SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 49
Olá!
Sou o seu Estômago, mais um órgão
   que vem se apresentar a você!
Bem...
    Na verdade a Medicina Chinesa não me
considera um órgão, pois os órgãos são maciços,
                 e eu sou oco...
     Por isso sou considerado uma víscera!
Mas uma víscera muito importante!
 Tanto que na teoria chinesa sou chamada o “Mar
da Nutrição” ou “Mar do Alimento e do Líquido”!
Estou localizado sobre a linha central do corpo e
  me prolongo para a esquerda desse ponto,
             logo abaixo do esterno.
Segundo os chineses, fazem parte de mim o
   duodeno e os primeiros quinze centímetros
              do Intestino Delgado.
           Eles concebem a digestão
    como um complexo processo sob a minha
responsabilidade, que se inicia na cavidade bucal
         e se estende até o intestino !
Eu recebo o alimento do esôfago, armazeno-o e
em seguida secreto enzimas e sucos que ajudam
 a dissolver as proteínas e transformá-las numa
             pasta chamada quimo.
No duodeno eu absorvo os nutrientes dessa
massa – carboidratos, albuminas e gorduras.
Meu trabalho está associado ao Baço e Pâncreas,
órgãos Yin, dos quais sou o complemento Yang.
    Pertencemos os três ao elemento Terra,
cujas características foram explicadas por eles...
    Mas sou eu quem controla o Chi deTerra!
A produção do Chi Nutritivo e do Sangue,
 tem início em mim, com o auxílio do Baço!
 Aliás, ele e eu somos parceiros íntimos!
O Baço inicia a distribuição de parte do Chi do
   alimento, quando ele ainda está sendo
            processado em mim.
O Chi do alimento é enviado aos pulmões,
 onde se combina com o Chi Pré-Natal dos rins e
             o Chi absorvido do ar.
Essa mistura produz o Sangue, o Chi Defensivo
   e o Chi Nutritivo, o qual será distribuído de
         acordo com os cinco sabores.
Mas a nossa parceria não pára por aí!
Pelo contrário, ela começa na boca, com o auxílio
 da saliva, quando damos início ao processo de
                seleção da comida,
         de acordo com seu sabor e cor!
Você sabia que cada cor e sabor fornece energia
    para um grupo de órgãos específicos?
  Cada órgão só aceitará a energia que lhe é
            destinada por natureza.
                   Assim...
O Fígado e a Vesícula Biliar gostam de coisas
verdes e sabor azedo, para que eles possam
           alimentar os nervos...
Já o Coração e o Intestino Delgado gostam de
 sabores amargos e cores vermelhas, para que o
próprio coração e seus vasos sejam alimentados...
Os Pulmões e o Intestino Grosso gostam de
coisas condimentadas, picantes e de cores
      suaves, para alimentar a pele.
O Pâncreas, o Baço e eu, gostamos de alimentos
      doces, para alimentar os músculos,
o que não significa acrescentar açúcar à comida!
Os Rins e a Bexiga gostam de coisas escuras e
salgadas para nutrir os ossos e isso também não
   implica em você acrescentar sal à comida...
Os distúrbios digestivos estão, em sua maioria,
   associados a mim, porque todas as minhas
   funções envolvem a quebra do alimento.
  Mas como estou intimamente relacionado ao
Baço pela polaridade Yin/Yang, o desequilíbrio em
     um de nós, geralmente afeta ao outro.
Ambos somos vulneráveis aos estados emocionais
  ligados à preocupação, angústia, ansiedade
                  e conflito...
 E quando meu chi fica desequilibrado, provoco
      sintomas desconfortáveis e dolorosos!
Você sabia que as “Dores de Estômago”
 afetam 43,2% da população mundial?
O meu desequilíbrio provoca outros distúrbios
           muito freqüentes...
O excesso de energia quente em mim,
 conhecido na TMC como “Síndrome de calor
excessivo interno” provoca úlceras, estomatite,
azia, fome excessiva mesmo após comer, sede,
      mau hálito, ulcerações na boca, dor e
