 31
  32. 32. 2 A população da Terra em UNIDADE movimento e as questões religiosas GEO CAPÍTULO 4 – QUEStÕES RElIGIOSAS E SEUS ImPACtOS NA GEOPOlÍtICA CONtEmPORÂNEA Conteúdos: • Os grandes espaços religiosos do Islamismo • Os grandes espaços religiosos do Judaísmo • Os grandes espaços religiosos do Cristianismo • Os grandes espaços religiosos do Hinduísmo • Os aspectos fundamentalistas 19) Analise o quadro de mapas a seguir. A EVOlUÇÃO DAS FRONtEIRASAntes da Guerra dos Seis Dias (1967) Após a Guerra dos Seis Dias A faixa de Gaza é Israel derrota os Exércitos controlada pelo Egito. vizinhos e toma a faixa A Cisjordânia (incluindo de Gaza e a Cisjordânia, Jerusalém Oriental) incluindo a porção leste é administrada pelo de Jerusalém governo Jordânia Depois dos acordos de paz Desde os acordos de Oslo (Noruega, 93), já foram transferidos para os palestinos dois terços de Gaza e 40% da Cisjordânia Disponível em: <http://bernardete-buscandorespostas.blogspot.com.br/2010/06/20-de-junho-dia-mundial-do- refugiado-o.html>. Acesso em: 1 ago. 2012. 9.° ANO | GEOGRAFIA ENSINO FUNDAmENtAl32
  33. 33. Após a análise dos mapas, responda ao que se pede.a) Quais foram as regiões dominadas por Israel na Guerra dos Seis Dias?b) Qual foi o acontecimento marcante em 1972 durante as Olimpíadas de Munique?c) Depois dos acordos de paz, o que ocorreu em 2005 entre Israel e Palestina? 20) A história do Cristianismo teve início no Oriente, na Palestina, onde o povo hebreu já acreditava na futura vinda de um Messias à Terra. Ainda com relação ao Cristianismo, responda às questões a seguir.a) Identifique quais eram as regras que deveriam ser seguidas pelo seu povo.b) Em que os cristãos acreditam? CADERNO DE EXERCÍCIOS Saber e Fazer 33
  34. 34. 21) Observe a figura a seguir. Shutterstock Essa imagem retrata um costume dos povos islâmicos, que tiveram origem na Arábia Saudita, terra onde nasceu seu profeta maior, Mohamed. Com relação ao Islamismo, descreva alguns itens da crença de seus seguidores. 22) Analise o mapa a seguir. MAPA POLÍTICO DE ISRAEL Disponível em: <http://www.forademim.com.br/site/2012/06/palestinos-e-israelenses-se-apoiando-mutuamente- na-dor-por-roberta-wall-versao-bilingue/mapa-israel/>. Acesso em: 1 de ago. 2012. 9.° ano | GEOGRAFIA Ensino Fundamental34
  35. 35. Com relação aos conflitos entre israelenses e palestinos, assinale a alternativa correta.a) Esse conflito se encontra, hoje, estagnado, já que vários acordos de paz foram realizados, obrigando o exército israelense e a OLP a entregarem suas armas.b) Esse conflito tem aspectos religiosos, já que a atual Palestina é a terra prometida por Deus aos judeus, denominada Canaã.c) Esse conflito tem aspectos territoriais e nacionalistas apenas, já que Isarel foi ocupado pelos Palestinos no conflito denominado Guerra dos Seis Dias.d) Esse conflito tem aspectos territoriais, religiosos e nacionalistas, além da reviravolta dos Palestinos, retomando os territórios de Israel na Guerra do Yom Kippur.e) Esse conflito tem interferência direta do Brasil como mediador, já que Israel mantém uma forte relação econômica com nosso país. 23) Explique, de forma resumida, o conflito na região da Caxemira, envolvendo aspectos religiosos e territoriais. CADERNO DE EXERCÍCIOS Saber e Fazer 35
  36. 36. 1 UNIDADE Poder e exclusão no mundo do progresso HIS CAPÍTULO 1 – DA PROSPERIDADE À DEStRUIÇÃO: COmO A EUROPA CAmINHOU PARA A PRImEIRA GUERRA mUNDIAl Conteúdos: • Progresso e prosperidade • A força do capital e a cultura da prosperidade • Disputas, armas e nacionalismos: a Europa a caminho da guerra • As ilusões desfeitas no palco da guerra • A imposição da paz e o pós-guerra 1) No final do século XIX, na Europa e nos Estados Unidos, o progresso, especialmente nos campos econômico e social, era visível nas grandes cidades e capitais dos principais países, dando a sensação de que o mundo ocidental atingia o estágio prenunciado pelos iluministas do século XVIII, de que a Ciência caminhava para o progresso. Com base nos dados anteriores, responda as questões a seguir. a) Como os franceses denominaram esse período de prosperidade que marcou as últimas décadas do século XIX? b) Disserte sobre as características de alguns dos símbolos da modernidade do período em questão. 9.° ANO | HIStÓRIA ENSINO FUNDAmENtAl36
  37. 37. c) Como as grandes cidades europeias encarnavam o espírito da época? Apresente exemplos. 2) O período que antecedeu a Primeira Guerra Mundial (1914-1918) foi marcado pela exacerbação nacionalista. Diante do exposto, defina nacionalismo. 3) Observe as imagens no mosaico a seguir. Domínio Público/ Creative Commons. Com base nas imagens, demonstre por que aPrimeira Guerra Mundial pode ser vista como uma misturade tecnologia do século XX com táticas beligerantes doséculo XIX. CADERNO DE EXERCÍCIOS Saber e Fazer 37
