Livro dos Espíritos para Crianças - Capítulo IV

55 visualizações

Publicada em

Mortes Prematuras; Sexo nos Espíritos; Parentesco - Filiação; Semelhanças Físicas e Morais.
Editora Auta de Souza

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
55
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Parentesco - Filiação
  • Semelhanças físicas e morais
  • Livro dos Espíritos para Crianças - Capítulo IV

    1. 1. “199. A curta duração da vida da criança pode representar, para o Espírito que a animava, o complemento de existência precedentemente interrompida antes do momento em que devera terminar, e sua morte, também não raro, constitui provação ou expiação para os pais.”
    2. 2. Lenina e Edon, no livro intitulado Escola no Além, de Cláudia Galasse, encontramos a descrição de um núcleo educativo espiritual, ligado à Instituição Espírita IDEAL, que abrigava crianças desencarnadas de meses até 2 anos de idade. “199. Recomeça outra existência.” (1)
    3. 3. Vamos ler um dos lindos poemas feito pelas crianças desta instituição, falando da esperança de reencarnar próximas da mãezinha querida.
    4. 4. “200. Não como o entendeis, pois que os sexos dependem da organização. Há entre eles amor e simpatia, mas baseados na concordância dos sentimentos.” (1) Sexo nos Espíritos “201, Em nova existência, pode o Espírito que animou o corpo de um homem animar. Decerto: são os mesmos os Espíritos que animam os homens e as mulheres. 202. Quando errante, que prefere o Espírito: encarnar no corpo de um homem, ou no de uma mulher? Isso pouco lhe importa. O que o guia na escolha são as provas por que haja que passar. Os Espíritos encarnam como homens ou como mulheres, porque não têm sexo. Visto que lhes cumpre progredir em tudo, cada sexo, como cada posição social, lhes proporciona provações e deveres especiais e, com isso, ensejo de ganharem experiência. Aquele que só como homem encarnasse só saberia o que sabem os
    5. 5. Parentesco - FiliaçãoParentesco - Filiação “205. A algumas pessoas a doutrina da reencarnação se afigura destruidora dos laços de família, com o fazê-los anteriores à existência atual.” (1) “205. Ela os distende, não o destrói. Essa doutrina amplia os deveres da fraternidade, porquanto, no nosso vizinho, ou no vosso servo, pode achar-se um Espírito a quem tenhais estado preso pelos laços da consanguinidade.” (1)
    6. 6. Lenina, responda esta questão: “208. Nenhuma influência exercem os Espíritos dos pais sobre o filho depois do nascimento deste?” (1) “Ao contrário: bem grande influência exercem. Conforme já dissemos, os Espíritos têm que contribuir para o progresso uns dos outros. Pois bem, os Espíritos dos pais têm por missão desenvolver os de seus filhos pela educação. Constitui-lhes isso uma tarefa. Tornar-se-ão culpados, se vierem a falir no seu desempenho.” (1) Tio, e as crianças siamesas? Semelhanças físicas e moraisSemelhanças físicas e morais
    7. 7. Tio, “213. Pois que nos gêmeos os Espíritos encarnam por simpatia, donde provém a aversão que, às vezes, se nota entre eles?” (1) “Não é de regra que sejam simpáticos os Espíritos dos gêmeos. Acontece também que Espíritos maus entendam de lutar juntos no palco da vida.” (1)
    8. 8. Tia Líria, “216. Em suas novas existências, conservará o Espírito traços do caráter moral de suas existências anteriores?” (1)
    9. 9. Não, Edon. Leia com atenção a questão 217. “217. E do caráter físico de suas existências pretéritas conserva o Espírito traços nas suas existências posteriores? O novo corpo que ele toma nenhuma relação tem com o que foi anteriormente destruído. Entretanto, o Espírito se reflete no corpo.” (1)

    ×