sangramento nas gengivas, náusea e vômitos...
O meu chi precisa ser refrescado,
para que o fogo dentro de mim seja eliminado!
Se o meu chi estiver deficiente, você pode ter
falta de apetite, sede com incapacidade de engolir
 mais do que alguns poucos goles, boca e lábios
            secos, fezes ressecadas ...
            gastrite crônica e úlceras!
Isso significa que preciso ser tonificado!
A superalimentação como hábito provoca a
 estagnação de minha energia, que tanto pode
  provocar falta de apetite como a sensação de
estômago cheio e inchado, náusea, vômitos, mau
       hálito, flatulência e arrotos ácidos.
Nesse caso é necessário movimentar o meu Chi!
Já a energia fria em mim, um problema que
 geralmente envolve o Baço, provoca dores,
salivação excessiva, fadiga, inchaço, diarréia,
       alergia alimentar, candidíase e
           gastroenterite crônica.
Aí vou precisar de calor para drenar a umidade,
            me aquecer e tonificar!
A TMC dispõe de recursos como a Massagem dos
Órgãos Internos, Acupuntura e Fitoterapia para
        tonificar, movimentar, esfriar ou
    aquecer o meu chi e assim me equilibrar.
Se estiver se perguntando sobre o que fazer para
    cuidar de mim e evitar esses transtornos,
       preste atenção nas próximas dicas!
Em primeiro lugar, aprenda a fazer uma
              alimentação equilibrada.
                   Isso não é difícil!
Existe literatura a respeito. Informe-se e descubra
como abastecer cada órgão com o tipo de energia
                  que lhe é peculiar.
                           .
Planeje suas refeições de acordo com os cinco
        sabores e cores dos alimentos.
   ...esses são alguns dos meus prediletos!
Depois, procure mastigar os alimentos lentamente,
    até transformá-los em líquido, o que faz a
                    saliva fluir.
Ela é muito mais importante do que pode imaginar!
Os Taoístas dizem que as forças do Céu e da
 Terra se combinam para formar a saliva, o que a
      torna uma força energética importante,
   semelhante à energia do sêmen e do óvulo.
Por isso eles acreditam que a saliva também é um
             alimento e fundamental!
É a saliva quem define o sabor dos alimentos!
    Depois ela me envia uma mensagem,
através do meu meridiano, para que eu possa
    preparar a mistura de fluidos digestivos
               correspondentes.
Quando o alimento chega bem mastigado até a
mim, será facilmente selecionado e assimilado.
E o Baço já previu para onde direcionará o chi
         daquele alimento específico.
Mas se você engolir rapidamente,
não saberei que alimento está chegando e nem
       estarei preparado para recebê-lo...
     O Baço também não saberá para onde
                direcionar o chi...
Já imaginou as conseqüências dessa confusão?
Se você mastigar até ficar com a boca cheia de
  saliva, receberei uma parte de alimento e
               duas de saliva.
Essa, com certeza, é a melhor condição para a
                   digestão!
Além disso,é importante você não ingerir muito
          líquido durante as refeições.
 Ele pode diluir todas as tarefas naturalmente
  atribuídas aos sucos salivares e digestivos.
E, por favor, aprenda a conviver com o estresse
   do dia a dia - as dificuldades que enfrenta no
trabalho e em seus relacionamentos, a ansiedade
                 e as preocupações.
Faça Relaxamento, Meditação,Yoga,
Recondicionamento Mental ou Tai Chi Chuan...
 É vital que faça alguma coisa que o ajude a
controlar seus pensamentos e suas emoções!
Assim você ganhará qualidade de vida,
      e eu, equilíbrio e energia!
   Todo o seu corpo agradecerá!
Foi um prazer estarmos juntos!
     Grato pela atenção,
Texto adaptado do Método Taoísta de Mantak Chia
        Música : Sweet People - Et les oiseaux