  38. 38. 4) O Tratado de Versalhes (1919) foi um acordo de paz assinado pelas potências europeias que encerrou oficialmente a Primeira Guerra Mundial. O principal ponto do tratado determinava que a Alemanha aceitasse todas as responsabilidades por causar a guerra e que fizesse reparações a um certo número de nações da Tríplice Entente. a) Cite quatro exigências do Tratado de Versalhes feitas à Alemanha. b) Escreva sobre três desdobramentos da Primeira Grande Guerra, do ponto de vista das perdas e da carnificina provocadas por ela. c) É possível afirmar que o conflito apresentou uma nova configuração social para o público feminino no tocante ao mercado de trabalho e ao âmbito social? Justifique sua resposta. 9.° ano | HISTÓRIA Ensino Fundamental38
  39. 39. 1 UNIDADE Poder e exclusão no mundo do progresso HIS CAPÍTULO 2 – A REVOlUÇÃO RUSSA: POR ESSA NEm mARX ESPERAVA Conteúdos: • Revolução: na teoria e na prática • A Rússia czarista: entre a miséria social e a prosperidade do capital • Da guerra externa à Revolução • Os arranjos de um sistema em implantação 5) Observe a imagem. Divulgação Disponível em: <http://blogspot.com.br/2011_02_01_archive.html>. Acesso em: 5 ago. 2012. A imagem é relativa ao processo da Revolução Russa de (1917), que abriu uma nova épocana história daquele país, transformando um território atrasado, com uma monarquia antiquada eintransigente, em uma grande potência industrial e militar. CADERNO DE EXERCÍCIOS Saber e Fazer 39
  40. 40. a) Descreva a imagem anterior, indicando quais personagens estão representados. b) Descreva o cenário político russo do século XVIII até 1917, no tocante à autoridade dos seus imperadores. c) No que se refere aos aspectos econômicos e no tocante às condições de vida nas cidades, qual era a situação da Rússia desde a segunda metade do século XIX? 9.° ano | HISTÓRIA Ensino Fundamental40
  41. 41. 6) Observe o cenário. Valentin Alexandrovich Serov Trabalhadores, despertai Disponível em: <http://mekstein.blogspot.com.br/2010/03/132-revolucao-russa.html>. Acesso em: 11 ago. 2012.Descreva a imagem, tendo em vista o contexto anterior ao início do processo revolucionário russo. CADERNO DE EXERCÍCIOS Saber e Fazer 41
  42. 42. 7) No processo revolucionário russo, o que representou o episódio conhecido como Domingo Sangrento e quais as suas repercussões? 8) A saída da Rússia da Primeira Guerra Mundial seria crucial para o governo de Lênin ter condições de enfrentar os problemas internos deixados pelos governos anteriores e que se ampliavam a cada dia. No entanto, logo em seguida, teve início uma guerra civil envolvendo, de um lado, os opositores do novo regime, que formaram o chamado Exército Branco, contra os defensores do governo, denominados Exército Vermelho. Descreva os Exércitos Branco e Vermelho, apresentando os seus principais componentes. 9.° ano | HISTÓRIA Ensino Fundamental42
  43. 43. 1 UNIDADE Poder e exclusão no mundo do progresso HISCAPÍTULO 3 – BRASIl: DA REPÚBlICA DO PROGRESSO AO DOmÍNIO DOS CORONÉISConteúdos: • Em nome do progresso • Do império à República: mudar para permanecer • Em nome do progresso: as primeiras realizações da República • É do município e do estado que se governa: a força dos coronéis • A força e o poder do café na República Velha • A República dos excluídos9) É correto afirmar que, assim como a monarquia, a República recém-proclamada continuoudeixando para trás a grande maioria da população brasileira? Justifique sua resposta. CADERNO DE EXERCÍCIOS Saber e Fazer 43
  44. 44. 10) Leio o texto a seguir extraído do Livro 01: História – 9.° ano: “A ideia de república era antiga no país e havia sido retomada por alguns políticos a partir da década de 1870, ganhando adeptos principalmente nos meios militares, na classe média urbana e entre os fazendeiros paulistas. Esses republicanos começaram a enxergar o Império como sinônimo do atraso que impedia o país de entrar na era do progresso e atrapalhava alguns interesses econômicos e políticos. No cenário político imperial, os republicanos eram minoria e não havia consenso entre eles. Enquanto isso, a situação política do Império estava a cada ano mais complicada” Descreva a situação política do Império, em meio a delicadas questões envolvendo os cafeicultores e militares. 11) Durante a Velha República, também chamada de Primeira República, prevaleceu um esquema de poder que ficou conhecido como "política dos governadores", montado por Campos Salles, eleito em 1898. a) Explique em que consistia o modelo em questão. b) Como desdobramento da política dos governadores e do coronelismo, explique como se estruturou a política do café com leite. 9.° ano | HISTÓRIA Ensino Fundamental44
  45. 45. 2 UNIDADE Intervencionismo e autoritarismo no mundo em crise HISCAPÍTULO 4 – O EStADO INtERVENtOR: A SOlUÇÃO PARA A CRISE DO CAPItAlISmO lIBERAlConteúdos: • O papel do Estado na economia • Crise de 1929: de repente, o mundo capitalista percebeu-se em rede • O mercado que gerou a crise não foi capaz de superá-la12) Com base no contexto histórico posterior à Primeira Guerra mundial (1914-1918),apresente as realidades socioeconômicas distintas verificadas no continente europeu e nosEstados Unidos. CADERNO DE EXERCÍCIOS Saber e Fazer 45
