SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 60
Sou o seu Intestino Grosso, uma víscera
 acostumada a trabalhar duro, a lidar com
        material putrefato e tóxico...
Conheça-me melhor e saiba porque depende
 de mim e do meu trabalho para manter-se
            saudável e jovem!
Devo meu nome ao fato de ter um
diâmetro maior e paredes mais grossas do que
          as do Intestino Delgado.
Diferente dele, sou um órgão muito simples!
   Não possuo vilosidades nem funções secretas,
 não segrego sucos digestivos, e todo material que
      me atravessa é movido e sacudido pelas
       contrações rítmicas de meus músculos
longitudinais e circulares (movimentos peristálticos).
Esses movimentos são semelhantes aos de
um verme, e se produzem 7 vezes por minuto.
Sou um tubo de aproximadamente 1,5 m de
 comprimento, tenho a forma de U invertido e começo no
lado inferior direito do seu abdômen, na válvula íleoceca
       após subir, dobrar para esquerda, cruzar seu
  corpo e dobrar novamente, desço pelo lado esquerdo do
    abdômen e viro para a direita, no meio da cavidade
             pélvica, terminando no canal anal.
O meu Chi é de Metal e
  estou ligado aos Pulmões pela relação de
complementaridade Yin/Yang e pela cor branca.
Na medida em que subo e desço,
             dobro pra cá e pra lá,
minhas partes vão recebendo diferentes nomes...
Você sabia que meu Apêndice sempre foi
 considerado inútil e apenas fonte de problemas?
Só recentemente os cientistas descobriram que ele
   protege minha flora e os microrganismos que
  ajudam à digestão, recolonizando o cólon após
     diarréias ou tratamentos com antibióticos!
Os restos de sua refeição levam cerca de nove
horas para chegar até mim, onde permanecem
  aproximadamente por dois ou três dias...
Minha função é absorver toda água, sais,
eletrólitos, nutrientes e vitaminas possíveis,
dos restos de alimento e outros produtos não
       digeridos pelo Intestino Delgado.
Os resíduos que eu não conseguir absorver - fibras,
     mucos, bactérias e células mortas do trato
digestivo - serão armazenados no Cólon Sigmóide,
  e depois impulsionados para o interior do Reto,
   para serem excretados pelo ânus como fezes.
Ao atingir o reto, a “massa fecal” deve ter
   consistência pastosa e macia, para que seja
               excretada facilmente.
Às vezes eu absorvo água em excesso e a matéria
       residual fica muito seca, provocando
            “prisão de ventre” em você!
As causas da constipação podem ser muito
 simples, como por exemplo, você não dar atenção
à hora de excretar. Aí as fezes voltam e endurecem.
     Ou devido à desidratação, após quadros
              infecciosos e o parto.
Outra possível causa da constipação é o
funcionamento inadequado dos meus músculos,
   devido à perda de sua elasticidade e força,
    ou por se tornarem cronicamente tensos.
  Os laxantes costumam provocar esse efeito,
    pois me forçam a me retorcer e repuxar,
          como uma cobra agonizante...
Para os chineses a principal causa da constipação
       é o Fogo no Estômago, no Intestino
                Delgado e em mim.
O excesso de calor produz demasiada evaporação
     dos líquidos, ressecando a massa fecal...
Uma outra causa é a estagnação do Fígado,
         que também gera calor...
Além de constipação, o excesso de calor em mim
 deixa o seu abdômen inchado e dolorido, a urina
concentrada, provoca sede, febre ou o seu oposto,
         uma diarréia explosiva e quente.
     Essa síndrome está associada à disenteria
    bacteriana aguda ou qualquer infecção séria.
Se ao calor adicionar-se umidade, isso tornará sua
     recuperação mais lenta, pois a umidade cria
  outros sintomas como fadiga, sensação de não
ter terminado de defecar, sangue ou pus nas fezes,
                 febre intermitente.
Muitas vezes o calor excessivo combina-se com
  a estagnação do chi e do sangue que circulam
                    em mim.
Isso causa constipação ou diarréia, dor abdominal
    aguda e constante, inchaço, vômito e febre.
Esta é uma condição séria e a intervenção médica
   adequada é essencial, pois pode tratar-se de
            apendicite ou diverticulite.
Mas não podemos esquecer o fator emocional
           agindo na prisão de ventre ...
Se você é uma pessoa “presa”, que têm dificuldade
     em se relacionar, que se isola e evita se
 envolver por medo, talvez desconheça que esses
      comportamentos se refletem em mim,
            me aprisionando também!
E se você vive“preso” ao passado, à mágoas e
           ressentimentos, cuidado !
    Estados emocionais ligados à “retenção”,
          me desequilibram seriamente!
Aliados a uma dieta rica em gorduras, ao estresse
    e um estilo de vida sedentário, eles podem
            causar câncer de cólon...
Quando eu fico constipado,
aumento de volume e interrompo
 o movimento livre do diafragma!
   A pressão dos gases que se
 formam dentro de mim, provoca
   uma contração progressiva da
caixa torácica e atrai a toxidez em
    toda extensão do diafragma.
    Isso acaba pressionando o
  coração e gerando ansiedade,
  dores cardíacas e dificuldades
     respiratórias, favorecendo
      manifestações asmáticas.
Quando o produto final da digestão chega em meu
 interior, é totalmente líquido e só na medida em
  que lhe absorvo a água, vai se tornando sólido.
    A diarréia é a eliminação freqüente de fezes
                líquidas e abundantes.
Uma das causas da diarréia pode estar na
porção inferior do Intestino Delgado – o Íleo – ou
   no meu cólon, que não absorve a água do
       conteúdo em quantidade suficiente.
A diarréia geralmente está ligada à preocupação
 e ansiedade, que provocam a super-excitação
  dos meus nervos, resultando em movimento
    hiper-peristáltico e descarga prematura.
Segundo a TMC, a causa mais comum da
 diarréia é quando sou invadido pelo excesso de
              frio no Baço e nos Rins.
       Então você pode ter sintomas como
fezes líquida não-fétidas, dor abdominal aliviada
  por pressão e aquecimento, sons abdominais
   borbulhantes, que pioram após a ingestão de
                  alimentos gelados.
Ultimamente muita gente vem se queixando da
  “Síndrome do Intestino Irritável”, que atinge uma
               pessoa em cada cinco!
    Embora não me cause lesões, seus sintomas
     provocam desconfortos: cólicas, gases que
   distensionam o abdômen, crises alternadas de
prisão de ventre e diarréia, sensação de que não fui
    esvaziado completamente com a evacuação...
Essa síndrome pode ter muitas origens, desde