     Criação e Formatação : OLGA MENDONÇA
     Psicóloga, Psicoterapeuta Corporal e Naturoterapeuta
            Contato : olgasaude@gmail.com

   Visite nosso site e conheça outros órgãos da série:
            http://www.terapeutaolga.com.br/

                    Recife, Junho de 2008

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Intestino grosso novo
Intestino grosso   novoIntestino grosso   novo
Intestino grosso novoCONPAFIS
 
Figado _nova_edicao
Figado  _nova_edicaoFigado  _nova_edicao
Figado _nova_edicaoCONPAFIS
 
Seus Rins Na Visão Da Medicina Tradicional Chinesa
Seus Rins Na Visão Da Medicina Tradicional ChinesaSeus Rins Na Visão Da Medicina Tradicional Chinesa
Seus Rins Na Visão Da Medicina Tradicional ChinesaAndreia Moreira
 
ESTÔMAGO (E) SEGUNDO A MTC
ESTÔMAGO (E) SEGUNDO A MTCESTÔMAGO (E) SEGUNDO A MTC
ESTÔMAGO (E) SEGUNDO A MTCElva Judy Nieri
 
A importância dos sub doshas no diagnóstico - Cátia Amoreirinha
A importância dos sub doshas no diagnóstico - Cátia AmoreirinhaA importância dos sub doshas no diagnóstico - Cátia Amoreirinha
A importância dos sub doshas no diagnóstico - Cátia AmoreirinhaMichele Pó
 
Doshas, fogo digestivo e os alimentos - Mónica Lapa
Doshas, fogo digestivo e os alimentos  - Mónica LapaDoshas, fogo digestivo e os alimentos  - Mónica Lapa
Doshas, fogo digestivo e os alimentos - Mónica LapaMichele Pó
 
Sapta Dhatus - Os Sete Tecidos no Ayurveda por Verónica Silvestre
Sapta Dhatus - Os Sete Tecidos no Ayurveda por Verónica SilvestreSapta Dhatus - Os Sete Tecidos no Ayurveda por Verónica Silvestre
Sapta Dhatus - Os Sete Tecidos no Ayurveda por Verónica SilvestreMichele Pó
 
A importância dos sub doshas para diagnóstico andreia mealha 2010
A importância dos sub doshas para diagnóstico andreia mealha 2010A importância dos sub doshas para diagnóstico andreia mealha 2010
A importância dos sub doshas para diagnóstico andreia mealha 2010Michele Pó
 
Medicina Interna por Filipa Falcão
Medicina Interna por Filipa FalcãoMedicina Interna por Filipa Falcão
Medicina Interna por Filipa FalcãoMichele Pó
 

Mais procurados (16)

Seus Rins
Seus RinsSeus Rins
Seus Rins
 
Seu Coração
Seu Coração Seu Coração
Seu Coração
 
Intestino grosso novo
Intestino grosso   novoIntestino grosso   novo
Intestino grosso novo
 
Figado _nova_edicao
Figado  _nova_edicaoFigado  _nova_edicao
Figado _nova_edicao
 
Seu Intestino Delgado
Seu Intestino DelgadoSeu Intestino Delgado
Seu Intestino Delgado
 
Bexiga
Bexiga Bexiga
Bexiga
 
Seus Rins Na Visão Da Medicina Tradicional Chinesa
Seus Rins Na Visão Da Medicina Tradicional ChinesaSeus Rins Na Visão Da Medicina Tradicional Chinesa
Seus Rins Na Visão Da Medicina Tradicional Chinesa
 
Intestino Delgado
Intestino DelgadoIntestino Delgado
Intestino Delgado
 
Sub-Doshas
Sub-DoshasSub-Doshas
Sub-Doshas
 
ESTÔMAGO (E) SEGUNDO A MTC
ESTÔMAGO (E) SEGUNDO A MTCESTÔMAGO (E) SEGUNDO A MTC
ESTÔMAGO (E) SEGUNDO A MTC
 
A importância dos sub doshas no diagnóstico - Cátia Amoreirinha
A importância dos sub doshas no diagnóstico - Cátia AmoreirinhaA importância dos sub doshas no diagnóstico - Cátia Amoreirinha
A importância dos sub doshas no diagnóstico - Cátia Amoreirinha
 
