Negócios em Cinema e Audiovisual - 10/6/15

78 visualizações

Publicada em

Aula da disciplina Negócios em Cinema e Audiovisual, do curso de Audiovisual do Centro Universitário Senac, em 10 de agosto de 2015.

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
78
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Negócios em Cinema e Audiovisual - 10/6/15

  1. 1. Negócios em cinema e audiovisual 10 de agosto de 2015
  2. 2. James Clerk Maxwell (1831-1879) Renato Cruz – Senac2  Físico escocês.  Publicou em 1873 seu Tratado sobre Eletricidade e Magnetismo.  Demonstrou que a luz era uma onda eletromagnética e que as ondas eletromagnéticas eram passíveis de reflexão, refração e outros fenômenos observados nas ondas de luz.  Desenvolveu um conjunto de equações que demonstram que o magnetismo, a eletricidade e a luz são manifestações do mesmo fenômeno.
  3. 3. Heinrich Rudolf Hertz (1857-1894) Renato Cruz – Senac3  Físico alemão.  Provou a existência das ondas de rádio, que já haviam sido previstas teoricamente por Maxwell.  Criou o primeiro transmissor e o primeiro receptor de ondas de rádio.  Demonstrou que as ondas de rádio viajam na velocidade da luz, como Maxwell havia previsto.  Não vislumbrou a aplicação prática de sua descoberta.
  4. 4. Guglielmo Marconi (1874-1937) Renato Cruz – Senac4  Em 1894, lê um artigo sobre os experimentos de Hertz, e percebe que as descobertas poderiam ser usadas para transmitir sinais.  No ano seguinte, faz um transmissão via rádio a uma distância de 2,5 km.  Consegue na Inglaterra a primeira patente de telegrafia sem fio.  Em 1901, realiza a primeira transmissão transatlântica de rádio, entre Poldhu (Inglaterra) e Saint John (Canadá).  Ganha o Nobel de Física em 1909.
  5. 5. Padre Roberto Landell de Moura (1861-1928) Renato Cruz – Senac5  Estudou por alguns anos na Escola Politécnica do Rio de Janeiro.  Em 1893, transmitiu sinais e sons musicais entre a Avenida Paulista e o alto de Santana, com um sistema de telegrafia sem fio.  Foi chamado de louco, bruxo e diabólico.  Em 1901, viajou para os EUA, onde depositou três patentes de um “transmissor de ondas”, tipo especial de telégrafo sem fio.
  6. 6. John Logie Baird (1888-1946) Renato Cruz – Senac6  O engenheiro escocês foi o primeiro a transmitir imagens em movimento pela TV, em 1926.  A imagem era formada por 30 linhas verticais, a 12,5 quadros por segundo.  Dois anos depois, fez a primeira transmissão em cores.  Em 1929, a BBC permite que Baird inicie transmissões públicas de TV.
  7. 7. Philo Taylor Farnsworth (1906-1971) Renato Cruz – Senac7  Criou o primeiro sistema totalmente eletrônico de televisão.  Começou a trabalhar nele antes de completar 15 anos, e fez a primeira demonstração aos 21 anos.  Frequentou a Universidade Brigham Young, como aluno especial, quando ainda estava no colégio.
  8. 8. O início da radiodifusão Renato Cruz – Senac8  A primeira emissora comercial de rádio foi a KDKA, de Pittsburgh, nos Estados Unidos, criada em 1920.  A BBC começa a transmitir regularmente sinais de TV em 1934, mas o serviço é interrompido entre 1939 e 1946, durante a 2ª Guerra.  Em 1941, a RCA torna-se a primeira emissora comercial de TV nos EUA.  No Brasil, a Rádio Sociedade do Rio de Janeiro, primeira emissora do País, é criada pelo médico Edgard Roquette-Pinto (1884-1954), em abril de 1923.
  9. 9. A trajetória da TV no Brasil Renato Cruz – Senac9  Fase da instalação (1950-1964) – compreende o período de chegada da televisão no Brasil, dominado por empresas vindas do rádio, como a Tupi e a Record, onde as emissoras eram regionais e não havia redes.  Fase da expansão (1965-1984) – tem como marco a criação de TV Globo e da Embratel. As emissoras começam a ser organizadas em rede, aproveitando a infra- estrutura nacional de televisão instalada pelo governo militar. A televisão passa a se tornar uma ferramenta importante de poder e de integração nacional.  Fase da consolidação (1985-2002) – com o fim da ditadura, a televisão se consolida como um poder em si, nacionalmente, e passa a ocupar um espaço central para o poder político regional. O período marca o auge da hegemonia criada durante a fase anterior e também o início de seu declínio.  Fase da convergência (2003- ) – pela primeira vez, o poder da televisão encontra-se em xeque, pelo poder econômico das empresas de telecomunicações e pelos efeitos da convergência de meios.
  10. 10. Fase da instalação (1950-1964) Renato Cruz – Senac10  Em 18 de setembro de 1950, chega ao Brasil “o mais subversivo de todos os veículos de comunicação do século”.  Assis Chateaubriand importa 30 toneladas de equipamentos da americana RCA Victor, por US$ 5 milhões.  A um mês do lançamento, são trazidos de avião, como contrabando, de 200 televisores.  No dia da inauguração, uma das três câmeras pifa, mas ninguém percebe.  Os Diários Associados chegaram a ter mais de 100 empresas, incluindo 33 jornais, 28 revistas, 25 emissoras de rádio, 22 emissoras de televisão, três gráficas, duas agências de notícias, duas gravadoras de disco e uma agência de publicidade.
  11. 11. Fase da expansão (1965-1984) Renato Cruz – Senac11  A TV Globo entra no ar em 26 de abril de 1965, no Rio de Janeiro.  Em 16 de setembro, nasce a Embratel, como detentora das concessões de comunicação de longa distância nacional e internacional.  José Bonifácio chega à Globo em março de 1967, com o objetivo de transformá-la numa rede nacional.  Em 1969, começa a contratar os serviços da Embratel, para conectar suas emissoras.  No mesmo ano, a Embratel inaugura a sua Estação Terrena de Comunicação Via Satélite, em Itaborá (RJ), e o Tronco Sul da sua rede terrestre de microondas.  Em setembro de 1969, a Globo lança o Jornal Nacional.  A TV em cores chega ao Brasil em 10 de fevereiro de 1972, com a transmissão da Festa da Uva, em Caxias do Sul (RS).
  12. 12. Fase da consolidação (1985-2002) Renato Cruz – Senac12  Tancredo Neves submeteu o nome de cada um de seus ministros a Roberto Marinho: “Eu brigo com o Papa, eu brigo com a Igreja Católica, eu brigo com o PMDB, com todo mundo, eu só não brigo com o doutor Roberto”.  O nome de Maílson da Nóbrega para o Ministério da Fazenda, segundo alguns relatos, foi escolhido por Roberto Marinho.  Durante a Constituinte, foram distribuídas 82 concessões de TV, sendo 43 no ano da votação da emenda dos cinco anos para Sarney, 30 delas para parlamentares de partidos aliados do governo.  O ministro Antônio Carlos Magalhães recebeu sete concessões de TV e o presidente José Sarney (1985-1990) três.  Em 1989, a Globo exibe um resumo favorável a Fernando Collor de Mello do debate com Luiz Inácio Lula da Silva, no Jornal Nacional. O ex- presidente é dono da retransmissora da Globo em Alagoas.

×