intolerância alimentar e dietas com poucas fibras,
    ao uso de laxantes, de vitamina C, estresse
   emocional, que provocam alterações em meu
chi e descontrolam meus movimentos peristálticos!
    Consulte seu médico, se apresentar alguns
       dos sintomas descritos anteriormente!
Os antigos taoístas e médicos interioranos
sabiam da importância de me manterem sadio.
      Os taoístas jejuavam durante anos
    para terem a certeza de que eu estava
             completamente limpo.
Infelizmente os médicos modernos subestimam
minha função crucial. Por isso o câncer de cólon,
     é o que causa o maior número de óbitos,
           depois do câncer de pulmão!
Mas na ciência moderna, encontrei finalmente
       quem entendesse minha importância!
 Houve um pesquisador, H.V. Irons, que passou
      sua vida inteira tentando demonstrá-la.
 “...Pode-se dizer que toda doença crônica, tem
sua origem, direta ou indiretamente, na influência
      dos venenos bacterianos absorvidos do
                 Intestino Grosso”.
“Pode-se muito bem considerar o cólon como
     uma verdadeira caixa de Pandorra,
de onde sai mais miséria e sofrimento humano,
mental, moral e físico, do que de qualquer outra
               fonte conhecida”.
...”O cólon é um sistema de esgoto, mas que por
     negligência torna-se uma fossa sanitária.
         Quando ele está limpo e normal,
          nós estamos bem e contentes...
Estagnado, ele destila os venenos da deterioração,
     da fermentação e putrefação no sangue,
  contaminando o cérebro e o sistema nervoso,
de maneira que ficamos deprimidos e irritadiços”...
...”Ele envenena o coração, deixando-nos fracos e
   indiferentes; os pulmões, tornando a respiração
      fétida; o aparelho digestivo, deixando-nos
 angustiados e inchados; envenena o sangue, de
modo que a pele se torna descorada e enferma”...
...”Em suma, cada órgão do corpo fica envenenado,
           nós envelhecemos precocemente,
     parecemos e nos sentimos velhos, as juntas
    enrijecem e doem, a neurite, olhos embaçados
        e um cérebro indolente nos acometem;
            o prazer de viver desaparece”...
Exagero?
        Tire suas próprias conclusões!
Mas não esqueça, meu cólon é cheio de sulcos,
              fissuras e dobras...
Geralmente minhas paredes ficam recobertas de
      material refugado que se acumulou
  durante anos, talvez desde a sua infância!
Isso sem falar nas numerosas bactérias que se
               desenvolvem em mim!
 Não estou me referindo às que vivem em perfeita
simbiose comigo, que me auxiliam na digestão dos
alimentos e em troca recebem nutrição e um lugar
        seguro para viver - meu Apêndice!
Essas bactérias são necessárias para
           o meu funcionamento saudável!
Elas dissolvem restos alimentícios não assimiláveis
   e sintetizam algumas substâncias importantes,
    como por exemplo, a vitamina K, encontrada
   nas folhagens e responsável pela coagulação
               normal do seu sangue!
Quando estou entupido, ofereço um solo fértil para
    o desenvolvimento de bactérias perigosas,
 parasitas e vermes que causam dor, inflamação
    e muitas bolsas de gases, tornando-me...
          mal educado e inconveniente!
Por tudo isso, deve perceber a importância de
               manter-me limpo!
       Como seria bom que a sabedoria
e a preocupação dos antigos taoístas comigo,
             fossem recuperadas !
Mas me darei por satisfeito, se você aprender
    a ter os cuidados apropriados comigo!
Que tal começar com a minha limpeza?
  O único modo de limpar-me adequadamente é
aplicar-me uma boa ducha, isto é, fazer passar por
     mim uns 100 litros de água corrente filtrada
(de uma torneira com um purificador, por exemplo).
A pressão constante da água desfaz aos poucos
as placas e acúmulos de velhas fezes ressecadas.
    Uma irrigação completa é necessária para
          restabelecer minhas funções.
Facilmente posso tornar-me dependente da
 irrigação do cólon, e a dependência prejudica
          o meu funcionamento normal.
Por isso recomendo a irrigação apenas para uma
                 limpeza inicial.
Depois você poderá manter-me limpinho através
  de uma alimentação rica em fibras insolúveis,
     que facilitam a mobilidade do bolo fecal.
Essas fibras estão presentes nas cascas das frutas
        e de cereais como trigo, arroz, milho
              e em todas as verduras.
E lembre-se de incluir em sua dieta, alimentos de
  sabor picante, que estimulam meu Chi Metal e a
circulação sanguínea, harmonizam o Chi dos Rins,
   fortalecem o Fígado, facilitam a eliminação de
   mucos dos Pulmões e ajudam a limpar a pele.
 Verdadeiros “antibióticos naturais”, eles também
são excelentes para qualquer processo infeccioso!
Da capacidade de seu corpo eliminar toxinas,
          dependem sua saúde e a
possibilidade de retardar o envelhecimento!
As toxinas saem do seu corpo de várias maneiras:
  pelas fezes e urina, através da pele, pelo suor
 ou na forma de erupções, espinhas e furúnculos.
  Então garanta o bom funcionamento de seus
              órgãos de eliminação:
    – Rins e Bexiga, a Pele, os Pulmões e eu !
Além da alimentação, aprenda técnicas de auto-
     massagem para desintoxicar os órgãos
     responsáveis pela “faxina” de seu corpo.
O Chi Nei Tsang é um sistema taoísta milenar de
cura, que oferece algumas das melhores técnicas
          para nos manter equilibrados e
        desempenhar bem nosso trabalho!
E se você tem sintomas como constipação
ou diarréia crônicas, saiba que além de Acupuntura
e Moxabustão, a Medicina Chinesa dispõe de uma
     infinidade de ervas e raízes refrescantes,
     purgativas, que eliminam meu calor e me
umedecem, ou dissipam a umidade e movimentam
         meu sangue, equilibrando o meu chi!
Não quero me tornar repetitivo...
 Você vem sendo informado que o estresse, a
preocupação e a ansiedade, afetam sua saúde,
 pois agridem a todos os órgãos de seu corpo,
               inclusive a mim...
Ajude-se! Aprenda a reduzi-lo!
     Você já sabe como!
E agora já sabe que o medo de se relacionar
e de se envolver, e a dificuldade em se libertar do
       passado e perdoar ressentimentos,
   podem não apenas me desequilibrar e criar
        vários sintomas desconfortáveis,
         mas nos adoecer fatalmente...
Então liberte-se da prisão
que criou para mim e para você!
A chave sempre esteve em suas mãos!
No mais profundo de seu corpo,
saiba que estou “torcendo” por você!
Texto adaptado do Método Taoísta de Mantak
                     Chia
     Música : Song for Peace. Wave - Kitaro.