Doshas, fogo digestivo e os alimentos - Mónica Lapa
Doshas, fogo digestivo e os alimentos  - Mónica LapaDoshas, fogo digestivo e os alimentos  - Mónica Lapa
Doshas, fogo digestivo e os alimentos - Mónica Lapa
 
Sapta Dhatus - Os Sete Tecidos no Ayurveda por Verónica Silvestre
Sapta Dhatus - Os Sete Tecidos no Ayurveda por Verónica SilvestreSapta Dhatus - Os Sete Tecidos no Ayurveda por Verónica Silvestre
Sapta Dhatus - Os Sete Tecidos no Ayurveda por Verónica Silvestre
 
Prakriti Kapha
Prakriti KaphaPrakriti Kapha
Prakriti Kapha
 
A importância dos sub doshas para diagnóstico andreia mealha 2010
A importância dos sub doshas para diagnóstico andreia mealha 2010A importância dos sub doshas para diagnóstico andreia mealha 2010
A importância dos sub doshas para diagnóstico andreia mealha 2010
 
Medicina Interna por Filipa Falcão
Medicina Interna por Filipa FalcãoMedicina Interna por Filipa Falcão
Medicina Interna por Filipa Falcão
 

Destaque (13)

Baço Pâncreas
Baço Pâncreas Baço Pâncreas
Baço Pâncreas
 
Fígado
Fígado  Fígado
Fígado
 
Sua Vesícula
Sua VesículaSua Vesícula
Sua Vesícula
 
Seus Pulmões
Seus Pulmões Seus Pulmões
Seus Pulmões
 
M Distintos Adapt
M Distintos AdaptM Distintos Adapt
M Distintos Adapt
 
Baço e pancreas do jesus
Baço e pancreas do jesusBaço e pancreas do jesus
Baço e pancreas do jesus
 
Mtm
MtmMtm
Mtm
 
Tendinios muscualres
Tendinios muscualresTendinios muscualres
Tendinios muscualres
 
Conceitos Básicos MTC parte 5
Conceitos Básicos MTC parte 5Conceitos Básicos MTC parte 5
Conceitos Básicos MTC parte 5
 
Conceitos Básicos MTC parte 4
Conceitos Básicos MTC parte 4Conceitos Básicos MTC parte 4
Conceitos Básicos MTC parte 4
 
Jihva Parishka - Diagnóstico pela Língua
Jihva Parishka - Diagnóstico pela LínguaJihva Parishka - Diagnóstico pela Língua
Jihva Parishka - Diagnóstico pela Língua
 
Meridianos de Acupuntura
Meridianos de AcupunturaMeridianos de Acupuntura
Meridianos de Acupuntura
 
Manual de preenchimento do Currículo Lattes
Manual de preenchimento do Currículo LattesManual de preenchimento do Currículo Lattes
Manual de preenchimento do Currículo Lattes
 

Semelhante a Seu Estômago (20)

BAÇO PÂNCREAS
BAÇO PÂNCREASBAÇO PÂNCREAS
BAÇO PÂNCREAS
 
BAÇO-PANCREAS
BAÇO-PANCREASBAÇO-PANCREAS
BAÇO-PANCREAS
 
BAÇO PÂNCREAS (bp) NA MTC
BAÇO PÂNCREAS (bp) NA MTCBAÇO PÂNCREAS (bp) NA MTC
BAÇO PÂNCREAS (bp) NA MTC
 
Sou teufigado
Sou teufigadoSou teufigado
Sou teufigado
 
Sou teu figado
Sou teu figadoSou teu figado
Sou teu figado
 
42718 souteufigado
42718 souteufigado42718 souteufigado
42718 souteufigado
 
Sou teu figado
Sou teu figadoSou teu figado
Sou teu figado
 
Alimentação na Visão Chinesa
Alimentação na Visão ChinesaAlimentação na Visão Chinesa
Alimentação na Visão Chinesa
 
