Bahia: como pode a infraestrutura aumentar a competitividade industrial?

970 visualizações

Publicada em

Como reduzir o custo-bahia para aumentar a competitividade da economia baiana?

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
970
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
354
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
24
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Bahia: como pode a infraestrutura aumentar a competitividade industrial?

  1. 1. ▪ Como reduzir o custo sistêmico para aumentar a competitividade? 1
  2. 2. DISPERSÃO TERRITORIAL DOS POLOS ECONÔMICOS Estrutura da Produção Industrial Bahia: 2013 2
  3. 3. Nova Dinâmica do Crescimento Macroeconômico Políticas de Distribuição de Renda e Benefícios Inclusão Social de Novos Contigentes Populacionais Injeção de R$4 Bilhões Anuais pelo Bolsa-Família e BPC’s Dinamizando de baixo para cima a Pirâmide Sócio Econômica Gerando Forte Expansão Liderada pelo Comércio e Serviços
  4. 4. Infraestrutura: Investimentos indispensáveis para a melhoria da competitividade Econômica Desafios FIOL Porto de Aratu Dispersão espacial dos investimentos Porto Sul Investimentos liderados por Energia Eólica, Mineração e Celulose Fronteiras de expansão econômica Demanda por mais infraestrutura Hidrovia São Francisco
  5. 5. INVESTIMENTOS EM LOGÍSTICA E INFRAESTRUTURA SÃO FUNDAMENTAIS PARA O CRESCIMENTO Ampliar a eficiência das cadeias produtivas FCA PIL HIDROVIA S.F. PIL Aumento de competitividade por redução de custos FCA FIOL Atrair novos investimentos privados suplementares aos Públicos Geração de ganhos sistêmicos de produtividade
  6. 6. Principais Investimentos: • Ferrovia de Integração Oeste-Leste: US3,6 bilhões FERROVIA DE INTEGRAÇÃO OESTE – LESTE • Porto Sul : US$ 961 milhões • Novo Aeroporto Internacional de Ilhéus : US$ 131 milhões TERRITÓRIO SERTÃO PRODUTIVO Porto Sul
  7. 7. Porto Sul Investimento de R$ 3,5 bilhões, com a seguinte estrutura: • Porto Público – Constituído por terminais para armazenamento e movimentação de cargas diversas. • Zona de Apoio Logístico – Área com pátios de armazenamento de cargas e minério • Terminal de Uso Privativo para exportação de minério – Destinado ao minério de ferro da Bahia Mineração.
  8. 8. Sistema Rodoviário BA 093 63% PIB Concentração de Investimentos no Polo Industrial de Camaçari
  9. 9. Infraestrutura: Investimentos indispensáveis para a melhoria da competitividade da Bahia 9
  10. 10. A concentração "ilumina" o litoral norte e Recôncavo Norte, e deixa no "escuro“ a Ilha de Itaparica e o Baixo Sul, evidenciando o déficit de Infraestrutura Feira de Santana Alagoinhas BR-101 Cruz das Almas BR-116 Projeto Sto. Antônio de Jesus FONTE: Imagem de Salvador, Análise da equipe 10
  11. 11. O Sistema Viário do Oeste (SVO) Nova Logística Rodoviária do Recôncavo ▪ Fechamento do ANEL VIÁRIO do Recôncavo, integrando toda a região: – Construção da Ponte – Duplicação da BA-001 na Ilha e da Ponte do Funil – Ampliação da BR-242 até Salvador, duplicada, onde ela entroncará com a BR-324, com a Via Expressa, fazendo um anel com a BR-101 duplicada, a BR-116 duplicada e a BR-324 com mais uma faixa de trafego, com três faixas em cada sentido.
  12. 12. Novo Mapa Eólico
  13. 13. Aeroportos – Novos investimentos Aeroportos Existentes Novas Concessões Internacionais Ilhéus | US$ 50 milhões | Novo aeroporto (em andamento) Porto Seguro | US$ 125 milhões | Novo aeroporto (underway) Regional Vitória da Conquista | US$ 75 milhões | Novo aeroporto Barreiras | US$ 17 milhões | Expansão (em andamento) Feira de Santana | US$ 30 milhões | (concedido) Fonte: Infraero, Seinfra Expansão
  14. 14. Receita Nominal de Serviços Brasil e Bahia 2012/2013*
  15. 15. Estados do Nordeste
  16. 16. ‹#›
  17. 17. Variação anual da Produção Industrial Bahia, Pernambuco, Ceará e Brasil, 2007-2013 15 10 5 Brasil 0 Ceará Pernambuco -5 Bahia -10 -15 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 Fonte: IBGE Variação acumulada da Produção Industrial Bahia, Pernambuco, Ceará e Brasil, 2007-2013 20.0 15.0 Brasil 10.0 Ceará 5.0 Pernambuco 0.0 Bahia -5.0 -10.0 2007 Fonte: IBGE 2008 2009 2010 2011 2012 2013
  18. 18. Variação anual do IBCR Bahia, Pernambuco, Ceará e Brasil, 2007-2013 10.0 8.0 6.0 BA 4.0 PE 2.0 CE BR 0.0 -2.0 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 Fonte: Bacen 45.0 Variação acumulada do IBCR Bahia, Pernambuco, Ceará e Brasil, 2007-2013 40.0 35.0 30.0 25.0 BR 20.0 BA 15.0 PE 10.0 CE 5.0 0.0 2007 Fonte: Bacen 2008 2009 2010 2011 2012 2013
  19. 19. Taxa de Crescimento do Produto Interno Bruto – Brasil e Nordeste 9.0 8.0 7.0 6.0 5.0 Bahia 4.0 Pernambuco(1) Ceará(1) 3.0 Brasil 2.0 1.0 0.0 2006 2007 2008 2009 (1.0) (2.0) Fonte: SEI/IBGE * Dados ajustados as contas nacionais trimestrais (**) Dados sujeitos a retificação (1) 2011 e 2012 a taxa de crescimento foi calculada com base no trimestral da UF 2010* 2011* 2012**
  20. 20. Infovias: Interiorização de Banda Larga
  21. 21. RECUPERAR A CAPACIDADE DE INVESTIMENTO Infraestrutura para melhorar a qualidade DO ESTADO, COM CONTINUIDADE DA REDUÇÃO DA POBREZA, do MAIS INVESTIMENTOS E GESTÃO desenvolvimento econômico e aumentar o ▪ padrão de vida da população José Sergio Gabrielli de Azevedo Secretário do Planejamento

×