Aula 10 - Equivalência Java x Portugol Studio - parte 1

3.748 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
1 comentário
4 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.748
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
788
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
1
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula 10 - Equivalência Java x Portugol Studio - parte 1

  1. 1. Bacharelado em Ciência e TecnologiaProcessamento da InformaçãoEquivalência Portugol – JavaLinguagem Java
  2. 2. Bacharelado em Ciência e TecnologiaProcessamento da InformaçãoEquivalência Portugol – JavaObjetivos Compreender como desenvolver algoritmosbásicos em JAVA Aprender como escrever programas naLinguagem JAVA baseando-se na “ LinguagemPortugol” – aprender as sintaxes equivalentesentre as linguagens
  3. 3. Bacharelado em Ciência e TecnologiaProcessamento da InformaçãoEquivalência Portugol – JavaLinguagem Java Desenvolvida pela Sun Microsystem ORACLE comprou a SUN Portável a diferentes plataformas Orientada a Objetos Código interpretado Permite que o programa execute mais de um thread(linha de execução).
  4. 4. Bacharelado em Ciência e TecnologiaProcessamento da InformaçãoEquivalência Portugol – JavaLinguagem Java• Ambiente Java de Compilação:• Compilador JAVAC:Media.Java Media.classCódigo deMáquinaCódigo Fonte BytecodeInterpretaçãoJavac
  5. 5. Bacharelado em Ciência e TecnologiaProcessamento da InformaçãoEquivalência Portugol – JavaAnalogiaPortugol Studio X JavaDeclarações de variáveisAtribuiçãoSaída de DadosEntrada de DadosEstruturas de SeleçãoEstruturas de RepetiçãoEstrutura de um Programa JAVA
  6. 6. Bacharelado em Ciência e TecnologiaProcessamento da InformaçãoEquivalência Portugol – JavaDeclaração de Variáveis Tipos de dados inteiro, real, caracter Variáveis real p1, p2, p3, media inteiro soma caracter sexo• Tipos de dados– int, float, double, character• Variáveis– float p1, p2, p3, media;– int soma;– char sexo;Portugol StudioJAVAInstruções do JAVAterminam com ;
  7. 7. Bacharelado em Ciência e TecnologiaProcessamento da InformaçãoEquivalência Portugol – JavaAtribuição Guarda um valor em uma variável O tipo de dado DEVE ser compatível com o tipo da variável Portanto, se uma variável é do tipo inteiro, somente podemos atribuir umvalor do tipo inteiro a ela inteiro soma caracter sexo soma = 0 sexo = “M” int soma; char sexo; soma = 0; sexo = ‘M’;Portugol StudioJAVA
  8. 8. Bacharelado em Ciência e TecnologiaProcessamento da InformaçãoEquivalência Portugol – JavaSaída de Dados• Há várias maneiras de se fazer SAÍDA DE DADOS emJAVA• Pode-se “mandar” mensagens para o usuário nomonitor de vídeo através de BOTÕES, CAIXAS DEDIÁLOGO, “FORMS”, etc NESTE CURSO, pelo menos inicialmente, vamosutilizar SAIDA DE DADOS via CONSOLE (seminterface gráfica)
  9. 9. Bacharelado em Ciência e TecnologiaProcessamento da InformaçãoEquivalência Portugol – JavaSaída de DadosExibindo uma mensagem FIXA• escreva(“Digite o valor da compra “)ou• escreva (“nDigite o valor da compra”)• System.out.print(“Digite o valor da compra “);ou• System.out.println(“Digite o valor da compra “);NOTAS:• o “S” do “System” é MAIÚSCULO• print versus println• println PULA O CURSOR DE LINHA depois de imprimirJAVAPortugol Studio
  10. 10. Bacharelado em Ciência e TecnologiaProcessamento da InformaçãoEquivalência Portugol – JavaSaída de DadosExibir um conteúdo de variável• escreva(“Media = “, media)• escreva (“ Idade = “, id, “ Altura = “, altu)• System.out.print(“Media = “ + media);• System.out.println(“Idade = “ + id + “ Altura = “ + altu);NOTAS:• Usa se o “+” e não a VÍRGULA para imprimir texto “mesclado” com variávelJAVAPortugol Studio
  11. 11. Bacharelado em Ciência e TecnologiaProcessamento da InformaçãoEquivalência Portugol – JavaENTRADA DE DADOS• Há várias maneiras de se fazer ENTRADA DE DADOSem JAVA• Pode-se “obter valores do teclado ou mouse”através de BOTÕES, CAIXAS DE DIÁLOGO, “FORMS”,etc NESTE CURSO, pelo menos inicialmente, vamosutilizar ENTRADA DE DADOS via “BUFFER DETECLADO” (sem interface gráfica)