Voce hospeda e não conhece
Voce hospeda e não conheceVoce hospeda e não conhece
Voce hospeda e não conhece
 
Intestino
IntestinoIntestino
Intestino
 
Sou teu figado
Sou teu figadoSou teu figado
Sou teu figado
 
Sou teu figado
Sou teu figadoSou teu figado
Sou teu figado
 
Sou teu figado
Sou teu figadoSou teu figado
Sou teu figado
 
Sou Teu Figado
Sou Teu FigadoSou Teu Figado
Sou Teu Figado
 
Sou teu figado
Sou teu figadoSou teu figado
Sou teu figado
 
Como o fígado funciona
Como o fígado funcionaComo o fígado funciona
Como o fígado funciona
 
TEU F
TEU FTEU F
TEU F
 
Souteufigado
SouteufigadoSouteufigado
Souteufigado
 
Souteufigado
SouteufigadoSouteufigado
Souteufigado
 
Sou Teu Figado
Sou Teu FigadoSou Teu Figado
Sou Teu Figado
 

Mais de Andreia Moreira

Mais de Andreia Moreira (18)

Pedido de Demissão
Pedido de DemissãoPedido de Demissão
Pedido de Demissão
 
Tratamento de Fibromialgia com Cristais Radiônicos
Tratamento de Fibromialgia com Cristais RadiônicosTratamento de Fibromialgia com Cristais Radiônicos
Tratamento de Fibromialgia com Cristais Radiônicos
 
Cura Real
Cura RealCura Real
Cura Real
 
Conceitos Básicos MTC parte 6
Conceitos Básicos MTC parte 6Conceitos Básicos MTC parte 6
Conceitos Básicos MTC parte 6
 
Conceitos Básicos MTC parte 3
Conceitos Básicos MTC parte 3Conceitos Básicos MTC parte 3
Conceitos Básicos MTC parte 3
 
Conceitos Básicos MTC parte 2
Conceitos Básicos MTC parte 2Conceitos Básicos MTC parte 2
Conceitos Básicos MTC parte 2
 
Conceitos Básicos MTC parte1
Conceitos Básicos MTC  parte1Conceitos Básicos MTC  parte1
Conceitos Básicos MTC parte1
 
Crystal Michelle Coutant -Templo de Deus
Crystal   Michelle Coutant -Templo de DeusCrystal   Michelle Coutant -Templo de Deus
Crystal Michelle Coutant -Templo de Deus
 
Ser transparente
Ser transparenteSer transparente
Ser transparente
 
A sabedoria do TAO
A sabedoria do TAOA sabedoria do TAO
A sabedoria do TAO
 
Declaro me vivo
Declaro me vivoDeclaro me vivo
Declaro me vivo
 
Autoproteoespiritual 110817173201-phpapp01
Autoproteoespiritual 110817173201-phpapp01Autoproteoespiritual 110817173201-phpapp01
Autoproteoespiritual 110817173201-phpapp01
 
Plasma marinho
Plasma marinhoPlasma marinho
Plasma marinho
 
O Ponto Azul
O Ponto AzulO Ponto Azul
O Ponto Azul
 
Ressonancia Schumann
Ressonancia SchumannRessonancia Schumann
Ressonancia Schumann
 
Aspargos X Câncer
Aspargos X CâncerAspargos X Câncer
Aspargos X Câncer
 
Lemuria
Lemuria Lemuria
Lemuria
 
Cristais radiônicos em acupuntura
Cristais radiônicos em acupunturaCristais radiônicos em acupuntura
Cristais radiônicos em acupuntura
 

Último

Alimentação / Amamentação Lactentes em Calamidades Públicas
Alimentação / Amamentação Lactentes em Calamidades PúblicasAlimentação / Amamentação Lactentes em Calamidades Públicas
Alimentação / Amamentação Lactentes em Calamidades PúblicasProf. Marcus Renato de Carvalho
 