  Criação e Formatação : OLGA MENDONÇA
  Psicóloga, Psicoterapeuta Corporal e Naturoterapeuta
         Contato : olga.saude@gmail.com
Visite nosso site e conheça outros órgãos da série:
         http://www.terapeutaolga.com.br/

               Recife, Setembro de 2008

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Figado _nova_edicao
Figado  _nova_edicaoFigado  _nova_edicao
Figado _nova_edicaoCONPAFIS
 
Intestino grosso novo
Intestino grosso   novoIntestino grosso   novo
Intestino grosso novoCONPAFIS
 
Seus Rins Na Visão Da Medicina Tradicional Chinesa
Seus Rins Na Visão Da Medicina Tradicional ChinesaSeus Rins Na Visão Da Medicina Tradicional Chinesa
Seus Rins Na Visão Da Medicina Tradicional ChinesaAndreia Moreira
 
Doshas, fogo digestivo e os alimentos - Mónica Lapa
Doshas, fogo digestivo e os alimentos  - Mónica LapaDoshas, fogo digestivo e os alimentos  - Mónica Lapa
Doshas, fogo digestivo e os alimentos - Mónica LapaMichele Pó
 
A importância dos sub doshas no diagnóstico - Cátia Amoreirinha
A importância dos sub doshas no diagnóstico - Cátia AmoreirinhaA importância dos sub doshas no diagnóstico - Cátia Amoreirinha
A importância dos sub doshas no diagnóstico - Cátia AmoreirinhaMichele Pó
 

