Soneto: gotas     Autor: Luiz Gonzaga PinheiroMúsica: Even through the distance
Todo ser humano lacrimeja e chora
Mas nem todos aproveitam tal momento
Para unir a água e o sal ao sentimento
E fazer o mar onde o amor aflora
Chora tua lágrima limpa e colorida
Tu que a enches de dor e de revolta
Para cada gesto há uma viravolta
Certamente amanhã cantarás a vida
Derrama tua lágrima calmamente
Que o futuro não te cobre do presente
Restos mortais de planos calcinados
Faz dessa gota alforria, moratória
Doa-a a Jesus e terás tua vitória
Iluminando teus olhos marejados
Gotas de luz  Todo ser humano lacrimeja e choraMas nem todos aproveitam tal momentoPara unir a água e o sal ao sentimento ...
Formatação: o caçador de imagens
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Gotas de luz

604 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
604
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
14
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Gotas de luz

  1. 1. Soneto: gotas Autor: Luiz Gonzaga PinheiroMúsica: Even through the distance
  2. 2. Todo ser humano lacrimeja e chora
  3. 3. Mas nem todos aproveitam tal momento
  4. 4. Para unir a água e o sal ao sentimento
  5. 5. E fazer o mar onde o amor aflora
  6. 6. Chora tua lágrima limpa e colorida
  7. 7. Tu que a enches de dor e de revolta
  8. 8. Para cada gesto há uma viravolta
  9. 9. Certamente amanhã cantarás a vida
  10. 10. Derrama tua lágrima calmamente
  11. 11. Que o futuro não te cobre do presente
  12. 12. Restos mortais de planos calcinados
  13. 13. Faz dessa gota alforria, moratória
  14. 14. Doa-a a Jesus e terás tua vitória
  15. 15. Iluminando teus olhos marejados
  16. 16. Gotas de luz Todo ser humano lacrimeja e choraMas nem todos aproveitam tal momentoPara unir a água e o sal ao sentimento E fazer um mar onde o deserto aflora Torna tua lágrima limpa e colorida Tu que a enches de dor e de revolta Se cada momento traz uma viravolta Certamente amanhã cantarás a vida Derrama tua lágrima calmamente Que o futuro não te cobre do presente Restos mortais de planos calcinados Faz dessa gota alforria, moratória Doa-a a Jesus e terás tua vitória Iluminando teus olhos marejados
  17. 17. Formatação: o caçador de imagens

×