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdfrelatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdfHELLEN CRISTINA
 
Características gerais dos vírus- Estrutura, ciclos
Características gerais dos vírus- Estrutura, ciclosCaracterísticas gerais dos vírus- Estrutura, ciclos
Características gerais dos vírus- Estrutura, ciclosThaiseGerber2
 
01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA.pdf
01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA.pdf01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA.pdf
01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA.pdfIANAHAAS
 
Manual Técnico para Diagnóstico da Infecção pelo HIV.pdf
Manual Técnico para Diagnóstico da Infecção pelo HIV.pdfManual Técnico para Diagnóstico da Infecção pelo HIV.pdf
Manual Técnico para Diagnóstico da Infecção pelo HIV.pdfDanieldaSade
 
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdfRELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdfHELLEN CRISTINA
 
Manual Técnico para Diagnóstico da Sífilis.pdf
Manual Técnico para Diagnóstico da Sífilis.pdfManual Técnico para Diagnóstico da Sífilis.pdf
Manual Técnico para Diagnóstico da Sífilis.pdfDanieldaSade
 
relatorio ciencias morfofuncion ais.pdf
relatorio ciencias morfofuncion  ais.pdfrelatorio ciencias morfofuncion  ais.pdf
relatorio ciencias morfofuncion ais.pdfHELLEN CRISTINA
 
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUSHomens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUSProf. Marcus Renato de Carvalho
 
Altas habilidades/superdotação. Adelino Felisberto
Altas habilidades/superdotação. Adelino FelisbertoAltas habilidades/superdotação. Adelino Felisberto
Altas habilidades/superdotação. Adelino Felisbertoadelinofelisberto3
 
Treinamento NR 18.pdf .......................................
Treinamento NR 18.pdf .......................................Treinamento NR 18.pdf .......................................
Treinamento NR 18.pdf .......................................paulo222341
 

Último (11)

Alimentação / Amamentação Lactentes em Calamidades Públicas
Alimentação / Amamentação Lactentes em Calamidades PúblicasAlimentação / Amamentação Lactentes em Calamidades Públicas
Alimentação / Amamentação Lactentes em Calamidades Públicas
 
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdfrelatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
 
Características gerais dos vírus- Estrutura, ciclos
Características gerais dos vírus- Estrutura, ciclosCaracterísticas gerais dos vírus- Estrutura, ciclos
Características gerais dos vírus- Estrutura, ciclos
 
01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA.pdf
01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA.pdf01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA.pdf
01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA.pdf
 
Manual Técnico para Diagnóstico da Infecção pelo HIV.pdf
Manual Técnico para Diagnóstico da Infecção pelo HIV.pdfManual Técnico para Diagnóstico da Infecção pelo HIV.pdf
Manual Técnico para Diagnóstico da Infecção pelo HIV.pdf
 
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdfRELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
 
Manual Técnico para Diagnóstico da Sífilis.pdf
Manual Técnico para Diagnóstico da Sífilis.pdfManual Técnico para Diagnóstico da Sífilis.pdf
Manual Técnico para Diagnóstico da Sífilis.pdf
 
relatorio ciencias morfofuncion ais.pdf
relatorio ciencias morfofuncion  ais.pdfrelatorio ciencias morfofuncion  ais.pdf
relatorio ciencias morfofuncion ais.pdf
 
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUSHomens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
 
Altas habilidades/superdotação. Adelino Felisberto
Altas habilidades/superdotação. Adelino FelisbertoAltas habilidades/superdotação. Adelino Felisberto
Altas habilidades/superdotação. Adelino Felisberto
 
Treinamento NR 18.pdf .......................................
Treinamento NR 18.pdf .......................................Treinamento NR 18.pdf .......................................
Treinamento NR 18.pdf .......................................
 