  46. 46. 2 UNIDADE Intervencionismo e autoritarismo no mundo em crise HIS CAPÍTULO 5 – NAZIFASCISmO: A CAmINHO DE UmA NOVA GUERRA Conteúdos: • Neonazismo e nazismo: esperança ou intolerância? • O pessimismo que tomou conta da Europa • Crer, obedecer e combater: valores e propaganda nazifascistas • Uma guerra que parecia inevitável 13) Observe a imagem. Shutterstock 9.° ANO | HIStÓRIA ENSINO FUNDAmENtAl46
  47. 47. a) Explique qual era a realidade alemã e a de seus aliados após a derrota na Primeira Guerra Mundial.b) Como germinou e floresceu o movimento nazifascista na Alemanha?c) Defina as tendências políticas radicais de direita denominadas fascismo e nazismo, apresentando seus principais pontos em comum. CADERNO DE EXERCÍCIOS Saber e Fazer 47
  48. 48. 2 UNIDADE Intervencionismo e autoritarismo no mundo em crise HIS CAPÍTULO 6 – tRABAlHISmO E POPUlISmO NO BRASIl DE VARGAS Conteúdos: • A relação do Estado com o povo • Ecos da crise na periferia do capitalismo • O Estado da ordem no Brasil de Vargas • O Brasil e a Segunda Guerra mundial 14) Em plena Segunda Guerra mundial e durante o governo autoritário do Estado Novo no Brasil, o presidente Vargas assinou decreto que levou o Brasil a entrar nesse conflito. A participação do nosso país foi por meio dos soldados da FEB (Força Expedicionária Brasileira). Com base nas informações apresentadas, responda: a) O que contribuiu para o término do Estado Novo no Brasil? b) É correto afirmar que, mesmo após o fim do Estado Novo, o getulismo permaneceu no Brasil? Justifique sua resposta. 9.° ANO | HIStÓRIA ENSINO FUNDAmENtAl48
  49. 49. 1 UNIDADE Uma língua, muitos textos POR CAPÍTULO 1 – A COmUNICAÇÃO PElA PAlAVRA Conteúdos: • Gêneros textuais: propaganda, anúncio publicitário, crônica, conto, tirinha, relato de vivência, cartaz, encenação, quadrinhos, ditos populares • Variedades linguísticas leia o texto a seguir, para responder às questões de 1 a 3. Índio quer voltar a ser índio Direitos sobre terras, assistência de ONGs e miséria fora das aldeias estimulam retorno às origens Diogo Schelp Depois da gripe, tribos indígenas costumam assimilar da cultura urbana as roupas, oapego ao dinheiro e hábitos alimentares não exatamente saudáveis. Com o tempo, submergemoutros elementos característicos, como crenças, idioma e até formas de organização social.Em boa parte dos casos, resta, passados alguns anos, uma comunidade pobre, mal assistida,marginalizada, sem identidade e por vezes dispersa. muitos desses grupos estão descobrindoagora que é mais negócio retomar o comportamento de índios. Desde o fim dos anos 80, além deuma Constituição que deu a comunidades indígenas até participação na exploração de recursosnaturais, surgiram centenas de ONGs para dar assistência material às tribos, a Funai passoua ter uma ação mais evidente na defesa dos grupos culturalmente preservados e o governoavançou muito na demarcação de terras. mas esses benefícios só existem para índios que sejamreconhecidos como índios. Para certas etnias, como a dos pataxós do sul da Bahia, o caso é de mera encenação parafins de sobrevivência. De dia, eles se vestem de índio para vender artesanatos e tirar fotos comturistas por alguns trocados. À noite, vão para casa acompanhar a novela, para o bar tomarcerveja ou para o culto evangélico. Vestidos. mas existem grupos que estão mesmo fazendocursos para recuperar tradições e hábitos silvícolas. Os potiguaras, por exemplo, deixaram defalar o tupi há mais de 300 anos. Agora, 1 500 crianças estão estudando a língua dos antepassadose uma porção de adultos também. O professor Eduardo Navarro, da Universidade de São Paulo, CADERNO DE EXERCÍCIOS Saber e Fazer 49
  50. 50. autor de um método de tupi clássico, formou catorze professores para lecionar a língua nas trinta escolas das aldeias. "O tupi era o que faltava para reafirmarmos nossa identidade", diz Josafá Padilha Freire, de 30 anos, chefe do posto da Funai da reserva potiguara. Só no Nordeste, o número de grupos que se declaram indígenas passou de dezesseis para 47 nos últimos 25 anos. Os tuxás, também da Bahia, tornaram-se os principais professores de toré, uma dança sagrada. Grupos como os tumbalalás procuram os tuxás para tomar aulas de toré. "A sociedade e o Estado exigem dos índios uma espécie de índice mínimo de indianidade", explica o antropólogo José Maurício Arruti. Há quem veja alguns exageros nessa volta às origens. "Existem os adeptos de um fundamentalismo que busca o retorno à forma mais pura do índio brasileiro", diz José Augusto Sampaio, professor de antropologia da Universidade do Estado da Bahia. Os uaimiris-atroaris, de Roraima e do Amazonas, abdicaram de espingardas, de ouvir forró e de qualquer produto industrializado na alimentação ao se reunir novamente, em terras demarcadas, depois de um acordo de compensação com a Eletronorte, pela construção de uma usina hidrelétrica na região. Disponível em: <http://veja.abril.com.br/acervodigital/home.aspx>. Acesso em: 9 jul. 2012. 