Mais procurados (16)

Seu Estômago
Seu  EstômagoSeu  Estômago
Seu Estômago
 
Figado _nova_edicao
Figado  _nova_edicaoFigado  _nova_edicao
Figado _nova_edicao
 
Seus Rins
Seus RinsSeus Rins
Seus Rins
 
Bexiga
Bexiga Bexiga
Bexiga
 
Intestino grosso novo
Intestino grosso   novoIntestino grosso   novo
Intestino grosso novo
 
Seus Rins Na Visão Da Medicina Tradicional Chinesa
Seus Rins Na Visão Da Medicina Tradicional ChinesaSeus Rins Na Visão Da Medicina Tradicional Chinesa
Seus Rins Na Visão Da Medicina Tradicional Chinesa
 
Intestino
IntestinoIntestino
Intestino
 
Voce hospeda e não conhece
Voce hospeda e não conheceVoce hospeda e não conhece
Voce hospeda e não conhece
 
Doshas, fogo digestivo e os alimentos - Mónica Lapa
Doshas, fogo digestivo e os alimentos  - Mónica LapaDoshas, fogo digestivo e os alimentos  - Mónica Lapa
Doshas, fogo digestivo e os alimentos - Mónica Lapa
 
Sou teu figado
Sou teu figadoSou teu figado
Sou teu figado
 
Sou teufigado
Sou teufigadoSou teufigado
Sou teufigado
 
Sou teu figado
Sou teu figadoSou teu figado
Sou teu figado
 
Sou teu figado
Sou teu figadoSou teu figado
Sou teu figado
 
42718 souteufigado
42718 souteufigado42718 souteufigado
42718 souteufigado
 
A importância dos sub doshas no diagnóstico - Cátia Amoreirinha
A importância dos sub doshas no diagnóstico - Cátia AmoreirinhaA importância dos sub doshas no diagnóstico - Cátia Amoreirinha
A importância dos sub doshas no diagnóstico - Cátia Amoreirinha
 
Seu Intestino Delgado
Seu Intestino DelgadoSeu Intestino Delgado
Seu Intestino Delgado
 

Semelhante a Seu Intestino Grosso (20)

Sua Vesícula
Sua VesículaSua Vesícula
Sua Vesícula
 
Intestino Delgado
Intestino DelgadoIntestino Delgado
Intestino Delgado
 
Baço Pâncreas
Baço Pâncreas Baço Pâncreas
Baço Pâncreas
 
Fígado
Fígado  Fígado
Fígado
 
Sou teu figado
Sou teu figadoSou teu figado
Sou teu figado
 
Sou teu fígado
Sou teu fígadoSou teu fígado
Sou teu fígado
 
Sou teu figado
Sou teu figadoSou teu figado
Sou teu figado
 
Sou Teu Figado
Sou Teu FigadoSou Teu Figado
Sou Teu Figado
 
Sou teu figado
Sou teu figadoSou teu figado
Sou teu figado
 
Como o fígado funciona
Como o fígado funcionaComo o fígado funciona
Como o fígado funciona
 
TEU F
TEU FTEU F
TEU F
 
Souteufigado
SouteufigadoSouteufigado
Souteufigado
 
Souteufigado
SouteufigadoSouteufigado
Souteufigado
 
Sou Teu Figado
Sou Teu FigadoSou Teu Figado
Sou Teu Figado
 
Sou teu figado
Sou teu figadoSou teu figado
Sou teu figado
 
SISTEMA DIGESTÓRIO.pdf
SISTEMA DIGESTÓRIO.pdfSISTEMA DIGESTÓRIO.pdf
SISTEMA DIGESTÓRIO.pdf
 
VESÍCULA BILIAR (vb) NA MTC
VESÍCULA BILIAR (vb) NA MTCVESÍCULA BILIAR (vb) NA MTC
VESÍCULA BILIAR (vb) NA MTC
 
apresentação s.Gastro.pdf
apresentação s.Gastro.pdfapresentação s.Gastro.pdf
apresentação s.Gastro.pdf
 
BAÇO PÂNCREAS
BAÇO PÂNCREASBAÇO PÂNCREAS
BAÇO PÂNCREAS
 
BAÇO-PANCREAS
BAÇO-PANCREASBAÇO-PANCREAS
BAÇO-PANCREAS
 

Mais de Andreia Moreira

Mais de Andreia Moreira (20)

Pedido de Demissão
Pedido de DemissãoPedido de Demissão
Pedido de Demissão
 
Tratamento de Fibromialgia com Cristais Radiônicos
Tratamento de Fibromialgia com Cristais RadiônicosTratamento de Fibromialgia com Cristais Radiônicos
Tratamento de Fibromialgia com Cristais Radiônicos
 