  12. 12. Bacharelado em Ciência e TecnologiaProcessamento da InformaçãoEquivalência Portugol – Java12Comando de entrada Como ler os dados do teclado e guardar na memória docomputador? É necessário criarmos um buffer para guardar os dadosdigitados no teclado e depois transferí-los para a memória(variável)Scanner entrada = new Scanner(System.in);É o buffer dotecladobuffer
  13. 13. Bacharelado em Ciência e TecnologiaProcessamento da InformaçãoEquivalência Portugol – JavaComando de Entrada• Após ter criado o buffer do teclado, basta transferir esse dado paraa variável desejada• A leitura é dada associando o tipo de entrada ao tipo da variávelque receberá o dadoTipo de Dado UsarString entrada.nextLine();int entrada.nextInt();double entrada.nextDouble();float entrada.nextFloat();char entrada.nextLine().charAt(0);boolean entrada.nextBoolean();“entrada” é o nome da variável de “buffer” previamente declarada
  14. 14. Bacharelado em Ciência e TecnologiaProcessamento da InformaçãoEquivalência Portugol – JavaEntrada de Dados Lendo uma variável via teclado// declaração das variáveisinteiro idadereal salario•escreva(“ Digite a idade : “)•leia (idade)•escreva(“ Digite o salario: “)•leia (salario)// declaração das variáveisint idade;double salario = 0;Scanner entrada = new Scanner(System.in);•System.out.println(“ Digite a Idade : “);•idade = entrada.nextInt();•System.out.println("Qual o salario?");•salario = entrada.nextDouble();JAVAPortugol StudioPara utilizar a “classe” de entrada dedados “Scanner” será necessário usara instrução a seguir, antes dadeclaração das variáveis:import java.util.Scanner;
  15. 15. Bacharelado em Ciência e TecnologiaProcessamento da InformaçãoEquivalência Portugol – JavaEstruturas de Seleçãoif ( idade > 15 ) {System.out.println(“ pessoa já pode votar”);}else {System.out.println(“ não pode votar ainda“);}se ( idade > 15 ) {escreva (“ pessoa já pode votar”)} senão {escreva (“ não pode votar ainda“)}JAVAEm JAVA os BLOCOS são delimitados por { }Portugol Studio
  16. 16. Bacharelado em Ciência e TecnologiaProcessamento da InformaçãoEquivalência Portugol – JavaEstrutura de repetição (enquanto / while)...inteiro soma , contsoma = 0cont = 1enquanto ( cont <= 10 ) {soma = soma + contcont = cont + 1}escreva(“ A soma dos 10 primeiros números = “, soma)...int soma = 0, cont = 1;while ( cont <= 10 ) {soma = soma + cont;cont = cont + 1;}System.out.print(“ A soma dos 10 primeiros números = “ + soma);JAVAPortugol Studio
  17. 17. Bacharelado em Ciência e TecnologiaProcessamento da InformaçãoEquivalência Portugol – JavaEstrutura de repetição (para/ for)...inteiro soma , contsoma = 0para (cont = 1; cont <= 10; cont = cont +1 ) {soma = soma + cont}escreva(“ A soma dos 10 primeiros números = “, soma)...int soma = 0, cont;for ( cont =1; cont <= 10 ; cont = cont + 1 ) {soma = soma + cont;}System.out.print(“ A soma dos 10 primeiros números = “ + soma);JAVAPortugol Studio
  18. 18. Bacharelado em Ciência e TecnologiaProcessamento da InformaçãoEquivalência Portugol – JavaEstrutura de umprogramaJAVA
  19. 19. Bacharelado em Ciência e TecnologiaProcessamento da InformaçãoEquivalência Portugol – JavaEstrutura de um programa Portugol Studioprograma{funcao inicio(cadeia parametros[]){//“tipo” “nome_variável”Comando1Comando2...Comando3}}Inicia o programacomentário Declaração deConstantes eVariáveisBloco de instruçõesFim do programa ou do blocoInicio do algoritmo ou bloco
  20. 20. Bacharelado em Ciência e TecnologiaProcessamento da InformaçãoEquivalência Portugol – JavaClass NomedaClasse {public static void main ( String args[ ] ){//aqui tem um comentárioinstrução 1;instrução 2;instrução 3;…instrução n;}}Estrutura de um programa JAVANome do programacomentárioInicio do programaFim blocoDeclaração de constantes e variáveisInício do blocoFim do programaBloco de instruçõesATENÇÃO!!!!!!!!JAVA É “CASE SENSITIVE”AS INSTRUÇÕES DEVEM TERMINAR SEMPRE COM ;

×