1) Segundo o autor da reportagem, o convívio com a cultura urbana provoca consequências na vida do índio. Quais? ( ) Apego a bens materiais. ( ) Manutenção de hábitos alimentares. ( ) Contágio de doenças endêmicas. ( ) Mudança de comportamentos sociais. ( ) Respeito às crenças religiosas das tribos. ( ) Uso de vestimentas típicas e tradicionais. 2) Como os potiguaras e os tuxás tentam recuperar suas tradições? 9.° ano | LÍNGUA PORTUGUESA Ensino Fundamental50
  51. 51. 3) No texto lido, Josafá Padilha Freire diz: "O tupi era o que faltava para reafirmarmos nossa identidade". Qual é o sentido de aprender a língua tupi, depois de 300 anos de esquecimento? 4) Com base nas informações contidas no quadro comparativo entre o português falado no Brasil e o de Portugal (página 20 do livro), reescreva o texto seguinte na versão brasileira. O jovem entrou no autocarro, mascando uma pastilha elástica. A seu lado, um invisual seassenta e ouve o que é dito pelo garoto ao telemóvel: – Mãe, já disse que o explicador está doente e hoje não haverá atividades extras. 5) Releia os comentários e exercícios resolvidos em seu livro, na seção “Partindo dos textos”, página 13. Lá existem reflexões sobre os falares de diferentes regiões. Leia uma historieta, de autor anônimo, em que se registra, na escrita, o “mineirês”: a mistura da língua portuguesa com a fala do mineiro. “Sapassado, era sessetembro. Taveu na cozinha cuzinhando um quidicarne cumastumatepra fazer uma macarronada cum galinhassada. Quascaí de susto quanduvi um barui vindedenduforno parecenum tidiguerra. A receita mandopô midipipoca denda galinha prassá. O forno isquentô, o miistorô e a galinhispludiu! Nossinhora! Fiquei branco quineim um lidileite. Quascaí dendapia! Ópcevê quilocura! Grazadeus ninguém semaxucô!” Domínio Popular. CADERNO DE EXERCÍCIOS Saber e Fazer 51
  52. 52. O primeiro e o segundo parágrafos poderiam ser assim “traduzidos”: Sábado passado, era sete de setembro. Estava eu na cozinha, cozinhando um quilo de carne, com massa de tomate, para fazer uma macarronada com galinha assada. Quase caí de susto quando ouvi um barulho vindo de dentro do forno parecendo um tiro de guerra. A receita mandou pôr milho de pipoca dentro da galinha, para assá-la. Agora, você deve continuar a história. 9.° ano | LÍNGUA PORTUGUESA Ensino Fundamental52
  53. 53. 1 UNIDADE Uma língua, muitos textos POR CAPÍTULO 2 – O DIÁlOGO DOS tEXtOS Conteúdos: • Gêneros textuais: poema, anúncio publicitário, quadrinhos, ditos populares • Intertextualidade 6) Preencha a lacuna corretamente. Caso necessário, reveja em seu livro-texto a seção “Pensando bem”, páginas 31 e 32. O locutor do texto “Bom Conselho”, de Chico Buarque de Hollanda, retoma vários textos conhecidos, alterando-lhes as ideias originais. Esse tipo de intertextualidade é denominado 7) Identifique o ditado popular parafraseado por millôr Fernandes, nas frases abaixo.a) “A substância inodora e incolor que já se foi não é mais capaz de comunicar movimento ou ação ao engenho especial para triturar cereais.” Disponível em: <http://www.jornalonline.com.br/2007/jun/drops/drops.php>. Acesso em: 10 nov. 2012b) “Aquele que anuncia por palavras tudo que satisfaz o seu ego tende a perceber pelos órgãos de audição coisas que não se destinam a aumentar-lhe o sentimento de euforia.” Disponível em: <http://www.jornalonline.com.br/2007/jun/drops/drops.php>. Acesso em: 10 nov. 2012 CADERNO DE EXERCÍCIOS Saber e Fazer 53
  54. 54. 2 Novas tecnologias, novas UNIDADE interações POR CAPÍTULO 3 – mEU mUNDO, mINHAS PAlAVRAS Conteúdos: • Gêneros textuais: infográfico, conto, poema • Coesão textual • Conjunções e locuções conjuntivas, coordenativas e subordinativas • Relações de sentido sinalizadas pelas conjunções Analise o infográfico seguinte, para de responder às questões 8 e 9. REVIStA IStOÉ, n. 2222, 13 jun. 2012. p. 84-85. Disponível em: < http://www.istoe.com.br/reportagens/212264_PARA+COmPRAR+O+CARRO+ZERO>. Acesso em: 24 ago. 2012. 9.° ANO | lÍNGUA PORtUGUESA ENSINO FUNDAmENtAl54
  55. 55. 8) O infográfico anterior fez parte de matéria intitulada “Para comprar o carro zero”, na revista Istoé, seção “Seu bolso”, publicada em 2012.Enumere os fatores apresentados no texto lido que interferem no valor do carro zero-quilômetro. 9) Explique o emprego dos códigos não verbais no infográfico, conforme modelo a seguir: a) As duas figuras humanas, uma atrás da outra, representam os consumidores interessados na oportunidade de comprar um carro. Veja que a primeira das figuras usa terno e gravata, o que pode sugerir qual é o tipo de público que pode se interessar pela obtenção de carro novo. b) c) d) CADERNO DE EXERCÍCIOS Saber e Fazer 55