Cura Real
Cura RealCura Real
Cura Real
 
Conceitos Básicos MTC parte 6
Conceitos Básicos MTC parte 6Conceitos Básicos MTC parte 6
Conceitos Básicos MTC parte 6
 
Conceitos Básicos MTC parte 5
Conceitos Básicos MTC parte 5Conceitos Básicos MTC parte 5
Conceitos Básicos MTC parte 5
 
Conceitos Básicos MTC parte 4
Conceitos Básicos MTC parte 4Conceitos Básicos MTC parte 4
Conceitos Básicos MTC parte 4
 
Conceitos Básicos MTC parte 3
Conceitos Básicos MTC parte 3Conceitos Básicos MTC parte 3
Conceitos Básicos MTC parte 3
 
Conceitos Básicos MTC parte 2
Conceitos Básicos MTC parte 2Conceitos Básicos MTC parte 2
Conceitos Básicos MTC parte 2
 
Conceitos Básicos MTC parte1
Conceitos Básicos MTC  parte1Conceitos Básicos MTC  parte1
Conceitos Básicos MTC parte1
 
Seus Pulmões
Seus Pulmões Seus Pulmões
Seus Pulmões
 
Crystal Michelle Coutant -Templo de Deus
Crystal   Michelle Coutant -Templo de DeusCrystal   Michelle Coutant -Templo de Deus
Crystal Michelle Coutant -Templo de Deus
 
Ser transparente
Ser transparenteSer transparente
Ser transparente
 
A sabedoria do TAO
A sabedoria do TAOA sabedoria do TAO
A sabedoria do TAO
 
Declaro me vivo
Declaro me vivoDeclaro me vivo
Declaro me vivo
 
Autoproteoespiritual 110817173201-phpapp01
Autoproteoespiritual 110817173201-phpapp01Autoproteoespiritual 110817173201-phpapp01
Autoproteoespiritual 110817173201-phpapp01
 
Plasma marinho
Plasma marinhoPlasma marinho
Plasma marinho
 
O Ponto Azul
O Ponto AzulO Ponto Azul
O Ponto Azul
 
Ressonancia Schumann
Ressonancia SchumannRessonancia Schumann
Ressonancia Schumann
 
Aspargos X Câncer
Aspargos X CâncerAspargos X Câncer
Aspargos X Câncer
 
Lemuria
Lemuria Lemuria
Lemuria
 

Último

Treinamento NR 18.pdf .......................................
Treinamento NR 18.pdf .......................................Treinamento NR 18.pdf .......................................
Treinamento NR 18.pdf .......................................paulo222341
 
Manual Técnico para Diagnóstico da Sífilis.pdf
Manual Técnico para Diagnóstico da Sífilis.pdfManual Técnico para Diagnóstico da Sífilis.pdf
Manual Técnico para Diagnóstico da Sífilis.pdfDanieldaSade
 
01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA.pdf
01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA.pdf01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA.pdf
01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA.pdfIANAHAAS
 
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdfrelatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdfHELLEN CRISTINA
 
Características gerais dos vírus- Estrutura, ciclos
Características gerais dos vírus- Estrutura, ciclosCaracterísticas gerais dos vírus- Estrutura, ciclos
Características gerais dos vírus- Estrutura, ciclosThaiseGerber2
 
Alimentação / Amamentação Lactentes em Calamidades Públicas
Alimentação / Amamentação Lactentes em Calamidades PúblicasAlimentação / Amamentação Lactentes em Calamidades Públicas
Alimentação / Amamentação Lactentes em Calamidades PúblicasProf. Marcus Renato de Carvalho
 
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUSHomens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUSProf. Marcus Renato de Carvalho
 
Altas habilidades/superdotação. Adelino Felisberto
Altas habilidades/superdotação. Adelino FelisbertoAltas habilidades/superdotação. Adelino Felisberto
Altas habilidades/superdotação. Adelino Felisbertoadelinofelisberto3
 
relatorio ciencias morfofuncion ais.pdf
relatorio ciencias morfofuncion  ais.pdfrelatorio ciencias morfofuncion  ais.pdf
relatorio ciencias morfofuncion ais.pdfHELLEN CRISTINA
 
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdfRELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdfHELLEN CRISTINA
 
Manual Técnico para Diagnóstico da Infecção pelo HIV.pdf
Manual Técnico para Diagnóstico da Infecção pelo HIV.pdfManual Técnico para Diagnóstico da Infecção pelo HIV.pdf
Manual Técnico para Diagnóstico da Infecção pelo HIV.pdfDanieldaSade
 

Último (11)

Treinamento NR 18.pdf .......................................
Treinamento NR 18.pdf .......................................Treinamento NR 18.pdf .......................................
Treinamento NR 18.pdf .......................................
 
