O Buraco do Ozono<br />Área de Integração<br />Professora: Patrícia Ervilha<br />
Ozono: benéfico ou prejudicial? <br /> ozono (O3) é um composto químico com efeitos prejudiciais para os seres vivos quand...
No entanto…<br />… é ao nível da estratosfera (entre 25 a 30 km da superfície terrestre) que se encontra 90% deste compost...
Em quantidades muito pequenas, as radiações UV são úteis à vida, contribuindo para a produção da vitamina D, indispensável...
 Nos anos 80, confirmou-se a destruição progressiva da camada do ozono, com a sua consequente rarefacção, designada por bu...
Buraco do Ozono e Efeito de Estufa <br />A diminuição do ozono estratosférico e as alterações climáticas são problemas amb...
  A camada de ozono permite manter o balanço de temperatura no planeta Terra. Pensa-se que a rarefacção  desta camada redu...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

O Buraco Do Ozono, Bárbara Fortes CTT 09

1.454 visualizações

Publicada em

Publicada em: Turismo, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.454
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
118
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O Buraco Do Ozono, Bárbara Fortes CTT 09

  1. 1. O Buraco do Ozono<br />Área de Integração<br />Professora: Patrícia Ervilha<br />
  2. 2. Ozono: benéfico ou prejudicial? <br /> ozono (O3) é um composto químico com efeitos prejudiciais para os seres vivos quando se encontra junto à superfície terrestre: provoca irritações nos olhos e tracto respiratório, é o componente principal do nevoeiro fotoquímico e actua como gás com efeito de estufa. <br />
  3. 3. No entanto…<br />… é ao nível da estratosfera (entre 25 a 30 km da superfície terrestre) que se encontra 90% deste composto, constituindo a chamada camada de ozono, que assume um papel fundamental na protecção da vida na Terra: absorve mais de 95% das radiações ultravioleta (UV), impedindo que estas atinjam a superfície terrestre em quantidades elevadas. <br />
  4. 4. Em quantidades muito pequenas, as radiações UV são úteis à vida, contribuindo para a produção da vitamina D, indispensável ao normal desenvolvimento dos ossos. <br /> No entanto, a exposição prolongada e sem protecção a radiação UV causa anomalias nos seres vivos, podendo levar ao aparecimento de cancro da pele, deformações, atrofia e cegueira assim como à diminuição das defesas imunológicas, favorecendo o aparecimento de doenças infecciosas e em casos extremos, à morte. <br />A radiação UV pode também diminuir a taxa de crescimento de plantas e aumentar a degradação de plásticos.<br />
  5. 5.  Nos anos 80, confirmou-se a destruição progressiva da camada do ozono, com a sua consequente rarefacção, designada por buraco do ozono. Esta diminuição de espessura da camada de ozono facilita a passagem das radiações UV para a superfície terrestre e deve-se principalmente à reacção de moléculas de ozono com radicais de bromo ou cloro, na estratosfera, destruindo-as e consequentemente reduzindo a espessura da camada de ozono. Outros gases, como o óxido de azoto (NO) libertado pelos aviões na estratosfera, também contribuem para a destruição da camada do ozono.<br />Todos os produtos químicos que destroem a camada de ozono têm duas propriedades comuns: são estáveis e contêm elementos de cloro ou de bromo, como os clorofluocarbonetos (CFC) e o brometo de metilo. A sua estabilidade permite-lhes atingir a estratosfera inalterados, sendo só então quebradas as suas moléculas por acção da radiação UV e libertados os radicais (de cloro ou bromo).<br />
  6. 6. Buraco do Ozono e Efeito de Estufa <br />A diminuição do ozono estratosférico e as alterações climáticas são problemas ambientais distintos, causados principalmente pela actividade humana e inter-relacionando-se de várias formas:<br /><ul><li>  As substâncias que causam a destruição da camada do ozono, como os CFCs também contribuem para o efeito de estufa;
  7. 7.   A camada de ozono permite manter o balanço de temperatura no planeta Terra. Pensa-se que a rarefacção desta camada reduz o efeito de estufa;
  8. 8.      O aumento de exposição da superfície terrestre a raios UV pode alterar a circulação dos gases com efeito de estufa, aumentando o aquecimento global. Em particular, prevê-se que o aumento de UV suprima a produção primária nas plantas terrestres e no fitoplâncton marinho, reduzindo a quantidade de dióxido de carbono que absorvem da atmosfera;
  9. 9.      Prevê-se que o aquecimento global conduza a um aumento médio das temperaturas na troposfera, podendo arrefecer a estratosfera e, consequentemente, aumentando a destruição da camada de ozono (temperaturas baixas favorecem reacções de destruição do ozono).</li></li></ul><li>Trabalho realizado por:<br />Bárbara Fortes Santos*<br />10ªCTT.09.12<br />Escola Profissional da Nazaré<br />

×