Prece

(André Luiz -Do livro “Voltei”)
Senhor Jesus...
Dai-nos o poder de operar a própria conversão
para que o Teu Reino de Amor seja irradiado do
Centro de nós...
Contigo em nós, converteremos a treva em claridade...
A dor em alegria,
ódio em amor...
A descrença em fé viva,
a dúvida em certeza...
A maldade em bondade,
a ignorância em compreensão e sabedoria...
A dureza em ternura,
a fraqueza em força...
O egoísmo em cântico fraterno,
o orgulho em humildade,
o torvo mal em Infinito Bem.
Sabemos, Senhor, que, de nós mesmos,
somente possuímos a inferioridade de
que nos devemos desvencilhar.
Mas, unidos a Ti,
somos galhos frutíferos na árvore dos
séculos, que as tempestades da experiência
jamais deceparão...
Assim, pois, Mestre amoroso,
digna-te amparar-nos
a fim de que nos elevemos,
ao encontro de tuas mãos sábias e
compassivas...
Que nos erguerão da inutilidade,
para o serviço da cooperação Divina,
agora e para sempre.
Assim Seja!
Música: Sonho de amor – Diogenes Oliveira
Formatação: VAL RUAS

http://valruas.wordpress.com
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

André luiz-prece

369 visualizações

Publicada em

Senhor Jesus... Dai-nos o poder de operar a própria conversão para que o Teu Reino de Amor seja irradiado do Centro de nós mesmos.

Publicada em: Espiritual
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
369
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

André luiz-prece

  1. 1. Prece (André Luiz -Do livro “Voltei”)
  2. 2. Senhor Jesus... Dai-nos o poder de operar a própria conversão para que o Teu Reino de Amor seja irradiado do Centro de nós mesmos.
  3. 3. Contigo em nós, converteremos a treva em claridade...
  4. 4. A dor em alegria, ódio em amor...
  5. 5. A descrença em fé viva, a dúvida em certeza...
  6. 6. A maldade em bondade, a ignorância em compreensão e sabedoria...
  7. 7. A dureza em ternura, a fraqueza em força...
  8. 8. O egoísmo em cântico fraterno, o orgulho em humildade, o torvo mal em Infinito Bem.
  9. 9. Sabemos, Senhor, que, de nós mesmos, somente possuímos a inferioridade de que nos devemos desvencilhar.
  10. 10. Mas, unidos a Ti, somos galhos frutíferos na árvore dos séculos, que as tempestades da experiência jamais deceparão...
  11. 11. Assim, pois, Mestre amoroso, digna-te amparar-nos a fim de que nos elevemos, ao encontro de tuas mãos sábias e compassivas...
  12. 12. Que nos erguerão da inutilidade, para o serviço da cooperação Divina, agora e para sempre. Assim Seja!
  13. 13. Música: Sonho de amor – Diogenes Oliveira Formatação: VAL RUAS http://valruas.wordpress.com

×