Manual Técnico para Diagnóstico da Sífilis.pdf
Manual Técnico para Diagnóstico da Sífilis.pdfManual Técnico para Diagnóstico da Sífilis.pdf
Manual Técnico para Diagnóstico da Sífilis.pdf
 
01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA.pdf
01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA.pdf01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA.pdf
01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA.pdf
 
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdfrelatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
 
Características gerais dos vírus- Estrutura, ciclos
Características gerais dos vírus- Estrutura, ciclosCaracterísticas gerais dos vírus- Estrutura, ciclos
Características gerais dos vírus- Estrutura, ciclos
 
Alimentação / Amamentação Lactentes em Calamidades Públicas
Alimentação / Amamentação Lactentes em Calamidades PúblicasAlimentação / Amamentação Lactentes em Calamidades Públicas
Alimentação / Amamentação Lactentes em Calamidades Públicas
 
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUSHomens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
 
Altas habilidades/superdotação. Adelino Felisberto
Altas habilidades/superdotação. Adelino FelisbertoAltas habilidades/superdotação. Adelino Felisberto
Altas habilidades/superdotação. Adelino Felisberto
 
relatorio ciencias morfofuncion ais.pdf
relatorio ciencias morfofuncion  ais.pdfrelatorio ciencias morfofuncion  ais.pdf
relatorio ciencias morfofuncion ais.pdf
 
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdfRELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
 
Manual Técnico para Diagnóstico da Infecção pelo HIV.pdf
Manual Técnico para Diagnóstico da Infecção pelo HIV.pdfManual Técnico para Diagnóstico da Infecção pelo HIV.pdf
Manual Técnico para Diagnóstico da Infecção pelo HIV.pdf
 

