APLICAÇÃO DE SOFTWARE SOCIAL
   Projeto III: Integração de Dados, Informação,
   Conhecimento e Saber – D / I / C / S




...
EXISTEM TRÊS NÍVEIS BÁSICOS PARA
GERAÇÃO DO SABER QUE PODEM SER
DEFINIDOS SEGUNDO O GRAU DE
ELABORAÇÃO UTILIZADO PARA SE A...
SÃO ELES:


  Dados;


 Informação;

 Conhecimento;

 Saber
DADOS
    Forma de representação da informação.

    Normalmente é utilizado um sistema de símbolos
    (alfabeto) compre...
EXEMPLOS:
INFORMAÇÃO
     Informação é a interpretação dos dados de forma

    a compreender seu conteúdo. A informação
    corresp...
EXEMPLO:

  Usuário do Orkut
CONHECIMENTO:
    O conhecimento pode ser definido como sendo a

    integração de um nova informação, com
    conhecimen...
EXEMPLOS (ILUSTRAÇÃO):
    Charles Darwin e Alfred Russel Wallace, por meio

    de observações e estudos concluíram que ...
SABER
    Permite gerar avaliações sobre os conhecimentos,

    ou seja, corresponde ao uso do conhecimento.
    Uma pess...
EXEMPLO:
      Primeira Lei de Newton

    Quando um carro se movimenta numa estrada reta

    com velocidade constante, ...
CASO PRÁTICO
  Um clássico caso prático seria o próprio aluno de

  computação.
 Fase de dados: O livro de estudo do alu...
RESUMO




         DADOS



                 INFORMAÇÃO



                              CONHECIMENTO

                  ...
REFERÊNCIAS:

  http://www.vademecum.com.br/iatros/Saber.htm


 http://umbu.ied.dcc.ufmg.br/ead/mod/resource/view.
  php...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

ASS: D/I/C/S

457 visualizações

Publicada em

Dados, Informação, Conhecimentos e Saber

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
457
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
8
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

ASS: D/I/C/S

  1. 1. APLICAÇÃO DE SOFTWARE SOCIAL Projeto III: Integração de Dados, Informação, Conhecimento e Saber – D / I / C / S Grupo D: Juliano Xavier Maísa Horta
  2. 2. EXISTEM TRÊS NÍVEIS BÁSICOS PARA GERAÇÃO DO SABER QUE PODEM SER DEFINIDOS SEGUNDO O GRAU DE ELABORAÇÃO UTILIZADO PARA SE APRENDER, ESTRUTURAR E DAR SENTIDO AO QUE É PRODUZIDO ATRAVÉS DE OBSERVAÇÕES E EXPERIMENTAÇÕES.
  3. 3. SÃO ELES: Dados;   Informação;  Conhecimento;  Saber
  4. 4. DADOS Forma de representação da informação.  Normalmente é utilizado um sistema de símbolos (alfabeto) compreendido por determinadas pessoas capazes de processarem este dado. Corresponde ao lado sintático da comunicação e normalmente são registrados em um meio físico.
  5. 5. EXEMPLOS:
  6. 6. INFORMAÇÃO Informação é a interpretação dos dados de forma  a compreender seu conteúdo. A informação corresponde ao lado semântico de uma comunicação.
  7. 7. EXEMPLO: Usuário do Orkut
  8. 8. CONHECIMENTO: O conhecimento pode ser definido como sendo a  integração de um nova informação, com conhecimentos previamente adquiridos, além de entender qual a sua aplicabilidade no mundo real. Podemos considerar desta forma, o conhecimento como sendo uma total compreensão da informação. Esta definição é algo totalmente subjetivo pelo fato que a compreensão que cada pessoa faz de determinada informação pode ser completamente distintas.
  9. 9. EXEMPLOS (ILUSTRAÇÃO): Charles Darwin e Alfred Russel Wallace, por meio  de observações e estudos concluíram que a seleção natural conduziu a evolução das espécies, respeitando as leis naturais, dando como certo que os primatas e o homem possuem a mesma ancestralidade, até o surgimento do homus eretos. Depois de relutar bastante, a comunidade científica aceitou.
  10. 10. SABER Permite gerar avaliações sobre os conhecimentos,  ou seja, corresponde ao uso do conhecimento. Uma pessoa avalia seu entendimento tornando-se capaz de reconhecer se possui conhecimento completo sobre um assunto.
  11. 11. EXEMPLO: Primeira Lei de Newton Quando um carro se movimenta numa estrada reta  com velocidade constante, ao entrar numa curva, ele tende, por sua inércia, a manter a velocidade constante e portanto sair pela tangente à curva. Para efetuar a curva, os pneus são dispostos de forma a receber do solo uma força capaz de variar a direção da velocidade, como podemos ver na figura abaixo.
  12. 12. CASO PRÁTICO Um clássico caso prático seria o próprio aluno de  computação.  Fase de dados: O livro de estudo do aluno de programação.  Fase de informação: A leitura do livro, junto a conceitos prévios de computação permitem o aluno a interpretação e entendimento dos dados.  Fase de conhecimento: Ao fazer o trabalho prático o aluno utiliza-se e aprofunda-se naquele conhecimento.  Saber: reflexão: quot;o quanto eu sei sobre programação ?quot;
  13. 13. RESUMO DADOS INFORMAÇÃO CONHECIMENTO SABER
  14. 14. REFERÊNCIAS: http://www.vademecum.com.br/iatros/Saber.htm   http://umbu.ied.dcc.ufmg.br/ead/mod/resource/view. php?id=2424  http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/leis-de- newton/primeira-lei-de-newton.php  http://www.ime.usp.br/~vwsetzer/dado-info- Folha.html  http://www.systems-thinking.org/dikw/dikw.htm  http://www.peabirus.com.br/redes/form/post?topico _id=6336

×