UNIVERSIDADE POTIGUAR – UnP      PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS – GRADUAÇÃO       CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ENGENHARIA DE...
Na análise econômica do projeto UnP 2009-1 (Desenvolvimento doCampo UNP) foram realizados cálculos para ver a viabilidade ...
PRODUÇÃO DE 2010 A 2034 (m3/d)  450  400  350  300  250  200  150  100   50    0        2010   2012   2014   2016   2018  ...
ANO             FLUXO DE CAIXA                         2010                  6.829.952,83                         2011    ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Na análise econômica do projeto un p 2009

181 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
181
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Na análise econômica do projeto un p 2009

  1. 1. UNIVERSIDADE POTIGUAR – UnP PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS – GRADUAÇÃO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ENGENHARIA DE PETRÓLEO E GÁS NATURAL ANÁLISE ECONÔMICA DO PROJETO UNP-2009-1 DESENVOLVIMENTO DO CAMPO UNPDISCIPLINA: ANÁLISE ECONÔMICA DE PROJETODOCENTE: PROF. ENG. IVO PORFIRIO PINTODISCENTE: JONAS AUGUSTO FONSECA DA SILVA NATAL 2009
  2. 2. Na análise econômica do projeto UnP 2009-1 (Desenvolvimento doCampo UNP) foram realizados cálculos para ver a viabilidade do projetolevando em conta a PLV, a TIR, o fluxo de caixa, a TMA, o custo inicial doprojeto e suas curvas. O projeto consta de 32 poços auto-elevaveis (bombeiomecânico), suas unidades e o abandono dos poços: PROJETO INICIAL VALOR (R$)44 POÇOS PRODUTORES E INJETORES 15.400.000,0032 COMPLETAÇÃO PRODUTORES 2.400.000,0012 COMPLETAÇÃO INJETORES 516.000,0036 LINHA DE PRODUÇÃO 224.000,0018 LINHA DE INJEÇÃO 36.000,0032 UB 480.000,0005 MULTIVIAS 275.000,0002 TANQUES DE TESTES 140.000,0005 OLEODUTOS 25.000,0001 SIA 500.000,0001 ETAP 750.000,0001 TANQUE DE LAVAGEM 675.000,00CUSTO TOTAL 21.421.000,00 Figura 1 ABANDONO VALOR (R$)42 POÇOS PRODUTORES E INJETORES 330.000,0082 LINHAS 41.000,0001 ESTAÇÃO 50.000,0005 OLEODUTOS 5.000,00CUSTO TOTAL 426.000,00 Figura 2 O custo total do projeto inicial foi de R$ 21.847.000,00. Com os dados dacurva fora esboçado a linha de produção durante o período estabelecido peloprojeto:
  3. 3. PRODUÇÃO DE 2010 A 2034 (m3/d) 450 400 350 300 250 200 150 100 50 0 2010 2012 2014 2016 2018 2020 2022 2024 2026 2028 2030 2032 2034 Figura 3 Nesta figura 3 observamos uma perda de produção a partir de 2013,seguindo uma projeção de queda no decorrer da produção, um caso esperado.Vamos definir a partir daqui se o andamento da produção gera prejuízoutilizando-se do fluxo de caixa, ou seja, onde as saídas são maiores que asentradas. Nota-se (Figura 4) que a partir de 2022 a produção já passa a contarcom prejuízo, ou seja, as saídas são maiores que as entradas. Devemos agoradefinir se o projeto é viável ou não calculando-se o VPL e a TIR. O VPL (Valor Presente Líquido) foi calculado utilizando-se dos dados daplanilha elaborada no software EXCEL 2007, assim como a TIR (Taxa Internade Retorno). O VPL diz se o projeto é economicamente ativo ou não, baseandona TMA (Taxa Mínima de Atratividade), que neste caso foi fixada em 9%. OVPL é igual ao valor presente das entradas de caixa menos o valor presente desuas saídas, ou seja, é o fluxo de caixa menos valor do projeto. O VPL ficouassim: = VPL (TMA; FLUXO DE CAIXA) – CUSTO INICIAL DO PROJETO = 119.481.369,29 R$Por o VPL ter sido maior que zero, o projeto se torna economicamente viável. A TIR é a taxa de juros que torna o valor presente de entradas de caixaigual ao valor presente das saídas de caixa do projeto. Calculando a TIR: = TIR (-VALOR INICIAL DO PROJETO : FLUXO DE CAIXA) = 115%
  4. 4. ANO FLUXO DE CAIXA 2010 6.829.952,83 2011 52.430.849,06 2012 44.372.154,09 2013 37.132.987,42 2014 30.635.298,74 2015 24.762.012,58 2016 19.493.616,35 2017 14.732.547,17 2018 10.459.292,45 2019 6.615.314,47 2020 3.161.588,05 2021 39.575,47 2022 -2.770.235,85 2023 -5.287.358,49 2024 -7.550.817,61 2025 -9.599.638,36 2026 -11.433.820,75 2027 -13.092.389,94 2028 -14.594.858,49 2029 -15.921.713,84 2030 -17.131.493,71 2031 -18.224.198,11 2032 -19.199.827,04 2033 -20.077.893,08 2034 -20.877.908,81 Figura 4Com a TIR maior que zero, o projeto é economicamente ativo. De acordo com a figura 4, o projeto se torna economicamenteinsatisfatória a partir de 2022, recomendando-se o fim da produção já que ovalor retorno começa a ser observado em 2012 onde o custo do projeto já éultrapassado por mais que o dobro, na produção máxima do projeto.

×