Fundamento Hardware - Aula 003

783 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
783
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
16
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
60
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Fundamento Hardware - Aula 003

  1. 1. Aula 003 Fundamentos da Informática PRONATEC Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego
  2. 2. PRONATEC Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego
  3. 3. 7. Memórias Secundárias • Acesso imediato: ligadas diretamente ao barramento da placa mãe e ao processador (ex: disco rígido) • Acesso opcional: ligadas ao sistema quando desejadas, ex: cd, dvd, pendrive • Tempo de acesso: são bem mais lentas que as memórias principais, cerca de 1000 vezes mais lentas em tempos de acesso. Um bom HD deve ter em torno de 3 a 15 ms (milisegundos) • São permanentes, os dados não se perdem sem energia • Tem grandes capacidades, hoje existem HDs de 5 TB • O custo varia mais pela capacidade do que pela velocidade de acesso
  4. 4. 8. Os Discos Rígidos (HD) • É uma memória secundária permanente • Disponível diretamente. Hoje em dia já existem modelos removíveis que conectam ao computador pelas portas USB, porém com menor velocidade de acesso • Os primeiros também conhecidos com o nome “Winchester” (uma arma norte americana) • Nele irão ficar todos os processos em estado “não submetidos” inclusive todos do Sistema Operacional • Ao ligar o computador, a primeira coisa a ser feita é trazer os processos iniciais do SO para o processador (boot), os processos então são submetidos para a RAM e a CPU começa a executá-los • Também é usado para conter os dados: textos, planilhas, bancos de dados, vídeos, sons e tudo que for dados para aplicativos do sistema
  5. 5. 9. Evolução dos HD´s • Os primeiros eram enormes caixas que continham motores e controladores separados (1980 – ST506 de 5MB) • IDE (Integrated Device Eletronic): Dispositivo eletrônico integrado, em 1985 o motor e o controlador eletrônico foram compactados em um único pacote fechado e lacrado • Ultra ATA: motor mais rápido com velocidades de 5400, 7200 até 15000 rpm (rotações por minuto) mais rápidos que o IDE • Serial ATA (SATA): evolução dos Ultra ATA com um tipo de cabo que melhora a comunicação com a CPU aumentando muito a velocidade de transferência • SCSI: possuem uma placa controladora separada para processar a transferência para CPU elevando muito a velocidade de acesso e melhorando a segurança nas informações, mais usado em grandes servidores.
  6. 6. 10. Padrões de Conexão • ATA (Advanced Tecnology Attachment): é um padrão de conexão usado para alguns discos rígidos e drives de cd-rom • IDE e EIDE (“Extended” Integrated Drive Eletronics): a placa controladora lógica está junta com motor em um “pacote” • ATAPI (Advanced Technology Attachment Packet Interface): interface conecta memórias secundárias do tipo CD,DVD,BR e ZIP drive • (U)DMA (“Ultra” DMA): reduziu o tempo de leitura/escrita nos discos pelo compartilhamento de áreas de memória ram com o processador.
  7. 7. 11. Configurar Jumpers do HD • Quando conectamos muitos HD´s ou dispositivos IDE, SCSI, SATA em um mesmo computador um deles deve assumir o papel de Mestre (Master), os outros serão Escravos (Slaves) • HD master contém o bootstrap, arquivos de inicialização para o sistema operacional. Ao ligar o computador serão lidos e jogados na RAM para começo do seu processamento • Para configurar um HD como master usamos os jumpers localizados na parte traseira do equipamento ou na placa controladora • Geralmente tem 3 opções: Master, Slave ou Cable Select. Cable Select o próprio sistema irá escolher o Master
  8. 8. 12. Memórias Flash • Atualmente a tendência é que os HD´s eletromecânicos fiquem obsoletos e passaremos a usar dispositivos baseados em memórias flash • São memórias permanentes baseadas em circuitos eletrônicos, mantém sua informação mesmo quando desligados da energia • Alguns discos flash conhecidos são os pendrives e os SSD (Solid State Disk) discos de estado sólido, parecem com HD mas são flash memory • Os SSD são usados nos atuais NetBooks e Tablets pois são menores e consomem menos energia que os tradicionais discos rígidos • Semelhantes aos HD´s devem ser formatados antes de serem usados como dispositivo de armazenamento
  9. 9. 13. CD-ROM, DVD-ROM, BD-ROM • CD-ROM: são disco ópticos com capacidade até 700 Mb, podem ser: R (readable) somente de leitura, pode ser grava um única vez. Ou RW (ReWriteble) regravável com pouco tempo de uso • DVD-ROM: são discos ópticos com capacidades de 4.5Gb (single layer=camada única) até 8Gb (double layer=dupla camada). Podem ser R ou RW assim como os CD-ROM. • BD: são discos com tecnologia Blue Ray que podem atingir até 20Gb de dados e são R/RW • Os equipamentos para uso possuem conexões semelhantes às dos HD´s (IDE e SATA) e devem ser jumpeados para Slave ou Cable Select
  10. 10. 14. OUTROS DISPOSITIVOS • Estes não se enquadram nos equipamentos de: entrada/saída nem de armazenamento, são usados no contexto do CPD (centro de processamento de dados), eles são: • HUB: dispositivo concentrador de fiação para redes de computador, serve como repetidor uma vez que envia as informações para todos os computadores na rede ligados a ele o que gera muito tráfego • SWITCH: semelhante ao HUB a diferença é que tem uma lógica interna que faz com que os dados trafeguem somente entre os computadores comunicantes diminuindo o tráfego na rede melhorando a performance • BRIDGE: concentrador de fiação que faz a função de estruturar a rede em subredes menores, ele “esconde” uma subrede da outra mas permite trafegar pacotes de forma transparente ao usuário • ROUTER: semelhantes aos bridges com a diferença que tem placas lógicas capazes de aumentar o desempenho do tráfego na rede e alguns são Wireless (WiFi = Sem Fio) permitindo redes onde o cabeamento seria impossível de ser usado • CABO DE REDE: são cabos de par-trançados geralmente de cor azul que ligam um computador ao outro na rede. Nas pontas ele possui um conector chamado RJ-45 padronizado que tem 8 fios dispostos em 4 pares trançados diminuindo os ruídos e as atenuações de transmissão. O processo de colocar os conectores RJ-45 nas pontas terminais do cabo é chamado de crimpagem ou crimpar feito com alicate especial.

×