  56. 56. 10) Reúna os enunciados a seguir, formando um único período. Utilize, para isso, uma das conjunções sugeridas no quadro. SE, OU, CONFORME, QUANDO, PORÉM, PORTANTO a) Bancos e montadoras de veículos oferecem financiamento. As diferenças de valores de financiamento de bancos e das montadoras são pequenas. b) O consumidor dispõe de dinheiro para compra à vista. O consumidor fará negócio mais vantajoso. c) Empresas localizadas em bairro nobre dão menos desconto do que as localizadas em região mais simples. Os descontos variam de acordo com a localização da concessionária. d) O governo anunciou diminuição de impostos para compra e venda de carros novos. Os brasileiros foram às compras. 11) Identifique o sentido que as conjunções ou locuções conjuntivas imprimem às frases a seguir, marcando um dos números dos parênteses. (1) contraste (2) causa (3) condição (4) conformidade (5) temporalidade (6) alternância ( ) Os adolescentes se sentem mais corajosos, quando se julgam protegidos pela distância. ( ) Elas não fariam tal afirmativa, caso estivessem frente a frente com o amigo. ( ) Ainda que tivesse receio da crítica, a garota foi sincera em suas declarações. ( ) Exercemos nosso livre-arbítrio ou somos guiados por terceiros. ( ) Agimos em público como nossos familiares nos orientaram em casa. 9.° ano | LÍNGUA PORTUGUESA Ensino Fundamental56
  57. 57. 12) Identifique, na relação a seguir, o período em que a conjunção como tem sentido de causa. a) O sol brilha no inverno como se ele fosse uma proteção contra o frio da estação. b) Como o e-mail foi cancelado, a turma não recebeu notícias dos visitantes. c) Ela se comportou na festa como nós havíamos combinado na escola. d) Como esperávamos, a festa de boas-vindas ao aluno novato foi calorosa. 13) Preencha corretamente a lacuna a seguir. No provérbio “O sol nasceu para todos e a sombra para quem merece”, a conjunção eestabelece entre as orações uma ideia de ____________________________________________ . 14) Circule as conjunções (ou locuções conjuntivas) nos enunciados a seguir. Depois, informe a ideia que elas sinalizam na conexão das orações.a) Depois de quase dois anos se correspondendo, Isaías conheceria Érica.b) A emoção do jovem era maior do que o medo dele de se declarar à garota.c) Isaías não tinha quinze anos quando começou a falar com ela, por meio de cartas.d) O adolescente mudou o nome dele e aumentou a idade para quinze anos.e) Minhas mãos suavam tanto que o papel ficou manchado.f) Por mais que tentasse, o jovem não dominava o nervosismo e a ansiedade.g) Quanto mais eles se falavam, mais os dois jovens se queriam bem. CADERNO DE EXERCÍCIOS Saber e Fazer 57
  58. 58. 2 Novas tecnologias, novas UNIDADE interações POR CAPÍTULO 4 – PARA BOm ENtENDEDOR, mEIA PAlAVRA BAStA? Conteúdos: • Gêneros textuais: e-mail, infográfico, conto, poema, diário, crônica, artigo de opinião, verbete de dicionário, glossário, placas • Frase oracional e frase não oracional • Período simples e período composto • Período composto – visão geral 15) Assinale a alternativa que apresenta frase oracional. a) Perigo! Ameaça de invasão de vírus no computador! b) Oportunidade: promoção vantajosa em site coletivo. c) Em caso de necessidade, acesse suporte on-line. d) Ufa, Internet em funcionamento novamente! 16) leia o enunciado a seguir. Além de outras qualidades, o internetês é uma bela expressão da criatividade das pessoas: os internautas estão dando uma resposta à necessidade de comunicação rápida e informal. O mundo está, portanto, diante de uma solução prática para o diálogo sem as convenções do código linguístico formal. a) Indique o número de períodos simples e o número de períodos compostos presentes no enunciado anterior. b) transcreva a seguir o(s) período(s) simples. 9.° ANO | lÍNGUA PORtUGUESA ENSINO FUNDAmENtAl58
  59. 59. c) Copie do enunciado o(s) período(s) composto(s). As atividades 17 e 18 referem-se ao enunciado a seguir. Embora abreviaturas e símbolos variem, a linguagem do internetês é consolidada pela prática. Afinal, se cada usuário inventasse códigos pessoais, a comunicação não se concretizaria, pois o diálogo efetivo entre os interlocutores pressupõe o entendimento do código linguístico que é compartilhado entre eles. 17) Transcreva, nos espaços, as duas orações que compõem o primeiro período do trecho.1.a oração: ______________________________________________________________________2.a oração: ______________________________________________________________________ 18) O segundo período do trecho é composto por quatro orações. Escreva-as nos espaços a seguir.1.a oração: ______________________________________________________________________2.a oração: ______________________________________________________________________3.a oração: ______________________________________________________________________4.a oração: ______________________________________________________________________ 19) “Algumas pessoas ainda ficam assustadas com o internetês e pensam que o fim do mundo chegou e que a juventude está perdida.”a) Quantas orações há nesse período?b) Use uma barra para separar as orações. CADERNO DE EXERCÍCIOS Saber e Fazer 59