Seu Estômago

  • 1.
  • 2.
  • 3.
  • 4. Olá! Sou o seu Estômago, mais um órgão que vem se apresentar a você!
  • 5. Bem... Na verdade a Medicina Chinesa não me considera um órgão, pois os órgãos são maciços, e eu sou oco... Por isso sou considerado uma víscera!
  • 6. Mas uma víscera muito importante! Tanto que na teoria chinesa sou chamada o “Mar da Nutrição” ou “Mar do Alimento e do Líquido”!
  • 7. Estou localizado sobre a linha central do corpo e me prolongo para a esquerda desse ponto, logo abaixo do esterno.
  • 8. Segundo os chineses, fazem parte de mim o duodeno e os primeiros quinze centímetros do Intestino Delgado. Eles concebem a digestão como um complexo processo sob a minha responsabilidade, que se inicia na cavidade bucal e se estende até o intestino !
  • 9. Eu recebo o alimento do esôfago, armazeno-o e em seguida secreto enzimas e sucos que ajudam a dissolver as proteínas e transformá-las numa pasta chamada quimo.
  • 10. No duodeno eu absorvo os nutrientes dessa massa – carboidratos, albuminas e gorduras.
  • 11. Meu trabalho está associado ao Baço e Pâncreas, órgãos Yin, dos quais sou o complemento Yang. Pertencemos os três ao elemento Terra, cujas características foram explicadas por eles... Mas sou eu quem controla o Chi deTerra!
  • 12. A produção do Chi Nutritivo e do Sangue, tem início em mim, com o auxílio do Baço! Aliás, ele e eu somos parceiros íntimos!
  • 13. O Baço inicia a distribuição de parte do Chi do alimento, quando ele ainda está sendo processado em mim.
  • 14. O Chi do alimento é enviado aos pulmões, onde se combina com o Chi Pré-Natal dos rins e o Chi absorvido do ar. Essa mistura produz o Sangue, o Chi Defensivo e o Chi Nutritivo, o qual será distribuído de acordo com os cinco sabores.
  • 15. Mas a nossa parceria não pára por aí! Pelo contrário, ela começa na boca, com o auxílio da saliva, quando damos início ao processo de seleção da comida, de acordo com seu sabor e cor!
  • 16. Você sabia que cada cor e sabor fornece energia para um grupo de órgãos específicos? Cada órgão só aceitará a energia que lhe é destinada por natureza. Assim...
  • 17. O Fígado e a Vesícula Biliar gostam de coisas verdes e sabor azedo, para que eles possam alimentar os nervos...
  • 18. Já o Coração e o Intestino Delgado gostam de sabores amargos e cores vermelhas, para que o próprio coração e seus vasos sejam alimentados...
  • 19. Os Pulmões e o Intestino Grosso gostam de coisas condimentadas, picantes e de cores suaves, para alimentar a pele.
  • 20. O Pâncreas, o Baço e eu, gostamos de alimentos doces, para alimentar os músculos, o que não significa acrescentar açúcar à comida!
  • 21. Os Rins e a Bexiga gostam de coisas escuras e salgadas para nutrir os ossos e isso também não implica em você acrescentar sal à comida...
  • 22. Os distúrbios digestivos estão, em sua maioria, associados a mim, porque todas as minhas funções envolvem a quebra do alimento. Mas como estou intimamente relacionado ao Baço pela polaridade Yin/Yang, o desequilíbrio em um de nós, geralmente afeta ao outro.
  • 23. Ambos somos vulneráveis aos estados emocionais ligados à preocupação, angústia, ansiedade e conflito... E quando meu chi fica desequilibrado, provoco sintomas desconfortáveis e dolorosos!
  • 24. Você sabia que as “Dores de Estômago” afetam 43,2% da população mundial?
  • 25. O meu desequilíbrio provoca outros distúrbios muito freqüentes...
  • 26. O excesso de energia quente em mim, conhecido na TMC como “Síndrome de calor excessivo interno” provoca úlceras, estomatite, azia, fome excessiva mesmo após comer, sede, mau hálito, ulcerações na boca, dor e sangramento nas gengivas, náusea e vômitos...