Seu Intestino Grosso

  • 1.
  • 2.
  • 3.
  • 4. Sou o seu Intestino Grosso, uma víscera acostumada a trabalhar duro, a lidar com material putrefato e tóxico... Conheça-me melhor e saiba porque depende de mim e do meu trabalho para manter-se saudável e jovem!
  • 5. Devo meu nome ao fato de ter um diâmetro maior e paredes mais grossas do que as do Intestino Delgado.
  • 6. Diferente dele, sou um órgão muito simples! Não possuo vilosidades nem funções secretas, não segrego sucos digestivos, e todo material que me atravessa é movido e sacudido pelas contrações rítmicas de meus músculos longitudinais e circulares (movimentos peristálticos).
  • 7. Esses movimentos são semelhantes aos de um verme, e se produzem 7 vezes por minuto.
  • 8. Sou um tubo de aproximadamente 1,5 m de comprimento, tenho a forma de U invertido e começo no lado inferior direito do seu abdômen, na válvula íleoceca após subir, dobrar para esquerda, cruzar seu corpo e dobrar novamente, desço pelo lado esquerdo do abdômen e viro para a direita, no meio da cavidade pélvica, terminando no canal anal.
  • 9. O meu Chi é de Metal e estou ligado aos Pulmões pela relação de complementaridade Yin/Yang e pela cor branca.
  • 10. Na medida em que subo e desço, dobro pra cá e pra lá, minhas partes vão recebendo diferentes nomes...
  • 11.
  • 12. Você sabia que meu Apêndice sempre foi considerado inútil e apenas fonte de problemas? Só recentemente os cientistas descobriram que ele protege minha flora e os microrganismos que ajudam à digestão, recolonizando o cólon após diarréias ou tratamentos com antibióticos!
  • 13. Os restos de sua refeição levam cerca de nove horas para chegar até mim, onde permanecem aproximadamente por dois ou três dias...
  • 14. Minha função é absorver toda água, sais, eletrólitos, nutrientes e vitaminas possíveis, dos restos de alimento e outros produtos não digeridos pelo Intestino Delgado.
  • 15. Os resíduos que eu não conseguir absorver - fibras, mucos, bactérias e células mortas do trato digestivo - serão armazenados no Cólon Sigmóide, e depois impulsionados para o interior do Reto, para serem excretados pelo ânus como fezes.
  • 16. Ao atingir o reto, a “massa fecal” deve ter consistência pastosa e macia, para que seja excretada facilmente. Às vezes eu absorvo água em excesso e a matéria residual fica muito seca, provocando “prisão de ventre” em você!
  • 17. As causas da constipação podem ser muito simples, como por exemplo, você não dar atenção à hora de excretar. Aí as fezes voltam e endurecem. Ou devido à desidratação, após quadros infecciosos e o parto.
  • 18. Outra possível causa da constipação é o funcionamento inadequado dos meus músculos, devido à perda de sua elasticidade e força, ou por se tornarem cronicamente tensos. Os laxantes costumam provocar esse efeito, pois me forçam a me retorcer e repuxar, como uma cobra agonizante...
  • 19. Para os chineses a principal causa da constipação é o Fogo no Estômago, no Intestino Delgado e em mim. O excesso de calor produz demasiada evaporação dos líquidos, ressecando a massa fecal...
  • 20. Uma outra causa é a estagnação do Fígado, que também gera calor...
  • 21. Além de constipação, o excesso de calor em mim deixa o seu abdômen inchado e dolorido, a urina concentrada, provoca sede, febre ou o seu oposto, uma diarréia explosiva e quente. Essa síndrome está associada à disenteria bacteriana aguda ou qualquer infecção séria.
  • 22. Se ao calor adicionar-se umidade, isso tornará sua recuperação mais lenta, pois a umidade cria outros sintomas como fadiga, sensação de não ter terminado de defecar, sangue ou pus nas fezes, febre intermitente.
  • 23. Muitas vezes o calor excessivo combina-se com a estagnação do chi e do sangue que circulam em mim. Isso causa constipação ou diarréia, dor abdominal aguda e constante, inchaço, vômito e febre. Esta é uma condição séria e a intervenção médica adequada é essencial, pois pode tratar-se de apendicite ou diverticulite.
  • 24. Mas não podemos esquecer o fator emocional agindo na prisão de ventre ... Se você é uma pessoa “presa”, que têm dificuldade em se relacionar, que se isola e evita se envolver por medo, talvez desconheça que esses comportamentos se refletem em mim, me aprisionando também!
  • 25. E se você vive“preso” ao passado, à mágoas e ressentimentos, cuidado ! Estados emocionais ligados à “retenção”, me desequilibram seriamente! Aliados a uma dieta rica em gorduras, ao estresse e um estilo de vida sedentário, eles podem causar câncer de cólon...
  • 26. Quando eu fico constipado, aumento de volume e interrompo o movimento livre do diafragma! A pressão dos gases que se formam dentro de mim, provoca uma contração progressiva da caixa torácica e atrai a toxidez em toda extensão do diafragma. Isso acaba pressionando o coração e gerando ansiedade, dores cardíacas e dificuldades respiratórias, favorecendo manifestações asmáticas.
  • 27. Quando o produto final da digestão chega em meu interior, é totalmente líquido e só na medida em que lhe absorvo a água, vai se tornando sólido. A diarréia é a eliminação freqüente de fezes líquidas e abundantes.
  • 28. Uma das causas da diarréia pode estar na porção inferior do Intestino Delgado – o Íleo – ou no meu cólon, que não absorve a água do conteúdo em quantidade suficiente. A diarréia geralmente está ligada à preocupação e ansiedade, que provocam a super-excitação dos meus nervos, resultando em movimento hiper-peristáltico e descarga prematura.
  • 29. Segundo a TMC, a causa mais comum da diarréia é quando sou invadido pelo excesso de frio no Baço e nos Rins. Então você pode ter sintomas como fezes líquida não-fétidas, dor abdominal aliviada por pressão e aquecimento, sons abdominais borbulhantes, que pioram após a ingestão de alimentos gelados.
  • 30. Ultimamente muita gente vem se queixando da “Síndrome do Intestino Irritável”, que atinge uma pessoa em cada cinco! Embora não me cause lesões, seus sintomas provocam desconfortos: cólicas, gases que distensionam o abdômen, crises alternadas de prisão de ventre e diarréia, sensação de que não fui esvaziado completamente com a evacuação...
  • 31. Essa síndrome pode ter muitas origens, desde intolerância alimentar e dietas com poucas fibras, ao uso de laxantes, de vitamina C, estresse emocional, que provocam alterações em meu chi e descontrolam meus movimentos peristálticos! Consulte seu médico, se apresentar alguns dos sintomas descritos anteriormente!