  60. 60. c) Que oração(ões) exerce(m) alguma função faltante na outra? Justifique sua resposta. d) O período em análise deve ser classificado como composto por coordenação e subordinação. Por quê? 20) Sublinhe os verbos dos períodos a seguir, e, depois, numere a segunda coluna de acordo com a primeira. 1.a coluna (1) Período simples (2) Período composto por coordenação (3) Período composto por subordinação (4) Período composto por coordenação e subordinação 2.a coluna a) ( ) Todos têm curiosidade em desvendar mistérios. b) ( ) O Museu de Língua Portuguesa está de portas abertas. c) ( ) A fala é mais rápida e as pessoas facilitam a escrita, quando passam e-mails. d) ( ) Use vocabulário simples no correio eletrônico, redija frases curtas e anuncie com clareza o tema principal do texto. e) ( ) Leve em consideração nos e-mails o grau de formalidade do texto e o conteúdo da mensagem. f) ( ) Todos ficarão sabendo de antemão que sua resposta vai demorar um pouco. g) ( ) Pode ser melhor escrever de duas maneiras do que escrever de uma só, mas muitos adultos rejeitam a linguagem de rede e acusam os jovens de destruírem o português. h) ( ) Quando o garoto descobre onde mora aquela garota interessante, ele busca na rede outras informações que lhe podem ser úteis no futuro. i) ( ) É melhor prevenir do que remediar. 9.° ano | LÍNGUA PORTUGUESA Ensino Fundamental60
  61. 61. "Pode ser melhor escrever de duas maneiras do que escrever de uma só, mas muitosadultos rejeitam a linguagem de rede e acusam os jovens de destruírem o português." 21) Classifique cada oração do período em principal, subordinada e coordenada. 22) No dia da última prova de Português, você não pôde comparecer à escola por motivo de doença. Para saber se você tem direito à segunda chamada e como deve proceder, redija um e-mail ao seu professor, para pedir informações e orientações. Consulte o quadro “Avaliando a produção textual”, na página 75 de seu livro, sobre os cuidados que devem ser observados na produção de um bom texto. CADERNO DE EXERCÍCIOS Saber e Fazer 61
  62. 62. UNIDADE 3 Pela palavra se aprende POR CAPÍTULO 5 – EXPlICAR SEm COmPlICAR Conteúdos: • Gêneros textuais: charge, tirinha, resenha, quadrinhos, anúncio publicitário, definição, aconselhamento, tabela, currículo, instruções • Relações lógico-discursivas sinalizadas pelas conjunções coordenativas • Período composto por coordenação Analise a charge de autoria do cartunista Biratan, exposta no 3.° Salão Internacional Pátio Brasil de Humor, em 20 de agosto de 2010, para responder às atividades 23 e 24. Disponível em: <http://www.biratancartoon.blogspot.com>. Acesso em: 18 jul. 2012. 23) A cena retrata quem e o quê? 9.° ANO | lÍNGUA PORtUGUESA ENSINO FUNDAmENtAl62
  63. 63. 24) O que a imagem do homem sugere? leia o texto a seguir, para responder às atividades 25 e 26. Divulgação A pilha Origem: ruas da cidade, sarjetas e barcos. Comportamento: o líquido que ela descarrega é muito venenoso. tempo de vida: milhares de anos.O galão de plásticoOrigem: ruas da cidade, sarjetas e praias.Comportamento: se ingerido pelos animais,causa sérios envenenamentostempo de vida: 400 a 600 anos O papelão Origem: praias e ruas da cidade. Comportamento: tem um efeito A camisinha abrasivo nos organismos que Origem: vaso sanitário e ruas da cidade. crescem no fundo do mar. Comportamento: pode ser ingerido por outros tempo de vida: 25 a 50 anos. animais e causar problemas de digestão. tempo de vida: 30 anos.A garrafa de plástico (PET)Origem: praias, ruas da cidade, barcos. A latinha de alumínioComportamento: causa sérios danos para O saco de papel Origem: ruas das cidades e praias.flora e fauna marinha. Origem: praias e barcos. Comportamento: causa cortes e lesões na faunatempo de vida: 300 a 500 anos. Comportamento: tem sérios efeitos na marinha e nadadores. digestão de certas criaturas marinha. tempo de vida: 200 a 500 anos. tempo de vida: 4 semanas. Disponível em: <http://queroverdenovo.com.br>. Acesso em: 6 dez. 2012. CADERNO DE EXERCÍCIOS Saber e Fazer 63