  • 27. O meu chi precisa ser refrescado, para que o fogo dentro de mim seja eliminado!
  • 28. Se o meu chi estiver deficiente, você pode ter falta de apetite, sede com incapacidade de engolir mais do que alguns poucos goles, boca e lábios secos, fezes ressecadas ... gastrite crônica e úlceras!
  • 29. Isso significa que preciso ser tonificado!
  • 30. A superalimentação como hábito provoca a estagnação de minha energia, que tanto pode provocar falta de apetite como a sensação de estômago cheio e inchado, náusea, vômitos, mau hálito, flatulência e arrotos ácidos.
  • 31. Nesse caso é necessário movimentar o meu Chi!
  • 32. Já a energia fria em mim, um problema que geralmente envolve o Baço, provoca dores, salivação excessiva, fadiga, inchaço, diarréia, alergia alimentar, candidíase e gastroenterite crônica.
  • 33. Aí vou precisar de calor para drenar a umidade, me aquecer e tonificar!
  • 34. A TMC dispõe de recursos como a Massagem dos Órgãos Internos, Acupuntura e Fitoterapia para tonificar, movimentar, esfriar ou aquecer o meu chi e assim me equilibrar.
  • 35. Se estiver se perguntando sobre o que fazer para cuidar de mim e evitar esses transtornos, preste atenção nas próximas dicas!
  • 36. Em primeiro lugar, aprenda a fazer uma alimentação equilibrada. Isso não é difícil! Existe literatura a respeito. Informe-se e descubra como abastecer cada órgão com o tipo de energia que lhe é peculiar. .
  • 37. Planeje suas refeições de acordo com os cinco sabores e cores dos alimentos. ...esses são alguns dos meus prediletos!
  • 38. Depois, procure mastigar os alimentos lentamente, até transformá-los em líquido, o que faz a saliva fluir. Ela é muito mais importante do que pode imaginar!
  • 39. Os Taoístas dizem que as forças do Céu e da Terra se combinam para formar a saliva, o que a torna uma força energética importante, semelhante à energia do sêmen e do óvulo. Por isso eles acreditam que a saliva também é um alimento e fundamental!
  • 40. É a saliva quem define o sabor dos alimentos! Depois ela me envia uma mensagem, através do meu meridiano, para que eu possa preparar a mistura de fluidos digestivos correspondentes.
  • 41. Quando o alimento chega bem mastigado até a mim, será facilmente selecionado e assimilado. E o Baço já previu para onde direcionará o chi daquele alimento específico.
  • 42. Mas se você engolir rapidamente, não saberei que alimento está chegando e nem estarei preparado para recebê-lo... O Baço também não saberá para onde direcionar o chi... Já imaginou as conseqüências dessa confusão?
  • 43. Se você mastigar até ficar com a boca cheia de saliva, receberei uma parte de alimento e duas de saliva. Essa, com certeza, é a melhor condição para a digestão!
  • 44. Além disso,é importante você não ingerir muito líquido durante as refeições. Ele pode diluir todas as tarefas naturalmente atribuídas aos sucos salivares e digestivos.
  • 45. E, por favor, aprenda a conviver com o estresse do dia a dia - as dificuldades que enfrenta no trabalho e em seus relacionamentos, a ansiedade e as preocupações.
  • 46. Faça Relaxamento, Meditação,Yoga, Recondicionamento Mental ou Tai Chi Chuan... É vital que faça alguma coisa que o ajude a controlar seus pensamentos e suas emoções!
  • 47. Assim você ganhará qualidade de vida, e eu, equilíbrio e energia! Todo o seu corpo agradecerá!
  • 48. Foi um prazer estarmos juntos! Grato pela atenção,
  • 49. Texto adaptado do Método Taoísta de Mantak Chia Música : Sweet People - Et les oiseaux Criação e Formatação : OLGA MENDONÇA Psicóloga, Psicoterapeuta Corporal e Naturoterapeuta Contato : olgasaude@gmail.com Visite nosso site e conheça outros órgãos da série: http://www.terapeutaolga.com.br/ Recife, Junho de 2008