Urbanismo e Ruralidade

739 visualizações

Publicada em

Este trabalha fala sobre a freguesia da Senhora da Hora.

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
739
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Urbanismo e Ruralidade

  1. 1. URBANISMO E RURALIDADE NA CIDADE DA SENHORA DA HORA<br />
  2. 2. Senhora da Hora<br /> Constituído por um escudo de prata; um chafariz azul, sendo o alçado com sete bicas dispostas em faixa, por onde corre a água em orla; uma grinalda verde de folhas de plantas; uma coroa mural de prata com quatro torres e um listel branco, com a legenda a negro, em maiúsculas: “SENHORA DA HORA”. <br />
  3. 3. A cidade da Senhora da Hora é uma freguesia e cidade portuguesa do concelho de Matosinhos, com 3,80 km² de área e 26 543 habitantes (2001). Densidade: 6 985,0 hab/km².<br /> Geograficamente a Vila da Senhora da Hora, é um enclave, situado na zona que limita o concelho de Matosinhos e o concelho do Porto no cruzamento da Via Rápida e da Circunvalação.<br />
  4. 4. A Senhora da Hora é praticamente minha vizinha, pois vivo desde que nasci na cidade de Matosinhos que se encontra a dois passos. Aquela zona era mais procurada na altura da festa da Senhora da Hora, e todos os anos era a mesma coisa, lá ia eu com a minha família e os meus amigos comer farturas e andar nos carrosséis. <br />
  5. 5. Património<br />•Casa e Quinta de São Gens (incluindo terreno e jardim)<br />•Capela da Nossa Senhora da Hora<br /><ul><li>Capela de Nossa Senhora da Penha</li></ul>•Igreja da Nossa Senhora da Hora<br />•Monumento dos Centenários<br />•Casa Sapage<br />•Quinta do Viso<br />•Fonte das Sete Bicas<br />
  6. 6. De todas as freguesias de Matosinhos, a última a passar ao estatuto de cidade foi a freguesia da Senhora da Hora, uma das mais recentes e populosas vilas de Portugal.<br />Nossa Sr.ª da Hora<br />Que dais a quem vós vem ver?<br />Auguinhas das sete bicas<br />pra quem as quiser beber.<br />
  7. 7. Durante muitos anos a população dedicou-se à agricultura graças ao solo fértil, à venda de produtos retirados das terras e também à pecuária bovina, depois, o progresso veio retirar a marca da ruralidade. <br />
  8. 8. Na década do século XX, desenvolveu-se a nível industrial, servindo de sustentáculo para o seu florescimento futuro (Ex: Efanor, empresa fabril do Norte, a primeira do país a produzir linhas para a máquina de costura (têxtil), empresa de extracção de caulino, construção da linha férrea e abertura de estradas). Segue-se o sector comercial que se espalhou por todas as artérias e o resultado consequente destes dois factores económicos, foi a expansão e consolidação do urbanismo e o aumento populacional. <br />
  9. 9. Depois surgiu o Continente que veio criar muitos postos de trabalho na Senhora da Hora, e já ninguém dispensava fazer as compras. Mas a Senhora da Hora foi crescendo e ganhando corpo e, depois, já não era o Continente o único detentor das atenções. As pessoas começaram a frequentar o Norteshopping.<br />
  10. 10. Com a ajuda de vários empreendimentos foi crescendo significadamente para um nível de economia mais elevado e o sector primário e secundário foram substituídos por os sectores terciário e quaternário.<br />
  11. 11. A Senhora da Hora está bem servida em termos de transportes e foi beneficiada com o metro de superfície, meio que se junta à já existente linha férrea. <br />

×