  • 32. Os antigos taoístas e médicos interioranos sabiam da importância de me manterem sadio. Os taoístas jejuavam durante anos para terem a certeza de que eu estava completamente limpo.
  • 33. Infelizmente os médicos modernos subestimam minha função crucial. Por isso o câncer de cólon, é o que causa o maior número de óbitos, depois do câncer de pulmão!
  • 34. Mas na ciência moderna, encontrei finalmente quem entendesse minha importância! Houve um pesquisador, H.V. Irons, que passou sua vida inteira tentando demonstrá-la. “...Pode-se dizer que toda doença crônica, tem sua origem, direta ou indiretamente, na influência dos venenos bacterianos absorvidos do Intestino Grosso”.
  • 35. “Pode-se muito bem considerar o cólon como uma verdadeira caixa de Pandorra, de onde sai mais miséria e sofrimento humano, mental, moral e físico, do que de qualquer outra fonte conhecida”.
  • 36. ...”O cólon é um sistema de esgoto, mas que por negligência torna-se uma fossa sanitária. Quando ele está limpo e normal, nós estamos bem e contentes...
  • 37. Estagnado, ele destila os venenos da deterioração, da fermentação e putrefação no sangue, contaminando o cérebro e o sistema nervoso, de maneira que ficamos deprimidos e irritadiços”...
  • 38. ...”Ele envenena o coração, deixando-nos fracos e indiferentes; os pulmões, tornando a respiração fétida; o aparelho digestivo, deixando-nos angustiados e inchados; envenena o sangue, de modo que a pele se torna descorada e enferma”...
  • 39. ...”Em suma, cada órgão do corpo fica envenenado, nós envelhecemos precocemente, parecemos e nos sentimos velhos, as juntas enrijecem e doem, a neurite, olhos embaçados e um cérebro indolente nos acometem; o prazer de viver desaparece”...
  • 40. Exagero? Tire suas próprias conclusões! Mas não esqueça, meu cólon é cheio de sulcos, fissuras e dobras... Geralmente minhas paredes ficam recobertas de material refugado que se acumulou durante anos, talvez desde a sua infância!
  • 41. Isso sem falar nas numerosas bactérias que se desenvolvem em mim! Não estou me referindo às que vivem em perfeita simbiose comigo, que me auxiliam na digestão dos alimentos e em troca recebem nutrição e um lugar seguro para viver - meu Apêndice!
  • 42. Essas bactérias são necessárias para o meu funcionamento saudável! Elas dissolvem restos alimentícios não assimiláveis e sintetizam algumas substâncias importantes, como por exemplo, a vitamina K, encontrada nas folhagens e responsável pela coagulação normal do seu sangue!
  • 43. Quando estou entupido, ofereço um solo fértil para o desenvolvimento de bactérias perigosas, parasitas e vermes que causam dor, inflamação e muitas bolsas de gases, tornando-me... mal educado e inconveniente!
  • 44. Por tudo isso, deve perceber a importância de manter-me limpo! Como seria bom que a sabedoria e a preocupação dos antigos taoístas comigo, fossem recuperadas ! Mas me darei por satisfeito, se você aprender a ter os cuidados apropriados comigo!
  • 45. Que tal começar com a minha limpeza? O único modo de limpar-me adequadamente é aplicar-me uma boa ducha, isto é, fazer passar por mim uns 100 litros de água corrente filtrada (de uma torneira com um purificador, por exemplo).
  • 46. A pressão constante da água desfaz aos poucos as placas e acúmulos de velhas fezes ressecadas. Uma irrigação completa é necessária para restabelecer minhas funções.
  • 47. Facilmente posso tornar-me dependente da irrigação do cólon, e a dependência prejudica o meu funcionamento normal. Por isso recomendo a irrigação apenas para uma limpeza inicial.
  • 48. Depois você poderá manter-me limpinho através de uma alimentação rica em fibras insolúveis, que facilitam a mobilidade do bolo fecal. Essas fibras estão presentes nas cascas das frutas e de cereais como trigo, arroz, milho e em todas as verduras.
  • 49. E lembre-se de incluir em sua dieta, alimentos de sabor picante, que estimulam meu Chi Metal e a circulação sanguínea, harmonizam o Chi dos Rins, fortalecem o Fígado, facilitam a eliminação de mucos dos Pulmões e ajudam a limpar a pele. Verdadeiros “antibióticos naturais”, eles também são excelentes para qualquer processo infeccioso!
  • 50. Da capacidade de seu corpo eliminar toxinas, dependem sua saúde e a possibilidade de retardar o envelhecimento!
  • 51. As toxinas saem do seu corpo de várias maneiras: pelas fezes e urina, através da pele, pelo suor ou na forma de erupções, espinhas e furúnculos. Então garanta o bom funcionamento de seus órgãos de eliminação: – Rins e Bexiga, a Pele, os Pulmões e eu !
  • 52. Além da alimentação, aprenda técnicas de auto- massagem para desintoxicar os órgãos responsáveis pela “faxina” de seu corpo. O Chi Nei Tsang é um sistema taoísta milenar de cura, que oferece algumas das melhores técnicas para nos manter equilibrados e desempenhar bem nosso trabalho!
  • 53. E se você tem sintomas como constipação ou diarréia crônicas, saiba que além de Acupuntura e Moxabustão, a Medicina Chinesa dispõe de uma infinidade de ervas e raízes refrescantes, purgativas, que eliminam meu calor e me umedecem, ou dissipam a umidade e movimentam meu sangue, equilibrando o meu chi!
  • 54. Não quero me tornar repetitivo... Você vem sendo informado que o estresse, a preocupação e a ansiedade, afetam sua saúde, pois agridem a todos os órgãos de seu corpo, inclusive a mim...
  • 55. Ajude-se! Aprenda a reduzi-lo! Você já sabe como!
  • 56. E agora já sabe que o medo de se relacionar e de se envolver, e a dificuldade em se libertar do passado e perdoar ressentimentos, podem não apenas me desequilibrar e criar vários sintomas desconfortáveis, mas nos adoecer fatalmente...
  • 57. Então liberte-se da prisão que criou para mim e para você!
  • 58. A chave sempre esteve em suas mãos!
  • 59. No mais profundo de seu corpo, saiba que estou “torcendo” por você!
  • 60. Texto adaptado do Método Taoísta de Mantak Chia Música : Song for Peace. Wave - Kitaro. Criação e Formatação : OLGA MENDONÇA Psicóloga, Psicoterapeuta Corporal e Naturoterapeuta Contato : olga.saude@gmail.com Visite nosso site e conheça outros órgãos da série: http://www.terapeutaolga.com.br/ Recife, Setembro de 2008