  64. 64. 25) Quando o título do texto é analisado com as imagens, o leitor conclui que a) a causa da poluição das águas marítimas é inevitável, infelizmente. b) a grande ameaça para o oceano são as pessoas que jogam nele resíduos. c) o perigo maior da depredação é provocado pelos seres que o habitam. d) o problema da agressão à natureza vem de épocas remotas, antigas. 26) É correto afirmar que o folheto a) convoca as autoridades para que punam os responsáveis pela extinção de peixes. b) funciona como um manual de conduta para a preservação dos oceanos. c) usa imagens que apontam para os cuidados de que navegadores precisam. d) visa a alertar o homem para os perigos que podem vir dos rios e mares. 27) Veja a seguir fragmentos do que diz Rosana Almeida, em 7 de fevereiro de 2009, acerca da obra O menino do dedo verde, de Maurice Druon. Noutro dia o professor Ryad Simon, um querido mestre, me comparou com O menino do dedo verde e eu, que vergonha, não conhecia Tistu. Fui então atrás do clássico de Maurice Druon, seu único livro destinado às crianças que data de 1957 e que a José Olympio relançou em 2008 marcando um acontecimento mais que literário, mais poético do ano. Na orelha, há palavras de Nogueira Moutinho, da Folha de S. Paulo onde em 1973 escreveu – “Cremos estar presenciando o retorno do Pequeno Príncipe: como nas fábulas antigas, se disfarça como Tistu, para só revelar sua verdadeira identidade aos que, como ele, possuem o polegar verde”. Eu gostaria de replicar essas palavras com outras do autor em seu papel de narrador, na página 47: As pessoas grandes têm a mania de querer, a qualquer preço explicar o inexplicável. Ficam irritadas com tudo que as surpreende. E logo que acontece no mundo algo novo, obstinam-se em querer provar que essa coisa nova se parece com outra que já conheciam há muito tempo. Tistu é um menino criativo e sua história nos conta os acontecimentos que sucederam desde o seu nascimento à descoberta de seu potencial criativo. O menino descobre este potencial após um momento depressivo real. Não conseguia se motivar pelo estilo convencional de educação e dormia nas aulas. Este comportamento diferente causou uma comoção nas ideias pré-fabricadas dos pais. Como os adultos nem sempre sabem que as ideias pré-fabricadas são mal fabricadas, é necessário um texto disfarçado em livro destinado a crianças para ensinar isso a eles. Bem, voltando à depressão que se instalou no mundo (interno) de Tistu, representado pelos seus pais, Druon fala em preocupação e na sua sabedoria em descrever sentimentos numa linguagem familiar aos pequenos e ao nosso lado infantil diz: 9.° ano | LÍNGUA PORTUGUESA Ensino Fundamental64
  65. 65. A preocupação é uma ideia triste que nos comprime a cabeça ao despertar e permanece ali o dia todo. [...] Tistu experimenta um incômodo sentimento de impotência diante do sofrimento alheiofosse ele por exílio ou solidão, doença ou morte. Nas lições que a história nos propõe Tistudescobre e nos ajuda a pensar que algumas vezes até podemos interferir, mas em relação àmorte somos definitivamente impotentes. São muitos os ensinamentos que a história de Tistu nos proporciona e é natural que cadaleitor dirija uma maior atenção a alguns e menor a outros. Um trecho que prendeu muito o meuinteresse diz assim: Uma ideia que se instala em uma cabeça em breve se torna uma resolução. E uma resolução só nos deixa em paz quando a pomos em prática. Tistu queria pôr em prática seu plano de alegrar e embelezar a cadeia de Mirapólvora.Sentia-se só no conhecimento de seu talento e no desejo de pô-lo em prática interferindo numsistema há muito estabelecido. Decide então sair só, no meio da noite. [...] … Lá fora a lua estava cheia. Tinha as bochechas repletas de vento. A lua gosta das pessoas que passeiam de noite. Logo que viu Tistu […] aproveitou uma nuvem que passava perto para uma polidela em seu rosto de prata. “Se eu não tomar conta deste garoto” pensou ela, “vai acabar caindo num buraco”. [...] No final da história, o autor reserva uma surpresa ao leitor que eu não vou revelar ao dizerque, ao final, Tistu desaparece. [...] Tistu desaparece para reaparecer dentro de nosso mundointerior, fertilizando este mundo. Iniciei este misto de resenha, crônica e ensaio com as palavras de um mestre a um aprendiz.Gostaria de encerrá-lo com as de outro: Em seguida (Bigode), tomou bruscamente nas suas mãos calejadas a mãozinha de Tistu. ― Deixe ver o polegar! Examinou atentamente o dedo do menino, em cima e embaixo, na sombra e na luz. ― Meu filho – disse enfim, após madura reflexão – ocorre com você uma coisa extraordinária, surpreendente! Você tem o polegar verde… ― Verde! – exclamou Tistu muito espantado. ― Acho que é cor de rosa, e até que está bem sujo! Verde coisa alguma! [...] ― É claro, é claro que você não pode ver – replicou Bigode. ― O polegar verde é invisível. A coisa se passa por dentro da pele: é o que se chama um talento oculto. Só um especialista é que descobre. Ora eu sou um especialista. Garanto que você tem polegar verde. E a história continua… DRUON, Maurice. O menino do dedo verde. 82. ed. Tradução de Marcos Barbosa. Rio de Janeiro: José Olympio, 2008. Disponível em: <http://www.gazetainsonia.com/visualizar.php?idt=1426582>. Acesso em: 18 jul. 2012. (Fragmento). CADERNO DE EXERCÍCIOS Saber e Fazer 65
  66. 66. 28) O texto lido é uma resenha e organiza-se em partes bem distintas. Complete o quadro, informando a delimitação e/ou a função de cada uma delas. PARTE DELIMITAÇÃO FUNÇÃO Começa em: “Noutro dia o professor...” 1.a Termina em: “...mas poético do ano.” Começa em: Caracterização de O menino do dedo 2.a Termina em: verde, por Nogueira Moutinho. Começa em: Citação de trechos da obra e retrato da 3.a Termina em: personagem principal. Começa em: Ensinamentos de O menino do dedo verde 4.a Termina em: ao leitor. Começa em: “No final da história...” 5.a Termina em: “...fertilizando este mundo.” Começa em: “Iniciei este misto de resenha...” 6.a Termina em: “ Gostaria de encerrá-lo com as de outro” Começa em: Revelações do jardineiro Bigode a Tistu, o 7.a Termina em: menino do polegar verde. Convite implícito ao leitor para que ele 8.a “E a história continua.” inicie a leitura da obra. 9.° ano | LÍNGUA PORTUGUESA Ensino Fundamental66
  67. 67. 29) Reescreva os seguintes enunciados, substituindo o sinal de pontuação por um conector que explicite a relação de sentido entre as orações coordenadas. Identifique essa relação.a) O texto de Rosana Almeida é uma resenha; são feitas avaliações acerca de um produto cultural.b) Evita-se na resenha o detalhamento; prefere-se o uso de frases mais diretas.c) Bigode diz que Tistu semeia o verde; o menino não entende a revelação. 30) Substitua a conjunção e por outra que indique adequadamente o sentido que se estabelece entre as orações que seguem. Identifique a relação de sentido expressa.a) Leia os avisos indicativos e você chegará ao endereço sem problemas.b) Compramos os presentes na promoção de ontem e pagamos mais barato por eles.c) Diga com quem você anda e eu direi quem você é.d) Todos reclamavam do barulho e ela não dava atenção aos pedidos de silêncio.e) Me dá sua foto e eu te dou a minha. CADERNO DE EXERCÍCIOS Saber e Fazer 67
  68. 68. UNIDADE 3 Pela palavra se aprende POR CAPÍTULO 6 – tEXtOS QUE ABREm PORtAS Conteúdo: • Período composto – visão geral 31) transforme os termos destacados em orações, cuidando para que a oração criada tenha a mesma função sintática do termo que ela substituirá. Reescreva os períodos a seguir. a) O professor deseja sua resposta ao questionário. b) Devemos estar seguros de nossa capacidade. c) Aspiramos à nossa contratação. d) Ele precisa de apoio do amigo verdadeiro. 32) Sublinhe as orações subordinadas dos enunciados a seguir. Em seguida, escreva, nos parênteses, a palavra da oração principal que foi completada pela subordinada. Veja o modelo: Seus colegas de sala pediram que ele apresentasse as conclusões do grupo. (Pediram) a) O funcionário colaborou para que a empresa progredisse. 9.° ANO | lÍNGUA PORtUGUESA ENSINO FUNDAmENtAl68
  69. 69. b) O chefe da seção duvidou de que o gráfico estivesse pronto a tempo para a reunião.c) Evite que e-mails pessoais sejam enviados de seu local de trabalho.d) Nossa crença é que os novos funcionários são ótimos.e) Que a assinatura no documento era dele todos afirmaram com segurança. 33) Reescreva os períodos a seguir, transformando os termos destacados em uma oração adjetiva.a) O estagiário completou o mapa conforme orientações dos colegas mais experientes.b) As pessoas observadoras aprendem mais rápido as tarefas.c) As decisões justas são sempre aplaudidas. 34) Sublinhe as orações adverbiais nos enunciados a seguir e indique, nos parênteses, a circunstância que elas agregam à oração principal.a) Depois que a reunião terminou, todos se cumprimentaram aliviados. CADERNO DE EXERCÍCIOS Saber e Fazer 69
  70. 70. b) Treine muito para ter confiança dos diretores da empresa. c) Era tão decidido que conversava sem medo dos concorrentes. d) Como o expediente já estava no fim, o funcionário apagou as luzes da sala. e) O orientador dos alunos novatos concordou com a decisão apesar de ela ser ousada. 35) Numere adequadamente os parênteses, informando se a oração em destaque é substantiva (1), adjetiva (2) ou adverbial (3). ( ) Se você não perguntar, dirão que você é desinteressado. ( ) Tenha cuidado para não se precipitar! ( ) Demonstre aos colegas que você é uma pessoa gentil e bem-educada. ( ) Não fale mal de empresas em que você trabalhou antes. ( ) Fique sempre atento a quem lhe dirige a palavra. ( ) Planeje respostas que sejam claras e objetivas. 9.° ano | LÍNGUA PORTUGUESA Ensino Fundamental70
  71. 71. 4 UNIDADE Ideias que se propagam POR CAPÍTULO 7 – INtENÇÕES ANUNCIADAS Conteúdos: • Gêneros textuais: propaganda, cartaz, manual, tirinha • Orações subordinadas substantivas 36) leia atentamente os textos apresentados a seguir e resolva às questões propostas.texto 1: texto 2: Reprodução Reprodução Disponível em: <http://www.ongeducacaoparaotransito.blogspot.com>. Acesso em: 23 jul. 2012.a) O que os textos 1 e 2 estimulam?b) Quais são os recursos visuais utilizados no texto 1? O que se pretende sugerir?c) A Frente Parlamentar em Defesa do trânsito Seguro é quem assina o texto 2. Que grupo é esse? CADERNO DE EXERCÍCIOS Saber e Fazer 71

×